Você está na página 1de 20

Apresentação

Opa! Fico feliz em saber que você quer se diferenciar quando o assunto é
Planejamento Financeiro Empresarial!

Sabemos que planejar uma futura aquisição e fazer novos investimentos não
é algo fácil. Tanto em pequenas, médias ou grandes empresas de qualquer
segmento do mercado.

Por isso, criamos este E-book, onde abordaremos alguns itens que vão ajudar
você alcançar ainda mais o sucesso do seu negócio.

Boa Leitura e um forte abraço!


Sobre mim

Nascido em Divinópolis Minas Gerais, filho de comerciantes, se mudou para São Paulo
com 17 anos de idade. Formado em Ciências Contábeis, mBA em Gestão de Negócios e
Finanças pela FGV, especialização em gestão da qualidade e processo pela FGV e Pós-
MBA em Advanced Topics in Business Strategy pela University Of La Verne (Califórnia EUA)
foi ganhador dos jogos de negócios da Universidade e ficou em 19º colocado, entre mil
universidades de todo os Estados Unidos, morou na Austrália em 2017 e estudou Marketing
e vendas, Empreteco pelo sebrae, fez carreira em grandes empresas do mercado financeiro.

Meu prazer é ajudar outros empreendedores a se organizarem financeiramente e ter


segurança nas suas escolhas financeiras, afinal a educação financeira faz toda diferença.
Gosta de praticar esportes, fazer mochilão mundo afora, amante de vinhos e sua comida
preferida é hambúrguer (com 2 hambúrgueres).
Sumário

º Organize seus documentos e registros

º Prepare-se para um planejamento

º Entenda a sua empresa

º Controle os gastos

º Trabalho em equipe

º Tecnologia

º Se questione

º Não deixe as coisas para a última hora

º Poupar é essencial

º Mão na massa
Introdução
Na abertura de uma empresa, todo gestor deve contar com um
planejamento financeiro empresarial completo. Afinal, ele faz parte do
plano de negócios da empresa, apontando para a conquista dos objetivos
da organização.

Não importa o porte ou segmento, ele é a parte mais importante e


fundamental em uma estrutura empresarial, digamos que, uma base para
mostrar onde a organização está e aonde ela pode chegar.

Ele auxilia na projeção de receitas e despesas da empresa, assim, podemos


saber quanto de dinheiro possui no caixa e quanto aplicar em investimentos
futuros.

Por isso, separamos 10 dicas para melhorar o seu Planejamento Financeiro.


1- Organize seus documentos e
registros

Nesse primeiro momento, deve-se analisar como andam as contas da


empresa, como elas funcionam e a situação em que a empresa se
encontra.

Para isso, todos os documentos que contém registros financeiros, incluindo


contas a pagar e receber (são muito importante), podem ser colocados em
uma pasta nomeadas por datas e guardadas de uma maneira organizada
e com segurança ou você pode optar por colocar todos os dados em uma
planilha, porém, é importante que você tenha todos os dados reunidos em
um lugar para facilitar a visualização

Após análise dos dados, você vai conseguir acompanhar o fluxo de caixa da
empresa e os gastos, assim, podendo ter uma visão mais completa do futuro
do seus investimentos e gastos mensais.
2- Prepare-se para um planeja-
mento.
Após análise dos seus gastos financeiros, chegou a hora de você direcionar o
seu orçamento para todo o fluxo de trabalho.

Aqui, você vai se questionar em quais atividades da sua empresa você terá
de avaliar o orçamento.

A empresa possui muitas atividades, dentre elas estão:

°Custos
°Custos variáveis
°Necessidades
°Investimentos

e por aí vai…

Isso tudo permite que o financeiro:


° Não seja pego desprevenido
diante de alguma situação
emergencial;

° Tenha planos esclarecidos em


curto, médio e longo prazo;

° Evite os investimentos às
cegas.

Pense e veja quais as atividades


que o seu negócio possui para
começar desde já e não errar.
3- Entenda a sua empresa

Algumas metodologias podem te auxiliar na hora de entender melhor o


seu negócio, por isso, lhe apresentamos a famosa Análise SWOT (mais
conhecida como FOFA).

Essa metodologia consiste em analisar: Forças, Oportunidades, Fraquezas


e Ameaças, auxiliando no processo de descoberta e entendimento da
organização.

Para um planejamento acontecer ele terá de ter uma estratégia para alcançar
o seu objetivo. Mas ok, quais objetivos? Não esquenta, selecionamos alguns
tópicos abaixo pela área financeira:

°Ganho de clientes
°Redução dos custos
°Cortes e despesas
°Faturamento

E por aí vai..Lembre-se de sempre analisar o momento da sua empresa e


a situação em que ela se encontra.
4- Controle os gastos.

Nesse tópico o título por si próprio já transmite a mensagem não é mesmo?

Aqui iremos abordar uma parte “delicada” que muitas pessoas não sabem
ainda controlar, ou seja, os seus gastos.

Sabemos que muitas pessoas tentam até controlá-lo, mas cá entre nós, tem
como melhorar e vamos te ajudar a começar a pôr em prática esta ação.

Primeiro de tudo, NUNCA, misture seus valores pessoais com empresariais,


isso pode acabar virando uma “bola de neve” e você só terá mais problemas
dentro da empresa como: afetar o futuro dela.

Primeiro garanta informações e relatórios mensais,trimestrais ou até anual


de acompanhamento do fluxo de caixa em uma planilha como abordamos
no item 1, assim você vai saber em qual situação ele se encontra.

Comece a criar uma rotina de planejamento baseada em controles


financeiros e investimento para a sua empresa. Encontre boas maneiras de
economizar e investir em coisas que trarão resultados para a mesma e não
despesas.
5- Trabalho em equipe

Um ponto muito importante que não vamos esquecer de comentar é o


trabalho em grupo. Sabemos que uma empresa não vai pra frente sem
o apoio dos colaboradores, não negue uma ajuda pois a mesma pode ser
essencial na tomada de uma decisão estratégica e a conseguir um objetivo.

Trabalhar lado a lado com quem sabe e entende do negócio é uma boa ação,
como exemplo citamos a equipe de vendas e o financeiro.

Sempre mantenha uma boa comunicação entre os colaboradores pois isso


ajuda muito a fazer a diferença nos negócios.
6- Tecnologia.

Nessa nova era existem milhares de plataformas e aplicativos que auxiliam


vários empreendedores na hora de controlar e se planejar financeiramente.

Existem muitas plataformas que ajudam na hora de definir metas, que são
responsáveis por exibir relatórios mensais, trimestrais e anuais de entradas e
saídas.

Separamos uns dos melhores para você conferir:

º Toshl Finance
º GuiaBolso
º Finance

Não tenha dúvidas se você deve se jogar na era tecnológica, garanto que
você vai conseguir ter mais prática e agilidade.
7- Se questione.

Não tenha medo de se questionar, às vezes é bom para entender como está
a situação do seu negócio.

Separamos algumas perguntas que você deve se fazer:

° Quanto faturei ano passado? Quanto isso representa de crescimento


em relação ao ano retrasado?

° Quanto de faturamento tenho mensalmente? Como a sazonalidade


atua nos meus resultados?

° Para futuros investimentos, qual a situação atual do meu fluxo de


caixa e como distribuí-los ao longo do ano.

° O resultado do investimento a ser feito e do objetivo a ser alcançado


vai impactar de forma negativa em minha margem? Se sim, é algo
temporário ou permanente?

° Minha equipe concorda com os números? quem está na operação


diretamente tem uma visão mais prática da coisa toda. Converse
com seus colaboradores e veja o que eles acham do plano e se têm
sugestões a passar.

Esses são uns de vários


questionamentos que devemos fazer
para entender melhor nossa atual e
futura situação.
8- Não deixe as coisas para a
última hora.

Não se engane achando que um planejamento financeiro se inicia quando o


ano vira, muito pelo contrário, ele deve ser iniciado entre agosto e setembro
do ano anterior, para que você inicie o ano com TUDO e sem resolver os
problemas em cima da hora.

Por isso o orçamento também deve ser analisado usando referência dos anos anteriores,
calculando os ganhos e gastos da empresa.

Esses são uns de vários questionamentos que devemos fazer para entender melhor nossa
atual e futura situação.

9- Poupar é essencial

Ter uma reserva financeira é extremamente essencial, mas porque estamos


falando isso? Simples, pode ocorrer de acontecer uma emergência e você
na hora não ter de onde tirar uma graninha.

Por isso, recomendamos a você


começar desde já a colocar
dinheiro na reserva para imprevistos.
Assim, a empresa quando fizer
um lançamento ou promoções o
pagamento a vista vai ser muito
melhor.
10- Mão na massa

Opa, demoramos mas chegamos no ponto mais importante do nosso


conteúdo e tenho certeza que você quer saber realmente como colocar em
prática.

Separamos um EXERCÍCIO abaixo para você treinar, espero que aproveite ao


máximo o conteúdo!
MÃO NA MASSA

Registro: Colete os cheques, faturas, contracheques, extratos, boletos, contas


tudo e registre em um caderno ou planilha.

Consolidação: Classifique os valores em salário, alimentação, lazer, aluguel etc.


Organize os dados e faça gráficos de pizza ou barras para essas áreas do seu
orçamento.

Análise: É a fase que realmente importa, onde você vai usar a cabeça para des-
cobrir onde tem gasto mais, a evolução de seus ganhos e despesas etc. É aqui
que você decide onde cortar e como ganhar mais.

Previsão: Planeje seu futuro financeiro, usando os sonhos que você traçou como
guia para estabelecer as metas, que devem ser viáveis, factíveis, porém desafia-
doras.

3) Organizar dá trabalho. Mas o trabalho certamente trará retornos! O dinheiro


precisa ter planejamento e direcionamento.

4) Depois da planilha preenchida, VERIFIQUE:

a) Não pode gastar mais do que ganha;

b) Os percentuais de gasto devem ser proporcionais à importância que cada


área tem. É indicado que os seus custos não ultrapassem mais que 30% da sua
renda bruta e que pelo mínimo poupe 10% de tudo que você ganha, parece sim-
ples, mas em muitos casos o simples não é feito. Esperar o momento certo não
existe, o que deve ser feito é começar a ter o hábito de poupar e controlar seus
recursos.

c) Por exemplo, você pode concluir que 53% de sua renda são gastos em cinco
categorias: Moradia, Educação, Alimentação, Lazer e Transporte. Nesses gastos
o que você pode reduzir e economizar?

d) A sobra de 29% lhe garante que suas finanças estão em dia. Mas estão den-
tro das metas traçadas? Se, por exemplo, a meta traçada foi poupar 1/3 do que
se ganha, a meta não foi alcançada. Ter disciplina é a chave do sucesso. Saber
dizer não as vontades que vão tirar você em direção do seu objetivo. Para cada
conquista abrimos mão de alguma coisa.
EAI CURTIU?

Esse e outros milhares de assuntos eu comento no meu instagram @lideresuas-


financas.

PARA ACESSAR CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO

INSTAGRAM

Obrigado por adquirir nosso E-book e espero que tenha gostado do conteúdo
rico que preparamos para você!

ATÉ A PRÓXIMA E UM GRANDE ABRAÇO!!

Você também pode gostar