Você está na página 1de 3

Seres Abissais

Há milhões de anos, os Seres Abissais surgiram em nossa realidade. Possivelmente vieram de algum
plano superior ou realidade paralela rasgando o tecido dimensional. Um número considerável deles
se estabeleceu em nosso sistema solar, na Terra. Alguns teóricos imaginam qual a razão de isso ter
acontecido, porque esses seres de enorme poder teriam escolhido justo nosso planeta para fixar
residência?

A resposta passa por uma constatação desagradável: talvez esse não seja "nosso" planeta. É possível
que "nós" sejamos os invasores no planeta Deles. Como parasitas que se fixaram no corpo de um
animal em hibernação, indesejáveis, mais cedo ou mais tarde, seremos removidos.

Há poucos documentos que se referem à chegada dos Seres Abissais. E o conhecimento a respeito é
no mínimo contestável. Algumas tradições místicas detêm textos com esse saber, mas até que ponto
eles podem ser levados em consideração, depende da credulidade do leitor. Alguns destes textos
teriam sido ditados pelos próprios Seres Abissais em sonhos, mas novamente não há como saber ao
certo.

Por milênios os Seres Abissais estavam plenamente ativos. Eles guerrearam entre si, exploraram os
confins do universo, encontraram civilizações, construíram cidades majestosas, foram venerados,
conquistaram e destruíram planetas. Alguns deles fundaram impérios e tiveram crias tão
abomináveis quanto eles mesmos.

Mas então houve uma grande mudança que afetou o Universo como um todo.

Alguma força cósmica afetou os Seres Abissais de tal maneira que eles perderam sua liberdade. Os
teóricos se referem a essa condição como a grande hibernação. O fato é que os Seres Abissais
tiveram de se retirar para um longo exílio que dura até os dias de hoje.

Não sabemos o que causou essa mudança. Não há nenhuma escrita que esclareça de forma
incontestável que evento foi esse capaz de mudar o panorama pelos próximos milhões de anos. O
fato é que esses seres tão poderosos se viram de um momento para o outro em algo como uma
hibernação.

Mas essa hibernação não será eterna, por mais tempo que demore, os Seres Abissais são pacientes e
imortais. Um dia eles irão conseguir escapar desta hibernação para uma vez mais desafiar a
supremacia de seus captores.

O poeta alemão louco Johan Janssen escreveu seu livro mais conhecido, o Leben Oder Tod, que
mais tarde veio a ser traduzido como A Lenda de Kamrabat. A famosa rima que atesta que a
hibernação dos Seres Abissais não é perpétua:

Aquilo que não está morto pode jazer eternamente


e com eras estranhas, até a morte pode morrer
Para os mais estudiosos, as estrelas marcam a data secreta, que a hibernação irá acabar.
Astrônomos ao longo das eras tentaram precisar quando se dará esse alinhamento fatídico, mas
esse segredo talvez não possa ser decifrado. Esperançosamente isso ainda levará milênios e nós
como raça não mais estaremos aqui. Do contrário, a humanidade descobrirá da pior forma seu
mísero papel no plano universal.

Alguns seres humanos, os mais sensíveis, sempre foram capazes de captar as emanações psíquicas
dos Seres Abissais. Eles recebem essas mensagens através de seus sonhos, visões ou presságios.
Ainda que muitas dessas mensagens sofram distorção, não há dúvida de que foram elas que deram
origem às abundantes lendas sobre Titãs hibernando e heróis adormecidos recorrentes em tantas
mitologias.

Foram estes visionários conectados com os sonhos dos Seres Abissais que estabeleceram os
primeiros cultos. Alguns deles aprenderam magias, rituais e cerimônias para honrar seus Deuses e
esperam ansiosamente pelo dia em que Eles despertarão.

Johan Janssen
O Alemão louco, foi um poeta, autor do livro Leben Oder Tod, (mais conhecido como A Lenda de
Kamrabat). Passou a vida toda estudando sobre seres que possivelmente haviam habitado nosso
planeta, passou por todos os supostos monumentos e ruínas que esses seres haviam criados. Nos
seus últimos anos, por volta de 653 d.C. escreveu Leben oder Tod, um livro maléfico alemão que
viria mais tarde a ser chamado de A Lenda de Kamrabat. Todos aqueles que entram em contato com
este livro geralmente passam por algo desagradável. Sobre sua loucura, muitas coisas já foram ditas,
no final apenas mais um louco venerando entidades desconhecidas a quem a chamava de Kamrabat.

A Lenda de Kamrabat
O livro que supostamente contém o segredo da lenda Kamrabat. No grimório estaria descrito
numerosos rituais, como ressuscitar mortos ou até mesmo viajar pelas dimensões onde habitam
estes seres. É mencionado ainda que a sua simples leitura basta para provocar loucura ou até
mesmo a morte.

Kamrabat
É um dos seres abissais e mais fortes deles. A entidade possui proporções gigantes e uma aparência
inimaginável. Ele é uma entidade cósmica maligna, adorada por uma seita milenar que busca trazê-
lo de volta ao nosso plano astral – o que desencadearia o apocalipse. Ele representa um mal tão
ancestral e terrível que vislumbrá-lo levaria qualquer humano às raias da insanidade.
Atualmente
Kazon, uma Agência secreta criada por dois amigos (Albrecht Schulze e Ethan Morris) tentam
recuperar o grimório para descobrir seus segredos e dar um fim de vez nos seres abissais e seus
cultistas. Nos últimos anos algo diferente está acontecendo. Pessoas estão desaparecendo e estão
surgindo relatos de grupos com quase sempre quatro criaturas grotescas atacando outras pessoas. E
assim Albrecht e Ethan chamam uma equipe para investigar. O resultado foi deplorável… Somente
um agente voltou, mas permanece desacordado desde então, os outros agentes que foram na
missão estão desaparecidos ou pior..

Vendo o que está acontecendo no mundo e a procura dos agentes sumidos, Ethan e Albrecht
convocam uma nova equipe (todos inexperientes) para solucionar esses mistérios.

Os novos agentes de Kazon.

Lais
Nanda
Felipe
Gabriel
Pedro
Kaynan

Com base nas informações de cientistas e pesquisadores de Kazon, essa é uma imagem que sempre
está presente escondida nos últimos incidentes no globo.

Resta saber o que são as criaturas e quem seria a pessoa no meio, e por que ela estaria do lado
deles.

Você também pode gostar