Você está na página 1de 6

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL – SENAI

CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA DE IMPERATRIZ –


CEPT IMPERATRIZ

Relatório

Imperatriz, 9 de Março 2021. Nota


:
Curso: Iniciação Profissional em
U.C Planejamento e Organização do Fabricação e Conversão de papel
trabalho Tissue

Instrutor: Wallison Sousa Turno: Noturno

SINTESE: Grupo Gestão Ambiental e SGA

Alunos: Fernando Lopes, Hiago, Lazaro Silva, Marcos Soares, Mesaque


Becker, Rafael Almeida, Sandro Manuel e Wenlinson Maciel
1.0 INTRODUÇÃO
Pode-se dizer que as primeiras manifestações de gestão ambiental surgiram
pela necessidade de combater a escassez de recursos. Na década de 70 a
preocupação com a crescente contaminação ambiental, foco de diversas discussões
no meio científico, resultou na realização da Conferência das Nações Unidas sobre o
Meio Ambiente Humano, que ocorreu em 1972 em Estocolmo. O principal objetivo da
conferência era discutir as consequências da degradação do meio ambiente e debater
possíveis soluções para reduzir os impactos ambientais diante do desenvolvimento
humano. Após a conferência o mundo abriu os olhos para os impactos ambientais e
para procurar formas de realizar um desenvolvimento mais sustentável.
Em paralelo ao desenvolvimento sustentável surge o conceito de marketing
digital, que resulta do crescente interesse pela consciência ecológica demonstrado
pela população. As empresas passam a criar propagandas, bandeiras ambientais,
programas de sustentabilidade voltados para preservação ambiental, engajamentos
sociais entre outros.
A gestão ambiental deve ser implementada em uma empresa em conjunto com
um processo de gestão de pessoas. Por trás de toda grande empresa existem várias
pessoas realizando as atividades empresariais, e para que algo dê certo se faz
necessário a conscientização de todos, de forma que cada um faça sua parte para
contribuir como desenvolvimento sustentável da empresa, aderindo as normas e
pensando de forma ecológica.

2.0 GESTÃO AMBIENTAL


Gestão ambiental é um sistema de administração empresarial que dá ênfase
na sustentabilidade. Desta forma, a gestão ambiental visa o uso de práticas e
métodos administrativos que reduzir ao máximo o impacto ambiental das atividades
econômicas nos recursos da natureza.
Benefícios ao implantar um sistema de gestão ambiental:
• Diminuição do risco de acidentes ecológicos;
• Redução na utilização de recursos energéticos, materiais e humanos;
• Aplicabilidade da legislação ambiental;
• Ampliação motivacional e participativo dos colaboradores na gestão
interna;
• Redução na geração de resíduos;
• Possibilidades de inovação e melhorias na execução do sistema de
gestão ambiental;
• A empresa passará a ser bem vista pela Diminuição do risco de
acidentes ecológicos;
• Redução na utilização de recursos energéticos, materiais e humanos;
• Aplicabilidade da legislação ambiental;
• Ampliação motivacional e participativo dos colaboradores na gestão
interna;
• Redução na geração de resíduos;
• Possibilidades de inovação e melhorias na execução do sistema de
gestão ambiental;
• A empresa passará a ser bem vista pela sociedade

Empresas que incorporam a gestão ambiental aos negócios, além de


interagirem com o meio ambiente de forma mais responsável e ética, passam a gerir
recursos naturais de um jeito mais inteligente, diminuindo custos operacionais e
resíduos; melhoram sua gestão de riscos e aprendem a criar vantagens competitivas
com iniciativas sustentáveis.
Em outras palavras, atuar pela proteção do meio ambiente e promoção do
bem-estar das pessoas, não se trata apenas de assumir a sua parcela de
responsabilidade pelo desenvolvimento sustentável ou buscar estar em conformidade
com leis ambientais, mas é, também, um ótimo negócio.
É verdade que muitas organizações têm aderido a práticas mais sustentáveis
como resposta a pressões de governos, da sociedade ou porque precisam atender a
requisitos socioambientais para poderem participar de certas cadeias de suprimento.
Porém, cada vez mais surgem empresas que, desde a sua fundação, trazem
a sustentabilidade em seu DNA, refletindo os ideais de seus fundadores e
demonstrando uma especial capacidade para competir de maneira ambientalmente
responsável.
Com base nessas empresas apresentamos 6 passos sobre como incorporar a
gestão ambiental para colocar a empresa na trilha do desenvolvimento sustentável e
da eficiência operacional:

1 – Envolva a Alta Direção.


2 – Escute o Que a empresa tem a Dizer.

3 - Engaje os colaboradores

4 - Estabeleça uma ou Mais Abordagens de Gestão Ambiental.

5 - Comunique iniciativas e resultados ambientais

6 - Gerencie tudo com um SGA

3.0 SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL


Os Sistemas de Gestão Ambiental (SGA) são a reunião de todas as
estratégias, ações e precauções tomadas pela empresa no sentido de minimizar o
impacto de suas atividades na natureza e com o objetivo de melhorar essa relação
entre a empresa e os demais agentes da sociedade. Dessa forma, o conceito engloba
desde uma política de reaproveitamento de água em uma grande mineradora até
ações simples como cartazes informativos sobre coleta seletiva - tudo faz parte da
implantação do SGA rumo a um negócio verde.
Benefícios do SGA para a empresa:
• Criação de imagem ecológica
• Controle dos seus impactos ambientais
• Acesso a novos mercados
• Melhora na competitividade
• Otimização de recursos
• Menor risco

Para os clientes:
• Confiabilidade na sustentabilidade do produto
• Credibilidade na empresa por sua atuação responsável
• Cuidados com a disposição final do produto
• Incentivos a reciclagem do produto Implantação de um sistema de Gestão
Ambiental

Para o Meio Ambiente:


• Racionalização do uso das matérias primas
• Conservação dos recursos naturais
• Diminuição e controle dos poluentes
• Harmonização das atividades com o ecossistema

Para os funcionários:
• Conscientização ambiental
• Melhor condição de trabalho
• Maior segurança
• Comprometimento com o Meio Ambiente

Para a comunidade:
• Atendimento a legislação pertinente
• Redução da poluição
• Maior segurança

• Importância de ter um SGA:


➢ Preocupação da sociedade Atenção da mídia
➢ Empregados que desejam um ambiente de trabalho receptivo e agradável
➢ Exigências do cliente
➢ O princípio de que o agente poluidor deve pagar
➢ Globalização
➢ Novos conhecimentos e tecnologias
➢ Maior comprometimento com os requisitos legais e critérios estabelecidos
• Vantagens:
➢ Um sistema de gestão ambiental ajuda a superar essas pressões e riscos
e demonstra responsabilidade social e corporativa.

Inicialmente, na implantação do sistema de gestão ambiental é feito o


mapeamento de todas as atividades realizadas pela empresa. O intuito é identificar
quais são os aspectos e os impactos gerados em cada uma dessas atividades e como
elas afetam o meio ambiente. Também, são definidos os objetivos e metas ambientais
condizentes com a política ambiental estabelecida. Além de quais ações precisa ser
tomada para alcançar os objetivos e metas.
POR QUE IMPLANTAR?
As razões são variadas, mas talvez uma de maior destaque seja: porque esta
é uma realidade mundial. A preocupação com uma relação cada vez mais sustentável
entre empresas e o meio ambiente tem sido, há anos, constante tema de congresso,
convenções, debates e acordos. Uma das metodologias de implantação dos SGA
mais usadas é o chamado “Ciclo PDCA”, que é um processo contínuo formado por
fases interdependentes e agregadoras. A Alstom (2001) utilizou-se do método PDCA
para atingir seus objetivos na implantação de um SGA. Após a implementação do
SGA, as maiores vantagens observadas.
• • Redução de custos;
• • Racionalização da alocação dos recursos naturais;
• • Criação e desenvolvimento de uma consciência ambiental dos
colaboradores;
• • Vantagem competitiva em relação aos seus competidores;
• • Monitoramento das atividades e produtos e seus respectivos impactos
sobre o meio ambiente;
• • Destino correto dos resíduos gerados no processo;
• • Impacto positivo de sua imagem nas relações públicas, em relação ao
compromisso ambiental.
O sistema de gestão ambiental (SGA), é uma estrutura organizacional que
permite a empresa avaliar e controlar os impactos ambientais de suas atividades,
produtos ou serviços.
Métodos:
1) Política ambiental;
2) Planejamento;
3) Implementação e operação;
4) Monitoramento;
5) Revisão gerencial;
6) Melhoria contínua.

4.0 CERTIFICADOS

A ISO 14001 é aplicável a qualquer tipo de organização que tem por objetivo
obter um desempenho ambiental correto, tem como buscar sua certificação por uma
organização externa competente. A norma visa orientar a implementação de sistemas
de gestão ambiental nas organizações visando a sua conformidade com a realidade
do empreendimento e ainda servir de subsídio para uma análise intra ou
externamente da conformidade entre esta certificação e uma autodeclaração de um
empreendimento e, por fim, mas não menos importante, tem como objetivo dar as
diretrizes para a confirmação de sua conformidade frente a algum requisito pré-
estabelecido por algum cliente.
O Sistema Comunitário de Ecogestão e Auditoria (EMAS) é um mecanismo
voluntário desenvolvido pela Comissão Europeia que visa promover a melhoria
contínua do desempenho ambiental das organizações e para registrasse no EMAS
As organizações que queiram participar no EMAS, devem proceder ao pedido de
registo junto da Agência Portuguesa do Ambiente, I.P. (APA), na qualidade de
Organismo Competente.