Você está na página 1de 2

Aprendiz: Meu mestre, assim como pede será feito, se eu der mais um empurrão

iremos acabar com o cristianismo tolo da Cristina, não há nada mais prazeroso do que
ver o sofrimento dos humanos, eles não passam de marionetes em nossas mãos. Irei
partir, irei voltar com mais notícias.

Cena 08:

Aprendiz: Veja só, parece que aquela jovem cristã está com o seu coração
despedaçado, arruinada, completamente manipulada por mim. Você é uma
fracassada, sempre será, não importa o que faça, seu destino será servir ao meu
mestre, olhe para dentro de você, pobre coitada, a sua própria mãe não quer falar com
você, esqueça essa vida religiosa e junte-se a mim, eu lhe mostrarei os prazeres deste
mundo, te darei riquezas, poder, títulos, tudo o que vocês humanos tanto amam.

Venha...venha para a escuridão...

Cristina: Meu Deus, me perdoe, não sou digna de ser chamado de tua filha, fiz o que
era mal perante os teus olhos, mas sei que o Senhor é misericordioso com cada um
de nós, fui injusta com a minha mãe.

Aprendiz: Não pode ser, como isso é possível? Ela estava nas minhas mãos, droga,
as palavras deste homem nessa televisão fizeram com que ela recobrasse a sua
consciência de cristã, maldição, meu mestre não ficará nem um pouco feliz, nosso
inimigo é bem mais poderoso do que imaginávamos.

Mãe: filha, tenho algo que preciso lhe dizer...

Cristina: Mãe, não precisa, eu que tenho que dizer o quanto estou arrependida pela
forma como te tratei, estou arrependida pelo que fiz.

Mãe: filha, eu te recebo de braços abertos, o seu perdão foi aceito por mim.

Cena 09

Aprendiz: mestre, eu falhei, não consegui trazer a Cristina para o nosso lado, eu sou
um péssimo aprendiz.

Diabo: não se culpe, aliás, nosso inimigo é imprevisível, se pelo menos soubéssemos
dos planos do nosso inimigo quem sabe teríamos mais chances de contra atacar e
levar mais humanos a perdição. Não há pressa, nos pegaremos a Cristina quando
chegar a hora certa, embora eu tenha ela em minhas mãos eu conseguir levar outros
cristãos para a perdição, isso me deixa feliz.

Os humanos passam por alguns sofrimentos, mas eles aceitam esse tipo de dor, eles
não trocariam seus sofrimentos por qualquer prazer terreno.
Aprendiz: mas mestre, eu compreendo o senhor, mas tem algo que fica na minha
cabeça a todo instante, o que o senhor mais teme neste planeta?

Diabo: Você ainda está em aprendizado, mas irei lhe contar, o que eu mais temo é
quando chegar o dia da minha destruição, o filho do meu inimigo prometeu isso, sei do
meu destino final, as vezes entro em desespero, no entanto, o que me mantém em pé
é a convicção de que as nossas tentações devem levar o máximo de pessoas a
perdição, até que esse dia chegue. Nesse meio tempo vamos acabar com a Cristina e
todos aqueles que tem a fé no nosso inimigo, é apenas uma questão de tempo até
conseguirmos.

Fim.

Você também pode gostar