Você está na página 1de 1

[Inês torna para Pero Marques] Cantemos, marido, quereis?

Inês Em tudo é boa a concrusão. Pero Eu não saberei entoar…


Marido, aquele ermitão Inês Pois eu hei só de cantar
é um anjinho de Deos... E vós me respondereis
Pero Corregê-vos esses véos,1 cada vez que eu acabar:
e ponde-vos em feição.2 "pois assi se fazem as cousas".
Inês Sabeis vós o que eu queria? Canta Inês Pereira:
Pero Que quereis, minha mulher? Marido cuco me levades.
Inês Que houvésseis por prazer E mais duas lousas.
de irmos lá em romaria. Pero Pois assi se fazem as cousas.
Pero Seja logo, sem deter. Inês Bem sabedes vós, marido,
Inês Este caminho é comprido... quanto vos amo:
Contai ũa estória, marido. sempre fostes percebido6
Pero Bofá3 que me praz, mulher. pera gamo.7
Inês Passemos primeiro o rio. Carregado ides, noss'amo,
Descalçai-vos. com duas lousas.
Pero E pois como? Pero Pois assi se fazem as cousas.
Inês E levar-me-eis no ombro, Inês Bem sabedes vós marido
não me corte a madre4 o frio. quanto vos quero.
Põe-se Inês Pereira às costas Sempre fostes percebido
do marido, e diz: pera cervo.
Marido, assi me levade. Agora vos tomou o demo
Pero Ides à vossa vontade? com duas lousas.
Inês Como estar no paraíso! Pero Pois assi se fazem as cousas.
Pero Muito folgo eu com isso. E assi se vão, e se acaba o dito Auto.
Inês Esperade, ora esperade!
Olhai que lousas aquelas,
pera poer5as talhas nelas! Teatro de Gil Vicente (apresentação e leitura
Pero Quereis que as leve? de António José Saraiva), Lisboa, Dinalivro,
Inês Si. ed. revista, 1988, pp. 203-204.
Ua aqui e outra aqui.
Oh como folgo com elas!

1 componde esses véus


2 para parecer bonita
3 interjeição (na verdade)
4 fertilidade
5 pôr
6 sempre tivestes inclinação
7 o cervo, ou gamo, é como o cuco:
um símbolo do marido traído

4. Demonstre que o comportamento humano é censurado nos dois textos apresentados (A e B).

5. Indique o recurso expressivo presente na expressão “sempre fostes percebido /


pera gamo” (vv. 39-40) e comente o seu valor expressivo.