Você está na página 1de 23

“A existência

precede a
essência”

“O homem está
condenado a
liberdade”
Jean Paul
Charles
Aymard Sartre
foi um filósofo
francês
nascido no dia
21 de junho de
1905 em Paris.
Filho de Anne-
Anne-Marie Schweitzer e
Jean--Baptiste Sartre, perdeu o pai aos
Jean
2 anos de idade e foi com sua mãe
morar na casa de seu avô materno
Charles Schweitzer
Em 1924 ingressou no curso de
filosofia da Escola Normal
Superior de Paris e
posteriormente na
Universidade Sorbonne, onde
conheceu Simone de Beauvoir
(1908--1986) de quem nunca se
(1908
separou.
Sartre passou um ano
(1933 /1934) em Berlin
estudando a
fenomenologia do
alemão Edmund Husserl
(1859--1938), as teorias do
(1859
existencialismo
de Heidegger e Karl Jasper
(1883--1969) e a filosofia
(1883
de Max Scheller (1874-
(1874-
1928). A partir desses
autores, chegou a Soren
Kierkegaard (1813
(1813--1855).
Dizia não gostar de
professores, mas para
ganhar a vida tornou-
tornou-se
um. Sartre lecionava
filosofia e escrevia nas
horas de folga e depois de
algumas tentativas
conseguiu publicar em1938
seu primeiro romance “A
Náusea”, e logo em
seguida “O Muro”.
No romance “A Náusea”
Sartre revela os
sentimentos de
repugnância do
personagem Roquentin
Roquentin,,
em relação ao mundo
material inclusive pela
consciência de seu
próprio corpo.
Em 1939 com o início da
Segunda Guerra Mundial,
Sartre foi convocado pelo
exército francês e serviu
como meteorologista,
feito prisioneiro no ano
seguinte. No período de
sua prisão Sartre
escreveu uma peça de
teatro com o título
“Bariona
Bariona”.
”.
Bariona ou Le fils du
tonnerre (“O filho do
trovão”) é um drama, de
inspiração religiosa, que
fala de Jesus e de Maria,
Sua mãe, que "Trouxe-
"Trouxe-o
no ventre durante nove
meses, oferecer
oferecer--Ihe
Ihe--á o
seio e o seu leite se
tornará o sangue de
Deus“.
Sartre foi libertado em
1941 e em seguida
fundou o Grupo
Socialismo e Liberdade
afim de atuar junto a
resistência francesa
contra a ocupação alemã
e os colaboracionistas
franceses. Desenvolveu
pensamento engajado,
solidário aos
acontecimentos sociais e
políticos de seu tempo.
Em 1943 publica sua
primeira peça teatral “As
Moscas” e uma obra
fundamental da teoria
existencialista: “O ser e o
nada”. “A consciência
sendo não-
não-matéria, ela é
nada e “nadifica
“nadifica”” seus
objetos”.
“O outro é mediador
indispensável entre mim
e mim mesmo”.
Com a publicação de
“Entre quatro paredes”
em 1944 e suas obras
anteriores Sartre foi
considerado o escritor
francês mais celebre de
seu tempo. “Os Outros”
são todos aqueles que,
voluntária ou “O inferno são os
involuntariamente, outros”
revelam de nós a nós
mesmos.
O movimento Socialismo
e Liberdade foi
dissolvido em 1945 e
juntamente com Simone
de Beauvoir, Merleau
Ponty (1908
(1908--1961),
Raymond Aron (1905 -
1983) e outros
intelectuais fundou a
revista de filosofia Les
Temps Modernes “Os
tempos modernos”.
Após as experiências de
guerra, Sartre apresenta
uma nova abordagem da
questão da liberdade e
planeja uma novela em
quatro volumes com o
título de Les Chemins de
la liberté (“ Os caminhos
da Liberdade ”),
publicando somente três
volumes desse título.
Ao invés de publicar o quarto
volume de “Os caminhos da
liberdade”, Sartre decidiu que
o romance poderia não ser o
melhor veículo para suas
mensagens e intensifica a
produção de peças de teatro.
Durante a guerra havia escrito
vários e continua em 1951
com “O diabo e o bom Deus”,
“Nekrassov
Nekrassov”” (1951) e
“Seqüestrados de Altona
Altona””
(1959).
Em 1946 escreveu o ensaio “O
existencialismo é um Humanismo”
esclarecendo o significado ético do
existencialismo, “Baudelaire”
(1947) e “O fantasma de Stalin”
(1956). Após criticar a submissão
do Partido Comunista Francês aos
ditames de Moscou, Sartre escreve
“Crítica da razão Dialética”
(1960), livro sobre afinidades do
existencialismo com o marxismo.
No livro Les Mots “As palavras”,
Sartre faz uma análise psicológica
e existencial de sua própria
infância, merecendo e recusando o
prêmio Nobel de 1964 . Sartre
tinha como estímulo de sua
educação infantil seu avô e o primo
de sua mãe Albert Schweitzer
(1875--1965) e se comparava a
(1875
esses que seriam os verdadeiros
merecedores do prêmio Nobel.

"Meu idealismo épico compensará até a minha


morte uma afronta que não sofri, uma vergonha
que não padeci..."
De 1960 até 1971 a atenção
de Sartre concentrou-
concentrou-se no
preparo de um estudo em
quatro volumes sobre o
famoso escritor francês
Gustave Flaubert. Atividades
como conferencias e
passeatas como meio de
apressar a Revolução
socialista passaram depois a
ocupar boa parte do tempo de
Sartre.
Em 1961 viaja para Cuba e
Brasil, e aqui foi
festivamente recebido pelas
esquerdas.
Apesar de tudo, em 1972
publicou o terceiro
volume do trabalho sobre
Flaubert, com o
título L'Idiot de la
famille ("O idiota da
família").
Em seus últimos anos Sartre
ficou cego e sua saúde
declinou até seu falecimento
em Abril de 1980 devido a
um tumor pulmonar. Teve
um funeral impressionante
pela massa popular que
compareceu, estimada em
25.000 pessoas.
Pensamentos
Homem
“A existência do homem
precede sua essência"
Liberdade
“Uma vez que a liberdade explode
no peito de um homem, contra
este homem nada mais podem os
deuses"
Angústia
Descreve a vida humana
como “uma consciência
infeliz"
Introdução à Filosofia
Prof. Jackson

Carlos Augusto Pereira de Souza


Igor Lima Ribeiro
Rafaela
Thiago Macedo Silvestre