Você está na página 1de 22

AVAC

Cálculo da Carga Térmica em Edifícios


• Introdução
• Envolvente opaca
• Carga Térmica e Necessidades de Aquecimento devido a
condução de calor através da envolvente

Nelson Martins
DEM-UA
2015

DEM-UA 2015

Transferência de calor em Edifícios


NM / MO

1
DEM-UA 2015
Carga térmica

NM / MO
Necessidades de aquecimento (Inverno)
• Fluxos térmicos pela envolvente opaca

• Fluxos térmicos pelos envidraçados

• Fluxos térmicos devido à ventilação

• Ganhos internos

• Ganhos solares

• Inércia térmica

DEM-UA 2015

Carga térmica
NM / MO

Necessidades de arrefecimento (Verão)

• Fluxos térmicos pela envolvente opaca

• Fluxos térmicos pelos envidraçados

• Fluxos térmicos devido à ventilação

• Ganhos internos

• Inércia térmica

2
DEM-UA 2015
Balanço Energético - Inverno

NM / MO
• Perdas por condução
• Perdas devidas à renovação de ar

• Ganhos solares pelos vãos envidraçados


• Ganhos internos

DEM-UA 2015

Regulamentação / Legislação
NM / MO

3
DEM-UA 2015
Regulamentação / Legislação

NM / MO
7

DEM-UA 2015

Aquecimento
NM / MO

𝑸𝒊 = 𝑄𝒕𝒓,𝒊 + 𝑄𝑣𝑒,𝒊 𝑾

Despacho n.º 15793-I/2013

Transferência (perdas) de calor por condução na estação de


aquecimento através da envolvente dos edifícios, [kWh]

Transferência (perdas) de calor por ventilação na estação de


aquecimento, [kWh]

Ganhos térmicos úteis na estação de aquecimento resultantes dos


ganhos solares através dos vãos envidraçados, da iluminação, dos
equipamentos e dos ocupantes, [kWh]

4
DEM-UA 2015
Qtr,i – Perdas por condução

NM / MO
• Envolvente exterior (Ext)

• Envolvente interior (ENU)

• Pontes térmicas Planas

• Pavimentos e paredes em contacto


com o solo

• Pontes térmicas Lineares


9

DEM-UA 2015

Marcação da Envolvente
NM / MO

• Envolvente exterior (Ext)

10

5
DEM-UA 2015
Marcação da Envolvente

NM / MO
• Envolvente Interior (LNA)

11

DEM-UA 2015

Marcação da Envolvente
NM / MO

• Pavimentos e paredes em contacto com o


solo

12

6
DEM-UA 2015
Marcação da Envolvente

NM / MO
• Pontes Térmicas Lineares (PTL)

13

DEM-UA 2015

Envolvente Exterior (1 edifício)


NM / MO

14

7
DEM-UA 2015
Envolvente Exterior (1 edifício)

NM / MO
15

DEM-UA 2015

Envolvente Exterior (2 edifícios)


NM / MO

16

8
DEM-UA 2015
Envolvente Exterior (2 edifícios)

NM / MO
17

DEM-UA 2015

Envolvente Interior
NM / MO

18

9
DEM-UA 2015
Espaços Não Aquecidos (Envolvente Interior)

NM / MO
• Garagens

• Armazéns, Arrumos, Arrecadações (Com aberturas para o exterior)

• Lavandarias

• Marquisas e varandas fechadas

• Estufas ou solários

• Sotãos e Caves não habitados

• Zonas de Circulação Comuns a várias FA

19

Despacho n.º 15793-I/2013 DEM-UA 2015

Trocas de calor pela envolvente, Qtr,i


NM / MO

𝑸𝒕𝒓,𝒊 = 𝑯𝒕𝒓,𝒊 𝜃𝒊 − 𝜃𝒆𝒙𝒕 𝑾

𝑸𝒕𝒓,𝒊 = 𝟎, 𝟎𝟐𝟒 ∙ 𝑮𝑫 ∙ 𝑯𝒕𝒓,𝒊 𝒌𝑾𝒉

*NUTSIII- Nomenclatura das Unidades Territoriais para Fins Estatísticos de nível III 20

10
DEM-UA 2015
Temperatura Exterior de Projeto (inverno)

NM / MO
21

DEM-UA 2015

Conceito GD
NM / MO

22

11
DEM-UA 2015
Zonamento Climático

NM / MO
Os parâmetros climáticos pertinentes para a estação de aquecimento (inverno) são os seguintes:
 Número de graus-dias, na base de 18°C, correspondente à estação convencional de aquecimento;
 Duração da estação de aquecimento;
 Temperatura exterior média do mês mais frio da estação de aquecimento;
 Energia solar média mensal durante a estação, recebida numa superfície vertical orientada a Sul, [kWh/m2.mês]

23

DEM-UA 2015

Zonamento Climático
NM / MO

Os valores dos parâmetros climáticos X associados a um determinado local são obtidos a partir
de valores de referência XREF para cada NUTS III e ajustados com base na altitude desse local, z.

𝑋 = 𝑋𝑅𝐸𝐹 + 𝑎 ∙ 𝑧 − 𝑧𝑅𝐸𝐹

24

12
DEM-UA 2015
Coeficiente Global de Transf. de Calor
por Condução, Htr,i Qtr,i = Htr,i θi − θext W

NM / MO
Q tr,i = 0,024 ∙ GD ∙ Htr,i kWh

Coeficiente de transferência de calor através de elementos


da envolvente em contacto com o exterior, [W/ºC]
Coeficiente de transferência de calor através de elementos da
envolvente em contacto com espaços não úteis, [W/ºC]
Coeficiente de transferência de calor através de elementos da
envolvente em contacto com edifícios adjacentes, [W/ºC]
Coeficiente de transferência de calor através de elementos
em contacto com o solo, [W/ºC]

25

DEM-UA 2015

Trocas planas (1-D)


NM / MO

26

13
DEM-UA 2015
Ponte Térmica Linear

NM / MO
27

DEM-UA 2015

Pontes Térmicas Lineares


NM / MO

28

14
DEM-UA 2015
Elementos em contacto c/ o solo

NM / MO
29

Despacho n.º 15793-K/2013


DEM-UA 2015

Envolvente exterior, Hext


NM / MO

Coeficiente de transferência térmica do elemento i, da envolvente, [W/(m 2.°C)];

Área do elemento, i, da envolvente, medida pelo interior do edifício, [m 2]

Coeficiente de transferência térmica linear da ponte térmica linear, j , calculado de


acordo com a legislação em vigor, [W/(m .°C)]
(Despacho 15793 K-2013)

Desenvolvimento linear da ponte térmica linear, j,


medido pelo interior do edifício, [m]

30

15
Despacho n.º 15793-K/2013

DEM-UA 2015
Envolvente em contacto com espaços não úteis, Henu
Envolvente em contacto com edifícios adjacentes, Hadj

NM / MO
Coeficiente de redução de perdas de determinado espaço não útil ou de um edifício
adjacente, determinado de acordo com a legislação em vigor
(tabela 22, Despacho 15793 K-2013)

Coeficiente de transmissão térmica do elemento, i, da envolvente, [W/(m 2.°C)];

Área do elemento, i, da envolvente, medida pelo interior do edifício, [m 2]

Coeficiente de transmissão térmica linear da ponte térmica linear, j , calculado de acordo


com a legislação em vigor, [W/(m.°C)] (Atualmente de acordo com o Despacho 15793 K-
2013)

Desenvolvimento linear da ponte térmica linear, j, medido pelo interior do edifício, [m]

31

Despacho n.º 15793-K/2013


DEM-UA 2015

Envolvente em contacto com o solo, Hecs


NM / MO

Coeficiente de transmissão térmica do pavimento enterrado i, [W/(m 2.°C)]

Área do pavimento em contacto com o solo i, medida pelo interior do edifício, [m 2]

Profundidade média enterrada da parede em contacto com o solo j, [m]

Desenvolvimento linear da parede em contacto com o solo j, medido pelo interior, [m]

Coeficiente de transmissão térmica da parede em contacto com o solo j, [W/(m 2.°C)]

32

16
Despacho n.º 15793-K/2013

DEM-UA 2015
Coeficiente de Redução de Perdas, btr

NM / MO
O valor do coeficiente de redução de perdas de um espaço não útil é determinado com base na
EN ISO 13789, sendo calculado com base na seguinte expressão:

𝜃𝑖𝑛𝑡 Temperatura do espaço interior [ºC]


𝜃𝑖𝑛𝑡 − 𝜃𝑒𝑛𝑢
𝑏𝑡𝑟 = 𝜃𝑒𝑛𝑢 Temperatura do espaço não útil [ºC]
𝜃𝑖𝑛𝑡 − 𝜃𝑒𝑥𝑡
𝜃𝑒𝑥𝑡 Temperatura espaço exterior [ºC]

Ai área dos elementos que


separam o EIU do ENU,

Au área dos elementos que


separam o ENU do Exterior

Venu é o volume do ENU

33

Despacho n.º 15793-K/2013


DEM-UA 2015

Coeficiente de Transf. de Calor, Ui


NM / MO

34

17
Despacho n.º 15793-K/2013

DEM-UA 2015
Coeficiente de Transf. de Calor, Ui

NM / MO
U
1 W 2 o 
li  m C 
Rsi    Rse
i

norma europeia EN ISO 6946 ou


publicações do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC).

ITE 50 – Coeficientes de transmissão Térmica, versão de 2006

35

Despacho n.º 15793-K/2013


DEM-UA 2015

Coeficiente de Transf. de Calor, Ubfi


NM / MO

𝑁
𝑙𝑖
𝑅𝑓 =
𝑘𝑖
𝑖=1

36

18
Despacho n.º 15793-K/2013

DEM-UA 2015
Coeficiente de Transf. de Calor, Ubfi

NM / MO
𝑁
𝑙𝑖 Largura do isolamento
𝑅𝑓 = D
𝑘𝑖 perimetral , [m]
𝑖=1

37

Despacho n.º 15793-K/2013


DEM-UA 2015

Coeficiente de Transf. de Calor, Ubwj


NM / MO

𝑁
𝑙𝑖
𝑅𝑤 = z é a profundidade média da
𝑘𝑖 parede enterrada
𝑖=1

38

19
DEM-UA 2015
Vão envidraçados

NM / MO
O valor do coeficiente de transf. térmica de elementos envidraçados,
Uw, deve ser obtido usando EN ISO 10077-1 e EN ISO 10077-2, para
janelas e portas, e EN 13947 para fachadas-cortina, e em função do
valor do coeficiente de transmissão térmica global de um vão
envidraçado.

Edifícios com ocupação nocturna


• Toma-se o valor médio dia-noite que corresponde à média
do Coef. Tabelado para a janela com e sem proteção.

Sem ocupação noturna


• Toma-se apenas valor sem proteção

39

DEM-UA 2015

Pontes Térmicas Lineares


NM / MO

40

20
Despacho n.º 15793-K/2013

DEM-UA 2015
Coeficiente de Transf. de Térmica Linear, ji

NM / MO
O valor do coeficiente de transmissão
térmica linear pode ser determinado por
uma das seguintes formas:

a) Norma EN ISO 10211;


b) com recurso a catálogos de
pontes térmicas para várias
geometrias e soluções construtivas
típicas, desde que de acordo com
a EN ISO 14683 com recurso à
metodologia definida na EN ISO
10211;
c) com recurso aos valores
indicados na Tabela 07 -
Despacho n.º 15793-K/2013
41

DEM-UA 2015

Notas
NM / MO

Não se contabilizam pontes térmicas lineares (i.e., Ψ = 0 W/m.ºC) se:

• intersecção de paredes de compartimentação interior com


pavimentos/coberturas

• localizadas em paredes de compartimentação interior separando EU de


ENU com btr ≤ 0.7

42

21
DEM-UA 2015
Conhecimentos adquiridos

NM / MO
• Marcação da envolvente

• Classificação da envolvente

• Cálculo de U

• Determinação de btr

• Determinação de j das PTL e elementos em contacto


com o solo

• Cálculo de perdas por condução pela envolvente

• Cálculo da Carga térmica devido as perdas…


43

DEM-UA 2015

Lembrete…
NM / MO

Lista de documentos disponibilizados e necessários para a


prática:

- Decreto-Lei 118/2013

- Despacho 15793-F/2013- Zonamento Climático

- Despacho 15793-I/2013 – Cálculos das Necessidades Energéticas


- Despacho 15793-K/2013 – Parâmetros Térmicos

- Portaria 349-B/2013 – Requisitos REH

- Publicações do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) (MSI.pdf


e ITE50.rar)

44

22