Você está na página 1de 71

INT CURSOS

MATERIAL DIDÁTICO
DATA BOOK
AULA 1
OBJETIVO
 O Data book é um livro de dados contendo todos os documentos que fizeram parte de um
empreendimento, seja ela de Construção Civil, Naval, ou de qualquer outra área da
Engenharia. É um dossiê da construção e montagem, ou mesmo de fornecimento, uma
coleção de documentos que conta a história de um processo, do início ao fim, evidenciando
tudo o que for importante para o cliente, e pode envolver as áreas Comerciais, Técnica e da
Qualidade.

 O Data Book não é coberto por nenhuma norma oficial, e, apesar de muitas empresas
seguirem Normas ABNT (a mesma utilizada para dissertações e trabalhos acadêmicos), cada
empresa adota critérios próprios e especifica regras para elaboração, definindo a
documentação, os formulários e os certificados que farão parte do data book.

 Uma coisa é certa: o Data Book é confeccionado no final da obra, quando todos os
documentos já sofreram alterações e estão na revisão final (as-built).

 As-built é uma expressão inglesa que significa “como construído”. Na área da arquitetura e
engenharia a palavra As Built é encontrada na NBR 14645-1, elaboração de “como
construído” ou “As Built” para edificações. Durante a obra, o projeto sofre alterações que
vão sendo revisadas também, e principalmente, na planta. Então, o documento começa na
revisão zero e vai ganhando letras ou números cada vez que tem alterações. A revisão As
Built, que traduzido seria “Como Construído” indica que é a revisão final, ou seja, que o
desenho está finalizado de acordo com o projeto. Com isso, ele não deve mais sofrer
modificações.
FINALIDADE
 Data book nada mais é do que controle de registro e que a norma regida é a ISO 9001:2008
(Sistemas de gestão da qualidade) controle de documento e de registro.

 O preenchimento do registro deve ser legível, e quando manuscrito deve ser à caneta azul.

 O registro deve conter a data, o nome e a assinatura do responsável pelo preenchimento.

 O registro deve fazer referência ao produto/serviço, utilizando-se de identificação apropriada


que permita uma futura pesquisa, ou a rastreabilidade do produto/serviço.
 Quando utilizado algum equipamento de medição (instrumento), deve-se anotar no registro
o número do equipamento (TAG) utilizado.

 Não utilizar corretivo para efetuar alterações no registro. Caso seja necessário fazer alguma
alteração em algum dado, passar um traço sobre o dado a ser alterado e anotar o dado
correto, rubricar e colocar a data da alteração. O emitente do registro poderá efetuar
alterações e o superior hierárquico apenas aquelas que não sejam de caráter técnico.

 Após esta rastreabilidade, arquivar de forma organizada todos os tipos de registros é levado
em consideração que estes estejam legíveis de forma que sejam prontamente recuperáveis,
em instalações que forneçam condições ambientais adequadas para prevenir danos,
deterioração ou perda. O arquivamento em formato de data book possibilita a pronta
recuperação da documentação.
FINALIDADE
 Existem casos de empresas ganhando causa trabalhista que evidenciaram pagamentos
em ações trabalhistas, essas ações são movidas após o término da obra.
 A proteção indica o responsável(colaborador, setor/área ou função) e o meio de
proteção pelo qual os registros são mantidos protegidos contra danos, rasuras e/ou
acessos indevidos.
 Exemplo: O meio de proteção dos Arquivos Eletrônicos pode ser através de
chave,senha eletrônica e para Arquivo Físico através do controle de Acesso Restrito.
 Identifica o responsável (colaborador, setor/área ou função) e a forma de indexação
utilizada para obtenção do registro, como ordem cronológica ou alfabética, nome do
processo ou outra referência que permita o acesso ao registro.
 Exemplo: O responsável pela recuperação da Ficha de Colaborador é o
Departamento de Pessoal, a forma de indexação é a ordem alfabética.
 O controle de registro determina qual o tempo de retenção de cada tipo de registro.
Os registros trabalhistas (ex.: normas de segurança do trabalho (PCMSO, PPRA, PP),
que são produzidos pelo RH/DP e SMS, costumam exigir um tempo de retenção
maior.
FINALIDADE
Um dos maiores interessados neste tipo de gestão são as empresas
certificadas pela
 ABNT NBR ISO 9000:2005 – Sistemas de Gestão da Qualidade – Fundamentos e
Vocabulário;
 ABNT NBR ISO 9001:2008 – Sistemas de Gestão da Qualidade - Requisitos;
 ABNT NBR ISO 14001:2004 – Sistemas de Gestão Ambiental – Requisitos com
orientações para uso;
 BS OHSAS 18001:2007 – Occupational Health and Safety Management Systems
Requirements (Saúde Ocupacional e Gestão de Sistemas de Segurança Requisitos);
VERIFICAR O CONTROLE DE
REGISTRO DO SGI
RESPONSABILIDADE
 Cada disciplina é responsável por assegurar que seus registros estejam legíveis e
rastreáveis; assegurar a integridade dos registros arquivados e assegurar a
transferência efetiva e ordenada da documentação do empreendimento ao cliente.
ESTRUTURA
 Os Data Books serão entregues à fiscalização mediante GRDT (Guia de Remessa de
Documentos Técnicos), após a conclusão dos serviços, em 01 (uma) via original em meio
físico, contendo todos os documentos atualizados em sua última revisão, classificados por
Unidade e apresentados conforme indicado abaixo:

 Pastas tipo AZ, tamanho A4;

 Sumário de cada volume, descrevendo as seções que o compõem;

 Descrição da seção, com relação dos documentos que a compõem;

 Volume geral contendo índice completo, com descrição, seções e listas de documentos de
cada volume.
IDENTIFICAÇÃO
 Identificação:

 Para cada disciplina terão modelos de capa, lombadas, índices, etiquetas e cores para
identificação a serem utilizados na apresentação dos Data Books.
Exemplo de Capa de Construção e Montagem
Exemplo de Lombada
Exemplo de capa de mídia magnética
Exemplo de Identificação da Mídia Magnética
Exemplo de Capa de Comissionamento
Exemplo de Lombada
Exemplo de Capa da Mídia Magnética de Comissionamento
Exemplo de Identificação da Mídia Magnética de Comissionamento
Para cada disciplina as cores de identificação serão diferentes.

Exemplo:
AULA 2
Verificar N-1710
DATA BOOK DE PROJETO
 Após a conclusão dos serviços e estarem os documentos de projeto em sua última
revisão, os mesmos devem ser entregues pelo empreendimento em meio digital
gravados em CD/ DVD e em papel organizados em pastas, classificados por
Unidades, disciplina e tipo de documento (LD, DE, FD, MC, MD, outros).
 Fazem parte do Data Book de Projeto os seguintes documentos:
 Lista de Documentos;
 P&IDs (centralizador de informações de processo, baseado em regras de engenharia
que ajudam a criar, manter e melhorar o projeto da planta.);
 Desenhos;
 Desenhos de classificação de áreas;
 Diagramas unifilares (O diagrama unifilar é um desenho que utilizando simbologia
específica, representa graficamente um a instalação elétrica, indicando, sobre a planta
arquitetônica;
 Diagramas funcionais (Representa o esquema elétrico e permite interpretar o
funcionamento ou seqüência funcional dos circuitos de forma clara e rápida. Os
equipamentos são mostrados exatamente como eles são.);
DATA BOOK DE PROJETO
 Exemplo de Diagrama funcional

 Diagramas de interligação (projeto e implantação da rede de fibra óptica);


 Fluxogramas (designa uma representação gráfica de um determinado processo ou
fluxo de trabalho, efetuado geralmente com recurso a figuras geométricas
normalizadas e as setas unindo essas figuras geométricas. Através desta
representação gráfica é possível compreender de forma rápida e fácil a transição de
informações ou documentos entre os elementos que participam no processo em
causa.);
 Diagramas de interligação (projeto e implantação da rede de fibra óptica);
DATA BOOK DE PROJETO
 Fluxogramas (designa uma representação gráfica de um determinado processo ou
fluxo de trabalho, efetuado geralmente com recurso a figuras geométricas
normalizadas e as setas unindo essas figuras geométricas. Através desta
representação gráfica é possível compreender de forma rápida e fácil a transição de
informações ou documentos entre os elementos que participam no processo em
causa.);

 Folhas de Dados (baseiam nas atribuições de valores de características individuais


com valores numéricos ou entradas alfanuméricas.);
 Especificações Técnicas (descrever de forma clara, os serviços a serem executados e
materiais a empregar, definindo Normas e Condutas Técnicas a serem observadas
no empreendimento);
DATA BOOK DE PROJETO

 Memoriais Descritivos (devem conter em um documento todo o detalhamento do


projeto realizado.);
 Listas de Cabos;
 Listas de Materiais;
 Listas de Instrumentos;
 Listas de Equipamentos;
 Manuais de Operação e Manutenção;
 Listas de Linhas (Folhas de Dados de Tubulação);
 Cada Seção do Data Book deve ser organizado por disciplinas.
DATA BOOK DE PROJETO

 Memoriais Descritivos (devem conter em um documento todo o detalhamento do


projeto realizado.);
 Listas de Cabos;
 Listas de Materiais;
 Listas de Instrumentos;
 Listas de Equipamentos;
 Manuais de Operação e Manutenção;
 Listas de Linhas (Folhas de Dados de Tubulação);
 Cada Seção do Data Book deve ser organizado por disciplinas.
AULA 3
N-2301

ELABORAÇÃO DE
DOCUMENTAÇÃO
TÉCNICA DE SOLDAGEM
N-2301
OBJETIVO
 Fixar as condições exigíveis para elaboração da documentação técnica a ser
empregada no planejamento, execução, controle, registro e certificação de soldagem.
 Aplicável a soldagem de fabricação, construção, montagem e de manutenção de
equipamentos, tubulações, dutos e estruturas metálicas.
 Aplicável aos materiais metálicos soldados por fusão.
N-2301
CONDIÇÕES GERAIS
Todos os documentos devem ser aprovados pelo inspetor de soldagem certificado
conforme a ABNT NBR 14842, respeitadas as atribuições de cada nível de
certificação.
N-2301
CONDIÇÕES ESPECÍFICAS
DOCUMENTAÇÃO PARA
PLANEJAMENTO DE SOLDAGEM
Plano de soldagem (ver item 5.1.1)
 Lista de juntas a serrem soldadas (ver anexo A)
 EPS aplicáveis (ver anexo B)
 RQPS suporte (ver anexo C)
Plano de qualificação de procedimentos de soldagem (ver item 5.1.2)
Plano de qualificação de soldadores (ver item 5.1.3)
Plano de execução de testes de produção (ver item 5.1.4)
N-2301
CONDIÇÕES ESPECÍFICAS
DOCUMENTAÇÃO PARA EXECUÇÃO E
CONTROLE DE SOLDAGEM
 IEIS (ver anexo E)
 Relação de soldadores qualificados (ver anexo F)
 Controle de desempenho de soldadores (ver anexo G)
 Registro de qualificação de soldadores (ver anexo D)
N-2301
CONDIÇÕES ESPECÍFICAS
DOCUMENTAÇÃO PARA REGISTRO
DE SOLDAGEM
 Registro de soldagem (ver anexo H)
 Relatório de registro de tratamento térmico (ver anexo I)
 Registro de execução de testes de produção (ver anexo C)
Data Book de Construção e
Montagem
Internamente, os registros devem ser classificados em seções, de acordo com as
seguintes disciplinas:
 Seção I: Registros Gerais;
 Seção II: Obras Civis;
 Seção III:Tubulação;
 Seção IV: Equipamento de Caldeiraria;
 Seção V: Máquinas (Equipamentos Rotativos);
 Seção VI: Estrutura Metálica;
 Seção VII: Elétrica ;
 Seção VIII: Instrumentação/Automação;
 Seção IX:Telecomunicação.
Data Book de Construção e
Montagem
As seções listadas acima devem ser, por sua vez, compostas por:
a) Seção I - Registros gerais
 Relatórios de recebimento e certificados de qualidade de materiais, consumíveis e
equipamentos;
 Registros de qualificação de Inspetores de END´s, soldagem, dimensional, pintura,
elétrica e instrumentação;
 Procedimentos executivos, procedimentos de inspeção, ensaios não destrutivos (e
seus registros de qualificação efetuados por inspetor qualificado nível 3, quando
exigido por norma) e planos de inspeção e teste de todas as disciplinas;
 Documentos de soldagem (EPS, RQPS, IEIS);
 Registros de soldadores e operadores de soldagem qualificados (certificados,
índice de desempenho última atualização, outros);
 Relatórios de Produtos Não Conforme;
 Consultas Técnicas (CT’s);
 Solicitações de Informação Técnica (SIT).
Data Book de Construção e
Montagem
b) Seção II - Obras Civis
 Relatório de execução de estacas;
 Relatório gráfico das estacas;
 Relatórios de prova de carga estática e dinâmica; (ver modelo 03.1 e 03.2)
 Relatórios de aterro e reaterro;
 Relatório de Teste de Integridade de Estacas; (ver modelo 04.1 e 04.2)
 Relatório de inspeções topográficas; (arrasamento)
 Relatórios de inspeção (fôrmas, armação; chumbadores e insertos; concretagem e
acabamento);
 Certificados de qualidade de materiais aplicados;
 Relatórios de controle tecnológico de concreto;
 Relatório de inspeção de fabricação de elementos estruturais pré-moldados;
 Ensaios de solo; (ver modelo 05)
 Controles de produtos não conforme CPNC (quando aplicável).
Relatório de Execução de Estaca
Nº 1328
RELATÓRIO DE INSPEÇÃO DE EXECUÇÃO DE ESTACA HÉLICE Fl.:
Data: 27/04/11
Cliente: Petróleo Brasileiro S.A. - Petrobras Contrato: 0800.0057282.10.2
Empreendimento: Complexo Petroquìmico do Rio de Janeiro - COMPERJ
Unidade: Coqueamento Retardado - UCR Local: Itaboraí-RJ
Procedimento: PE COMPERJ 510 08 Rev.: 00
Desenho de Refer.: DE-5400.00-6821-121-HLL-001 Rev.: B
Local de Execução: U- 6821
Nº da Estaca: PR_CARR-E02-R Comprimento Escavado (m): 16.25
Diâmentro da Estaca (mm): 400 Comprimento Útil (m): 15.950
Locação: Coordenadas E: 4966.977 N: 2171.031 Volume (m³) Teórico: 2.04 Real: 2.200
Cota do Terreno (mm): 10.500 Moldagem: 345
Cota de Arrasamento (Projeto) (mm): 10.20 Dimensões da Gaiola (mm): 250 x 6000

Cota do Terreno

Cota de Arrasamento (Projeto)

Armadura (gaiola)

Comprimento Escavado

Observações: 1- O Recebimento das Armaduras foi realizado conforme RIR Nº: 132

Topografia Produção Inspetor Civil Cliente

Data: 27/04/11 Data: 27/04/11 Data: 27/04/11 Data: / /


Gráfico das Estacas
Relatório de Aterro e Reaterro
Nº: 567

RELATÓRIO DE ATERRO / REATERRO Data: 29/07/13

Folha:

Cliente: Petróleo Brasileiro S.A. - Petrobras Contrato: 0800.0057282.10.2

Empreendimento: Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro - COMPERJ

Unidade: Coqueamento Retardado Local: Itaboraí - RJ

Procedimento: PE COMPERJ 510 02 Rev.: 01

Desenho: DE-5400.00-6821-700-HLL-046/024/042 Rev.: F/D/F

Estrutura: Envelopes Sob Ruas

Cota do terreno: 10,000

Tipo de solo: Argila Variegada

Equipamento: Rolo Compactador Pequeno

ITENS DE VERIFICAÇÃO 1ª INSP. 2ª INSP.

Material isento de torrões, pedras e matéria orgânica? C

Umidade ótima com tolerância de ± 3%? C

Equipamento adequado ao tipo de material? C

Espessura das camadas adequada ao tipo de equipamento? C

Grau de compactação requerido atingido (material coesivo)? C

Grau de compacidade relativa atingido (material não-coesivo)? N/A


Observação:
Capacidade de suporte do terreno ≥ 250KN/m², conforme laudo nº
Determinação da Maxima e Mínima da Areia nº

Ensaio de compactação conforme relatório de campo nº 032

Determinação da densidade de campo pelo método do frasco de areia, conforme


ensaios 1209A / 1210A / 1211A / 1212A / 1213A / 1214A

Determinação do grau de compacidade relativa da areia


TAG: CIV-P-ELE-EV-EM-29-041 CIV-P-ELE-EV-EM-29-012 CIV-P-ELE-EV-EM-29-032
CIV-P-ELE-EV-EM-29-002 CIV-P-ELE-EV-EM-29-042 CIV-P-ELE-EV-EM-29-38 CIV-P-ELE-EV-EM-29-049
CIV-P-ELE-EV-EM-29-007 CIV-P-ELE-EV-EM-29-043 CIV-P-INS-EV-EM-34-003-003 CIV-P-ELE-EV-EM-29-019
CIV-P-ELE-EV-EM-29-018 CIV-P-ELE-EV-EM-29-044 CIV-P-INS-EV-EM-36-003-004 CIV-P-ELE-EV-EM-29-004B
CIV-P-ELE-EV-EM-29-020 CIV-P-ELE-EV-EM-29-045 CIV-P-INS-EV-EM-36-021-005 CIV-P-ELE-EV-EM-29-006
CIV-P-ELE-EV-EM-29-023 CIV-P-ELE-EV-EM-29-046 CIV-P-INS-EV-EM-48-028-004 CIV-P-ELE-EV-EM-29-006A
CIV-P-ELE-EV-EM-29-024 CIV-P-ELE-EV-EM-29-054 CIV-U-EL-EV-EM-23-04A CIV-P-ELE-EV-EM-29-010
CIV-P-ELE-EV-EM-29-02A1 CIV-P-ELE-EV-EM-29-060 CIV-P-ELE-EV-EM-29-027A CIV-P-ELE-EV-EM-29-030
CIV-P-ELE-EV-EM-29-02B1 CIV-P-ELE-EV-EM-29-061 CIV-P-ELE-EV-EM-29-033 CIV-P-ELE-EV-EM-29-063
CIV-P-ELE-EV-EM-29-039 CIV-P-ELE-EV-EM-29-062 CIV-P-ELE-EV-EM-29-025 CIV-P-ELE-EV-EM-29-052
LEGENDA: C - CONFORME NC - NÃO CONFORME NA - NÃO APLICÁVEL
LAUDO:
APROVADO REPROVADO CPNC Nº
TOPOGRAFIA QUALIDADE FISCALIZAÇÃO / CLIENTE

Data: 29/07/13 Data: 29/07/13 Data:


Relatório de Inspeção Topográfica - arrasamento
Nº: 153
RELATÓRIO DE INSPEÇÃO 23/08/2013
Data:
CONTRATO Nº:
TOPOGRÁFICA
Folha:
0800.0057282.10.2
Empreendimento: Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro - COMPERJ Cliente: Pretóleo Brasileiro S.A.

Procedimento: PE COMPERJ 513 01 Rev.: 04


DE-5400.00-6821-700-HLL-020 E
Desenho de Referência: Rev.:
DE-5400.00-6821-760-HLL-002 C
Identificação: UNIDADE -6821 Local: Itaboraí
TÍTULO DO SERVIÇO REALIZADO E TAG DO EQUIPAMENTO
LOCAÇÃO E ALINHAMENTO DOS POSTES
ESPAÇO DESTINADO PARA DESENHOS E PLANILHAS

COORDENADAS DE
COORDENADAS DE CAMPO
TAG PROJETO
NORTE ESTE NORTE DIF NORTE ESTE DIF ESTE
U6821-Poste-Viario-025 2244,827 5414,827 2244,835 -0,008 5414,831 -0,004
U6821-Poste-Viario-071 2155,688 4954,742 2155,703 -0,015 4954,741 0,001
U6821-Poste-CFTV-015 2384,950 5153,025 2384,941 0,009 5153,024 0,001

Observação:

Certificados: Trena 0 -5000mm TAG: TR-4888 _ Fab.: Starrett _ Modelo T34-5 _ VAL.: 30/11/2013
LAUDO:
APROVADO REPROVADO CPNC Nº #REF!
TOPOGRAFIA CONSTRUÇÃO E MONTAGEM CONTROLE DA QUALIDADE FISCALIZAÇÃO

Data: 23/08/2013 Data: 23/08/2013 Data: 23/08/13 Data: ____/____/___


Relatório de Forma, Armação, Insertos e Chumabdores
Nº: 1897
RELATÓRIO DE INSPEÇÃO DE FÔRMA, ARMAÇÃO,
Data: 05/08/13
INSERTOS, CHUMBADORES E EMBUTIDOS
Folha:
Cliente: Petróleo Brasileiro S.A. - Petrobras Contrato: 0800.0057282.10.2
Empreendimento: Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro - COMPERJ
Unidade: Coqueamento Retardado Local: Itaboraí - RJ

Peça: Sapatas Identificação: VER OBSERVAÇÃO


FÔRMA INSERTOS, CHUMBADORES E EMBUTIDOS
Procedimento: PE COMPERJ 510 03 Rev.: 03 Procedimento: PE COMPERJ 510 18 Rev.: 00
Desenho: DE-5400.00-2200-120-HLL-376 Rev.: 0 Desenho: DE-5400.00-2200-120-HLL-376 Rev.: 0
Data: 05/08/13 Especificação do material: ASTM-A36 Data: 05/08/13
ITENS DE VERIFICAÇÃO 1ª INSP. 2ª INSP. ITENS DE VERIFICAÇÃO 1ª INSP. 2ª INSP.
Dimensões C Gabaritos de fixação C
Fixação C Fixação C
Escoramento/Cimbramento C Limpeza / Corrosão C
Estanqueidade C Proteção contra danos/corrosão C
Limpeza C ITENS DE VERIFICAÇÃO - TOPOGRAFIA 1ª INSP. 2ª INSP.

ITENS DE VERIFICAÇÃO - TOPOGRAFIA 1ª INSP. 2ª INSP. Locação C


Locação C Nível C
Nível C Prumo C
Prumo C Alinhamento C
Alinhamento C
ARMAÇÃO
Procedimento: PE COMPERJ 510 09 Rev.: 003 Observação:
Desenho: DE-5400.00-2200-120-HLL-376 Rev.: 0 PEDESTAL-SUP-ESP-EIXO-11A-01
Especificação do material: AÇO CA-50S Data: 05/08/13 PEDESTAL-SUP-ESP-EIXO-11A-02
ITENS DE VERIFICAÇÃO 1ª INSP. 2ª INSP. PEDESTAL-SUP-ESP-EIXO-11A-03
Limpeza / Corrosão C PEDESTAL-SUP-ESP-EIXO-11A-04
Bitola C SAPATA-SUP-ESP-EIXO-11A-01
Dimensões C SAPATA-SUP-ESP-EIXO-11A-02
Espaçamento C SAPATA-SUP-ESP-EIXO-11A-03
Fixação C SAPATA-SUP-ESP-EIXO-11A-04
Cobrimento C
Emendas/Traspasse C
Alinhamento C
Prumo C
Espera ou Ancoragem C
ITENS DE VERIFICAÇÃO - TOPOGRAFIA 1ª INSP. 2ª INSP.

Locação C
Nível C
Estação Total TAG.: ET-0003_Nº Série: 623707_Modelo TC1101_PAT:860717_certificado:5881_VAL.: 31/12/2013 Trena 0 -5000mm TAG: TR-
Certificados:
4888 _ Fab.: Starrett _ Modelo T34-5 _ VAL.: 30/11/2013
LEGENDA: C - CONFORME NC - NÃO CONFORME NA - NÃO APLICÁVEL
LAUDO:
APROVADO REPROVADO CPNC Nº
TOPOGRAFIA QUALIDADE FISCALIZAÇÃO / CLIENTE

Data: 05/08/13 Data: 05/08/13 Data: _____/_____/_____


Relatório de Concretagem
Nº:
1922

Data:
RELATÓRIO DE INSPEÇÃO DE CONCRETAGEM 05/08/13

CONTRATO Nº: Folha:


0800.0057282.10.2
Empreendimento: Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro - COMPERJ Cliente: Petróleo Brasileiro S.A.

Unidade: Coqueamento Retardado Local: Itaboraí

Procedimento: PE COMPERJ 510 06 Rev.: 05 Desenho: DE-5400.00-2200-120-HLL-376 Rev.: 0

Peça: Sapatas U 2200 Identificação: VER OBSERVAÇÃO

Traço (código): SUP008 Série de moldagem:

Fornecedor: SUPERMIX
3709
Fck: 35,0MPa
3
Volume teórico: 1,50 m
x Convencional
Tipo de lançamento:
Bombeado
CONCRETAGEM

Data: 05/08/13

ITENS DE VERIFICAÇÃO 1ª INSP. 2ª INSP.

Juntas C

Apicoamento C

Recebimento C

Transporte C

Lançamento C

Adensamento C

Observação:
PEDESTAL-SUP-ESP-EIXO-11A-01
PEDESTAL-SUP-ESP-EIXO-11A-02
PEDESTAL-SUP-ESP-EIXO-11A-03
PEDESTAL-SUP-ESP-EIXO-11A-04
SAPATA-SUP-ESP-EIXO-11A-01
SAPATA-SUP-ESP-EIXO-11A-02
SAPATA-SUP-ESP-EIXO-11A-03
SAPATA-SUP-ESP-EIXO-11A-04

LEGENDA: C - CONFORME NC - NÃO CONFORME NA - NÃO APLICÁVEL


LAUDO:
APROVADO REPROVADO CPNC Nº
TOPOGRAFIA QUALIDADE FISCALIZAÇÃO / CLIENTE

Data: 05/08/13 Data: 05/08/13 Data: ______/______/______


Relatório de Acabamento
Nº: 266

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO DE ACABAMENTO Data: 08/10/2013


CONTRATO Nº:
Folha:
0800.0057282.10.2
Empreendimento: Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro - COMPERJ Cliente: Petróleo Brasileiro S.A.

Unidade: Coqueamento Retardado Local: Itaboraí

Procedimento: PE COMPERJ 510 06 Rev.: 03 Desenho: DE-5400.00-2200-120-HLL-510 Rev.: 0

Peça: Sapatas U- 2200 Identificação: VER OBSERVAÇÃO

ACABAMENTO

Data: 08/10/13

ITENS DE VERIFICAÇÃO 1ª INSP. 2ª INSP.

Cura C -

Desforma C -

PRESENÇA DE PATOLOGIA 1ª INSP. 2ª INSP.

Deformação C

Segregação C

Fissura C

Falha de Adensamento C

Fuga de Argamassa C

Observação:
CRACK1A-S1
CRACK1A-S2

LEGENDA: C - CONFORME NC - NÃO CONFORME NA - NÃO APLICÁVEL


LAUDO:
APROVADO REPROVADO CPNC Nº
QUALIDADE FISCALIZAÇÃO / CLIENTE

Data: 08/10/13 Data: ______/______/______


Relatório de Inspeção de Fabricação de Elementos Pré-Moldados
Nº: 1541
RELATÓRIO DE INSPEÇÃO DE FABRICAÇÃO DE ELEMENTOS PRÉ-
Data: 12/07/13
MOLDADOS
CONTRATO Nº:
Folha:
0800.0057282.10.2
Unidade: Coqueamento Retardado - 2200 Local: Caixas de Passagem Elétrica e Instrumentação
Identificação: CS-2200001
Peça: Caixas de Passagem

FÔRMA CONCRETAGEM
Procedimento: PE COMPERJ 510 03 Rev.: 03 Procedimento: PE COMPERJ 510 06 Rev.: 05
Desenho: DE-5400.00-2200-122-HLL-001 Rev.: A Traço (código): SUP008 Fck: 35MPa
Data: 12/07/13 Volume teórico: 3,00 m3
ITENS DE VERIFICAÇÃO 1ª INSP. 2ª INSP. ITENS DE VERIFICAÇÃO 1ª INSP. 2ª INSP.

Dimensões C Recebimento C
Fixação C Transporte C
Escoramento/Cimbramento C Lançamento C
Estanqueidade C Adensamento C
Prumo C Série de Moldagem:
3642 / 2663
Alinhamento C
Limpeza C ACABAMENTO
ARMAÇÃO ITENS DE VERIFICAÇÃO 1ª INSP. 2ª INSP.

Procedimento: PE COMPERJ 510 09 Rev.: 03 Identificação (TAG) C


Desenho: DE-5400.00-2200-122-HLL-001 Rev.: A Segregação/falhas de adensamento C
Especificação do material: AÇO CA-50 Data: 12/07/13 Fissuras C
ITENS DE VERIFICAÇÃO 1ª INSP. 2ª INSP. Rebarbas/cantos quebrados/lascas C
Limpeza / Corrosão C Homogeneidade de cor e textura C
Bitola C DIMENSIONAL
Dimensões C APLICÁVEL À: PILARES, VIGAS, PÓRTICOS E ELEMENTOS LINEARES

Posição C ITENS DE VERIFICAÇÃO (TOLERÂNCIAS) 1ª INSP. 2ª INSP.

Espaçamento C L ≤ 5m (± 10mm) NA
Fixação C Comprimento 5m ˂ L ˂ 10m (± 15mm) NA
Cobrimento C L ˃ 10m (± 20mm) NA
Emendas/Traspasse C Seção transversal (- 5mm e + 10mm) NA
Alinhamento C Distorção (± 5mm) NA
Prumo C Linearidade (± L/1000) NA
Espera ou Ancoragem C APLICÁVEL À: PAINÉIS, LAJES, ESCADAS E ELEMENTOS EM PLACA

INSERTOS, CHUMBADORES E EMBUTIDOS ITENS DE VERIFICAÇÃO 1ª INSP. 2ª INSP.

Procedimento: PE COMPERJ 510 18 Rev.: 00 L ≤ 5m (± 10mm) C

Desenho: DE-5400.00-2200-122-HLL-001 Rev.: A Comprimento 5m ˂ L ˂ 10m (± 15mm) C

Especificação do material: ASTM-A36 Data: 12/07/13 L ˃ 10m (± 20mm) C


ITENS DE VERIFICAÇÃO 1ª INSP. 2ª INSP. Espessura (- 5mm e + 10mm) C
Gabaritos de fixação NA L ≤ 5m (± 3mm) C
Planicidade
Fixação NA L ˃ 5m (± L/1000) C
Limpeza / Corrosão NA Largura ou altura ≤ 1m C
Posição (± 15mm) NA (± 3mm cada 30cm) C
Distorção
Nível NA Largura ou altura ˃ 1m C
Prumo NA (± 10mm) C
Proteção contra danos/corrosão NA Linearidade (± L/1000) C
Estação Total TAG.: ET-0001_Nº Série: 623767_Modelo TC1101_PAT:860721_certificado: 5706_VAL.: 31/08/2013 Trena 0 -5000mm TAG: TR-4888 _ Fab.:
Certificados:
Starrett _ Modelo T34-5 _ VAL.: 30/11/2013
LEGENDA: C - CONFORME NC - NÃO CONFORME NA - NÃO APLICÁVEL L - COMPRIMENTO

LAUDO: APROVADO REPROVADO CPNC Nº


TOPOGRAFIA/DIMENSIONAL QUALIDADE FISCALIZAÇÃO / CLIENTE

Data: 12/07/13 Data: 12/07/13 Data: _______/_______/_______


Data Book de Construção e
Montagem
c) Seção III - Tubulação
 Relatórios de END´s;
 Filmes radiográficos;
 Relatório de tratamento térmico;
 Relatório de teste hidrostático;
 Relatório de teste de válvulas;
 Relatório de montagem de válvula;
 Medição de espessuras;
 Relatórios de inspeção de pintura;
 Relatórios de execução e inspeção de isolamento térmico;
 Relatório de inspeção de recebimento (RIR);
 Relatório de inspeção visual e dimensional de soldagem (controltub);
 Relatório de inspeção dimensional de pré-montagem (controltub);
 Relatório de inspeção dimensional de montagem final (controltub);
 Controles de produtos não conforme CPNC (quando aplicável).
 Nota: Controltub – Data Book final eletrônico.
Data Book de Construção e
Montagem
d) Seção IV – Equipamento de Caldeiraria
 Relatórios de ENDs;
 Filmes radiográficos;
 Relatório de inspeção de pintura;
 Relatório de inspeção dimensional de pré-montagem e montagem final;
 Registros de tratamento térmico;
 Relatórios de ensaios de dureza;
 Relatório de estanqueidade;
 Relatório de teste hidrostático;
 Relatório de controle de recalque;
 Relatório de nivelamento e verticalidade;
 Relatório de grauteamento;
 Registros de Refratário;
 Relatório de produto não conforme - CPNC (quando aplicável).
Data Book de Construção e
Montagem
e) Seção V – Máquinas (Equipamentos Rotativos)
 Relatório de alinhamento e nivelamento do skid após grauteamento;
 Relatório de Liberação da Base;
 Relatório de Inspeção de Paralelismo de Equipamentos Rotativos;
 Relatório inspeção de pintura;
 Relatório de inspeção de recebimento (RIR);
 Controles de produtos não conforme CPNC (quando aplicável).
 Observação: Registros das etapas de comissionamento (vide Data Book de
Comissionamento)
Data Book de Construção e
Montagem
f) Seção VI – Estrutura Metálica
 Relatório topográfico das bases;
 Relatório dimensional da base;
 Relatório visual de sondagem;
 Relatório de jato e pintura.
Data Book de Construção e
Montagem
g) Seção VII – Elétrica
 Relatório de montagem da Junction Box;
 Registros de lançamentos de Cabos;
 Registros de ligações de Cabos;
 Registros de montagem de Eletrodutos/Suportes;
 Registros de montagem de leitos e bandejas;
 Registros de testes de inter-travamento;
 Certificados da portaria nº 83 do INMETRO (certificado de equipamentos elétricos
para atmosferas explosivas); (ver modelo 06)
 Registro de Inspeção de Recebimento de itens tagueados;
 Registros de montagem elétrica de Luminárias / Haste;
 Relatório de Inspeção de montagem e testes de aterramento de Equipamentos;
 Montagem, medições e testes do sistema de aterramento (malhas, cabos nus, hastes
e afins)
 Registros de montagem e testes do SPDA;
 Registros das parametrizações “as built” dos IEDs;
 Registros dos elementos a prova de explosão;
 Controles de produtos não conforme CPNC (quando aplicável).
Relatório de Inspeção de Montagem, Lançamento, Ligação de Elétrica e
Instrumentação
Nº: ELE-3422/13

FICHA DE VERIFICAÇÃO DE SERVIÇOS Data: 25/10/2013

Folha:

Empreendimento: Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro - COMPERJ Cliente: Petróleo Brasileiro S.A.
Procedimento de Referência PE COMPERJ 630 04 Rev.: 00
TAG DIM/FORM DE PARA DES. REF. REV OBSERVAÇÕES
ESTRUTURA II ESTRUTURA II
U-ELE-IL-LM-16-21E 1 pç EL.29,400/32,850/37,9 EL.29,400/32,850/37,9 DE-5400.00-2200-700-HLL-136 0
70 70
#N/D #N/D #N/D #N/D ###

#N/D #N/D #N/D #N/D ###

#N/D #N/D #N/D #N/D ###

#N/D #N/D #N/D #N/D ###


0
#N/D #N/D #N/D #N/D ###

#N/D #N/D #N/D #N/D ###

#N/D #N/D #N/D #N/D ###

#N/D #N/D #N/D #N/D ###

#N/D #N/D #N/D #N/D ###


ITEM/CRIT. MED. DESCRIÇÃO STATUS APROVADO POR DATA
90% MONTAGEM NA #N/D

ENC. MECÂNICO 10% ACESSÓRIOS/SELAGEM NA #N/D

10% COLOCAÇÃO DE TAMPAS NA #N/D

CAIXAS DE JUNÇÃO 100% INSTALAÇÃO/NIVELAMENTO/FIXAÇÕES NA #N/D

20% CALIBRAÇÃO NA #N/D

15% MONTAGEM NA #N/D


INSTRUMENTOS
15% SUPORTAÇÃO NA #N/D

50% LIG. ELÉT./PNEUM./PROCESSO NA #N/D

80% INSTALAÇÃO NA #N/D


EQUIPAMENTOS / SIST.
10% ALINHAMENTO/NIVELAMENTO/FIXAÇÕES NA #N/D
DIGITAIS
10% INTERLIGAÇÕES/TESTES NA #N/D

60% LANÇAMENTO NA #N/D

15% FIXAÇÃO NA #N/D


ELÉTRICA CABOS /
FIBRAS / 10% LIGAÇÃO 1ª PONTA NA #N/D
ATERRAMENTO
10% LIGAÇÃO 2ª PONTA NA #N/D

5% TESTES NA #N/D

MISCELÂNEA 100% CONCLUSÃO DO SERVIÇO OK Luiz Antonio Xavier Barbosa 25/10/2013

INST. CABOS / FIBRAS /


80% LANÇAMENTO/FIXAÇÃO NA #N/D
ATERRAMENTO
20% LIGAÇÃO/TESTES NA #N/D
Notas
1 - Transformadores, Motores, Disjuntores/Chaves seccionadoras, Banco de Baterias, TI, Telecom, CFTV e outros equipamentos, serão medidos conforme o
critério para Equipamentos e Sistemas Digitais.
CONTROLE DA QUALIDADE CONSTRUÇÃO E MONTAGEM FISCALIZAÇÃO

Data: Data: Data:


Legenda 1: EV(Envelopes); EA(Eletroduto Aparente); BJ(Band/Eletroc/Leitos); CA(Cabos); EQ(Equipamentos); IN(Instrumentos)
Legenda 2: AT(Aterramento); IL(Iluminação); TE(Telecomunicações); FC(Força e Controle); FG(Fogo e Gás); TV(CFTV)
Registro de Recebimento de Itens Tagueados
Nº: 340/13

RELATÓRIO DE RECEBIMENTO DE ELÉTRICA E INSTRUMENTAÇÃO Data: 07/11/2013

Folha:
Empreendimento: Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro - COMPERJ Cliente: Petróleo Brasileiro S.A
Procedimento de Referência: PE COMPERJ 220 07 Rev. 05
Elétrica Instrumentação Unidade U - 2200
1 - IDENTIFICAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS:

APROVADO COM
ITEM RIR TAG DESCRIÇÃO QTD UNIDADE APROVADO REPROVADO
COMENTÁRIO
1 6065 PIT-22000279 TRANSMISSOR DE PRESSÃO 1 PÇ X - -

2 - DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA:
DE I-DE-5400.00-2200-812-FRB-007 0
FD I-FD-5400.00-2200-812-FRB-007 0
RIR 6065
NF 2601
FORNECEDOR PETROBRAS ( Emerson )

ESPECIFICAR: Inspeção de Recebimento Visual e análise dos transmissores de pressão relacionados no item 1, conforme documentos de
referência.
3 - EVIDÊNCIA FOTOGRÁFICA DE RECEBIMENTO:
1. 2.

3. 4.

4 - ITENS EM DESACORDO COM DOCUMENTOS DE PROJETOS E /OU NÃO CONFORMIDADE:

Inspetor de CQ Coordenador de CQ Fiscalização


Data Book de Construção e
Montagem
h) Seção VIII – Instrumentação/Automação
 Registro montagem e testes de Painéis/Instrumentação (PLC´s, SDCD´s, outros);
 Registros de lançamentos de Cabos;
 Registros de ligações de Cabos;
 Registros de testes de cabos de instrumentação;
 Lista de verificação de Linhas de Impulso;
 Registros montagem de Instrumentos;
 Registros de montagem de leitos e bandejas;
 Registros de montagem de suportes;
 Registros de loop tests, ordenados por malha;
 Registro de recebimento de materiais de instrumentação;
 Registros das parametrizações “as built” dos IEDs;
 Controles de produtos não conforme CPNC (quando aplicável).
Data Book de Construção e
Montagem
j) Seção IX – Telecomunicações
 Registros de montagem e testes dos Sistemas de Intercomunicação e CFTV
(circuito fechado de televisão);
 Relatório de isolação e continuidade (cabos).
 Observação: Registros das etapas de comissionamento (vide Data Book de
Comissionamento).
AULA 4
Data Book de
Comissionamento
 Certificado de preservação, bem como respectivos procedimentos.
 Relatório de Testes hidrostático e de estanqueidade.
 Evidência de inspeção mecânica.
 Lista de pendência consolidada.
 Certificado de complementação mecânica (CCM).
 Teste de Aceitação de Performance (TAP).
 Termo de transferência e aceitação de subsistemas (TTAS).
Data Book de
Comissionamento
a) Lista de Malhas e de itens
 Folha de verificação de itens (FVI’s).
 Folha de verificação e malhas (FVM’s).
 Folha completa dos desenhos.
Data Book de
Comissionamento
b) Documentos específicos de automação/instrumentação
 Folha de verificação de itens (FVI’s).
 Folha de verificação de malhas (FVM’s).
 Registro de calibração dos instrumentos periféricos.
Data Book de
Comissionamento
c) Documentos específicos de equipamentos estáticos
 Folha de verificação de itens (FVI’s).
 Folha de Verificação de malhas (FVM’s).
 Relatório de inspeção e testes de fábrica.
 Relatório de inspeção de recebimento – RIR.
 Certificado de inspeção dimensional.
 Relatório de topografia (elevação, nivelamento e verticalidade).
 Relatório de inspeção de pintura.
 Relatório de isolamento térmico.
Data Book de
Comissionamento
d) Documentos específicos de Elétrica
 Registros de ensaios e testes de materiais, equipamentos e circuitos.
Data Book de
Comissionamento
e) Documentos específicos de equipamentos rotativos
 Folha de verificação de itens (FVI’s).
 Folha de Verificação de malhas (FVM’s).
 Relatório de inspeção e testes de fábrica.
 Relatório de inspeção de recebimento – RIR.
 Certificado de inspeção dimensional.
 Relatório de inspeção de Topografia.
 Relatório de paralelismo de bocais.
 Relatório de alinhamento e nivelamento.
 Certificado de alinhamento final.
 Relatório de vibração.
 Nota: As folhas de verificações de itens e malhas (FVI e FVM) serão geradas
através da (FIC) Ferramenta Informatizada de Comissionamento.
AULA 5
PRONTUÁRIOS
NR-10 E NR-13
As NR-10 e NR-13 não poderão ser executadas por qualquer profissional,
somente aquele qualificado em sua área, que é o PH, profissional habilitado. Ex.:
NR-10 pelo Engenheiro elétrico e para NR-13 pelo Engenheiro mecânico.
PRONTUÁRIOS
NR-13
 Prontuário de Vaso de Pressão
 Folha de Dados Técnicos do Equipamento.
 Resumo da Memória de Cálculo – PMTA.
 Procedimento de Fabricação:
 Procedimento de soldagem (EPS/RQPS);
 Mapa de solda;
 Certificado de TH do Fabricante;
 Relatório de TTAT.
 Desenhos:
 Conjunto Geral;
 Placa de Identificação;
 Desenvolvimento do costado;
 Conexões;
 Internos.
PRONTUÁRIOS
NR-13
 Croquis de Medição de Espessura.
 Dispositivo de Segurança:
 Folha de Dados;
 Certificado de Calibração
 Indicador de Pressão:
 Folha de Dados;
 Certificado de Calibração.
PRONTUÁRIOS
NR-13
 Relatório de Inspeção de Segurança Inicial - RISI
 Relatório de Inspeção de Segurança inicial.
 Relatório de Teste Hidrostático.
 Relatório de Medição de Espessura.

 Projeto de Alteração e/ou Reparo


PRONTUÁRIOS
NR-10
 Anotação de Responsabilidade Técnica – ART;
 Certificados de conformidade de materiais para uso em área classificada;
 Certificados de conformidade de todos os materiais e equipamentos;
 Relatórios de Recebimento de Materiais e Equipamentos;
 Certificados de aferição dos equipamentos utilizados nas instalações e testes;
 Memorial Descritivo;
 Lista Geral de Documentos;
 Documentos de Projeto:
 Diagramas Unifilares, Diagramas Trifilares, Plantas de Distribuição e Cortes,
Detalhes Tipicos, Plantas de Classificação de Áreas, Memórias de Cálculo.
 Relatórios de Montagem;
 Relatórios de Testes;
 Laudo Técnico de Montagem;
 Laudo Técnico de Teste;
 Declaração de Responsabilidade Técnica das Instalações Elétricas.
AULA 6
Como montar um Data Book
Exemplo de lombada

QUALITY
MANAGEMENT
SYSTEM

CHP - BLAST FURNACE

ELECTRICAL
REPORT
BOX ASSEMBLY CCL
& JB
PU05/0 - PU05/1 - PU05/2

F04_CQC_100126_DBO_DATA BOOK_BOX ASSEMBLY


CCL & JB

Folder 1/1
Como montar um Data Book
Exemplo de Índice
ÍNDICE GERAL - DATA BOOK
DATA BOOK - GENERAL INDEX

Área/Area: PU05/0 - PU05/1 and PU05/2 Data/Date:


Título/Title: BOX ASSEMBLY CCL & JB Folha/Sheet: 1/1
ITEM/Item DESCRIÇÃO/Description
1 Control of reports
2 CCL and JB Box Assembly Inspection PU05/0
3 CCL and JB Box Assembly Inspection PU05/1
4 CCL and JB Box Assembly Inspection PU05/2

Executado por/ Executed by: Verified by/ Verificado: TKCSA Rev.:

Executado por/ Executed by: Verified by/ Verificado: TKCSA Rev.:


Como montar um Data Book
Exemplo de Controle de Relatórios
CONTROLE DE RELATÓRIO
CONTROL OF REPORT
Área/ Area: PU05/0 - PU05/1 and PU05/2
Data/Date:
Título/ Title: BOX ASSEMBLY CCL & JB
DESCRIÇÃO / DESCRIPTION
Data
Item Nº Relatório Tag De equipamento Para equipamento Desenho
Relatório
Report
Item Date Report Tag FromEquipament ToEquipament DWRNumber
Number

1 475 04/01/10 PU05/0-0301-CI PU5/0-RS-AGI-VBA-1-CCL-1 PU5/0-RS-AGI-VBA-1-ZSO-1 CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

2 475 04/01/10 PU05/0-0302-CI PU5/0-RS-AGI-VBA-1-CCL-1 PU5/0-RS-AGI-VBA-1-ZSC-1 CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

3 475 04/01/10 PU05/0-0303-CI PU5/0-RS-AGI-VBA-1-CCL-1 PU5/0-RS-AGI-VBA-1-WSO-1 CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

4 475 04/01/10 PU05/0-0304-CI PU5/0-RS-AGI-VBA-1-CCL-1 PU5/0-RS-AGI-VBA-1-WSC-1 CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

5 475 04/01/10 PU05/0-1070-CI PU16/0-N1-BCF-RIO-3 PU5/0-RS-AGI-VBA-1-CCL-1 CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

6 475 04/01/10 PU05/0-1071-CI PU16/0-N1-BCF-RIO-3 PU5/0-RS-AGI-VBA-1-CCL-1 CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

7 475 04/01/10 PU05/0-1082-CI PU16/0-N1-BCF-RIO-3 PU5/0-RS-AGI-VBA-1-CCL-1 CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

8 475 04/01/10 PU05/0-1090-CI PU16/0-N1-BCF-RIO-3 PU5/0-RS-AGI-VBA-1-CCL-1 CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

9 475 04/01/10 PU05/0-5001-BT PU16/0-N1-BCF-PDP-3 PU5/0-RS-AGI-VBA-1-CCL-1 CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

10 476 04/01/10 PU05/0-1078-CI PU16/0-N1-BCF-RIO-3 PU5/0-RS-AGI-DSAI-BD-1-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

11 476 04/01/10 PU05/0-1085-CI PU16/0-N1-BCF-PDP-3 PU5/0-RS-AGI-DSAI-BD-1-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

12 559 05/01/10 PU05/0-1022-CI PU16/0-N1-BCF-RIO-3 PU5/0-SM-BM-2-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

13 559 05/01/10 PU05/0-1023-CI PU16/0-N1-BCF-RIO-3 PU5/0-SM-BM-2-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

14 559 05/01/10 PU05/0-1042-CI PU16/0-N1-BCF-PDP-3 PU5/0-SM-BM-2-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

15 559 05/01/10 PU05/0-5502-CI PU16/0-G-BCF-CCM PU5/0-SM-BM-2-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

16 560 05/01/10 PU05/0-1043-CI PU16/0-N1-BCF-PDP-3 PU5/0-SM-BM-3-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

17 560 05/01/10 PU05/0-1102-CI PU16/0-N1-BCF-RIO-3 PU5/0-SM-BM-3-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

18 560 05/01/10 PU05/0-1103-CI PU16/0-N1-BCF-RIO-3 PU5/0-SM-BM-3-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

19 560 05/01/10 PU05/0-5503-CI PU16/0-G-BCF-CCM PU5/0-SM-BM-3-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

20 561 05/01/10 PU05/0-1067-CI PU16/0-N1-BCF-RIO-3 PU5/0-RS-TR-6-M-6-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

21 561 05/01/10 PU05/0-1080-CI PU16/0-N1-BCF-PDP-3 PU5/0-RS-TR-6-M-6-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

22 562 05/01/10 PU05/0-1081-CI PU16/0-N1-BCF-PDP-3 PU5/0-RS-TR-7-M-7-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

23 562 05/01/10 PU05/0-1105-CI PU16/0-N1-BCF-RIO-3 PU5/0-RS-TR-7-M-7-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

24 562 05/01/10 PU05/0-1106-CI PU16/0-N1-BCF-RIO-3 PU5/0-RS-TR-7-M-7-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

25 563 05/01/10 PU05/0-1021-CI PU16/0-N1-BCF-RIO-3 PU5/0-SM-BM-1-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

26 563 05/01/10 PU05/0-1041-CI PU16/0-N1-BCF-PDP-3 PU5/0-SM-BM-1-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

27 563 05/01/10 PU05/0-5501-CI PU16/0-G-BCF-CCM PU5/0-SM-BM-1-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

28 564 05/01/10 PU05/0-1055-CI PU16/0-N1-BCF-PDP-3 PU5/0-RS-TR-5-M-5-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

29 564 05/01/10 PU05/0-1066-CI PU16/0-N1-BCF-PDP-3 PU5/0-RS-TR-5-M-5-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001

30 565 05/01/10 PU05/0-1054-CI PU16/0-N1-BCF-PDP-3 PU5/0-RS-TR-4-M-4-CCL CHP_05_Z39_CLL_S03_0134_001


PROVA

Você também pode gostar