Você está na página 1de 2

Estudos preliminares sobre o efeito da infecção por Zika virus e sua

possivel relação no crescimento infantil


Germano Antônio da Paixão Passoello
Foi públicado no Jornal de Pediatria do Rio de Janeiro, um artigo de
revisão, Intitulado Effects of Zika infection on growth (Efeitos da infecção pelo
Zika no crescimento)1. A autoria desse artigo é partilhada por, Arnaldo Prata-
Barbosa (Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino - IDOR, Rio de Janeiro, RJ,
Brasil), Marlos Melo Martins e Andreia Bittencourt Guastavino (Universidade
Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, Maternidade-Escola, Rio de Janeiro, RJ,
Brasil) e também Antônio José Ledo Alves da Cunha (Universidade Federal do
Rio de Janeiro - UFRJ, Faculdade de Medicina, Rio de Janeiro, RJ, Brasil).

O principal objetivo desse artigo é o de apresentar as evidências


atualmente disponíveis das repercussões da infecção congênita pelo vírus Zika
no crescimento infantil, ampliando-se ainda, para discussões sobre possiveis
fatores intervenientes e a descrição de dados preliminares desse crescimento
em uma coorte de crianças expostas. Considerando que a ocorrência do Zika
virus é um fenômeno recente no Brasil, introduzido no pais provavelmente na
época da copa do mundo de 2014 2, estudos como o do artigo são necessários
para nortear a compreenssão sobre tal fenômeno no ambito nacional.

Uma importante questão destacada no artigo, diz respeito ao que até


então foi observado, a manifestão de microcefalia derivada do espectro da
infecção congênita pelo vírus Zika, e que embora esse seja o fenômeno
observável que inicialmente chamou a atenção, outras ocorrências podem ir
bem além, denotando a necessidade de estudos que investiguem o quadro de
forma mais profunda.

Os dados que alimentaram esse artigo, foram compilados através de


uma revisão não sistemática feita nos portais de banco de dados de pesquisas
préviamente realizadas, utilizando como referêncial termos indicativos de

1
: Prata-Barbosa A, Martins MM, Guastavino AB, Cunha AJ. Effects of Zika infection on growth.
J Pediatr (Rio J). 2019;95:S30---S41.
2
VASCONCELOS, Pedro Fernando da Costa. Revista Pan-Amazônica de Saúde. Doença
pelo vírus Zika: um novo problema emergente nas Américas?. v.6 n.2 Ananindeua jun.
2015.
quadros associados ao Zika virus3 compreendendo os últimos cinco anos. De
182 artigos, 8 foram escolhidos como fundamentação para o artigo. O objeto
principal desses artigos era a pesquisa sobre o crescimento de expostos à
infecção intrauterina pelo vírus Zika. Somando-se aos material provenientes
dessas pesquisas adicionaram-se também informações compiladas no
ambulatório de seguimento na Maternidade-Escola da UFRJ, como parte de
um protocolo de pesquisa aprovado pelo CEP da instituição sob o n◦ 1.541.109
(CAAE 55465616.0.0000.5275).

Partindo dessas informações coletadas, os pesquisadores chegaram a


conclusão de que não há dados ou literatura suficiente que confirmem que a
infecção congênita pelo vírus Zika possa afetar o crescimento pondero-
estatural infantil, embora se observe uma tendência a menor peso e
comprimento ao longo dos dois primeiros anos de vida em crianças com
microcefalia congênita e naquelas normocefálicas mas com alguma
anormalidade neurológica menor.

Dos poucos dados existentes, entendeu-se a possibilidade de surgerir


que em crianças afetadas pelo virus congênito, o impacto sobre o crescimento
pode ter uma proporção relativa aos graus de comprometimento neurológicos
causados pelo Zika, associados ou não a microcefalia.

Os resultados dessa pesquisa, embora não sejam capazes de lançar


bases para declações absolutas, estabelece bons padrões para investigações
futuras, através das quais se possa ampliar as evidências para a
compreenssão desse quadro complexo e preocupante.

3
(‘‘Zika Virus Infection’’, ‘‘ZikV Infection’’, ‘‘Zika Virus Disease’’) e (‘‘Growth’’, ‘‘Failure to
Thrive’’, ‘‘Growth and Development’’, ‘‘Nutrition Assessment’’, ‘‘Nutritional Status’’, ‘‘Deficiency
Diseases’’, ‘‘Child Nutrition’’, ‘‘Infant Nutrition’’, ‘‘Recommended Dietary Allowances’’, ‘‘Diet,
Food and Nutrition’’, ‘‘Nutritional Requirements’’, ‘‘Nutrition Status’’, ‘‘Nutrition Assessment’’).