Você está na página 1de 9

FACULDADE DE TECNOLOGIA

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
DEPTº DE MECÂNICA E ENERGIA
COORDENAÇÃO DE MATERIAIS E PROCESSOS

MATERIAL COMPÓSITO – FIBRA DE VIDRO

Maitha SENNA (1)*; Vinícius LEAL (2)**;


(1)Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ; (2)Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ

RESUMO
Este trabalho é um estudo sobre os materiais compósitos, mostrando sua substituição às ligas metálicas,
cerâmicas e aos materiais polímeros, na qual apresentam propriedades importantes. O material compósito
possui duas composições, matriz e o reforço. As fibras são os reforços em maior utilização, pois apresentam
alta resistência á tração e faz com que ocorra a diminuição do peso, em comparação com a utilização dos
outros materiais, junto ao baixo custo. Uma ênfase maior foi dada á fibra de vidro, permitindo a fabricação
de peças com tamanho e formato diferentes. Algumas de suas propriedades são as boas propriedades
elétricas, a excelente aderência fibra/matriz, grandes vantagens em relação à aplicação e ao custo, facilidade
no processo, alta resistência à tração, resistente térmica e resistência à umidade. A fibra de vidro é
classificada conforme sua composição, podendo ser vidro tipo A, C, D, E, L, M e S. Esta fibra possui cinco
tipos de processamento em molde: manual, injeção, á pistola, centrifugação ou pultrusão. A única
desvantagem desta fibra é que quando entra em contato com a pele causa irritação. Em seguida, foi
explicada a utilização das fibras de carbono e de aramida, podendo entender cada tipo e suas características
próprias, conseguindo determinar qual tipo a ser utilizado em áreas específicas. Pode-se perceber um
crescimento na utilização dos materiais compósitos em diferentes áreas, mas principalmente na
automobilística, pois apresentam muitos progressos com sua utilização por terem propriedades que
beneficiam um melhor desempenho nos carros.
Palavras-chave: Material Compósito. Fibras. Fibra de Vidro.

1. INTRODUÇÃO
Com o passar do tempo, aumenta a
necessidade de materiais que possuem
propriedades diferenciadas, como o aumento
da resistência mecânica aliada à diminuição
do peso, que não consegue ser atendida por
ligas metálicas, cerâmicas ou materiais
poliméricos. Logo, os materiais compósitos Figura 1 – Porcentagem da utilização dos
têm ganhado cada vez mais destaque, materiais compósitos em 1984.
representando a combinação de dois ou mais
materiais distintos, adquirindo propriedades de
destaque.
O aumento da utilização dos materiais
compósitos está representado nas figuras a
seguir.

*maitha_rodrigues@hotmail.com
**viniciussleal@hotmail.com
FACULDADE DE TECNOLOGIA
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
DEPTº DE MECÂNICA E ENERGIA
COORDENAÇÃO DE MATERIAIS E PROCESSOS

 Móveis e Equipamentos de uso geral:


cadeiras, mesas, escada de mão, carcaça,
cabines telefônicas, esquadrias de janelas,
pisos, revestimento para parede, etc.

 Médica: prótese, adesivos, fios, etc.

 Outros: pontes, caixas d’água,


Figura 2- Porcentagem da utilização dos plataforma de petróleo, etc.
materiais compósitos em 1987. Neste trabalho será estudado o
desenvolvimento dos materiais compósitos,
enfatizando os reforçados por fibra de vidro, e
o seu crescimento em diferentes áreas.

2. MATERIAIS COMPÓSITOS

Os materiais compósitos é a união de dois ou


mais materiais, possuindo três classificações
quanto a sua fase dispersa: particulado,
reforçado por fibra e estrutural laminado.
Figura 3 - Porcentagem da utilização dos Os materiais compósitos possuem a seguinte
materiais compósitos em 2006. combinação:
 Matriz (metal, polímero e cerâmico);
Algumas aplicações dos materiais compósitos
são destaques na:  Reforço (whiskers, fibras, arames,
flocos e partículas).
 Automobilística: painéis, encaixe de
faróis, pára-choques, carrocerias, etc. 3. A FASE FIBRA
 Aeronáutica: hélices de helicópteros,
aeronave, trem de pouso, etc. Os compósitos fibrosos são os reforços mais
eficientes para melhorar as propriedades
 Náutica: casco de barcos, painéis, mecânicas de uma matriz. Estas têm como
mastros, bóias de sinalização, etc. função suportar as cargas transmitidas pela
matriz, e neste caso, a função da matriz é unir
 Química: tubos, tanques de alta e orientar as fibras, transmitir e distribuir os
pressão, containers para armazenamento esforços para as fibras, além de protegê-las
de produtos corrosivos, etc. contra danos, como abrasão mecânica e
degradação ambiental.
 Elétrica: suportes de cabos elétricos,
painéis, isolantes, chaves de comando, As propriedades mecânicas são mais eficazes
postes de alta tensão, etc. quando as fibras estão alinhadas
continuamente, e a solicitação mecânica é
 Esportiva: itens de piscina, esquis, aplicada na direção longitudinal do
tacos de golfe, raquetes de tênis, etc. alinhamento das mesmas.

*maitha_rodrigues@hotmail.com
**viniciussleal@hotmail.com
FACULDADE DE TECNOLOGIA
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
DEPTº DE MECÂNICA E ENERGIA
COORDENAÇÃO DE MATERIAIS E PROCESSOS

Algumas características da fase fibra estão


apresentadas a seguir:

3.1 Influência do comprimento da fibra


As características mecânicas de um compósito
reforçado com fibras não dependem somente
das propriedades da fibra, mas também do grau
segundo o qual uma carga aplicada é transmitida
para as fibras pela fase matriz. A magnitude da
ligação interfacial entre as fases fibra e matriz é
Figura 5 – Perfil de tensão – posição.
importante para a extensão dessa transmissão de
carga. Sob a aplicação de uma tensão, essa
ligação fibra-matriz cessa nas extremidades da Quando uma tensão igual a é aplicada a
fibra, produzindo um padrão de deformação da uma fibra que possui exatamente o
matriz, como mostrado abaixo. comprimento crítico, tem-se como resultado o
perfil tensão-posição que está mostrado na fig.
5a; isto é, a carga máxima na fibra é atingida
somente no eixo central da própria fibra.

À medida que o comprimento da fibra, l,


aumenta, o reforço causado pela fibra se torna
mais efetivo; isso está demonstrado na Fig. 5b,
que representa um perfil da tensão em função
Figura 4 – Ligação fibra-matriz sob aplicação de da posição axial para l > lc quando a tensão
uma tensão aplicada é igual à resistência da fibra. A Fig. 5c
mostra o perfil tensão-posição para l < lc.
Define-se um comprimento crítico de fibra
que é necessário para o efetivo fortalecimento Para que se desenvolva uma melhoria
e enrijecimento do material compósito. Este significativa na resistência do compósito, as
comprimento crítico lc é dependente do fibras devem ser contínuas.
diâmetro da fibra d e a sua resistência
mecânica (ou tensão) final σf e da resistência 3.2 Influência da orientação e da
mecânica da ligação fibra-matriz (ou limite de concentração da fibra
escoamento cisalhante da matriz) c de acordo
com expressão: O arranjo ou orientação das fibras em relação
umas às outras, a concentração das fibras e
sua distribuição têm influência significativa
l c= [Eq. 01] sobre a resistência e sobre outras propriedades
dos compósitos reforçados com fibras. As
fibras contínuas normalmente estão alinhadas
Observam-se abaixo alguns perfis tensão- ao eixo longitudinal, Fig. 6a, enquanto as
posição para determinados comprimentos (l) fibras descontínuas estão alinhadas, Fig. 6b,
de fibra. ou parcialmente alinhadas, ou orientadas
aleatoriamente, Fig. 6c.

*maitha_rodrigues@hotmail.com
**viniciussleal@hotmail.com
FACULDADE DE TECNOLOGIA
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
DEPTº DE MECÂNICA E ENERGIA
COORDENAÇÃO DE MATERIAIS E PROCESSOS

Os Uísqueres consistem em monocristais


muito finos e com dimensão extremamente
pequena, o que lhes garantem um elevado
grau de perfeição cristalina e isenção de de-
feitos, o que é responsável pelas suas
resistências excepcionalmente elevadas. Eles
são os materiais mais resistentes que se co-
nhece. Porem não são amplamente utilizados,
por serem extremamente caros e por ser
praticamente impraticável incorporá-los em
uma matriz. Alguns exemplos de uísqueres
Figura 6 – Orientação das fibras. são: Grafita, Carbeto de Silício (SiC), Nitreto
de Silício (SiN) e Óxido de Alumínio
As fibras usadas no reforço da matriz são (Al2O3).
classificadas em duas categorias com suas
As fibras são materiais policristalinos ou
respectivas subcategorias:
amorfos, e possuem diâmetros pequenos. Os
 Naturais: Animal (seda, lã e pêlo), materiais fibrosos são geralmente polímeros ou
Vegetal (caule e folha) e Mineral cerâmicas. Alguns exemplos são: as aramidas
(amianto); poliméricas, o vidro, o carbono, o boro, o óxido
de alumínio e o carbeto de silício.
 Manufaturas: Sintéticas (PP, PE,
aramida, poliéster, náilon, acrílico, Os arames finos têm diâmetros relativamente
etc) Artificiais (alginato, borracha) e grandes. Materiais típicos empregam aço,
Outras (vidro, carbono, metálico e molibdênio e tungstênio. Fios são utilizados
cerâmico); como reforço radial de aço em pneus de
automóveis, carcaça de foguete reforçada com
Uma característica importante da maioria dos
enrolamento de filamento, e mangueiras de
materiais é que uma fibra com menor diâmetro
alta pressão de fio enrolado.
é muito mais forte e resistente do que o
material volumoso. A possibilidade de 4. A FASE MATRIZ
ocorrência de uma falha superficial crítica que
conduza à fratura decresce com a diminuição A fase matriz dos compósitos fibrosos possui
do volume da amostra, o que posso ser várias funções. Em primeiro lugar, ela liga as
atenuado quando os compósitos são fibras umas às outras e atua como o meio através
reforçados por fibra, estas conferem altas do qual uma tensão aplicada externamente é
resistências à tração. transmitida e distribuída para as fibras, fazendo
com que apenas uma proporção muito pequena
As propriedades mecânicas são mais eficazes da carga aplicada seja suportada pela fase matriz,
quando as fibras estão alinhadas em segundo lugar, ela protege as fibras
continuamente, e a solicitação mecânica é individuais contra danos superficiais, danos
aplicada na direção longitudinal do provocados pela abrasão mecânica ou pelas
alinhamento das mesmas. reações químicas com o ambiente. Tais
interações podem introduzir defeitos de
Em relação ao diâmetro e à natureza, as fibras
superfície capazes de formar trincas, as quais
são agrupadas em três classificações diferentes:
podem levar a falhas mesmo sob baixos níveis
Uísqueres (Whysker), Fibras e Arames.
de tensão de tração, e por ultimo a matriz serve

*maitha_rodrigues@hotmail.com
**viniciussleal@hotmail.com
FACULDADE DE TECNOLOGIA
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
DEPTº DE MECÂNICA E ENERGIA
COORDENAÇÃO DE MATERIAIS E PROCESSOS

como uma barreira contra a propagação de Não fosse pela predisposição desses materiais
trincas. cerâmicos à fratura frágil, alguns seriam
candidatos ideais para uso em aplicações a
altas temperaturas e sob severas condições de
Além disso, o material da matriz deve ser dúctil.
tensão, especialmente para componentes em
E ainda, o módulo de elasticidade da fibra deve
motores de turbina a gás para automóveis e
ser muito maior do que o apresentado pela
aeronaves, porem essa tenacidade à fratura das
matriz.
cerâmicas tem sido melhorada sig-
nificativamente pelo desenvolvimento de uma
A fase matriz de compósitos com fibras pode
nova geração de compósitos com matriz
ser feita a partir de metais, polímeros ou
cerâmica.
cerâmicas. Em geral, os metais e os polímeros
são usados como materiais da matriz, pois é São formados por particulados, fibras ou
desejável alguma ductilidade; no caso dos uísqueres de um material cerâmico que se
compósitos com matriz à base de cerâmica o encontram embutidos no interior de uma ma-
componente de reforço é adicionado para triz de um outro material cerâmico. Os materiais
melhorar a tenacidade. compósitos com matriz cerâmica possuem
maior tenacidade à fratura.
4.1 Compósitos com matriz metálica
4.3 Compósitos com matriz de polímero
Visto que a grande dos metais são dúcteis,
estes podem também ser usados como fase Os Compósitos com Matriz de Polímero
matriz em compósitos reforçados por fibras e consistem em uma resina polimérica como a
os metais reforçados com fibra podem ser fase matriz e fibras como meio de reforço. O
utilizados em temperaturas maiores do que os vidro, o carbono e as aramidas são os reforços
compósitos poliméricos. Além disso, altas com fibras mais comuns incorporados em
resistências mecânicas específicas e altos matrizes poliméricas e esses materiais
módulos específicos são possíveis uma vez compositos são usados na mais ampla
que as densidades destes metais básicos são diversidade de aplicações e são classificados
relativamente baixas. de acordo com o tipo de reforço.
As superligas, bem como as ligas de alumínio, 4.3.1 Compósitos poliméricos reforçados
magnésio, titânio e cobre, são empregadas com fibra de vidro
como materiais de matriz. O reforço pode ser
na forma de particulados, de fibras tanto contí- Fibra de Vidro é o material compósito
nuas como descontínuas e de uísqueres e o produzido basicamente a partir da
processamento do compósito envolve pelo aglomeração de finíssimos filamentos
menos duas etapas: consolidação ou síntese flexíveis de vidro com resina poliéster (ou
(isto é, introdução do reforço no interior da outro tipo de resina) e posterior aplicação de
matriz), seguida por uma operação de uma substância catalisadora de polimerização.
modelagem.
Permite a produção de peças com grande
variedade de formatos e tamanhos, tais como
Os compósitos de Matriz Metálica possuem
placas para montagem de circuitos
aplicações estruturais aeroespaciais e
eletrônicos, cascos e hélices de barcos,
aplicações em novos motores e turbinas.
fuselagens de aviões, caixas d'água, piscinas,
4.2 Compósitos com matriz cerâmica pranchas de surf, recipientes de
armazenamento, peças para inúmeros fins
*maitha_rodrigues@hotmail.com
**viniciussleal@hotmail.com
FACULDADE DE TECNOLOGIA
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
DEPTº DE MECÂNICA E ENERGIA
COORDENAÇÃO DE MATERIAIS E PROCESSOS

industriais em inúmeros ramos de atividade, instalações de Raio-X e possui também alta


carroçarias de automóveis, na construção civil resistência mecânica.
e em milhares de outras aplicações.
Os materiais reforçados por fibra de vidro  Vidro M: Possui alto módulo de
constituem o tipo de esforço mais utilizado elasticidade (113 GPa), porém por conter
nos materiais compostos. Algumas de suas berílio em sua constituição é impedido a sua
propriedades são as boas propriedades comercialização.
elétricas, a excelente aderência fibra/matriz,
grandes vantagens em relação à aplicação e ao  Vidro S: Constituído por silicato de
custo, alto alongamento na ruptura, boa alumínio, empregado em estruturas de
resistência do impacto, elevada resistência elevadas características mecânicas (sobre tudo
química (ao ataque de mofo e na aeronáutica), tem uma resistência a tração
microorganismos em geral), facilidade no e um módulo de elasticidade muito superior a
processo, alta resistência à tração, resistente dos outros tipos de vidro, além de possuir um
ao calor e ao fogo, resistência a umidade e bom comportamento a fadiga, temperatura e
resistência térmica. umidade.
As fibras de vidro são classificadas conforme A composição mais importante da fibra de
sua composição. A seguir estão mostradas a vidro é a base de sílica (SiO2) associada a
composição típica e suas respectivas óxidos de cálcio, boro, sódio, ferro e
propriedades: alumínio.
 Vidro A: Alto conteúdo em álcali.
Apresenta uma boa resistência química, Houve um aumento da utilização deste
deficientes propriedades elétricas e possui material fibroso devido, principalmente, à
baixo módulo. necessidade de reduzir o peso dos materiais
metálicos junto com um baixo custo,
 Vidro C: Constituído por boroslilicato possuindo uma relação custo e benefício. Um
sódico, proporcionando excepcionais dos materiais mais utilizados nos diversos
propriedades químicas e é normalmente ramos das indústrias é o termoplástico
utilizado em capas superficiais de estruturas chamado polipropileno. Este material é
anti-corrosão. maleável e resistente a temperatura ambiente,
redução na corrosão, leveza do veículo, alta
 Vidro D: Altas propriedades resistência para pequenos choques, boa
dielétricas e são utilizadas com vistas a um proteção para passageiros e melhor vedação
alto-desempenho em aplicações eletrônicas. de ruído no veículo.

Uma de suas utilizações é nos pára-choques


 Vidro E: Representa mais de 90% dos
dos carros. Porém sua aplicação específica, na
reforços nos materiais compostos de uso
indústria automotiva, é na ventoinha do
geral. Possui baixo conteúdo em álcali e
radiador.
excelentes propriedades elétricas; apresenta
também boas propriedades de resistência,
Logo a seguir estão representados os cinco
rigidez e desgaste.
tipo de moldes da fibra de vidro.
 Vidro L: Possui alto teor de chumbo.  Molde Manual ( “Hand Lay-Up” )
É usada como protetor de radiação em Este processo é adequado para a produção de
baixos e médios volumes, de partes grandes e
*maitha_rodrigues@hotmail.com
**viniciussleal@hotmail.com
FACULDADE DE TECNOLOGIA
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
DEPTº DE MECÂNICA E ENERGIA
COORDENAÇÃO DE MATERIAIS E PROCESSOS

de alta resistência. Uma combinação de forma de fios contínuos ("roving") é


reforços em rolo é colocada em um molde alimentada para uma pistola com um picador,
aberto e impregnada com resina. Quando a que a corta em fibras de um determinado
resina cura, a superfície do molde é tamanho. As fibras são lançadas sobre um jato
reproduzida para o lado do compósito que de resina e a combinação de materiais é
está em contato com o molde. direcionada para a cavidade do molde, onde o
compósito toma sua forma.

Figura 7 – Molde manual Figura 9 – Molde á pistola

Reforços de fibra de vidro para este processo Reforços de fibra de vidro para este processo
é a manta de Fio Picado ("Chopped Strand é o fio contínuo de multifilamentos ("Multi-
Mat") - M-710 e o tecido End Roving") - 3050

 Molde por Injeção  Molde por Centrifugação


Um composto de moldagem de termoplástico
ou termofixo feito com fibra de vidro e resina Este processo molda formas cilíndricas e
é alimentado por uma rosca ou êmbolo, para ocas, tais como tanques, tubulações e postes.
dentro da cavidade do molde. As duas A manta de fios cortados é colocada em um
metades do molde são mantidas sob pressão molde cilíndrico oco, ou fios contínuos de
até que a resina cure. "roving" são cortados diretamente sobre as
paredes internas do molde. À medida em que
o molde gira, a resina é aplicada à sua parte
interna.

Figura 8 – Molde por Injeção

Reforços de fibra de vidro para este processo


é pelo fio picado e pela fibra moída ("Milled Figura 10 – Molde por Centrifugação
Fiber") - M-737
Reforços de fibra de vidro para este processo
 Molde á Pistola é o 3050 e a manta de Fios Picados
("Chopped Strand Mat") - M-710
Este processo é similar e muitas vezes
combina-se com o manual ("hand lay-up").  Molde Pultrusão
No processo à pistola, a fibra de vidro em
*maitha_rodrigues@hotmail.com
**viniciussleal@hotmail.com
FACULDADE DE TECNOLOGIA
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
DEPTº DE MECÂNICA E ENERGIA
COORDENAÇÃO DE MATERIAIS E PROCESSOS

Este é um processo contínuo de fabricação de Existe uma variedade de materiais aramidas,


perfis lineares de seção transversal constante sendo os dois mais comuns desses materiais
(como vergalhões, vigas, canaletas e tubos). são Kevlar e Nomex. Os compósitos de fibra
Após a impregnação do reforço com resina, o aramidas são conhecidos pela sua tenacidade,
material é puxado através de um molde de resistência ao impacto e resistência à fluência e à
metal aquecido que dá a forma à seção falha por fadiga, porem são relativamente
transversal. A resina cura e o perfil está fracos quando submetidos à compressão.
formado.
4.3.3 Compósitos polímeros reforçados
com fibras híbridos

Compósitos reforçados com fibras híbridos


são obtidos utilizando-se dois ou mais
diferentes tipos de fibras numa única matriz.
Estes materiais têm uma melhor combinação
geral de propriedades do que compósitos
Figura 11 – Molde Pultrusão contendo apenas um único tipo de fibra. Uma
variedade de combinações de fibras e
Os reforços de fibra de vidro para este materiais de matriz é usada. Compósitos
processos são o fio contínuo Tipo 30® ("Type híbridos comuns são aqueles contendo fibras
30® Roving") - 111A, fio contínuo de de vidro e carbono. As fibras de carbono são
Multifilamento ("Multi-End Roving") - 973 e fortes e relativamente rígidas e fornecem um
manta de fio picado - M830B. reforço de baixa densidade; entretanto, elas
são caras. Fibras de vidro são baratas e lhes
4.3.2 Compósitos poliméricos reforçados falta a rigidez do carbono. O híbrido vidro-
com fibras de carbono carbono é forte e tenaz, tem maior resistência
A fibra de carbono possui uma alta resistência ao impacto e pode ser produzido num custo
mesmo em temperaturas elevadas e um alto menor do que qualquer um dos plásticos
modulo de tração, por isso é a o reforço mais reforçados com carbono ou com vidro. Neste
utilizado, devido também ao processo de tipo de compósito híbrido, quando submetido
fabricação barato e com boa relação custo- à tensão ou tração produz falhas usualmente
benefício. não catastróficas. As fibras de carbono são as
primeiras a falharem, quando então a carga é
A classificação para as fibras de carbono é feito transferida às fibras de vidro. Na falha das
de acordo com o módulo de tração; com base fibras de vidro, a fase matriz deve suportar a
nisto, as quatro classes são as de módulo carga aplicada.
padrão, intermediário, alto e ultra-alto e os
compósitos poliméricos reforçados com car- Aplicações principais para compósitos
bono são largamente empregados em híbridos são componentes estruturais de
equipamentos esportivos e de recreação, em transporte leve rodoviário, aquático e aéreo,
carcaças de motores, em vasos de pressão e em equipamentos esportivos, e componentes
componentes estruturais de aeronaves. ortopédicos leves.

4.3.3 Compósitos polímeros reforçados 4. RESULTADO E DISCUSSÕES


com fibra aramida Os compósitos têm grande vantagem em relação
aos outros materiais, por serem feitos da fusão de
dois ou mais destes com a função de se obter as

*maitha_rodrigues@hotmail.com
**viniciussleal@hotmail.com
FACULDADE DE TECNOLOGIA
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
DEPTº DE MECÂNICA E ENERGIA
COORDENAÇÃO DE MATERIAIS E PROCESSOS

melhores características, o que lhe proporciona W.A.Silxa,Richard e G.Torquato,Marcos. Seleção


uma grande aplicação em diferentes áreas, de Materiais para estruturas automobilística.
principalmente nas áreas civil, automobilística e Centro Universitário Estadual da Zona Oeste, 03
aeronáutica. Por isso, pode-se perceber a nov 2010.
substituição dos compósitos em relação aos
Carla T. S. Felipe,Renata. Materiais
materiais utilizados anteriormente, como no caso
Compósitos. Apostila do Curso Superior em
da fibra de vidro, que aumenta a resistência
Tecnologia Da Fabricação Mecâniaca.Rio Grande
mecânica e a diminui o peso associado ao custo,
do Norte,Setembro,2008.
sendo muito utilizado na área automobilística.
C.P. Gruppioni, Heléa. Quantificação da
5. CONCLUSÃO Evolução do Dano em Estruturas de Materiais
A necessidade de se encontrar materiais que Compostos Tipo. Iniciação da FAPEMIG. Minas
atendam as exigências, estabelecidos pelo Gerais, 2008.
progresso, fará os compósitos como principais
matérias-primas, por conseguirem atender as
exigências estabelecidos pelo avanço tecnológico. Mendonça, Paulo de Tarso R.“Materiais
Compostos & Estruturas Sanduíche”. São
Paulo: Manole, 2005.
REFERÊNCIAS
CALLISTER, W. D., Jr. Ciência e Engenharia PADILHA,Ângulo Fernando.Materiais de
de Materiais: uma Introdução. 7ª Edição. Rio de Engenharia - Microestrutura. São Paulo: 1997.
Janeiro: LTC, 2008.
Marcelo M. M. Naglis e José R. M. d'Almeida.
Avaliação dos modos de falha sob impacto de
compósitos de matriz polimérica reforçados
por fibras. Iniciação Científica pelo CNPQ –
PUC.

Mirtânia Antunes Leão. Fibras de Licuri: Um


reforço alternativo de compósitos poliméricos.
Dissertação submetida ao Programa de Pós-
Graduação em Engenharia Mecânica da
Universidade Federal do Rio Grande do Norte,
2008, Natal-RN.

Waldyr Naoki Ota. Análise de compósitos de


polipropileno e fibras de vidro utilizados pela
indústria automotiva nacional. Dissertação no
programa interdisciplinar de Pós-Graduação em
Engenharia da Universidade Federal do Paraná,
2004.

Fibra de Vidro. Disponível em:


<http://www.livrostecnicos.com/ > Acesso em: 05
dez 2010.

Materiais compósitos. Artigo da Universidade


Federal do Espírito Santo- Engenharia Química,
São Mateus,2010.
*maitha_rodrigues@hotmail.com
**viniciussleal@hotmail.com