Você está na página 1de 9

N-4 REV.

E OUT / 95

CONTEC - SC-14
Pintura e Revestimentos
Anticorrosivos USO DA COR EM
INSTALAÇÃO TERRESTRE

1 a Emenda

Esta é a primeira emenda da Norma PETROBRAS N-4 REV. E, devendo ser grampeada na
frente da Norma e se destina a modificar o seu texto na(s) parte(s) indicada(s) a seguir.

3.4 Toda estrutura ou instalação que estiver dentro de um Plano da Zona de Proteção de um
aeródromo deve atender ao que prescreve o Decreto nº 83399 de 03/05/1979. As cores
Branca, Vermelha e Laranja citadas no referido Decreto correspondem aos seguintes códigos
de cores da norma PETROBRAS N-1219 - Cores: Branco 0095, Vermelho-Segurança 1547 e
Alaranjado-Segurança 1867. As faixas horizontais alternadas devem ter largura variando entre
0,5 m e 6,0 m e ser pintadas de forma tal que as extremidades verticais venham receber a mais
escura das cores empregadas.

4.9 Esferas e Outros Vasos que Armazenem GLP

Branco 0095.
As pernas devem ser pintadas totalmente na cor Amarelo-PETROBRAS 2386.

____________

PROPRIEDADE DA PETROBRAS 1 página


N-4 REV. E AGO / 95

USO DA COR EM
INSTALAÇÃO TERRESTRE

Padronização
Esta Norma substitui e cancela a sua revisão anterior.

Toda esta Norma foi alterada em relação à revisão anterior.

Cabe à CONTEC - Subcomissão Autora, a orientação quanto à interpretação do texto


desta Norma. O Órgão da PETROBRAS usuário desta Norma é o responsável pela
adoção e aplicação dos itens da mesma.
Requisito Mandatório: Prescrição estabelecida como a mais adequada e que deve ser
CONTEC utilizada estritamente em conformidade com esta Norma. Uma eventual resolução de
Comissão de Normas não seguí-la ("não-conformidade" com esta Norma) deve ter fundamentos técnico-
Técnicas gerenciais e deve ser aprovada e registrada pelo Órgão da PETROBRAS usuário desta
Norma. É caracterizada pelos verbos: “dever”, “ser”, “exigir”, “determinar” e outros
verbos de caráter impositivo.

Prática Recomendada (não-mandatória): Prescrição que pode ser utilizada nas


condições previstas por esta Norma, mas que admite (e adverte sobre) a possibilidade
de alternativa (não escrita nesta Norma) mais adequada à aplicação específica. A
alternativa adotada deve ser aprovada e registrada pelo Órgão da PETROBRAS usuário
desta Norma. É caracterizada pelos verbos: “recomendar”, “poder”, “sugerir” e
“aconselhar” (verbos de caráter não-impositivo). É indicada pela expressão: [Prática
SC - 14 Recomendada].
Cópias dos registros das "não-conformidades" com esta Norma, que possam contribuir
Pintura e Revestimentos
para o aprimoramento da mesma, devem ser enviadas para a CONTEC - Subcomissão
Anticorrosivos
Autora.
As propostas para revisão desta Norma devem ser enviadas à CONTEC - Subcomissão
Autora, indicando a sua identificação alfanumérica e revisão, o item a ser revisado, a
proposta de redação e a justificativa técnico-econômica. As propostas são apreciadas
durante os trabalhos para alteração desta Norma.
“A presente norma é titularidade exclusiva da PETRÓLEO BRASILEIRO
S.A. - PETROBRAS, de uso interno na Companhia, e qualquer reprodução
para utilização ou divulgação externa, sem a prévia e expressa autorização
da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente,
através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis. A
circulação externa será regulada mediante cláusula própria de Sigilo e
Confidencialidade, nos termos do direito intelectual e propriedade
industrial.”

Apresentação

As normas técnicas PETROBRAS são elaboradas por Grupos de Trabalho –


GTs (formados por especialistas da Companhia e das suas Subsidiárias), são comentadas pelos
Representantes Locais (representantes das Unidades Industriais, Empreendimentos de Engenharia,
Divisões Técnicas e Subsidiárias), são aprovadas pelas Subcomissões Autoras – SCs (formadas por
técnicos de uma mesma especialidade, representando os Órgãos da Companhia e as Subsidiárias) e
aprovadas pelo Plenário da CONTEC (formado pelos representantes das Superintendências dos
Órgãos da Companhia e das suas Subsidiárias, usuários das normas). Uma norma técnica
PETROBRAS está sujeita a revisão em qualquer tempo pela sua Subcomissão Autora e deve ser
reanalisada a cada 5 (cinco) anos para ser revalidada, revisada ou cancelada. As normas técnicas
PETROBRAS são elaboradas em conformidade com a norma PETROBRAS N -1. Para
informações completas sobre as normas técnicas PETROBRAS, ver Catálogo de Normas Técnicas
PETROBRAS.

PROPRIEDADE DA PETROBRAS 8 páginas


N-4 REV. E AGO / 95

PÁGINA EM BRANCO

2
N-4 REV. E AGO / 95

1 OBJETIVO

Esta Norma padroniza a utilização de cores na pintura de instalações terrestres, tais como
refinarias, fábricas de asfalto, usinas de processamento de xisto, unidades de processamento
de gás natural (UPGN's) e terminais.

2 DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

Os documentos relacionados a seguir são citados no texto e contêm prescrições válidas para a
presente Norma.

2.1 Referências Normativas

Decreto Nº 83399 de 03 de maio de 1979;


NR-26 - Sinalização de Segurança aprovada pela Portaria Nº 3214,
do Ministério do Trabalho, de 08/06/78;
PETROBRAS N-1018 - Identificação de Tanques e de Vasos de Pressão;
PETROBRAS N-1219 - Cores;
PETROBRAS N-1609 - Uso da Cor na Identificação de Tubulações de
Laboratório;
ABNT NBR 6493 - Emprego de Cores Fundamentais para Tubulações
Industriais.

3 DEFINIÇÕES

Para os efeitos desta Norma são adotadas as definições a seguir.

3.1 O uso da cor na identificação de tubulações de laboratório deve ser feito de acordo com a
norma PETROBRAS N-1609.

3.2 O uso da cor na identificação simples e promocional de esferas, tanques e vasos de


pressão deve ser feito de acordo com a norma PETROBRAS N-1018.

3.3 As cores a empregar são as padronizadas da norma PETROBRAS N-1219.

3.4 Toda estrutura ou instalação que estiver dentro de um Plano da Zona de Proteção de um
aeródromo deve atender ao que prescreve o Decreto Nº 83399 de 03/05/1979. As cores
Branca, Vermelha e Laranja citadas no referido Decreto correspondem aos seguintes códigos
de cores da norma PETROBRAS N-1219 - Cores: Branca 0095, Vermelho-Segurança 1547 e
Alaranjado-Segurança 1867. As faixas horizontais alternadas devem ter largura variando entre
0,5m e venham receber a mais escura das cores empregadas.

3
N-4 REV. E AGO / 95

3.5 As bases metálicas de equipamentos rotativos devem ser pintadas na cor Preto-0010.

3.6 As válvulas, lançadores/recebedores, filtros, juntas de expansão e outros devem ser


pintados na cor da tubulação respectiva.

3.7 Quando houver necessidade de destacar visibilidade para qualquer equipamento ou parte
dele, devem ser pintadas faixas (verticais ou inclinadas) nas cores Preto-0010 e Amarelo-
Segurança 2586.

4 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS

Os equipamentos relacionados a seguir devem ser pintados nas cores citadas:

4.1 Bombas

a) de sistema de combate a incêndio: Vermelho-Segurança 1547;


b) para água (exceto do sistema de combate a incêndio): Verde-PETROBRAS
3355;
c) demais bombas: Cinza-Claro 0065.

Nota: Nos casos de bombas operando com produtos com temperatura superior a 80°C, a cor
deve ser Alumínio 0170.

4.2 Braços de Carregamento

Amarelo-Segurança 2586, com faixas em Preto 0010. As articulações devem ser pintadas na
cor Preto 0010.

4.3 Centrífugas

Cinza-Claro 0065.

Nota: Nos casos em que a temperatura de operação for superior a 80°C, a cor deve ser
Alumínio 0170.

4.4 Chaminés

Alumínio 0170.

4
N-4 REV. E AGO / 95

4.5 Compressores

a) de ar: Azul-Segurança 4845;


b) de hidrogênio: Amarelo-Segurança 2586;
c) demais compressores: Cinza-Claro 0065.

Nota: Nos casos de compressores operando com produtos com temperatura superior a 80°C, a
cor deve ser Alumínio 0170.

4.6 Equipamentos de Combate a Incêndio

Vermelho-Segurança 1547.

4.7 Equipamentos Elétricos (inclusive painéis)

Cinza-Claro 0065.

Nota: No caso de motores acionando bomba de sistema de combate a incêndio e respectivos


painéis de controle, deve ser adotada a cor Vermelho-Segurança 1547.

4.8 Escadas, Passadiços e Plataformas (inclusive corrimãos, guarda-corpos, parapeitos e


pisos)

Amarelo-PETROBRAS 2386.

4.9 Esferas e Outros Vasos que Armazenam GLP

Branco 0095.
As cores devem ser pintadas totalmente na cor Amarelo-PETROBRAS 2386.

Nota: Quando as colunas de sustentação possuírem proteção contra fogo, a pintura deve se
estender do engaste da perna na esfera até 0,5m abaixo do limite superior da proteção
contra fogo.

4.10 Estruturas Metálicas

Alumínio 0170.
A parte inferior das colunas deve ser Preto 0010, até a altura de 2,0m.

5
N-4 REV. E AGO / 95

4.11 Fornos

Alumínio 0170.

4.12 Instrumentação

Azul-Segurança 4845.
Para painéis de instrumentos deve ser utilizada a cor Cinza-Claro 0065.

Notas: 1) Os suportes dos instrumentos devem ser pintados na cor Preto 0010.
2) Nos casos em que a temperatura de operação for superior a 80°C, a cor deve ser
Alumínio 0170.

4.13 Máquinas-Ferramenta

Devem ser pintadas com uma das seguintes cores:

a) Cinza-Claro 0065;
b) Verde-Pastel 3582;
c) Azul-Pastel 4882.

Nota: A escolha entre as três cores fica condicionada ao tipo, à função e ao recinto em que se
encontrem as máquinas, de modo a favorecer as operações e produzir efeitos de
contraste e estético.

4.14 Misturadores

Cinza-Claro 0065.

Nota: Nos casos em que a temperatura de operação for superior a 80°C, a cor deve ser
Alumínio 0170.

4.15 Motores de Combustão Interna

Deve ser usada uma das seguintes cores:

a) Alumínio 0170, para temperatura de operação superior a 80°C;


b) Verde-Pastel 3582, para temperatura de operação inferior a 80°C.

6
N-4 REV. E AGO / 95

Nota: No caso de motores, operando à temperatura igual ou inferior a 80°C, que acionam
bomba de sistema de combate a incêndio, deve ser adotada a cor Vermelho-Segurança
1547.

4.16 Movimentação de Cargas (empilhadeiras, guindastes, tratores, carretas, pontes


rolantes, monovias e paus de carga)

Amarelo-Segurança 2586.

Nota: Quando houver necessidade de destacar a visibilidade da sinalização, devem ser


pintadas, sobre o Amarelo, listras (verticais ou inclinadas) na cor Preto 0010.

4.17 Permutadores de Calor

Alumínio 0170.

Nota: Os suportes devem ser pintados da mesma cor.

4.18 Sistema de Ar Comprimido

Azul-Segurança 4845.

4.19 Tanques de Armazenamento

a) quando armazenam gasolina de automotivos e de aviação, álcool etílico, slop,


querosene, diesel, naftas, petróleo, soda cáustica e água potável: Branco 0095;
b) quando armazenam óleos combustíveis, gasóleo, asfalto, óleo lubrificante e água
não potável: Alumínio 0170;
c) o anel inferior deve ser na cor Preto 0010 e, em tanques que armazenam produtos
tais como petróleo, asfalto, óleo combustível, slop, água e diesel, deve ser
pintada uma faixa vertical (gravata) que contenha a boca de medição, em toda a
altura do costado, na cor Preto 0010.

4.20 Torres de Processamento e Retortas de Processamento de Xisto

Alumínio 0170.

4.21 Torres de Queimadores ("flare")

Alumínio 0170.

7
N-4 REV. E AGO / 95

4.22 Torres para Telecomunicações

Faixas horizontais alternadas em Alaranjado-Segurança 1867 e Branco 0095, conforme item


3.4.

4.23 Tubulações

a) oxigênio: Branco 0095;


b) sistemas de combate a incêndio: Vermelho-Segurança 1547;
c) gás inerte: Amarelo-Segurança 2586;
d) de água: Verde-PETROBRAS 3355;
e) álcool etílico, hidrocarbonetos líquidos de baixa viscosidade e gás
natural: Alumínio 0170;
f) ar comprimido: Azul-Segurança 4845;
g) produtos químicos líquidos: Alaranjado-Segurança 1867;
h) inflamáveis e combustíveis de alta viscosidade: Preto 0010.

Notas: 1) As tubulações de água potável devem ser diferenciadas das demais.


2) Os suportes da tubulação devem ser pintados na cor Preto 0010.
3) Nos casos de tubulação à temperatura superior a 80°C, a cor deve ser Alumínio
0170.

4.24 Turbinas

Alumínio 0170.

4.25 Vasos de Pressão (exceto os que armazenam GLP, ver item 4.9)

Alumínio 0170.

4.26 Ventiladores

Cinza-Claro 0065.

Nota: Nos casos em que a temperatura de operação for superior a 80°C, a cor deve ser
Alumínio 0170.

4.27 Outros Usos

Para outros empregos não tratados nesta Norma, devem ser usadas cores selecionadas entre as
que constam da norma PETROBRAS N-1219 - Cores.

____________