Você está na página 1de 4

DOSSIÊ DO PROFESSOR FÍSICA 11

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

TESTE DE AVALIAÇÃO 1 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO mM mS 3 6,42× 1023 × 3,0


⇔ 9,92× 10 =6,67 ×10
−11
F g=G ×
Grupo I r2 r2
⇔ r = 3,64  106 m ⇔ 3,64  103 km
1. Opção C r = rMarte+ h ⇔ 3,64  103 = 3,39  103 + h ⇔ h = 2,50   102 km

2. O motociclista iniciou o seu movimento na posição - 10 m, no sentido 5. A afirmação é falsa, uma vez que o módulo da velocidade é constante,
positivo da trajetória, atingindo a origem das posições 1 s depois. No instante 2 embora varie a sua direção. Assim, a força resultante não será nula, terá uma
s atinge a posição 10 m, onde se mantém por mais 2 s. Retoma o movimento no componente normal à direção da velocidade responsável pela alteração dessa
instante 4 s, no sentido negativo da trajetória, atingindo novamente a origem das direção.
posições 2 s depois. Atinge a posição -10 m no instante 8 s, onde permanece em
Grupo IV
repouso.

3. d = 40 m
F R = 0⃗ ⇔ ⃗
1. ⃗ Fg + ⃗
F sust = 0⃗ 
F sust −F g = 0
F g=m× g ⟺ F g=1500 ×10 ⟺ F g=15 000 N
x = - 10 - (- 10) = 0 m

A distância percorrida é superior ao deslocamento, uma vez que há inversão no


|⃗F sust|=15 000 N
sentido do movimento e o motociclista regressa à posição inicial.
2. A componente vertical da força produzida pelas pás do rotor deve
permanecer igual em módulo ao peso do helicóptero para que a força resultante
4. Opção D
tenha componente vertical nula. De acordo com a Primeira Lei de Newton, o
helicóptero permanecerá assim em repouso, segundo a vertical, ou seja, mantém
5. Opção B
a sua altura relativamente ao solo.
Grupo II

1. O intervalo de tempo [0,0; 8,0] s corresponde ao tempo de reação dos dois 3.


condutores. F x =F × sen ( 17 ° ) ⇔ F x =15 392 × sen ( 17° ) ⇔ F x =4500 N
2. O ciclista desloca-se no sentido positivo da trajetória, com movimento retilíneo
F 4500
uniformemente acelerado até aos 2,8 s, uma vez que o módulo da sua velocidade 4. F=m a ⇒a= ⇔ a= =3,000 m s−2
aumenta linearmente ao longo do tempo. A partir desse instante, o ciclista tem m 1500
movimento uniforme, uma vez que o módulo da sua velocidade permanece v f −v i
⇒ v f =a× ∆ t ⇔
−1
constante. Com v i =0 m s e a=
∆t
3. Opção A ⇔ v f =3,000 ×10=30,00m s−1
4. [0,0; 7,0] s

5. dciclista = d[0,8; 2,8] + d[2,8; 7,0] ⇒

⇒d ciclista = Áreatriângulo + Árearetângulo

dciclista = 9,2 + 39 ⇒ dciclista = 48 m

dautomóvel = d[0,8; 7,0] ⇒ dautomóvel = Áreatriângulo ⟺


62 9,2
⟺d automóvel = = 28 m
2
d = 48 – 28 = 20 m

6. Opção B

Grupo III

1. Opção C

2. Opção A
3.
mM mS 5,98 × 1024 × 3,07 103
⇔ F g=6,67 ×10
−11
F g=G ×
r2 ¿¿

4.

1
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR FÍSICA 11
PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

TESTE DE AVALIAÇÃO 2 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO mM mS


2. F g=G ⇔
Grupo I r2
1. a) t = 1,0 s 6,42× 1023 × 2180
⇔ F g =6,67 ×10−11 × 2
=¿
b) [0,0; 1,0] s ( 3,39× 106 +2,80 ×105 )
c) [1,0; 3,0] s ¿ 6,93 ×103 N
d) [1,0; 3,0] s

3.
1
2. y = y0 + v0 t + 2
 a t v2 m M × mS
2 F c =F g ⇒ m s= =G ⇔
Considerando y = 0 m, e t = 3,0 s quando a pedra atinge o solo
r r2
Gm M 6,67 × 10−11 ×6,42 ×1023
0 = y0 + 10  3,0 – 5  3,02 ⇔ y0 = 15 m = h

1
⇔ v=
r√ ⇔ v=

( 3,39 ×106 +2,80 ×10 5 )
⇔ v=3,4 2 ×10 3 m s−1

3. y = y0 + v0 t -   g t ⇒ y = 15 + 10 t - 5 t
2 2
(m)
2
v = v0 - g t ⇒ v = 10 – 10 t (m s- 1)
4.
6 5
4. Opção D 2π r 3 2 × π × ( 3,39 ×10 +2,80 × 10 )
v= ⇒3,42 ×10 = ⇔
Τ Τ
5. Opção A
⇔ Τ =6,74 ×103 s
Grupo II
5. Opção B
1.

Fc = Fg ⇔ ms
v 2 = G mM ms
r r2

G mM 2r G mM 2r Gm M mM Τ 2
v=
√ r

T
=
√ r
⇔( )
T
=
r
⇔r =G
3

4 π2
6,67 ×10−11 ×6,42 ×1023 × ( 24,6 ×3600 )2
r 3= ⇔
2. Opção B 4 × π2
⇔ r = 2,04  107 m
FR = ⃗
3. ⃗ Fg, x e ⃗
F R = m a⃗ e ⃗
F g , x =m × g × sen ( 25° ) , logo, h=r−r M ⇒h=2,04 ×107 −3,39× 106 ⇔
m× a=m× g × sen ( 25 ° ) ⇔a=g × sen(25 ° ) = 4,2 m s -
⇔ h = 1,70  107 m = 1,70  104 km
2

Grupo IV
1 2x 2 ×10 , 0
x= a t 2 ⇒t =
2 a
⇔ t=

10 × sen(25 ° ) √
⇔t=2,2 s

v=v 0 + at ⇔ v=0+ g × sen ( 25 ° ) × t ⇔ v=9,3 m s−1


1.1. Opção D

1.2. Onda sonora periódica complexa.

n .º oscilações 4
1.3. f= ⇔f = =2,7 102 Hz
4. ∆ E m=0 ⇔ E m =Em ⇔ Ec , + E p g , =Ec , + E p g , ∆t 15 ×10 −3

v 340
A B A A B B

Sendo v A =0 m s−1 e h B=0 m λ= ⇔ λ= =1,2 m


f 2,7 102
1
m g h A= m v 2B ⇔ v B =√ 2 g h A
2 2.1. Opção B

2.2. v B= λ f ⇔ v B=12 × 0,50=6 , 0 m s−1

Grupo III y= A sen ( ω t ) e ω=2 π f , logo,


2.3.

1. Opção A y=2,0 sen ( 2 × π × 2× t ) ⇔


⇔ y =2,0 sen ( 4 π t ) (m)
2
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR FÍSICA 11
PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

3
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR FÍSICA 11
PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

TESTE DE AVALIAÇÃO 3 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO ⇔ ϕm=0,55Wb


Grupo I |∆ ϕ m| |0,55−0,48|
1. Opção B |ε i|=N ⇔|ε i|= =0 , 05V
Δt 1,4
2.
∆ ⃗v v f −v i 25,0−2,0
⇒am = ⇔ am = ⇔a=9,6 m s
−1
a⃗ m=
∆t ∆t 2,4 5. Opção A

( 25,0+2,0 ) ×2,4 Grupo IV


3. d=área⇒ d= ⇔ d =32,4 m
2,0 1. Opção C
2.

4. Opção A
n1 sen α i=n2 sen α R ⇔1 , 00 × sen( 42° )=n2 sen (27 ° )⇔
sen (42 °)
5. ⃗ F g =⃗0 ⇒ Rar =m× g ⇔ R ar =0,25× 10=2,5 N
Rar + ⃗ ⇔ n2 = =1,47
sen (27 °)
Grupo II 3. Opção B

1. Opção C 4. nvidro sen c = nlíquido sen(90°), sendo c = 90° – 27° = 63°


-1
2. v = 72 km h = 20 m s -1 nlíquido  1 = nvidro sen(63°) ⇔ nlíquido = 1,47  sen(63°) = 1,31
v 20
v=ω r ⇒ ω= ⇔ ω= =1, 0 rad s−1 5. Opção A
r 20
Grupo V
2π 2π
ω= ⇒ Τ= =6,3 s para uma volta completa, assim, 1. Opção A
Τ 1,0
2. Opção C
6,3
meia volta Τ = =3,2 s
2 3. O efeito de Doppler também se verifica na luz visível, quando a fonte se
afasta, a luz recebida pelo recetor tem um comprimento de onda maior
3. A velocidade tem direção tangente à trajetória em cada ponto e tem o sentido (frequência menor) do que o comprimento de onda da radiação emitida,
do movimento. dizendo-se que sofreu um desvio para o vermelho.
A aceleração e a força resultante têm direção radial (perpendicular à direção da A teoria do big-bang, atualmente aceite pela maioria da comunidade científica,
velocidade em cada ponto) e sentido centrípeto, isto é, aponta para o centro da assenta em duas evidências principais: o afastamento das galáxias e a existência
trajetória. de radiação cósmica de fundo.
Durante o estudo de galáxias, Hubble verificou que a luz por elas emitida,
4. Fc = m ac, sendo ac = 2 r, então Fc = m 2r ⇔
apresenta um desvio para o vermelho. Baseando-se no efeito de Doppler,
⇔F c = 1000  1,02  20 ⇔ Fc = 20 000 N Hubble concluiu que este desvio (maiores comprimentos de onda) se deve ao
afastamento das galáxias em relação à Terra. O afastamento das galáxias é
5. Opção D explicado pelo aumento do espaço entre as galáxias, constituindo uma prova da
expansão do Universo, sendo que nos primórdios devia ser muito menor e com
6. No movimento circular uniforme de um automóvel, a força centrípeta
uma densidade muito elevada.
corresponde à força de atrito existente entre os pneus e a estrada. Se esta força
A radiação cósmica de fundo é uma espécie de vestígio da radiação emitida quando
deixar de atuar, a força resultante é nula. De acordo com a Primeira Lei de
o Universo primordial em expansão se tornou transparente à radiação
Newton, o automóvel permanecerá com movimento uniforme, mantendo
eletromagnética, altura em que se formaram os primeiros átomos de hidrogénio e de
constante a velocidade em módulo e direção, levando a que o automóvel
hélio.
mantenha uma trajetória retilínea, despistando-se.
George Gamow sugeriu que no estado inicial, o Universo seria caracterizado
Grupo III por uma densidade de radiação e de temperatura altamente elevadas. Previu,
que seria possível observar os resquícios dessa radiação, como uma radiação de
B A cos α ⇔
1.ϕ m=N
fundo isotrópica, que estaria na região micro-ondas, devido ao desvio explicado
⇔ ϕm=550 × 0,25× 4,0 ×10−3 × cos ( 30 ° ) ⇔ pelo efeito Doppler, em consequência da expansão do Universo.
⇔ ϕm=0,48Wb

2. Opção B

3.  = 180°  30° = 150°

4. ϕ m=N B A cos α ⇔
⇔ ϕm=550 × 0,25× 4,0 ×10−3 × cos ( 0 ° ) ⇔
4
© Areal Editores

Você também pode gostar