Você está na página 1de 9

Gestão de Operações e

Logística

A LOCALIZAÇÃO DO EMPREENDIMENTO
MÉTODOS PARA A ESCOLHA DO LOCAL
CUSTOS LOGÍSTICOS DE FÁBRICAS
E CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO

DECISÃO DE
LOCALIZAÇÃO
DECISÃO DE LOCALIZAÇÃO
Autoria: Kétnes G. Lopes / Adaptado por: Aguiar Ribeiro de Almeida Junior

Esta decisão refere-se à escolha do local mais


adequado para se instalar um determinado
Caro aluno(a), Seja bem vindo(a) empreendimento, uma filial ou um centro de
ao módulo Decisão de Localização! distribuição. Estudará os principais métodos
Neste módulo, você aprenderá sobre para esta escolha e conhecerá as variáveis
as decisões relativas à localizaçao. que deverão ser minuciosamente analisadas.
E então, prontos? Podemos começar? Bons
estudos e boa aprendizagem!

APRESENTAÇÃO
Neste módulo vamos aprender sobre os principais pontos relativos à localização de
um empreendimento! Afinal, porque devemos estudar decisões relativas à localização?
Simplesmente porque esta decisão representa solução a longo prazo, visto que implica
investimentos significativos e é de difícil alteração.

Assim, recomenda-se que as decisões relativas à localização sejam bem fundamentadas e


merecem o acordo dos responsáveis pelas diversas áreas funcionais da empresa. A solu-
ção escolhida estruturará a empresa, condicionará o seu desempenho e contribuirá para
a definição do modelo de negócio.

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM
Ao final deste módulo você deverá ser capaz de:
• Entender a importância de se conhecer as diversas variáveis que nortearão a toma-
da de decisão sobre onde localizar um determinado empreendimento.
• Conhecer os métodos utilizados para a escolha do local adequado para se instalar
um empreendimento.
• Entender como os custos logísticos são impactados ou impactam nas decisões de
localizações de fábricas e centros de distribuição.

Gestão de Operações e Logística 1 Decisão de Localização


Triângulo das Decisões
O planejamento do gerenciamento logístico deverá seguir um triângulo de decisões que
envolvem três vértices: decisões de estoque, de transporte e de localização. Vimos que o
nível de serviço prestado ao cliente é o principal resultado dessas decisões.

IMPORTANTE
As decisões de localização envolvem a determinação do número, local e proporções das
instalações a serem usadas. Podem-se citar alguns exemplos de aplicação de problemas de
localização:
• Escolha do local de serviços de emergência (hospitais, bombeiros);
• Determinar o melhor local de máquinas, ferramentas em instalações fabris;
• Escolha de locais para armazéns e centros de distribuição;
• Escolha do local para instalações “pouco agradáveis” (incineradoras; lixeiras.).

Problemas de Localização
Algumas características devem ser consideradas como limitadoras na hora de decidir
sobre uma determinada localização, são elas:

Força direcionadora: a localização das instalações é freqüentemente determinada por um


fator principal, por uma força direcionadora que é mais crítica que as demais. Para a loca-
lização de armazéns e fábricas, comumente os fatores econômicos são mais importantes.
No entanto, para o varejo o importante é o rendimento, ou seja, quanto de lucro aquela
localização vai gerar para a empresa. Já para o setor de serviços sociais, como hospitais,
caixas automáticos de bancos, centros de coleta de caridade ou lojas de consertos, a
acessibilidade deverá contemplar um maior peso à influência decisória.

Por número de instalações: o objetivo principal é escolher a localização de uma instalação


ótima ou a opção por uma rede de pontos. A opção por uma instalação única considera
forças competitivas entre instalações, efeitos de consolidação de estoque e custos de
instalações. Neste caso, os custos de transporte são essenciais.

Gestão de Operações e Logística 2 Decisão de Localização


Por escolhas discretas: dentre as diversas opções de instalação, deve-se optar pela melhor
dentro de um espaço contínuo. São caracterizados por uma decisão de escolha baseada
em processos discretos de localização mais utilizados na prática, principalmente quando
existe a necessidade de se utilizar uma planta com multipontos de instalações.

Por grau de agregação de dados: deve-se procurar agrupar da melhor forma lógica possí-
vel as várias opções de configurações de projeto e agregá-las de forma racional para obter
um processo prático de localização. O método resultante permite com precisão limitada,
a localização de áreas geográficas amplas, tais como cidades inteiras.

ATENÇÃO
Os métodos que utilizam poucos dados agregados, especialmente aqueles para a seleção de
local, podem diferenciar localizações separadas somente por uma rua da cidade. Esses méto-
dos são particularmente necessários e muito aplicáveis as decisões de logística quando da
localização no varejo e para as seleções de locais finais para plantas e armazéns.

Por horizonte de tempo: quando se leva em consideração a necessidade de atendimento


da planta em um período de tempo. O processo estático visa à seleção locacional base-
ada em dados de um único período de tempo como, por exemplo, um ano. O processo
dinâmico visa à seleção locacional por muitos anos ou multi-períodos. Estas instalações
representam um investimento fixo, e os custos de movimentação de um local para outro
são altos.

É certo que na escolha da localização ideal, de qualquer empreendimento, surge uma série
de questões que precisam ser respondidas corretamente para se assegurar da melhor
opção de alternativas.

Breve Histórico
Desde o início do século XIX os problemas de localização começaram a surgir na literatura
sobre o assunto, no tocante à distribuição agrícola. Abaixo vamos conhecer os pioneiros
que buscaram teorias e métodos para resolver este tipo de problema.

MODELO DE VON THÜNEN


Von Thünen (1826) foi um dos primeiros a realizar um trabalho com relação à locali-
zação de empreendimentos agrícolas. Ele determinou uma relação da renda da terra
com a distância, isto é, quanto mais distante do centro de comercialização, o lucro
do produtor seria menor, devido ao elevado custo de transporte e crescentes gastos
com a produção.

Para comprovar suas idéias, Von Thünen criou a Teoria do Estado Isolado, onde se
considerou um determinado local como isolado, cujas características eram baseadas
em alguns pressupostos, tais como:

• Área totalmente isolada, que apresentava as mesmas condições naturais e sócio-


culturais da população, mesma tecnologia e mesma utilização dos recursos e
portanto, com os mesmos custos de produção;
• Existência de uma cidade no centro deste espaço, que funcionava como único
mercado consumidor da produção agrícola e fornecedor de bens aos agricultores;

Gestão de Operações e Logística 3 Decisão de Localização


• Existência de um só tipo de transporte da produção agrícola para o mercado
central, onde os custos de transporte eram proporcionais às distâncias percorridas;
• Maximização da renda, por parte dos produtores, através do ajustamento automá-
tico da produção às necessidades do mercado, de forma a encontrar o equilíbrio.

Von Thünen defendia a localização da produção de bens agrícolas, junto ao mercado consu-
midor. Ele concluiu que a renda econômica dependia da distância do mercado, ou seja, as
terras mais próximas do centro consumidor tinham maior renda em relação àquelas mais
distantes. A renda de localização, portanto, tem uma relação inversa com a distância. Para
ele, como os custos de transporte aumentavam com a distância, o afastamento do mercado
determinava a seleção de culturas. Concluiu que os produtos se distribuíam, de maneira
regular, em torno do mercado – forma conhecida como Anéis de von Thünen.

Nesse contexto, os produtos perecíveis ou difíceis de serem transportados se localizavam


próximos ao centro consumidor. Nos demais anéis estariam o cultivo da madeira, impor-
tante fonte de energia e calor, seguidas pelas culturas de cereais e a pecuária. Nas áreas
mais distantes não teriam muitas culturas, pois, os custos de transporte seriam maiores.

Percebe-se que em seu modelo, Von Thünen considerava apenas


o efeito exclusivo do fator transporte. Quanto menor a distância
entre o empreendimento e o mercado consumidor maior o lucro!

A abordagem de Von Thünen inspirou vários teóricos do planejamento urbano. Sabe-se


que os custos unitários de transporte e o preço do solo urbano são, até hoje, funções
decrescentes da distância ao centro.

ALFRED WEBER
Além da teoria de Thünen, destacam-se as teorias de localização industrial, cujas
origens datam do final da década de 20, a partir dos estudos de Alfred Weber.

Weber estudou a localização em um plano, levando em considerações somente


variáveis de espaço bidimensionais. Ele reconheceu o papel que as matérias-primas
desempenhavam no processo de produção e como elas afetavam a localização. O
estudo de Weber baseava-se na localização de uma fábrica entre dois recursos facili-
tadores e apenas um único mercado consumidor a ser atingido.

IMPORTANTE
Os seus estudos mostraram que certos processos podem ser perdedores ou ganhadores de
peso. Os processos perdedores de peso são aqueles em que a soma dos pesos das matérias-
-primas é maior que o peso dos produtos acabados, e os ganhadores de peso são aqueles em
cujo processo de produção do bem final são incorporadas matérias-primas agregando peso
ao produto final.

Gestão de Operações e Logística 4 Decisão de Localização


São exemplos de processos perdedores de peso a mineração e fabricação de aço. Um
exemplo de processo ganhador seria o engarrafamento de refrigerantes. Portanto, Weber
buscou em seu estudo evitar o transporte de produtos inúteis, reduzindo os custos de
transporte e escolhendo a melhor localização para tais processos.

Segundo Weber, as empresas que produzem produtos ganhadores de peso devem se


localizar próximos aos mercados consumidores e as empresas que produzem produtos
perdedores de pesos devem se localizar próximos às fontes de matérias-primas!

HOOVER
Hoover procurou desenvolver modelos em que buscava a minimização dos custos de
transporte dentro de custos previamente conhecidos entre a fonte de matéria prima e
o mercado consumidor, a partir de localizações em plano sem considerar obstáculos ao
transporte. Ele observou que as taxas de transporte são decrescentes com a distância. A
fim de minimizar os custos de transporte de entrada mais os de saída, uma localização
instalada entre uma fonte de matéria-prima e um ponto de mercado terá um custo mínimo
de transporte em um desses dois pontos.

A figura abaixo mostra que a localização entre os dois pontos, fonte de matéria-prima e
mercado consumidor, é economicamente instável. Logo, a melhor localização seria em Y
(mercado) por apresentar menor custo que X (matéria-prima).

Gestão de Operações e Logística 5 Decisão de Localização


A Teoria da Localização em Nossos Dias
Com o evoluir dos mercados e das tecnologias, as preocupações mudaram e as teorias
existentes começam a revelar várias falhas. Sendo assim aparecem novos critérios que
ajudam a resolver alguns problemas, tais como:

• As incertezas das localizações, devido às incertezas do mercado;


• A localização de uma grande empresa que é influenciada por sua estratégia, pelas
suas motivações estratégicas e pela sua natureza;
• Aparecimento dos SIG – Sistema de Informação Geográfico, que auxilia na identi-
ficação georreferenciada de qualquer ponto.

Caro(a) aluno(a) percebe-se que com a popularidade da matemática aplicada e dos compu-
tadores, essas abordagens são de natureza mais matemática que conceitual. Um modelo
muito usado para a localização de fábricas, terminais, armazéns e pontos de varejo é o
Modelo Gravítico.

LOCALIZAÇÃO DE UMA ÚNICA LOCALIZAÇÃO -


MODELO GRAVÍTICO
Este modelo se baseia no cálculo do centro de gravidade de uma determinada área. É um
modelo que tem uma abordagem simples, uma vez que a tarifa de transporte e o volume
produzido e consumido são os únicos fatores para o cálculo da localização ótima.

A fórmula para a minimização do custo total de transporte é:

E pode ser interpretada como o somatório dos volumes a serem transportados (Vi), multi-
plicados pela taxa do transporte para enviar ao ponto de destino (Ri), multiplicado pela
distância (di) ao ponto. A localização é encontrada resolvendo as duas equações para
coordenadas de localização. Essas coordenadas classificam o centro de gravidade exato
onde:

Caro(a) aluno(a), não se assuste com as fórmulas apresentadas, como já mencionado


acima, você verá que o modelo é bastante simples, visto considerar apenas:

• Taxas de transporte (tarifas – $/km e $/ton, $/m3, $/un), e


• Volume produzido/utilizado/armazenado/vendido em cada ponto da rede (ton, m3
ou un).

Podem-se resumir os dados necessários para aplicação do modelo, como:

• Conjunto de pontos, representando pontos de fonte (produção) e de consumo;


• Volumes produzidos e consumidos a serem movimentados para uma única instala-
ção de localização desconhecida (é o que se pretende determinar) e

Gestão de Operações e Logística 6 Decisão de Localização


• Tarifas de transporte associadas aos volumes deslocados.

E o que se pretende minimizar é o custo total de transporte!

O modelo baseia-se no centro gravítico de uma determinada área.

ATENÇÃO
Além do modelo do centro de gravidade, há outras modalidades de localização de instalação
única, entre elas, as técnicas gráficas e os métodos de aproximação. Todos variam de acordo
com o grau de realismo que retratam, na sua rapidez e facilidade de computação, e em sua
capacidade de garantir solução ótima.

Evidentemente, não há modelo algum em condições de abrigar todas as características


desejadas para um determinado problema de localização de maneira a que a solução
leve diretamente a uma decisão final. Portanto, esses modelos podem apenas proporcio-
nar diretrizes de solução e sua utilização eficiente exige um bom entendimento de seus
pontos positivos e também dos seus pontos fracos.

Localização de Instalações Múltiplas


Quando se trata de múltiplas instalações o problema se torna muito mais complexo, já
que para além de se pretender saber o número, local e tamanho das instalações, há ainda
que definir as ligações de cada uma delas, tanto a montante como a jusante e decidir que
produtos trabalhar.

Por se tratar de modelos que envolvem programação linear e métodos estatísticos avança-
dos, nós não iremos nos aprofundar na análise dos diversos modelos existentes, por fugir
dos objetivos básicos propostos para este módulo.

Gestão de Operações e Logística 7 Decisão de Localização


Síntese
Neste módulo, conhecemos os principais conceito que envolvem as decisões referentes
à localizaçao. Vimos que esta decisão refere-se à escolha do local mais adequado para
se instalar um determinado empreendimento, uma filial ou um centro de distribuição.
Estudamos os principais métodos adotados hoje para esta escolha e conhecemos as
variáveis que devem ser minuciosamente analisadas antes de se tomar qualquer decisão.

Referências
BALLOU, R. H. (2006). Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos – planejamento, orga-
nização e logística empresarial. Porto Alegre: Bookman.

Prof. Erix Morato Pró-reitora de Planejamento SETOR DE EDUCAÇÃO A


Prof. Márcio José Aguiar e Administração DISTÂNCIA - FUMEC VIRTUAL
Prof. Mateus José Ferreira Profa. Guadalupe Machado Dias
Gestão Pedagógica
Prof. Renaldo Sodré - Suplente
FACULDADE DE CIÊNCIAS Gabrielle Nunes P. Araújo (Coorda.)
FUNDAÇÃO MINEIRA DE UNIVERSIDADE FUMEC EMPRESARIAIS (FACE) Tâmara Santos Soares
EDUCAÇÃO E CULTURA – FUMEC Diretor Geral Gestão Tecnológica
Reitor Prof. Ricardo José Vaz Tolentino
CONSELHO DE CURADORES Produção de Design Instrucional
Prof. Doutor Eduardo Martins de Lima Diretor de Ensino
Conselheiros Efetivos Rodrigo Tito M. Valadares (Coord.)
Vice-Reitora Prof. Marco Túlio de Freitas
Prof. Tiago Fantini Magalhães - Presidente Profa. Guadalupe Machado Dias Alan J. Galego Bernini
Diretor Administrativo-Financeiro
Prof. Antônio Carlos Diniz Raphael Gonçalves Porto Nascimento
Pró-Reitora de Ensino, Prof. Emiliano Vital de Souza
Murta - Vice Presidente
Pesquisa e Extensão Coordenador do curso Infra-estrututura e suporte
Profa. Isabel Cristina Dias Alves Lisboa
Prof. Custódio Cruz de Oliveira e Silva Profa. Astréia Soares Batista Prof. Daniel Jardim Pardini Anderson Peixoto da Silva (Coord.)
Prof. Eduardo Georges Mesquita Pró-reitor de Graduação Maximiliano Ponce
Prof. Estevam Quintino Gomes Prof. Guilherme Moutinho Ribeiro

Você também pode gostar