Você está na página 1de 11

FÍSICA DIVERTIDA com o Prof.

Ivã Pedro

LISTA DE EXERCÍCIOS 2
CONTEÚDO: ACÚSTICA

QUESTÕES RESOLVIDAS EM NOSSO CANAL


www.youtube.com/fisicadivertida

1) (PROPRIEDADES FISIOLÓGICAS E EQUAÇÃO FUNDAMENTAL)


(RESOLVIDA EM VÍDEO) O ouvido humano é capaz de ouvir sons entre 20Hz e
20000Hz, aproximadamente. A velocidade do som no ar é aproximadamente 340 m/s.
O som mais grave que o ouvido humano é capaz de ouvir tem comprimento de ondas:

a)1,7 cm
b) 59,8 mm
c) 17 m
d) 6800m
e) 6800km

2) (UFRGS) (PROPRIEDADES FISIOLÓGICAS) (RESOLVIDA EM VÍDEO)


Quais as características das ondas sonoras que determinam a altura e a intensidade do
som?

a) comprimento de onda e frequência


b) amplitude e comprimento de onda
c) amplitude e frequência
d) frequência e comprimento de onda
e) frequência e amplitude

3) (UFMG) (PROPRIEDADES FISIOLÓGICAS) Uma pessoa toca no piano uma tecla


correspondente à nota mi e, em seguida, a que corresponde a sol. Pode-se afirmar que
serão ouvidos dois sons diferentes porque as ondas sonoras correspondentes a essas
notas têm:

a) amplitudes diferentes
b) frequências diferentes
c) intensidades diferentes
d) timbres diferentes
e) velocidade de propagação diferentes

4) (UFU) (CORDAS SONORAS) (RESOLVIDA EM VÍDEO) Tem-se uma


corda de massa 400 g e de comprimento 5 m. Sabendo-se que está tracionada
de 288 N, determine:

a) a velocidade de propagação de um pulso nessas condições;


b) a intensidade da força de tração nessa corda, para que um pulso se propague
com velocidade de 15 m/s.

FÍSICA DIVERTIDA COM O PROF IVÃ PEDRO


FÍSICA DIVERTIDA com o Prof. Ivã Pedro

5) (EFOMM) (CORDAS SONORAS) (RESOLVIDA EM VÍDEO) Na figura abaixo,


uma corda é presa a um suporte e tensionada por um corpo esférico de 500 g, que se
encontra totalmente imerso em um recipiente contendo água. Determine a velocidade
com que se propaga uma onda na corda. Considere a corda como um fio ideal.
Dados: massa específica da água  1 g cm3 ; volume da esfera  0,1 dm3 ; densidade da
corda  1,2 g m; aceleração da gravidade 10 m/s2.

a) 47,3 m s
b) 49 m s
c) 52,1m s
d) 54,5 m s
e) 57,7 m s

6) (UDESC) (TUBOS SONOROS) (RESOLVIDA EM VÍDEO) Dois tubos sonoros


de um órgão têm o mesmo comprimento, um deles é aberto e o outro fechado. O tubo
fechado emite o som fundamental de 500 Hz à temperatura de 20 oC e à pressão
atmosférica. Dentre as frequências abaixo, indique a que esse tubo não é capaz de
emitir.

a) 1500 Hz
b) 4500 Hz
c) 1000 Hz
d) 2500 Hz
e) 3500 Hz

7) (AFA) (TUBOS SONOROS) (RESOLVIDA EM VÍDEO) Um diapasão de


frequência conhecida igual a 340 Hz é posto a vibrar continuamente próximo à boca de
um tubo, de 1 m de comprimento, que possui em sua base um dispositivo que permite a
entrada lenta e gradativa de água como mostra o desenho abaixo.

FÍSICA DIVERTIDA COM O PROF IVÃ PEDRO


FÍSICA DIVERTIDA com o Prof. Ivã Pedro

Quando a água no interior do tubo atinge uma determinada altura h a partir da base, o
som emitido pelo tubo é muito reforçado. Considerando a velocidade do som no local
de 340 m/s, a opção que melhor representa as ondas estacionárias que se formam no
interior do tubo no momento do reforço é

a)

b)

c)

d)

8) (UNESP) (TUBOS SONOROS) Um aluno, com o intuito de produzir um


equipamento para a feira de ciências de sua escola, selecionou 3 tubos de PVC de cores
e comprimentos diferentes, para a confecção de tubos sonoros. Ao bater com a mão
espalmada em uma das extremidades de cada um dos tubos, são produzidas ondas
sonoras de diferentes frequências. A tabela a seguir associa a cor do tubo com a
frequência sonora emitida por ele:

Cor vermelho azul roxo


Frequência 290 440 494
(HZ)
Podemos afirmar corretamente que, os comprimentos dos tubos vermelho (Lvermelho),
azul (Lazul) e roxo (Lroxo), guardam a seguinte relação entre si:

a) Lvermelho < Lazul > Lroxo.


b) Lvermelho = Lazul = Lroxo.
c) Lvermelho > Lazul = Lroxo.
d) Lvermelho > Lazul > Lroxo.
e) Lvermelho < Lazul < Lroxo.

FÍSICA DIVERTIDA COM O PROF IVÃ PEDRO


FÍSICA DIVERTIDA com o Prof. Ivã Pedro

9) (UNESP) (TUBOS SONOROS) (RESOLVIDA EM VÍDEO) Na geração da voz


humana, a garganta e a cavidade oral agem como um tubo, com uma extremidade
aproximadamente fechada na base da laringe, onde estão as cordas vocais, e uma
extremidade aberta na boca. Nessas condições, sons são emitidos com maior intensidade
nas frequências e comprimentos de ondas para as quais há um nó (N) na extremidade
fechada e um ventre (V) na extremidade aberta, como ilustra a figura. As frequências
geradas são chamadas harmônicos ou modos normais de vibração. Em um adulto, este
tubo do trato vocal tem aproximadamente 17 cm. A voz normal de um adulto ocorre em
frequências situadas aproximadamente entre o primeiro e o terceiro harmônicos.

Considerando que a velocidade do som no ar é 340 m/s, os valores aproximados, em


hertz, das frequências dos três primeiros harmônicos da voz normal de um adulto são
a) 50, 150, 250.
b) 100, 300, 500.
c) 170, 510, 850.
d) 340, 1 020, 1 700.
e) 500, 1 500, 2 500.

10) (UFTM) (TUBOS SONOROS) Sílvia e Patrícia brincavam com uma corda quando
perceberam que, prendendo uma das pontas num pequeno poste e agitando a outra ponta
em um mesmo plano, faziam com que a corda oscilasse de forma que alguns de seus
pontos permaneciam parados, ou seja, se estabelecia na corda uma onda estacionária.
A figura 1 mostra a configuração da corda quando Sílvia está brincando e a figura 2
mostra a configuração da mesma corda quando Patrícia está brincando.

FÍSICA DIVERTIDA COM O PROF IVÃ PEDRO


FÍSICA DIVERTIDA com o Prof. Ivã Pedro

Considerando-se iguais, nas duas situações, as velocidades de propagação das ondas na


corda, e chamando de fS e fP as frequências com que Sílvia e Patrícia, respectivamente,
estão fazendo a corda oscilar, pode-se afirmar corretamente que a relação fS / fP é igual a

a) 1,6.
b) 1,2.
c) 0,8.
d) 0,6.
e) 0,4.

11) (UNB) (TUBOS SONOROS) (RESOLVIDA EM VÍDEO) As notas musicais,


elementos básicos da música, são tipicamente caracterizadas por sua frequência. A
música ocidental é embasada em escalas que são compostas por um conjunto de notas
representadas por razões bem definidas entre frequências. Em um instrumento como o
berimbau, além do arame e de uma pedra que funciona como suporte móvel, há uma
cabaça que, por possuir propriedades elásticas especiais, converte com maior eficiência
a energia de vibração da corda em energia sonora e passa a funcionar como caixa de
ressonância. A pedra divide o arame em duas partes de comprimentos L1 e L2, como
representado na figura abaixo.

Para uma tensão fixa da corda, seus modos de vibração são definidos por comprimentos
2L
de onda dados por   , para n inteiro, em que L é o comprimento da corda. A partir
n
do modo fundamental n = 1 e usando-se a razão entre frequências, as escalas podem ser
montadas.
Apesar de a frequência característica de uma nota ter padrão muito bem definido e
organizado, frequências puras não são usualmente encontradas em instrumentos
musicais reais. No som de determinado instrumento, sempre estão presentes
componentes caóticas de frequência, com amplitude geralmente menor, que se
sobrepõem à frequência fundamental, alterando-a. Tal efeito afeta o timbre do
instrumento. A partir dessas informações, julgue os próximos itens.

a) No funcionamento de um berimbau, ocorrem ondas longitudinais e transversais,


desde o momento de excitação da corda até o da propagação do som.
b) Do som mais agudo ao som mais grave emitidos por um instrumento musical, as
ondas sonoras sofrem aumento progressivo de frequência.
c) Quando a corda do berimbau vibra, dois fenômenos ondulatórios contribuem para a
formação das chamadas ondas estacionárias: a reflexão e a interferência.
d) Se forem utilizados vários berimbaus com cordas de mesmo comprimento, sendo
todas submetidas à mesma tensão e com a pedra na mesma posição, o berimbau que
tem a corda de maior densidade linear de massa emitirá sons mais graves.
e) Ao contrário do que ocorre com as ondas eletromagnéticas, a onda mecânica
transversal criada em um instrumento de corda não sofre refração.
f) O quarto harmônico de uma onda estacionária gerada em um berimbau tem o dobro
de ventres e nós que o segundo harmônico gerado no mesmo instrumento, além de ter
comprimento de onda quatro vezes maior que o primeiro harmônico.

FÍSICA DIVERTIDA COM O PROF IVÃ PEDRO


FÍSICA DIVERTIDA com o Prof. Ivã Pedro

12) (UFPE) (TUBOS SONOROS) (RESOLVIDA EM VÍDEO) A figura mostra uma


montagem onde um oscilador gera uma onda estacionaria que se forma em um fio. A
massa de um pedaço de 100 m deste fio e 20 g.
Qual a velocidade de propagação das ondas que formam a onda estacionaria, em m/s?

13) (BAHIANA) (TUBOS SONOROS) (RESOLVIDA EM VÍDEO)

O canal auditivo da figura representa o órgão de audição humano que mede, em média,
cerca de 2,5 cm de comprimento e que pode ser comparado a um tubo sonoro fechado,
no qual a coluna de ar oscila com ventre de deslocamento na extremidade aberta e nó de
deslocamento na extremidade fechada.

Considerando-se que a velocidade de propagação do som no ar é igual a 340 m s e que


a coluna de ar oscila segundo um padrão estacionário fundamental no canal auditivo,
pode-se afirmar – pela análise da figura associada aos conhecimentos da Física – que
a) o comprimento da onda sonora que se propaga no canal auditivo é igual a 2,5 cm.
b) a frequência das ondas sonoras que atingem a membrana timpânica é,
aproximadamente, igual a 13.600,0 Hz.
c) a frequência fundamental de oscilação da coluna de ar no canal auditivo é igual a
340,0 Hz.
d) a frequência de vibração da membrana timpânica produzida pela oscilação da coluna
de ar é igual a 3.400,0 Hz.
e) a frequência do som transmitido ao cérebro por impulsos elétricos é o dobro da
frequência da vibração da membrana timpânica.

14) (FUVEST) (TUBOS SONOROS) Uma flauta andina, ou flauta de pã, é constituída
por uma série de tubos de madeira, de comprimentos diferentes, atados uns aos outros
por fios vegetais. As extremidades inferiores dos tubos são fechadas. A frequência
fundamental de ressonância em tubos desse tipo corresponde ao comprimento de onda
igual a 4 vezes o comprimento do tubo. Em uma dessas flautas, os comprimentos dos
tubos correspondentes, respectivamente, às notas Mi (660 Hz) e Lá (220 Hz) são,
aproximadamente,

FÍSICA DIVERTIDA COM O PROF IVÃ PEDRO


FÍSICA DIVERTIDA com o Prof. Ivã Pedro

(Note e adote: A velocidade do som no ar é igual a 330 m/s.)


a) 6,6 cm e 2,2 cm.
b) 22 cm e 5,4 cm.
c) 12 cm e 37 cm.
d) 50 cm e 1,5 m.
e) 50 cm e 16 cm.

15) (UFJF) (TUBO SONOROS) (RESOLVIDA EM VÍDEO) Considerando que a


velocidade do som no ar é igual a 340 m/s e que o canal auditivo humano pode ser
comparado a um tubo de órgão com uma extremidade aberta e a outra fechada, qual
deveria ser o comprimento do canal auditivo para que a frequência fundamental de uma
onda sonora estacionária nele produzida seja de 3400 Hz?
a) 2,5 m
b) 2,5 cm
c) 0,25 cm
d) 0,10 m
e) 0,10 cm

16) (UFU) (CORDAS SONORAS) (RESOLVIDA EM VÍDEO) Uma corda de um


violão emite uma frequência fundamental de 440,0 Hz ao vibrar livremente, quando
tocada na região da boca, como mostra Figura 1. Pressiona-se então a corda a L/3 de
distância da pestana, como mostra Figura 2.

A frequência fundamental emitida pela corda pressionada, quando tocada na região da


boca, será de:

a) 660,0 Hz.
b) 146,6 Hz.
c) 880,0 Hz.
d) 293,3 Hz.

FÍSICA DIVERTIDA COM O PROF IVÃ PEDRO


FÍSICA DIVERTIDA com o Prof. Ivã Pedro

17) (PROPRIEDADES FISIOLÓGICAS) (RESOLVIDA EM VÍDEO)


ESCUTAR SOM MUITO ALTO PODE CAUSAR PERDA IRREVERSÍVEL DA
AUDIÇÃO
Sons que estão presentes no dia a dia, como o da Olívia Flores movimentada durante a
comemoração de mais um título do Flamengo, o apito do guarda de trânsito no Terminal
Lauro de Freitas em Vitória da Conquista e as buzinas podem provocar problemas no
ouvido. Por isso, é importante protegê-lo e preservar a audição para evitar perda no futuro.
Falta de cuidados, muita exposição a som alto e explosões e uso constante de fones de
ouvido podem causar perda irreversível da audição, segundo a otorrinolaringologista Tanit
Sanchez. O volume máximo pode causar prazer a algumas pessoas, mas de acordo com a
Sociedade Brasileira de Pediatria, essa sensação passa rapidamente e o que fica é a
destruição das células auditivas. Essa audição perdida, seja por causa de ruídos fortes ou pelo
envelhecimento, jamais será recuperada se as células auditivas tiverem morrido. Por isso, é
importante utilizar os fones com moderação e não escutar música muito alta ou por muito
tempo. Quando o som está muito perto da orelha, ele é mais prejudicial porque vai direto
para o tímpano. Assim como o resto do corpo, o ouvido também envelhece e, a partir
dos 50 anos, as células auditivas começam a morrer. Esse envelhecimento, porém, não
causa perda total da audição a não ser que esteja associado a outras doenças.

Utilizando o texto acima e seus conhecimentos sobre Física analise os itens abaixo e
assinale a alternativa CORRETA:

a) Um som mais próximo da orelha é mais prejudicial para o ser humano, pois a
frequência é inversamente proporcional à área varrida pelo som.
b) Sons muito altos podem destruir as células auditivas.
c) Uma onda sonora pode danificar as células auditivas quando apresentar nível sonoro
próximo a 100 dB, pois com esse valor a intensidade será igual a 10 - 4 w/m2.
d) Quanto maior a amplitude de uma onda sonora, mais energia ela transportará e mais
prejuízo poderá trazer à audição humana.
e) O prejuízo à audição ocorre pelo fato das ondas sonoras vibrarem em uma direção
perpendicular à sua direção de vibração.

18) (CORDAS SONORAS) (RESOLVIDA EM VÍDEO)

FÍSICA DIVERTIDA COM O PROF IVÃ PEDRO


FÍSICA DIVERTIDA com o Prof. Ivã Pedro

A figura acima ilustra o esquema de funcionamento do equipamento denominado


telefone de barbante, usado para a realização de uma das provas do Caça ao
Conhecimento do Zênite no ano de 2016.. Ele pode ser construído com dois copos de
plástico cujos fundos estejam unidos por um fio de barbante completamente estirado. As
ondas sonoras, ao serem produzidas, no interior do copo, por uma das crianças,
propagam-se pelo ar e, em contato com o fundo do copo, o fazem vibrar. Essa
perturbação propaga-se pelo barbante com uma velocidade de 3000 m/s até o fundo do
outro copo, onde o processo físico inverso ocorrera, permitindo que a criança na outra
extremidade do fio ouça o comunicado. A partir dessas informações, julgue os itens
subsequentes, assinalando o que CORRETO:

a) Considerando-se que o ouvido humano perceba sons na faixa de frequências de 20 Hz


até 20.000 Hz o comprimento de onda correspondente a frequência audível mais baixa é
igual a 170 m.
b) Pelo fato das ondas sonoras serem longitudinais, o som se propaga pelo barbante
mais rápido que pelo ar.
c) De acordo à lei de Taylor, a velocidade do som que se propaga pelo barbante é
diretamente proporcional à força de tração no fio.
d) No harmônico fundamental formado no barbante de 3 m de comprimento, o som
produzido terá uma frequência de 500 Hz.
e) O som que se propaga ao longo do barbante é uma onda mecânica e longitudinal,
apresentando intensidades maiores à medida que a sua amplitude diminui.

19) (CORDAS SONORAS) Os alunos do segundo ano do Ensino Médio registraram,


através de fotos originais, a presença das Ciências da Natureza em nosso cotidiano. Em
uma dessas fotos percebemos um garoto tocando as cordas de mesmo tamanho de um
violão, onde a corda superior é mais grossa que a corda inferior.

Sendo as cordas submetidas à mesma força de tração e comparando o som produzido pela
corda superior com o som produzido pela corda inferior, PODE-SE AFIRMAR que

a) o som produzido pela corda superior é mais forte que o


som produzido pela corda inferior.
b) o som produzido pela corda inferior é mais forte que o
som produzido pela corda superior.
c) o som produzido pela corda superior é mais alto que o
som produzido pela corda inferior.
d) o som produzido pela corda inferior é mais alto que o
som produzido pela corda superior.
e) o som produzido pela corda inferior é mais grave que o
som produzido pela corda superior.

FÍSICA DIVERTIDA COM O PROF IVÃ PEDRO


FÍSICA DIVERTIDA com o Prof. Ivã Pedro

20) (PROPRIEDADES FISIOLÓGICAS) As vozes de dois cantores, emitidas nas


mesmas condições ambientais, foram representadas em um osciloscópio e apresentaram
os aspectos geométricos indicados a seguir.

A respeito dessas ondas, foram feitas várias afirmativas:

1. As vozes possuem timbres diferentes.


2. As ondas possuem o mesmo comprimento de onda.
3. Os sons emitidos possuem alturas iguais.
4. As ondas emitidas possuem a mesma frequência.
5. os sons emitidos possuem a mesma intensidade.
6. As ondas emitidas possuem amplitudes diferentes.
7. O som indicado em A é mais agudo do que o indicado em B.
8. Os períodos das ondas emitidas são iguais.

O número de afirmativas CORRETAS é igual a:

a) 3
b) 4
c) 5
d) 6
e) 7

FÍSICA DIVERTIDA COM O PROF IVÃ PEDRO


FÍSICA DIVERTIDA com o Prof. Ivã Pedro

GABARITO

1. c
2. e
3. b
4. a) 60m/s b) 18N
5. e
6. c
7. d
8. d
9. e
10. d
11. VFVVFF
12. 80 m/s
13. d
14. c
15. b
16. a
17. d
18. d
19. d
20. d

FÍSICA DIVERTIDA COM O PROF IVÃ PEDRO

Você também pode gostar