Você está na página 1de 20

Sensor de Relutância

Magnética Variável
Allan Gustavo de Souza
Instrumentação Eletrônica
Engenharia Elétrica
Relutância Magnética
• Os sensores de relutância variável (VRS) são usados para medir a
posição e a velocidade de componentes metálicos em
movimento.
• Este sensor é formado por um ímã permanente, um polo
ferromagnético, uma bobina e uma roda rotativa com dentes.
Princípio de Funcionamento
• Os sensores de relutância variável (VRS) são usados para medir a
posição e a velocidade de componentes metálicos em
movimento.
• Este sensor é formado por um ímã permanente, um polo
ferromagnético, uma bobina e uma roda rotativa com dentes.
Princípio de Funcionamento
Princípio de Funcionamento
• Quando a roda executa uma rotação, a relutância do fluxo
dentro da bobina muda, bem como o fluxo de ligação que
dentro dela se encontra, cujos resultados, refletidos numa
mudança de tensão, são medidos por um circuito externo.
Princípio de Funcionamento
• O fluxo gerado pelos ímãs permanentes varia conforme a roda
dentada gira no campo do VRS.
• O fluxo da ligação varia periodicamente com a passagem dos
dentes pelo sensor.
Princípio de Funcionamento
• Essa variação converte para um sinal de tensão que pode ser
modelado em magnetismo.
• Aqui, a velocidade de rotação do anel é de 600 RPM o que,
com 36 dentes em torno do anel, se traduz num período de
2,8 ms para o sensor do sinal de saída.
Princípio de Funcionamento
Sensores Comerciais
texto
Especificações
Texto
Aplicações
Texto
Exemplos com Simulador
Texto
Referências ARRUMAR
- https://www.mte-thomson.com.br/sensor-de-rotacao-new/
Sensor Iônico
Allan Gustavo de Souza
Instrumentação Eletrônica
Engenharia Elétrica
Princípio de Funcionamento
Texto
Sensores Comerciais
Texto
Especificações
Texto
Aplicações
Texto
Exemplos com Simulador
Texto
Referências ARRUMAR
- KIRNER, Claudio; SISCOUTTO, Robson. Realidade Virtual e Aumentada:
Conceitos, Projeto e Aplicações. Petrópolis: Pré Simpósio, 2007. Acesso em 10
de novembro de 2018 http://www.de.ufpb.br/~labteve/publi/2007_svrps.pdf
- RIBEIRO, Marcos; ZORDAL, Ezequiel. Realidade Virtual e Aumentada: Aplicações
e Tendências. Uberlândia: Sbc, 2011. Acesso em 11 de novembro de 2018
http://www.de.ufpb.br/~labteve/publi/2011_svrps.pdf

Você também pode gostar