Você está na página 1de 16

ME00.03.

RG008 rev00

REVISÃO Nº LOCAL DE TOTAL


CÓDIGO (REVIEW DATA (DATE): APLICAÇÃO (PLACE DE PÁG.
(TRACEABILITY NUMBER): OF APPLICATION): (TOTAL
CODE): PAGES):
ME00.22.IS009 17/03/2020 GERAL /
0 CORPORATIVO 12

EQUIPE RESPONSÁVEL TÍTULO (TITLE):


(RESPONSIBLE TEAM):
Valorização da Vida Etiquetamento e Bloqueio de Energia

Código anterior (Previous Code): N/A

I - ÍNDICE DE REVISÕES (REVIEW INDEX)


LIBERADO
REVISADO POR POR
DATA (DATE) Nº DESCRIÇÃO DA REVISÃO REVIEW DESCRIPTION
(REVIEWED BY) (RELEASED
BY)
Paulo Giovanne
17/03/2020 00 Rodolpho Bahiense Emissão inicial
Lopes

II - NOTAS GERAIS (GERAL NOTES)


NOTA 1 - Este documento é de propriedade da IMETAME e NOTE 1 - This document is the property of IMETAME and
não deve ser compartilhado e / ou reproduzido com terceiros should not be shared and / or reproduced with third parties
partes sem uma autorização prévia formal da IMETAME. without prior formal authorization from IMETAME.
NOTA 2 – Nas instruções de serviço bilíngues, a versão em NOTE 2 – In the bilingual service instructions, the English
inglês é posterior à versão em português. Para visualizar version is later than the Portuguese version. To view only the
apenas a versão em inglês, verifique sua existência na tabela English version, please check its existence in the table below
abaixo "Sumário". "Summary".
NOTA 3 – A linguagem em nossos documentos segue nossa NOTE 3 – The language in our documents follows our guideline
diretriz sobre o poder da fala positiva. Se houver about the power of positive speech. If there is
incompreensão sobre o neologismo aplicado, por favor misunderstanding about the applied neologism, please request
solicite e use nosso " M00.06.DG.001 - Glossário da and use our " M00.06.DG.001 - Glossary of Imetame" to support
Imetame" para apoiar seu entendimento. your understanding.

III - SUMÁRIO (SUMMARY)


1 OBJETIVO 2
2 REFERÊNCIAS E DOCUMENTOS
RELACIONADOS 2
3 DEFINIÇÕES 2
4 RESPONSABILIDADES 4
5 DESCRIÇÃO DA INSTRUÇÃO DE SERVIÇO 5
5.1 OPERACIONALIZAÇÃO 5
5.2 DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES 6
5.3 TREINAMENTO 7
6 REGISTRO 7
7 ANEXOS 8

Código autenticador:
ME00.03.RG008 rev00

PÁG.:
ME00.22.IS009 Etiquetamento e Bloqueio de Energia REV.0
2/12

IV - CONTEÚDO (PORTUGUÊS)

1 OBJETIVO
Esta IS - Instrução de Serviço apresenta o programa de Etiquetamento e Bloqueio de Energia da
Imetame. O objetivo da mesma é proporcionar o embasamento técnico e procedimentos sobre serviços
que envolvam fontes de energia e bloqueio de equipamentos para serviço seguro para salvaguardar os
colaboradores da Imetame. Este procedimento aplica-se a todos os serviços das unidades da Imetame,
bem como em instalações de clientes. Além das exigências deste procedimento, deverão também ser
observados procedimentos de segurança do Cliente.

2 REFERÊNCIAS E DOCUMENTOS
RELACIONADOS
 ME01.22.IS003 Controle operacional de valorização da vida.
 ME00.22.IS001 Manual de Valorização da Vida.
 ME01.22.IS001 Controle de Emergência.
 ME01.22.RG010 Direito de Adequação (Recusa)
 ME01.22.RG023 Início Consciente da Atividade (Análise de risco por atividade).
 ME01.22.IS0013 Programa Evoluindo.
 NR-35 Trabalho em Altura.
 Portaria 3214/78 MTE;
 NR 10 Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade
 NR 12 Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos

3 DEFINIÇÕES
 Direito de Adequação: Direito do empregado de não realizar uma atividade, antes de sua
adequação, quando for identificada qualquer situação de risco grave e iminente de oportunidade.
 EPC: Equipamento de Proteção Coletiva.
 EPI: Equipamento de Proteção Individual.
 Início Consciente da Atividade (Análise Prevencionista de Acidentes): identificação antecipada
dos riscos e definição de ações preventivas.
 Oportunidade de Valorização da Vida: Acidente e/ou Incidente;
 PT: Permissão de Trabalho.
 Técnico de Valorização da Vida: Técnico de Segurança do Trabalho.
 Valorização da Vida: Segurança do Trabalho.
 Fontes de Energia: Entende-se por qualquer tipo de Energia capaz de colocar em movimento
um equipamento ou sistema ou ainda causar explosões, queimaduras térmica ou química, tais
como:
a) Energia elétrica;
b) Fluídos hidráulicos sob pressão;
 Sistemas não drenados;
 Sistemas não despressurizados.

c) Gases comprimidos;
d) Energia potencial armazenada em molas;
e) Energia cinética oriunda da movimentação de um objeto;
f) Vapor;
g) Radioativa (radiações ionizantes);
h) Produtos químicos em geral;
i) Qualquer tipo de energia que possa causar lesões ou perdas à propriedade se inesperadamente
liberadas.

 Estado de Energia Zero: Indica que todas as fontes de energia que chegam à máquina ou
equipamento e, portanto, ao ponto onde se realizará o serviço, foram desconectadas e/ou
neutralizadas, proporcionando proteção total contra movimentação ou liberação inesperada.
Linhas, sistemas e equipamentos devem ser entregues despressurizados e drenados, ou seja,
estado de energia zero.

Código autenticador:
PÁG.:
ME00.22.IS009 Etiquetamento e Bloqueio de Energia REV.0
3/12

 Bloqueio: Ação de garantir o estado de energia zero através de dispositivo ou métodos físicos
aplicados (contra ativação acidental ou intencional), com a aplicação de cadeados e correntes
e/ou outros dispositivos mecânicos para:
a) Impedir o acionamento de equipamento/sistema;
b) Conter fluxo/vazamento de fluidos/produtos;
c) Travar a movimentação de materiais/atuadores;
d) Blindar fontes/superfícies emissoras de energia;
e) Dissipar energia residual armazenada.

NOTA 01: Caso mais de um serviço e equipes diferentes estejam atuando sobre o mesmo
equipamento/sistema deverá ser providenciado o Bloqueio Múltiplo.

 Bloqueio Elétrico: Consiste na realização de Bloqueio de fonte de energia elétrica através do


seccionamento, impedimento de reenergização, constatação da ausência de tensão, proteção
dos elementos energizados existentes na zona controlada e instalação da sinalização de
impedimento de reenergização.
 Bloqueio Mecânico: Consiste na realização de Bloqueio de fluxo de fluidos ou radiações através
do uso de impedimentos físicos especificamente dimensionados com materiais e resistência
compatíveis. Exemplos: Fechamento de válvulas ou obturadores, raqueteamento ou interrupção
de linhas, etc.
 Etiquetagem: É o ato de identificar a fonte bloqueada mediante o uso do Cartão de Bloqueio
(Anexo I). Todas as válvulas e dispositivos bloqueados devem obrigatoriamente ser
etiquetados.
 Descarga da Energia Armazenada: Dissipar ou anular todas as formas de energia armazenadas
ou presentes nas instalações envolvidas, através de descarga, drenagem, alívio, calço,
travamento, resfriamento, evitando a liberação inesperada de energia. Todos os dispositivos
utilizados para aliviar drenar ou dissipar qualquer fonte de energia também devem ser
bloqueados e etiquetados.
 APR – Análise Preliminar de Riscos: Documento que tem por objetivo o reconhecimento
antecipado dos riscos de acidentes e/ou incidentes, quando da realização de serviços a serem
desenvolvidos nas áreas.
 Cartão de Bloqueio (Anexo l): Sistema de cartões de Bloqueio que proporciona segurança nas
atividades de limpeza, inspeção e manutenção em equipamentos (rotativos, de fluxo, vasos,
tanques e sistemas mecânicos, hidráulicos, pneumáticos, com fontes radioativas e elétricas).
 Cadeado de Segurança: É um cadeado individual, intransferível, cuja finalidade é manter travada
e bloqueada fisicamente uma fonte de energia. A(s) chave(s) do(s) cadeado(s) deve(m)
permanecer com o Responsável pela Realização das Atividades de cada frente de serviço
durante todo o período de realização dos serviços.
 Trava de Segurança / Multibloqueador: É um dispositivo que, aplicado no local de travamento,
permite a colocação de vários cadeados de segurança de usuários diferentes.
 Dispositivos e Ações de Isolamento: Podem ser elétricos ou mecânicos e têm a finalidade de
isolar máquinas, equipamentos, vasos, tubulações ou instalações. Exemplos: Retirada de
gavetas, disjuntores, fusíveis, seccionadoras, fechamento de obturadores ou retirada de fontes
radioativas,
abertura e fechamento de válvulas manuais, pneumáticas ou hidráulicas, desacoplamento de
tubulações ou instalações elétricas, retirada de correias de acionamento, calços, flanges cegos
ou raquetes, etc.
 Responsável pela Realização das Atividades: É o responsável pela solicitação do Bloqueio e
da Permissão de Trabalho - PT (quando aplicável). O mesmo deve analisar os riscos da área em
conjunto com o Responsável pelo Equipamento, solicitar o Bloqueio das fontes de energia,
portando consigo o Cartão de Bloqueio devidamente preenchido, bem como o cartão
complementar, se for o caso.

NOTA 02: O Responsável pela Realização das Atividades deve manter consigo a (s) chave (s) do(s)
cadeados utilizados nos Bloqueios das fontes de energia, equipamento(s)/ sistema(s) bloqueado(s),
durante toda a realização dos serviços.

Código autenticador:
PÁG.:
ME00.22.IS009 Etiquetamento e Bloqueio de Energia REV.0
4/12

 Integrantes do Grupo de Serviço: Todo o profissional que faz parte de um Grupo de Serviço
sob a liderança do Responsável pela Realização das Atividades.
 Responsável pelo Equipamento: Profissional responsável pela operação do equipamento que
será desligado e bloqueado, normalmente o Operador de Área do local em que será realizada a
atividade (cliente). O mesmo deve avaliar todos os riscos, com base na lógica operacional,
garantindo o total Bloqueio e Etiquetagem de todas as fontes de energia envolvidas na área do
serviço solicitado, incluindo-se todos os dispositivos utilizados para despressurização e
drenagem:
a) Todas as válvulas que não podem ser manobradas (mudança de posição) durante a intervenção
devem obrigatoriamente ser Bloqueadas e Etiquetadas;
b) Válvulas com mais de um tipo de acionamento, (ex.: acionamento elétrico e manual) devem ser
Bloqueadas e Etiquetadas em todas as fontes de acionamento. Ex.: se a válvula tiver
acionamento elétrico e manual, deverá ser bloqueada e etiquetada no acionamento elétrico
e também no
acionamento manual.

NOTA 03: Quando a atividade envolver Bloqueio elétrico deverá ser acionado o técnico de elétrica da
área para efetuar o Bloqueio no respectivo alimentador elétrico (gaveta, disjuntor, seccionadora, etc.)
desde que não seja seccionadora de campo.

 Responsável pelo Bloqueio das Fontes de Energia: trata-se do profissional responsável pela
realização do bloqueio e etiquetagem da fonte de energia:
a) Profissional Responsável pelo Bloqueio das Fontes de Energia Mecânica: Profissional responsável
e treinado pela operação do equipamento que será desligado e bloqueado. O mesmo deve
avaliar todos os riscos, com base na lógica operacional, garantindo o total Bloqueio e
etiquetagem de todas as fontes de energia envolvidas no processo.
b) Profissional Responsável pelo Bloqueio das Fontes de Energia Elétrica: Profissional com
formação técnica em eletricidade, certificado através da rede oficial de ensino (eletrotécnicos,
eletrônicos e
eletricistas) com treinamento em NR-10, bem como neste procedimento de Bloqueio e
etiquetagem. São também responsáveis pela realização dos bloqueios nos alimentadores de
equipamentos com fontes de energia elétrica.

4 RESPONSABILIDADE
S COLABORADOR:
 Cumprir os requisitos de valorização da vida e meio ambiente;
 Ter postura comportamental em valorização da vida junto à equipe; garantir que a atividade seja
realizada de forma segura e organizada;
 Comunicar ao encarregado/líder toda e qualquer situação de risco para sua segurança e saúde ou
de terceiros, que sejam do seu conhecimento. Na dúvida parar ou não iniciar as atividades e/ou
utilizar o Direito de Adequação.
 Inspecionar, usar e manter os EPI / EPC em bom estado de conservação, bem como todos os
equipamentos de resgate.
 Garantir que as áreas de serviço estejam organizadas e que as ferramentas e materiais de
apoio, equipamentos e resíduos estejam arrumados, manter as áreas de serviço limpas e
desimpedidas
de obstáculo que possam dificultar o livre acesso, atentar para não haver bloqueio de
equipamentos de combate a incêndio.

VALORIZAÇÃO DA
VIDA:
 Verificar a eficácia da limpeza, organização das áreas para a realização do serviço com segurança;
 Orientar e proporcionar ações para prevenir e reduzir os impactos sociais e oportunidades de
serviço;
 Orientar os colaboradores para implementação de medidas mitigadoras e de controle;
 Realizar a liberação de permissão de atividade caracterizada em serviços de campo com
segurança garantida aos colaboradores;
 Auditar, orientar, monitorar e avaliar o cumprimento da aplicação das ferramentas de gestão nos
serviços em equipamentos que mereçam bloqueio de energia;

Código autenticador:
PÁG.:
ME00.22.IS009 Etiquetamento e Bloqueio de Energia REV.0
5/12

 Realizar inspeções diárias nas áreas de serviço visando o reconhecimento e neutralização das
condições de risco existentes no ambiente de serviço;
 Realizar inspeções antes do início das atividades, avaliando as condições de segurança do local.

ENCARREGADO/LÍDER
:
 Realizar o Início Consciente da Atividade conforme registro ME01.22.RG023 Início Consciente,
com todos os envolvidos na atividade;
 Atuar diante dos desvios comportamentais e condições inseguras junto à equipe e proporcionar
meios para que a atividade seja realizada de forma segura;
 Garantir que as áreas estejam organizadas, limpas e que os acessos e rotas de circulação
estejam livres, não deixar que equipamentos de combate a incêndio sejam bloqueados.
 Garantir que todos os colaboradores tenham acesso a ferramentas, equipamentos e máquinas
inspecionadas e em condições de segurança para realização das atividades, com sua devida
identificação e fita com a cor do mês vigente;
 Garantir que todas as instruções deste procedimento sejam explicitadas e compartilhadas no
Início Consciente da atividade.

DIRETORES
:
 Garantir o cumprimento desta instrução por todos os colaboradores;
 Disponibilizar e gerir recursos materiais, financeiros e humanos para o efetivo cumprimento desta
Instrução de serviço;
 Garantir que as tarefas sejam paralisadas pelos seus colaboradores quando as condições de
risco forem identificadas na realização da atividade.

5 DESCRIÇÃO DA INSTRUÇÃO DE
SERVIÇO
A Coordenação de Valorização da Vida pode a qualquer momento solicitar, em comunicação direta com
a Coordenação de Produção, a paralisação das atividades se julgar que as condições de serviço com
Etiquetamento e Bloqueio de Energia deixam em risco iminente os colaboradores.

Antes de iniciar as atividades de campo o Encarregado/Líder das atividades deve avaliar se as


condições climáticas representam riscos adicionais à realização das atividades. Deve planejar as
medidas de controle necessárias, devendo prever a possibilidade de paralisação dos serviços em
condições de risco grave e iminente para oportunidades de Valorização da Vida, bem como não liberar o
início das atividades em condições adversas que possam ocasioná-las.

5.1 OPERACIONALIZAÇÃ
O
5.1.1 CONDIÇÕES, MATERIAIS E RECURSOS
NECESSÁRIOS
5.1.1.1 Materiais e Recursos

 Etiqueta pessoal de bloqueio (Anexo I);


 Cadeados;
 Trava de segurança;
 Multibloqueadores;
 Correntes;
 Dispositivos de ações e isolamento;
 Dispositivos de Bloqueio (Anexo II);
 Caixa de Travamento para Bloqueios Múltiplos (Anexo III);
 Formulário para Violação de Bloqueio (Anexo IV);

5.1.1.2 Segurança e Meio Ambiente

 É obrigatório o Bloqueio elétrico e/ou mecânico (válvulas, fontes radioativas, sistemas sob carga,
etc.) em qualquer serviço realizado em máquinas, equipamentos, vasos e tubulações, conforme
procedimentos descritos nesta norma.
Código autenticador:
PÁG.:
ME00.22.IS009 Etiquetamento e Bloqueio de Energia REV.0
6/12

 Nenhuma máquina, equipamento, sistema, vasos e tubulações, nos quais haja um Bloqueio e
Etiquetagem de segurança poderão ser acionados / utilizados.
 Nas paradas programadas de manutenção / operação, as áreas devem planejar previamente o
preenchimento e controle dos cartões de segurança, com base nas lógicas de processo, em
função
da quantidade de equipamentos e sistemas a serem bloqueados.

5.2 DESCRIÇÃO DAS


ATIVIDADES
5.2.1 PREECHIMENTO DO CARTÃO DE
BLOQUEIO
O preenchimento do Cartão de Bloqueio (Anexo I) deverá anteceder a realização do serviço, conforme
esta Instrução de Serviço. A responsabilidade de providenciar os Cartões de Bloqueio é do Responsável
pela realização das Atividades, este deverá providenciar a quantidade de cartões equivalentes ao
número de equipamentos a serem bloqueados, em função dos serviços que serão realizados. Em
seguida o mesmo entrará em contato com o Responsável pelo Equipamento para solicitar autorização
para iniciar a realização do procedimento de Bloqueio.

NOTA 04: Todo serviço a ser realizado deve ser avaliado pelo Responsável pelo Equipamento a fim de
identificar os riscos existentes e definir quais as ações de Bloqueio a serem adotadas, conforme consta
na lógica operacional de cada equipamento ou sistema, quando aplicável.

5.2.2 REALIZAÇÃO DE BLOQUEIO


ELÉTRICO
Após liberação do Responsável pelo Equipamento, o mesmo verifica junto com o Responsável pela
Realização das Atividades todos os dispositivos de isolamento, controles / lógica de operação do
sistema, máquina ou equipamento. Após verificação, o Responsável pelo Equipamento aciona o
responsável pelo Bloqueio da fonte de energia elétrica que receberá o cartão no local do
equipamento para iniciar o procedimento de Bloqueio e Etiquetagem (colocação de cadeados) do
alimentador elétrico da(s) fonte(s) correspondente(s).

NOTA 05: Os Cartões de Bloqueio sempre deverão ser afixados pelos responsáveis pelo Bloqueio da
fonte de energia em ponto de fácil visualização no alimentador elétrico e que o mesmo não seja sujeito à
remoção involuntária.

5.2.3 CONFIRMAÇÃO DO BLOQUEIO


ELÉTRICO
Para certificar o estado de energia zero, o Responsável pela Realização das Atividades em conjunto
com o Responsável pelo Equipamento, deverá realizar teste complementar, certificando que a
sinalização do equipamento no Controle Operacional (SDCD) esteja na cor vermelha e impossibilitando
o religamento. No caso de equipamentos que possuem chave de comando local, o acionamento será
também em campo após o teste de comando pelo SDCD.

Em ambos os casos, o Responsável pelo Equipamento e o Responsável pela Realização das Atividades
deverão estar no campo ao lado do equipamento para confirmar o Bloqueio.

NOTA 06: Somente depois de realizados todos os procedimentos, anteriormente descritos, considera-se
o equipamento liberado para realização dos serviços.

5.2.4 Realização do Bloqueio Mecânico


O Responsável pela Realização das Atividades solicita a liberação ao Responsável pelo Equipamento
que analisa a existência de uma ou mais fontes de energia do equipamento. Serão providenciados
cartões de segurança e dispositivos de Bloqueios quantos forem necessários. O Responsável pelo
Equipamento identifica os pontos a serem bloqueados, efetuando as manobras operacionais para
fechamento, drenagem e despressurização. Com isto estará garantido o estado zero de fonte de
energia.
NOTA 07: Onde não se conseguir estanqueidade com segurança pelas vias normais deverá ser
realizada uma avaliação técnica com os envolvidos para a melhor forma de condição de fonte de
energia zero. Com
Código autenticador:
PÁG.:
ME00.22.IS009 Etiquetamento e Bloqueio de Energia REV.0
7/12

a confirmação das condições de processo, o responsável pelo Bloqueio da fonte de energia efetuará o
Bloqueio e Etiquetagem.

5.2.5 LIBERAÇÃO PARA INÍCIO DAS


ATIVIDADES
Após teste e confirmação do Bloqueio, seja ele elétrico ou mecânico, o Responsável pelo Equipamento
entrega ao Responsável pela Realização das Atividades a chave do cadeado. Com isto o Grupo de
Serviço estará autorizado a iniciar suas atividades.

NOTA 08: Todos os integrantes do Grupo de Serviço deverão estar envolvidos no processo de Bloqueio
e Etiquetagem e para isto deverão receber treinamento específico sobre este procedimento.

5.2.6 PERDA DO CARTÃO DE BLOQUEIO E/OU CHAVE DO


CADEADO
Deverá ser preenchido pelo Responsável pelo Equipamento o Formulário de Autorização de Violação de
Bloqueio verificando todos os itens do checklist de Segurança (Conforme Anexo IV).

A violação do Bloqueio somente poderá ser realizada após a comunicação ao Responsável pela
Realização das Atividades e avaliação do local, mediante autorização do Coordenador de Fábrica e/ou
Especialista da Área comprovada pela identificação e assinatura no Formulário de Autorização de
Violação de Bloqueio. Os Formulários de Autorização de Violação de Bloqueio utilizados devem ser
enviados à Valorização da Vida para avaliação e arquivamento.

5.2.7 DESBLOQUEIO ELÉTRICO E


MECÂNICO
O Responsável pela Realização das Atividades, após a conclusão do serviço, entregará a chave dos
cadeados ao Responsável pelo Equipamento. O Responsável pelo Equipamento realiza inspeção local
junto com o Responsável pela Realização das Atividades de posse da chave do cadeado, convoca o
responsável pelo Bloqueio da Fonte de Energia para iniciar o Desbloqueio.

O responsável pelo Bloqueio da fonte de energia após efetuar o Desbloqueio, entrega os cartões ao
Responsável pelo Equipamento.

NOTA 09: Caso ainda exista outro Bloqueio efetuado por outra frente de serviço, será retirado apenas o
Bloqueio correspondente à liberação, ficando os demais ainda bloqueando o alimentador.

5.3 TREINAMENT
O
 Público alvo: Todos os Colaboradores envolvidos na operação em que haja bloqueio e
desbloqueio de energias mecânica e elétrica.
 Carga Horária: 2 horas ou de acordo com a necessidade da gerência.
 Frequência: Na implantação e revisão do procedimento.

6 REGISTRO
 Etiqueta de bloqueio pessoal;
 Dispositivos de bloqueio;
 Caixa de bloqueios múltiplos;
 Formulário para violação de bloqueio;
 Fluxograma para Bloqueio/Desbloqueio Mecânico e Elétrico.

Código
autenticador:
PÁG.:
ME00.22.IS009 Etiquetamento e Bloqueio de Energia REV.0
8/12

7 ANEXOS

ANEXO I – Etiqueta de bloqueio pessoal

ANEXO II – Dispositivos de bloqueio

Dispositivo de
bloqueio para
válvulas esféricas
para travar válvulas

Bloqueio para
componentes
pneumáticos
Dispositivo Universal
Garra de Bloqueio
de bloqueio para
válvulas
PÁG.:
ME00.22.IS009 Etiquetamento e Bloqueio de Energia REV.0
9/12

Cadeado de
Bloqueio

Bloqueio para
válvulas de gaveta Bloqueador
(Registro) multiuso

Bloqueio para
disjuntores
monopolares (120v)

Bloqueio para
disjuntores grandes
(480-600v)

Dispositivo para
bloqueio de
disjuntores

Adaptadores de
Bloqueio
PÁG.:
ME00.22.IS009 Etiquetamento e Bloqueio de Energia REV.0
10/12

Dispositivo universal Bloqueadora para


para bloqueio de haste válvula
disjuntores esférica

ANEXO III – Caixa de bloqueios múltiplos


PÁG.:
ME00.22.IS009 Etiquetamento e Bloqueio de Energia REV.0
11/12

ANEXO IV – Formulário para violação de bloqueio

Número da
AUTORIZAÇÃO DE Solicitação:
VIOLAÇÃO DE BLOQUEIO
DADOS DO FUNCIONÁRIO RESPONSÁVEL PELA REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES OU REPRESENTANTE

Nome: Matrícula:
Função: Equipe:
Empresa:
DADOS DO EQUIPAMENTO BLOQUEADO
Equipamento /sistema (TAG):
Motivo do Bloqueio:

Localização:
Item CHECK LIST DE SEGURANÇA Sim Nã
1 O colaborador Responsável pela Realização das Atividades foi comunicado?
2 O responsável foi comunicado e autoriza o desbloqueio?
3 Foram concluídas todas as etapas do escopo da atividade?
4 O equipamento está seguro para voltar a operar?
5 A planta foi inspecionada para o restabelecimento seguro da energia?
6
AÇÕES A SEREM TOMADAS PARA A LIBERAÇÃO RESPONSÁVEL

APROVAÇÃO
Nome: Matrícula:
IMETAME

Função: Equipe:
Data: Hora: Assinatura:

Nome: Matrícula:
Função: Equipe:
Data: Hora: Assinatura:

Código
autenticador:
PÁG.:
ME00.22.IS009 Etiquetamento e Bloqueio de Energia REV.0
12/12

ANEXO V – Fluxograma para Bloqueio/Desbloqueio Mecânico e Elétrico

Código autenticador:

Você também pode gostar