Você está na página 1de 2

RESENHA

ANATOMIA FUNCIONAL DAS CADEIAS MUSCULARES

Clarice Tanaka*, Esteia Adriana Farah

Descritores: Anatomia. Fisioterapia. Músculo. Postura.

Tanaka, C. , Farah, E. A. Anatomia funcional das cadeias musculares. São Paulo: ícone, 1997.

Poucas profissões tiveram um desenvolvimento passou por evoluções, deixando de constituir uma
rápido e significativo como a fisioterapia, nos harmonia estática e equilibrada entre os segmentos,
últimos dez anos. Nas décadas de sessenta e setenta, para uma concepção mais progressista de que do
a atividade do fisioterapeuta estava intimamente ponto de partida adequado, se desenvolvem
relacionada com procedimentos de reabilitação de movimentos mais eficientes e seguros. Vem daí, o
incapacidades físicas de pacientes com lesões entusiasmo dos autores pelo estudo da postura, e
severas e funcionalmente limitantes. O atendimento da melhor compreensão das causas de suas
de fisioterapia em nível hospitalar que manteve-se alterações, suas redações com o desempenho e a
timidamente circunscrito a algumas situações, ocorrência de lesões.
passou a ser reconhecido em sua relevância,
tornando-se freqüente a presença deste profissional A instrumentação do fisioterapeuta também se
nas enfermarias de quase todas as especialidades modificou com o passar do tempo. Equipamentos
médicas além dos serviços de urgência e de terapia mais modernos e sofisticados compõem atualmente
intensiva. Mais recentemente incorporou-se ao o arsenal da fisioterapia na diversas áreas. No que
perfil profissional do fisioterapeuta a preocupação diz respeito à terapia da função através da
pela abordagem funcional do indivíduo mesmo que cinesiologia a idéia de uma organização fisiológica
tal disfunção não esteja associada a uma patologia. diferenciada do sistema ósteo-mio-articular não é
Atualmente programas de orientação e prevenção recente. A concepção de cadeias de músculos já foi
de lesões, e de atuação em nível de saúde pública e utilizada por Godelieve Denys-Struyf, Françoise
social, estão se proliferando a passos largos, Mézières, por Herman Kabat e mais recentemente,
consolidando o objetivo de tais procedimentos. no início da década de oitenta, por Philippe-
Neste aspecto a abordagem postural é sem dúvida Emmanuel Souchard.
o centro das atenções. Longe de constituir uma
preocupação menor, e contrariando idéias pré Nossa publicação se pautou nas cadeias
concebidas de que são alterações cuja abordagem musculares posturais descritas por este autor e para
respondem limitadamente, a postura hoje é facilidade didática organizamos a apresentação dos
entendida como a base de toda compreensão músculos das cadeias com suas características
funcional, norteando procedimentos terapêuticos anatômicas. No entanto, ressaltamos que não nos
seja nas disfunções músculo-esqueléticas, neuro- limitamos a estes, ao contemplar,músculos de
musculares ou cardio-respiratórias-circulatórias. importância na função postural, quando analisados
Isto porque a forma de entender a postura também do ponto de vista morfo-funcional, mesmo não
estando incluídos sistematicamente nas cadeias discutirmos o papel da parede ântero-lateral do
musculares. Nossa preocupação com o abdome e da pressão intra-abdominal, por
embasamento anatômico e biomecânico foi considerarmos de forma singular a sua importância
constante. Mais do que isto, buscamos o melhor na manutenção da postura e na ocorrência de
entendimento da origem das cadeias musculares no alterações. Este capítulo também mereceu espaço
desenvolvimento embrionário, de onde pudemos próprio pela oportunidade de discutirmos a inter-
entender que a organização dos músculos em relação anatômica e funcional das cadeias
cadeias tem origem nos primórdios do musculares.
desenvolvimento.
Diferentemente do convencional, apresentamos
Este embasamento consolida a globalidade da no final do livro as bases morfológicas do
abordagem terapêutica, através do entendimento alongamento muscular. Isto porque é nosso objetivo
anatômico e funcional das cadeias musculares. Em estimular o leitor à compreensão dessas bases a
nosso livro, destacamos um capítulo para partir de seu interesse clínico e funcional.

8 3
Prof . Dr do Curso de Fisioterapia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - SP
Endereço para correspondência: Rua Cipotânea, 51 - 05360-000 São Paulo - SP

Tanaka, C . , Farah, E. A. Functional anatomy of muscle chains. São Paulo: ícone, 1997.
Key Words: Anatomy. Physical therapy. Muscle. Posture.