Você está na página 1de 11

PROJUDI - Processo: 0014835-71.2020.8.16.0001 - Ref. mov. 6.

1 - Assinado digitalmente por Fabiano Jabur Cecy:12713


01/07/2020: CONCEDIDA A MEDIDA LIMINAR. Arq: DECISÃO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ

Documento assinado digitalmente, conforme MP nº 2.200-2/2001, Lei nº 11.419/2006, resolução do Projudi, do TJPR/OE
COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA
FORO CENTRAL
18ª VARA CÍVEL
Rua Mateus Leme, 1142, São Francisco, Curitiba/PR
_________________ Fone: (41) 3221-9500

Validação deste em https://projudi.tjpr.jus.br/projudi/ - Identificador: PJ5KG KH2Y2 HGEKW BZZVU


Autos n. 0014835-71.2020.8.16.0001
Requerentes: CENTRO ACADÊMICO DE RELAÇÕES
INTERNACIONAIS PRIMEIRO DE JANEIRO
DIRETÓRIO ACADÊMICO CLOTÁRIO
PORTUGAL
DIRETÓRIO CENTRAL DOS ESTUDANTES
Requeridos: INSTITUTO DE EDUCAÇÃO UNICURITIBA
LTDA
ANIMA HOLDING S/A

DECISÃO INICIAL

Vistos etc.

Cuidam os presentes autos de AÇÃO CIVIL


PÚBLICA COM PEDIDO LIMINAR, estabelecida entre as partes
preambularmente mencionadas, em que os requerentes, após
tecerem considerações elogiosas ao histórico da universidade
requerida, alegam : a) que em 12 de dezembro de 2019 oi
anunciada a compra do UNICURITIBA pelo grupo Ânima
Educação, 2º Requerido, sendo que em diversas ocasiões foi
prometido que não haveria mudanças na instituição; b) que os
Página 1 de 11
PROJUDI - Processo: 0014835-71.2020.8.16.0001 - Ref. mov. 6.1 - Assinado digitalmente por Fabiano Jabur Cecy:12713
01/07/2020: CONCEDIDA A MEDIDA LIMINAR. Arq: DECISÃO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ

Documento assinado digitalmente, conforme MP nº 2.200-2/2001, Lei nº 11.419/2006, resolução do Projudi, do TJPR/OE
COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA
FORO CENTRAL
18ª VARA CÍVEL
Rua Mateus Leme, 1142, São Francisco, Curitiba/PR
_________________ Fone: (41) 3221-9500

Validação deste em https://projudi.tjpr.jus.br/projudi/ - Identificador: PJ5KG KH2Y2 HGEKW BZZVU


alunos e também os professores foram surpreendidos no dia 17
de junho de 2020, com comunicados no horário de aula, que a
partir do segundo semestre de 2020, o UNICURITIBA passaria por
uma mudança curricular de grande monta – deixando de valer
o currículo vigente no momento de ingresso da instituição; c) que
a implementação do novo modelo será, inicialmente, para os
dois primeiros períodos do curso de Direito e a mudança vai
atingir, em extensões variáveis, os demais cursos; d) que a
mudança está sendo realizada de maneira unilateral e ao arrepio
do princípio da gestão democrática e da autonomia
universitária (do UNICURITIBA), na medida em que o regimento
do UNICURITIBA estabelece que somente seria possível
implementar uma nova matriz curricular depois da deliberação
(e aprovação) de seus conselhos internos compostos por
professores e estudantes; e) que a nova matriz curricular,
mercadologicamente denominada “Matriz Curricular E2A – 2.0”,
altera o formato tradicional da grade curricular em favor de um
modelo de “unidades curriculares”; f) que os semestres letivos,
habitualmente compostos por diversas disciplinas e professores,
serão integrados por apenas duas unidades curriculares, com dois
professores por unidade curricular, totalizando apenas quatro
professores e dois temas por período; g) que o número de horas
diárias em sala de aula será reduzido de 04 (quatro) para 03
(três), ocasionando uma redução do total de horas do curso de
Direito de 4520 (quatro mil, quinhentas e vinte) para 3700 (três
mil e setecentas), sendo apenas 2040 (duas mil e quarenta) horas
presenciais.
Página 2 de 11
PROJUDI - Processo: 0014835-71.2020.8.16.0001 - Ref. mov. 6.1 - Assinado digitalmente por Fabiano Jabur Cecy:12713
01/07/2020: CONCEDIDA A MEDIDA LIMINAR. Arq: DECISÃO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ

Documento assinado digitalmente, conforme MP nº 2.200-2/2001, Lei nº 11.419/2006, resolução do Projudi, do TJPR/OE
COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA
FORO CENTRAL
18ª VARA CÍVEL
Rua Mateus Leme, 1142, São Francisco, Curitiba/PR
_________________ Fone: (41) 3221-9500

Validação deste em https://projudi.tjpr.jus.br/projudi/ - Identificador: PJ5KG KH2Y2 HGEKW BZZVU


Ao final da petição inicial, os requerentes
apresentaram pedido liminar, para o efeito de verem imposta às
requeridas a obrigação de não fazer, consistente na abstenção da
implementação da nova matriz curricular, mantendo-se as
diretrizes curriculares tal qual praticadas até o primeiro semestre
de 2020, sob pena de multa diária a ser fixada em valor não
inferior a R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) ao dia.

A petição inicial veio instruída com diversos


documentos.

Essencialmente relatada a questão, passo a


decidir.

Cuida-se de tutela de urgência de natureza


antecipada pleiteada em sede de Ação Civil Pública, valendo-se da
aplicação subsidiária do Código de Processo Civil, por força do
permissivo previsto no art. 19, da Lei nº 7.347/85.

O pedido merece acolhimento.

Nos termos do art. 300 do Código de Processo Civil:

Art. 300. A tutela de urgência será concedida


quando houver elementos que evidenciem a

Página 3 de 11
PROJUDI - Processo: 0014835-71.2020.8.16.0001 - Ref. mov. 6.1 - Assinado digitalmente por Fabiano Jabur Cecy:12713
01/07/2020: CONCEDIDA A MEDIDA LIMINAR. Arq: DECISÃO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ

Documento assinado digitalmente, conforme MP nº 2.200-2/2001, Lei nº 11.419/2006, resolução do Projudi, do TJPR/OE
COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA
FORO CENTRAL
18ª VARA CÍVEL
Rua Mateus Leme, 1142, São Francisco, Curitiba/PR
_________________ Fone: (41) 3221-9500

Validação deste em https://projudi.tjpr.jus.br/projudi/ - Identificador: PJ5KG KH2Y2 HGEKW BZZVU


probabilidade do direito e o perigo de dano ou o
risco ao resultado útil do processo.

No caso em tela, restaram demonstrados todos os


requisitos do dispositivo legal, incluindo-se o de seu §2º, qual seja, a
reversibilidade dos efeitos da decisão.

Isso porque, na nova grade curricular do curso de


Direito, imposta pela parte requerida, apesar de contar com 3.700 (três
mil e setecentas) horas totais, apenas 2.040 (duas mil e quarenta)
horas são destinadas a aulas presenciais, o que é incompatível com a
Resolução CNE/CES nº 05/2018, que trata das Diretrizes Curriculares
Nacionais do Curso de Graduação em Direito. Desta feita, o novo
currículo não atende aos requisitos mínimos de carga horária
necessárias para o curso em questão:

Art. 12 Os cursos de graduação terão carga horária


referencial de 3.700 h, observada a Resolução CNE/
CES nº 2, de 18 de junho de 2007.
Art. 13 O curso de graduação terá até 20% de sua
carga horária destinada às atividades
complementares e de prática jurídica.

Veja-se que somente 20% da carga horária pode ser


destinada a atividades complementares, de modo que das 3.700 horas
totais tão somente 740 horas poderiam ser destinadas a atividades
Página 4 de 11
PROJUDI - Processo: 0014835-71.2020.8.16.0001 - Ref. mov. 6.1 - Assinado digitalmente por Fabiano Jabur Cecy:12713
01/07/2020: CONCEDIDA A MEDIDA LIMINAR. Arq: DECISÃO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ

Documento assinado digitalmente, conforme MP nº 2.200-2/2001, Lei nº 11.419/2006, resolução do Projudi, do TJPR/OE
COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA
FORO CENTRAL
18ª VARA CÍVEL
Rua Mateus Leme, 1142, São Francisco, Curitiba/PR
_________________ Fone: (41) 3221-9500

Validação deste em https://projudi.tjpr.jus.br/projudi/ - Identificador: PJ5KG KH2Y2 HGEKW BZZVU


diversas de aulas, contrariando, portanto, o novo currículo da
instituição de ensino superior.

Ademais, nos termos do art. 5º da supracitada


Resolução, a proposta curricular deve atender a determinados
requisitos, fazendo dela constar disciplinas que, neste juízo de
cognição sumária e, portanto, não exauriente, própria do momento
processual, não foi possível vislumbrar na grade proposta:

Art. 5º. O curso de graduação em Direito,


priorizando a interdisciplinaridade e a articulação
de saberes, deverá incluir no PPC, conteúdos e
atividades que atendam às seguintes perspectivas
formativas:
I - Formação geral, que tem por objetivo oferecer ao
graduando os elementos fundamentais do Direito,
em diálogo com as demais expressões do
conhecimento filosófico e humanístico, das ciências
sociais e das novas tecnologias da informação,
abrangendo estudos que, em atenção ao PPC,
envolvam saberes de outras áreas formativas, tais
como: Antropologia, Ciência Política, Economia,
Ética, Filosofia, História, Psicologia e Sociologia;
II - Formação técnico-jurídica, que abrange, além do
enfoque dogmático, o conhecimento e a aplicação,
observadas as peculiaridades dos diversos ramos
do Direito, de qualquer natureza, estudados
Página 5 de 11
PROJUDI - Processo: 0014835-71.2020.8.16.0001 - Ref. mov. 6.1 - Assinado digitalmente por Fabiano Jabur Cecy:12713
01/07/2020: CONCEDIDA A MEDIDA LIMINAR. Arq: DECISÃO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ

Documento assinado digitalmente, conforme MP nº 2.200-2/2001, Lei nº 11.419/2006, resolução do Projudi, do TJPR/OE
COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA
FORO CENTRAL
18ª VARA CÍVEL
Rua Mateus Leme, 1142, São Francisco, Curitiba/PR
_________________ Fone: (41) 3221-9500

Validação deste em https://projudi.tjpr.jus.br/projudi/ - Identificador: PJ5KG KH2Y2 HGEKW BZZVU


sistematicamente e contextualizados segundo a sua
evolução e aplicação às mudanças sociais,
econômicas, políticas e culturais do Brasil e suas
relações internacionais, incluindo-se,
necessariamente, dentre outros condizentes com o
PPC, conteúdos essenciais referentes às áreas de
Teoria do Direito, Direito Constitucional, Direito
Administrativo, Direito Tributário, Direito Penal,
Direito Civil, Direito Empresarial, Direito do
Trabalho, Direito Internacional, Direito Processual;
Direito Previdenciário, Formas Consensuais de
Solução de Conflitos; e
III - Formação prático-profissional, que objetiva a
integração entre a prática e os conteúdos teóricos
desenvolvidos nas demais perspectivas formativas,
especialmente nas atividades relacionadas com a
prática jurídica e o TC.

Outrossim, nos termos da Portaria Normativa


40/2007 do MEC, muito embora não haja direito adquirido do aluno à
grade curricular na qual iniciou o curso, eventuais alterações devem
ser obrigatoriamente aprovadas pelo colegiado superior da instituição
e registrados em ata, o que, novamente em juízo de cognição sumária,
ressalto, supostamente não teria sido observado.

Ademais, a alteração da grade curricular importou


em mudança da própria metodologia do curso, pois, não bastasse a já
Página 6 de 11
PROJUDI - Processo: 0014835-71.2020.8.16.0001 - Ref. mov. 6.1 - Assinado digitalmente por Fabiano Jabur Cecy:12713
01/07/2020: CONCEDIDA A MEDIDA LIMINAR. Arq: DECISÃO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ

Documento assinado digitalmente, conforme MP nº 2.200-2/2001, Lei nº 11.419/2006, resolução do Projudi, do TJPR/OE
COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA
FORO CENTRAL
18ª VARA CÍVEL
Rua Mateus Leme, 1142, São Francisco, Curitiba/PR
_________________ Fone: (41) 3221-9500

Validação deste em https://projudi.tjpr.jus.br/projudi/ - Identificador: PJ5KG KH2Y2 HGEKW BZZVU


apontada redução da carga horária (de 4.520 horas para 3.700 horas,
reitero), houve alteração do sistema de disciplinas e pré-requisitos
para o sistema de unidades curriculares (suficientemente exposto no
relatório desta decisão), evidenciando a opção da instituição por
modalidade diversa de programa de ensino.

Vislumbra-se, portanto, alteração substancial e


unilateral do objeto contratado, o que, diante dos contornos
consumeristas atribuídos aos contratos envolvidos, não parece
admissível.

Mutatis mutandis, foi esse o entendimento exarado


pelo e. Tribunal de Justiça de São Paulo:

Prestação de serviço educacional. Ensino superior.


Alteração de grade curricular durante o curso.
Embora a instituição de ensino detenha autonomia
para estabelecer o currículo de seus cursos, a
alteração da grade não pode impor ao aluno a
obrigação de frequentar novas disciplinas que
prolongam o prazo inicialmente contratado para
conclusão do curso, com o consequente pagamento
de novas mensalidades. Em tal situação, quanto às
matérias pendentes, admite-se apenas a
substituição da cadeira por outra que lhe seja
equivalente; quanto às matérias cursadas, que
passam a ter outra denominação, não se pode impor
Página 7 de 11
PROJUDI - Processo: 0014835-71.2020.8.16.0001 - Ref. mov. 6.1 - Assinado digitalmente por Fabiano Jabur Cecy:12713
01/07/2020: CONCEDIDA A MEDIDA LIMINAR. Arq: DECISÃO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ

Documento assinado digitalmente, conforme MP nº 2.200-2/2001, Lei nº 11.419/2006, resolução do Projudi, do TJPR/OE
COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA
FORO CENTRAL
18ª VARA CÍVEL
Rua Mateus Leme, 1142, São Francisco, Curitiba/PR
_________________ Fone: (41) 3221-9500

Validação deste em https://projudi.tjpr.jus.br/projudi/ - Identificador: PJ5KG KH2Y2 HGEKW BZZVU


a nova frequência se o aluno já havia sido aprovado
na disciplina. Inteligência do artigo 47, § 1º, inciso
IV, 'c', da Lei Federal nº 9394/96 (Lei de Diretrizes
e Base da Educação Nacional); dos princípios
contratuais da função social do contrato e da boa-fé
objetiva; do dever de informar previsto no artigo 6º,
inciso III, da Lei 8.078/90 (Código de Defesa do
Consumidor). Entendimento que alcança o aluno
proveniente de instituição diversa, com a situação
de aproveitamento em algumas cadeiras,
dependências em razão de reprovação por nota,
restando algumas disciplinas a cursar. Recurso
provido para julgar procedente o pedido,
assegurando-se à autora o direito de concluir o
curso frequentando as matérias pendentes antes da
alteração da grade, admitindo-se, apenas, a
substituição de cadeira extinta por outra que lhe
seja equivalente. Os fatos narrados ultrapassaram a
mera esfera do dissabor, e causaram verdadeira
angústia e sofrimento à aluna, diante da
interferência negativa em seu plano de vida, a
ensejar fixação de indenização por danos morais
sofridos. Recurso Provido. (TJSP; Apelação Cível
1030032-69.2017.8.26.0100; Relator (a): Elói
Estevão Troly; Órgão Julgador: 15ª Câmara de
Direito Privado; Foro Central Cível - 37ª Vara Cível;

Página 8 de 11
PROJUDI - Processo: 0014835-71.2020.8.16.0001 - Ref. mov. 6.1 - Assinado digitalmente por Fabiano Jabur Cecy:12713
01/07/2020: CONCEDIDA A MEDIDA LIMINAR. Arq: DECISÃO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ

Documento assinado digitalmente, conforme MP nº 2.200-2/2001, Lei nº 11.419/2006, resolução do Projudi, do TJPR/OE
COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA
FORO CENTRAL
18ª VARA CÍVEL
Rua Mateus Leme, 1142, São Francisco, Curitiba/PR
_________________ Fone: (41) 3221-9500

Validação deste em https://projudi.tjpr.jus.br/projudi/ - Identificador: PJ5KG KH2Y2 HGEKW BZZVU


Data do Julgamento: 21/08/2012; Data de Registro:
30/08/2019).

Assevero, finalmente, que o curso de Direito foi


utilizado na presente decisão, tal qual posto na petição inicial, como
forma exemplificativa dos eventuais vícios e perigos das alterações
pretendidas (sempre em cognição não exauriente), sendo certo que
todos os demais cursos da Universidade requerida estão
representados no polo ativo do processo, nas pessoas jurídicas do
Centro Acadêmico de Relações Internacionais Primeiro de Janeiro –
CARI e do Diretório Central dos Estudantes.

Diante de todo o exposto, DEFIRO a tutela de


urgência pleiteada para o fim de determinar que a parte requerida
se abstenha de implementar a nova matriz curricular em
quaisquer dos seus cursos, mantendo as diretrizes curriculares
que vinham sendo praticadas até o primeiro semestre deste ano
de 2020, sob pena de pagamento de multa de R$500.000,00
(quinhentos mil reais), caso o novo semestre letivo inicie com
descumprimento da presente decisão.

Esclareço que o valor arbitrado se mostra


condizente, inicialmente, com o porte econômico das requeridas e com
o número de interesses abrangidos na demanda, sem prejuízo de vir a
ser majorado no curso dos acontecimentos.

Dê-se ciência ao Ministério Público.


Página 9 de 11
PROJUDI - Processo: 0014835-71.2020.8.16.0001 - Ref. mov. 6.1 - Assinado digitalmente por Fabiano Jabur Cecy:12713
01/07/2020: CONCEDIDA A MEDIDA LIMINAR. Arq: DECISÃO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ

Documento assinado digitalmente, conforme MP nº 2.200-2/2001, Lei nº 11.419/2006, resolução do Projudi, do TJPR/OE
COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA
FORO CENTRAL
18ª VARA CÍVEL
Rua Mateus Leme, 1142, São Francisco, Curitiba/PR
_________________ Fone: (41) 3221-9500

Validação deste em https://projudi.tjpr.jus.br/projudi/ - Identificador: PJ5KG KH2Y2 HGEKW BZZVU


Paute-se data e hora para realização de audiência
de conciliação e mediação (artigo 334, CPC).

Cite-se a parte requerida, pelo correio (art. 247, V,


CPC), para comparecer à audiência designada. A parte ré poderá
oferecer contestação, no prazo de 15 (quinze) dias, cujo termo inicial
será a data da audiência de conciliação ou mediação ou, da última
sessão de conciliação, quando qualquer parte não comparecer, ou
comparecendo, não houver autocomposição (artigo 335, I, do CPC).

Ficam cientes as partes que o não comparecimento


injustificado à audiência de conciliação implicará na aplicação das
penas previstas no artigo 334, §8º, do CPC.

Caso a parte ré manifeste desinteresse na


autocomposição, incluindo todos os litisconsortes, em petição
apresentada com 10 (dez) dias de antecedência, contados da data da
audiência, e tendo a parte autora, dentre os pedidos dispostos na
petição inicial, também manifestado desinteresse na autocomposição,
promova a Serventia, sem necessidade de encaminhar os autos a
conclusão, a retirada da audiência de pauta, com correspondente
certidão nos autos (artigo 334, §4º, I, do CPC).

Nesse último caso, a parte ré poderá oferecer


contestação, no prazo de 15 (quinze) dias, contados do protocolo do

Página 10 de 11
PROJUDI - Processo: 0014835-71.2020.8.16.0001 - Ref. mov. 6.1 - Assinado digitalmente por Fabiano Jabur Cecy:12713
01/07/2020: CONCEDIDA A MEDIDA LIMINAR. Arq: DECISÃO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ

Documento assinado digitalmente, conforme MP nº 2.200-2/2001, Lei nº 11.419/2006, resolução do Projudi, do TJPR/OE
COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA
FORO CENTRAL
18ª VARA CÍVEL
Rua Mateus Leme, 1142, São Francisco, Curitiba/PR
_________________ Fone: (41) 3221-9500

Validação deste em https://projudi.tjpr.jus.br/projudi/ - Identificador: PJ5KG KH2Y2 HGEKW BZZVU


referido pedido de cancelamento da audiência de conciliação (artigo
335, II, do CPC).

Protocolada a contestação, e tendo sido alegada


qualquer matéria prevista nos artigos 350 e 351 do CPC, intime-se a
parte autora para que se manifeste no prazo de 15 (quinze) dias,
podendo corrigir eventual irregularidade ou vício sanável no prazo de
30 (trinta) dias, nos termos do artigo 352 do CPC.

Após apresentada a impugnação, ou esgotado o


prazo para tanto, as partes devem ser intimadas para especificar as
provas que pretendem produzir, nos termos do artigo 370, do CPC,
justificando-as, sob pena de indeferimento.

Observe-se a Portaria de delegação de atos vigente


nesta Vara e procedam-se as diligências e intimações necessárias.

Intimações e diligências necessárias.

Curitiba/PR, data da inserção no sistema1.

FABIANO JABUR CECY


Juiz de Direito Substituto
(documento assinado digitalmente)

1
Item 2.21.4.1 do Código de Normas da Corregedoria-Geral da Justiça do Estado do Paraná. Em atraso devido ao
acúmulo involuntário de serviço em vara de mais de dezesseis mil processos.

Página 11 de 11

Você também pode gostar