Você está na página 1de 12

Rev.

Mário Félix
James Houston (1922 -) é professor
de Teologia Espiritual na Regent
College, Vancouver, BC, Canadá.
Nascido em Edimburgo, na Escócia,
Houston emigrou para a América do
Norte em 1969, e tornou-se um dos
fundadores do Regent College , uma
instituição líder da teologia cristã e
espiritualidade.

De 1970 - 1978, ele foi diretor do colégio, e em


1991 ele foi nomeado para a presidência.
Suas principais áreas de interesse incluem a
mente cristã, a oração da Trindade, e as
tradições da espiritualidade cristã. Ele tem
publicado numerosos artigos em livros e
revistas acadêmicas.
Howard G. Hendricks (nascido em 5 de abril de 1924)
é um antigo professor no Seminário Teológico de
Dallas. Após a sua graduação , Hendricks aceitou o
pastorado na Igreja Memorial McKinney em Fort Worth
Texas. Após um ano na equipe, Hendricks renunciou a
seu posto para perseguir um doutorado na
Universidade de Yale. No entanto, o fundador e
presidente do Seminário de Dallas, Lewis Sperry
Chafer, morreu e o novo presidente, John Walvoord,
pediu Hendricks para atrasar o seu doutoramento e
voltar para Dallas como um professor.
Ele já orientou muitos líderes cristãos, incluindo Chuck
Swindoll, Tony Evans, Joseph Stowell e David
Jeremiah. Ele também atuou como capelão dos Dallas
Cowboys time de futebol de 1976-1984.
Em 1986, a Howard Hendricks Centro de Liderança
Espiritual foi iniciado no campus Seminário de Dallas.
Este ministério tenta desenvolver líderes cristãos e
currículos futura igreja através de um processo de
tutoria.
MENTORIA
MINISTERIAL
1. A prática ministerial nas igrejas é para
os alunos uma experiência de enorme
importância e não pode deixar de ser
levada em conta no preparo eclesiástico.
2. A orientação prática aos alunos abrange
todas as áreas de sua vida, desde a
orientação acadêmica até a pessoal,
psicológica, vocacional, ministerial e
espiritual.
3. Por isso, seria de fundamental importância que
as tarefas acadêmicas incluísse cada vez mais a
aplicação do conhecimento adquirido no âmbito
pessoal, no núcleo da família, ou da igreja.
PROPÓSITO DA MENTORIA
MINISTERIAL

Auxiliar os estudantes no desenvolvimento de


seu ministério e crescimento pessoal, através
de relacionamentos saudáveis, a fim de
capacitá-los a realizar ao máximo o seu
potencial, utilizando suas habilidades no
cumprimento da sua vocação
OBJETIVOS DA
MENTORIA MINISTERIAL
1. CHAMADA. Ajudar os estudantes a
identificar e esclarecer a sua chamada para o
ministério
2. MINISTÉRIO. Ajudar no desenvolvimento
dos seus ministérios através da orientação,
rede de relacionamento e avaliação
3. CARÁTER. Ajudar no desenvolvimento
pessoal através da ênfase nos fundamentos
espirituais, estilo de liderança e
relacionamentos saudáveis
4. COMPETÊNCIA. Ajudar no desenvolvimento
dos dons e das habilidades para liderança
MENTORIA MINISTERIAL E
DISCIPULADO
A MENTORIA MINISTERIAL é um
passo além do discipulado. A
mentoria além da preocupação com o
desenvolvimento pessoal tem como
objetivo último o crescimento em
liderança
RAZÕES PARA MENTORIA
MINISTERIAL
1. A magnitude da tarefa
2. As pressões e expectativas
3. A identificação ministerial
4. A insuficiência do preparo acadêmico
5. O perigo da despersonalização
6. O conflito família versus ministério
7. O perigo do conflito vocação versus
profissionalização
8. A responsabilização
O QUE É
NECESSÁRIO
PARA INICIAR
UM PROCESSO
DE MENTORIA
MINISTERIAL
1. Um mentor. Um(a)
líder competente,
sensível e disponível
2. Um mentorado. Um(a) aluno(a) com
potencialidades, interesse
5. Um “contrato”.
3. Uma empatia. A mentoria é um
Mentor e mentorado processo de
com afinidades responsabilidade
mútua

6. Uma
disponibilidade.
A mentoria é
4. Uma espontaneidade. para toda a
A mentoria é um vida e para a
processo voluntário vida toda
O que faz um
mentor?

1. Aconselha pessoalmente e ministerialmente


2. Vivencia através de relacionamento
3. Sugere leituras bíblicas, devocionais e
teológicas
4. Passa tarefas pessoais e ministeriais
5. Acompanha e cobra o desenvolvimento

Você também pode gostar