Você está na página 1de 5

Instrumento de combate à violência contra a mulher, serviço registrou mais de 740 casos.

Foram 78 casos de
Lei Maria da Penha completa 13 anos feminicídios e 665 tentativas de assassinatos de mulheres,
A legislação criou mecanismos para coibir a violência três em cada dez denúncias se referem a violência
doméstica e familiar contra a mulher psicológica, segundo os dados do Ministério da Mulher, da
A cada dois segundos, uma mulher é agredida no Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).
Brasil. Em 2018, foram registrados 1.173 feminicídios, o A ligação para o 180 é gratuita e confidencial e o
que representa um aumento de 12% em relação a 2017. A canal de denúncia funciona 24 horas por dia, todos os dias
triste estatística sobre a violência contra a mulher no país da semana, no Brasil e em outros 16 países.
poderia ser bem pior, caso em 2016 não tivesse sido https://www.fenae.org.br/portal/fenae-
sancionada a Lei 11.340, mais conhecida como Lei Maria portal/noticias/instrumento-de-combate-a-violencia-
da Penha. O nome foi dado em homenagem à farmacêutica contra-a-mulher-lei-maria-da-penha-completa-13-
Maria da Penha, que sofreu duas tentativas de homicídio anos.htm
por parte do ex-marido e ficou paraplégica. Atualizado em 07/08/19
A legislação, que completa nesta quarta-feira (7)
13 anos, foi um marco no enfrentamento à violência contra Todo apoio ao agosto lilás, mês de conscientização
a mulher, porque trouxe mecanismos importantes de pelo fim da violência contra a mulher
amparo e proteção às vítimas. Outro aspecto relevante é Uma Lei fundamental
que aumentou a conscientização da população sobre a Há exatos 13 anos foi criado esse novo instrumento
violência de gênero, incentivando as mulheres a para tentar frear a violência sofrida por mulheres. A sanção
denunciarem os agressores e mobilizando diversas áreas e da Lei Maria da Penha em 7 de agosto de 2006 mudou a
órgãos do poder público a traçarem políticas públicas forma de atuação do poder público na proteção às vítimas.
voltadas a esse tema. A lei “pegou” e, em 2018, a cada dois minutos uma
Dentre os mecanismos criados pela lei, destacam- mulher no Brasil recebeu da Justiça medida protetiva para
se as medidas protetivas de urgência, que poderão ser impedir que ela seja alvo da violência doméstica. Em três
determinadas pelo juiz em até 48 horas após a comunicação anos -de 2016, primeiro ano em que os dados começaram
da violência, mediante requerimento da vítima ou do a ser colhidos, até 2018, últimos números disponíveis-, a
Ministério Público. Foi a nova legislação que permitiu que concessão de medidas protetivas cresceu 35%.
vários tipos de violência contra a mulher fossem Segundo dados do CNJ (Conselho Nacional de
denunciados, trouxe uma série de medidas para proteger a Justiça) obtidos junto a tribunais estaduais de Justiça, o
mulher agredida, alterou o Código Penal e permitiu que número saltou de 249 mil concessões, em 2016, para 336
agressores sejam presos em flagrante ou tenham a prisão mil, em 2018. Isso dá uma média de 922 mulheres
preventiva decretada. atendidas por dia, ou uma a cada dois minutos.
Estipulou ainda a criação dos juizados especiais de A Lei Maria da Penha atua para proteger as vítimas
violência doméstica e familiar contra a mulher, para dar do agressor e interromper o processo conhecido como
mais agilidade aos processos. A lei tipifica também os escalada de violência – na qual a intensidade das agressões
crimes de violência, seja psicológica, moral, sexual ou aumenta ao longo do tempo. Com a medida, é possível, por
patrimonial. exemplo, exigir que o agressor mantenha uma distância
Desde 2015, o Código Penal brasileiro incluiu mínima da mulher e dos filhos, além de outros meios de
como qualificadora do homicídio o fato do crime ser proteção.
cometido contra mulher em razão das condições do sexo Em 2018, foram abertos 367 mil novos inquéritos
feminino, o feminicídio. de violência contra mulheres, o que mostra que quase todos
Agosto Lilás resultam em uma medida protetiva. Apesar disso, havia
Apesar dos avanços, as ocorrências de violência ainda no ano passado 359 mil inquéritos pendentes –
ainda são alarmantes. “O combate à violência contra a número que vem caindo, já que em 2016 eram 412 mil.
mulher é um esforço diário, por mais avanços que se tenha Para Rodrigo Capez, juiz auxiliar da presidência do
feito nesse sentido. A Lei Maria da Penha foi passo CNJ, os 13 anos da lei serviram para prevenir crimes mas
fundamental nessa luta. Por isso, é fundamental celebrar também para conscientizar sobre violência contra a mulher.
seus 13 anos de existência”, destaca o presidente da “Essa é uma das maiores das virtudes da lei”, diz ele. “A
Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa violência acabava sendo naturalizada, a mulher muitas
(Fenae), Jair Ferreira. vezes não conseguia entender como havia violência no ato
A entidade iniciou nesta terça-feira (6) a de ofender, de humilhar. A grande vantagem de 2006 para
campanha Agosto Lilás: Todos contra o Feminicídio, a fim cá é a conscientização da vítima de que ela não é um
de sensibilizar sobre a violência contra a mulher. Com os objeto”, afirma.
números de feminicídio crescendo a cada dia, a campanha […]
atenta para a importância de denunciar os agressores e Todo mundo sabe o que é Lei Maria da Penha
lembra que esse papel também está na mão da sociedade. Segundo a ex-secretária Nacional de
Denuncie Enfrentamento à Violência Contra a Mulher (2007 a 2016)
Um dos principais caminhos para a denúncia da e hoje consultora na área de políticas públicas Aparecida
violência contra a mulher é a Central de Atendimento à Gonçalves, não há dúvidas de como a lei mudou o modo
Mulher - Ligue 180. Entre janeiro e julho de 2018, o de se enxergar a violência contra a mulher.
Instrumento de combate à violência contra a mulher, serviço registrou mais de 740 casos. Foram 78 casos de
Lei Maria da Penha completa 13 anos feminicídios e 665 tentativas de assassinatos de mulheres,
A legislação criou mecanismos para coibir a violência três em cada dez denúncias se referem a violência
doméstica e familiar contra a mulher psicológica, segundo os dados do Ministério da Mulher, da
A cada dois segundos, uma mulher é agredida no Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).
Brasil. Em 2018, foram registrados 1.173 feminicídios, o A ligação para o 180 é gratuita e confidencial e o
que representa um aumento de 12% em relação a 2017. A canal de denúncia funciona 24 horas por dia, todos os dias
triste estatística sobre a violência contra a mulher no país da semana, no Brasil e em outros 16 países.
poderia ser bem pior, caso em 2016 não tivesse sido https://www.fenae.org.br/portal/fenae-
sancionada a Lei 11.340, mais conhecida como Lei Maria portal/noticias/instrumento-de-combate-a-violencia-
da Penha. O nome foi dado em homenagem à farmacêutica contra-a-mulher-lei-maria-da-penha-completa-13-
Maria da Penha, que sofreu duas tentativas de homicídio anos.htm
por parte do ex-marido e ficou paraplégica. Atualizado em 07/08/19
A legislação, que completa nesta quarta-feira (7)
13 anos, foi um marco no enfrentamento à violência contra Todo apoio ao agosto lilás, mês de conscientização
a mulher, porque trouxe mecanismos importantes de pelo fim da violência contra a mulher
amparo e proteção às vítimas. Outro aspecto relevante é Uma Lei fundamental
que aumentou a conscientização da população sobre a Há exatos 13 anos foi criado esse novo instrumento
violência de gênero, incentivando as mulheres a para tentar frear a violência sofrida por mulheres. A sanção
denunciarem os agressores e mobilizando diversas áreas e da Lei Maria da Penha em 7 de agosto de 2006 mudou a
órgãos do poder público a traçarem políticas públicas forma de atuação do poder público na proteção às vítimas.
voltadas a esse tema. A lei “pegou” e, em 2018, a cada dois minutos uma
Dentre os mecanismos criados pela lei, destacam- mulher no Brasil recebeu da Justiça medida protetiva para
se as medidas protetivas de urgência, que poderão ser impedir que ela seja alvo da violência doméstica. Em três
determinadas pelo juiz em até 48 horas após a comunicação anos -de 2016, primeiro ano em que os dados começaram
da violência, mediante requerimento da vítima ou do a ser colhidos, até 2018, últimos números disponíveis-, a
Ministério Público. Foi a nova legislação que permitiu que concessão de medidas protetivas cresceu 35%.
vários tipos de violência contra a mulher fossem Segundo dados do CNJ (Conselho Nacional de
denunciados, trouxe uma série de medidas para proteger a Justiça) obtidos junto a tribunais estaduais de Justiça, o
mulher agredida, alterou o Código Penal e permitiu que número saltou de 249 mil concessões, em 2016, para 336
agressores sejam presos em flagrante ou tenham a prisão mil, em 2018. Isso dá uma média de 922 mulheres
preventiva decretada. atendidas por dia, ou uma a cada dois minutos.
Estipulou ainda a criação dos juizados especiais de A Lei Maria da Penha atua para proteger as vítimas
violência doméstica e familiar contra a mulher, para dar do agressor e interromper o processo conhecido como
mais agilidade aos processos. A lei tipifica também os escalada de violência – na qual a intensidade das agressões
crimes de violência, seja psicológica, moral, sexual ou aumenta ao longo do tempo. Com a medida, é possível, por
patrimonial. exemplo, exigir que o agressor mantenha uma distância
Desde 2015, o Código Penal brasileiro incluiu mínima da mulher e dos filhos, além de outros meios de
como qualificadora do homicídio o fato do crime ser proteção.
cometido contra mulher em razão das condições do sexo Em 2018, foram abertos 367 mil novos inquéritos
feminino, o feminicídio. de violência contra mulheres, o que mostra que quase todos
Agosto Lilás resultam em uma medida protetiva. Apesar disso, havia
Apesar dos avanços, as ocorrências de violência ainda no ano passado 359 mil inquéritos pendentes –
ainda são alarmantes. “O combate à violência contra a número que vem caindo, já que em 2016 eram 412 mil.
mulher é um esforço diário, por mais avanços que se tenha Para Rodrigo Capez, juiz auxiliar da presidência do
feito nesse sentido. A Lei Maria da Penha foi passo CNJ, os 13 anos da lei serviram para prevenir crimes mas
fundamental nessa luta. Por isso, é fundamental celebrar também para conscientizar sobre violência contra a mulher.
seus 13 anos de existência”, destaca o presidente da “Essa é uma das maiores das virtudes da lei”, diz ele. “A
Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa violência acabava sendo naturalizada, a mulher muitas
(Fenae), Jair Ferreira. vezes não conseguia entender como havia violência no ato
A entidade iniciou nesta terça-feira (6) a de ofender, de humilhar. A grande vantagem de 2006 para
campanha Agosto Lilás: Todos contra o Feminicídio, a fim cá é a conscientização da vítima de que ela não é um
de sensibilizar sobre a violência contra a mulher. Com os objeto”, afirma.
números de feminicídio crescendo a cada dia, a campanha […]
atenta para a importância de denunciar os agressores e Todo mundo sabe o que é Lei Maria da Penha
lembra que esse papel também está na mão da sociedade. Segundo a ex-secretária Nacional de
Denuncie Enfrentamento à Violência Contra a Mulher (2007 a 2016)
Um dos principais caminhos para a denúncia da e hoje consultora na área de políticas públicas Aparecida
violência contra a mulher é a Central de Atendimento à Gonçalves, não há dúvidas de como a lei mudou o modo
Mulher - Ligue 180. Entre janeiro e julho de 2018, o de se enxergar a violência contra a mulher.
“Hoje, é uma das leis mais conhecidas no Brasil. Segundo dados do painel do CNJ, em 2016
As pessoas sabem que existe. Podem nem saber existiam 106 varas exclusivas para casos de violência
exatamente o texto, mas sabem que ela é para combater a doméstica, e, em 2018, elas somavam 131.
violência. ” Para Aparecida, o Judiciário também deve ser mais
Entre os avanços estão a tipificação dos crimes de célere. “Quantos processos estão de fato sendo julgados?
violência, seja psicológica, moral, sexual ou patrimonial. Quantos processos estão sendo arquivados nas prateleiras
“Isso é importante porque vai dar conta do que acontece das delegacias ou do MP ou dos juizados? A medida
principalmente dentro de casa. E a lei termina ferindo a protetiva é uma urgência, mas você tem que dar
questão de um discurso naturalizado no Brasil de que em encaminhamento. Você tem que encerrar o processo.
briga de marido e mulher não se mete a colher, ou o que Quantos homens foram punidos ou responsabilizados? ”
acontece dentro de casa em casa fica”, aponta. Caso você sofra com violência doméstica ou
Entretanto, ela ainda vê “grandes desafios.” “Nós familiar, ligue para o número 180. A ligação é gratuita. Em
ainda não conseguimos chegar a 10% dos municípios com 2018, o Ligue 180 recebeu 92.663 denúncias.
serviços especializados. Onde tem o serviço, ele previne. https://findect.org.br/noticias/agosto-lilas-fim-
Acho que não é suficiente nome de juizados violencia-contra-a-mulher/
especializados, não é suficiente o número de promotorias Publicado em 07/08/2019
de defesa da mulher, e muito menos de defensoria pública”,
aponta.

Violência contra a mulher Sinto um aperto no peito * Quem ama nunca tortura
(Dalinha Catunda) Dói demais meu coração. Uma coisa vou dizer Não caia em falsa jura
* Ver mulheres assassinadas, E digo plenamente, Não se deixe dominar.
Em revistas e jornais Covardemente violentadas Em mim homem não bate *
Internet e televisão, Que sórdida situação. Nem em meu atrevimento. Mulher não é mais escrava
Vejo e sinto revolta * E se resolver tentar E cativa de um senhor.
Com tanta judiação Mulher não seja defunta, Vai dormir sem acordar Os tempos hoje são outros
Mulheres perdendo a vida Cadáver não seja não. Este é meu pensamento. Por isso faça-me o favor!
Que coisa mais descabida Prefira ser a viúva. * A mulher pode se manter
E eu não vejo solução Você tem esta opção. Mulher não se rebaixe Não precisa se submeter
* Sendo sua causa justa Não permita a agressão. A morte, castigo e dor.
A Mulher é mãe e filha, Ficar presa não custa Tudo começa com palavras, *
Esposa e amante também, Logo sairá da prisão. Depois termina em caixão. A violência domestica,
Mas não nasceu para ser * Você tem capacidade É bem ruim com certeza.
Afrontada por ninguém. Um homem violento De evitar atrocidade É dormir com inimigo
Por isto preste atenção Pede violência também. É só querer solução. É viver sempre indefesa.
Tenha consideração E a mulher maltratada * A mulher tem que acordar
Pois pode lhe fazer bem. Pode e deve ir bem além. Não denuncie marido Com muita garra lutar
* Basta só envenenar Se a queixa vai retirar. Em prol de sua defesa.
Cada vez que vejo o sangue O almoço ou o jantar Ele vai prometer mil vezes
De uma mulher tingir o chão Que bravo vai pro além. Porém nunca irá mudar. Dalinha Catunda

Camila Camila percebe E eu que tinha apenas 17 anos


Biquini Cavadão Mas o ódio cega Baixava a minha cabeça pra ATIVIDADE
Depois da última noite de A lembrança do silêncio tudo
festa daquelas tardes Era assim que as coisas Com base nos texto
Chorando e esperando Daquelas tardes aconteciam anteriores, e em seu
amanhecer, amanhecer Avergonha no espelho Era assim que eu via tudo conhecimentos, desenvolva
As coisas aconteciam com naquelas marcas acontecer uma da opções abaixo sobre
alguma explicação naquelas marcas E eu que tinha apenas 17 anos o tema “Violencia contra a
Com alguma explicação havia algo de insano naqueles Baixava minha cabeça pra mulher, rede de atendimento
Depois da última noite de olhos tudo
e preveção:
chuva Olhos insanos Era assim que as coisas
Chorando e esperando Os olhos que passavam o dia aconteciam Escreva um texto
amanhecer, amanhecer a me vigiar, a me vigiar...oh... Era assim que eu via tudo dissertativo argumentativo
Às vezes peço a ele que vá Eu que tenho medo até de acontecer de 15 a 25 linhas;
embora suas mãos Camila, Camila, Camila Faça um desenho que trate
Que vá embora...oh... Mas o ódio cega e você não Camila, Camila, Camila do tema;
Camila, Camila, Camila percebe Escreva um poema;
E eu que tenho medo até do Mas o ódio cega Faço uma fotografia;
seu olhar Camila, Camila, Camila  Um vídeo de curta
Mas o ódio cega e você não Camila, Camila, Camila duração (30 a 60 segundos);
“Hoje, é uma das leis mais conhecidas no Brasil. Segundo dados do painel do CNJ, em 2016
As pessoas sabem que existe. Podem nem saber existiam 106 varas exclusivas para casos de violência
exatamente o texto, mas sabem que ela é para combater a doméstica, e, em 2018, elas somavam 131.
violência. ” Para Aparecida, o Judiciário também deve ser mais
Entre os avanços estão a tipificação dos crimes de célere. “Quantos processos estão de fato sendo julgados?
violência, seja psicológica, moral, sexual ou patrimonial. Quantos processos estão sendo arquivados nas prateleiras
“Isso é importante porque vai dar conta do que acontece das delegacias ou do MP ou dos juizados? A medida
principalmente dentro de casa. E a lei termina ferindo a protetiva é uma urgência, mas você tem que dar
questão de um discurso naturalizado no Brasil de que em encaminhamento. Você tem que encerrar o processo.
briga de marido e mulher não se mete a colher, ou o que Quantos homens foram punidos ou responsabilizados? ”
acontece dentro de casa em casa fica”, aponta. Caso você sofra com violência doméstica ou
Entretanto, ela ainda vê “grandes desafios.” “Nós familiar, ligue para o número 180. A ligação é gratuita. Em
ainda não conseguimos chegar a 10% dos municípios com 2018, o Ligue 180 recebeu 92.663 denúncias.
serviços especializados. Onde tem o serviço, ele previne. https://findect.org.br/noticias/agosto-lilas-fim-
Acho que não é suficiente nome de juizados violencia-contra-a-mulher/
especializados, não é suficiente o número de promotorias Publicado em 07/08/2019
de defesa da mulher, e muito menos de defensoria pública”,
aponta.

Violência contra a mulher Sinto um aperto no peito * Quem ama nunca tortura
(Dalinha Catunda) Dói demais meu coração. Uma coisa vou dizer Não caia em falsa jura
* Ver mulheres assassinadas, E digo plenamente, Não se deixe dominar.
Em revistas e jornais Covardemente violentadas Em mim homem não bate *
Internet e televisão, Que sórdida situação. Nem em meu atrevimento. Mulher não é mais escrava
Vejo e sinto revolta * E se resolver tentar E cativa de um senhor.
Com tanta judiação Mulher não seja defunta, Vai dormir sem acordar Os tempos hoje são outros
Mulheres perdendo a vida Cadáver não seja não. Este é meu pensamento. Por isso faça-me o favor!
Que coisa mais descabida Prefira ser a viúva. * A mulher pode se manter
E eu não vejo solução Você tem esta opção. Mulher não se rebaixe Não precisa se submeter
* Sendo sua causa justa Não permita a agressão. A morte, castigo e dor.
A Mulher é mãe e filha, Ficar presa não custa Tudo começa com palavras, *
Esposa e amante também, Logo sairá da prisão. Depois termina em caixão. A violência domestica,
Mas não nasceu para ser * Você tem capacidade É bem ruim com certeza.
Afrontada por ninguém. Um homem violento De evitar atrocidade É dormir com inimigo
Por isto preste atenção Pede violência também. É só querer solução. É viver sempre indefesa.
Tenha consideração E a mulher maltratada * A mulher tem que acordar
Pois pode lhe fazer bem. Pode e deve ir bem além. Não denuncie marido Com muita garra lutar
* Basta só envenenar Se a queixa vai retirar. Em prol de sua defesa.
Cada vez que vejo o sangue O almoço ou o jantar Ele vai prometer mil vezes
De uma mulher tingir o chão Que bravo vai pro além. Porém nunca irá mudar. Dalinha Catunda

Camila Camila percebe E eu que tinha apenas 17 anos


Biquini Cavadão Mas o ódio cega Baixava a minha cabeça pra ATIVIDADE
Depois da última noite de A lembrança do silêncio tudo
festa daquelas tardes Era assim que as coisas Com base nos texto
Chorando e esperando Daquelas tardes aconteciam anteriores, e em seu
amanhecer, amanhecer Avergonha no espelho Era assim que eu via tudo conhecimentos, desenvolva
As coisas aconteciam com naquelas marcas acontecer uma da opções abaixo sobre
alguma explicação naquelas marcas E eu que tinha apenas 17 anos o tema “Violencia contra a
Com alguma explicação havia algo de insano naqueles Baixava minha cabeça pra mulher, rede de atendimento
Depois da última noite de olhos tudo
e preveção:
chuva Olhos insanos Era assim que as coisas
Chorando e esperando Os olhos que passavam o dia aconteciam Escreva um texto
amanhecer, amanhecer a me vigiar, a me vigiar...oh... Era assim que eu via tudo dissertativo argumentativo
Às vezes peço a ele que vá Eu que tenho medo até de acontecer de 15 a 25 linhas;
embora suas mãos Camila, Camila, Camila Faça um desenho que trate
Que vá embora...oh... Mas o ódio cega e você não Camila, Camila, Camila do tema;
Camila, Camila, Camila percebe Escreva um poema;
E eu que tenho medo até do Mas o ódio cega Faço uma fotografia;
seu olhar Camila, Camila, Camila  Um vídeo de curta
Mas o ódio cega e você não Camila, Camila, Camila duração (30 a 60 segundos);