Você está na página 1de 15

Comunidade e Intervenção

Social-1ºPTAPS
UFCD: 10371 - Respostas sociais de
proximidade - organização e gestão
25 Horas
Instituições Particulares de Solidariedade
Social (IPSS)
O Os objetivos, mediante a concessão de bens e a prestação de serviços:
O a) Apoio a crianças e jovens;
O b) Apoio à família;
O c) Apoio à integração social e comunitária;
O d) Protecção dos cidadãos na velhice e invalidez e em todas as
situações de falta ou diminuição de meios de subsistência ou de
capacidade para o trabalho;
O e) Promoção e protecção da saúde, nomeadamente através da
prestação de cuidados de medicina preventiva, curativa e de
reabilitação;
O f) Educação e formação profissional dos cidadãos;
O g) Resolução dos problemas habitacionais das populações
As IPSS podem revestir a forma de:
• associações de solidariedade social;

• associações de voluntários de acção social;

• associações de socorros mútuos; (bombeiros)

• fundações de solidariedade social;

• irmandades da misericórdia.
Exemplos de IPSS
• Associação de Protecção aos Idosos da Freguesia de Terena
• Centro Social Paroquial de Santa Maria de Estremoz
• Santa Casa da Misericórdia de Estremoz
• ARPIC - Associação Reformados Pensionistas Idosos de Canaviais
• Associação de Reabilitação Apoio e Solidariedade Social
• Associação da Creche e Jardim de Infância de Évora
• Associação de Amigos da Criança e da Família-Chão dos Meninos
• Associação para o Desenvolvimento e Bem Estar Social da Cruz
da Picada
• Banco Alimentar Contra a Fome de Évora
Carta Social
O A Carta Social é um estudo de análise da Rede de Serviços e
Equipamentos Sociais

O Objetivo:
• dar a conhecer as respostas sociais, no âmbito da ação social,
tuteladas pelo Ministério, em funcionamento no Continente, a sua
caracterização, localização territorial, equipamentos e entidades de
suporte.
• ser um instrumento multiusos de extrema flexibilidade nos domínios
da informação social,
• ser suporte de apoio à tomada de decisão aos diversos níveis, de
apoio à cooperação institucional e, em particular, de informação ao
cidadão.
Carta Social
O A atualização da informação consiste num processo

dinâmico (on-line), assente na participação das entidades


que desenvolvem respostas sociais no âmbito da Rede de
Serviços e Equipamentos e na colaboração dos serviços do
Instituto da Segurança Social, IP, da Santa Casa da
Misericórdia de Lisboa e da Casa Pia de Lisboa.
Carta Social Europeia
O A Carta Social Europeia foi assinada em Turim, em 18 de

Outubro de 1991, e em vigor desde 1965, e pelos seus


Protocolos, os Estados membros do Conselho da Europa
comprometem-se a assegurar às suas populações os
direitos sociais especificados nesses instrumentos, a fim de
melhorar o seu nível de vida e de promover o seu bem-estar.
Nos termos da Carta Social Europeia, a Comunidade é obrigada a
assegurar os direitos sociais fundamentais dos trabalhadores, nas
seguintes rubricas:
O • Liberdade de circulação (artigos 1.º a 3.º)
O • Emprego e remuneração (artigos 4.º a 6.º)
O • Melhoria das condições de vida e de trabalho (artigos 7.º a 9.º)
O • Proteção social (artigo 10.º)
O • Liberdade de associação e negociação coletiva (artigos 11.º a 14.º)
O • Formação profissional (artigo 15.º)
O • Igualdade de tratamento entre homens e mulheres (artigo 16.º)
O • Informação, consulta e participação dos trabalhadores (artigos 17.º e 18.º)
O • Proteção da saúde e segurança no trabalho (artigo 19.º)
O • Proteção de crianças e adolescentes (artigos 20 a 23.º)
O • Idosos (artigos 24.º e 25.º)
O • Pessoas com deficiência (artigo 26.º)
O • Ações dos Estados-Membros (implementação) (artigos 27.º a 30.º).
Site - Rede de Serviços e Equipamentos
O http://www.cartasocial.pt/index2.php
Equipamentos e Serviços Sociais
O É tudo o que envolve as respostas sociais, os quais podem

fazer parte a entidades sem fins lucrativos e com fins


lucrativos.

O É toda a estrutura física onde se desenvolvem as diferentes

respostas sociais, ou, onde estão instalados os serviços de


enquadramento de determinadas respostas.
Entidade Proprietária da Rede de
Serviços e Equipamentos Sociais
O Noção - Entidade proprietária é qualquer entidade,

individual ou coletiva, a quem pertence (dono) um ou mais


equipamentos (instalações) onde se desenvolvem respostas
sociais.

O Entidade Proprietário = Dono

O EX:

O Entidade Proprietária = Apartamento de Autonomização =

ASSOCIAÇÃO AMIGOS CRIANÇA E FAMÍLIA "CHÃO DOS


Tipos de Entidade Proprietária da Rede
de Serviços e Equipamentos Sociais
O As entidades proprietárias de equipamentos sociais são
agrupadas segundo a natureza jurídica em entidades lucrativas e
entidades não lucrativas.
O As entidades lucrativas reúnem as entidades particulares com
fins lucrativos, distribuem os lucros do final do ano.
O As entidades não lucrativas – são organizações privadas, não
distribuem os lucros, auto-governada e de carácter voluntário.
Compreendem as Instituições Particulares de Solidariedade
Social (IPSS), outras entidades sem fins lucrativos (entidades
equiparadas a IPSS e outras organizações particulares sem fins
Comportamentos Aditivos e
Dependências
O Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas
Dependências (SICAD)

 Pertence ao serviço Nacional de saúde

O http://www.sicad.pt/PT/Intervencao/RedeReferenciacao/Sit
ePages/DescricaoRede.aspx
Respostas sociais
• Crianças e Jovens:

 Crianças e jovens

 Crianças e jovens em situações de risco

 Crianças, jovens e adultos com deficiência

• Terceira idade Família e comunidade

• Pessoas com doença do foro mental Comportamentos

Aditivos e Dependências