Você está na página 1de 5

PNR-000068, Rev.

: 00 -26/04/2018 - Anexo Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (ART) Código: REF: ART 46/264
Tarefa a ser executada: Data:
___/___/___
N° 46 - ART Operação do Caminhão e Limpeza de Cabines Sanitárias Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Executantes Área / Empresa Mat. Assinatura

Área onde será executada:

Resp. pela Elaboração Empresa/Matrícula Assinatura

Assinatura do Dono da área (opcional):


Código: REF: ART 46/264
PNR-000068, Rev.: 00 - 26/04/2018 - Anexo Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (ART)
Tarefa a ser executada:

N° 46- ART Operação de Caminhão e Limpeza de Cabines Sanitárias e Fossa

Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Consequências / Efeitos Frequência Severidade Risco Medida de Controle

Avaliar a emissão de ruído do funcionamento do


Ruído proveniente da operação do caminhão para realização
1.0 Inspeção do Caminhão Exposição a ruído Danos ou incômodos à saúde. POUCO PROVÁVEL MODERADO Baixo caminhão e sempre que necessário, utilizar o
inspeção
abafador de ruído tipo concha.

Atenção ao se deslocar pela área, atentar por onde


Demandam apenas primeiros pisa; Utilizar caminhos seguros; Não improvisar
1.1 Inspeção do Caminhão Queda/Escorregão/Tropeço - Mesmo nível Deslocamento em volta do caminhão; acessos irregulares POUCO PROVÁVEL MODERADO Baixo
socorros acessos; Não correr, pular ou saltar nos
deslocamentos.

Nunca pule do caminhão; Utilizar os três pontos de


apoio; Sempre limpar a sola da botina antes de subir
as escada caso haja barro, manter a escada limpa
Subir/descer da cabine do caminhão; Inspeção do
1.2 Inspeção do Caminhão Queda de pessoa de nível diferente Acidente com afastamento OCASIONAL MODERADO Baixo evitando acúmulo de lama; Não subir/descer as
equipamento escadas segurando qualquer material; Sempre descer
de frente para o equipamento; É proibido andar
sobre as leiras.

Verificar a movimentação de outros equipamentos


durante o percurso e durante a realização das
sucções das cabines em campo; Respeitar as
sinalizações das vias, manter distância segura
exercendo a direção defensiva, não exceder
velocidade limite de cada via; Avaliar bem possui
2.0 Ligar e movimentar o equipamento Colisão/Tombamento/Capotamento Presença de equipamentos próximos ou em movimentação; Acidente com afastamento POUCO PROVÁVEL CRITICO Médio acesso até a cabine que será higienizada e se os
Acessos irregulares ou improvisados; Acessos escorregadios. acessos estão em boas condições. Caso os acessos
não estiverem em boas condições, deverá aguardar a
adequação do mesmo, só após deverá continuar o
acesso; Parar e estacionar o caminhão para limpeza
somente em local adequado. Em casos de chuva,
deverá aguardar até que um responsável faça a
liberação do cesso.

Verificar a presença de pessoas nas áreas de circulação,


acionar a buzina antes de movimentar o equipamento a
fim de alertar as pessoas em volta; Quando houver a
necessidade de sinaleiros o mesmo deve se posicionar em
2.1 Ligar e movimentar o equipamento Atropelamento Presença de pessoas nas áreas. Acidente com afastamento POUCO PROVÁVEL GRAVE Baixo local onde o motorista tenha visão de sua posição
conhecer evitar os pontos cegos; Não se posicionar atrás
do caminhão; Observar a presença de pedestres, veículos,
materiais espalhados no local e avisar imediatamente o
motorista para que o mesmo paralise o veículo.

Verificar a movimentação de outros equipamentos


durante o percurso; Respeitar as sinalizações de
Colisão/Batida contra - Estruturas e Presença de equipamentos e estruturas próximos ao local de Demandam apenas primeiros
3.0 Auxiliar o motorista nas manobras POUCO PROVÁVEL MODERADO Baixo segurança; Manter distância segura dos
equipamentos limpeza das cabines e fossas socorros equipamentos; Nunca andar de costas, manter-se
atento por onde está caminhando.
Código: REF: ART 46/264
PNR-000068, Rev.: 00 - 26/04/2018 - Anexo Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (ART)
Tarefa a ser executada:

N° 46- ART Operação de Caminhão e Limpeza de Cabines Sanitárias e Fossa

Manter-se em pontos onde o motorista tenha plena


visão de sua posição; Conheça e evite os pontos
cegos; Não se posicione atrás do caminhão; Observe
3.1 Auxiliar o motorista nas manobras Atropelamento Auxiliar nas manobras para a realização da limpeza Acidente com afastamento POUCO PROVÁVEL GRAVE Baixo
a presença de outras pessoas próximas à
movimentação do caminhão e se necessário peça que
se afastem.

Atenção ao se deslocar pela área, atentar por onde


pisa; Utilizar caminhos seguros; Não improvisar
acessos; Não correr, pular ou saltar nos
Queda/Escorregão/Tropeço - Mesmo nível; Demandam apenas primeiros
3.2 Auxiliar o motorista nas manobras Deslocamentos até o local da cabine sanitária e fossa. POUCO PROVÁVEL MODERADO Baixo deslocamentos. Não transitar em bordas de talude ou
Queda de pessoa de nível diferente. socorros
em cima de leiras; Nunca pule do caminhão, utilizae
os três pontos de apoio, sempre descer do caminhão
de frente para o mesmo.

Utilizar abafador de ruído sempre que houver


3.3 Auxiliar o motorista nas manobras Exposição a ruído Proveniente da movimentação de máquinas e equipamentos; Danos ou incômodos à saúde. POUCO PROVÁVEL MODERADO Baixo presença de máquinas e equipamentos próximo ao
local de limpeza.

Utilizar caminhos seguros; Não improvisar acessos;


Não correr, pular ou saltar nos deslocamentos. Não
Realizar a limpeza nos banheiros químicos e fossa Queda/Escorregão/Tropeço - Mesmo nível; Demandam apenas primeiros transitar em bordas de talude ou em cima de leiras;
4.0 Realização de limpeza; POUCO PROVÁVEL MODERADO Baixo
séptica Queda de pessoa de nível diferente. socorros Nunca pule do caminhão, utilizar os três pontos de
apoio, sempre descer do caminhão de frente para o
mesmo. Esteja atento aos desníveis do local.

Utilizar óculos de proteção, capacete de seguraça e


Realizar a limpeza nos banheiros químicos e fossa Atingido por projeção de materiais, peças e Demandam apenas primeiros luvas durante todo o momento da limpeza; Manter
4.1 Materiais projetados durante a limpeza POUCO PROVÁVEL MODERADO Baixo FISPQ dos produtos utilizados em local de facil
séptica partículas. socorros
acesso, para casos de contato acidental com os
produtos; Utilizar máscara de proteção.

Avaliar e observar como a atividade será realizada de


Realizar a limpeza nos banheiros químicos e fossa Manuseio e desacoplamento do mangote e jato de sucção de Demandam apenas primeiros
4.2 séptica Prensamento de corpo ou parte do corpo resíduo socorros POUCO PROVÁVEL MODERADO Baixo modo que não exponha partes do corpo em pontos
de prensamento.

Antes de iniciar a atividade, realizar inspeção dos


Realizar a limpeza nos banheiros químicos e fossa Colisão/Batida contra - Estruturas e Acoplamento e desacoplamento do mangote e jato de sucção Demandam apenas primeiros mangotes; Em caso de não conformidade informar o
4.3 séptica equipamentos de resíduos socorros POUCO PROVÁVEL MODERADO Baixo responsável; Não utilizar o mangote desacoplado
para evitar o chicoteamento do mangote.
PTP-000811 - REV.: 03 - 10/03/2016

Instrução para realização de ART:


Para a realização da ART, será utilizada a planilha "Planilha ART" deste documento. O cabeçalho desta planilha identifica o serviço/atividade a ser realizada assim como os
participantes da análise e da execução da terefa.
Esta planilha contém 7 colunas principais, as quais são preenchidas conforme a descrição apresentada a seguir:
-      1ª coluna: ITEM
Esta coluna contém um número de identificação do passo básico, sendo preenchida seqüencialmente para facilitar a consulta a qualquer passo de interesse.
-      2ª coluna: PASSO DA TAREFA
Esta coluna contém os passos executados para a tarefa analisada. Os passos são definidos pelas equipes participantes com base em procedimentos existentes e/ou levantamento e
observação in loco.
Descrever de forma clara e especifica os principais passos sempre iniciando a redação com uma palavra de ação (um verbo na forma infinitiva). Exemplo: remover, colocar, ligar,
abrir, fechar, apertar, folgar,etc.

ATENÇÃO: Se um passo importante da tarefa for omitido pode resultar em exposição dos executantes ao risco potencial ou acidente.
-      3ª coluna: SITUAÇÃO DE RISCO
Esta coluna contém as possíveis situações de riscos identificadas para a tarefa analisada. De uma forma geral, estas situações de riscos estão relacionadas a eventos acidentais

que têm potencial para causar danos à integridade das pessoas envolvidas na execução da tarefa. Portanto, essas situações de riscos referem-se a eventos tais como:
SEGURANÇA
Agressão Física Exposição a altas temperaturas
Afogamento Exposição a baixas temperaturas
Ataque de animais (peçonhentos, selvagens, insetos etc.) Exposição a luminosidade elevada ou reduzida
Atingido por projeção de materiais e peças Exposição a poeira/particulado
Atingido por descarga atmosférica Exposição a pressões anormais
Atropelamento Exposição a ruído
Batida contra - Estrutura e equipamentos Exposição a umidade
Colisão/Tombamento/Capotamento Exposição a Vibração (corpo inteiro ou localizada)
Contato com - Partes móveis ou rotativas de Estruturas, Máquinas ou equipamentos Exposição a outros
Contato com superfície energizada Sobrecarga mental/cognitiva
Desmoronamento de taludes, cortes, aterros e similares Sobrecarga muscular dinâmica
Contato/exposição a material/substância em temperaturas extremas Sobrecarga muscular estática
Contato/exposição a produtos químicos MEIO AMBIENTE
Contatos com superfícies cortantes/perfurantes/abrasivas Explosão
Explosão Incêndio
Exposição a altas temperaturas Incêndio Florestal
Exposição a baixas temperaturas Vazamento/derramamento de água
Exposição a pressões anormais Vazamento/derramamento de resíduo líquido não perigoso (efluente sanitário)
Implosão Vazamento/derramamento de resíduo líquido perigoso (efluente industrial)
Incêndio Vazamento gases (inflamáveis/tóxicos/poluentes)
Liberação de Substância tóxica Vazamento/derramamento de polpas ou rejeitos
Liberação de outras substâncias Rompimento de calhas de rejeito
Prensamento do corpo ou partes do corpo Desmoronamento de pilhas out taludes
Queda de pessoa de nível diferente Transbordamento de silos (insumos ou produtos)
Queda de veículo/equipamentos na água ou no mar Falha ou Colapso no Sistema de Controle Ambiental
Queda/Escorregão/Tropeço (mesmo nível) Atropelamento de animais silvestres
SAÚDE Carreamento de Finos/ Sedimentos/ Sólidos
Contato/exposição a produtos químicos Interferência na disponibilidade hídrica
Exposição a fumos Metálicos Queda de carga / minério
Exposição a fontes de radiação não ionizante (radiação solar, campos magnéticos, etc.) Queda de material/ produto/ resíduo no mar
Exposição à - Vapores / névoas / neblinas Vazamentos das fontes radioativas
Exposição a agentes biológicos

Quando um único passo está relacionado a mais de uma situação de risco, este deve ser repetido num número de linhas correspondente ao número de situações de riscos. Cada
situação de risco está relacionada a conseqüências e recomendação especifica.
-      4ª coluna: CAUSAS
As causas genéricas de cada situação de risco são discriminadas nesta coluna. Estas causas envolvem tanto falhas intrínsecas de equipamentos (falhas mecânicas, falhas de
instrumentação, vazamentos e outras) como erros humanos de operação e manutenção. Estas causas são avaliadas separadamente para etapa da tarefa.

-      5ª coluna: Conseqüência/ EFEITO


Os possíveis tipos de efeito relacionados à Saúde e Segurança sendo divididos em:
·         Demandam somente primeiros socorros
·         Acidente sem afastamento
·         Acidente com afastamento
·         Acidentes incapacitantes permanentes ou (1) Uma Fatalidade
·         Mais de uma fatalidade
·      Alteração da qualidade do solo, ar ou água
· Danos ou incômodos à vizinhança
·   Perda de Biodiversidade
PTP-000811 - REV.: 03 - 10/03/2016

- 6ª coluna: MEDIDAS DE CONTROLE


Esta coluna contém medidas mitigadoras de risco propostas pelos executantes.
Escrever forma clara e especifica que promovam a eliminação ou redução das situações de risco identificados na segunda etapa.
Estabelecer os Procedimentos Seguros para executar os passos da tarefa de maneira segura, evitando situações indesejáveis e prevenindo a ocorrência de acidentes.

Descrever as recomendações com clareza e objetividade, evitando generalizações como, por exemplo: “esteja alerta”, “tome cuidado”. A cada passo da tarefa, devemos ser
específicos, descrevendo exatamente o que o executante deve fazer, e que recursos devem utilizar. Iniciar a redação com uma palavra de ação (um verbo na forma
imperativa) “isole, bloqueie e sinalize a válvula”, “use máscara semi-facial com filtro para vapores orgânicos/contra pó”, “use chave de boca ¾ de polegada”, “use luvas
tipo vaqueta/de PVC”, ”use bota de PVC”.

Identifique a tarefa

Divida a tarefa em passos

Defina o passo a ser analisado,


de acordo com a seqüência definida

Identifique a situação de risco a ser


analisada

Avalie suas causas

Defina as conseqüências/efeitos

Estabeleça ações e medidas de controle e


prevenção e remediação

Nota: Além das colunas explicitadas acima as colunas de Severidade, Probabilidade e Risco devem ser preenchidas para as áreas que adotarem o modelo de ART Modelo 2.

Você também pode gostar