Você está na página 1de 28

Monitoria de

Matemática
Assunto: Função
Afim
Monitor: Cecília Romão
- Introdução ao estudo
das funções
- Função Afim
Introdução ao estudo das funções
Par ordenado:
Um par ordenado (x, y) é um par de coordenadas que serve para localizar um determinado ponto num sistema de eixos coordenados.
A coordenada x se chama abscissa e mede a distância do ponto ao eixo y. Por convenção, dizemos que o valor de x é positivo quando o ponto está a
direita do eixo y e negativa quando está a esquerda.
Já a coordenada y se chama ordenada e mede a distância do ponto ao eixo x. A ordenada y é positiva quando o ponto está acima do eixo x e é negativa
quando está acima.

Produto Cartesiano:
O Produto cartesiano entre dois conjuntos A e B é o conjunto de todos os pares ordenados (x ,y) que podem ser formados, sendo x pertencendo a A e y
pertencente a B.
A x B = { (x, y) | x ϵ A e y ϵ B }
Ex: Sendo A = { 1, 2 } e B = { 3, 4, 5 }
A x B = { (1,3), (1,4), (1,5), (2,3), (2,4), (2,5) } B x A = { (3,1), (3,2), (4,1), (4,2), (5,1), (5,2) }
Obs:
1. Nota-se que o produto cartesiano de A x B ≠ B x A.
2. Nota-se também que a quantidade de pares ordenados do produto cartesiano é a multiplicação da quantidade de elementos de cada conjunto.
n(A x B) = n(A) x n(B), que no nosso exemplo é 6 = 2 x 3.
Introdução ao estudo das funções
Representações:

Relação:
Uma relação é um conjunto de pares ordenados cujas coordenadas
obedecem a uma lei de formação.
Ex: A = {0,1,2,3} e B = {0,1,2,3,4} e R = { (x, y) ϵ A x B | x² = y }. Assim temos que R = {(0,0),
(1,1), (2,4)}
Introdução ao estudo das funções
Função:
Uma função é um caso particular muito especial de relação. Uma relação é dita função de
A em B se todos os elementos de A possuírem exatamente uma imagem em B. O conjunto
A é chamado Domínio da função e o conjunto B é chamado Contradomínio. Os valores
encontrados em B (contradomínio) mediante os cálculos (utilizando a lei de formação)
pertencem a um subconjunto de B chamado Imagem da função.
Ex: Considere os conjuntos A = {0, 1, 2, 3, 4) e B = {0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10} e a relação
de A em B definida por f(x) = 2x. Observe que:
x = 0 → y = 0 ; x = 1 → y = 2; x = 2 → y = 4; x = 3 → y = 6; x = 4 → y = 8
Dom(f) = A; Cd(f) = B; Im(f) = {0, 2, 4, 6, 8}

Esta relação, por exemplo,


não é uma função, já que
todos os elementos do
. domínio possuem 3
imagens, cada.
Introdução ao estudo das funções
• Definição
• Função é uma lei que transforma elementos de um conjunto em
elementos de outro conjunto, por exemplo, ao falarmos que os
valores sempre dobram, isso é uma lei, que matemáticamente
escrevemos como . Podemos representar uma função de
forma genérica como:

• Ou seja, cada função que associa valores do conjunto A a valores do


conjunto B e onde cada elemento corresponde um único .
Introdução ao estudo das funções
Domínio, Contradomínio e Imagem
O conjunto A é denominado domínio da função, também
chamado de conjunto de partida e o conjunto B é
denominado contradomínio da função, ou é o conjunto de
chegada. Outra forma de interpretar é que o domínio é o
conjunto onde estão os valores possíveis para o x e o
contradomínio é o conjunto que estão os elementos que
podem corresponder aos elementos do domínio.
Já a imagem da função são todos os elementos de B que
estão relacionados com os elementos de A. Ou seja cada
elemento x do domínio se relaciona a um e somente um
elemento y do contradomínio. Vale ressaltar que não
necessariamente a imagem da função é igual ao
contradomínio.
Introdução ao estudo das funções
Domínio, Contradomínio e Imagem
Exemplo:
1. Considere uma função de A em B onde A = {0,1,2,3} e B = {-1,0,1,2,3,4,5} com a lei de formação f(x) = x + 1.
Determine o conjunto imagem.
Note que no exemplo acima se trata de uma função, já que cada elemento de A se relaciona a um elemento de B.
Como vimos antes, no domínio (A) estão os elementos de x. Logo aplicando na lei de formação temos:

Logo, o conjunto imagem é dado por {1,2,3,4}.


Podemos destacar que o conjunto imagem é um subconjunto do conjunto contradomínio.
Introdução ao estudo das funções
Classificação:
Função sobrejetora: É aquela que tem o conjunto imagem igual ao contradomínio.

Função injetora: É aquela que, para cada elemento da imagem, existe apenas um elemento no domínio. Ou seja, em uma função injetora, elementos distintos do domínio possuem
imagens distintas no contradomínio.

Função bijetora: Uma função é bijetora quando é simultaneamente injetora e sobrejetora.

Obs: É importante saber que existem funções que não são nem injetoras e nem sobrejetoras. Elas simplesmente não apresentam classificação sob esse critério.
Introdução ao estudo das funções
Classificação:
Função sobrejetora: É aquela que tem o conjunto imagem igual ao contradomínio.

Função injetora: É aquela que, para cada elemento da imagem, existe apenas um elemento no domínio. Ou seja, em uma função injetora, elementos distintos do domínio possuem
imagens distintas no contradomínio.

Função bijetora: Uma função é bijetora quando é simultaneamente injetora e sobrejetora.

Obs: É importante saber que existem funções que não são nem injetoras e nem sobrejetoras. Elas simplesmente não apresentam classificação sob esse critério.
Introdução ao estudo das funções
Função Afim
Definição:
Chama-se de função afim, ou função polinomial do 1°grau, toda função 𝑓 de ℝ em ℝ dada pela lei
de formação:
f (x) = ax + b
em que a e b são números reais, tal que a ≠ 0, chamados de coeficientes numéricos, sendo a
chamado de coeficiente angular e b, de coeficiente linear.
Exemplo: Na função definida por 𝑓(𝑥) = 𝑥 + 2 , obtemos 𝑎 = 1 e 𝑏 = 2.

.
Função Afim
Função Linear
Há um caso particular de função afim que é definido quando b = 0.
Assim, a função afim𝑓 de ℝ em ℝ, definida pela lei 𝑓(𝑥) = 𝑎𝑥, 𝑎 ∈ ℝ, é
chamada de função linear. Dos exemplos tratados anteriormente, é
linear a função dada por:
Função Afim
Taxa de Variação
Uma das características de uma função afim está relacionada à sua taxa
de variação, que é constante; vejamos como identificar essa taxa de
variação e como ela se relaciona com os valores das variáveis x e y, bem
como com seus coeficientes numéricos.
Função Afim
Taxa de Variação
Exemplo:
Uma empresa, ao calcular seus custos, separa-os em custos fixos e custos variáveis. Os custos
como aluguel, encargos fiscais, impostos e salários são considerados fixos, enquanto custos com
matéria-prima, comissões pagas aos funcionários e custos com fretes são exemplos de custos
variáveis.
Vamos supor que uma empresa que produz certo material tem custo fixo de R$ 5.000,00 mensais e
um custo variável, que depende do número de peças produzidas, de R$ 30,00 por unidade
fabricada.
Como podemos representar o custo mensal dessa empresa?
Reparem que o custo inicial é de 𝑅$5000,00, uma que, caso nenhuma unidade seja produzida, ainda assim esse
seria o gasto da empresa. Além disso, a cada unidade fabricada, temos um aumento de 𝑅$30,00 no gasto total.
Assim, podemos escrever a função do custo mensal da empresa em função do número de quantidades
produzidas: f (x) = 5000 +30x
Em que 𝑓(𝑥) é o gasto da empresa e x é a quantidade de unidades produzidas.
Assim, propomos a seguinte pergunta: “O que acontece com o custo mensal da produção quando a quantidade
de peças produzidas aumenta?”
Função Afim
Taxa de Variação
Exemplo:
Para responder a ela, vamos construir uma tabela de valores em que os valores de x aumentam uma unidade a cada linha

Observando os valores de y, podemos concluir que, quando os valores da variável x sofrem um aumento de 1 unidade, os valores de y aumentam 30
unidades. Assim, podemos dizer que os valores de y sofrem um aumento constante a uma taxa de 30 unidades para cada unidade que aumentamos em
x. Comparando o valor da taxa constante de aumento com os valores dos coeficientes a e b, concluímos que o valor da taxa de aumento é dado pelo valor
do coeficiente numérico a, ou seja, o valor de a representa a taxa de variação da função afim 𝑓(𝑥) = 5000 + 30𝑥.
Agora que já sabemos a importância do coeficiente a, podemos aprender a calculá-lo. Dessa maneira, temos que a taxa de variação de uma função afim é
dada pela razão entre a variação das ordenadas e a variação das abscissas de dois pontos quaisquer pertencentes à função. Logo, concluímos que a
variação da função afim é dada por

.
Função Afim
Representação Gráfica
Agora que já estudamos algumas propriedades e relações entre as
variáveis x e y da função afim, devemos estabelecer qual é o
comportamento dessa função em um plano cartesiano. Quando
colocamos os pontos de uma função em um mesmo plano,
determinamos uma curva que é chamada de gráfico da função.
Para uma função afim 𝑓(𝑥) = 𝑎𝑥 + 𝑏, com a 0 , o gráfico é uma reta
oblíqua aos eixos 0x e 0y, ou seja, uma reta não paralela a nenhum dos
eixos coordenados. Dessa maneira, para que possamos desenhar a reta
que representa uma função afim, precisamos de apenas dois de seus
pontos.
Função Afim
Representação Gráfica
Função Afim
Função Afim
Função Afim
Função Afim
Exercícios
Considere a função real da forma f(x) = ax + b. Sabendo que f(1) = -1 e
f(0) = 2, qual o valor do produto a . b?
Exercícios
Em um mês, uma loja de eletrônicos começa a obter lucro já na primeira semana. O gráfico
representa o lucro (L) dessa loja desde o início do mês até o dia 20. Mas esse comportamento se
estende até o último dia, o dia 30.

A representação algébrica do lucro (L) em função do tempo (t) é


a) L(t) = 20t + 3 000
b) L(t) = 20t + 4 000
c) L(t) = 200t
d) L(t) = 200t - 1 000
e) L(t) = 200t + 3 000
Exercícios
Chegando ao destino de uma mesma viagem, os turistas X e Y alugarão, cada um deles, um carro. Fizeram,
previamente, cotações com as mesmas três locadoras de automóveis da região. Os valores dos aluguéis estão
representados pelas expressões dadas no quadro, sendo K o número de quilômetros percorridos, e N o
número de diárias pagas pelo aluguel.

O turista X alugará um carro em uma mesma locadora por três dias e percorrerá 250 km. Já a pessoa Y usará o
carro por apenas um dia e percorrerá 120 km. Com o intuito de economizarem com as locações dos carros, e
mediante as informações, os turistas X e Y alugarão os carros, respectivamente, nas empresas
a) I e II.
b) I e III.
c) II e II.
d) II e III.
e) III e I.
Exercícios
No comércio é comumente utilizado o salário mensal comissionado. Além de
um valor fixo, o vendedor tem um incentivo, geralmente um percentual
sobre as vendas. Considere um vendedor que tenha salário comissionado,
sendo sua comissão dado pelo percentual do total de vendas que realizar no
período. O gráfico expressa o valor total de seu salário, em reais, em função
do total de vendas realizadas, também em reais.

Qual o valor percentual da sua comissão?


a) 2,0%
b) 5,0%
c) 16,7%
d) 27.7%
e) 50,0%
Exercícios
Um terreno vale hoje R$40.000,00 e estima-se que daqui há 4 anos seu
valor seja R$ 42.000,00. Admitindo que o valor do imóvel seja função
do 1º grau do tempo (medido em anos e com valor zero na data de
hoje), seu valor daqui a 6 anos e 4 meses será aproximadamente:
a) R$43.066,00
b) R$43.166,00
c) R$43.266,00
d) R$43.366,00
e) R$43.466,00
Muito Obrigada!
Bom fim de semana!

Você também pode gostar