Você está na página 1de 3

04/04/2019 A história de um Brasil que sangra - Observatório do 3° Setor

HOME QUEM SOMOS O 3º SETOR PARCEIROS 

NOTÍCIAS AGENDA MULTIMÍDIA  COLUNISTAS CAMPANHAS  CONTATO CADASTRO

COLUNISTAS / MARCIA MOUSSALLEM - CIDADANIA E SOCIEDADE CIVIL


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
A história de um Brasil que sangra Sesc Avenida Paulista promove evento com
lideranças indígenas
Redação Observatório 3º Setor 4 de abril de 2019

Ação ocorrerá entre os dias 5 e 7 de abril, e


focará nas mulheres indígenas

Epidemia: Brasil tem quase 3 mil casos de


dengue por dia em 2019

Aumento dos casos de dengue foi de 264,1%,


em relação ao mesmo período do ano
Um povo que nega e não reconhece as atrocidades e crimes cometidos pelo Estado e seus cúmplices está passado
fadado a eterna alienação em um abismo de ignorância e cegueira. Nega e foge do passado e comete os
mesmos erros no presente.

Essa é uma parte cruel da história do Brasil tropical: massacres, torturas e assassinatos de milhares de homens
PUBLICIDADE
e mulheres que resistiram com coragem e disseram não aos poderosos. Exemplos são muitos, desde Canudos,
Contestado, entre outros.

Porém cabe um destaque ao golpe militar e civil de 1964, que no dia 31 de março de 2019 fez 55 anos. Nesse
ano, com o atual “desgoverno” de Jair Bolsonaro, é enaltecido e comemorado. E o pior: validado e apoiado
pelos seus eleitores ignorantes, frios e cruéis.

Acredito que essa data triste da nossa história jamais deveria ser mencionada como comemoração, mas, como
estamos vivendo e continuamos a viver as diversas formas de violência no Brasil, isso só nos mostra que nada
mudou nesse País “verde e amarelo”.

No meio desse turbilhão, destaco duas experiências que fizeram meu coração chorar. A primeira foi o filme
“Pastor Cláudio”, que relata o encontro entre Eduardo Passos, psicólogo e ativista de direitos humanos e
Cláudio Guerra, ex-delegado e atualmente pastor evangélico, que foi responsável por assassinar e incinerar
diversos homens e mulheres que fizeram oposição ao regime militar. As respostas do Pastor são frias e sem o
menor arrependimento. O que me fez lembrar o livro a “A banalidade do mal”, de Hannah Arendt.

A outra experiência foi a conversa com um conhecido. Ao falar a ele sobre o absurdo da comemoração desse
CONHEÇA O OBSERVATÓRIO
dia por parte do atual governo, o mesmo destacou que a revolução Russa jamais deveria ser comemorada em
2017, devido as mortes que ocorreram. Ele tenta justificar ou comparar ingenuamente com o golpe de 64 no
Brasil.

Bem, pensei, refleti e cheguei a conclusão que a ausência de conhecimento da história do Brasil e do mundo
está presente nos “letrados”. O pior é que eles são cruéis e insensíveis mas, com muita hipocrisia, vestem a
roupa da justiça, da moralidade, dos “homens de bem e servos de Deus”.

https://observatorio3setor.org.br/colunistas/a-historia-de-um-brasil-que-sangra/ 1/3
04/04/2019 A história de um Brasil que sangra - Observatório do 3° Setor
Descrevo essas duas experiências porque são similares: homens que nada sentem e apenas obedecem às
ordens, seja do Estado ou da Igreja, que vende o “Deus engarrafado”.

É nesse emaranhado de sentimentos que me abatem que termino esse artigo com uma música do eterno
Gonzaguinha: “São tantas lutas inglórias, são histórias que a história qualquer dia contará (…) de obscuros
personagens (…) passagens de coragem que são sementes espalhadas nesse chão dos humilhados,
ofendidos, explorados e oprimidos que tentaram encontrar solução. São cruzes, sem nomes, sem corpos, sem
datas. Memória de um tempo onde a lutar por seus direitos é um defeito que mata. Mas, VAMOS À LUTA.”

Redação Observatório 3º Setor

RELATED POSTS

COLUNISTAS /

Que arma o quê?

MARCIA MOUSSALLEM - CIDADANIA E SOCIEDADE CIVIL /

Sociedade das “Mulheres razoáveis e boas”

COLUNISTAS /

Roteiro da resistência

MARCIA MOUSSALLEM - CIDADANIA E SOCIEDADE CIVIL /

Religião e Política se discutem?

COLUNISTAS /

Brasil: Entre a ilusão das redes sociais e a dura realidade

‹ Que arma o quê?

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMENTÁRIO

NOME *

E-MAIL *

SITE

P U B L I C A R C O M E N TÁ R I O

https://observatorio3setor.org.br/colunistas/a-historia-de-um-brasil-que-sangra/ 2/3
04/04/2019 A história de um Brasil que sangra - Observatório do 3° Setor


VOLTAR AO TOPO

HOME QUEM SOMOS O 3º SETOR NOTÍCIAS COLUNAS PROGRAMAS DE TV RÁDIO TRIANON CONTATO

© Observatório do 3° Setor 2019


Desenvolvido por: Prima Estúdio

https://observatorio3setor.org.br/colunistas/a-historia-de-um-brasil-que-sangra/ 3/3

Você também pode gostar