LAYOUT DE EMPRESAS

LAY OUT DE EMPRESAS
LAY OUT: É a disposição física ou organização de uma certa OUT instalação. Planejar o Arranjo físico significa tomar decisões sobre a forma como serão dispostos, nessa instalação os centros de trabalho que aí devem permanecer. Pode-se conceituar como centro de trabalho a qualquer coisa que ocupe espaço: - um departamento -Uma sala - Uma Pessoa – Um grupo de máquinas - equipamentos -Bancadas – Estações de trabalho. Planejamento de arranjo físico: Existirá uma preocupação em tornar mais fácil e suave o movimento do trabalho através do sistema, quer esse movimento se refira ao fluxo de pessoas ou materiais.

pois diversos fatores podem conduzir a mudanças nas instalações já existentes: . b) Mudanças no arranjo físico pode implicar gastar consideráveis somas de dinheiro. dependendo da área afetada. c) As mudanças podem representar elevados custos e dificuldades técnicas para futuras reversões.LAY OUT DE EMPRESAS Motivos que tornam importantes as decisões sobre arranjo físico: a) Elas afetam a capacidade da instalação e a produtividade das operações. e causar interrupções indesejáveis no trabalho. Isso não é verdade. A primeira vista parece que um arranjo físico uma vez estabelecido parece imutável e se aplica prioritariamente a novas instalações.

Mudanças no volume de produção .LAY OUT DE EMPRESAS Motivos para mudar as instalações: A ineficiência de Operações Taxas altas de acidentes Mudanças no produto & serviço Necessidades de expor mais convenientemente produtos aos clientes.

OBJETIVOS DE UMA ESTRATÉGIA DE LAYOUT Desenvolver um layout economicamente viável com requisitos relativos ao: Desenho e quantidade do produto a fabricar Equipamentos e Capacidade Qualidade de Vida no Trabalho Espaço e Construção .

OBJETIVOS DE UM LAYOUT MAXIMIZAR: Satisfação dos Clientes Utilização do espaço.Fornecedor Flexibilidade . equipamentos e pessoas Fluxo de Informações. Material e Pessoas Segurança e bem estar dos Trabalhadores Interação Cliente.

LAY OUT DE EMPRESAS INDUSTRIAIS .

LAYOUT DE EMPRESAS INDUSTRIAIS A seqüência lógica a ser seguida para o LAY OUT é: LOCALIZAÇÃO DA UNIDADE INDUSTRIAL DETERMINAÇÃO DA CAPACIDADE LAYOUT DA EMPRESA .

não é suficiente somente a análise das vendas anuais. deve-se determinar sua capacidade como um dado inicial para o Layout. isto é. . (conjunto de decisões) Com relação ao número de turnos de trabalho: serão programados um. dos processos ou dos equipamentos que limitam a capacidade de produção e que devem ser identificados. dois ou três?. (análise com relação a capacidade financeira) A capacidade de produção da empresa depende dos gargalos. CAPACIDADE E TURNOS DE TRABALHO Para determinar a capacidade de produção.LAYOUT DE EMPRESAS INDUSTRIAIS Após ter-se determinado a localização da nova unidade industrial.

• Utilizar a experiência de todos • Verificar o layout e avaliar a solução • Vender o layout • Implantar .ETAPAS PARA A ELABORAÇÃO DO LAYOUT • Determinar a quantidade a produzir • Planejar o todo e depois as partes • Planejar o ideal e depois o prático • Seqüência: local layout global layout detalhado implantação • Calcular o número de máquinas • Selecionar o tipo de layout e elaborar o layout considerando o processo e as máquinas • Planejar o edifício • Desenvolver instrumentos que permitam a clara visualização do layout.

Considerando que existe uma perda de 1% na produção e que o ano tem 300 dias úteis.000.DETERMINAÇÃO DO NÚMERO DE EQUIPAMENTOS A quantidade de equipamentos a ser utilizada depende das suas capacidades produtivas. Cada prensa deve trabalhar em 2 turnos de 8 horas por dia. e produzir uma roda a cada 0. com um trabalho útil de 6.8 minutos. EXEMPLO: Uma fábrica de rodas estampadas deseja instalar um número de prensas que seja suficiente para produzir 1.000 de rodas por ano. quantas prensas são necessárias para atender à demanda estipulada? . do número de turnos e das especificações técnicas de cada equipamento.9 horas /turno.

99 = 512.9h/turno X 60 min/h 0.25 prensas .66 X 300 dias/ano= 307.33X 2= 1. Número de rodas = 6.5 X 0.8 min X prensa/ roda= 517.66 rodas/prensa Em um ano serão produzidas: 1.DETERMINAÇÃO DO NÚMERO DE EQUIPAMENTOS Solução: Determinar da quantidade de rodas que cada prensa pode produzir no ao.5 rodas/prensa/turno O número de rodas sem defeito é: 517.024.024.33 rodas/prensa/turno Em dois turnos serão produzidos: 512.000 de rodas/ ano 307.000.398/rodas/prensa ano = 3.398 rodas/prensa/ano Número de prensas: O número de prensas será: N= 1.

TIPOS DE LAYOUT Os principais tipos de Layout são: PROCESSO (OU FUNCIONAL OU JOB SHOP) EM LINHA (OU POR PRODUTO OU FLOW SHOP) CELULAR POSIÇÃO FIXA COMBINADOS .

atendendo a produtos diversificados em quantidades variáveis ao longo do tempo. O material se desloca buscando os diferentes processos.LAYOUT POR PROCESSO (OU FUNCIONAL OU JOB SHOP) Todos os processos e os equipamentos do mesmo tipo são desenvolvidos na mesma área e também operações ou montagens semelhantes são agrupadas na mesma área. Apresenta um fluxo longo dentro da fábrica. . que é adequado a produções diversificadas em pequenas e médias quantidades. Este tipo de layout também possibilita uma relativa satisfação no trabalho. O layout é flexível para atender as mudanças do mercado.

LAYOUT POR PROCESSO (OU FUNCIONAL OU JOB SHOP) Departamento de Tornos Departamento de Frezas Departamento de Furação Recebimento e Expedição Montagem .

LAYOUT EM LINHA (OU POR PRODUTO OU FLOW SHOP) As máquinas ou as estações de trabalho são colocadas de acordo com a seqüência das operações e são executadas de acordo com a seqüência estabelecida sem caminhos alternativos. Requer um alto investimento em máquinas e pode apresentar problemas com relação à qualidade dos produtos fabricados. em quantidade constante ao longo do tempo e em grande quantidade. . É indicado para produção com pouca ou nenhuma diversificação. Para os operadores costuma gerar monotonia e estresse. O material percorre um caminho previamente determinado no processo.

.LAYOUT EM LINHA (OU POR PRODUTO OU FLOW SHOP) A E D B C B E D A C E A B D B C O produto flui através dos processos A-E. na seqüência ditada pelas exigência de montagem do produto .

Sua principal característica é a relativa flexibilidade quanto ao tamanho de lotes por produto. . apesar de sua especificidade para uma família de produtos.LAYOUT CELULAR O layout celular ou célula de manufatura consiste em arranjar em um só local (célula) máquinas diferentes que possam fabricar o produto inteiro. A responsabilidade sobre o produto fabricado é centralizado e enseja satisfação no trabalho. Isso permite elevado nível de qualidade e de produtividade. O material se desloca dentro da célula buscando os processos necessários. Diminui também o transporte do material e os estoques.

Manufatura Celular Célula A Célula B Plaina Pintura Célula C .

balanças rodoferroviárias e outros produtos de grandes dimensões físicas. em geral não repetitivo. . grandes prensas. pontes rolantes. o material permanece fixo em uma determinada posição e as máquinas se deslocam até o local executando as operações necessárias. em quantidade pequena ou unitária e. turbinas. É o caso da fabricação de navios. grandes transformadores elétricos.LAYOUT POR POSIÇÃO FIXA No layout por posição fixa. É recomendado para um produto único.

LAYOUT POR POSIÇÃO FIXA As máquinas são levadas até o produto a ser montado .

. Pode-se ter uma linha constituída de áreas em seqüência com máquinas do mesmo tipo como no layout funcional.LAYOUTS COMBINADOS Os layouts combinados ocorrem para que sejam aproveitados em um determinado processo as vantagens do layout funcional e da linha de montagem. continuando posteriormente com uma linha clássica.

LAYOUTS COMBINADOS .

incluindo espaço para movimentação do operador. . estocagem de matérias-primas e produtos acabados e transportes. expedição.INFORMAÇÕES PARA O LAYOUT Para elaboração do layout são necessárias informações sobre: Especificações e características do produto Quantidade de produtos e materiais Seqüências de operações e de montagem Espaço necessário para cada equipamento. estoques e manutenção Informações sobre recebimento.

deve-se determinar a quantidade deslocada entre origens e destinos e o meio de transporte a ser utilizado para que se tenha o custo unitário do deslocamento.IDENTIFICAÇÃO DO FLUXO DE MATERIAIS Para a identificação do fluxo dos materiais. Exemplo: A Figura a seguir apresenta uma carta multiprocesso. Sempre que possível. . pode ser utilizada a : Carta Multiprocesso e o Fluxograma Para a análise de proximidade. deve-se utilizar o: Diagrama de Relacionamentos.

CARTA MULTIPROCESSO .

FLUXOGRAMA E DIAGRAMA DE RELACIONAMETO .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful