Você está na página 1de 23

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA

NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

ESPECIALIZAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO DE MAQUIAGEM

A BELEZA DA TERCEIRA IDADE, UTILIZANDO NOVOS


RECURSOS DA ESTÉTICA.

Fernanda Sanchez de Barros

ARARAQUARA, 2015
CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA

NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

ESPECIALIZAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO DE MAQUIAGEM

A BELEZA DA TERCEIRA IDADE, UTILIZANDO NOVOS


RECURSOS DA ESTÉTICA.

Fernanda Sanchez de Barros


Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como
requisito parcial para a conclusão do curso de
Especialização em Desenvolvimento de Maquiagem.

Orientadora: Profa. Me. Maria Gabriela José de Almeida

ARARAQUARA, 2015
DECLARAÇÃO

Eu, Fernanda Sanchez de Barros, declaro ser aautorado texto apresentado


Trabalho de Conclusão de Curso, no programa de pós-graduação latu sensu em
Desenvolvimento de Maquiagem “A Beleza da terceira idade, utilizando novos recursos
de estética”.

Afirmo, também, ter seguido as normas do ABNT referentes às citações textuais


que utilizei e das quais eu não sou a autora, dessa forma, creditando a autoria a seus
verdadeiros autores.

Através dessa declaração dou ciência de minha responsabilidade sobre o texto


apresentado e assumo qualquer responsabilidade por eventuais problemas legais, no
tocante aos direitos autorais e originalidade do texto.

Araraquara, ____ de _______ de ______.

_____________________________________
Assinatura da autora
FERNANDA SANCHEZ DE BARROS

A beleza da terceira idade, utilizando novos recursos da estética.

Trabalho de Conclusão de Curso


apresentado como exigência parcial para
a finalização do Curso de Especialização
em Desenvolvimento de Maquiagem
pelo Centro Universitário de Araraquara
– Uniara.

Orientadora: Profa. Me. Maria


Gabriela José de Almeida

Data da defesa/entrega: ___/___/____

MEMBROS COMPONENTES DA BANCA EXAMINADORA:

______________________________________________________________________

Presidente e Orientador:

______________________________________________________________________

Membro Titular:

____________________________________________________________________

Membro Titular:

Média______Data: ___/___/____

Centro Universitário de Araraquara

Araraquara- SP
Resumo
Este trabalho foi realizado com a intenção de mostrar que mesmo o Brasil sendo
um país tão avido por cosméticos não esta preparado para os interesses da terceira idade
nesse campo. Poucas empresas têm produtos específicos para essa faixa etária, apesar de
algumas estarem começando a se modificar. Foi possível analisar através de uma
revisão bibliográfica a mudança do conceito de beleza que agora deixa de ser algo
somente superficial e passa a ser relacionado à qualidade da pele.O envelhecimento da
população nos próximos cinco anos poderá afetar algumas categorias. Na área de
maquiagem, somente 72% das mulheres acima de 55 anos usam os cosméticos,
comparado com 92% das mulheres entre 16 e 24 anos. Por este motivo, o desafio para
as marcas de maquiagem será desenvolver produtos que, além de cor, também ofereçam
outros benefícios, como propriedade antiidade para atrair as consumidoras mais
maduras.

Palavra chave: terceira idade, cosméticos, mercado alvo, cuidado com a pele.
Abstract
This work was conducted with the intention of Show that yourself Brazil being a
country as avid bythisnot cosmetics prepared paragraph of interests the third Age this
field. Company Specific Products few hasthis paragraph age group, although some are
beginning to modify. It was possible to analyze through a literature review beauty
concept change what now stop being something only superficial and passes a being
related to quality skin.The aging population in the next five years could affect some
categories. In the makeup area, only 72 % of women over 55 use cosmetics, compared
with 92 % of women between 16 and 24 years. Therefore, the challenge for makeup
brands will develop products that in addition to color, also offer other benefits such as
anti-aging property to attract more mature consumers.

Keyword: Seniors, cosmetics, Target Market, beware of the skin.


Lista de figuras

Figura 1. Chronos 70 +, novo lançamento da empresa Natura................15

Figura 2.CC cream base Make B.........................................................16

Figura 3. Linha de tratamento da empresa Maturi.................................17


Sumário
1. Introdução.................................................................................................................. 9
2. Justificativa ................................................................................................................. 10
3. Objetivo ...................................................................................................................... 11
4. Metodologia ................................................................................................................ 12
5. Revisão da Literatura .................................................................................................. 13
5.1. Envelhecimento no Brasil ........................................................................................ 13
5.2. Conceito de Beleza .................................................................................................. 14
5.3 Inovações das empresas ............................................................................................ 16
5.4 Idosos vaidosos ......................................................................................................... 18
6. Considerações finais ................................................................................................... 20
7. Referências bibliográficas .......................................................................................... 21
9

1. Introdução

O Brasil é um país que está envelhecendo. Sempre se teve o conceito que este era
um país jovem, que o problema do envelhecimento dizia respeito aos países europeus,
da América do Norte, o Japão e alguns outros. No entanto, a faixa etária de 60 anos ou
mais é a que mais cresce em termos proporcionais. A cada ano mais 650 mil idosos são
incorporados à população brasileira.
Segundo as projeções estatísticas do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada,
entre 1950 e 2025, a população de idosos no país crescerá 16 vezes contra 5 vezes da
população total, o que classificará o Brasil, em termos absolutos, como a sexta
população de idosos do mundo, isto é, serão mais 33 milhões de pessoas com 60 anos
ou mais (Camarano, 1999).
O Brasil também abocanha o terceiro lugar no pódio quando o assunto é o tamanho
do mercado de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos. Os números
colocam o país apenas atrás de Estados Unidos e Japão no ranking dos consumidores
globais de beleza. Em relatório anual, a Abihpec (Associação Brasileira da Indústria de
Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos) lista os motivos que explicam a
efervescência, que vão desde o aumento da expectativa de vida, que traria a necessidade
de "conservar uma impressão de juventude", à entrada das mulheres no mercado de
trabalho.
Uma pesquisa realizada no ano passado pela Mintel, Hábitos de Gastos do
Consumidor, nada menos que 42% dos consumidores das classes média e AB
compraram mais produtos de higiene pessoal, beleza e cosméticos do que no ano
anterior. O crescimento de 12%, em 2012, foi motivado pelo aumento nas vendas de
produtos com maior valor agregado. Jovens entre 16 e 25 anos compraram 52%,
enquanto consumidores acima de 55 anos atingiram somente 27%.
Entretanto, o envelhecimento da população nos próximos cinco anos poderá afetar
algumas categorias. Na área de maquiagem, somente 72% das mulheres acima de 55
anos usam os cosméticos, comparado com 92% das mulheres entre 16 e 24 anos. Por
este motivo, o desafio para as marcas de maquiagem será desenvolver produtos que,
além de cor, também ofereçam outros benefícios, como propriedade antiidade para
atrair as consumidoras mais maduras (Negócio Estética,2015).
10

2. Justificativa

O Brasil é um país que consome muito da indústria cosmética, que está em


terceiro lugar como maior consumidor de produtos higiene pessoal, perfumaria e
cosmético, portanto, apresentará nos próximos anos um aumento da população com a
faixa etária maior que 55 anos, e então, deve se preparar para atingir esse público, de
modo que apresente um novo conceito de beleza aquele que independe de idade ou de
um padrão. Hoje as empresas devem também se preocupar com os benefícios que os
produtos oferecem como as bases, que apresentam fator de proteção solar, vitaminas e
hidratantes que melhoram a qualidade da pele oferecendo junto com o produto de
maquiagem um cosmético que promova tratamento.
Desta forma, este trabalho quer mostrar que é preciso que o mercado
estejapronto para atender a essa nova classe de consumidores de produtos estéticos, e
provar que o investimento especializado em pessoas com essa faixa etária, além de ser
mais lucrativo, também trará um bem estar a essas pessoas que, na maioria das vezes,
são excluídos dos padrões de beleza.
Além disso, também se pretende comprovar que é necessário um melhor preparo
para os consumidores futuros, não só em termos de produzir novos tipos de cosméticos,
mas também na preparação de centro especializados a atender esse público, unindo isso
tudo a uma vida com maior qualidade e mais feliz.
11

3. Objetivo

O principal objetivo deste trabalho foi apresentar um relato que mostre o quão
defasado o mercado de cosmético está em relação à terceira idade e provar que pessoas
que passam por essa fase da vida com o auxilio da estética além de apresentarem uma
melhor aparência, apresentarão uma maior expectativa de vida ou uma maturidade com
melhor aproveitamento.
12

4. Metodologia

Este trabalho foi desenvolvido baseado em uma revisão da literatura científica


disponível acerca do tema em questão, utilizando-se livros e artigos científicos,
nacionais e internacionais.
13

5. Revisão da Literatura

5.1. Envelhecimento no Brasil

A longevidade é uma grande conquista da ciência no século XXI para toda a


sociedade e, no Brasil, temos também uma grande parte da população chegando à
terceira idade e o mais importante com saúde e disposição para o mercado de trabalho
assim como para terem sua própria linha de consumo (Negocio Estética, 2014).

Pensando nisso é que muitas mudanças foram realizadas como, universidades


voltadas à terceira idade, delegacias para atender idosos que são vítimas de crimes,
secretarias de governo com políticas públicas para o envelhecimento e vagas exclusivas.
Esses são alguns dos sinais de uma mudança que ocorre a passos largos: a
transformação do Brasil em uma nação envelhecida. Para especialistas, o país não está
totalmente preparado para o processo, que exige novos serviços de proteção social,
investimentos e melhorias em setores estratégicos (Exame, 2015).

Segundo o relatório Envelhecendo em um Brasil Mais Velho, do Banco


Mundial, a população idosa do país irá mais do que triplicar em quatro décadas: de
menos de 20 milhões, em 2010, para cerca de 65 milhões, em 2050.Uma nação é
considerada envelhecida quando mais de 14% da população tem acima de 60 anos,
aponta o médico gerontologista Alexandre Kalache, que foi diretor do programa de
envelhecimento global da Organização Mundial da Saúde. Ele calcula que o Brasil deve
atingir esse índice em quatro ou cinco anos – a taxa atual é de 11% (Gazeta do povo,
2011).

Considerando então o Brasil um país muito próximo a ser uma nação


envelhecida, e sendo pessoas ativas na sociedade, começa ai a busca por produtos
específicos para essa parte da população. E a falta de roupas, celulares, cosméticos e
passeios turísticos que lhes agradem tem sido um problema enfrentado pelos idosos
(LOPES, ARANTES e LOPES, 2007).

“Eles estão mais exigentes, dispostos a pagar mais caro


por itens de melhor qualidade e sentem a carência de
produtos e serviços. A maior parte (64%) decide sozinha o
14

que comprar e se considera estável financeiramente”


(Marcela Kawauti).

Um ponto que está sendo planejado também é o atendimento para essas pessoas,
de modo que as deixe confortável para realizar qualquer tipo de serviço. Tanto em
agências bancárias, lojas, restaurantes e clínicas de beleza. Esses lugares potencialmente
frequentados por pessoas mais jovens agora já é palco de outro público, sendo esse mais
exigente na qualidade do serviço, porém necessita de uma atenção especial, que exigirá
desses ambientes pessoas especializadas, que irão tratar esses novos clientes de maneira
específica (LOPES, ARANTES E LOPES 2007).

Esse pode ser um diferencial muito importante para qualquer empresa que
trazendo esse publico para si garantirá que seu negócio tenha cada vez mais clientes da
terceira idade, sendo esse considerado muito fiel aos seus prestadores de serviço, em
especial para as clínicas de beleza que tem como as maiores descobertas produtos que
além de evidenciar o belo de cada um trazem também cosméticos que prezem a saúde
da pele de seus consumidores (Exame, 2015).

5.2. Conceito de Beleza

Gregos e romanos tinham um conceito tão amplo quanto preciso sobre a beleza.
Na idade antiga, a simetria, a proporção correta, compunha os cânones da beleza,
entendidos como o traçado antropométrico ideal, responsável pela harmonia do
conjunto visual (CAMARGOS, MENDONÇA E DUARTE 2009).

Ainda que do ponto de vista da ciência seja um modelo insustentável, o modelo


clássico encontra adeptos ainda hoje, sobretudo entre cirurgiões plásticos. Estudar a
beleza do ponto de vista da simetria, portanto, não é tarefa fácil e tampouco usual
(CAMARGOS, MENDONCA E DUARTE 2009).

Novos mitos de beleza foram criados, para Barthes, citado por Bauer e Gaskell
(2004): “o mito representa uma confusão imperdoável entre a história e natureza”,
“Mito é o meio pelo qual uma cultura a naturaliza ou torna invisível suas próprias
normas e ideologias”. Desmistificar ou desmascarar mitos de beleza é uma tarefa árdua,
já que eles privilegiam o frescor e a juventude, negando o belo que também há na
15

velhice. Pois o homem cria, produz constantemente fluxos, mas se constitui socialmente
pela imitação (Tarde, 1992, p. 40), assim reproduz os modelos aceitos pela sociedade
para, dessa forma, sentir-se pertencente a ela.

O padrão de beleza nos dia de hoje nos em coloca em questões ainda mais
profundas que a simetria do rosto, ele está mais relacionado a um novo padrão de
higiene que sugere uma pele cosmeticamente tratada, o que exige dos produtos de
beleza substâncias capazes de realizar tratamentos no rosto (Folha da São Paulo, 2015).

Portanto produtos com fator antiidade são de grande importância na indústria de


cosméticos do Brasil, passando a ser considerada mercadoria de primeira necessidade,
produto a ser consumido diariamente, indispensável à sobrevivência (Negócio Estética,
2014).

É interessante o fato de os autores destacarem que o Brasil tem 1.258 empresas


atuando neste setor, com um faturamento líquido de impostos acima de R$ 100 milhões,
e que ocupa o quinto lugar entre os consumidores de cosméticos do planeta e o oitavo
país em termos de indústria de cosméticos(CAMARGOS, MENDONCA E DUARTE
2009).

Com base nesses dados podemos constatar que a indústria de cosmético, que só vem
a crescer, está mudando o foco de suas pesquisas a fim de trazer o maior número de
clientes que tenham o cuidado diário com a pele. Mudando o conceito do belo para uma
questão de pele bem cuidada é importante chegar à terceira idade com o uso diário de
produtos que além de beleza proporcionam tratamento (PEREREIRA, 2011).

Chegamos a um momento então que não se vende mais a beleza por si só e sim
que para se estar feliz tem que estar bem apresentável esteticamente falando. Quando
citamos a maquiagem, por exemplo, que deixou de ser algo a ser usado somente para
eventos e passa agora a tornar-se indispensável para compor a roupa de todo dia. A
maioria das empresas exige de suas funcionárias estarem sempre bem maquiadas, e isso,
nos submete a outro ponto, uma terceira idade ativa precisa ser bem vista e aceita na
sociedade por tanto sempre maquiadas também (PEREREIRA, 2011).
16

5.3 Inovações das empresas

Todas as grandes empresas do nosso mercado desenvolveram produtos


específicos para a terceira idade, sempre seguindo o padrão já citado aqui, de oferecer
um produto que funcione também como forma de tratamento para a pele. É o caso da
Natura, que ampliou a linha de produtos destinados à terceira idade, com o lançamento
do Chronos 70+( CORREIO BRASILIENSE, 2012).

“Já possuíamos o Chronos 60+, mas cada idade tem uma


necessidade específica e a Natura está sempre em
evolução, fazendo novos estudos. A expectativa de vida
está cada vez maior e essas mulheres querem produtos
para ficar com a aparência melhor”, conta Andrea Costa,
gerente de desenvolvimento de produtos da marca
(CORREIO BRASILIENSE,2012).”

Figura 1: Chronos 70 +, novo lançamento da empresa Natura


(Fonte:http://www.natura.com.br/www/).

Além disso, a Natura tem projeto social que se chama Movimento Natura e, esse
projeto apoia uma instituição que desenvolve um trabalho de interação com os idosos,
envolvendo dança, artes, culturas e muitas outras coisas (Natura, 2015).

“Artur Grynbaum, presidente executivo de O Boticário, afirma


que se, há uma década, as pessoas começavam a se preocupar
com a pele aos 30 anos, hoje, esses cuidados começam aos 16.
“Num passado recente, a população pegava sol sem protetor e
não mensurava o efeito desse tipo de exposição. Agora, ela sabe
17

que vai viver mais e quer esticar a juventude, com óleos e


produtos de hidratação”, constata.”

O boticário é também um exemplo de empresa que lançou uma base que vai
além de proporcionar beleza, com um acabamento impecável para uma pele radiante em
um único produto que combina maquiagem e tratamento. Com sete benefícios que
deixam a pele bem cuidada e protegida, o Make B. CC Cream Base Multifuncional sete
em um corrige e deixa o tom da pele uniforme, além de possuir efeito anti-aging e longa
duração. Com fórmula oil free, FPS 20/UVA ++ e antioxidantes, o CC Cream ainda
hidrata a pele por até 24 horas (O boticário,2015).

Figura 2. CC cream base Make B(Fonte:http://www.boticario.com.br/make-b-).

Existe também uma empresa que não dedicou uma parte de seus produtos a
terceira idade, mas foi criada para essa faixa etária, a Maturi, foi uma empresa
desenvolvida especialmente dedicada a esse publico todos seus produtos tem tratamento
para e pele e visa a peles maduras (EMPRESA MATURI, 2015).

“Queríamos empreender e então, aliamos a tecnologia à


sensibilidade: escutamos, pesquisamos, trabalhamos e por fim,
oferecemos: a primeira linha de cosméticos desenvolvida
exclusivamente para atender às necessidades da pele Madura
(EMPRESA MATURI, 2015).”
18

Figura 3. Linha de tratamento da empresa Maturi(Fonte:http://www.maturi.com.br/).

5.4 Idosos vaidosos


Com o avanço da tecnologia no mercado da beleza e possibilidade da
manutenção da juventude por um maior período de tempo, pode-se observar que duas
normas passam a dominar o universo feminino na sociedade contemporânea: o antipeso
e antienvelhecimento. Alguns sinais apontam para continuo crescimento da valorização
da beleza e juventude do corpo: já em 1997, o consumo da antiidade e antirrugas,
ultrapassavam o consumo de maquiagens; e a busca de cirurgia plástica coma intenção
de rejuvenescimento mostra-se cada vez mais frequente (LIPOVETSKY, 2007).

Segundo dermatologistas, é recomendável que as idosas mantenhamuma rotina


de beleza para manter e melhorar a aparência da pele, com ações de limpeza, hidratação
e proteção da pele. Não somente a pele que merece cuidados, mas um grande aliado ao
processo de envelhecimento é o cabelo, pois também mudam. Com o tempo os cabelos
tendem a cair e ficam mais finos, porosos e ressecados (PERERREIRA, 2011).

“É rotina: todo dia depois de acordar ela toma banho e passa filtro solar.
Aplica a maquiagem, se penteia, escolhe uma roupa bem bonita, um
sapato de salto alto, e vai resolver as tarefas do dia na rua. Uma vez por
19

semana faz as unhas da mão, a cada 15 dias faz as unhas dos pés. Tem
hora marcada na agenda para a drenagem linfática, massagem
modeladora, reflexologia, e faz caminhada na esteira e natação, para
ficar com tudo em cima. Cirurgia plástica? Ainda não, só quando for
mais velha e sentir necessidade. Ela é a dona de casa Conceição
Carboni, tem 68 anos e é o retrato de uma terceira idade que não
descuida da beleza (LIGIA HELENA, IG SÃO PAULO, 2012)”

As pessoas que trabalham com estética afirmam que os idosos são mais
preocupados com os cuidados com o corpo do que as maiorias de suas clientes que estão
ávidos por informações que os ajude a ter uma vida saudável e na moda. Essa
preocupação existe desde a cor do cabelo, esmalte e até o tipo de maquiagem que mais
combina com a sua personalidade (COSMETICOSBR, 2015).

O que fica muito claro também para os profissionais de estética é que esses
idosos que são vaidosos levam uma vida muito mais alegre e ativa que os outros. E esse
é o ponto importante para eles, pois quando bem apresentáveis são visto como iguais na
sociedade e não como um fardo de uma população envelhecida (CORREIO
BRASILIENSE,2012)

As idosas de hoje apresentam-se com um maior ânimo no assunto vaidade, elas


demonstram um amor próprio muito maior e não tem vergonha de dizerem que gostam
de si e que são felizes dessa forma. Claudia Fló, presidente do departamento de
Gerontologia da SBGG-SP, afirma: “hoje as mulheres de 80 anos têm uma aparência
muito mais jovem do que as pessoas da mesma idade tinham há alguns anos. Eu acho
que a vaidade faz toda a diferença psicologicamente. Quem é mais feliz tem mais ânimo
para ser vaidosa, e quem é vaidoso é mais feliz. O importante é se gostar” (DELAS.IG,
2012).

É importante ressaltar os tipos de cuidados que são mais utilizados na estética


pelos idosos que são esses segundo especialistas:procedimentos e tratamentos de ultima
geração, através da cosmetologia asseguram uma substancial melhora desses aspectos
típico da terceira idade, hábito de higienizar diariamente a pele, com um bom creme de
limpeza, seguida de um tônico à base de colágeno, uréia, elastina e um creme hidratante
com filtro solar para manter a proteção da pele à poluição, à noite é essencial a limpeza
da pele para remover resquícios de sujeira adquiridos durante as atividades habituais,
20

outra vez o tônico e já um creme nutritivo à base de colágeno, elastina, NMF Uréia,
vitamina C, para a reposição do que a pele já não consegue produzir em quantidade
suficiente (WITCZAK, 2012).

6. Considerações finais

A terceira idade mostrou ao longo de toda pesquisa que está se tornando uma
parte da população de muita importância tanto para os negócios quanto para o
entendimento social. Demonstram que toda uma revisão no conceito de estética deve ser
realizado e adaptado ao novo publico alvo.

Levando ainda em consideração que as pessoas nessa faixa etária que usufruem
dos novos recursos de estética, tem uma vida mais ativa, porque dispõe de um bem estar
maior. Agora eles se tornam clientes mais exigentes e também mais preocupados com
os produtos que estão utilizando.

Por outro lado também as empresas estão na fase de adaptação, estão se


preparando para esse novo mercado alvo, muito ainda precisa ser desenvolvido para
melhor atende-los. Nesse trabalho podemos ver que faltam muitas coisas para que esse
seja uma aérea de sucesso, muitos estudos ainda necessitam ser realizados.
21

7. Referências bibliográficas

BAUER, M.W. e GASKELL, G.Pesquisa qualitativa com texto,imagem e som: um


manual prático. Tradução de Pedrinho G. Guareschi.3 ed. Petrópolis, RJ, 2004, Vozes.

CAMARANO, Ana Amélia. Muito além dos 60: Os novos idosos brasileiros. Rio de
Janeiro: IPEA, 1999. 382p.

CAMARGOS, Clayton Neves; MENDONCA, Caio Alencarand DUARTE, Sarah


Marins."Beleza é algo relativo, depende de quem a contempla" - seria o conceito de
beleza unicamente uma questão de opiniões?Saude soc.Da imagem visual do rosto
humano: simetria, textura e padrão.[online]. 2009, vol.18, n.3, pp. 395-410.

CosméticosBR. Artigos de estética. Disponível em:


http://www.cosmeticosbr.com.br/agenda/ver.asp?id=428. Acesso em : 23. Fev. 2015.

Cuidados com a pele na terceira idade. Disponível em:


http://acritica.uol.com.br/vida/Amazonia-Amazonas-Manaus-cosmeticos-Cuidados-
especiais-pele-idade_0_665933430.html. Acessado em 27.Out.2015

DELAS.IG. Cuidados de pele, cabelos e maquiagem para a terceira idade.


Disponível: <http://delas.ig.com.br/beleza/produtos/cuidados-de-pele-cabelo
emaquiagem-para-a-terceira-idade/n1597692309654.html>.Acesso: 11.Out.2015.

Empresa Maturi. Disponível em: http://www.maturi.com.br/quem_somos.asp.


Acessado em 27.Out.2015.

Exame. As cincos maiores empresas de cosmética.


Disponívelem:http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/as-5-maiores-empresas-de-
beleza-no-brasil. Acesso em: 23. Fev. 2015.
22

Faltam produtos adequados à terceira idade, diz consumidor em pesquisa.


Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/09/1509438-faltam-
produtos-adequados-a-terceira-idade-diz-consumidor-em-pesquisa.shtml. Acesso em
11.Out.2015

Gazeta do povo.A terceira idade bate à porta do Brasil. Disponível


em:http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/a-terceira-idade-bate-a-porta-do-
brasil-bs617hhg1ys7ggjaxniieqbm6. Acesso em 11.Out.2015

Idosos impulsionam o mercado de cosméticos e beleza. Disponível


em:http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2012/01/02/internas_ec
onomia,284809/idosos-impulsionam-o-mercado-de-cosmeticos-e-beleza.shtml.
Acessado em 1.Out.2015.

Ligia Helena. A terceira idade que não descuida da beleza. Disponível em:
http://delas.ig.com.br/beleza/a-terceira-idade-que-nao-descuida-da
beleza/n1597692494757.html. Acessado em: 23.Out.2015

LIPOVETSKY, Gilles. A terceira mulher: permanência e revolução do


feminino.SãoPaulo: Companhia das Letras, 2000.

LOPES, M.S.; ARANTES, R.C.; LOPES, R.G.C. Um breve ensaio sobre a aceitação
da beleza na efemeridade dos corpos. São Paulo: revista Kairos, 2007, pp. 45 – 61.
Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/2589. Acesso em:
13. Out. 2015.

Natura. Disponível em: http://www.natura.com.br/www/. Acessado em 23.Out.2015

Negócio estética. O setor da estética está em alta em 2014. Disponível em:


http://www.Negocioestetica.com.br/tag/mercado-da-estetica/.Acesso em 23.Out. 2015.

O Boticário. Disponível em: http://www.boticario.com.br/make-b-. Acessado em:


23.Out.2015
23

PEREREIRA, Lilian Porto. “Beleza e envelhecimento: a visão de um grupo de


dermatologistas sobre seus pacientes e produtos antiidade”. Rio de Janeiro. 2011.
Disponível em: http://www.coppead.ufrj.br/upload/publicacoes/Liana_Pereira.pdf.
Acessado em 1.Out.2015.

WITCZAK, Patrícia Eduarda. “O envelhecer e a beleza feminina: significados e


comportamentos de consumidoras de produtos associados”. Santa Rosa. 2012.
Disponívelem:http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/bitstream/handle/123456789/
1429/Patricia%20Eduarda%20Witczak.pdf?sequence=1. Acessado em: 11.Out.2015.

Você também pode gostar