Você está na página 1de 84

fusão

Edição 407 • setembro 2019


nuclear
Ela produz energia limpa,
segura e praticamente infinita.
E, sim, pode virar realidade. p. 34
r$ 18,00

a explosão da

Solidão
Nunca estivemos tão conectados. Mas a
maioria das pessoas sente algum grau de
solidão - e isso pode ser tão letal quanto
fumar 15 cigarros por dia. p. 22
por bruno garattoni
e ricardo lacerda

p. 40 p. 80 p. 52 p. 64 p. 46
O segredo E se as A nova atlas: os nomes o zoológico
das alergias coreias se indústria verdadeiros de pablo
assassinas. reunificassem? do cacau. dos países. escobar.

SI_407_CAPA_Solidão.indd 1 16/08/19 17:53


1241445-ABRIL COMUNICAÇÕES-1_1-1.indd 2 15/08/2019 12:07:20
carta ao leitor editorial

Fundada em 1950
VICTOR CIVITA ROBERTO CIVITA
(1907-1990) (1936-2013)

Publisher : Fábio Carvalho

A ascensão dos podcasts


Diretor de Redação: Alexandre Versignassi Editora de Arte:
“Um distúrbio de origem desco- A repercussão do programa Bruna Sanches Editor: Bruno Garattoni Editora assistente:
Ana Carolina Leonardi Repórteres: Bruno Vaiano, Guilherme
nhecida na atmosfera criou rendeu ao jovem Welles, de 23 Eler, Rafael Battaglia Popp Designers: Anderson C.S. de Faria,
Carol Malavolta, Juliana Caro, Juliana Krauss, Yasmin Ayumi
uma zona de baixa pressão. A anos, um convite de Hollywood. E Estagiários: Ingrid Luisa, Maria Clara Rossini, Colaboração:
Alexandre Carvalho (revisão) Atendimento ao Leitor: Walkiria
previsão é de chuva e ventos fortes”, aos 26 ele estrearia como diretor Giorgino Pool Administrativo: Mara Cristina Piota (coordenadora).

diz o narrador. É uma notícia de de cinema, com seu Cidadão Kane


rádio. O repórter se despede. Começa – talvez o filme mais importante
a tocar música. Um pouco depois, ele de todos os tempos. www.superinteressante.com.br / superleitor@abril.com.br

volta ao ar, dizendo que precisa Em 1938, enfim, não havia TV. O PUBLICIDADE Yuri Aizemberg ( Diretor de Relacionamento
interromper o programa para dar rádio era a Netflix, era a internet. Era com o Mercado) , Daniela Serafim (Financeiro, Mobilidade,
Tecnologia, Telecom, Saúde e Serviços), Renato Mascarenhas
outra notícia: “O observatório Mount tudo. Talentos como Welles, então, (Alimentos, Bebidas, Beleza, Educação, Higiene, Imobiliário,
Decoração, Moda e Mídia & Entretenimento, Turismo e Varejo),
Jennings, em Chicago, relatou se especializaram em produzir obras Willian Hagopian(Regionais) OPERAÇÕES Adriana Favilla
ATENDIMENTO E CANAIS DE VENDAS Luci Silva MARKETING
explosões na superfície de Marte...”. de arte do entretenimento apenas DE MARCAS, EVENTOS E VÍDEO Andrea Abelleira AUDIÊNCIA

Volta a música. com som, sem o auxílio de imagens. DIGITAL Isabela Sperandio MARKETING CORPORATIVO E
PRODUTO Rodrigo Chinaglia PROJETOS ESPECIAIS E ABRIL

Então vem mais um boletim: “Às Essa época parecia relegada ao BRANDED CONTENT Yuri Aizemberg e Ivan Padilla DEDOC E
ABRILPRESS Adriana Kazan PLANEJAMENTO, CONTROLE E
8h50 da noite, um objeto enorme, passado. Mas não. A essência dela OPERAÇÕES Filomena Martins

talvez um meteorito, caiu numa está voltando agora, com a explosão


fazenda em Grovers Mill, Nova dos podcasts. É a primeira vez
Redação e Correspondência: Av. Otaviano Alves de Lima, 4.400,
Jersey.” A rádio manda um repórter desde o fim da Era do Rádio que Freguesia do Ó, CEP 02909-900, São Paulo, SP. Tel. (11) 3037-2000.

para a fazenda imediatamente. tanta gente, de tantas áreas diferen- Publicidade São Paulo e informações sobre representantes de
publicidade no Brasil e no Exterior: www.publiabril.com.br, tel. 11

E ele entra ao vivo: “Não é um tes, se dedica a produzir conteúdo 3037-2528 / 3037-4740 / 3037-3485. Licenciamento de conteúdo:
para adquirir os direitos de reprodução de textos e imagens acesse:
meteorito. É um objeto cilíndrico...”. inovador em forma de áudio puro. licenciamentodeconteudo@abril.com.br

Seres enormes e cheios de tentáculos E é o que estamos fazendo por


estão saindo de lá, o rapaz relata. A aqui também. Temos dois podcasts
SUPERINTERESSANTE edição nº 407 (ISSN 0104-178-9), ano 33, nº10, é
polícia se aproxima. E a nave começa no ar: o Dossiê, que trata de temas uma publi­ca­ção da Editora Abril 1987 G+J España S.A. “Muy Interesante”

a soltar raios. “O que é isso?! O raio complexos, daqueles que costu- (“Muito In­te­res­san­te”), Es­pa­nha. Edições anteriores: Venda exclusiva em
bancas, pelo preço da última edição em banca. Solicite ao seu jornaleiro.
atingiu os policiais e eles estão mam estrelar nossas reportagens Distribuída em todo o país pela Dinap S.A. Distribuidora Nacional de
Publicações, São Paulo. SUPERINTERESSANTE não admi­te publi­ci­da­de
pegando fogo! Está tudo pegando de capa; e o Terapia, voltado para a reda­cio­nal.

fogo: os celeiros, os carros. Tudo!” saúde mental. Dá uma olhada no


É assim que começa Guerra dos Spotify, no YouTube, ou no nosso Vendas: www.assineabril.com.br
Mundos, o drama radiofônico que site mesmo. É a SUPER que você Grande SP: 11 3347-2145
Demais localidades: 0800-7752145
Orson Welles produziu em 1938, conhece. Agora, nos seus ouvidos. De 2ª a 6ª feira das 8h às 22h

simulando uma invasão alienígena. A Vendas Corporativas, projetos especiais e vendas em lote:
assinaturacorporativa@abril.com.br

genialidade ali está na cadência Atendimento: www.abrilsac.com.br


Grande SP: 11 5087-2112
dramática. O tal “distúrbio de origem Demais localidades: 0800-7752112
De 2ª a 6ª feira das 8h às 22h
desconhecida” do boletim meteoroló- Para baixar sua revista digital:
gico eram as naves atingindo a Acesse www.revistasdigitaisabril.com.br

atmosfera em alta velocidade. As IMPRESSA NA GRÁFICA ABRIL


Av. Otaviano Alves de Lima, 4400, Freguesia do Ó,
explosões em Marte, o lançamento de CEP 02909-900, São Paulo, SP
mais naves (por meio de canhões;
Guerra dos Mundos é uma adaptação
do livro homônimo que HG Wells
escreveu em 1898, uma época em que
Alexandre Versignassi
não havia o conceito de foguetes, só Di r etor d e Re dação
de projéteis). Alexandre.Versignassi@abril.com.br www.grupoabril.com.br

Foto Tomás Arthuzzi

SI_407_carta ao leitor.indd 3 16/08/19 18:12


cardápio setembro de 2019

46 A África é I’m a lonely boy. 22 Capa


em Medellín
Hipopótamos
contrabandeados
A explosão
por Pablo Escobar em
1981 estão tomando
a Colômbia.
da solidão
Nunca estivemos tão conectados. Mas a
maioria das pessoas sente algum grau de
solidão – e isso pode ser tão letal quanto
fumar 15 cigarros por dia.

34 Um Sol na sua garagem


A corrida de cientistas profissionais e amado-
res para simular, na Terra, o processo de fusão
nuclear que ocorre no núcleo da estrela.

40 Can’t touch this


Substâncias inofensivas geram alergias
letais em algumas pessoas. E só agora a
ciência está desvendando o porquê.

52 A revolução do cacau
Há 30 anos, um fungo arrasou a lavoura de
cacau na Bahia. Agora, o Estado tenta se
reerguer com chocolate artesanal.

60 A cética do prato
Conheça Marion Nestle: a nutricionista
que desmascara estudos científicos finan-
ciados pela indústria alimentícia.

64 Me chame pelo seu nome


Chile significa “limite do mundo”. No nosso
atlas etimológico, conheça a origem do nome
dos países – e saiba o que querem dizer.

12 cansei de ser trouxa


Neurocientistas investi-
essencial gam como a frustração
impede o cérebro de reali-
Número
incrível oráculo E se...
6 uma imagem... zar tarefas infrutíferas. 74 cartas marcadas 80 Pyongyang style
Pescadores coletam Como as células do embrião ...as duas Coreias se
sementes de flor de sabem que órgão formar? unissem novamente?
lótus em rio na China.

18 algoz de figurante
O quinto Rambo vai estrear.
Para celebrar, contamos todo 76 SOS financeiro
mundo que ele matou nos Os sobreviventes do Tita-
8 ... uma opinião outros quatro filmes.

400
nic foram indenizados?
As forças ocultas
por trás da política 20 Não é emulador
Sonho de gamer: o PC que 79 manual
do desmatamento vem com um PS4 Pro e um mil Marie Kondo Brasil: como
Xbox One X embutidos. arrumar 0 guarda-roupa –
tonel adas de
só com dicas factíveis.
cacau. Foi o
12 Enquanto isso... que a Bahia

supernovas 16 3 notícias sobre


produziu
em 1986.
75 pá pum última página
10 Namastreta El a nunca 77 Só acredito vendo 82 holodomor e Cia.
18 Pérolas do streaming mais bateu
78 lost in translation
Meditar não melhora com- essa marca . O ranking das piores cri-
portamento violento. 21 VOcê decide p. 53 78 pensando bem... ses de fome da história.

Capa | Ilustração Yan Blanco

SI_407_Cardapio.indd 4 16/08/19 22:18


1241446-ABRIL COMUNICAÇÕES-1_1-1.indd 5 15/08/2019 14:17:52
essencial uma imagem...

6 super setembro 2019 Foto Barcroft Media / Getty Images

SI_407_Essencial.indd 6 16/08/19 18:53


setembro 2019 super 7

SI_407_Essencial.indd 7 16/08/19 18:53


essencial ...uma opinião

na página anterior: Pescadores coletam sementes de lótus no Rio Yangtzé,


na província chinesa de Jiangsu. Pois é: a planta é uma das 12 espécies aquáticas
usadas na culinária asiática. Seu cultivo começou há mais de 2 mil anos, e hoje ele já
acontece em quase todas as regiões do país. Uma porção de 100 gramas da semente
equivale a 332 calorias – menos do que aqueles pacotinhos de amendoim japonês.

As forças
ocultas
por trás
Uma herança
ideológica da dita-
dura e uma teoria
conspiratória sem

da política
cabimento talvez
ajudem a explicar o
descaso do governo
com a Floresta
Amazônica.

do desmata-
mento. por Claudio angelo*

p
Pouca gente se lembra, mas o Brasil começou a monito-
rar a Amazônia por satélite para poder destruí-la melhor. Eram
os anos 1970, e a ditadura militar fazia sua grande intervenção na
maior floresta tropical do mundo. O plano dos generais era mandar
colonos nordestinos atingidos pela seca, os “homens sem terra”,
para a “terra sem homens” amazônica.
Assim se cumpriria um duplo objetivo: aliviar a pressão social
do Nordeste e povoar a região Norte, que representa mais de me-
tade do território nacional e cujas riquezas em madeira e minérios
supostamente despertavam enorme cobiça internacional. O lema
dessa estratégia de ocupação era “integrar para não entregar”. Os
colonos ganhariam terras na Amazônia, desde que cumprissem o
*Claudio Angelo é jornalista especializado em meio ambiente e autor do livro A Espiral da Morte –
Como a humanidade alterou a máquina do clima.
8 super setembro 2019

SI_407_Essencial.indd 8 16/08/19 18:53


Edição alexandre versignassi

pré-requisito de botar a floresta abai-


xo para formar pastagens. Sim. E para O PIB agropecuário quase do-
garantir que os donatários estivessem
mesmo desmatando, os militares enco- brou entre 2004 e 2012. E esse
mendaram ao Inpe (Instituto Nacional
de Pesquisas Espaciais), em 1977, o sis-
foi justamente o período em
tema Prodes, que começou a dar taxas
anuais de desmatamento em 1988.
que o desmatamento caiu 80%.
Agora a relação entre Inpe, militares e
Amazônia voltou a ocupar o noticiário.
O governo de um capitão reformado
do Exército, Jair Bolsonaro, passou a ao crime organizado e à grilagem de As versões modernas desse delírio
atacar o instituto porque seus siste- terras. É destruição que não gera arre- vêm de autores de extrema-direita. É
mas de monitoramento estão fazendo cadação nem empregos. Ao contrário, o caso do jornalista mexicano Lorenzo
o que foram feitos para fazer: medindo os municípios campeões de desmata- Carrasco, coautor de um livro chamado
a destruição da Amazônia. Seu diretor, mento estão entre os menores IDHs da Máfia Verde – o Ambientalismo a Serviço
o físico Ricardo Galvão, foi demitido em Amazônia e do Brasil. E o oposto se do Governo Global.
agosto por dar a real sobre o aumento verifica: o PIB agropecuário da região Um post de Carrasco quase tirou
na velocidade dessa destruição. Norte quase dobrou no período em que o Brasil do acordo do clima de Paris,
O episódio expôs para o Brasil e o o desmatamento caiu 80%, entre 2004 que o mundo levou uma década para
mundo a grande estratégia de Bolso- e 2012. O setor da soja convive muito negociar. Ele tratava do chamado Cor-
naro para a Amazônia. Como tudo no bem, obrigado, com uma moratória à redor Triplo A, uma proposta de criar
bolsonarismo, é uma estratégia trôpega: produção em novas áreas desmatadas conectividade entre áreas florestais já
reafirmar a soberania entregando a flo- na Amazônia em vigor desde 2006. protegidas numa faixa que vai do Ama-
resta às forças responsáveis por sua ani- Como explicar a obsessão amazônica pá até a Colômbia (abarcando Andes,
quilação. Numa adaptação do lema da do presidente, então? Amazonas e Atlântico).
ditadura, o capitão quer “estragar para Talvez ele acredite mesmo que potên- O mexicano inventou que o corredor
não entregar”. Jair Bolsonaro, afinal, foi cias estrangeiras estão a fim de tomar a fazia parte de um plano da Coroa britâ-
eleito prometendo estimular os agentes Amazônia do Brasil, como fantasiavam nica para internacionalizar a Amazônia.
do desmatamento e ativamente reduzir os governos militares. O ambientalismo Como o presidente colombiano Juan
ou eliminar os fatores que o controlam: tornou-se o avatar do inimigo imaginá- Manuel Santos declarou numa entre-
disse que iria “meter a foice no Iba- rio externo desde o fim dos anos 1980, vista que aproveitaria a COP21, a con-
ma”, reverter a demarcação de terras quando o reconhecimento científico do ferência do clima de Paris, para discutir
indígenas e unidades de conservação papel da floresta no equilíbrio do clima o tema com outros presidentes sul-a-
e legalizar o garimpo. Para não deixar global levou a pressões contra o des- mericanos, em 2015, criou-se a lorota
dúvidas sobre suas intenções, entregou matamento. Uma série de declarações de que o Acordo de Paris pressupunha
o Ministério do Meio Ambiente a um desastradas de líderes estrangeiros não a internacionalização da Amazônia.
condenado por fraude ambiental. ajudou a sossegar os ânimos soberanis- Ao beber das teorias conspiratórias,
É difícil entender por que um presi- tas – de François Miterrand defendendo Bolsonaro mergulha toda a discussão
dente da República defenderia a pre- a “soberania relativa” do Brasil sobre ela sobre Amazônia num caos arranjado
dação da Amazônia. Muito menos por a Al Gore dizendo que a Amazônia “é para evitar qualquer política pública
que faria disso um cavalo de batalha, de todos nós”. ou qualquer atuação do terceiro setor
atraindo para si o desgaste inevitável – o que é um problema grave, já que,
decorrente dessa posição – a revista bri- Paranoia extremista frequentemente as ONGs são o único
tânica The Economist chamou o Jair de “o Desde então, o céu tem sido o limi- meio de interlocução das populações
líder mais perigoso do mundo” para o te para as fake news sobre o tema: a amazônicas com as políticas do Estado.
ambiente. Os generais da ditadura pelo história das aldeias indígenas onde Enquanto isso, liberam-se as forças pre-
menos podiam dizer honestamente que só se fala inglês e agentes do Estado datórias e o crime organizado, associado
não sabiam que suas políticas iriam dar brasileiro não entram. A história do aos poderes locais, para empreender a
ruim para a floresta. mapa-múndi pregado nas escolas dos rapinagem na floresta. E o resultado é
Bolsonaro insiste num discurso EUA onde a Amazônia aparece como essa escalada nas taxas de desmatamento.
segundo o qual o desmatamento é o “território internacional”. A história de O irônico é que, ao queimar as árvores,
preço do crescimento econômico. Só ONGs ambientalistas agindo a mando o Brasil está, sim, internacionalizando a
que na Amazônia isso não faz nenhum ora do príncipe Charles, ora dos cria- Amazônia. Do pior jeito: transforman-
sentido: mais de 90% do desmate ali dores de gado franceses, ora dos soji- do-a em gás carbônico, que aumenta as
é ilegal; grande parte dele está ligada cultores americanos. temperaturas no mundo inteiro. S

setembro 2019 super 9

SI_407_Essencial.indd 9 16/08/19 18:53


supernovas
Edição: Ana Carolina Leonardi

Meditar não torna


você menos agressivo
“Se todo garoto de 8 anos aprendesse a meditar, em uma geração não exis-
tiria mais violência.” Dizem que o Dalai Lama falou isso uma vez. Mas será que
faz sentido? Um estudo britânico decidiu investigar mais de perto os supostos
efeitos miraculosos da meditação. O grupo de cientistas revisou 22 pesquisas
com 1.600 voluntários e concluiu que a prática não parece ter efeito significativo
sobre níveis de agressividade nem sobre o preconceito das pessoas. A empatia dos
meditadores aumentava, sim, em alguns estudos – mas apenas naqueles onde o
professor de meditação era também um dos autores, o que pode trazer viéses graves
à interpretação dos resultados. A paz mundial vai ter que ficar para a próxima.

10 super setembro 2019

SI_407_Novas.indd 10 16/08/19 20:26


sn. fatos

50
dos 108 bilhões
de seres humanos
que viveram nos
últimos 200 mil
anos podem ter
%

falecido por culpa


de doenças trans-
mitidas por mos-
quitos, estimam
historiadores.

Sem perfume
Cientistas desco-
briram que metade
das pessoas que
batem a cabeça
param de sentir
cheiros, total ou
Morte de elefantes pode aumentar níveis de CO2 na atmosfera
parcialmente. A Eles ajudam no crescimento de árvores de troncos grossos, que absorvem melhor o gás.
perda do olfato era
constatada no dia O elefante-da-floresta, que habita a África da atmosfera. E é aí que entram os elefantes.
seguinte ao trauma Central, é a menor das três espécies de elefante Pesquisadores da Universidade de Saint
na cabeça – e as que existem. Ainda assim, a influência que ele Louis constataram que os elefantes-da-floresta
concussões eram exerce sobre seu ambiente é gigantesca – o que encorajam o crescimento desse último tipo de
todas leves, do tipo pode trazer desequilíbrios graves conforme a planta, pois eles pisoteiam as árvores menores
que deixa apenas população desse animal diminui. que, menos resistentes, não sobrevivem. O
lesões temporárias No habitat típico do bicho, há basicamente problema é que os elefantes são ameaçados
no cérebro. O duas categorias de árvores. Há as de troncos de extinção. Sem que eles estejam presentes
bloqueio olfativo mais finos, cujo ciclo de vida é acelerado: elas para fazer o controle da população arbórea,
parece durar nascem, crescem e morrem com grande ve- as plantas rápidas, oportunistas e de troncos
menos de um ano, locidade. Já as árvores de crescimento lento finos tendem a ocupar o espaço todo, e ganham
mas os cientistas têm troncos mais grossos, muito densos em fácil a competição com as árvores lentas. Logo,
acreditam que ele carbono, que as árvores tiram do ar por meio a capacidade total da floresta centro-africana
pode ajudar os da fotossíntese. Justamente por isso, as árvores para reciclar CO2 pode cair drasticamente.
pacientes: muita lentas são esponjas muito eficientes de CO2 Ingrid Luisa
gente que bate
a cabeça nem
imagina que sofreu
uma concussão,
e a dificuldade de “Encerre o site de uma vez por todas”,
sentir cheiros pode
ser um alerta para pediu Fredrick Brennan, fundador do fórum de mensagens 8chan, também conhecido como Infinitechan. A
que a vítima procu- ideia do site era ser uma utopia da liberdade de expressão – todo discurso seria permitido, por menos politica-
re ajuda imediata. mente correto que fosse. Brennan não trabalha mais lá, mas o 8Chan se tornou um refúgio para entusiastas de
Rafael Battaglia massacres. Os atiradores dos ataques de El Paso e da Nova Zelândia eram participantes ativos da plataforma.
Foto Studio Oz Ilustração Kleverson Mariano (Klevs)

SETEMBRO 2019 super 11

SI_407_Novas.indd 11 16/08/19 20:26


sn. fatos

Os internautas discu-
tiram a nova polêmi-
ca ambiental: pode
fazer cocô todo dia?

enquanto
isso...
Por Ingrid Luisa

O Google criou uma


fralda que notifica o
celular do pai quando o
bebê precisa ser trocado(1).

Quem são (e onde ficam) os neurônios da frustração


Cientistas conseguiram produzir
Eles interagem com a dopamina para impedir que você gaste esforço em vão.
o ouro mais fino do mundo: uma
camada um milhão de vezes mais Atividades cotidianas importantes uma válvula com o focinho. Só que o esforço
fina que uma unha humana(3). (como comer ou se reproduzir) ativam o era progressivo. Primeiro, um empurrão era
sistema de recompensa do cérebro, pro- recompensado com doce. Depois, eram ne-
duzindo neurotransmissores como a do- cessários dois, três e assim sucessivamente.
pamina, responsável pela sensação de prazer. Uma hora, claro, os ratos paravam de empur-
Mas e quando desistimos de uma tarefa que, rar, porque o esforço não valia a recompensa.
antes, era muito prazerosa? O que acontece Era esse momento que queríamos estudar.
para que o cérebro abra mão da dopamina?
A Apple quintuplicou a Um grupo de pesquisadores da Universidade E o que acontecia nesse instante? Aqueles
recompensa para quem de Washington encontrou uma classe de neurônios esquisitos começavam a produ-
achar bugs no iOS. Agora, neurônios que ajuda a esclarecer a questão. zir uma substância chamada nociceptina.
ela vale US$ 1 milhão(2).
A concentração dela aumentava gradativa-
Qual era o objetivo da pesquisa? Estáva- mente e, quando chegava ao ápice, os ratos
mos estudando áreas do cérebro repletas de desistiam. Tentamos, então, bloquear a
neurônios que produzem dopamina. Foi aí produção de nociceptina no cérebro. Re-
que achamos outro tipo de célula cerebral, sultado: os animais dobravam a quantidade
que conversava com os neurônios dopami- de tentativas antes de desistir. Pensamos
nérgicos, mas parecia inibi-los ao invés de que pessoas expostas a traumas ou estresse
A medalha concedida a um guar- estimulá-los. Nós alteramos geneticamente excessivo podem ter esse sistema inibitório
da-costas que tomou 5 tiros para
salvar a vida de Hitler foi vendida ratinhos para que os neurônios em ques- ativo demais, freando a motivação mesmo
num leilão por 36.500 libras (4). tão brilhassem com luz fosforescente. Aí, quando a recompensa é interessante e o es-
acompanhamos os animais enquanto rea- forço, tranquilo. Nesse caso, seria interessan-
lizavam tarefas prazerosas. Eles recebiam te “enfraquecer” a frustração para aumentar
Fontes  (1) Pampers e Verily. (2) Apple (3)
University of Leeds (4) Liveauctioneers. água com açúcar toda vez que empurravam a motivação em quadros depressivos.
Ilustração Kleverson Mariano (Klevs)

12 super SETEMBRO 2019

SI_407_Novas.indd 12 16/08/19 20:26


1241447-ABRIL COMUNICAÇÕES-1_1-1.indd 13 15/08/2019 14:19:53
sn. fatos

“Comprei do vizinho”
As eleições na Argentina são mesmo importantes para o Brasil. Os hermanos são o nosso terceiro maior
parceiro comercial, atrás apenas da China e dos EUA. Veja o que vendemos para eles. E eles, para nós.

o que A Argentina importa do Brasil* O que a Argentina exporta para o Brasil*

petróleo Veículos e peças


e gás automotivas
veículos e peças
US$ 124 M US$ 3.720 m
automotivas
US$ 8.810 M 1,3% 39,8%
49,5%

produtos químicos
US$ 647 M
6,9%
plásticos
e borrachas
minério plásticos produtos
de ferro e borrachas químicos US$ 777 M
US$ 570 M US$ 1.160 M US$ 1.150 M 8,3%
3,2% 6,5% 6,5% produtos agrícolas
US$ 1.940 M
20,8%
máquinas
papel
US$ 474 m
metais máquinas US$ 499 m
5,1%
US$ 1.530 M US$ 2.410 m 2,8%
8,6% 13,5%
produtos produtos
calçados têxteis de origem metais outros
US$ 237 M US$ 254 M animal Us$ US$ 970 M
outros 270 M
1,3% US$ 1.180 M
1,4% US$ 418 M
10,4%
4,5% 2,9%
6,6%

total US$ 17,8 Bilhões (2017 ) total US$ 9,34 Bilhões (2017 )

*Números de 2017. Esses são os mais recentes do Observatory of Economic Complexity, do MIT, que separa as categorias de produtos de forma mais detalhada que a Secretaria de Comércio Exterior (Comex), e proporciona
um panorama mais claro das relações comerciais entre os dois países . Em 2018, de qualquer forma, o total de exportações para a Argentina foi de US$ 14,9 bilhões. O de importações, US$ 11,05 bilhões.

5x
é quanto aumenta o risco de reações alérgicas para pacientes idosos que consomem medicação antiácida
para tratar problemas no estômago. A conclusão é de um estudo que analisou o histórico médico de 97%
da população da Áustria, e verificou todos os remédios receitados para os participantes, que permaneceram
anônimos. Analisando os dados, os autores da pesquisa descobriram que, com frequência, pacientes cujo
médico receitou antiácidos voltam nos meses seguintes aos serviços de saúde sofrendo com crises de alergia
e precisando de anti-histamínicos (leia mais sobre o tema na página 40). O risco era maior entre idosos, mas
também aumentava 1,5 vez nos jovens. A teoria dos cientistas é que a alteração que os antiácidos provoca na
digestão deixa o sistema imunológico mais disposto a classificar substâncias banais como ameaças.

14 super SETEMBRO 2019

SI_407_Novas.indd 14 16/08/19 20:26


1241449-ABRIL COMUNICAÇÕES-1_1-1.indd 15 16/08/2019 15:10:46
sn. fatos

Botox
3 notícias sobre
no
Dinossauros útero
A toxina botulíni-
Uma grande descoberta, um grande osso e uma grande corrida com tiranossauros de mentira. ca geralmente é
usada para com-
bater rugas – mas
as aplicações para
dores crônicas
são cada vez mais
frequentes, já que
o botox ajuda a
desensibilizar os
nervos, reduzindo
o impacto das
crises. Agora,
cientistas
testaram a toxina
em mulheres
que sofrem de
endometriose,
doença sem cura
que causa fortes
1 dores na região
pélvica. O botox
foi aplicado nos

1. 2. 3.
músculos que en-
tram em espasmo
durante a crise,
sempre perto
Plano B Vegetarianos brutos Corrida cretácea do útero. 11 das
Um crânio de triceratops 400 quilos, 2 metros de Dezenas de pessoas 13 participantes
de 65 milhões de anos foi comprimento e 140 milhões fantasiadas de tiranossauro disseram que as
encontrado por um estu- de anos de idade. Essa é se reuniram em uma pista dores diminuíram
dante de 23 anos nos EUA, a descrição do osso de de cavalos para correr em após o teste, mas,
durante uma expedição saurópode encontrado em Seattle, nos EUA. A disputa em alguns casos,
na Dakota do Norte. Ele, uma vinícola na França. animalesca faz parte da o efeito demorou
porém, nem queria fazer a Gigantescos e com longos confraternização de uma oito semanas
viagem: só topou participar pescoços, os saurópodes empresa e já acontece há para aparecer. O
após ter sido rejeitado para formavam o grupo com três anos – no primeiro, alívio durou entre
uma vaga de estágio em um os maiores dinossauros mais de 1 milhão de pessoas cinco e 11 meses.
museu de Los Angeles. (1) herbívoros da Terra. (2) assistiram pela internet. (3) Rafael Battaglia

Guerra e chance de se
tornar religioso
Se rra Le oa
Guerra civil
U ga nda
Revolta Armada do Exército
Ta dj iq u i stão
Guerra Civil

religiosidade Pessoas pouco


expostas ao
1991-2002 de Resistência do Senhor (LRA)
1986-2006
1992-1997

conflitos armados conflito


aumentam a propensão
de aderir a uma reli-
Pessoas muito 10% 23% 45% 57% 20% 60%
gião. (4) expostas ao
conflito

Ilustração (1) André Santos (2) Kleverson Mariano (Klevs) Fontes  (1) Fossil Excavators, University of California (2) Angeac-Charente Archeo-
16 super SETEMBRO 2019 logical Site (3) Emerald Downs Tracetracks (4) War increases religiosity (Nature: Human Behavior).

SI_407_Novas.indd 16 16/08/19 20:27


o 1º passo da seleção natural
Toda proteína de todo ser vivo – e só o ser
humano usa 92 mil proteínas – é como um longo
colar de contas, construído a partir de combina-
ções diferentes de 20 moléculas. Elas se chamam
aminoácidos. E o problema é que existem mais de
80 aminoácidos. Por que a vida na Terra adotou
só 20 se havia tantas opções? Pesquisadores do
Instituto de Tecnologia da Geórgia e do Instituto
de Pesquisa Scripps, nos EUA, chegaram a uma
resposta: quando você joga dezenas de aminoá-
cidos aleatórios em um sopão e então aquece a
mistura para que eles se unam espontaneamente,
são justamente os 20 aminoácidos usados nos
seres vivos que se encadeiam com facilidade.
Ou seja: há uns 4 bilhões de anos, no comeci-
nho da história da Terra, talvez até existissem
proteínas com aminoácidos exóticos. Mas eles
foram eliminados por não se darem tão bem com
outros aminoácidos. Até chegar à situação atual.
2 Seleção natural, em escala molecular.

SI_407_Novas.indd 17 16/08/19 20:27


sn. p la y list

QUANTO MAIS Sylvester Stallone envelheceu, mas o número de mortes de


John Rambo só aumentou – a experiência parece mesmo fazer
a diferença. Resta saber se o padrão irá se manter em Rambo:

VELHO, MELHOR Até o Fim, quinto longa da franquia, que estreia em 19 de


setembro. Infográfico Rafael Battaglia e Juliana Caro

00:42:45

00:34:19
00:29:31

00:03:22
I II III IV

rambo primeira morte Mortes


b o r ambo IV tota is M o r t e s
ram III Quanto tempo demora até tota is M o r t e s M
rambo II 1 9 88 2
008 a primeira pessoa morrer? 254
115 tota is ortes
I 1985 tota is
1982* 75
1
C A U SAS D AS MORT E S

Fontes Los Angeles Times, Rambo Wiki


flecha

Granada
queda de
helicóptero

Afogamento

estrangulamento

(RPG)

flecha

Faca

Míssil

Fogo

Metralhadora

Metralhadora
de avião
explosiva

Pistola

Mina Terrestre

pedra

*ano de lançamento dos filmes

canal PodCast
Veritasium Gugacast
YouTube Spotify
Por que os mosquitos picam Os irmãos Guga e Rafael
algumas pessoas, e outras Mafra leem histórias
Pérolas do não? É verdade que a água
corre em sentidos diferentes
enviadas pelos ouvintes.
Cada programa tem um
streaming acima e abaixo do Equador? tema (trabalho, namoro,
Por que os astronautas da festas, etc), sempre com
Apollo visitaram o local de causos ótimos. Comece
uma explosão nuclear? Saiba pelo episódio 17, sobre
as respostas neste canal (em perrengues de viagem,
inglês; clique em Configura- com a história de
ções para ativar as legendas). "Tony Torto".

18 super setembro 2019 Fotos Reprodução/Divulgação/Getty Images

SI_407_Playlist.indd 18 16/08/19 21:17


Edição Bruno Garattoni

Um autista no espaço
O astronauta Roy (Brad Pitt) detesta a
vida na Terra, e encontra sua paz sozinho na
imensidão do Universo. Sente falta de uma única
pessoa: seu pai, Clifford (Tommy Lee Jones), que
morreu numa missão a Netuno 20 anos antes.
Mas isso muda quando Roy é enviado para
procurar o pai – que não só não morreu, como
A triste pode ter se tornado uma ameaça à humanidade.
Ficção científica inspirada no romance Coração
história das Trevas, de Joseph Conrad: o mesmo em que
da floresta Francis Ford Coppola baseou Apocalypse Now.
Os primeiros humanos Ad Astra. Estreia nos cinemas dia 19/09.
chegaram à Amazônia
em 15.000 a.C.
Quando os europeus
desembarcaram por
ali, milênios depois, já
existia um conjunto de
sociedades complexas,
com alta densidade
populacional e co-
nhecimentos técnicos
surpreendentes. Neste
livro detalhado e ao
mesmo tempo acessível,
"Os pássaros
o escritor Márcio Souza são animais do
mapeia todas as trans-
formações da floresta A força do Estado – e da mente capitalismo",
até os dias atuais: com O governo dos EUA DOMINOU a telecinese (capacidade de mover diziam os cartazes
seringueiros, traficantes objetos com o pensamento) e pretende usá-la como arma. Mas impressos em 1958 pelo
e desmatadores isso provoca o surgimento de uma força estranha, que causa dis- governo chinês, que
disputando espaço no torções no espaço-tempo e mata todo mundo. Essa é a premissa queria exterminar os
coração da natureza. do novo game do estúdio finlandês Remedy, o mesmo de Alan pardais do país (pois
História da Amazônia: Wake e Quantum Break: duas obras-primas que não alcançaram eles comiam grãos, que
do período pré-colom- todo o público que mereciam, pois só foram lançadas para Xbox. poderiam alimentar
biano aos desafios do Agora os finlandeses estão livres da exclusividade – e prometem pessoas). Em um ano,
século XXI. R$ 54,90. um jogo memorável. Control. Para PC, PS4 e Xbox One. US$ 60. 1 bilhão de pardais
foram mortos. E isso
causou uma explosão no
número de gafanhotos,
que devastaram a
filme Série agricultura, e levou à
Zodíaco Olhos que Grande Fome Chinesa,
Netflix Condenam
que matou dezenas de
O filme, de 2007, conta Netflix
milhões de pessoas.
a história real de um Cinco moleques negros são
serial killer que deixou acusados de um crime que Neste livro, o jornalista
perplexa a Califórnia nos não cometeram. Massacra- inglês Tom Philips conta
anos 1960 e 1970. Depois dos pela imprensa, recebem essa e outras histórias
de matar, ele avisava a um julgamento injusto e das burradas mais ina-
polícia e mandava cartas vão para a cadeia, onde
creditáveis já cometidas.
e códigos para os jornais, tudo conspira para que se
tornem bandidos. Mas eles Humanos: uma breve
ameaçando cometer mais
crimes se não fossem resistem, sobrevivem; e, no história de como f**emos
publicados. final, a verdade prevalece. com tudo. R$ 44,90.

setembro 2019 super 19

SI_407_Playlist.indd 19 16/08/19 21:17


sn. tech

A união DO PC COM
OS CONSOLES Conheça o Big O, um híbrido que roda jogos de
PC, PS4, Xbox One e Nintendo Switch.
Texto Bruno Garattoni

TUBULAÇÃO interna
Circula água para resfriar
as CPUs

Não se trata de um emulador; o 9900K, placa de vídeo nVidia Titan RTX, DOCK EMBUTIDO
Big O não usa software para tentar 64 GB de memória RAM e SSD de 4 Fica atrás da porta frontal, e
serve para plugar um Switch
simular os consoles. Dentro dele, há GB). O PS4 e o Xbox só aceitam games
um PS4 Pro e um Xbox One X de ver- via download, pois a máquina não tem
dade, com todas as peças – e, na frente leitor de Blu-ray, mas isso não chega
da máquina, um dock para Nintendo a ser problema. Para dissipar o calor
Switch. Você conecta o Big O à sua gerado por tantas peças (são 4 CPUs
televisão por um cabo HDMI, e aí basta diferentes, com 32 núcleos), o Big O é
apertar um botão para selecionar um refrigerado a água. Ele foi criado pela
dos consoles ou o modo PC, que é su- empresa americana Origin, e ainda
perpotente (processador Intel Core i9 não tem previsão de lançamento.
Fotos Divulgação

20 super setembro 2019

SI_407_Tech.indd 20 16/08/19 16:19


Edição bruno garattoni

Sem fio nem ruído você decide


Os projetos mais
Os fones de ouvido Sony WF-1000XM3 interessantes (e
são totalmente sem fio e vêm com uma surpreendentes)
caixinha para armazenamento que recar- do mundo do
rega suas baterias. Exatamente como os crowdfunding
Airpods, da Apple, mas com uma grande
vantagem: os Sony têm cancelamento ati-
vo de ruídos (noise canceling), o que faz
muita diferença na rua, no metrô ou na
academia. São compatíveis com Android
e iPhone, e custam R$ 1.299.

Como ESQUENTAR água em 1 segundo


Cansado de esperar longos minutos até a água do café
ferver? A chaleira Heatworks Duo promete fazer isso no ato.
Seu segredo está numa tecnologia chamada Ohmic Array, que
usa placas de grafite para aplicar corrente elétrica na água:
isso faz as moléculas dela vibrarem, gerando calor instanta-
neamente. Segundo os criadores do sistema, ele tem 99% de
eficiência (apenas 1% da eletricidade é perdida). A chaleira
ainda não tem data de lançamento. Mas a tecnologia já é
utilizada no aquecedor de banho Model 3, do mesmo fabricante. Apollo no pulso
kickstarter.com
ANTENAS Projeto Apollo 11
Captam a energia
Anniversary Watch
para alimentar o chip
O que é Um relógio
comemorativo da che-

Conexão gada do homem à Lua.


O mostrador brilha no
escuro, revelando estrelas
eterna e planetas, e o vidro é
feito de hesalite (cristal
Você passa a vida mergu- artificial usado nos
lhado nas ondas eletro- relógios dos astronautas).
magnéticas emitidas pelas Meta US$ 10 mil
antenas de transmissão de Chance de rolar
TV, celular e Wi-Fi. Essas bbbbb
ondas contêm energia, que
pode ser parcialmente recu- Supercarregador
perada. O chip Wiliot, que indiegogo.com
será lançado em 2020, é o Projeto Tooyn Charger
primeiro a fazer isso. Ele é O que é Um carregador
um transmissor Bluetooth
que funciona sem bateria,
Socos que curam para MacBook, iPhone,
Apple Watch e AirPods.
pois extrai sua energia “do O Theragun (US$ 300) não Além de alimentar todos
ar”. A ideia é que ele seja vibra, como os massageadores os gadgets da Apple, é lei-
instalado, aos milhões, comuns; ele tem um cabeçote tor de cartões de memó-
em todos os elementos que dá 30 a 40 soquinhos por ria, adaptador HDMI (para
urbanos, como pontos segundo, aliviando dores mus- ligar o MacBook na TV) e
de ônibus e prateleiras culares. Segundo o fabricante, o bateria de 10 mil mAh – o
de supermercado – que aparelho bate com 27 kg de força; suficiente para carregar
poderão se comunicar com mas, como o cabeçote se desloca um iPhone quatro vezes.
o seu celular, na chamada apenas 16 mm, não machuca Meta US$ 10 mil
internet das coisas. nem deixa marcas. Chance bbb

setembro 2019 super 21

SI_407_Tech.indd 21 16/08/19 16:19


capa

22 super setembro 2019

SI_407_Solidão.indd 22 16/08/19 17:55


a e x p l o s ã o d a

Nunca estivemos tão conectados. Mas a maioria das


pessoas sente algum grau de solidão – e isso pode
ser tão letal quanto fumar 15 cigarros por dia.
Texto Bruno Garattoni
e Ricardo Lacerda*
Ilustração Rafael Sica
Cores Yasmin Ayumi
Design Juliana Caro

*com reportagem de Fernanda La Cruz

SI_407_Solidão.indd 23 16/08/19 17:55


e 24 super

SI_407_Solidão.indd 24
setembro 2019
Em 1973, o americano
Robert King foi pre-
so pela terceira vez.
A polícia o levou para a
cadeia de Nova Orleans,
onde ele conheceu mem-
bros dos Panteras Negras:
um grupo que mistura-
va ativismo com violên-
cia e havia matado pelo
menos três policiais nos
EUA. King se juntou a
eles numa greve de fome
para exigir melhores con-
dições carcerárias. Não
conseguiu, e foi transfe-
rido para a Penitenciária
Estadual da Louisiana,
também conhecida como
Angola (no século 19, lá
ficava uma plantação on-
de trabalhavam escravos
trazidos desse país). Ao
chegar, foi colocado na
solitária – na qual passa-
ria os 29 anos seguintes.
Foram três décadas incri-
velmente, absurdamente,
sozinho. King recebia as
refeições por baixo da
porta e só podia sair do
cômodo, de 2x2,5 metros,
uma hora por dia (quando
ficava isolado numa gaiola
de arame farpado, sem
poder falar ou se aproxi-
mar dos outros presos).
Em 2001, aos 59 anos
de idade, ele foi solto. Ao
tentar se readaptar à vida
em sociedade, descobriu
que não conseguia mais
reconhecer rostos nem
seguir rotas para ir a al-
gum lugar, e se tornou
objeto de interesse da
ciência – em novembro
do ano passado, King foi
convidado a contar sua
história no congresso
da Sociedade Americana
de Neurociência. O caso
dele é notável porque
nunca um ser humano
havia sido submetido a
um período de isolamento
tão longo e mesmo assim
sobrevivido com lucidez
para contar como foi. A
solitária geralmente en-
louquece suas vítimas, e
há razões concretas para
isso. Estudos com ratos
de laboratório revelaram
que um mês isolado defor-
ma o hipocampo (região
cerebral que coordena a
formação de memórias),

O trabalho
é cada
vez mais
virtual,
anônimo –
e isolado.

16/08/19 17:55
desregula a atividade da criada pela mente (esse ti- novidade é que, por mo-
amígdala (ligada ao medo po de solidão se manifes- tivos ainda não elucida-
e à ansiedade), mata 20% ta, por exemplo, quando dos, a solidão parece estar
dos neurônios do cérebro nos sentimos sós mesmo aumentando - a ponto de
– e, após o primeiro mês, estando cercados de ou- se tornar uma epidemia.
começa a destruir as cone- tras pessoas). Em ambos Nos EUA, nada menos que

76
xões entre os que sobra- os casos, ela é um alerta 76% das pessoas apresen-
ram. Um mês representa do organismo para que tam níveis moderados ou
bem mais tempo, na vida busquemos a companhia altos de solidão, segundo
de um rato, do que um mês % de outras pessoas, o que um estudo da Univer-
na vida humana. Mas, em aumenta nossas chances sidade da Califórnia1.
ambos os casos, a conclu- das pessoas de sobrevivência. Isso Na década de 1980, cada
são é a mesma: isolamento nos EUA, era tão verdadeiro na americano tinha em média
apresentam
prolongado tem conse- níveis Pré-História (o homem 2,94 amigos “do peito”. Em
quências neurológicas. moderados
ou altos
das cavernas precisava 2011, a média nacional
Ficar sozinho pode de solidão. da ajuda do grupo para havia caído para apenas
fazer muito mal. E não caçar e se defender de 2,03 amigos próximos. Na
só para quem está tran- predadores) quanto é no Inglaterra, 66% da popu-
cafiado numa cela. Você mundo de hoje - se você lação apresenta sintomas
já deve ter se sentido não fizer networking, fica de solidão crônica; e -->
solitário, e sabe o quão muito mais difícil conse- 1 High prevalence and adverse health effects
of loneliness in community-dwelling adults
desagradável isso é. A guir um bom emprego. A across the lifespan. Ellen E. Lee e outros, 2018.
solidão pode ser objeti-
va, ou seja, derivada de
um isolamento real, ou
subjetiva, uma sensação

SI_407_Solidão.indd 25 16/08/19 17:55


28) aumenta em até 50% o abraços ou sorrisos – e
risco de morrer, segundo as relações afetivas eram
uma pesquisa publicada paupérrimas. Quando
pela psicóloga americana esses orfanatos foram
Julianne Holt-Lunstad, expostos ao mundo, em
que analisou os dados 1989, agentes estrangei-
de 148 estudos3. ros de saúde encontraram
A solidão é mais letal crianças com 3 anos de
do que a obesidade (que idade que não choravam
eleva em 20% o risco de e não falavam. Além dis-
quase 50% das pessoas morrer) e o alcoolismo so, alguns tinham apenas Chicago5, tem dois gran-
acham que o mundo es- (30% a mais de risco), e 30% do tamanho ideal e des efeitos sobre o orga-
tá ficando mais solitário. consegue ser tão nociva estavam muito atrasados nismo. O primeiro, ainda
Não há números a quanto o tabagismo; é em desenvolvimento mo- não plenamente compre-
respeito no Brasil, mas tão mortal quanto fumar tor e cerebral. endido, é enfraquecer o
os indicadores mais rele- 15 cigarros por dia. Mas Guardadas as devi- sistema imunológico. O
vantes apontam na mes- quase ninguém se dá con- das proporções, o que cortisol aumenta a quan-
ma direção. Entre 2004 ta disso. “Apesar de estar aconteceu na Romênia tidade de neutrófilos, um
e 2014, o número anual associada a altos índices encontra eco numa ex- tipo de glóbulo branco, e
de divórcios aumentou de mortalidade, a solidão periência feita por cien- diminui o de linfócitos
250% (12 vezes mais que é uma questão de saúde tistas da Universidade (outra categoria de células
Vivemos em
o aumento no número de pública amplamente igno- um mundo James McGill, nos EUA, de defesa). Isso possivel-
casamentos). Entre 1991 rada”, afirma a psicóloga baseado no
individualismo
com ratos de laborató- mente desequilibra o siste-
e 2019, a quantidade de Michelle Lim, do Centro e no consumo. rio4. Os pesquisadores ma imunológico. O outro
Isso nos separa
pessoas que moram so- de Pesquisas em Ciên- formaram dois grupos efeito do cortisol é aumen-

50
– e mata.
zinhas subiu 340% (dez cias Cerebrais e Psicoló- de cobaias. No primeiro, tar o grau de inflamação
vezes mais que o cres- gicas da Universidade de as fêmeas tinham liber- nos tecidos do corpo. A
cimento da população Swinburne, na Austrália, % dade para cuidar de seus longo prazo, isso danifica
como um todo). e especialista no assunto. bebês. No outro, os filho- os órgãos e pode estar re-
Em suma: a solidão é Mas como a solidão, tes tinham pouco contato lacionado ao surgimento
onipresente, e está cres- um fenômeno psicoló- é o aumento com as mães – algo como de diabetes, aterosclerose
cendo. O problema é que gico, pode ter efeitos tão no risco de
morte entre
as crianças romenas, que (endurecimento das arté-
ela mata. Solitários têm profundos sobre o resto as pessoas ficaram conhecidas como rias), doenças neurológicas
que sofrem
29% mais chances de do organismo, a ponto de de solidão “órfãos de Ceausescu”. Os e até na transformação de
sofrer de doenças car- matar? E por que ela se crônica. ratinhos que haviam pas- tumores em metástases.
díacas; 32% mais risco tornou uma epidemia no sado a infância sozinhos Além disso, a rejeição
de ter um AVC; e são mundo moderno? apresentavam sinais de e a falta de contato social
200% mais propensos a depressão e altos níveis atingem as mesmas regiões
desenvolver Alzheimer. A vida sem afeto de corticosterona, um do cérebro ativadas pela
Em mulheres solitárias, Em 1966, o ditador ro- hormônio liberado em dor física. Foi o que cons-
a reincidência de câncer meno Nicolae Ceausescu situações de estresse. tataram pesquisadores da
de mama é 40% maior, e proibiu a contracepção “Em humanos, o pro- Universidade do Kentucky,
a propensão à letalidade e o aborto, criando um cesso é semelhante”, diz nos EUA, após fazer uma
chega a 60%. Quem já sistema de premiação às o psiquiatra Pedro An- experiência com um jogo
experimentou um grau famílias que procriassem. tônio Lima, do Instituto de computador chamado
elevado de solidão tem Para ele, quanto mais pes- do Cérebro da PUC-RS. Cyberball. Na primeira eta-
três vezes mais chances soas no país, melhor. Sem O isolamento social faz pa, o participante interage
de cair em depressão2. condições econômicas, o corpo humano aumen- com outros jogadores, que
Somando todos os fato- porém, os pais não davam tar a produção de cortisol, lhe passam a bola. Na -->
res envolvidos, a solidão conta de criar os filhos. um hormônio similar à 2 Loneliness and social isolation as risk factors
crônica (ela é medida pelo Milhares de recém-nas- corticosterona. E isso, for mortality: a meta-analytic review. Julianne
Holt-Lunstad e outros, 2015.
UCLA Loneliness Scale, tes- cidos iam parar em orfa- como mostrou um exten- 3 Social Relationships and Mortality Risk: A
Meta-analytic review. Julianne Holt-Lunstad
te que foi desenvolvido pela natos. Neles, uma pessoa so estudo publicado pelo e outros, 2010.
4 Epigenetic programming by maternal
Universidade da Califórnia cuidava de pelo menos neurologista John Cacio- behavior. Michael Meaney e outros, 2004.
5 The Neuroendocrinology of Social Isolation.
e você pode fazer na pág. 20 crianças. Não havia ppo, da Universidade de John Cacioppo e outros, 2015.

SI_407_Solidão.indd 26 16/08/19 17:56


SI_407_Solidão.indd 27 16/08/19 17:56
1 Você se 2 Você sente

Qual é o seu sente infeliz


ao fazer coisas
que não tem
ninguém a

grau de solidão? sozinho(a)?


Nunca
quem recorrer?
Nunca
1 ponto 1 ponto
Descubra com o UCLA Loneliness Raramente Raramente
2 pontos 2 pontos
Scale, teste criado pela Universi-
Às vezes Às vezes
dade da Califórnia e adotado como 3 pontos 3 pontos
Sempre Sempre
padrão nos estudos sobre o tema. 4 pontos 4 pontos

28 super setembro 2019

SI_407_Solidão.indd 28 16/08/19 17:56


analgésicos? Então eles com um pouquinho de
fizeram um estudo 6 interação com outras
que avaliou o efeito do pessoas; e também há
paracetamol em pessoas quem procure a compa-
solitárias. 62 voluntários nhia dos outros em todos
fase seguinte, o voluntário tomaram um comprimi- os momentos possíveis, humano, a solidão tem
é excluído dessa troca de do ao acordar e outro e se sinta solitário após um pé no DNA. E ela não
passes – sem saber que ao dormir durante três poucas horas sem ela. está só escrita nos nossos
se trata de uma atitude semanas. Metade deles Uma pesquisa liderada genes. Também pode ser
proposital. Exames de estava consumindo 500 pelo psiquiatra Abraham capaz de fazer algo ainda
neuroimagem revelaram mg do analgésico; os de- Palmer, da Universidade mais impressionante: in-
que essa rejeição causava mais, placebo. Os parti- A solidão da Califórnia7, analisou terferir com eles.
um aumento de atividade cipantes registravam seu tem o poder o genoma e o comporta-
de ativar e
na ínsula anterior, região estado de espírito em um desativar mento de 10.760 voluntá- A epigenética
do cérebro que é ativa- diário. Quem ingeriu o conjuntos rios e fez uma descoberta da solidão
da quando alguém está medicamento teve me- de genes – inédita: a genética de uma Hitler estava perdendo a
com náusea ou dor, e do nos solidão. É um resul- causando pessoa é responsável por guerra. O desembarque
cíngulo anterior, ligado à tado instigante, mas não alterações 14% a 27% do grau de so- dos Aliados na Norman-
que são
sensação da dor. significa que você deva se transmi- lidão que ela sente. Outro dia, em junho de 1944,
A descoberta foi tão automedicar com parace- tidas de estudo do tipo, feito na mudou a relação de forças
surpreendente que os tamol (ou qualquer outro geração em Holanda, acompanhou na Europa. Parte da Ho-
pesquisadores resolve- remédio) quando estiver geração. 513 pares de irmãos gê- landa foi libertada, e -->
ram testar uma hipótese: se sentindo só. Inclusive meos durante duas déca- 6 Acetaminophen reduces social pain:
behavioral and neural evidence. CN Dewall
se a dor da solidão atua porque, em algum nível, das 8 e chegou a um nú- e outros, 2010.
no organismo tal qual a a sensação de solidão in- mero mais alto: segundo 7 Genome-wide association study of loneliness
demonstrates a role for commonvariation.
dor física, será que ela depende de qualquer ação ele, a genética determina Abraham Palmer e outros, 2017.
8 Genetic and Environmental Contributions
pode ser combatida com sua: você já nasce com ela. 48% do grau médio de to Loneliness in Adults: The Netherlands Twin
Register Study. D. Boomsma e outros, 2005.
Todo mundo precisa solidão que cada pessoa
de convívio social – mas experimenta durante a
essa necessidade é dife- vida. Os dados divergem,
rente para cada pessoa. mas apontam na mesma
Tem gente que fica bem direção. Sim: como pra-
sozinha, e já se satisfaz ticamente tudo o que é

3 Você 4 Você 5 Você fica es- 6 Você 7 Você tem 8 Você 9 Você tem 10 Você se
acha insu- sente que perando as pesso- se sente dificuldade em sente falta dificuldade sente excluído
portável fi- ninguém te as responderem às completa- falar com as pes- de compa- em fazer pelas outras
car sozinho? entende? suas mensagens? mente só? soas em volta? nhia? amizades? pessoas?
Nunca Nunca Nunca Nunca Nunca Nunca Nunca Nunca
1 ponto 1 ponto 1 ponto 1 ponto 1 ponto 1 ponto 1 ponto 1 ponto
Raramente Raramente Raramente Raramente Raramente Raramente Raramente Raramente
2 pontos 2 pontos 2 pontos 2 pontos 2 pontos 2 pontos 2 pontos 2 pontos
Às vezes Às vezes Às vezes Às vezes Às vezes Às vezes Às vezes Às vezes
3 pontos 3 pontos 3 pontos 3 pontos 3 pontos 3 pontos 3 pontos 3 pontos
Sempre Sempre Sempre Sempre Sempre Sempre Sempre Sempre
4 pontos 4 pontos 4 pontos 4 pontos 4 pontos 4 pontos 4 pontos 4 pontos

r e s p o n da À s p e r g u n ta s , S o m e o s p o n to s e c o n f i r a o s e u r e s u lta d o
20 a 24 Normal 25 a 29 Solidão moderada 30 ou mais Solidão intensa

SI_407_Solidão.indd 29 16/08/19 17:56


O homem
mais
solitário
do mundo
Ele não tinha ninguém
com quem falar. Mesmo.
Em 1904, depois de visitar o Congo,
um missionário americano levou
para os EUA o pigmeu congolês Ota
Benga, um membro do povo batwa.
A ideia era exibi-lo na Feira Mundial
de Saint Louis e depois mandá-lo de
volta. Antes de retornar para casa, As mulheres que es-
contudo, o rapaz recebeu a notícia tavam grávidas durante
de que sua tribo havia sido dizimada. aquele período, e passaram
Ele era o último dos batwas, para fome durante a gestação,
sempre e no planeta inteiro. deram à luz filhos mais
É difícil até imaginar o grau de propensos a vários pro-
solidão que Ota deve ter sentido. blemas de saúde de base
Mas a resposta que o mundo deu genética, como obesidade
a ele com certeza a tornou ainda e diabetes. Isso aconteceu
maior. O pobre pigmeu foi levado os trabalhadores ferro- por causa das chamadas al- epigenéticas que redu-
para o Zoológico do Bronx, em viários no resto do pa- terações epigenéticas, um ziram seu gasto calórico
Nova York, onde virou atração ao ís, que permanecia sob fenômeno que é desenca- e os tornaram capazes
lado de chimpanzés. Diariamente, domínio alemão, deci- deado por fatores externos de absorver mais gor-
mais de 40 mil pessoas conferiam diram entrar em greve. e tem o poder de alterar o dura dos alimentos.
in loco aquela “criatura” exótica que A ideia era atrapalhar a funcionamento do DNA. E essas modificações, co-
passava o tempo atirando flechas movimentação de tropas Quando uma pessoa é ex- mo comprovou um estudo
num horizonte perdido. e suprimentos do exér- posta de forma crônica a publicado ano passado 9,
O pigmeu desenvolveu um compor- cito nazista, e ajudar o certas coisas, como fome foram transferidas para
tamento errático. Acabou libertado avanço dos Aliados. Não ou estresse, o organismo os bebês nascidos naquela
do zoológico, mas nunca se encaixou deu certo. O país conti- dela reage ligando e desli- época. Experiências feitas
em nenhum lugar, transitando entre nuou sob as garras do gando conjuntos de genes. em ratos de laboratório
orfanatos e lares adotivos. Seus dentes Führer, e ele resolveu se A sequência de “letras” que constararam que outros
pontudos, afiados seguindo a tradição vingar barrando a entra- compõem o DNA não é fatores além da fome, como
batwa, chegaram a ser cobertos com da de comida. Tinha iní- reescrita; ela continua lá, estresse, sedentarismo ou
capas. Doze anos depois do exílio, e cio a Fome Holandesa, inalterada. Mas algumas obesidade, provocam alte-
sem nenhuma perspectiva de retornar um dos episódios mais delas são metiladas, ou rações epigenéticas 10 que
ao Congo, Ota Benga arrancou a capa cruéis da história. seja, se ligam a moléculas passam para os descenden-
que cobria seus dentes, acendeu uma Conforme os alimen- de radical metil (CH3). Isso tes. Em tese, níveis crôni-
fogueira ritualística e se matou com tos foram acabando, a altera o funcionamento da- cos de solidão também
um tiro no coração. A vida não fazia ração diária caiu para queles genes, tornando-os poderiam desencadear esse
sentido daquele jeito. níveis alarmantes: em mais ou menos ativos – e fenômeno – possibilidade
John Cacioppo, neurocientista da fevereiro de 1945, cada essas mudanças passam que começou a ser discuti-
Universidade de Chicago, comenta o adulto de Amsterdã para os descendentes. da em 2015, em um artigo
caso em seu livro Solidão – A natureza tinha acesso a míseras Como o povo holan- assinado por sete pesqui-
humana e a necessidade de vínculo 500 calorias por dia. A dês não tinha o que co- sadores especializados na
social. Para ele, o isolamento elimina fome durou até o final mer, os corpos das pes- neurologia e na genética
a sensação de propósito da vida de da guerra, e afetou 4,5 soas sofreram alterações da solidão11. Mas será ne-
qualquer pessoa. “Os resultados milhões de pessoas. Mas cessário fazer mais estudos
disso podem ser devastadores não as consequências persis- para comprovar a tese.
apenas para os indivíduos, mas tam- tem até hoje – porque E, mesmo se ela for
bém para as sociedades”, escreve. afetaram a genética do comprovada, os fatores
povo holandês. ambientais (como, onde

30 super setembro 2019

SI_407_Solidão.indd 30 16/08/19 17:57


e com quem uma pessoa Um tigre solitário se vira eram usadas para tudo:
vive) continuarão sendo bem. Um humano desgar- cozinhar, comer, receber
determinantes. “Não é rado tende a virar comida convidados, fazer negó-
como se os genes de al- Há cada do tigre. Por isso, nossos cios e, à noite, dormir.
gumas pessoas pudessem vez mais antepassados hominídeos (É por isso, aliás, que as
forçá-las a ser solitárias. opções cul- desenvolveram um pro- peças de mobília se -->
Eles influenciam”, diz Pal- turais. Isso fundo senso de comuni- 9 DNA methylation as a mediator of the
mer, da Universidade da é ótimo, dade, que está impresso association between prenatal adversity and
risk factors for metabolic disease in adulthood.
mas possui Elmar Tobi e outros, 2018.
Califórnia. A sociedade um lado em nosso DNA. “A evo- 10 Implication of sperm RNAs in transge-
é, e continuará sendo, o negativo: lução selecionou genes nerational inheritance of the effects of early
trauma in mice. Isabelle Mansuy e outros, 2014.
elemento crucial. Mas ela faz com que que favoreciam o prazer 11 The Genetics of Loneliness: Linking Evo-
lutionary Theory to Genome-Wide Genetics,
também está mudando – cada pessoa da companhia, e produ- Epigenetics, and Social Science. Luc Goossens
e outros, 2015.
nem sempre para melhor. tenha cada ziam inquietude quando
vez menos
gostos em se estava sozinho”, afirma
A ideologia comum com John Cacioppo, neuro-
de estar só as demais. cientista da Universidade
Somos animais sociais. de Chicago e especialista
Em estado selvagem, só no estudo da solidão.
conseguimos sobreviver Tanto que, até a Idade
se estivermos em grupo. Média, as salas das casas

SI_407_Solidão.indd 31 16/08/19 17:57


no Netflix, por exemplo)
chamam móveis.) Mas umas das outras, e conti- ou entregando comida são rapidamente descarta-
a revolução industrial nuam dependendo. Mas do iFood, também não dos, sucedidos por outras
mudou tudo. “A casa se essa relação está cada vez conhece as pessoas que novidades culturais. Não
transformou num refú- mais rasa e efêmera. “A in- está atendendo. Na cidade duram tempo bastante, ou
gio da individualidade”, teração no mercado e na grande, ninguém conhece carregam peso suficiente,
diz José Machado Pais, Nunca economia de hoje geral- ninguém. para construir ou forta-
sociólogo da Universidade houve tanta mente tem vida curta, sem E mesmo entre as pes- lecer vínculos sociais.
de Lisboa e autor do li- gente mo- senso de obrigação como soas que conhecemos, a Antes você ficava amigo
vro Nos Rastros da Solidão: rando só. havia antes”, observa Vic- distância tende a aumen- das pessoas que gostavam
deambulações sociológicas. E o tipo de tor Tan Chen, sociólogo da tar – pois temos cada vez de ouvir e ver as mesmas
casa mais
Isso pode ser notado no comum é Virginia Commonwealth menos pontos em comum coisas que você. Hoje, há
próprio nome que damos o “apar- University e autor do com elas. Você já deve ter muito mais opções cultu-
ao tipo mais comum de re- tamento” livro Cut Loose – Jobless reparado que as pessoas rais – e, inevitavelmente,
sidência moderna: “aparta- – nome que and hopeless in an unfair estão discordando ca- menos pontos de con-
mento”, palavra que signi- significa economy (“Cortado: sem da vez mais, e de forma vergência entre elas. É
“separação”.
fica “separação”. Na década emprego e esperança nu- mais intensa. E os pou- maravilhoso ter opções.
de 1950, o sociólogo ameri- ma economia injusta”, não cos pontos em que muita Mas isso também possui
cano Robert Stuart Weiss lançado no Brasil). Se an- gente concorda (como “a
já investigava os efeitos tes as pessoas conheciam exposição da Tarsila do
dos padrões modernos de o jornaleiro da esquina, Amaral no Masp é im-
trabalho e comportamento. os motoristas do ponto perdível”, ou qual a série
“A perda dos encontros na- de táxi e o dono da mer- mais legal do momento
turais rotineiros na varan- cearia do bairro, hoje são
da, nas ruas ou na drogaria atendidas por funcionários
da esquina tornam mais anônimos – ou por aplica-
difíceis o intercâmbio de tivos. E quem está do ou-
experiências e a resolução tro lado, dirigindo Uber
de problemas”, escreveu
ele no livro Loneliness: the
experience of emotional and
social isolation, lançado em
1973. Weiss parecia saber o
que estava por vir. A soli-
dão física se propaga para
as relações econômicas, e
acaba contaminando até a
cultura. Isso deu origem a
uma espécie de ideologia
da solidão, em que o indi-
vidualismo é sinal de bom
gosto, sucesso e bem-estar.
Depois piorou. As pes-
soas sempre dependeram

32 super setembro 2019

SI_407_Solidão.indd 32 16/08/19 17:57


um lado negativo, que é juntas contra o terror das
possuir cada vez menos tempestades 60 mil anos
coisas em comum com atrás”, diz Cacioppo. So-
os outros. “Quando uma mos só um bando de pri-
pessoa percebe que dei- matas assustados. Mortos
xou de ter significado Existe um ca- de medo de ficar sozinhos,
para os outros, ela se minho para e do mundo solitário que
descobre em solidão”, diz quebrar o acabamos construindo.
Machado Pais. isolamento. Nem sempre percebe-
Estamos mais sozinhos. Ele é mais mos isso. E então vamos
simples,
Mas o corpo e a mente e ao mesmo vivendo sem dar muita
continuam precisando tempo mais atenção aos outros, fu-
de companhia. “Por mais profundo, do mando 15 cigarros meta-
saudáveis e tecnológicas que parece. fóricos por dia, morren-
que as nossas sociedades do aos poucos sem saber.
tenham se tornado, sob a Um destino terrível. Mas
superfície somos as mes- há alguns caminhos pa-
mas criaturas vulneráveis ra escapar dele. Se você
que se aconchegavam se sente só, o primeiro
passo é admitir isso. Vale
também buscar a ajuda
de um psicólogo ou psi-
quiatra para entender os
eventuais motivos pes-
soais, e profundos, que
podem ter levado você
a essa situação (como
ansiedade ou depressão,
por exemplo).
De toda forma, segue
aqui uma dica que serve
para todos os humanos:
pare e pense nos senti-
mentos que você tem em
comum com as outras
pessoas. A começar por
este: elas, assim como
você, também estão se
sentindo meio isoladas.
Percebeu? Todo mundo
anda meio solitário – e,
exatamente por isso, vo-
cê não está sozinho. S

setembro 2019 super 33

SI_407_Solidão.indd 33 16/08/19 17:57


ciência

A
corrida

da

FUSÃO
NUCLEAR
SI_407_FusaoNuclear.indd 34 15/08/19 18:45
J

Jackson Oswalt estava muito feliz.


Aquele dia, 19 de janeiro, era seu aniversá-
rio. E o menino estava ansioso para brincar
com o presente: um reator de fusão nucle-
ar que ele mesmo construiu, usando US$
10 mil em peças compradas pela internet.
Além de dar o dinheiro, os pais do menino
permitiram que ele montasse o reator, uma
geringonça feita de válvulas, mangueiras
e um cilindro de aço cheio de deutério
(um isótopo do hidrogênio), na sala de jo-
gos da casa da família, em Memphis, nos
EUA. Mas quando Jackson se preparava
para ligar o reator pela primeira vez, os
Oswalt devem ter sentido um friozinho na
Reportagem Vinicius Abbate espinha: o aparelho usa um transformador
e Bruno Garattoni  elétrico de 50 mil volts. O garoto ligou
Ilustração Estevan Silveira  a energia... e deu certo. O reator caseiro
Design Carol Malavolta 
produziu uma reação de fusão que durou
aproximadamente 1 minuto. Naquele mo-
mento, poucas horas antes de completar
13 anos, Jackson Oswalt fez história: tor-
nou-se a pessoa mais jovem a produzir
Ela produz energia limpa, segura e fusão nuclear. “Eu usei energia elétrica
para ionizar o deutério e criar plasma, a
praticamente infinita. Há décadas substância da qual as estrelas são feitas”,
a ciência tenta dominá-la, sem explica [o plasma, que se forma quando um
sucesso. Enquanto isso, cada vez gás recebe eletricidade, é o quarto estado da →

mais cientistas amadores constroem


reatores de fundo de quintal – en-
tre eles, uma criança de 12 anos.

setembro 2019 super 35

SI_407_FusaoNuclear.indd 35 15/08/19 18:45


divisão e união
Entenda a diferença entre a
matéria; sucede os estados sólido, líquido e gasoso].
fissão nuclear, que é usada nas
Jackson repetiu o experimento alguns dias depois,
e novamente obteve sucesso. usinas atuais, e a tecnologia
A fusão nuclear, quando dois átomos se transfor-
de fusão nuclear.
mam num só, também acontece dentro do Sol, onde
a enorme força gravitacional comprime átomos
de hidrogênio até que eles se fundam, gerando
hélio – e liberando enorme quantidade de calor.
Ao contrário da fissão nuclear, que usa elementos
altamente radioativos e gera lixo nuclear, a fusão
é um processo limpo e seguro [veja infográfico ao
lado]. Tem potencial para gerar quantidades quase de suprimentos de laboratório. Dá para fazer a
infinitas de energia: o hidrogênio contido em um câmara de fusão numa oficina de metalurgia, e o
copo d’água produziria tanta energia quanto um transformador pode ser construído por alguém
barril de petróleo. Por isso, a fusão é o santo graal com conhecimentos básicos de eletrônica. Com
da ciência – que há décadas desenvolve reatores US$ 3 mil já é possível montar um reator de fusão.
do tipo (o primeiro deles, o russo Tokamak T-1, A façanha de Oswalt foi prontamente reconheci-
foi construído em 1958). Mas, até hoje, eles ainda da pelo Fusor.net, que tem mais de mil integrantes
não se tornaram uma realidade comercial. Moti- e reconhece dois tipos de fusioneers (apelido dado
vo: os reatores têm rendimento negativo, ou seja, àqueles que alcançam a fusão). A primeira categoria
consomem mais energia para iniciar o processo é chamada Plasma Club (“clube do plasma”), forma-
de fusão do que é liberada pela fusão em si. Logo, da por pessoas que construíram um fusor (nome
não têm serventia prática. dado ao reator) e obtiveram a criação de plasma.
Isso também vale para o reator caseiro de Jack- Até agosto, faziam parte dessa lista 138 pessoas. A
son Oswalt, que não gerou quantidade significativa outra categoria reúne aqueles que conseguiram ir
de energia. Na verdade, foi o contrário: desperdiçou além e medir a emissão de nêutrons, provando que
um caminhão de eletricidade. “A energia utiliza- houve fusão nuclear. São os membros do Neutron
da por Oswalt foi 420 watts, mais ou menos o Club, do qual fazem parte Oswalt, Wilson, Hull e
consumo de uma torradeira. A produção foi de mais 106 pessoas.
0,0000003 watts, ou seja, houve perda na pro- “O meu dispositivo produz nêutrons em níveis
porção de 1,4 bilhão para 1”, explica o engenheiro comparáveis aos fusores profissionais. E tem uma
aposentado Richard Hull, um dos responsáveis pelo vantagem, seu design mais compacto e eficiente”,
Fusor.net, fórum onde cientistas amadores trocam vangloria-se o engenheiro Garrett Young, de 36
dicas sobre fusão nuclear. Jackson só conseguiu anos, membro do clube do nêutron. Em fevereiro
comprovar a fusão porque seu reator emitiu nêu- de 2017, ele se tornou o primeiro amador a ul-
trons, um subproduto típico [veja quadro ao lado]. trapassar a emissão de 1 milhão de nêutrons por
Ele não é o único moleque a mexer com fusão segundo (a chamada TIER, Total Isotropic Emission
nuclear. Na década passada o americano Taylor Rate, ou taxa total de emissão de isotrópicos). Em
Wilson, de 14 anos, já conseguira produzir fusão julho deste ano, seu reator alcançou 23 milhões
nuclear (hoje, com 24 anos, ele trabalha como de nêutrons por segundo – valor acima do obtido
físico). Isso porque alcançar a fusão caseira, em- pelos fusores que estão sendo desenvolvidos em
bora esteja longe de ser simples, também não é empresas e universidades. Young criou uma em-
tão difícil quanto se imagina. O deutério, um gás presa, a Kineutro, para fabricar pequenos reatores
que não é radioativo, pode ser comprado em lojas de uso médico. Eles seriam usados na produção
de radioisótopos (elementos radioativos usados
em máquinas de raio X e radioterapia), e não para
gerar energia.
Isso continua sendo um sonho distante. Todas
as tentativas humanas de criar um pequeno sol
artificial, e dele tirar energia infinita, até hoje só
resultaram em grandes desperdícios de eletricidade,
esforço e tempo. A fusão nuclear virou até alvo de
piadinhas entre alguns pesquisadores, que costu-
mavam dizer: “ela é a fonte de energia do futuro. →

36 super setembro 2019

SI_407_FusaoNuclear.indd 36 15/08/19 18:46


F i s s ã o n u c l e a r F u s ã o n u c l e a r

O combustível O combustível
1
Você precisa de um O principal ingrediente
“material físsil”, ou seja, é o deutério, um isótopo
cujos átomos sejam (variação) do hidrogênio.
urânio-235 ou PLUTÔNIO-239 deutério e TRÍTIO
fáceis de quebrar (se Ele pode ser extraído, em
partam ao serem bom- enormes quantidades,
bardeados com nêutrons da água do mar - e não é
lentos). Existem dois: radioativo. Para facilitar a
o urânio-235 e o plutô- reação, costuma-se utilizar
nio-239. Ambos são raros também outro isótopo, o
e altamente radioativos. próton trítio (que é produzido em
nêutron laboratório, bombardean-
nêutrons do lítio com nêutrons).
próton
o método o método
2
O combustível atômico O deutério e o trítio
é colocado dentro do são colocados dentro
reator e bombardeado do reator e bombarde-
nêutron
com nêutrons. Com isso, pl asma ados com eletricidade.
os átomos dele se que- Eles se transformam
bram: é a fissão nuclear, em plasma: um
que libera calor (usado gás eletricamente
para ferver água, que carregado, que reage a
vira vapor e movimenta campos magnéticos.
uma turbina, gerando pedaços
eletricidade). do átomo

calor

a reação a reação
3
Mas a coisa não Ímãs colocados em
para aí. Quando um volta do reator geram
átomo se quebra, um campo magnético
ele também libera que segura o plasma
nêutrons. Esses (e evita que ele
nêutrons quebram nêutron derreta as paredes do
outros átomos, reator). O calor e a
o que libera mais pressão aumentam,
nêutrons, quebra até que o deutério e
mais átomos, e por o trítio se fundem.
aí vai. É a chamada Isso libera energia, na
calor
reação em cadeia. forma de calor.

os poréns o resultado
4
A reação em cadeia precisa ser con- Além de energia, a reação
trolada (isso é feito enfiando barras produz hélio, um gás
de grafite, que freiam os nêutrons, inofensivo, e nêutrons
no reator). Se ela acelerar demais, (que são absorvidos pelas
lixo
ou o sistema de refrigeração do re- nuclear paredes do reator). Não há
ator falhar, ele pode derreter ou até geração de lixo nuclear. Se
explodir. Após alguns anos de uso, o reator der problema, a
o combustível nuclear não serve reação para sozinha (não
mais, pois grande parte dos seus se descontrola, como nos
átomos já foi quebrada. Ele vira lixo reatores de fissão).
nuclear – que continua radioativo O porém: o processo (ain-
por muito tempo, e precisa ser nêutrons hélio da) gasta energia demais
armazenado com extremo cuidado. para o pouco que libera.

setembr0 2019 super 37

SI_407_FusaoNuclear.indd 37 15/08/19 18:46


sol artificial
Reator usa campos mag- parede externa
É feita de aço, com
néticos para espremer 3 cm de espessura.
um gás superaquecido
- e fundir seus áto-
ímãs
mos, como acontece no Trabalham a 10
Tesla, mesma
núcleo do Sol. Veja força de um
como funciona o ST-40, aparelho de
ressonância
modelo experimental magnética.

da empresa inglesa
Abertura
Tokamak Energy. Serve para inserir
o combustível
(deutério e trítio) e
monitorar o reator.

Saída de hélio
Drena esse gás, que
é um subproduto
da reação de fusão.

plasma
É uma nuvem de
E sempre vai ser”. trítio e deutério,
Mas, após décadas de que é comprimida
impasses e decepções, is- pelos ímãs.
so começou a mudar – e
há sinais de que podemos reator trocador de calor turbina (gerador)
chegar lá. trocador de
calor água vapor
quente d’água
Milhões de graus Tubulação que fica
em volta do reator,
Os cientistas continuam
e aproveita o calor
lutando com os reatores dele para ferver água PLASMA
de fusão, mas desde 1952 – e movimentar uma
a humanidade já sabe turbina, gerando eletri-
cidade
como extrair enormes eletricidade.
quantidades de energia água
fria
vapor
condensado
desse fenômeno. Naquele
ano, os EUA detonaram a
Ivy Mike, primeira bom-
ba termonuclear da histó-
ria. As bombas atômicas
tradicionais, como as que
foram jogadas em Hiroshima e Nagasaki, são de ou mais nêutrons ligados a um próton solitário).
fissão nuclear: explodem devido a uma reação em Espremidos pela pressão, esses dois elementos se
que os átomos de algum elemento pesado, urânio fundem e geram uma explosão muito maior: a
ou plutônio, se quebram de forma intensa e descon- bomba russa Tsar, maior artefato termonuclear já
trolada. A bomba termonuclear é diferente. Dentro construído, tinha potência de 50 megatons, 3 mil
dela há uma bombinha de fissão, que funciona vezes mais que a bomba de Hiroshima.
como “espoleta”: ela explode e comprime o segundo Mas explodir uma bomba é completamente
estágio da bomba, que está cheio de deutério e trítio diferente de manter a fusão nuclear, em níveis
(isótopos, ou seja, variações do hidrogênio, com um controlados e por longos períodos, dentro de

38 super setembro 2019

SI_407_FusaoNuclear.indd 38 15/08/19 18:46


continuamente, uma vez por segundo, produzindo
energia limpa. A General Fusion já construiu um
fusor experimental, e faz promessas ousadas. “Em
cinco anos, teremos uma instalação de grande porte,
aplicando nossa tecnologia em escala comercial”,
um reator. Há uma série de desafios envolvidos. diz Michael Delage, diretor da empresa.
O maior deles é que você gasta muita eletricidade Todos os reatores de fusão (tirando os de brin-
para gerar e manter o plasma – afinal, dentro de quedo, como o de Jackson Oswalt) usam deutério e
uma usina nuclear não dá para usar uma bomba trítio. O primeiro é inofensivo e pode ser extraído
atômica como espoleta –, e isso acaba fazendo com da água do mar, mas o segundo é radioativo – e
que o reator tenha rendimento negativo, ou seja, tem de ser fabricado, o que é feito bombardean-
consuma mais energia do que produz. do lítio com nêutrons, na própria usina nuclear.
Nas últimas décadas, a resposta para isso foi O trítio não é, nem de longe, tão perigoso quanto
tentar construir fusores cada vez maiores, que o urânio ou o plutônio, usado nas usinas de fissão
em tese seriam capazes de gerar calor suficiente nuclear. Ele é bem pouco radioativo e decai rápido
para manter o plasma aquecido – sem que fosse (sua meia-vida é de 12 anos, um nada perto dos 24
preciso usar tanta eletricidade. O ITER (Interna- mil que o plutônio-239 leva para perder metade de
tional Thermonuclear Experimental Reactor), que sua carga radioativa; ou dos 704 milhões de anos que
está sendo construído por um consórcio de 35 o urânio-235 demora para fazer isso). E o trítio é
países no sul da França e deve ficar pronto até um ingrediente, não um subproduto, da fusão – ele
2025, será o maior do mundo: foi projetado para desaparece durante a reação. Totalmente diferente
trabalhar com uma bola de plasma de 840 metros do lixo nuclear gerado pelos reatores de fissão.
cúbicos, 1/3 do volume de uma piscina olímpica, e Mesmo assim, o trítio não é inofensivo. Por isso,
alcançar 150 milhões de graus Celsius – dez vezes alguns cientistas dizem que seria melhor desen-
a temperatura do centro do Sol. O projeto, que volver outro tipo de fusão: entre deutério e hélio-3
começou em 1985 e já consumiu US$ 14 bilhões, (He3), um isótopo do hélio comum. Essa reação
vem avançando lentamente. Só quando o reator não requer nenhum ingrediente radioativo, e tem
for ligado pela primeira vez saberemos se ele é outra vantagem: ela não emite nêutrons (que são
capaz de produzir mais energia do que consome. gerados pela fusão nuclear tradicional, e desgastam
Em 2013, pesquisadores do laboratório National as paredes do reator). O He3 praticamente inexiste
Ignition Facility (NIF), na Califórnia, conseguiram na Terra. Mas ele é abundante no subsolo lunar,
fazer isso: e, pela primeira vez na história, criar onde há 1,1 milhão de toneladas desse gás. EUA,
um reator de fusão com rendimento positivo. Eles Rússia e China já avaliam a construção de bases
tiveram a seguinte ideia: em vez de usar energia lunares capazes de extrair e processar o He3, que
elétrica para gerar plasma e comprimi-lo com ímãs, seria trazido para a Terra por naves cargueiras.
que tal disparar lasers? Eles usaram 192 feixes de Mas isso provavelmente será ainda mais difícil
laser para aquecer e comprimir deutério e trítio, do que dominar a fusão em si.
cujos átomos se fundiram – e liberaram mais ener- Enquanto isso, Jackson, Hull e os outros fusione-
gia do que a consumida pelos lasers. Pouco, não o ers continuam sua própria corrida, movidos apenas
suficiente para uso comercial. Mas foi um marco. pela curiosidade científica. “Ser capaz de fazer fusão
A canadense General Fusion propõe uma saída nuclear em casa dá tanta alegria quanto construir
ainda mais intrigante: usar centenas de pistões, mo- um dispositivo comercial”, diz Hull. A recompen-
vidos a vapor, para comprimir o plasma. A empresa sa do cientista, afinal, está na alegria de entender
tem apenas 70 funcionários, mas é considerada a as coisas; não nas possíveis aplicações do que ele
mais promissora das startups de fusão: recebeu descobriu. Quem disse isso foi Albert Einstein, em
US$ 100 milhões de investidores como Jeff Bezos, 1930. Faz todo o sentido – inclusive para os ama-
fundador da Amazon. Na tecnologia que ela está dores que brincam de fusão caseira. E continuará
desenvolvendo, o combustível (uma mistura de fazendo mesmo quando, e se, a ciência encontrar
deutério e trítio) é injetado num reator em formato a chave da energia ilimitada. Pois há algo ainda
de esfera e envolvido por um metal líquido, uma mais infinito do que ela: a curiosidade humana. S
liga de chumbo e lítio. Os pistões pressionam o
metal líquido, que por sua vez comprime o plas-
ma até que ele atinja a fusão. A fusão libera calor,
que aquece o metal líquido. Ele transfere esse
calor para um tanque com água, que ferve. Isso
movimenta uma turbina, gerando eletricidade, e
também vapor – que é usado para pressionar os
pistões, reiniciando o processo. O ciclo se repete

setembr0 2019 super 39

SI_407_FusaoNuclear.indd 39 15/08/19 18:46


saúde

2% das crianças são


alérgicas a ovo.

Entre 0,1% e 0,5%


das pessoas tem
alergia a trigo.

Alergias a frutas são


extremamente raras,
mas existem.

O Alpha-Gal,um
carboidrato presente
na carne, é capaz de
causar alergias.

SI_407-Alergias.indd 40 16/08/19 16:44


Alergias

EXTREMAS Substâncias inofensivas podem ser letais para certas pessoas. E isso
sempre foi um mistério para a ciência. Agora, novos estudos oferecem uma
explicação para as alergias assassinas. Entenda.

Texto Maria Clara Rossini  Foto Studio Oz  Direção de fotografia Juliana Krauss  Edição Ana Carolina Leonardi 

aTirar queijo no coleguinha talvez não faziam ideia do quão grave uma re- substância como inimiga mortal, o corpo
não seja uma das formas mais frequentes ação alérgica pode ser. se prepara para o combate.
de bullying na escola. Mais raro ainda é As alergias, afinal, fazem parte da Nas alergias mais leves, e também
que a fatia láctea leve o garoto à morte – vida – tanto que dificilmente paramos mais conhecidas, ele reage produzin-
mas foi justamente o que aconteceu em para pensar em como elas funcionam. do anticorpos e substâncias chamadas
2017, com Karanbir Cheema, um garoto Mas a verdade é que o organismo de inflamatórias, como a histamina. Esse
de 13 anos que estudava em Londres. Dez uma pessoa alérgica interpreta o mundo grupinho forma os “primeiros socorros”
dias depois do pedaço de queijo tocar de uma maneira diferente. do organismo.
sua pele, ele faleceu. Começa quando o corpo identifica A inflamação é importante para a de-
Karanbir tinha alergia severa à proteí- algo inofensivo – uma fatia de queijo, fesa do corpo: dilata os vasos sanguíneos
na do leite. A escola sabia, e seus colegas por exemplo – como uma ameaça grave e facilita a chegada dos glóbulos brancos
de classe também tinham sido informa- à saúde. O sistema imunológico entra em à área de risco. Por outro lado, a mesma
dos – mas explicação nenhuma foi capaz um ciclo de autossabotagem, que começa histamina é justamente a responsável
de ilustrar que algo tão banal como o na identificação errônea da ameaça, mas pelos incômodos sintomas das reações
queijo podia ser fatal para alguém. Eles não para por aí. Depois de classificar a alérgicas: coceira, vermelhidão, inchaço,

SETEMBRO 2019 super 41

SI_407-Alergias.indd 41 16/08/19 16:44


7,6
é o gatilho necessário para que o corpo extremamente parecida com a das pro-
perceba qual é o agressor que vem aí e teínas dos alérgenos. O esquistossomo,
como combatê-lo. Só que o organismo por exemplo, tem uma sósia da proteína
de um alérgico pode classificar proteínas presente no pólen.
banais, típicas do leite ou do ovo, por O resultado, você já imagina, é o equi-
% exemplo, como inimigos mortais. E aí valente imunológico de aparecer num
a coisa complica. aeroporto dos EUA com um passaporte
Quando uma proteína entra em con- escrito “Osama bin Laden”: as células
tato com o corpo pela primeira vez e é reagem com violência a uma substância
interpretada como perigosa, as células normal, acreditando estar combatendo
das crianças nos EUA têm fazem um telefone sem fio, transmitindo algo perigoso.
a informação umas para as outras até Confusões desse tipo são marca re-
alergias alimentares. Na chegar aos secretores de anticorpos. A gistrada das alergias. A Síndrome Látex-
Tailândia, só 1%. partir daí, a alergia está formada. Toda fruta é um bom exemplo. Estima-se que
vez que a substância alergênica voltar algo entre 20% e 60% das pessoas com
irritação das vias aéreas – até por isso a entrar em contato com o corpo, não alergia ao látex acabam tendo reações a
os remédios contra alergia têm o nome será necessário repetir esse processo de vegetais como banana, kiwi e abacate –
de anti-histamínicos. identificação. E reação de defesa acontece tudo porque a IgE reconhece semelhan-
O sistema imunológico também de- quase de imediato. Mas, afinal de contas, ças entre essas proteínas identificadoras.
cide a intensidade da reação. O corpo por que o corpo confunde ameaças reais
pode enviar uma viatura tradicional de com substâncias inofensivas? Fora de forma
anticorpos ou, então, chamar inúmeros Se a IgE evoluiu, como sabemos, para
batalhões de choque para combater a Bug evolutivo combater verminoses, comuns em am-
ameaça inexistente. Em grande parte, Até 1967, a existência da IgE nem era bientes rurais e condições precárias de
é isso que fará a diferença entre uma conhecida pelos cientistas. Essa desco- saneamento, não é difícil de imaginar
reação alérgica que produz um nariz berta revolucionou o estudo das alergias que ela esteja menos ocupada nas últi-
entupido ou colapso total do organismo. – e levantou teorias sobre por que elas mas décadas. A consequência é que o
Quem é responsável pela confusão? acontecem. sistema imunológico acaba mal treinado
Bem, a maior parte das alergias aconte- À primeira vista, a IgE é tímida, e para fazer a distinção entre um parasita
cem graças a um anticorpo em particu- parece, francamente, inútil: é a imuno- e um amendoim.
lar: a imunoglobulina E, mais conhecida globulina de menor concentração no Nos EUA, estima-se que 7,6% das
como IgE. Ela não tem a função direta sangue – representa 0,05% dos anticor- crianças tenham alergias alimentares,
de eliminar ameaças – como fazem os pos presentes no plasma sanguíneo – e enquanto na Tailândia o valor cai para
glóbulos brancos, por exemplo. Funciona ainda assim consegue produzir inflama- 1% – e essa tendência se repete ao redor
mais como um marcador: quando a IgE ções intensas no organismo quando é do mundo, com a incidência de alergias
gruda numa substância estranha, começa ativada. Em vão, na maioria das vezes: nos países subdesenvolvidos bem mais
a atrair os “soldados” do sistema imuno- você provavelmente só irá ouvir falar baixa do que em países desenvolvidos.
lógico, e o inimigo não tem como fugir. da IgE em casos de alergia. Na comunidade científica, esses fatos
Dessa maneira, é a IgE que coordena o Nem sempre foi assim, e é aqui que dão base para uma teoria mais ampla, a
ataque – as células de combate vão para a história fica interessante. Os estudos “hipótese da higiene”. Ela explica por que
onde ele mandar. que surgiram desde a descoberta da IgE a diminuição de infecções e o aumento
Conforme o corpo se desenvolve, ele mostram que ela surgiu com uma fun- das doenças autoimunes, como as aler-
vai tomando contato com um número ção clara: combater infecções de vermes. gias, parecem acontecer em conjunto.
cada vez maior de substâncias externas. Lombrigas, teníase e esquistossomose Um número crescente de crianças
Quando chega algum intruso, o sistema são exemplos de doenças que a IgE vive em ambientes cada vez mais lim-
imunológico age na base da tentativa ajudaria a flagrar e combater, atraindo pos – justamente na fase mais crucial
e erro: vai lançando vários tipos de agentes imunológicos para produzir de formação da “biblioteca” de micro-
moléculas contra o invasor, e boa par- toxinas contra elas. organismos do sistema imunológico, e
te delas pode não surtir efeito algum. Nada disso é coincidência. Em 2015, isso tende a torná-lo mais propenso à →
Mas alguma sempre vai funcionar. E é a London School of Hygiene & Tropical
essa que ficará gravada, numa espécie Medicine analisou as proteínas de 31
de biblioteca do sistema imunológico. espécies de parasitas (aquelas que servem Crianças alérgicas
Essa biblioteca trabalha, basicamente,
com proteínas. São elas que servem de
como RG do invasor). E aí comparou-as
às proteínas dos alérgenos mais comuns.
a comida têm 100%
“RG” de uma substância ou micro-or-
ganismo. A proteína característica da
Qual não foi a surpresa ao descobrir
que a estrutura molecular de 2.445
mais chances de
membrana de uma bactéria, por exemplo, proteínas encontradas nos vermes é sofrer bullying.

42 super SETEMBRO 2019

SI_407-Alergias.indd 42 16/08/19 16:44


Uma em cada cinco
crianças entre
13 e 14 anos tem
alergia a pólen.
Alergia
a gatos é duas
vezes mais comum do
que a cachorros.

Em 50% das mortes


por picada de
inseto, a vítima não
tem histórico de
reações anteriores.

20% das mortes


por anafilaxia
são causadas
por medicamentos.

SI_407-Alergias.indd 43 16/08/19 16:45


3 colunas de texto

A alergia ao látex
pode afetar até
5% da população.

5% da população
mundial é alérgica
a castanhas.

Estima-se que a
alergia à proteína
do leite de vaca,
presente em boa
parte dos doces,
atinja até 7,5%
das crianças.

SI_407-Alergias.indd 44 16/08/19 16:45


54
confusão. Adultos europeus que cres- mais rápido possível na vítima. Esse hor-
ceram em fazendas, por exemplo, têm mônio desencadeia uma série de reações
54% menos chances de ter asma e rini- que colocam o corpo em estado de “luta
te alérgica do que aqueles que sempre ou fuga”, preparado para enfrentar um
moraram em cidades. % perigo e manter-se vivo. Uma delas é a
A exposição a diferentes tipos de co- contração dos vasos sanguíneos, justa-
mida na infância também educa o corpo. mente a ação oposta da histamina.
Em uma pesquisa feita pela King’s Colle- A adrenalina desobstrui as vias respi-
ge de Londres, 640 crianças a partir dos ratórias, aumenta os batimentos cardía-
quatro meses de idade foram estudadas cos e diminui os sintomas da pele – tudo
ao longo de cinco anos. Aquelas que nun- menos chances de desenvol- que um paciente em anafilaxia precisa
ca comiam pasta de amendoim tinham até chegar ao hospital. Na forma de in-
grossos 17% de chance de desenvolver ver rinite alérgica. Essa é jeção, ela pode (e deve) ser administrada
alergia à coisa. Entre as que comiam com a vantagem de quem cresce por qualquer pessoa que estiver próxima.
frequência, pelo menos três vezes por Karanbir, a vítima do início desta
em fazendas.
semana, o risco era de só 3%. “É reco- reportagem, recebeu a injeção de adre-
mendado expor a criança o mais rápido pó que se espalha quando você abre um nalina logo após o incidente, ainda na
possível a todos os alimentos para dimi- pacote de salgadinho? A mesma coisa escola. A substância foi aplicada o mais
nuir a chance de uma resposta alérgica acontece com outras comidas, só que o cedo possível, como manda o protocolo,
no futuro”, diz o alergista Alex Lacerda, pó é ainda menor, e portanto invisível. com um único porém: estava vencida
especialista em anafilaxia da Associação “Checo constantemente o que as pessoas havia 11 meses, e não fez efeito.
Brasileira de Alergia e Imunologia. perto de mim estão comendo. Preciso No Brasil, combater uma anafilaxia é
Os fatores externos, porém, não en- me afastar a qualquer sinal de amen- ainda mais difícil: injeções de adrenalina
cerram o assunto: a genética também doim, para não correr o risco de respirar não são comercializadas ao público. O
parece ter um papel essencial – prin- uma partícula.” uso é exclusivamente hospitalar. Por-
cipalmente ao calibrar a intensidade da Essas partículas se espalham com tadores de alergias severas, que podem
reação alérgica. “As pessoas com alergia uma facilidade enorme, principalmente morrer antes de ter tempo de chegar a
provavelmente nascem com problemas durante a preparação de alimentos. Re- um hospital, precisam importar o me-
no processo que define o quanto de IgE sultado? Um alérgico de nível 6 só pode dicamento, geralmente dos EUA. Por
é produzido, ou nos outros tipos de an- comer em restaurantes onde nenhum lá, uma caixa com duas injeções da
ticorpos, que poderiam minimizar a ação prato do cardápio inclua o alérgeno como Epipen, a marca de referência, pode
dela”, diz Stephen Galli, da Universidade ingrediente. Do contrário, existe risco de custar US$ 700.
de Stanford. contaminação pelo ar da cozinha. Sem adrenalina injetável, é preciso
O medo pode parecer exagerado a contar com a sorte de chegar ao hospital
Reações extremas qualquer pessoa para quem um amen- cedo o suficiente. O menino Carlos teve
Uma alergia, simples ou grave, começa doim (ou ovo, ou leite, ou camarão) não essa sorte aos 2 anos de idade. Com uma
sempre do mesmo jeito: um sinal ver- pareça um perigo mortal. Afinal, mesmo alergia nível 5 à proteína do leite, ele
melho do corpo leva células chamadas uma crise alérgica mais convencional bebia um leite em pó especial para alérgi-
plasmócitos a produzir IgE num ritmo geralmente se expressa na pele (coceiras, cos, o primeiro do tipo a ser vendido no
alucinado. Quanto mais alta fica a con- vermelhidão, urticária) e para por aí. Só Brasil. O produto, porém, passava pelas
centração da IgE no sangue, mais grave que a inflamação pode se espalhar para mesmas máquinas de processamento
é a alergia. A classificação vai do nível outros órgãos do corpo – e aí o incômo- do leite normal. Os resquícios foram
1 até o nível 6, no qual a sensibilidade do começa a virar risco de morte. suficientes para engatilhar a anafilaxia.
é muito mais alta, e qualquer coisinha Estamos falando da anafilaxia, a rea- Hoje, aos 9 anos, ele continua tendo
faz a IgE entrar em modo vida-louca. ção alérgica mais extrema do corpo. Vo- que explicar para os amiguinhos (e os
A estudante Emily Antos, de 22 anos, cê pode chamar de anafilaxia qualquer pais deles) que o leite típico do café da
fica no sexto e último nível de alergia ao resposta imunológica que afete mais de manhã de toda criança precisa estar sem-
amendoim. Qualquer partícula, pequena dois órgãos, mas os sintomas mais em- pre a uma distância segura do seu corpo.
o suficiente para ficar suspensa no ar, blemáticos são os respiratórios, como o Quanto às restrições alimentares… Dá-se
coloca a IgE em polvorosa. Sabe aquele fechamento da glote, que bloqueia a pas- um jeito. Brigadeiros das festas de ani-
sagem de ar para os pulmões. O paciente versário estão fora de questão, mas um
Às vezes, só pode ter queda de pressão e desmaiar.
Os casos mais graves progridem até o
mousse de chocolate feito com creme
de soja é sempre bem-vindo. Bolo de
uma injeção de choque anafilático, que provoca parada chocolate também, com água no lugar
adrenalina pode cardiorrespiratória.
A única forma de salvar uma pessoa
do leite. Carlos conseguiu até virar fã
de pão de queijo – só que o dele é feito
salvar da morte. em anafilaxia é injetando adrenalina o com batata. S

setembro 2019 super 45

SI_407-Alergias.indd 45 16/08/19 16:45


sociedade

OS

SI_407-Hipo.indd 46 16/08/19 17:20


Texto

N
Eduardo
Campos Lima

Ilustração
Arte Ácida
Estúdio

Design
Juliana
Krauss

Edição
Alexandre
Versignassi

Não faltam vídeos


de hipopótamos nas
r e de s s o c i a i s d os

DE PABLO ESCOBAR
colombianos. Hi-
popótamos selvagens
mesmo. Há quem chegue
perto, oferecendo frutas
a esses mamíferos que,
de bonachões, não têm
nada – são famosos na
África pelo comporta-
Os quatro gigantes africanos que mento agressivo. As au-
o traficante trouxe para seu zoo- toridades do país tentam
alertar a população do
lógico particular formam hoje uma perigo que é se aproxi-
nação de 50 indivíduos, livres e mar demais deles, mas
soltos nos arredores de Medellín. os bichos exercem uma
atração magnética. E,
E agora a multiplicação dos hipos claro, deixam um ponto
representa uma ameaça. de interrogação no ar: o
que é que um bando de
hipopótamos está fazen-
do, livre, leve e solto, na
Colômbia, a um oceano
mais meio continente
de distância de seu
habitat natural?
A história começa em
1980. Foi quando Pablo
Escobar decidiu gastar
uma fatia de sua fortuna
num empreendimento
mais lúdico do que adqui-
rir novos aviões para o
tráfico de cocaína: montar
um zoológico particular.
Pablo tinha visitado a fa-
zenda dos irmãos Ochoa –
seus aliados no Cartel de
Medellín – e ficara ma-
ravilhado com o plantel
de animais exóticos que →

SI_407-Hipo.indd 47 16/08/19 17:20


imediatamente colocados em cami- Amanda Subalusky, pes-
nhões que seguiam para a Hacienda quisadora associada da
Nápoles, sua casa. Universidade Yale, nos
Para completar Para completar seu acervo de pássa-
ros raros, o traficante trouxe do Brasil
EUA, que investiga o im-
pacto dos hipopótamos
seu acervo de uma ararinha-azul, comprada de um em ecossistemas de rios.
contrabandista por quase US$ 300 mil Ou seja, o contingente hi-
pássaros raros, de hoje – Pablo esteve por aqui em 1982, popotâmico ainda pode
o traficante comemorando sua eleição para o Par-
lamento colombiano. Depois, mandou
crescer bem.
E isso é um problema,
comprou uma trazer um casal de botos-cor-de-rosa
da Amazônia.
claro. “Administradores
de fazendas próximas à
ararinha-azul Ao todo, eram 1.200 espécies, que Nápoles nos contaram
no Brasil via ficavam soltas e podiam ser vistas por
quem passasse de carro pelos arredores
que já viram um cavalo
morto, com marcas de
contrabando. da fazenda. Em seu livro Pablo Escobar:
Meu Pai, Sebastián Marroquín estima
mordida e pisoteado, e
também soubemos de
Preço: US$ 300 que, em um único fim de semana pro-
longado, 25 mil veículos chegavam a
bezerros atacados”, diz
David Echeverri, bió-
mil em dinheiro circular por ali. Sebastián Marroquín, logo da Corporación
de hoje. vale lembrar, é o nome adotado por
Juan Pablo Escobar após a morte do
Autonóma Regional de
las Cuencas de los Rios
pai, em 1993. Negro y Nare (Cornare),
Depois que Pablo foi dessa para uma agência governamental
melhor, a propriedade da Hacienda Ná- responsável pelo manejo
eles possuíam. El patrón agiu de forma poles passou para o governo colombia- dos hipopótamos.
científica – até onde seus limites lhe no. Boa parte dos animais foi rema- Pior. Há alguns anos,
permitiam. Comprou uma coleção com- nejada para zoológicos da Colômbia e jovens hipopótamos têm
pleta da National Geographic para tentar de outros países, mas os hipopótamos saído das lagoas da Ha-
adivinhar quais seriam os animais mais permaneceram lá. Hoje, um parque de cienda Nápoles em busca
adequados ao clima colombiano. Desde diversões funciona no local – e os hi- de novos domínios. Os
o início, estava resolvido a não incluir popótamos, que podem ser vistos pelos machos são bem violen-
no projeto leões e tigres – achava os visitantes, são uma das atrações turís- tos uns com os outros,
felinos perigosos demais. ticas, embora não estejam sob respon- e é comum que os mais
Em 1981, no final de uma temporada sabilidade da empresa que administra
de férias da família nos EUA, Escobar o empreendimento.
encarregou um de seus homens de en-
contrar uma instituição na qual pudesse Impacto pesado
comprar animais de zoológico. O ne- A Colômbia revelou-se um Jardim do
gócio foi fechado com os irmãos Don Éden para os hipopótamos. Por lá, eles
e Brian Hunt, donos de um criadouro encontraram as melhores condições
próximo a Dallas, no Texas. Pelo equi- naturais para crescer e se multiplicar,
valente a US$ 5,5 milhões em dinheiro já que não precisam enfrentar as se-
de hoje, Escobar comprou elefantes, cas mortais que os afetam na África e
zebras, girafas, dromedários, búfalos, têm fartura de pasto. Por último, pero
cangurus, flamingos, avestruzes – e no menos importante, não há predador
quatro hipopótamos. por perto – a não ser que outro bilio-
O transporte dos animais para a Co- nário de imaginação fértil decida soltar
lômbia foi uma operação complexa. A crocodilos e leões na região.
primeira leva foi de barco. Para acele- Nisso, os quatro hipopótamos que
rar o processo, porém, Escobar fretou moravam lá na época em que Miami Vice
aviões cargueiros Hércules e trouxe passava na TV e Pablo ganhava infâmia
vários animais em voos clandestinos, internacional, hoje formam uma nação
cujo destino eram seus hangares no de mais de 50 indivíduos.
aeroporto de Medellín. Os aviões che- “As taxas de reprodução desses es-
gavam à noite, quando as operações já pécimes estão no nível mais elevado
estavam suspensas, e os bichos eram possível, entre 8% e 10% ao ano”, afirma

48 super SETEMBRO 2019

SI_407-Hipo.indd 48 16/08/19 17:20


Narco Pablo chegou
a manter 1.200
jovens sejam expulsos do
grupo pelos mais velhos.

zoo espécies em
sua fazenda .
Há relatos de indivíduos
vistos a mais de 100 qui-
lômetros da Hacienda, e
sabe-se que eles chega-
ram ao Rio Magdalena,
o principal do país. “Es-
tabelecendo-se no rio,
a situação é mais preo-
cupante, pois eles terão
contatos com outras es-
pécies, como peixes-boi
e tartarugas gigantes”,
diz Jonathan Shurin,
professor de biologia da
Universidade da Califór-
nia em San Diego.
Os hipopótamos são
os animais que mais
matam pessoas na Áfri-
ca – são cerca de 500
mortes por ano. Não há
registro de gente morta
por hipos na Colômbia.
Mas, sim, há de ataques
a barcos de pescadores e
eventuais perseguições a
humanos. “Eu vi alguns
indivíduos fazendo exi-
bições de dominância,
com a boca aberta. Ao
mesmo tempo, os vi na
cidade próxima, Doradal,
andando em um campo
de futebol com pessoas
perto, tirando fotos”, lem-
bra Amanda Subalusky.
O taxista Dorian Ra-
mirez, morador de Puerto
Berrío, a 130 quilômetros
da Hacienda Nápoles, se
lembra de quando, há
dez anos, mataram um
hipopótamo conhecido
como Pepe. O animal →

SETEMBRO 2019 super 49

SI_407-Hipo.indd 49 16/08/19 17:20


havia saído do lago na s ão s ur pre end ido s”,
fazenda e vagava por re- adverte Subalusky.
giões distantes, até que
o governo autorizou seu
abate. “Vemos uma certa
Sacrifício e castração
Para evitar transtornos e
A simpatia que os
quantidade de hipopóta-
mos, mas não gostamos
tragédias, o Cornare vem
trabalhando em um pla-
hipopótamos despertam pode
de falar no assunto, des- no de manejo. Uma das ser perigosa. Na África, eles
de que mataram Pepe”,
diz. Segundo Ramirez,
opções para controle de
espécies exóticas é, tra- matam 500 pessoas por ano.
há alguns meses nasceu dicionalmente, a captura
um filhote perto de sua dos animais e sua rein-
casa, que acabou preso a trodução ao ambiente de
uma rede de pesca. “De- origem. “Mas não se pode “sacrificar a espécie invasora”, no jargão completa Echeverri.
pois ele foi devolvido ao simplesmente soltá-los ambientalês). Uma decisão judicial, po- Uma alternativa mais
rio, onde está com sua na África, já que eles têm rém, impediu o abate de hipopótamos salomônica é impedir que
mãe. Esses animais já parasitas da Colômbia e na Colômbia, por conta da comoção eles continuem se repro-
são colombianos.” podem carregar doenças. que a caçada a Pepe provocou. “Seria duzindo. Inicialmente, as
A simpatia que os hi- Seria necessário que um a forma mais eficiente, barata e rápida. autoridades colombianas
popótamos despertam parque de lá os recebesse, Mas vários setores da sociedade se opo- previram a castração de
entre as pessoas pode mas isso não foi possível”, riam a essa medida. Além disso, seria todos os indivíduos ma-
ser perigosa. “Se lhes diz Echeverri. tecnicamente complicado sacrificá-los chos. “Mas é algo cus-
damos espaço suficien- Outra opção, con- de maneira adequada, sem sofrimento”, tos0. Só conseguimos
te, eles seguem com suas siderada tecnicamente
atividades. O problema adequada para impedir
é quando eles sentem danos ambientais, se-
que tiveram seu territó- ria simplesmente ma-
rio invadido ou quando tar todos os hipos (ou

50 super SETEMBRO 2019

SI_407-Hipo.indd 50 16/08/19 17:21


esterilizar quatro”, diz o biólogo. As seu próprio peso.
dificuldades para castrar um hipopó- Para completar, os testículos do hi-
tamo são robustas, conforme explica popótamo são subcutâneos, difíceis de
o veterinário Carlos Valderrama, que acessar. “Demoramos mais de uma hora
integrou a equipe responsável pelo tra- para chegar até eles.” O procedimento
balho. Em primeiro lugar, há o risco de levou duas horas, mas foi necessário
matá-lo logo que se dispara o dardo com esperar mais quatro horas até que o
tranquilizantes. “A reação instintiva do efeito da anestesia passasse. Depois o
hipopótamo é correr para a água para helicóptero transportou o animal de
se proteger. Se os tranquilizantes de- volta à Hacienda Nápoles.
moram a fazer efeito e ele tem tempo Enviar os animais para zoológicos, na
de voltar à lagoa, pode acabar se afo- Colômbia e em outros países, também
gando”, aponta. não é simples. Não pela dificuldade de
Depois, o animal precisa ser trans- transporte, mas por falta de interessa-
portado até o local da cirurgia. “Uma dos. “São animais que se reproduzem
vez buscamos auxílio do Exército co- bem em cativeiro, então não há uma
lombiano, que levou o animal em um grande demanda por eles em zoológi-
helicóptero”, lembra Valderrama. A cos”, avalia Shurin.
anestesia é outro problema: com uma Echeverri teme agora que a multi-
camada de gordura de 8 cm, ela pode plicação e a expansão territorial dos o risco de os animais
se acumular no tecido adiposo e, se li- hipopótamos fuja de qualquer tipo de chegarem a eles.” Tu-
berada repentinamente, o animal pode controle. “Todos os países que fazem do cortesia do sr. Pablo
morrer, com os pulmões colapsados por fronteira conosco, teoricamente, correm Escobar Gaviria. S

Os hipopótamos mais
velhos tendem as

Vida
expulsar os mais
jovens nos bandos.
Com isso, a população

Selvagem começa a se espalhar


pela Colômbia .

SETEMBRO 2019 super 51

SI_407-Hipo.indd 51 16/08/19 17:21


economia

A bruxa do

c a c a

SI_407_BruxaCacau.indd 52 16/08/19 23:39


Texto Guilherme Eler, de Ilhéus (BA)* 
Ilustração Marcel Lisboa
Design Yasmin Ayumi
Há 30 anos, Edição Alexandre Versignassi 
a Bahia era
surpreendida
pela vassou-
“A terra dá frutos de ouro”, diz
ra-de-bruxa. Jorge Amado no início da obra São
Hoje, a Jorge dos Ilhéus (1944). Não era apenas
força de expressão do autor baiano.
praga ainda As cifras que o cacau gerava ao sul
assombra a da Bahia na primeira metade do sé-
culo 20 garantiram décadas de fartura
região – mas aos coronéis de Ilhéus e arredores. A

a u
os produtores alta expressiva no preço das amêndo-
encontraram as de cacau no mercado internacional
fazia a cidade fervilhar como nunca
uma forma antes. E a chegada de trabalhadores
de lucrar de vários cantos do País não servia
só para movimentar os bordéus e os
produzindo cabarés; mexia também com a geo-
menos: o grafia de Ilhéus, acirrando as disputas
por terra. Ter um pedaço de chão para
chocolate plantar cacau era como ganhar uma
artesanal. impressora de dinheiro.
O coronelismo do interior baiano
começava a ganhar novos contornos.
Aos poucos, os grandes vilões já não
eram mais os barões do cacau, e sim
a chegada do capital estrangeiro – re-
presentado pelas indústrias exporta-
doras das amêndoas. Essa presença fez
o negócio do cacau mudar de patamar:
a construção do porto de Ilhéus, na
década de 1970, permitiu o envio de
300 mil toneladas de amêndoas ao
exterior todos os anos ao longo do
período. Os preços acompanharam o
ritmo, e a tonelada do cacau chegou
a valer US$ 3,6 mil em 1978, consoli-
dando o Brasil como segundo maior
produtor do mundo. A safra nacional
ainda alcançaria seu ápice anos mais
tarde, em 1986, quando a Bahia, sozi-
nha, produziu quase 400 mil toneladas
do fruto – 86% do total do País. -->

* O repórter viajou a convite do 11º Chocolat Bahia Festival –


Festival Internacional do Chocolate e Cacau

setembro 2019 super 53

SI_407_BruxaCacau.indd 53 16/08/19 23:39


corta uma árvore infectada, ela tende,
por conta própria, a criar novos ramos
e novas folhas na região que foi de-
O problema é que os bons ventos, penada – uma forma de se “proteger”
que desde o século 19 sopravam no do corte inesperado. E são justamente
setor, começariam a cessar. Uma praga os tecidos mais jovens da planta que
iria interromper a estrada de prospe- o fungo prefere atacar.
ridade trilhada pelo cacau no sul da Foi o que os produtores afetados
Bahia. Quem sentiu o golpe primeiro pelos primeiros focos da vassoura-de-
foi a cidade de Uruçuca, distante 40 -bruxa no Estado, no começo dos anos
km de Ilhéus. Sem mais nem menos, 1990, aprenderam na prática. Cacaui-
alguns dos cacaueiros plantados por cultores que seguiam a orientação do
lá começaram a ganhar um aspecto governo de podar as plantas, em vez de
envelhecido – secos como uma vas- riscar a vassoura do mapa, só fizeram
soura velha. Suas folhas se tornavam contribuir para que o problema se es-
retorcidas e amarronzadas, seus frutos palhasse mais. E a produtividade das
não se desenvolviam direito ou apo- lavouras, ao mesmo tempo, continuava
dreciam ainda no pé. As amêndoas, sendo arrasada pelo fungo.
agora escurecidas, ficaram intragáveis. Mas a pergunta que não queria calar
Era maio de 1989, e a vassoura-de-bru- era: o que um fungo típico da região
xa iniciava sua cruzada para varrer o amazônica fazia tão distante de seu
cacau para fora da Bahia. habitat natural? O que teria feito a
Não demorou até que lavouras de vassoura-de-bruxa ganhar os pés de
cidades vizinhas já estivessem toma- cacau na Mata Atlântica?
das pelo fungo. Espalhando-se rapi- Ninguém sabe ao certo como
damente pelo ar, a vassoura-de-bruxa a doença foi capaz de cruzar 4 mil
(Moniliophthora perniciosa) reduziu a quilômetros e desembarcar no sul da
produção baiana em 60% e provocou Bahia. A hipótese mais aceita é que a
a falência de quase 30 mil fazendas. A introdução do fungo não aconteceu de
baixa produtividade fez o preço des- forma natural – mas, sim, por ação de
pencar – e o desemprego da região agroterrorismo, pensada de antemão
chegar a níveis inéditos. Estima-se que para sabotar fazendas da região.
250 mil trabalhadores rurais ficaram Foi para essa conclusão que apon-
sem ter de onde tirar seu sustento. tou um inquérito conduzido pela
O fungo, natural da região do Vale Polícia Federal em 2006, que clas-
do Rio Amazonas, já tinha demons- sificou a introdução do fungo como
trado seu alto poder de devastação um ato humano intencional – mas
em 1920, quando acabou com lavou-
ras de cacau do Equador. Mas no caso
da Bahia, onde a produção era mais
robusta, havia um agravante: se os
frutos do cacau, naturais do bioma
amazônico, se sentiam em casa com
o clima quente e úmido do sul baiano,
o mesmo valia para o seu mais cruel
inimigo. A ação do fungo 1 na surdina
Os alvos preferidos normal-
Produtores da época foram pegos
mente são os ramos e frutos
de surpresa, já que não se tinha um recém-nascidos. Após passar
conhecimento prévio sobre a maneira No começo, é silencioso. Depois, algumas semanas em um tipo
adequada de se lidar com a doença. faz o pé de cacau se esforçar para de dormência, a vassoura-
Arrancar o mal à força, fazendo a poda derrotá-lo – uma batalha perdida. E, de-bruxa começa a roubar
dos pés de cacau, não surtia o efeito por fim, transforma a planta em uma energia da planta para se
desejado. Pelo contrário: quando se vassoura velha. desenvolver.

54 super setembro 2019

SI_407_BruxaCacau.indd 54 16/08/19 23:39


Como a vassoura-
de-bruxa se espalha
pelos pés de cacau

b
Antes de secar e morrer, o
cogumelo lança milhões de es-
poros, que podem ser levados
pela água ou pelo ar.

b
os esporos se fixam em
ramos ou frutos. Em seguida,
criam espécies de raízes, as hi-
fas, que penetram nas células
da planta.

b
O cogumelo cor de salmão
surge, a partir das hifas, nas
partes doentes e apodrecidas –
reiniciando o ciclo.

não identificou suspei-


tos do crime. O processo
ainda foi encaminhado
ao Ministério Público
Federal da Bahia, mas
acabou arquivado em
2007. Também em 2006,
o Ministério da Agricul-
tura chegou a apurar as
acusações de fraude e o
suposto envolvimento
de servidores públicos
no caso. Em 2011, a
Controladoria Geral da
União (CGU) optou pelo
mesmo desfecho: arqui-
vamento do processo,
dada a impossibilidade
de investigar algo que
havia ocorrido 20 anos
antes.
Independente de qual
seja a porta de entrada,
2 Sinal de alerta 3 vai varrendo 4 Fim de jogo o fato é que a chegada
da bruxa do cacau im-
Na tentativa de “tratar“ A parte atingida não resiste O ataque dos fungos causa
pediu que a produção
as partes doentes, o pé muito tempo. Aproveitando a necrose da planta, que
de cacau passa a enviar o ramo morto e repleto de adquire o aspecto de uma
regional se recuperasse
mais nutrientes para substâncias nutritivas, a vassoura velha – daí o por completo. No ano
essas regiões. Isso faz os praga tem tudo o que precisa nome. Em alguns casos mais de 2018, a Bahia produ-
ramos da planta ficarem para se multiplicar. Se a área severos, o problema pode ziu 122,5 mil toneladas
inchados – fase conheci- for úmida e com sombra, significar a morte do pé de de amêndoas – e segue
da como vassoura verde. então, melhor ainda. cacau por completo. liderando a produção
nacional, com 48% do
total, acompanhada de -->
setembr0 2019 super 55

SI_407_BruxaCacau.indd 55 16/08/19 23:39


1988 89 90 91 92 93 94 95 96 97

A saga do cacau produção em


toneladas

325

330

299

260

263

276

271

247

206

225
Quantas toneladas de amêndoas de
cacau a Bahia produziu nas últimas 1989 1995
fatos Primeira Governo inicia
três décadas – e os acontecimentos históricos infestação de programa de
que marcaram o período. vassoura-de-bruxa crédito rural

perto pelo Pará (res-


ponsável por 45%). Da
mesma maneira, a ta-
refa de conviver com
a vassoura-de-bruxa,
mesmo 30 anos após
seu surgimento, tam-
bém segue sendo uma
pedra no sapato de
quem produz.

Velha conhecida
O agricultor Rigober-
to dos Santos, que
há oito anos traba-
lha como gerente da
Fazenda Provisão,
em Ilhéus, já sabe
de antemão que não
colherá todo o cacau
plantado na safra atu-
al – que se estende de
setembro a abril. Se-
gundo seus cálculos,
a produção anual da
propriedade, algo em
torno de 4 mil arrobas
(1 arroba = 15 quilos)
será desfalcada em
mais de 10%: pelo
menos 500 arrobas
de amêndoas devem
ser, irreversivelmen-
te, perdidas para a
vassoura-de-bruxa.
“Antes da vassoura
[chegar à Bahia], a
produção era de 14
mil arrobas”, conta.
Um relatório elabo-
rado pela Ceplac (Co-
missão Executiva do
Plano da Lavoura Ca-
caueira) sobre a safra
2016/2017 apontou

56 super setembro 2019

SI_407_BruxaCacau.indd 56 16/08/19 23:39


98 99 2000 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18
400.000
300.000
200.000
100.000
236

160

138

126

110

111

135

138

148

133

131

137

148

157

159

154

162

158

116

106

123
98/99 2000 2003 2010 2016 2018
Introdução Pico no Início da Amêndoa de produtor Ausência de Cacau do sul da
dos primei- número de frutos recuperação brasileiro é eleita a melhor do chuvas dimi- Bahia recebe o
ros clones infectados da produção mundo no Salão do Chocola- nui produção selo de Indicação
te, em Paris em 34% Geográfica

Fonte Instituto Arapyaú. Cadeia do Cacau. Agosto/2018

respiração – matando o intruso sufo-


cado. O que pesquisadores da Unicamp
(Universidade Estadual de Campinas)
descobriram em 2018 é que a praga
utiliza uma via alternativa para respi-
rar, uma espécie de “pescoço auxiliar”,
um total de 9,8% de perdas na pro- que não é identificado pelas defesas
dução baiana por conta do fungo. Na do pé de cacau ou por fungicidas.
safra anterior, 2015/2016, esse número “É como se a planta fosse um luta-
havia sido de 12,6%. E o cenário po- dor de MMA muito forte e o fungo, um
deria ser muito pior, não fossem os lutador fraquinho”, explica Gonçalo
avanços em genética que permitem Pereira, coordenador do Laboratório
aos produtores driblar o problema. de Genômica e Expressão da Unicamp.
A principal maneira de minimizar Quando a planta tenta estrangulá-lo,
as perdas foi apostar no cultivo de acaba gastando muita energia em vão,
variedades mais resistentes à vassou- já que o fungo permanece respiran-
ra-de-bruxa, selecionadas de outras do com seu pescocinho alternativo.
regiões produtoras, nacionais ou es- Exausta por conta da tarefa, a planta
trangeiras, mas que se adaptam bem ao acaba se tornando um alvo fácil para
clima baiano. São os chamados clones. o lutador mais fraco. “Nesse momento,
“Já temos soluções tecnológicas para a doença muda de fase. Aí acontece a
o controle efetivo da vassoura. Prin- necrose do ramo infectado, que fica
cipalmente via genética, por meio do parecendo uma vassoura.”
plantio de clones resistentes”, explica O grupo de pesquisadores hoje tra-
José Marques, coordenador de pesqui- balha no desenvolvimento de novas
sa da Ceplac. “O problema é que nem moléculas de agrotóxicos que consi-
todos os produtores tiveram condições gam coibir com sucesso esse meca-
econômicas ou o domínio adequado nismo. A ideia é que, no futuro, os
do manejo para implementá-los.” testes resultem em opções de fungi-
A Ceplac, órgão vinculado ao go- cidas mais eficientes para o mercado.
verno federal, reúne hoje uma lista Hoje, a produção atual de cacau
de 18 variedades de cacau clonadas no Brasil não é suficiente sequer pa-
recomendadas a produtores. Pés de ra satisfazer o consumo interno. Isso
cacau clonados começam a produzir acontece desde 1996/1997, quando as
em um período entre quatro e cinco 180 mil toneladas produzidas naquela
anos após plantados – e continuam safra não deram conta de atender às
dando frutos por pelo menos duas processadoras nacionais. O Brasil se
décadas. tornava importador de cacau – condi-
Graças à ciência, também, foi pos- ção que ocupa até hoje – e só voltaria a
sível descobrir um aspecto desconhe- exportar o fruto quase 20 anos depois,
cido do comportamento da vassoura em 2015. →
de bruxa quase três décadas depois
de ela ter surgido na região. Quan-
do o fungo infecta um pé de cacau,
a forma como a planta tenta se livrar
do visitante indesejado é inibindo sua

Fotos Ana Lee


setembro 2019 super 57

SI_407_BruxaCacau.indd 57 16/08/19 23:40


Quanto Massa e
manteiga de
A Anvisa define
que o mínimo
cacau tem?
54 25
cacau são os de cacau nos
dois principais doces é 25%.
subprodutos Esse total
% das amêndoas. % considera,
O percentual de cacau em um O amargor do também, a
chocolate define sua persona- chocolate é manteiga de
determinado cacau – que
lidade – mais suave ou mais pelo teor de torna o sabor
intenso. Há um limite mínimo, das amêndoas
trituradas viram
massa de cacau. mais suave.
mas não um máximo. manteiga de cacau

58 super setembro 2019

SI_407_BruxaCacau.indd 58 16/08/19 23:40


Existem pelo
menos 40 marcas Barry Callebaut, a americana Cargill É o exemplo da empresária Julia-
de chocolate de e a Olam, com sede em Singapura –
todas contam com usinas em Ilhéus.
na Aquino. Foram 15 anos afastada
dos negócios da Fazenda Santa Ri-
origem na região Depois de processado, o cacau sai ta, na cidade baiana de Arataca, que
dali para abastecer grandes fábricas hoje ela administra com o marido.
sul da Bahia. de chocolate, como a Nestlé. “A gente não tinha como assumir a
Só 2% da produção total pode ser produção. Ninguém conseguia mais
considerada cacau fino, e 1%, cacau se sustentar”, conta. Na propriedade
“premium”. Tentar satisfazer os exi- de 400 hectares, 70 são dedicados a
A produção mundial hoje é coman- gentes padrões de qualidade no cul- plantações de cacau. A maior parte
dada por Costa do Marfim e Gana: jun- tivo dá resultado. Os lotes costumam da produção ainda é exportada, mas
tos, os países africanos garantem dois ser pequenos, mas empresas como a uma parcela serve para alimentar a
terços do cacau do planeta – o Brasil Dengo, marca de chocolates criada produção da marca de chocolates
está em sétimo no ranking, com 4% pelo fundador da Natura, oferecem Baianí, que hoje é de 50 kg por mês.
do total. O mercado internacional, no prêmios de 70% a 160% em relação A meta é chegar aos 600 kg mensais
entanto, vive um clima de apreensão. ao preço do cacau na bolsa de mer- de chocolate. “Mais do que isso, fica
Em julho de 2019, a dupla ameaçou cadorias. Em 2018, foram compradas difícil de administrar, perde o caráter
suspender a venda da próxima safra, 160 toneladas de amêndoas, todas de artesanal.”
2020-2021, caso a tonelada do pro- fazendas do sul da Bahia. Receitas com alto teor de cacau, po-
duto não chegue ao valor mínimo de A ideia de tornar o cacau um produ- rém, ainda esbarram em uma mudança
€ 2,3 mil. Se confirmado, o hiato nas to com alto valor agregado e apostar de mentalidade de consumo. Acostu-
exportações africanas seria suficiente em seu valor artesanal vem ganhando mada a produtos mais doces, é normal
para provocar uma crise de falta de força. Os movimentos “bean-to-bar”, que a clientela por vezes estranhe o
cacau no mundo. (da amêndoa à barra), e “tree-to-bar”, gosto mais amargo de chocolates com
(da árvore à barra’), que apostam no 70%, 80% de cacau. E tem o preço.
A aposta no cacau fino uso de matéria-prima selecionada, re- Chocolates bean-to-bar podem custar
A maior parte dos 25 mil produtores únem ao menos 40 marcas no sul da mais de R$ 200 o quilo. Por outro
do sul da Bahia ainda enxerga o cacau Bahia. E contribuiu para que grupos lado, há cada vez mais consumido-
à maneira dos produtores africanos: de novos empreendedores – vários de- res. Segundo um estudo do Sebrae
como commodity. Segundo dados de les, descendentes de antigos coronéis feito em 2017, o mercado interno de
um estudo realizado pelo Sebrae da da região – voltassem a fazendas, antes chocolate gourmet tem uma taxa de
Bahia em parceria com o Instituto inativas, para produzir cacau. Só que crescimento anual de 20% – três vezes
Arapyaú, divulgado em fevereiro de o foco principal, agora, não são apenas mais que o do chocolate comum. O
2019, 97% do cacau produzido serve as sacas de 60 quilos de amêndoas sul da Bahia, quem diria, continua a
para abastecer multinacionais. O mer- de cacau. São também barras com dar frutos de ouro. A diferença é que,
cado brasileiro no setor é dominado 70 (80 ou 90) gramas de chocolate hoje, eles vêm em uma embalagem
por três empresas: a franco-belga fino, artesanal. mais estilizada. S

Fotos Ana Lee

40
Entre os Este era um É a

32 35
anos de 1978 valor mais % porcentagem
e 2005, a próximo do de massa de
Entre

porcentagem adotado e cacau que


% %
mínima que
a indústria
nacional
tinha que
atualmente
por lugares
como União
Europeia e
80 %
chocolates
de origem
costumam
levar em sua
utilizar Canadá. composição.
era 32%.

setembro 2019 super 59

SI_407_BruxaCacau.indd 59 16/08/19 23:40


Perfil

Paladina
da comida
A nutricionista Marion
Nestle investiga como
a indústria alimentí-
cia disfarça marketing
de ciência para di-
tar qual é o alimen-
to saudável da vez.

SI_407_Perfil_Marion Nestle.indd 60 15/08/19 18:37


O
Texto Mariana Weber Kellogg’s ou da Kraft contra-atacam nos
Ilustração Rafa Miqueleto
Design Juliana Caro mesmos termos: destinam uma fatia de
Edição Bruno Vaiano sua verba de publicidade a patrocinar
estudos que tragam conclusões favo-
ráveis a seus produtos – sempre com a
maior discrição possível.
Marion Nestle – cujo nome, pronun-
ciado “néssol”, não tem nada a ver com
os chocolates Nestlé – é uma Sherlock
Holmes desse tipo de financiamento: a
cada sete dias, em seu blog, escreve a
coluna “estudo patrocinado da semana”,
em que seleciona um artigo científico e
explica em que trecho, exatamente, está
a parte enviesada. De 168 papers ana-
lisados entre 2015 e 2016, 156 traziam
conclusões favoráveis aos produtos do
patrocinador. Em seu lançamento mais
recente, Uma Verdade Indigesta, Nestle
costura esses casos e oferece um panora-
ma daquilo que, ao seu ver, é marketing
disfarçado de ciência.
Às vezes, o viés é óbvio. Vide a notícia
de “Comer chocolate e amêndoas reduz
o risco de doenças cardiovasculares”,
que bombou em fevereiro de 2018. Ela
foi baseada em uma pesquisa publicada
em 2017 no periódico Journal of the Ame-
O saco de pancadas pendurado na rican Heart Association. Com o patrocínio
porta do escritório de Marion Nestle da Hershey’s, fabricante de chocolate,
tem a forma de uma lata de Coca-Cola. e da Almond Board, organização dos
Com 82 anos e um cabelão grisalho produtores de amêndoas da Califórnia.
fofo e cacheado, a professora de nutrição Em outros, é mais discreto. Há,
da Universidade de Nova York admite por exemplo, o caso da Rede Global
não socar o dito-cujo com frequência: de Balanço Energético, grupo de pes-
“não quero machucar minha mão”. Já quisa financiado pela Coca-Cola. Eles
faz algum tempo, porém, que ela sai no concluíram que dar 7,1 mil passos ao
braço com a indústria alimentícia. Nos dia era suficiente para que os partici-
livros Food Politics (2002) e Soda Politics pantes de um estudo equilibrassem a
(2015) – ambos sem tradução no Brasil ingestão de calorias. “Esta pode parecer
–, Nestle explica como as gigantes dos uma pesquisa básica sobre fisiologia do
comes e bebes manipulam agências re- exercício, mas implica que a atividade
guladoras, dobram normas sanitárias, física – e nem tanta assim – é tudo o que
fazem lobby no Congresso e investem precisamos para controlar nossa saúde.
uma soma obscena em publicidade para Independente de quanta Coca a gente
fazer você comer mais, mais caro e pior. tome”, explica Marion.
Teoricamente, há uma pedra no cami- Por fim, há as comidas que já são
nho desse Leviatã da junk food: a ciên- consideradas “do bem” – mas mesmo
cia. Afinal, não é difícil confirmar que assim se beneficiariam de um empur-
açúcar ou gordura saturada fazem mal rãozinho publicitário para ultrapassar a
se consumidos em excesso. Basta rea- concorrência. É assim que nascem os tais
lizar experimentos, que provavelmente superalimentos – cujas propriedades nu-
vão repercutir nos jornais. É por isso tricionais, ao menos de acordo com pu-
que empresas do porte da Unilever, da blicações sensacionalistas, beiram a -->

setembro 2019 super 61

SI_407_Perfil_Marion Nestle.indd 61 15/08/19 18:37


utopia. Aconteceu com as romãs. um es-
tudo patrocinado por uma empresa que
vende suco e suplementos da fruta citava
seu superpoder antioxidante – que então
foi parar em anúncios. “Concordo que
a romã pode ter alta atividade antioxi-
dante [ou seja, de retardar o envelhecimento
celular]”, diz Nestle, “mas comparada a
quê? O autor não diz. Sempre que vejo
estudos que defendem os benefícios de
um único alimento para a saúde, quero
saber quem patrocinou, se os resultados
são biologicamente plausíveis e se a aná-
lise levou em consideração o estilo de
vida dos participantes” – por exemplo,
se eles são ativos ou sedentários.
O efeito colateral mais grave das pes-
quisas realizadas com financiamento
privado é que elas tiram a credibilidade
das pesquisas realmente confiáveis (pa-
gas, por exemplo, com verba de agências
de fomento públicas, como o CNPq e a
Capes no Brasil). Sabe aquela impressão
de que alimentos como ovo, leite ou
carne em um dia são recomendados
pelos médicos e, no outro, declarados
inimigos da vida saudável?
Pois é: não é só impressão. Em
muitas ocasiões, esse cabo de guerra
surge porque os interesses de uma
empresa do setor alimentício estão
em conflito com as conclusões de um
grupo de pesquisa independente – ou
mesmo com os de outra empresa, que
também financia os próprios estudos
para argumentar na direção oposta. O
jornalismo flutua ao sabor dessas idas
e vindas – e o público leigo fica tão
confuso que desiste de entender se
uma comida é “do bem” ou “do mal”.

SI_407_Perfil_Marion Nestle.indd 62 15/08/19 18:37


hipótese, planejar um experimento capaz
de confirmá-la ou refutá-la, realizar esse
experimento e analisar seu desfecho.
Nestle já se viu presa em várias po- Às vezes, a empresa determina qual
lêmicas desse naipe. Certa vez, recebeu será a hipótese antes de distribuir a bol-
uma carta ameaçadora do advogado da sa. Por exemplo: os produtores de aba-
Associação do Açúcar dos EUA. Ele cate Haas – aquele clássico, verde pálido
ameaçava processá-la por afirmar que com uma enorme semente – ofereceram
refrigerantes contêm... açúcar. “Como um julho uma bolsa de US$ 50 mil para
é amplamente sabido por especialistas financiar uma pesquisa sobre possíveis
no campo da nutrição, refrigerantes não associações entre abacate e diabetes. Um
usam açúcar (isto é, sacarose) há mais dos critérios é que “toda pesquisa em
de 20 anos”, dizia a correspondência. nutrição deve ser motivadora e perti-
Na verdade, alegou o representante, nente para o público-alvo consumidor de
o que adoça a bebida é uma substância maneira a apoiar a missão de aumentar
chamada xarope de milho rico em fruto- o consumo de abacate nos EUA”. É em
se (high fructose corn syrup – ou HFCS). frases assim que está embutido o viés:
Trata-se de uma bomba calórica que pas- a proposta escolhida acaba sendo a que
sou a ser empregada pela indústria como oferece maiores chances de favorecer o
substituto barato da sacarose a partir abacate. E os pesquisadores correm o
da década de 1980. “Na realidade, tanto risco de analisar as conclusões de uma
a sacarose como o HFCS são açúcares. maneira que ajuda a fruta (por exemplo,
É melhor, portanto, consumir qualquer atribuindo um caráter positivo a um dado
um deles em pequenas quantidades. A que não é negativo – perceba que “fazer
meu ver, a diferença mais clara entre a bem” é diferente de “não fazer mal”).
sacarose e o HFCS é que eles são re- “Escrevi esse livro um pouco para
presentados por associações comerciais que meus colegas tenham mais cons-
diferentes, que estão em conflito entre ciência do problema. Boa parte dos
si”, diz Nestle em Uma Verdade Indigesta. nutricionistas vê as companhias de
Em suma: o pessoal do açúcar de cana alimentos como parceiras”, diz Nestle.
não quer ser associado ao pessoal do Mas se até para os nutricionistas é
açúcar de milho – e vice-versa. difícil enxergar a influência da indústria
Casos assim dão a impressão de que nas pesquisas, que conselho dar para
os nutricionistas agem de má-fé – acei- o público leigo? “É preciso usar o bom
tando suborno abertamente e ignorando senso”, diz a cientista sobre o sensaciona-
dilemas éticos. Não é bem assim que lismo nas notícias. “Se soa inacreditável,
funciona. “Os efeitos do financiamento provavelmente é inacreditável. A ciência
são reais, mas, normalmente, ocorrem se move de forma incremental, em pas-
em um nível inconsciente”, diz Nestle. sos pequenos. Os grandes avanços são
Para afirmar isso, ela se baseia tam- extremamente raros. Seja cético.”
bém em estudos de outras áreas. Por E quanto a ter uma alimentação equi-
exemplo: uma revisão de mais de mil librada, bem... essa é a parte mais fácil.
pesquisas da área biomédica realizada Marion diz comer muitos vegetais, junk
em 2003 calculou que pesquisadores food de vez em quando e doces nem tão
com conexões no setor privado eram de vez em quando. “Comer de forma sau-
quase quatro vezes mais propensos a dável é simples. Eu sigo o conselho do
tirar conclusões favoráveis à indústria escritor Michael Pollan: coma comida,
do que os que não tinham esses laços. não muita, na maioria plantas.” S
Outro estudo, este de 2000, vas-
culhou 500 documentos e descobriu
que presentes, refeições, pagamentos
de viagem e visitas de representantes Marion Nestle,
estavam relacionados ao aumento de 82, é doutora em
prescrições de remédios de certas mar- biologia molecular
cas por médicos. O viés pode surgir em e professora da
vários estágios da aplicação do método Universidade de
científico – que envolve formular uma Nova York. Defende
alimentação e ceti-
cismo saudáveis.

setembro 2019 super 63

SI_407_Perfil_Marion Nestle.indd 63 15/08/19 18:37


linguística

grandelândia
Alasca
Não é país, claro, mas entra aldeia
Texto Ana Carolina Leonardi  de bônus aqui: Alasca vem de Canadá
Ilustração Leonardo Yorka  Alakchak, palavra usada pe- Vem de kanata – “vilarejo”,
Design Carol Malavolta los nativos para denominar a ou “conjunto de cabanas” em
península – e que quer dizer iroquoi. A aldeia em questão

Atlas
“Terra Grande”. Os russos, ficava no atual Estado do
que eram donos do lugar até Québec. Jacques Cartier, um
1867, já tinham adaptado explorador do século 16, ouviu
para Aliaska. a palavra e, talvez por enga-
no, passou a chamar assim
o território todo. Pegou.

etimológico A origem dos nomes dos países

Mongólia, Espanha, Rússia e até Brasil.


O que essas palavras realmente signifi-
cam? Descubra nas próximas páginas. 1 terra fértil
Cuba
Pode vir de cubanacan, em taino, que
significa “lugar central”, ou de ciba,
Um monte de gente sabe que “assentamento” – e, olha só, vem que quer dizer montanha ou gruta.
Venezuela significa “pequena da mesma raiz que deu origem
Veneza”, e Japão, “Terra do Sol aos verbos stare, em latim, e 2 Águas barrentas
Nascente”. Mas e México, Egito, stand, em inglês. Belize
Nigéria? Todo nome de país vem Alguns países chamam só o
de algo palpável. Tipo: Niger, o equivalente a “nossa terra”. Ou- 3 PROFUNDEZA
país africano, vem do Rio Niger, tros, algo como “o lugar dos que Honduras
que cruza a Guiné, o Mali, o Ni- sabem falar” (caso de Arábia ou
ger e a Nigéria. Eslováquia). Ou seja: refletem a 4 LAGO DO CACIQUE
Mas e o nome do rio, vem de infância da civilização, quando Nicarágua
onde, então? Opa: da palavra ger- era possível imaginar que quem A tribo nativa da região ficou conheci-
-n-ger, um termo antigo que sig- falava línguas estranhas estava da como Nicarao – graças ao cacique,
que tinha esse nome, e governava
nifica “rio dos rios”. Então Niger só balbuciando. quando os espanhóis chegaram. A
é “rio dos rios”, e Nigéria, “terra Nota: por conta do limite de parte “água” do nome vem do espa-
do rio dos rios”. Ufa. E claro: o espaço, algumas micronações nhol mesmo: os nicaraos viviam perto
sufixo “ia”, de Nigéria, Rússia, não aparecem neste atlas – é o de um lago – “a água dos nicaraos”).
Áustria, que vem do latim, sig- caso de certas ilhas do Caribe
nifica “terra” – igual o germâ- e do Pacífico. Mas elas estão na terra rodeada de água
5 Guiana
nico “land” (“solo”), e que virou versão eletrônica desta matéria,
“lândia” em português. Também que você encontra no site da 6 Guiana Francesa
tem o o persa “istão”. Significa SUPER. Boa viagem!

64 super setembro 2019

SI_407_NomesMapa.indd 64 16/08/19 23:30


verdelândia
Groenlândia

confederação de américo vespúcio


EUA
No início, eles eram isso mesmo: nações
vizinhas que, cada uma com a sua
identidade, se juntaram para declarar in-
dependência da Inglaterra. Por estarem
no continente americano, adotaram a
homenagem a Vespúcio.

7 República (mais ou menos)


de Simón Bolívar
Bolívia
O fundador do país, general An-
tonio José de Sucre, queria pedir
a independência da região, mas
sem ofender o revolucionário
Simón Bolívar, que era contra
maré baixa a fragmentação da América do
Bahamas Sul. Propôs então “República Bo-
lívar”. Simón achou exagerado, e
terra montanhosa ficou só Bolívia. Mais discreto.
Haiti
8 rio dos marinheiros
república da Paraguai
1
ordem de são
domingos
umbigo 2 República 9 rio dos pássaros
da lua longe, bem longe Dominicana ou caracóis
3 Uruguai
México montão de Panamá
A origem é árvores
incerta. Mas Guatemala
4 pequena
10 terra do prata
pode vir da veneza
Venezuela Argentina
junção das
jesus cristo 5
palavras as- 11
El Salvador 6 11 terra dos
tecas mētztli
(Lua) e xīctli surinen
costa rica Suriname
(umbigo, no
Costa Rica
sentido de É o nome de
“centro”). uma etnia de
lá. O signifi-
terra de colombo
cado original,
Colômbia
porém,está
equalizador perdido.
Equador
vermelho-fogo
Brasil
Birúlândia A hipótese mais
Peru 7
aceita é de que o ba-
No ano de 1515, exploradores espanhóis ainda tismo tenha, sim, a
não conheciam o sul da América Latina. 8 ver com o pau-brasil.
Alguns dos pioneiros que foram ao sul do Tinturas vermelhas
Panamá voltaram contando histórias de um produzidas a partir de
grande cacique chamado Berú, ou Birú. A árvores já eram bastante
teoria mais aceita é que a corruptela desse comuns ao redor do mundo.
termo deu origem ao nome Peru – mas todos O termo “brasil”, portanto,
os documentos deixam claro que esse não era já existia nesse contexto, vin-
o nome que os nativos davam à terra, e sim do do francês brésil – usado
um apelido adotado pelos colonizadores. para tinturas vermelhas com
9 cor de brasa (que por sua vez
limite do mundo vêm do latim brasile). Em
Chile 10 última instância, todos os
termos designam pigmentos.

setembro 2019 super 65

SI_407_NomesMapa.indd 65 16/08/19 23:30


1 terra dos ferozes 13 dez flechas 21 fronteira canal estreito
França Hungria Ucrânia Inglaterra
Vem dos francos, o povo Engle + land = England: Terra dos an-
germânico que daria origem 14 República de Čech 22 campo de pássaros glos. Mas calma. O nome se originou
à França atual. Significa República Tcheca Kosovo na terra de onde os anglos migraram,
“ferocidade” ou “coragem”. a Anglia, atual território da fronteira
A mitologia do povo tcheco da Alemanha com a Dinamarca. A
Depois que eles conquista-
diz que Čech foi o líder que raiz da palavra seria angh, estreito,
ram a região, “franco” ga-
levou seu povo a migrar pelos canais estreitos de água ao
nhou também o sentido de
para a região da Boemia na redor da península da Anglia. Por
homem livre, em oposição
Europa central. coincidência, a terra que os anglos
aos servos ou escravos.
adotaram também é separada do
15 terra dos que falam continente por um canal estreito de
Eslováquia água (o Canal da Mancha, claro).
2 pequena fortaleza
Luxemburgo Vem dos eslavos, cuja raíz
é slovo, que quer dizer
“palavra”. Os eslavos eram
3 terra da madeira
o “povo que fala” – mais
Holanda
especificamente, que usa
a mesma língua. A palavra
4 floresta plana usada para “estrangeiro”
Dinamarca está no mesmo contexto:
Vem da raiz associada němci, “os que murmuram”,
ao protoindo-europeu, ou seja, aqueles que não são terra do gelo
den, que quer dizer compreendidos. Islândia
“terra plana”, somada
a mork, algo como
“floresta fronteiriça”.
Na mitologia dinamar-
quesa, porém, o nome
vem do rei lendário Dan, 16 campo
Polônia terra da multidão
cuja história é contada
Escócia
nos poemas escandina- Os poloneses se chamam de
vos medievais. Pols. O nome vem da tribo
dos Polanos, que por sua vez
vem do protoeslavo pole,
5 Nossa terra “campo” ou “planície”.
Alemanha
Deutschland, o nome do
país para os alemães, terra da fartura
17 Rio Irlanda
vem de diutisciu (da Lituânia
gente) e land (terra).
País dos compatriotas
18 Rio País de Gales
6 templo único
Letônia
Mônaco
Vem de Monoikos:
“templo de um só
19 terra do leste porto-porto
Estônia Portugal
deus”, em grego.
Vem da junção de Portus Cale.
20 Rus branca Portus é latim para porto. E
7 queimadas
Bielorrússia Cale era um povoado no norte
Suíça
de Portugal onde fica hoje a
A raíz “bel-” de Belarus, ou
Vila Nova de Gaia (vizinha
8 terra dos que falam Bielorrúsia, quer dizer “branco”.
da cidade do Porto). O nome
Eslovênia O motivo da “brancura” do país
parece vir dos celtas – talvez
não é bem estabelecido – já
de uma das divindades deles,
foi associado aos cabelos ou
9 lagoas Cailleach –, mas que, no dia
às vestimentas claras de seus
Croácia a dia, era sinônimo de abrigo,
habitantes eslavos. Outro
ancoradouro ou... porto.
sentido já proposto seria branco
Ironicamente, isso faz
10 Rio como “limpo”, “livre” ou “não
com que a palavra Portugal
Bósnia conquistado”. Essa teoria diz
signifique “porto-porto”.
que, durante a invasão do Impé-
11 terra das rio Mongol em todo o território
pessoas altas do Estado de Rus’ (ver Rússia),
a terra de Belarus jamais foi terra dos coelhos
Macedônia Espanha
subjugada. Nesse contexto, a
região seria chamada de “Rus’
12 Reino do leste branca”, ou seja, livre.
Áustria

66 super setembro 2019

SI_407_NomesMapa.indd 66 16/08/19 23:30


bélica caminho do norte terra remadores
Bélgica Noruega Finlândia Rússia
Roma teve uma província Vem do povo Rus’, que comandou um
na região chamada “Gallia território que ia do Mar Branco (norte
Belgica”, onde vivia um povo da Rússia) ao Mar Negro, até ser des-
reino dos parentes
conhecido como Belgae. A mantelado pelos mongóis no século 13.
Suécia
palavra vem do protoindo- Seus antepassados eram escandinavos, e
-europeu bhelgh, “inchar”. o nome vem da raiz nórdica antiga rods
Dessa raíz derivou o proto- –“remo” ou “remadores”.
celta belg, “inflar de raiva”. A
palavra “bélica”, latina, tem
outra origem, mas cai bem
para esse país de etimologia
esquentadinha.

19

4 18

17

3 20
16

14
2
15 21
12 13

7
1 8

9 10
22

rio de lama
6
Moldávia
11
romanolândia
Romênia

agitadores
filhos de heleno Bulgária
terra dos bezerros Grécia
A raiz seria o termo
Itália Os romanos chamavam a região bulğha, que significa
de Graecia, graças ao povo que “misturar” ou “agitar”.
vivia no noroeste grego, os Grai- A dúvida: talvez signifi-
montanhas koi – possivelmente um grupo que “miscigenar”, dan-
Albânia que se considerava descendente do o sentido de “povo
de Greacus, filho de Zeus na mestiço”; ou então de
montanha mitologia. Em grego, o país “perturbação” mesmo,
refúgio ou mel escura se chama Hellas, a “terra dos fazendo dos bulgars o
Malta Montenegro
descendentes de Heleno”. “povo desordeiro”.

setembro 2019 super 67

SI_407_NomesMapa.indd 67 16/08/19 23:30


1 As ilhas 17 soberano
Argélia Angola
A cidade de Argel foi
batizada como Al-jaza´ir, 18 Tsuanalândia
que quer dizer “as ilhas” em Botsuana
árabe – uma homenagem às
Os tsuanas são o grupo étni-
ilhotas que haviam perto da
co majoritário no território.
cidade. Os espanhóis adap- reino do poente
Botsuana, então, significa 1
taram o nome para “Alger”
“povo tsuana”, ou “terra dos Marrocos
e os portugueses inverteram
tsuanas”. Originalmente, os
algumas letras. Depois, o
tsuanas não usavam esse
país todo ficou conhecido
nome para se referir a si mes-
como Argélia (ou Algeria –
mos – eles eram chamados
a troca de letras permanece).
assim por um povo vizinho,
os Xhosa, e o significado do
2 Terra dos mouros apelido é desconhecido.
Mauritânia saara ocidental
Saara Ocidental
19 sotolândia
3 Canoa Lesoto
6
Senegal

4 terra dos íntegros


Guinea-Bissau Ilha verde 2
Cabo Verde
5 terra dos negros 3
Guinea
20 terra dos lobos
7
6 hipopótamo Georgia 4 5
Mali Os persas chamavam os
habitantes da região de
9
7 pátria da dignidade gurğ, que quer dizer lobo. Leoa deitada
8
Burkina Faso O nome se espalhou pelo Serra Leoa
Ocidente, mas os georgianos
8 margem chamam o país de Skartavelo,
Togo derivado de Karts, uma das
primeiras tribos a viver na
proto-Georgia. livrelândia 12
9 Terra do Aborreci- Libéria
mento e Irritação
Benin 21 protegida por fogo santo costa dos dentes
Azerbaijão de elefantes
10 lago Costa do Marfim
Chad
22 terra dos quase turcos
Turcomenistão guerreiro-chefe
11 camarões Gana
Camarões
23 terra dos libus
Rio dos rios
Líbia
12 21 de dezembro Niger
e joão ii Os gregos antigos já chama-
São Tomé e vam todo o Norte da África a
oeste do Egito de Libúē – pos- terra do rio dos rios
Príncipe
sivelmente porque os egíp- Nigéria
cios chamavam de “Libus” os
13 Sobretudo 25 Aquele que luta
membros de tribos berberes
Gabão e prevalece
que se aproximavam do Nilo vasto vazio
Israel
– o significado original dessa Namíbia
14 montanhas palavra foi perdido.
Congo 26 cidade do deus
supremo Terra sem frio do Sul
24 Templo da Alma de Ptá Síria
15 montanhas Egito África do Sul
República Democrá- Egito vem de hūt-kā-ptah, ou Os romanos já chamavam de Terra dos
tica do Congo 27 rio que flui Afri tudo aquilo que ficava ao sul da atual
“Templo (hut) da Alma (ka)
para baixo Tunísia. Mas não há consenso sobre a
do Deus Ptá, marido da deusa
Jordânia origem do termo. Uma teoria diz que ela
16 república Sekhmet. Em grego, foi
centro-africana simplificado para Gea Ptah, vem da palavra berbere ifri, que quer dizer
República Terra de Ptah, e depois 28 terra baixa “caverna”. Outra, bem provável, é que
Centro-Africana evoluiu para Aegyptos. Iraque venha do grego aphrike, ou seja, “sem frio”.

68 super setembro 2019

SI_407_NomesMapa.indd 68 16/08/19 23:30


Terra dos descendentes de Noé 20

Armênia 21 Lugar dos senho�


res de si mesmos
raízes ancestrais Uzbequistão
Turquia
22
28
acampamento branco
Tunísia
Líbano
26

25

27

23

30
24 29

terra de nobres
Irã

nação dos cavaleiros


31 Afeganistão
10
32 assentamento
Omã
felicidade
ao sul
Iêmen 29 purolândia
Paquistão
terra dos
É um nome artificial.
vaqueiros
Foi criado no século 20,
Somália
como um acrônimo de
16
terra dos terras muçulmanas (P de
11 bronzeados Punjab, A de Afgania, K de
Etiópia Kashmir). As letras foram
organizadas para começar
Montanha listrada com pak, que quer dizer
33 Quênia “puro”no dialeto urdu.
13 15
Navegar na mata 30 saudiândia
14
(E costa negra) Arábia Saudita
Tanzânia
Saudi deriva do rei que
Tan e Zan vêm das duas nações
escolheu o nome em 1932,
fundidas em 1964: Tanganyika –
Ibn Saud. Já “árabe” deriva
tanga (navegar), nyika (na mata)
de l’rab, “aqueles que falam
– e Zanzibar, do persa Zangibar
com clareza”, em oposição a
– zangi é “negra” e bâr, costa.
ajam, usado para estrangei-
ros – “os que falam de modo
incompreensível”
reflexo
17 34 brilhante
Malauí 31 terra dos negros
Sudão (e Sudão do Sul)

32 mar vermelho
Eritreia

35
33 reino da família
trono do xá Uganda
18
Madagascar

Moisés, o sultão comerciante 34 terra do grande rio


Moçambique Zâmbia
A origem mais aceita é o nome do comerciante
árabe que dominava o território quando os portu- 35 grandes casas de pedra
19
gueses o conheceram: Mussa Bin Bique. Mussa é o Zimbábue
nome islâmico equivalente ao Moisés judeu.

setembro 2019 super 69

SI_407_NomesMapa.indd 69 16/08/19 23:30


terra dos errantes
Cazaquistão
Terra dos cazaques (não con-
fundir com os cossacos!). São
um grupo étnico turco, cujo
nome quer dizer “nômade”,
“homem errante”.
1

terra do rio oceânico 3


Índia 8

A região é conhecida como Índia em


4
grego e latim desde o século
4 a.C. Quer dizer “terra do Rio Indo”.
Já o nome do rio vem do sânscrito 6
sindhu, que significa “como um
oceano” – geralmente usado 7
para grandes corpos de água.
povo forte e
veloz
ilha sagrada Myanmar
Sri Lanka
O nome original é
Sri = sagrado, lanka = ilha. Myanma, derivado
do termo mien, 5

que significa forte.


Segundo a tradição
guirlanda de ilhas
local, porém,
Maldivas Myanmar significaria
Do sânscrito maladvipa, que é “os primeiros habi-
interpretado como “pequenas tantes do mundo”
ilhas”, ou “guirlanda de ilhas”. – mas o sentido é
mais simbólico do
que etimológico. Ilhas da índia
Indonésia
Nesos é grego para
“ilhas”, e Indo vem
1 casa da lã 3 País do Sol de Índia.
Nepal Bangladesh
A origem é associada ao O sufixo desh quer dizer
termo tibetano nebal, que “país” – é o País dos
significa “casa da lã”, ou Banga, o povo que fala a
nepa, “cuidadores de gado”. língua bengali. A origem
Em sânscrito, o nome do de Banga é associada à
país é Nipa Alaya, que sig- palavra bonga, nome de
nifica “ao pé da montanha” uma divindade solar.
(do Himalaia).

2 terra do dragão 4 terra das pessoas 5 cidade da


Butão Laos montanha
Os franceses batizaram o Malásia
O nome oficial do país é
Druk Gyal Khap, terra ou território em nome do povo No original, o nome
reino do druk, o dragão do Lao. Os pesquisadores que do país é Melayo.
trovão. A palavra Butão em investigaram a raiz de “Lao” Vem de Malai (mon-
si vem de Bhot, que significa conseguiram reconstruir tanha) e ur (cidade).
Tibete – é provavelmente de- dialetos austroasiáticos até
rivado do sânscrito Bhot-ant, chegar ao fonema k.raw,
“fim do Tibete”. que quer dizer “pessoa”.

70 super setembro 2019

SI_407_NomesMapa.indd 70 16/08/19 23:30


intrepidolândia 6 cidade das montanhas
Mongólia Tailândia
terra do sol nascente
Japão No idioma mongol, mong quer Tai, no idioma local, teria
dizer “intrépido” – mas pode sido usada inicialmente no
Vem de Geppun, corruptela sentido de “pessoa”, “ser
ser derivado de Hmong, que é
que teria sido provocada por humano”. Historiadores
0 nome de uma etnia milenar
Marco Polo, ao tentar escre- afirmam, porém, que tai era
do Sudeste Asiático – e que
ver o nome que os chineses um nome que designava os
significa “pessoas livres”.
davam ao Japão: Rìběn, ou homens livres, separando-os
“origem do Sol”. Nihon, que dos escravos.
é o termo japonês, também
tem o significado de “grande
país de onde sai o Sol”. 7 Kambulândia
Cambodja
A origem muito disputada
alto e belo do nome geralmente é
Coreia do Norte associada ao sábio Kambu
império do meio
e do Sul Swayambhuva, figura lendá-
China Remete à dinastia ria que aparece nos Vedas do
Koryŏ, que reinou hinduísmo.
O nome remete à dinastia
do século 10 ao 14.
Tsin, ou Chin, que tomou o
(918–1392). O nome 8 povo do sul
poder no século 3 a.C. e foi
pode ser traduzido Vietnã
responsável pela construção
como “alto e belo”.
da Muralha. Em mandarim, Vietnã era originalmente
porém, o nome oficial do país Nam Viet, com nam querendo
é Zhōngguó – cuja tradução é dizer Sul, e viet, um dos
“Império do Meio”. Nova áfrica de grupos que viviam ali.
cabelo cacheado
ilhas de felipe Papua-Nova Guiné
Filipinas Papua tem origem malaia.
Foram batizadas em Papuwah, que quer dizer “encaraco-
homenagem a Felipe II, lado” ou “frisado”, provavelmente
rei da Espanha no século 16. em referência aos cabelos dos na-
tivos. Nova Guiné foi o nome dado
pelos portugueses, em referência às
colônias africanas também chama-
das de Guiné.

ilhas das minas


do rei salomão
união das Ilhas Salomão
oito ilhas O explorador espanhol
Tuvalu Álvaro de Mendaña de Neira
encasquetou que as lendárias
riquezas bíblicas do Rei Salo-
terra do sul mão teriam vindo, em parte,
Autrália nossa terra eterna de minas escondidas nessas
No século 5, já havia Vanuatu ilhas. A fonte infindável de
pátria
mapas que mostravam Fiji riquezas não estava lá, logi-
terras imaginárias no He- camente, mas o nome ficou.
misfério Sul, que nunca
sul
tinham sido visitadas por
Tonga
europeus. Motivo: uma
teoria de que o mundo
teria que ser “equilibra-
do”, e a massa de terra do
Sul teria que existir para terra da longa nuvem branca
contrabalancear a do Nova Zelândia
Norte. Esses lugares fic- Zee quer dizer mar, e land, claro, é terra.
tícios eram chamados de É que a Zelândia original é uma região lito-
Terras Australis. Quando rânea cheia de ilhas e terrenos alagadiços
descobriram a Austrália, nos Países Baixos. Essas ilhas da Oceania
usaram o nome clássico. formariam então as “Novas Terras do Mar”.
Só que os maoris, nativos de lá, chamam o
país de Aotearoa, “A terra da grande nuvem
branca” – na mitologia local, um explorador
maori descobriu o lugar depois de seguir em
busca de terra firme guiado pela tal nuvem.

setembro 2019 super 71

SI_407_NomesMapa.indd 71 16/08/19 23:30


1241436-ABRIL COMUNICAÇÕES-2_1-1.indd 72 15/08/2019 12:05:34
1241436-ABRIL COMUNICAÇÕES-2_1-1.indd 73 15/08/2019 12:05:35
oráculo ilustração thunder Rockets Edição Bruno Vaiano
7
horas. É o tempo que uma
célula humana leva para criar
uma cópia de seu DNA – que
ficará com a célula-filha após
uma divisão celular. Um geno-
ma dá 1,5 GB, ou dois CDs. (1)

Como as
células de
um embrião
sabem qual
órgão devem
formar?
Pedro Lago, Ananindeua, PA

Cada célula-tronco contém uma cópia do DNA


do bebê, com instruções para fabricar qualquer órgão.
A diferenciação ocorre porque cada célula aciona os ge-
nes necessários para se tornar um órgão específico – e
desliga os demais. Mas como a célula sabe quais genes
deve acionar? A resposta é que ela é instruída por genes
de patente mais alta, que traçam o mapa do corpo. Por
exemplo: há genes chamados HOX que definem qual tre-
cho do embrião se tornará o quê: o 1º HOX da fila manda
as células fazerem a cabeça, o 2º, o pescoço, o 3º, o topo
da coluna, e por aí vai. Em experimentos com moscas, se
você enxerta um gene HOX de fazer cabeça na posição do
HOX de bumbum, o inseto nasce com antenas no traseiro.
Outros genes desse tipo funcionam com degradês: o
que forma a mão, por exemplo, libera uma substância na
ponta do braço. Onde ela está mais concentrada, nasce
o dedinho; onde está menos, o dedão. (2)

74 super setembro 2019

SI_407_Oraculo.indd 74 16/08/19 18:23


Por que às vezes não sentimos dor logo
após sofrer um ferimento muito grave?
Robenildo Santos, Ibirapitanga, BA

Por causa de um fenômeno chamado analgesia induzida pelo estresse


(SIA) – o jeito que o seu corpo dá de impedir que você preste atenção ao
ferimento para fazer coisas mais importantes. Tipo, no caso de um Homo
sapiens pré-histórico, fugir do animal feroz e dentuço que te atacou. Um
coquetel de substâncias como adrenalina (que aumenta sua capacidade de
concentração) e opioides endógenos (analgésicos da família da morfina, só
que produzidos pelo próprio organismo) bloqueia o caminho da dor pelos
nervos que ligam as extremidades do corpo ao cérebro via coluna vertebral.
O grau em que a dor é bloqueada varia de pessoa para pessoa (3)

A lataria de um carro sem Como funciona um raio X


pá pum blindagem dá alguma prote- hospitalar?
ção contra tiros? Luiz Macedo Neto, Belém, PA
Leonardo Muniz, São Paulo, SP
O primeiro passo é aquecer um filamento de
Não. Um automóvel é feito de metal – igualzinho acontece em uma lâmpada
materiais como plástico, alumínio incandescente. Em resposta, o metal libera
Quantos dinossauros e aço, em espessuras insuficientes elétrons. Esses elétrons têm carga elétrica
são conhecidos?
Baby da Silva Sau- para conter um projétil. Ou seja: negativa – e são atraídos pela carga oposta, a
ro, Pangeia a tática de se proteger atrás de positiva. Para alegria dos elétrons, o filamento
uma porta durante um tiroteio, fica dentro de um tubo, e na outra ponta desse
Aproximadamente 1,1 comum em tantos filmes, é mito. tubo há uma carga positiva enorme. Os elé-
mil gêneros de dinos
que não são aves foram Mas, dependendo da distância do trons se arremessam em direção a essa carga,
identificados. atirador, do ângulo dos disparos e e batem com tudo em uma peça de metal.
do calibre da arma, quem está no Os átomos que compõem o metal atingido
interior do veículo pode se safar perdem seus próprios elétrons (eles são arre-
número incrível com alguma sorte. É que a bala, messados para longe como bolas de sinuca).

1,07
ao atravessar a lataria, às vezes se Isso gera um rebuliço: os elétrons que sobram
desvia de sua trajetória. Só acon- se reposicionam na órbita de seus átomos –
tece com armas de baixo calibre, liberando raios X, que são um tipo de radiação
é claro. No caso de um disparo eletromagnética, no processo. Esses raios X são
de fuzil, a munição barra pesada disparados no seu corpo. Onde há ossos, eles
metro. Era a espessura
da blindagem do cruza- rasga a lata que nem papel; dificil- atravessam em menor quantidade – formando
dor HMS Inflexible, da mente perde o rumo. (5) a imagem do esqueleto na tela. (6)
1ª Guerra Mundial. (4)

OUTRO DADO
RELEVANTE SEM
NENHUMA LIGAÇÃO Dizem que a luz não. Tanto manhã quanto tarde têm momentos de Sol “bom” e

107%
do Sol da manhã “ruim. No comecinho da manhã, até 10h, a incidência de radiação ul-
é diferente da luz travioleta do tipo B (UVB), a mais nociva, é menor. E à tarde, os raios
do Sol da tarde. É UVB também diminuem de intensidade a partir das 15h. A explicação
verdade? é que quando o Sol está baixo no céu – seja porque acabou de nascer
do tempo de volta do
@ssmarinna, ou está prestes a se pôr –, a radiação dele precisa atravessar uma ca-
piloto mais rápido. É o
que um piloto de Fórmula via Instagram mada de atmosfera mais grossa para nos alcançar, e é filtrada. Assim,
1 precisa alcançar para se essa diferença só importa na arquitetura: uma janela voltada ao Leste
classificar para a corrida. pega Sol à tarde – o que deixa o cômodo mais abafado à noite. (7)

Reportagem Bruno Vaiano, Guilherme Eler, Ingrid Luisa, Maria Clara Rossini. Fontes (1) Science Museum de Londres (2) Livro Your Inner Fish, de Neil
Schubin; Alysson Muotri, biólogo. (3) Artigo Stress-induced analgesia, Ryan K. Butler e David P. Finn. (4) Guinness World Records (5) Jorge Tebet, da
Associação Brasileira de Blindagem. (6) University College de Dublin. (7) Dr. Elimar Gomes, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). setembro 2019 super 75

SI_407_Oraculo.indd 75 16/08/19 18:23


oráculo

Os sobreviventes do Titanic
receberam indenização?
Caio Henrique Carniatto, Maringá, PR

Não. Após o navio Carphatia aportar em Nova York com os 706 sobreviventes
do naufrágio, os advogados da companhia White Star Line alegaram que o
choque com o iceberg foi inevitável e conseguiram escapar da responsabili-
dade. As vítimas, felizmente, não ficaram desamparadas: Ernest P. Bicknell,
diretor da Cruz Vermelha dos EUA, criou um fundo de amparo chamado Titanic
Relief Fund, que arrecadou, via doações, US$ 161,6 mil – em valores atuais, isso
dá Us$ 4,2 milhões, ou R$ 17 milhões. A ideia cruzou o Atlântico, e a versão
britânica do fundo arrecadou cerca de £ 413 mil – atualizando, ficamos com
£ 46 milhões, quase R$ 250 milhões. De 1912 até 1959, o fundo fez doações
anuais às vítimas. A última sobrevivente da tragédia morreu em 2009. Mas
se o amparo às vítimas foi falho, as seguradoras não foram: a White Star Line
recebeu uma quantia de £ 1 milhão do seguro do navio com menos de um mês
após o acidente, o que, corrigindo de acordo com a inflação, corresponde a
mais de £100 milhões, ou quase R$ 500 milhões. (1)

Qual é o melhor exercício físico: andar de bici- Se a tela de uma


cleta ou correr? TV desligada é lista
@ledesmajaisonluiz, via Instagram acinzentada, como Como chamam
ela reproduz uma os sete anões em
Se o critério for a quantidade de calorias perdidas cor preta tão escura outras línguas?
por minuto, a corrida é melhor. Segundo o American quando está ligada?
College of Sports Medicine, uma pessoa de 80 kg Aline Ferreira da
queima cerca de mil calorias em uma hora de corrida Silva, Ubiratã, PR
Mestre, Dengoso, Atchim,
– contra as 850 calorias queimadas por quem pedala a Feliz, Dunga, Soneca, Zangado.
uma velocidade entre 18 e 25 km/h. A corrida também Ela não reproduz. O Só que não.
tem suas desvantagens, claro: o risco de lesões é bem preto que você vê na TV
Francês
maior, e você pode desgastar suas articulações inferio- de tubo é o mesmíssimo 1 Prof, Grincheux, Dor-
res (como o joelho). A verdade é que a diferença nos tom acinzentado de meur, Timide, Joyeux
resultados das duas atividades é pequena, e pode variar quando a tela está Atchoum, Simplet.
dependendo do ritmo da corrida e da intensidade das desligada. Acontece que
pedaladas. E elas são igualmente ótimas para melhorar nosso cérebro interpreta Espanhol
2 Sabio, Gruñón, Dor-
a aptidão aeróbica – o que está intimamente ligado a a cor de maneiras dife-
milón, Tímido, Feliz,
um menor risco de doenças e a mais anos de vida. No rentes quando a vê pura Mocoso, Mudito.
fim, o que vale é a sua preferência. (2) e quando está acompa-
nhada de outras cores, Inglês
no contexto da cena que 3 Doc, Grumpy, Sleepy,
está sendo exibida. É o Bashful, Happy, Snee-
zy, Dopey.
mesmo princípio que
permite que você veja
PERGUNTE AO uma bola branca em uma 4
Italiano
Brontolo, Cucciolo,
ORÁCULO sala escura como sendo Dotto, Eolo, Gongolo,
Mammolo, Pisolo.
Escreva para branca – mesmo que,
oraculo@abril.com.br na prática, ela pareça
Alemão
mencionando sua cidade e cinza por causa da baixa 5 Chef, Brummbär,
Estado – ou mande a pergunta luminosidade. Obrigado,
via direct no Instagram. Happy, Schlafmütz,
cérebro. (3) Pimpel, Hatschi, Seppl.

76 super setembro 2019

SI_407_Oraculo.indd 76 16/08/19 18:23


só acredito
vendo É caro comer no É bem pior em outros lugares.

Brasil ou é pior em No gráfico abaixo, descubra


qual parcela dos gastos de um

outros países? consumidor médio é dedicada a


comprar alimentos em cada país.
Seu Madruga, México

canadá rússia Cazaquistão china


9% 30% 43% 22%
Fonte United States Department of Agriculture (USDA) Economic Research Service, Our World in Data, Universidade de Oxford.

Noruega
12%
Suécia
13%

Irlanda
9%
Reino Unido
8%

japão
Coreia 14%
nigéria do Sul
EUA 59% 13%
6% México
23% Índia Filipinas
Guatemala 30% 42%
41% Bolívia Indonésia
29% Quênia 31%
Costa Rica 52%
26%
Peru
26%
Chile
16%

Uruguai
19%
argentina brasil camarões África do Sul austrália
45% 19% 10%
28% 16%

Porcentagem dos gastos dedicada à alimentação

0% - 9% 10% - 19% 20% - 29% 30% - 39% 40% - 49% 50% - 59%

Se um diamante só pode ser lapidado Outros duros de matar


por outro diamante, como o primeiro
diamante foi lapidado?
Julianne Laurindo, Paraná, PR

O diamante bate 10 na escala Mohs de dureza: é


difícil riscá-lo usando um material abrasivo. Mas Grafeno Kevlar teia de aranha
ele não tem tenacidade, que é resistência à ruptu- É tão fino e leve O material resiste A da espécie
ra. Bater com um martelo na direção correta é su- que uma folha de a 4 vezes mais Caerostris darwinini
menos de 2 tone- tração (isto é, a é a coisa mais re-
ficiente para fragmentá-lo em pedaços menores. ladas é suficiente esticamento) que o sistente produzida
A pancada tem que ser no local exato para não para cobrir o Brasil. aço sem rasgar. pela natureza.
quebrar a gema em segmentos inaproveitáveis. (4)

Fontes (1) Lloyd’s, The UK National Arquives, The USA National Arquives. (2) American College of Sports Medicine.
(3) Livro Como a Mente Funciona, de Steven Pinker. (4) Antique Jewerly University. setembro 2019 super 77

SI_407_Oraculo.indd 77 16/08/19 18:23


Existem múmias gordas? Por que temos pelos nas
@pedroivoantunes, via axilas?
Instagram @ingridguerra_duarte,
via Instagram
Não. Cintia Gama – que é
especialista tanto em história A resposta não é cabeluda.
do Egito quanto em história A função é diminuir o cons-
da gastronomia – explica que tante atrito da pele do braço
“no processo de mumificação, com a do tronco. As glându-
há uma secagem dos tecidos las sebáceas, presentes nos
corpóreos. Eles encolhem, folículos, lubrificam os pelos
dando a impressão de que e, consequentemente, a
todas as múmias são magér- pele que encosta neles. Com
rimas”. Em resumo, uma mú- menos atrito, diminuem as
mia é uma uva passa de gente. chances de assadura. Hoje,
A desidratação é essencial desodorantes cumprem a
para preservá-la. Os únicos função lubrificante – pode
registros fiéis que restaram depilar à vontade. Uma

Por que
das panças egípcias são es- hipótese bastante discutida
tátuas – como a de Sheikh el é que os pelos, em nossos
Beled, no Museu do Cairo, que ancestrais, colaborassem
na verdade representa Kaaper, com a liberação de cheiros

algumas aves
um escriba e sacerdote da que serviam para atiçar
quarta dinastia. A escultura é possíveis parceiros sexuais.
importante porque, na pintu- Mas o ser humano contem-
ra bidimensional da época, as porâneo não tem os órgãos

não voam?
barrigas não eram desenhadas necessários para detectar
fielmente. (2) feromônios. (3)

Arlete Amâncio, Capivari, SP

Para nós , voar parece útil em qualquer situação. De lost in


fato, fica mais fácil se deslocar por longas distâncias,
atacar presas no chão e escapar de predadores. Acontece
translation
Origem Argentina
que trilhar os céus também é um sacrifício: exige muita
energia e limita o tamanho do animal. Ao longo da Remar em doce de leite
história da vida na Terra, algumas aves (como o kiwi
neo-zelandês e o famoso dodô) que colonizaram ilhas Remar en dulce
isoladas se deram bem no chão – onde havia muita
comida e poucos predadores. Já no caso das galinhas,
a seleção articial para domesticação forçou as asas a
de leche
diminuírem. Nos dois casos, indivíduos que não voa- Quando algo exige muito esforço. Já pensou como é ruim remar em
uma substância tão viscosa?
vam eram mais vantajosos por algum motivo. (1)

Eutanásia Não. Hobbes diria que autorizar


pensando deve ser au- esse tipo de morte diminui o
valor da vida – abrindo espaço
bem... torizada? para se debater outras formas de
Filósofos de Carmelita Santos, matar pessoas por motivos menos
ontem opinam em Paracatu, MG aceitáveis. Além disso, é impossível
assuntos de hoje saber se uma pessoa que já afirmou
por Bruno Vaiano querer ser eutanasiada manterá
Thomas Hobbes esse desejo se um dia estiver
1588 – 1679
inconsciente, sem poder decisório.

78 super setembro 2019 Imagens Wikimedia Commons / Divulgação

SI_407_Oraculo.indd 78 16/08/19 18:23


manual Como arrumar 3
o armário?
Organize camisetas
por Rafael
Battaglia como um arquivo
Empilhar é uma armadi-
lha: você precisa mexer
nas de cima para pegar
as de baixo, o que é ba-
gunça na certa. E a pilha
te induz a usar só as que
2 já estão no topo – as da
1 4 base são esquecidas.
Organize em
etapas
Organize o seu
armário aos
poucos, ao longo 4
de alguns dias. De cuidado com cabides
preferência, uma Evite pendurar suéteres
parte por vez: e lãs, que ficam marca-
gavetas, estantes, das. Melhor dobrar. Se
cabides... Tirar só der para pendurar,
tudo de uma vez é cabides de veludo ame-
exaustivo – e você 5 nizam o problema. Alças
desiste no meio. de roupas pesadas,
como vestidos de festa,
também deformam.

2
Pense na
ergonomia
Ilustração Gil Tokio. Fontes (1) Cora Fernandes, personal organizer; Roberta Crocomo,

Itens muito usa-


dos não podem
estar em lugares 5
de difícil acesso. 3 Use acessórios
Reserve o maleiro Guarde peças pequenas
professora do curso Organização de Residências do Senac-Piracicaba.

para itens espo- em caixinhas ou divisó-


rádicos, como rias. Embalar a vácuo
um casaco. Além peças que você não usa
disso, tente deixar com frequência é uma
todas as suas boa para falta de espaço.
roupas visíveis. Dobre camisetas com o
As escondidas no 1 auxílio de um gabarito –
fundo acabam vende em lojas de cama,
esquecidas. mesa e banho.

P a r a s a b e r m a is Pequenos conselhos

Separe doações sozinho Tênis sujos? Aromatizadores líquidos... Cabides infantis ajudam
Sua família pode te deses- Borrife com cuidado uma ...podem cair, vazar e man- Por serem menores, evitam
timular a descartar certas mistura de água e Cândida char suas roupas. Cuidado. que as calças escorreguem
peças por apego. na sola para higienizá-los. Prefira os sólidos. e caiam.

Talvez. Para o inglês, seu corpo é Talvez. Glover relativiza o medo


seu, você faz o que bem entender de Hobbes: não é suficiente afirmar
com ele: beba, fume e morra, que a autorização do suicídio as-
se quiser. O problema é se você sistido, da eutanásia ou mesmo da
estiver inconsciente – e tiver dado eutanásia sem consentimento pré-
instruções de antemão para sua vio do paciente abrem precedentes
família autorizar um médico a para relativizar homicídio: é preciso
praticar eutanásia. Nesse caso, avaliar como foi a experiência de
John Stuart MIll a liberdade de ação do médico
Jonathan Glover países que adotaram a medida para
1806 – 1873 conta: ele pode se negar. 1941 - saber o que acontece na prática. (4)

Fontes (1) Livro Song of the Dodo, de David Quammen (2) Cintia Gama, egiptóloga, doutora pela École Pratique des Hautes Études.
(3) Simone Neri, dermatologista. (4) Livro O que Nietzsche Faria?, de Marcus Weeks. setembro 2019 super 79

SI_407_Oraculo.indd 79 16/08/19 18:23


e se... realidades paralelas
Texto Fabio Marton

...O regime a Alemanha se reunificou, havia 63 mi-


lhões de alemães na parte capitalista,
contra 16 milhões na comunista. Ou

da Coreia
seja, eram quatro alemães ocidentais para
cada oriental. No caso das Coreias, são
51 milhões no Sul contra 25 milhões no
Norte - uma vantagem populacional bem

do Norte
mais modesta, de 2 para 1. E a situação
econômica também é outra. Em 1989, a
Alemanha Oriental era o país comunista
mais rico do mundo, com PIB per capi-

caísse?
ta de US$ 9.679 (US$ 19.789 em valores
atuais), contra US$ 17.697 (US$ 36.183
atuais) da Alemanha Ocidental. Entre as
Coreias? São US$ 29.742, no Sul, contra
Enfim, paz! A Zona Desmilitarizada míseros US$ 1.300 no Norte. O abismo
das Coreias – hoje, a zona mais milita- econômico é muito maior.
rizada do planeta – é aberta. O mundo E há a questão geopolítica. A queda
assiste em êxtase enquanto, como na do muro em 1989 foi possível porque a
Berlim de três décadas atrás, coreanos União Soviética estava passando pelos
atravessam a fronteira e vão abraçar seus processos de Glasnost (“abertura”) e
irmãos do outro lado. Uma das maiores Perestroika (“transparência”), ao mes- dos EUA. A China não iria assistir em
fontes de tensão geopolítica e constan- mo tempo em que estava exausta pela silêncio enquanto um aliado, por mais
te ameaça nuclear junta-se ao rol do Guerra do Afeganistão e o desastre inconveniente que seja, se transforma
mundo livre. “Jayu!” – liberdade! – can- de Chernobyl. Não havia energia pa- em um rival.
tam ambos os lados. E aí você acorda. ra fazer algo como em 1968, quando
A realidade não é assim tão idílica. a Primavera de Praga, a tentativa de Qual guerra?
“Ninguém derramaria uma lágrima reformar (ou encerrar, entendiam os A queda da dinastia Kim possivelmente
[pelo fim do regime norte-coreano], fosse soviéticos) o regime comunista na não terminaria em consenso: levaria a uma
comunista ou não comunista, coreano ou Tchecoslováquia terminou com uma disputa entre facções diferentes para de-
não coreano, esquerdista ou direitista”, invasão militar da URSS. terminar o destino da nação. A absorção
afirma o analista geopolítico Michael J. Hoje, há um obstáculo no caminho. A do país pela Coreia do Sul, que aos olhos
Deane, da Universidade Johns Hopkins Coreia do Norte é bancada pela China - do Ocidente parece óbvia, pode ser con-
(EUA). Deane é autor de um artigo a que não está em abertura nem em crise. siderada uma saída extrema e desonrosa
respeito, The Collapse Of North Korea: A Muito pelo contrário: parece ser o re- para os norte-coreanos, que desde crian-
Prospect To Celebrate Or Fear? (“O colapso gime totalitário mais bem-sucedido da cinha aprendem que seus primos do Sul
da Coreia do Norte: uma possibilidade a história, oposto diametral ao isolamen- não passam de capachos do Tio Sam, o
celebrar ou temer?”). Mas, pelo próprio to e penúria econômica da Coreia do diabo na Terra. E, de novo, existe um lu-
título do artigo, já dá para entender que Norte. Nos últimos meses, ao reprimir gar chamado China: cujo “socialismo de
não há muita razão para otimismo. Em- duramente uma onda de protestos em resultados”, já exportado com sucesso para
bora o fim do regime de Kim Jong-un Hong Kong, os chineses demonstraram o Vietnã, poderia ser adotado pela Coreia
seja um desejo praticamente universal, o tipo de coisa que poderiam estar dis- do Norte em seu futuro pós-Kim.
ele é distante. postos a fazer para resguardar a posição Então haveria três possibilidades, cada
O exemplo que todo mundo tem em da Coreia do Norte. Bem ou mal, ela uma defendida por uma facção diferente:
mente, a reunificação das Alemanhas, serve como uma barreira de proteção manter o modelo Juche (palavra que sig-
não é uma comparação válida. Primeiro, entre o território chinês e a Coreia nifica “autossuficiência” e batiza a ideolo-
o contraste entre os dois países: quando do Sul, que vive sob forte influência gia oficial do regime atual), mudar para o

80 super setembro 2019

SI_407_E se.indd 80 16/08/19 20:54


Gangnam
style.

modelo chinês ou, então, tentar construir Norte” alinhada à China (ou absorvida economia do mundo, pátria das onipre-
uma democracia capitalista à ocidental, por ela), e uma “Coreia do Norte do Sul”, sentes Samsung, LG e Hyundai. Que não
com provável unificação com o Sul. Não associada à sua vizinha capitalista. necessariamente abriria mão das armas
há acordo possível entre essas posições. nucleares herdadas do irmão do Norte,
Alguém tem que perder. E isso no país Final feliz? aumentando as tensões com a China.
mais militarizado do mundo, onde 25% da Suponha que a última opção prevaleça, O que todos esses cenários têm em co-
população é considerada ativa em orga- e haja um consenso na Coreia do Norte mum: caos, crise humanitária de grandes
nizações paramilitares. E onde há, todos para transformar o país em uma demo- proporções e tensão geopolítica no Leste
sabem, armas nucleares. Com potências cracia liberal e reunificá-lo à Coreia do Asiático, região que concentra 1 ⁄ 3 do PIB
externas interessadas em resultados dife- Sul. Um plebiscito decide o destino de mundial. Uma recessão para fazer 1929
rentes. Começou a fazer as contas? seus habitantes. Mais um entrave aqui: parecer marolinha, num contexto já de
O que pode acontecer é desde um pe- na verdade, teriam que ser dois plebis- tensão avançada, atingindo enormemente
queno e violento golpe, com um lado se citos. Afinal, a população sul-coreana uma China antagonizada pelo Ocidente.
impondo rapidamente, até uma guerra também precisaria ser ouvida sobre Se isso soa pessimista demais para você,
civil ou uma nova Guerra da Coreia, uma eventual reunificação. O número saiba que compartilham dessa opinião todas
desta vez com a China contra a Coreia de imigrantes norte-coreanos é relativa- as partes envolvidas, menos uma. “De fato,
do Sul e seus aliados. A primeira foi um mente baixo no país: pouco mais de 30 os vizinhos mais próximos da Coreia do
dos mais sangrentos confrontos do sé- mil. Ainda assim, eles constituem uma Norte – Coreia do Sul, Japão e China – acre-
culo 20, com até 3 milhões de mortos, subclasse que enfrenta preconceitos – o ditam que é mais barato manter a Coreia do
levando o mundo à beira do apocalipse sotaque os entrega – e tem dificuldade Norte a longo prazo, possivelmente de forma
nuclear. Uma Segunda Guerra da Coreia em se integrar. E há a já citada abismal indefinida, que vê-la cair no curto prazo”,
poderia, em tese, escalar para a Terceira diferença econômica. Mesmo a opção afirma Michael J. Deane. “Só os EUA, que
Guerra Mundial. Mas isso já é forçar democrática poderia terminar em caos enxergam o problema apenas pelo ângulo
um pouco o pessimismo. O resultado e fome. Em outras palavras, seria um militar, consideram essa queda como boa
poderia ser uma nova divisão do país, processo extremamente penoso, que a curto prazo.” E os americanos, embora
agora entre uma “Coreia do Norte do facilmente poderia desestabilizar a 12a mandem muito, não mandam em tudo. S

Foto Getty images e intervenções gráficas setembro 2019 super 81

SI_407_E se.indd 81 16/08/19 20:54


última página desculpa qualquer coisa e até logo

As grandes fomes Seca, guerra ou simples incompetência do Estado: listamos


as piores crises de fome do século 19 até hoje – e quantas
vidas cada uma ceifou. Por Bruno Vaiano e Juliana Krauss

legenda
Cada quadradinho colori-
do para a direita repre-
senta 500 mil mortes.
.777.000
a) - 11
CAUSA DAS MORTES
Guerr
(2ª
seca es
país
praga agrícola s
rio 2ª Guerra Mundial
enchente Vá A maior guerra da
UR
história, combinada SS
negligência do Estado com problemas locais, - 9.0
guerra causou crises de fome 00
em vários países. .0
colonização 00

a SS
- C - UR
hin
0
6.500 .150.00
hina
00 - C
Mao Tsé-tung
00.0
A coletivização das .0 7.17

0
11 6.3

0
terras pelos comunis-

7
.0
tas chineses matou 4
mais que qualquer
6

desastre ambiental.
nd

ia n d a
ia
. 0. 0 0 - I r d
Ín

00 - China
l

00 0 - Índia
-

i a - S u d 0 0 - C o n go
0

87 - Índia

anos
0
0 0 0 0 0. 0

1. 0 2
- Ir
0

.0 . 0 0

5.000.0
1846
ão

1860
1.5 0
97. 2
0
ti 00 00.

Holodomor Índia colonial 1868 0


As secas, soma- 1.0
3. 9

A estatização das
. 0 3. 0

fazendas da URSS das à negligência 1870


por Stalin desesta- dos colonizadores 1876
ingleses, geraram 0
nd ia

bilizou a produção
óp

1877 00
várias fomes con-
2. - E
d

agrícola – e dizi-
ia
2 - Ín

mou a Ucrânia. secutivas na Índia 1885


do século 19. 00
0.0 as
il

78 0

1888

0 Br in
3. .79

1. 0
ina
a

1888 -
99

0 0 C h 2.6 8
0.0 0 -
Ch

1896 6
1.00 0.00 2.
-

1896 0
nd 00

1 . 0
1897
- Í 50.0
ia

1899
00 3.2

1907
0
1921 0.
1927 .55
2
1932 S
RS
1934
0 -U
1941 .00 ja
1943 .3 00 hina sh bod
1 C de m
- la a
1943 000 Bang 0 - C
1946 4.000. - 00
2 0 0 .
0.0 1.605
1959 1.00
Cambodja 1974
Bombardeios dos EUA,o
regime do Khmer Rouge e 1979
uma guerra com o Vietnã:
tempestade perfeita.
N° DE mortOs

Fontes Banco de dados Our World in Data, da Universidade de Oxford. Com informações de Devereux (2000) Famine in the 20th Century;
82 super setembro 2019 World Peace Foundation (WPF), Famine Trends Dataset; Ó Gráda (2009) Famine: A Short History; International Disaster Database (EM-DAT).

SI_407_UltPag.indd 82 16/08/19 22:57


1241448-ABRIL COMUNICAÇÕES-1_1-1.indd 83 16/08/2019 15:03:33
1241227-EDITORA PLANETA DEAGOSTINI DO BRASIL LTDA-1_1-1.indd 84 15/08/2019 12:00:37