Você está na página 1de 38

carlos relvas | 1

CARLOS RELVAS
crelvas@ua.pt
sala: 22.4.5

JOÃO OLIVEIRA
jalex@ua.pt
sala: 22.2.15

carlos relvas | 2
sumário
Apresentação
Programa, Objetivos, Metodologia e Avaliação

objetivos
Apresentar os conteúdos da UC e o seu modelo de funcionamento

Apresentar o modelo de avaliação

carlos relvas | 3
edp
engenharia e desenvolvimento de produto

Introdução

A disciplina de engenharia a
desenvolvimento de produto pretende
introduzir conceitos e metodologias que
possam contribuir para o projecto e
desenvolvimento industrial de novos
produtos reconhecidos e aceites no
mercado, assumindo-se assim com
especial relevância na formação e
qualificação dos profissionais em
diferentes cursos de Design e
Engenharia.

carlos relvas | 4
MODULO 1 - FERRAMENTAS E METODOLOGIAS NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO
• Design e engenharia no desenvolvimento de produto
• Especificações do produto e matriz da qualidade (QFD)
• Análise do modo de falha (FMEA)
• Análise funcional e arquitetura do produto

MODULO 2 - FERRAMENTAS E TECNOLOGIAS DE PROJETO ASSISTIDO POR COMPUTADOR


programa: • Ferramentas de conceção e modelação 3D
• Sistemas integrados de fabrico CAD/CAM/CNC/PR
• Desenvolvimento de modelos e protótipos através de fabrico aditivo.
• Processos de rapid tooling e rapid manufacturing

MODULO 3 – PROJETO E DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO


• Projeto informativo e desenvolvimento concetual
• Projeto representativo e design de sistemas
• Projeto de detalhe e design for manufacturing

carlos relvas | 5
✓ Demonstrar conhecimento do processo geral de design de engenharia
✓ Dominar o uso de ferramentas estruturadas que permitam relacionar os
requisitos dos clientes com especificações dos produtos
✓ Saber usar ferramentas de validação e deteção de falhas em produtos e processos
✓ Demonstrar conhecimento de processos integrados que possibilitem uma mais
rápida realização de modelos CAD 3D complexos
✓ Desenvolver e aprofundar os conhecimentos sobre os processos técnico-
Objectivos:
produtivos capazes de transformar uma ideia num produto físico, por recurso a
meios digitais
✓ Desenvolver capacidades de análise crítica objetiva, de inovação e de idealização
de novas soluções e aplicá-las ao projeto
✓ Adquirir pela simulação e experimentação, saberes teóricos e práticos que lhe
permita a realização do desenvolvimento de um novo produto
✓ Saber desenvolver um produto, conhecendo o processo e os meios tecnológicos
necessários para a sua concretização
carlos relvas | 6
projeto e desenvolvimento de produto:

1º ano
2º ano
3º ano
4º ano
✓ desenho 5º ano
✓ desenho
técnico engenharia
✓ projeto e fabrico de moldes e
mecânica
✓ engenharia e ferramentas
desenvolvimento ✓ projeto e engenharia de produto
✓CFAC de produto ✓ técnicas de prototipagem rápida
✓ eco-design e eco-eficiência
✓ dispositivos biomecânicos
✓ conceção de produto assistido por
computador
✓ engenharia de sistemas de reabilitação

D/P/E

carlos relvas | 7
EDP CFAC
✓ O Desenvolvimento de Produto e as Organizações
✓ Análise do Ciclo de Vida do Produto ➢ Introdução ao processo de Desenvolvimento de produto
✓ Design e Engenharia no Desenvolvimento de Produto
✓ Ferramentas e Metodologias no Processo de Desenvolvimento de Produto
➢ Ferramentas CAD e Modelos Digitais
(Modelo de Kano)
✓ Especificações do Prod e Matriz da Qual. (QFD) ➢ Materiais metálicos

✓ Inovação e Criatividade no Desenvolvimento de Produto ➢ Processamento de materiais metálicos

✓ Análise do Modo de Falha (FMEA). ➢ Processos de corte com e sem formação de apara

✓ Arquitectura do Produto ➢ Materiais poliméricos

✓ Conceitos de Ergonomia e Antropometria Aplicados ao Projecto ➢ Materiais compósitos e seu processamento

✓ Engenharia Inversa
✓ Sistemas de Aquisição de Forma ➢ Materiais cerâmicos e seu processamento
✓ Reconstrução de Modelos Digitalizados
✓ Principios e recomendações do Projecto para Fabrico (DFM) ➢ Processo de maquinagem CNC

✓ Principios e recomendações do projecto para Montagem (DFA) ➢ Sistemas CADCAMCNC

✓ Direct Digital Manufacturing


✓ Rapid Tooling ➢ Tecnologias prototipagem
✓ Rapid Manufacturing
✓ Tecnologias de Medição: Metrologia 3D ➢ Processos Aditivos

➢ Fabrico Rápido de Ferramentas

➢ Sistemas de aquisição de coordenadas


carlos relvas | 8
carlos relvas | 9
Metodologia:

Aulas Teóricas ( 2 h)
Conceitos Teóricos
Metodologias
Docente Carlos Relvas

Aulas Práticas ( 2 h)
Projecto, Concepção e Fabrico
Ferramentas de apoio ao projecto
Docente Carlos Relvas e João Oliveira

carlos relvas | 10
DATA AULA SUMÁRIO

PLANIFICAÇÃO DAS 13/fev T1 Apresentação da UC. Programa, Objectivos, Metodologia e Avaliação

O desenvolvimento de produto e as organizações

AULAS TEÓRICAS 20/fev

27/fev
T2

T3
Analise do ciclo de vida do produto

Ferramentas e Metodologias utilizadas no âmbito da disciplina


Conceito de Qualidade | MODELO DE KANO

Requisitos do cliente e especificações do produto


05/mar T4
QFD – Matriz da qualidade

12/mar T5 Desdobramento da matriz da qualidade e desenvolvimento da matriz de produto

Inovação e Criatividade no desenvolvimento de produto


19/mar T6
Conceitos Gerais. Fases do processo criativo

Análise do modo de Falha. Tipos e aplicação de FMEA


26/mar T7
Fundamentos e desenvolvimento de um FMEA

02/abr T8 Análise Funcional e Diagrama funcional

09/abr pascoa
Definição da arquitectura do produto.
16/abr T9 Conceitos de Arquitectura modular e arquitectura integral.
Modularidade e suas implicações na arquitectura de produto
Conceitos de Ergonomia e Antropometria aplicados ao projecto e desenvolvimento de
23/abr T10
produtos mais ergonómicos

30/abr semana académica

07/mai T11 Principios e recomendações do Design for Manufacturing (DFM)

14/mai T12 Princípios e recomendações do Design for Manufacturing (DFM) (continuação)

21/mai T13 DIRECT DIGITAL MANUFACTURING

28/mai T14 Metrologia 3D

04/jun T15 APRESENTAÇÃO FINAL DO PROJETO

carlos relvas | 11
PLANIFICAÇÃO DAS AULA

P1
DATA

13/fev
SUMÁRIO

Formação de grupos e escolha de temas


MILESTONE

AULAS PRÁTICAS P2 20/fev State-of-art e análise da concorrencia


escolha do
tema
P3 27/fev Requisitos do cliente e modelo de KANO

P4 05/mar Desenvolvimento da matriz da Qualidade (QFD)

P5 12/mar Desenvolvimento da matriz do Produto (QFD)

P6 19/mar Desenv. Concetual/ mindmap / anal. morfologica e quick design

P7 26/mar FMEA conceito

P8 02/abr Arquitetura do produto e diagrama de funções


09/abr Pascoa

P9 16/abr Design industrial/ Definição geometrica AP. INT

P10 23/abr Design de Sistemas


30/abr Semana Académica
P11 07/mai Definição de materiais e processos

P12 14/mai Projecto detalhe

P13 21/mai FMEA produto

P14 28/mai Revisão do Projeto

P15 04/jun APRESENTAÇÃO FINAL DO PROJETO AP. FINAL

carlos relvas | 12
planificação
carlos relvas | 13
Planificação das aulas de EDP | 2019 - 2020
semana 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23
13/fev 20/fev 27/fev 05/mar 12/mar 19/mar 26/mar 02/abr 09/abr 16/abr 23/abr 30/abr 07/mai 14/mai 21/mai 28/mai 04/jun
TEORICA

T1 T2 T3 T4 T5 T6 T7 T8 T9 T10 T11 T12 T13 T14 T15


5ª feira

semana
Modelo de Inovação & Análise Pascoa Arquitetura Direct Digital AP
Ap/ intro DP & organiz. QFD QFD FMEA Ergonomia Académica DFM/DFA DFM/DFA metrologia 3D
Kano Criatividade funcional do produto Manufacturing Final

P1 P2 P3 P4 P5 P6 P7 P8 P9 P10 P11 P12 P13 P14


13/fev 20/fev 27/fev 05/mar 12/mar 19/mar 26/mar 02/abr 09/abr 16/abr 23/abr 30/abr 07/mai 14/mai 21/mai 28/mai 04/jun
5ª feira

Desenv.
formação de arquitetura do
state-of-art e Requisitos do QFD QFD Concetual/ design industrial design industrial
grupos e produto semana DESIGN Materiais e AP
escolha de
análise da cliente e modelo (Matriz da (Matriz do mindmap / anal. FMEA conceito
diagrama de
Pascoa definição definição
SISTEMAS processos
Projecto detalhe FMEA produto
Final
concorrencia de KANO qualidade) produto) morfologica e geometrica geometrica Académica
temas funções
PRATICA

quick design

14/fev 21/fev 28/fev 06/mar 13/mar 20/mar 27/mar 03/abr 10/abr 17/abr 24/abr 01/mai 08/mai 15/mai 22/mai 29/mai 05/jun
6ª feira

Desenv.
formação de arquitetura do
state-of-art e Requisitos do QFD QFD Concetual/ design industrial design industrial
grupos e produto semana DESIGN Materiais e AP
escolha de
análise da cliente e modelo (Matriz da (Matriz do mindmap / anal. FMEA conceito
diagrama de
Pascoa definição definição
SISTEMAS processos
Projecto detalhe FMEA produto
Final
concorrencia de KANO qualidade) produto) morfologica e geometrica geometrica Académica
temas funções
quick design

PROJETO INFORMATIVO PROJETO REPRESENTATIVO PROJETO DE PRODUTO

formação de ESCOLHA DO AP.


milestones
grupos em aula TEMA INTERCALAR
AP FINAL ENT. PROJ

carlos relvas | 14
avaliação

carlos relvas | 15
AVALIAÇÃO
Pré-definida (por defeito)
Avaliação discreta
Avaliação
PROVAparcial
ESCRITA (EPN – EPR)
35% 65%
COMPONENTE TEÓRICA COMPONENTE PRÁTICA
trabalho de grupo
apresentação + PROVA ESCRITA (EPN PROJETO +
AP INT AP FINAL
participação em aula – EPR) RELATÓRIO
10% 25% 10% 15% 40%

Avaliação global
50% 50%
COMPONENTE TEÓRICA COMPONENTE PRÁTICA
PROVA ESCRITA (EPN – EPR) trabalho individual
AP FINAL PROJETO + RELATÓRIO
10% 40%
carlos relvas | 16
avaliação: DISCRETA

Componente prática ______(65%)


Componente teórica ______(35%)

Calendarização:
milestone 00__ [aula P1] _____________(formação dos grupos)
milestone 0 __ [aula P2] _____________(escolha do tema)
milestone 1 __ [aula P9] _____________(Apresentação intercalar)
milestone 2 __ [aula P15] ____________(Apresentação final)
milestone 3 __ [por definir] ___________(entrega do relatório e projeto Final)

época normal
exame teórico escrito

A aprovação à disciplina está sujeita à obtenção da nota mínima de 7,0 valores em cada componente
carlos relvas | 17
avaliação: DISCRETA
componente teórica (35%) - não existe a aplicação do regime de faltas, estão previstas duas possibilidades:

1. Estudante que não irá frequentar assiduamente as aulas teóricas.


A avaliação faz-se exclusivamente através de exame na época normal ou na época de recurso (35%).
2. Estudante que irá frequentar assiduamente as aulas teóricas.
A avaliação faz-se através de duas componentes
a) Componente de assiduidade e participação nas aulas teóricas (10%) - frequente as aulas previstas (5%)
e participe numa atividade (5%).
A assiduidade será contabilizada da seguinte forma:
Estudante que frequente pelo menos 7 das aulas teóricas previstas (50%)
Estudante que frequente mais de 12 das aulas teóricas previstas (100%)
As atividades aula previstas são:
1. Apresentação (3 min.) de resumo da aula anterior (em grupo de 2 ou 3 elementos), ou
2. Apresentação (3 min.) de tema livre (individual ou em grupo até 3 elementos), ou.
3. Apresentação individual (2 min.) (livre ou apresentação pitch)
A aprovação à disciplina está sujeita à obtenção da nota mínima de 7,0 valores em cada componente
b) Realização de exame escrito na época normal ou na época de recurso (25%).
carlos relvas | 18
classificação
época normal

entrega
A classificação final: FOLHA DE AUTOAVALIAÇÃO
NF = NPfinal * 0,65+ TE * 0,35 (uma por cada grupo)

A classificação final da componente pratica na época normal

NP = MS1 * 0,155+ AP * 0,230 + P * 0,615


A nota final da componente pratica será calculada da seguinte forma:

NPfinal = NP * 0,8 + [ NPaa * (Caa *n ) ] * 0,2

carlos relvas | 19
classificação
época recurso
AVALIAÇÃO DISCRETA E MELHORIAS PARCIAIS

NF = NPfinal * 0,65+ TE * 0,35


NP = MS1 * 0,155 + AP * 0,230 + P * 0,615
NPfinal = NP * 0,8 + [ NPaa * (Caa *n ) ] * 0,2

Só são aceites melhorias parciais para a componente teórica (REUA artigo 33º, nº5).

AVALIAÇÃO GLOBAL

NF = AP * 0,1 + P * 0,40 + TE * 0,50


A entrega da componente prática (projeto) nesta época só será aceite após anuência do docente que por sua vez deverá atribuir um projeto
para o aluno desenvolver individualmente. Deste modo os alunos deverão contactar o docente com a antecedência mínima de 15 dias uteis em
relação à data do exame ou na impossibilidade desta no prazo de 24 horas após a divulgação das notas provisórias na época normal de exames.

Os estudantes deverão contactar o docente atempadamente para todas as situações não previstas.
carlos relvas | 20
CONDIÇÕES DE ACESSO À AVALIAÇÃO PARCIAL EM RECURSO
Aluno aprovado e que pretenda fazer melhoria | neste caso só é permita a melhoria parcial para a
componente teórica. Quem pretender fazer melhoria à componente prática ou às duas componentes
deverá optar por fazer avaliação global (com a realização de um novo projeto individual em
condições expostas anteriormente).

Aluno reprovado nas duas componentes | neste caso só é permitida a avaliação parcial se o aluno
optar por manter a nota da componente prática, visto que ele foi realizado em grupo. Assim o aluno
no dia do exame de recurso realizará o teste teórico. Quem pretender fazer melhoria do projeto terá
de optar por fazer avaliação global (com a realização de um novo projeto individual em condições
expostas anteriormente).

Aluno reprovado por nota mínima | neste caso só é permitida a avaliação parcial se o aluno tiver
reprovado por nota mínima na componente teórica, pelo que no exame de recurso realizará
exclusivamente o teste teórico. Quem tiver reprovado por nota mínima na componente prática terá
de optar por fazer avaliação final global (com a realização de um novo projeto individual em
condições expostas anteriormente).
Os estudantes deverão contactar o docente atempadamente para todas as situações não previstas neste resumo
carlos relvas | 21
projeto avaliação: DISCRETA
componente prática (65%)

Os projetos devem pressupor o desenvolvimento de um novo produto desde a ideia ao


seu projeto de detalhe. Para isso, são sugeridos um conjunto de temas onde deve ser
desenvolvido um qualquer sistema ou dispositivo “não eletrónico”, inovador e integrado
no produto (elemento de inovação). Este elemento de inovação é essencial para o
desenvolvimento do produto e será avaliado tendo em consideração aspetos como:
o grau de novidade/inovação,
complexidade e atuação técnica e
interface com o utilizador.
Os projetos e respetivos temas sugeridos pressupõem que para a sua concretização cada
estudante tenha de lhe dedicar entre 80 a 100 horas de trabalho efetivo.

carlos relvas | 22
AULAS PRATICAS:
Grupos de 3 ou 4 elementos (mesma P)
Turma: 3 grupos de 3 elementos + 4 grupos de 4 elementos
todas as exceções deverão ser previamente autorizadas (sujeito a penalização)

projecto e desenvolvimento de um novo produto


Bikes/mobilidade suave
carros/motos electricos
autocaravanas/camper
máquinas de corte
máquinas de café
máquinas de lavar roupa
máquinas de lavar louça

carlos relvas | 23
bikes/mobilidade suave

carlos relvas | 24
carros/motos electricos

carlos relvas | 25
autocaravanas/camper

carlos relvas | 26
máquinas de corte

carlos relvas | 27
máquinas de café

carlos relvas | 28
máquinas de lavar roupa ou louça

carlos relvas | 29
MATERIAL A ENTREGAR PARA AVALIAÇÃO DO PROJETO
O TRABALHO DE MODELAÇÃO E RESTANTE MATERIAL DO PROJETO deve ser entregue em formato digital
através de UPLOAD para o link indicado pelo docente da disciplina, até às:

12 horas do dia 09 de Junho de 2020.


A entrega da cópia digital de todo o material deve observar as seguintes regras.
Criar uma pasta principal (.zip) com o nº do grupo e título do projeto (exemplo: grupo 2_3_pedicaps)
Dentro desta pasta principal a Informação deve estar organizada da seguinte forma:
✓ Pasta “projeto conceito” (Kano, matriz da qualidade, matriz do produto, FMEAs, mind-map, análise morfológica, esboços, etc);
✓ Pasta “modelação 3D” com todo o material de modelação produzido durante o projeto: partes e montagens de conjunto e subconjuntos;
✓ Pasta “modelação 3D_STEP” Cópia em formato STEP de todo o material de modelação produzido durante o projeto
✓ Pasta “desenhos” com toda a documentação técnica: desenhos de definição, desenho de conjunto e perspetiva explodida;
✓ Pasta “renderings” com as imagens foto realísticas;
✓ RELATÓRIO TÉCNICO DO TRABALHO REALIZADO em formato digital (pdf ou word) [existe template];
✓ FOLHA DE AUTOAVALIAÇÃO (uma por cada grupo)
✓ IMAGEM DE APRESENTAÇÃO DO PROJETO, ficheiro com imagem de apresentação do projeto [existe template];
✓ DECLARAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO DE UTILIZAÇÃO DO MATERIAL PRODUZIDO, devidamente preenchida e assinada
✓ CÓPIA DA APRESENTAÇÃO INTERCALAR
✓ Outros (material de pesquisa utilizado). carlos relvas | 30
MATERIAL A ENTREGAR PARA AVALIAÇÃO DO PROJETO

Notas e recomendações:

1. O RELATÓRIO TÉCNICO DO TRABALHO REALIZADO Tamanho A4 com limite máximo de 20


páginas (20 megabytes) úteis (excluindo capa, índice e anexos), entregue em formato
exclusivamente digital (PDF ou Word).

2. Os erros detetados (nomeadamente os de gravação do suporte digital ou outros) são da


responsabilidade dos autores do trabalho.

3. No elearning serão disponibilizados os templates tipo para entrega.

4. A entrega tem de ser feita em formato digital através de UPLOAD para o link indicado pelo
docente

carlos relvas | 31
apoio

carlos relvas | 32
bibliografia recomendada

✓ Carlos Relvas (2017). Design & Engenharia: Da Ideia ao Produto (eBook).


Editora: PUBLINDUSTRIA. ISBN: 9789897232404.

✓ Carlos Relvas (2018). O Mundo da Impressão 3D e o Fabrico Digital


Editora Quântica Editora – Conteúdos Especializados, Lda. ISBN:
9789898927026.

✓ António Manuel Ramos, Carlos Moura Relvas, José António Simões, Luís
Miguel Mota, (2017) Engenharia + Design: da ideia ao produto, editora
Publindústria, ISBN: 9789897232398.

M. Ashby, K. Johnson, "Materials and Design", Butterwort Ed (2002);


K. T. Ulrich, S. D. Eppinger, "Product Design and Development", Mcgraw-Hill (1995);
C. Relvas, A. Ramos, A. Completo, J. A. Simões, Accuracy control of complex surfaces in reverse engineering process. International Journal of Precision
Engineering and Manufacturing, Vol. 12, No. 6, pp. 1035-1042, 2011;
Carlos Relvas, António Ramos, António Completo, and José A Simões, A systematic approach for an accuracy level using rapid prototyping technologies in
Proceedings of the Institution of Mechanical Engineers, Part B: Journal of Engineering Manufacture Volume 226 Issue 12, December 2012, pp:2023-2034
carlos relvas | 33
MATERIAL DE APOIO:

http://elearning.ua.pt/

Guião da disciplina
Resumos Aula (slides)
Templates (relatório, etc)

Declaração de direitos de autoria

Textos de apoio
Testes tipo

carlos relvas | 34
INSTALAÇÃO DO
SOLIDWORKS
(2019-20 Versão SSP)
SOFTWARE DE MODELAÇÃO 3D PARA AS AULAS PRÁTICAS

carlos relvas | 35
ACESSO AO SOFTWARE:

carlos relvas | 36
ACESSO AO SOFTWARE: https://www.ua.pt/stic/page/16014

carlos relvas | 37
já podemos ir
carlos relvas | 38

Você também pode gostar