Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ

CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE

CURSO DE FISIOTERAPIA

EIXO MORFOFUNCIONAL

Turma 2020
Curso: Fisioterapia
Professor: Cassiano Junior Saatkamp
Monitora: Lenise Ascenção Silva Nunes
Aluna: Anna Belle da Silva Pedroso

Tópicos de estudo para nortear o aprendizado:

Lípideos

• Definição;
• Classificação;
• Estrutura Química;
• Função.
Definição:
Os lipídios são moléculas orgânicas formadas a partir da associação
entre ácidos graxos e álcool, tais como óleos e gorduras. Eles não são solúveis em
água, mas se dissolvem em solventes orgânicos, como a benzina e o éter.
Apresentam coloração esbranquiçada ou levemente amarelada.
Classificação: são classificados em: simples, complexos, derivados e precursores.
Os lipídios simples ou ternários são compostos apenas por átomos de
carbono, hidrogênio e oxigênio.
Lipídios complexos ou compostos: além de possuírem os átomos
presentes nos lipídios simples, apresentam átomos de outros elementos, como o
fósforo.
Os lipídios precursores: são formados a partir da hidrólise de lipídios
simples e complexos.
Os derivados: por sua vez, são formados após transformações metabólicas
sofridas pelos ácidos graxos.
Estrutura química:

Função:
Composição das membranas biológicas: Todos os tecidos apresentam
lipídios em sua composição, uma vez que a membrana das células é formada
por fosfolipídios.
Fornecimento de energia: Quando comparado com os carboidratos, os
lipídios liberam, em média, 2,23 vezes mais energia quando oxidados. Estima-
se que cada grama de gordura seja responsável por liberar cerca de 9Kcal. Já
uma grama de carboidrato produz apenas 4 Kcal. Vale destacar, no entanto,
que o metabolismo energético dos lipídios ocorre de maneira secundária ao
dos carboidratos.
Precursores de hormônios e de sais biliares: Os lipídios estão
relacionados com a produção de hormônios esteroides, tais como a
testosterona, progesterona e estradiol. Também se relacionam com a
produção de sais biliares, compostos que agem como detergente, ajudando
no processo de absorção de lipídios.
Transporte de vitaminas lipossolúveis: Os lipídios
transportam vitaminas que são solúveis em gordura, tais como a A, D, E e K.
Isolante térmico e físico: Os lipídios garantem proteção contra as baixas
temperaturas e contra choques mecânicos.
Impermeabilização de superfícies: Os lipídios impermeabilizam evitando a
desidratação. Um bom exemplo são as ceras encontradas nas superfícies dos
frutos.
Percebe-se, portanto, que os lipídios são moléculas importantes para os
organismos vivos, incluindo-se o homem. Sendo assim, não é recomendada a
realização de dietas que restrinjam esse nutriente da alimentação. Vale
destacar, no entanto, que o consumo exagerado pode trazer riscos à saúde,
como o aumento das chances de infarto em decorrência da aterosclerose.

Você também pode gostar