Você está na página 1de 1

Tenho Medo

Vivemos em um mundo que parece querer facilitar tudo, mas eu me pego sempre a
pensar que a complexidade de algumas coisas é o que as tornam especiais, é o atrativo oculto.

Vivemos em um mundo onde tentamos de qualquer forma impor condições a vida de


tanta gente por ai, mas me pego a pensar que o homem que deu a vida para todos, permitiu
que o homem tivesse o livre arbítrio.

Vivemos em um país onde as rádios tocam musicas idiotas e multicolores, alegando a


propensão de um povo que insiste em escutar estas musicas, então o que será que aconteceu
com a geração que escutava legião urbana e lobão? Será que o brasileiro tornou-se o retardo
em carne e osso? Ou será que talvez a maioria da população sempre tenha sido medíocre a
ponto de cultivar o desejo por esse tipo de cultura em seus corações, e numa fenda causada
pela morte de grandes nomes, eles foram monstros maquiavélicos e suicidas, se propondo a
destruir o próprio senso critico e se jogando de corpo e alma na tentativa de alienação do
povo.

Outrora foram messiânicos como cazuza, Renato russo, Raul seixas. Temo que no
futuro possam seguir pelo mesmo caminho pessoas como lobão, Zé ramalho, Humberto
Gueissinger, e eu me torne um alvo fácil a toda está "defecação cultural" promovida pela
mídia. Tenho medo de ver o mundo ser consumido por este movimento hipócrita e infantil,
enquanto eu solitário não poderei fazer nada, vendo minhas ideologias descerem ralo abaixo
por causa de uma "nação-esponja", que só valoriza e absorve o que vem de fora, e o pior é
que, quando valorizamos algo de nossa própria nação, acabamos por ridicularizarmos o que
poderíamos algum dia chamar de cultura, por que os mestres estão por ai, e por um período
agraciado eles puderam renovar a cara do Brasil. pena que esse tempo já se foi, e tenho medo
que seja para S-E-M-P-R-E.