Você está na página 1de 39

ANATOMIA HUMANA

HISTÓRIA

Prof. Dr. Alvaro Galdos


alvarogaldos@alumni.usp.br
AS ANTIGAS DESCRIÇÕES DO CORPO HUMANO

Pré-história
Lascaux, 28.000 AC

“A História tem
uma relação direta
com o homem em
seu tempo”
(AGUIAR, 2020).
AS ANTIGAS DESCRIÇÕES DO CORPO HUMANO

• Egípcios como os
primeiros cientistas
Anatomistas e Médicos

Antigo Egipto
3.000 AC
O CULTO DOS
MORTOS

Antigo Egipto
3.000 AC
Aristóteles
• Grécia Antiga 460 a.C –
Hipócrates formula o termo
dissecção;
• 384 – 323 a.C – Aristóteles
disseca animais e escreve o
primeiro tratado de anatomia;
• Aristóteles como fundador da
anatomia comparativa

Grécia antiga
600 AC
Esculápio
(Médico)

• 300 – 250 a.C – Herófilo e


Erasístrato realizam a
primeira dissecção
humana.
• Herófilo desenvolveu um
esquema de distribuição,
formato e tamanho dos
órgãos: descreveu o
fígado, o cérebro, os
órgãos sexuais.
• Erasístrato de Quios (290
a.c), colaborador de
Herófilo, formou a Escola
de Alexandria.

Grécia antiga
300 AC
Cirurgia castrense

Roma antiga
60 AC
O conhecimento empírico
• Experimentação dos sinais e
sintomas.
• Precisam de conhecimento
anatômico
• Não confundir com
“empirismo”.

Idade média
Século VIII
As primeiras dissecções do corpo humano
Idade média
Século XI
As primeiras dissecções do
corpo humano
• Primeiros desenhos do corpo humano.

• Coração é o centro do mundo, que no corpo humano


representa o centro, embora a dissecação mostrou
diferente.

Idade média
Século XII
As primeiras dissecções do corpo humano

• Foram elaborados vários livros e

atlas contendo as informações.

Idade média
Século XII
As primeiras
dissecções do
corpo humano

Idade média
Século XIII
Cirurgia castrense
• Em eventos de luta, circos, coliseus
evoluíram os conceitos de anatomia
aplicada a cirurgia.

Idade média
Século XIV
Medicina e Astrologia
• No entanto, existem alguns
conceitos na medicina que nem
sequer alguns dos médicos
conhecedores de astrologia
conseguem explicar. Refiro-me
fundamentalmente ao diagnóstico
dos humores e à sua evolução no
tempo.
• O médico antigo estrutura o seu
conhecimento partindo da
influência física real dos planetas
sobre o corpo.

Idade média
Século XIV
Galileu Galilei

• Galileu Galilei foi um importante cientista, físico,


matemático, astrônomo e filósofo italiano. Sua
contribuição científica iniciou uma nova era na história
da astronomia, foi o primeiro astrônomo a acessar
novos conhecimentos com o uso do telescópio.
Defendeu o conceito de que a Terra não era o centro
do universo.

Idade média
Século XIV
A Lupa: a descoberta das
pequenas estruturas

Idade média
Século XIV
A Embriologia

• Anatomia do desenvolvimento

Idade média
Século XIV
Leonardo da Vinci

• Leonardo di Ser Piero da Vinci,


ou simplesmente Leonardo da
Vinci, foi um polímata nascido na
atual Itália, uma das figuras mais
importantes do Alto
Renascimento, que se destacou
como cientista, matemático,
engenheiro, inventor, anatomista,
pintor, escultor, arquiteto,
botânico, poeta e músico. É ainda
conhecido como o percursor da
aviação e da balística.

Renascimento
Século XV
Leonardo da Vinci
• ss

Renascimento
Século XV
Bartolomeu Eustáquio

• Bartolomeo Eustachi (c. 1500 ou 1514 - 27 de agosto de


1574), anatomista italiano nascido em San Severino,
Marche, próximo a Roma, um dos fundadores da moderna
anatomia, famoso por suas descrições sobre o ouvido e o
coração humanos.

Renascimento
Século XV
André Vesálio
• Andreas Vesalius (Bruxelas, 31 de dezembro de 1514 -
Zacinto, 1564), por vezes referido na literatura
portuguesa como André Vesálio, foi um médico belga,
considerado o “Pai da anatomia moderna”. Foi o autor da
publicação De Humani Corporis Fabrica, um atlas de
anatomia publicado em 1543.

Renascimento
Século XV
André Vesálio
• Através de sua obra, Vesalius conseguiu
refutar diversas teorias sobre o corpo
humano como as propostas por Galeno.
Por exemplo, afirmou que a mandíbula
era apenas um osso, enquanto Galeno
acreditava que eram dois ossos
separados.

Renascimento
Século XV
André Vesálio
• Vesalius produziu, em sua obra Fabrica,
ilustrações que retratavam o sistema muscular
e as respectivas funções de cada músculo,
possibilitando um melhor entendimento sobre a
mecânica do corpo humano.
• A contribuição mais impressionante dele
para o estudo do Sistema Muscular, foram as
ilustrações que acompanham o livro II. Ele
descreve a origem, a posição de cada
músculo e fornece informações sobre o seu
funcionamento.

Renascimento
Século XV
Amputação de membro
inferior

• Amputações fazem parte da história da Medicina


há séculos. Num passado ainda recente, quando
eram realizadas, o amputado ganhava um par de
muletas e saía nelas apoiado.

Renascimento
Século XVI
Cura cirúrgica
de hérnia
inguinal

Renascimento
Século XVI
Invenção a
Guilhotina

• O instrumento foi
criado para ser um
projeto humanitário
do médico Joseph
Ignace Guilliotin. A
guilhotina foi criada
em 1789, em Paris.
Exercitatio anatomica de motu cordis et sanguinis in
animalibus, Frankfurt, W. Fitzeri, 1628

William
Harvey
Renascimento
Século XVI
A descoberta
da circulação
• William Harvey (Folkestone, 1
de abril de 1578 —
Roehampton, 3 de junho de
1657) foi um médico britânico
que, pela primeira vez,
descreveu corretamente os
detalhes do sistema circulatório
do sangue ao ser bombeado,
por todo o corpo, pelo coração.

Século XVII
A descrição do
pormenor
• Primeiros estudos anatomo-
fisiológicos do Sistema renal,
principalmente o RIM.
• Descrição da anatomia da
Pelve renal e sua
comparação entre espécies.

Século XVIII
A descrição do
pormenor

• Estudos da anatomia da
audição, principalmente dos
ossos do ouvido: o martelo,
a bigorna e o estribo

Século XVIII
Publicações

• Charles Robert Richet (Paris, 26 de agosto de 1850 -


Paris, 4 de dezembro de 1935) foi um médico
fisiologista francês. Descobridor da soroterapia e da
anafilaxia (uma reação alérgica), foi laureado com o
Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1913.

Século XVIII
O microscópio e a célula
• A invenção do microscópio, cerca de 400 anos atrás, começou a revelar à humanidade
o mundo minúsculo das células e dos micro-organismos. Acredita-se que tenham sido
dois holandeses, fabricantes de óculos, Hans e Zacharias Janssen, pai e filho, os
inventores do primeiro aparelho em 1591. Entretanto, foi um outro holandês, Antonie
van Leeuwenhoek (1632-1723), quem fez as primeiras observações de materiais
biológicos. Os microscópios de Leeuwenhoek tinham apenas uma lente. Mesmo assim
ele observou um material bem variado como os espermatozoides do sêmen de
animais e os glóbulos vermelhos do sangue humano. Desse modo, ele descobriu a
existência dos micro-organismos, que, na época, foram chamados genericamente de
micróbios

SÉCULO XVIII
Aulas de • SÉCULO XIX
Anatomia
Aulas de • SÉCULO XX
Anatomia
DIVISÕES DA ANATOMIA
• Anatomia Microscópica;
• Anatomia Macroscópica;
• Anatomia Comparativa;
• Anatomia Sistêmica;
• Anatomia Topográfica;
• Anatomia Organológica
• Anatomia Aplicada (Medicina, Veterinária, Odontologia e Antropologia).
• Anatomia do Indivíduo Vivo
• Anatomia Radiológica
• Anatomia Antropológica
• Anatomia Artística
• Anatomia Constitucional
(DIDIO, 1998)
TERMINOLOGIA ANATÔMICA
• Uniformização da nomenclatura (Criação em 1989 do Federative Commitee on
Anatomical Terminology)

• A última versão da Terminologia Anatômica foi aprovada em assembleia geral da


Federação Internacional de Associações de Anatomistas em Roma, Itália, em
setembro de 1999.

• Atenção a diferentes terminologias


A. = artéria, Aa. = artérias
-Epônimos Lig. = ligamento, Ligg. = ligamentos
M. = músculo, Mm. = músculos
N. =nervo, Nn.= nervos
R. = ramo, Rr.= ramos
V. = veia, Vv. = veias
CONCEITO DE ANATOMIA
• Etimologicamente a palavra se origina do grego "Anatome" de onde
o termo ANA= distributivo, em partes TOMÉ= corte, por exemplo,
tomos de um tratado ou TEMNEIN = cortar.

• Em latim seria equivalente a palavra "Dissecare“ onde "DIS“ significa


separadamente e "SECARE" cortar.

• Ciência que estuda a estrutura e forma do corpo.


MÉTODOS PARA O ESTUDO DE ANATOMIA
• Método sistêmico: estudos de sistemas que desempenham funções complexas.

❑ Tegumento comum
❑ Sistema esquelético (osteologia)
❑ Sistema articular (artrologia)
❑ Sistema muscular (miologia)
❑ Sistema nervoso (neurologia)
❑ Sistema circulatório
❑ Sistema cardiovascular
❑ Sistema linfático
❑ Sistema digestório (gastrenterologia)
❑ Sistema respiratório (pneumologia)
❑ Sistema urinário (urologia)
❑ Sistema genital (ginecologia para mulheres; andrologia para os homens)
❑ Sistema endócrino
REFERÊNCIAS
CALAIS-GERMAIN, Blandine. Anatomia para o Movimento. V. I: Introdução à Análise das Técnicas Corporais / Blandine Calais – Germain; [tradução
Sophie Guernet]. São paulo: Manole, 1991.
CASTRO, Sebastião Vicente de. Anatomia Fundamental. 3ed. São Paulo: Makron Books, 1985.
DÂNGELO, José Geraldo; FATTINI, Carlo Américo. Anatomia Humana Sistêmica e Segmentar. 2ed. São Paulo: Atheneu, 2001.
FREITAS, Valdemar de. Anatomia – Conceitos e Fundamentos. São Paulo: Artmed, 2004.
GANONG, William F. Fisiologia Médica. 17ed. Guanabara Koogan, 1998.
GARDNER, Ernest. Anatomia: Estudo Regional do Corpo Humano. 4ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1998.
GOSS, Charles Mayo. Gray Anatomia. 29ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan S.A., 1988.
GRAY, Henry. Anatomia. 29ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan S.A., 1988.
HERLIHY, Bárbara; MAEBIUS, Nancy K. Anatomia e Fisiologia do Corpo Humano Saudável e Enfermo. 1ed. São Paulo: Manole, 2002.
KENDALL, Florence Peterson; McCREARY, Elizabeth Kendall. Músculos – Provas e Funções. 3ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1987.
LATARJET, Michel. Anatomia Humana. 2ed. V1/V2. São Paulo: Panamericana, 1996.
MACHADO, Ângelo. Neuroanatomia Funcional. Rio de Janeiro/São Paulo: Atheneu, 1991.
McMINN, R. M. H.. Atlas Colorido de Anatomia Humana. São Paulo: Manole, 1990.
MOORE, Keith L.. Anatomia Orientada para a Prática Clínica. 4ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.
NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.
PETRUCELLI, L. J.. História da Medicina. São Paulo: Manole, 1997.
SACRAMENTO, Arthur; CASTRO, Luciano. Anatomia Básica Aplicada à Educação Física. 2ed. Canoas: Editora da Ulbra, 2001.
SOBOTTA, Johannes. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.
THIBODEAU, Gary A.; PATTON, Kevin T. Estrutura e Funções do Corpo Humano. 11ed. São Paulo: Manole, 2002.
TORTORA, Gerald J.; GRABOWSKI, Sandra Reynolds. Princípios de Anatomia e Fisiologia. 9ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.