Você está na página 1de 20

A HARMONIA DA COR NA IMAGEM PESSOAL ATRAVÉS DA MAQUIAGEM

Misciellen Charlou do Prado1 , Silvani Emiliano 2

1. Acadêmica do curso de Tecnologia em Estética e Imagem Pessoal da Universidade Tuiuti


do Paraná (Curitiba, PR);
2. Professora Orientadora da Universidade Tuiuti do Paraná – UTP (Curitiba, PR)
Endereço para correspondência: misciellen@yahoo.com.br

__________________________________________________________________________

RESUMO

Nesse artigo discuti-se através de dados bibliográficos a importância das cores na imagem
pessoal ressaltando sua contribuição para um visual mais harmonioso. Assim como foi apli-
cado o teste cromático em duas voluntárias de diferentes colorações pessoais para indicar as
cores ideais na maquiagem. As cores são fundamentais em qualquer processo de educação
visual e exercem grande influência sobre as pessoas, porém, o conceito de cor é subjetivo ca-
da indivíduo tem uma percepção particular da cor. Ao escolher a cor da maquiagem deve-se
aplicar a técnica de classificação cromática e ter sensibilidade na escolha das cores mais apro-
priadas. Existem cores que valorizam os diversos tons de pele, as cores que se harmonizam
com a coloração do individuo podem fazer com que a imagem se torne mais bonita, conse-
qüentemente o fará se sentir bem com sua imagem pessoal. No entanto o uso das cores incor-
retas pode ressaltar imperfeições e alterar o tom da pele, isso pode afetar diretamente a auto-
estima. A maquiagem hoje é usada não só em ocasiões especiais mais também no dia-a-dia,
por isso ela auxilia no realce da beleza, cada mulher tem seu estilo e a forma com que ela se
maquia reflete esse estilo pessoal, dessa forma o uso da cor correta nas mais variadas ocasiões
pode valorizar a imagem pessoal contribuindo para as relações não só profissionais como
também pessoais.

Palavras chaves: cor, imagem pessoal, maquiagem

_________________________________________________________________________

1
ABSTRACT

Discuss this article through bibliographic data on the importance of personal image colors
highlighting its contribution to a more harmonious. As test was applied color to indicate the
ideal colors in makeup in two different colors of voluntary personal. The colors are central to
any process of visual education and exert great influence on people, but the concept of color is
subjective perception each individual has a particular color. When choosing the color of
makeup should be applied to color classification technique, and be sensitive in choosing the
most appropriate colors. There are colors that value the various skin tones, but the wrong
color can make a personal image of the individual therefore become more beautiful will make
you feel good about their personal image. However the use of incorrect colors can highlight
imperfections and change the skin tone, it can directly affect your self-esteem of the
individual. The makeup is now used not only on special occasions but also in day to day, so it
helps to highlight the beauty, every woman has her style and the way it reflects the personal
style makeup, so the use of correct color in various occasions can enhance self-image
contributes to the relationship not only professional but also personal.

Keywords: color, personal appearance, makeup.

__________________________________________________________________________

INTRODUÇÃO Na imagem pessoal as cores são impor-


tantes, pois existem situações em que as
Com o crescimento da indústria da
pessoas costumam acreditar que determi-
moda e beleza, surgiram várias opções de
nada cor de cabelos ou maquiagem ficará
cores de tinturas, maquiagens e roupas, a
bom para si tendo em vista o resultado
cada estação são lançados produtos de co-
dessa cor em outra pessoa, mas de acordo
res variadas e por esse motivo é importante
com o teste cromático técnica aplicada
saber quais cores valorizam a imagem pes-
pelo visagista, a pele deve ser classificada
soal do individuo.
quanto a sua cor, temperatura e estação.
A cor tem influência sobre os hormô- Cada estação tem uma cartela de cores que
nios, a pressão sanguínea e a temperatura favorece a imagem pessoal de cada indivi-
do corpo de quem a vê. ¹ duo, acredita-se, por exemplo, que as cores
que favorecem uma pessoa tipo primavera

2
quente, onde se harmoniza com cores lu- todas as civilizações, desde a antiguidade e
minosas tenras e delicadas, não ficarão dessa maneira influencia o ser humano de
bem em uma pessoa classificada como forma fisiológica e psicológica, estabelece
estação verão fria, que se harmoniza com uma forte relação com as emoções huma-
cores suaves e tons pastéis. nas produzindo impressões.3

Com base nessas informações o presen- A cor é universal, fazendo parte de


te artigo tem por objetivo discutir através todas as ciências, artes e conhecimentos. Á
de dados bibliográficos a importância das psicologia, a cor interessa como sensação
cores na imagem pessoal ressaltando sua resultado da percepção inteligente e analí-
contribuição para um visual mais harmoni- tica interpretada pela mente.4
oso.
O caminho percorrido pelos impul-
METODOLOGIA sos visuais passa pelo sistema límbico e
pelo córtex que completam a percepção
Para a fundamentação desse traba-
emocional da cor.5 As ondas de luz colori-
lho buscou - se referências em livros de
da podem atuar sobre o organismo mesmo
maquiagem, teoria das cores, visagismo, e
sem a interferência do globo ocular, ao
imagem pessoal. Assim como artigos cien-
serem percebidas pela retina associam-se a
tíficos e realização de trabalho prático,
mente servindo de estímulos a fenômenos
com duas amostragens. Aplicando o teste
psíquicos, sendo assim, as cores são vistas
cromático e maquiagem em duas modelos
de maneira quase idênticas, porém, senti-
de diferentes colorações pessoais.
das de formas diferentes.4
A COR
As cores podem ser classificadas
Foi Leonardo Da Vinci no século quanto à temperatura sendo caracterizadas
XV quem fez a primeira descoberta dos como frias ou quentes essa diferenciação é
dados que levariam a criação da teoria das feita de acordo com a quantidade de cores
cores.2 primárias e secundárias predominante.7

A cor é definida como uma onda As cores quentes são o magenta, ver-
luminosa, um raio de luz branca que atra- melho carmim, vermelho, laranja, amarelo
vés da visão produz no cérebro uma sensa- e verde limão, as cores frias são verde,
ção visual. Esteve presente no cotidiano de verde azulado, ciano, anil, azul e violeta,

3
porém o violeta e o verde limão são cores sofre influência da cultura e agrega signifi-
versáteis com propriedades quentes e frias cados simbólicos.3
de acordo com as cores que serão combi-
nadas8. As cores frias transmitem quietude A MAGIA DA COR
e tranqüilidade, enquanto as cores quentes A cor é um dos elementos mais impor-
transmitem vivacidade calor e alegria.4 tantes da imagem, é essencial compreender
como a cor funciona e como usá-la para
As cores consideradas quentes são a-
conseguir seus diversos efeitos. Lembran-
quelas em que o vermelho e o amarelo
do que a pele é composta por pigmentos
predominam sua composição, já as frias,
que interferem no resultado final da cor na
opostamente, são as que têm predominân-
maquiagem, então é necessário saber como
cia da cor azul em sua composição. Elas
as cores da maquiagem reagem com a cor
também têm influência sobre o tempera-
da pele.
mento humano, indivíduos que são agres-
Existe uma diferença entre cor e
sivos ao utilizarem cores quentes podem
pigmento, sendo cor energia, as cores obti-
estimular essas características e indivíduos
das pelo padrão RGB (red-green-blue -
calmos ao utilizarem cores frias podem se
vermelho-verde –azul), pois não há pig-
sentir mais relaxados.6
mento nem matéria, já pigmento é o mate-
Todos vêem o mesmo céu azul, as
rial químico que tinge uma superfície. 13
mesmas árvores, a mesma areia, o mesmo
Quando se mistura as cores primárias,
fogo e respondem, com alguma conformi-
novas cores são obtidas. Porém, o resulta-
dade, a seus significados, mesmo que ape-
do da mistura, irá depender da qualidade
nas denotativos.10
do pigmento, do material químico utilizado
Os profissionais que trabalham com co- (pureza da cor) e do processo de aplicação.
res, devem saber que efeito as cores produ- Os pigmentos são classificados em:
zem, pois seu resultado deve ser único e 1- Acromáticos: branco, preto e cinza - não
universal. As cores produzem efeitos e contém cor.
influenciam o individuo de maneira tanto 2- Cromáticos: contém cor e são classifi-
física quanto psicológica, gerando alegria cados em três categorias:
ou tristeza, exaltação ou depressão, calor a) Primários: são os pigmentos puros, todas
ou frio; estando também relacionada com as outras cores são obtidas através de sua
os sentimentos, ao mesmo tempo em que mistura. As cores primárias são azul –

4
amarelo – vermelho, para se obter a cor A cor é capaz de produzir muitos efei-
preta, é necessário que se misturem as três tos, até mesmo contraditórios, interferindo
cores, assim originando um preto cromáti- diretamente no efeito da imagem pessoal,
co. psicológica e física do individuo. Quando
b) Secundários: é a mistura de dois pig- o individuo é visto, antes de vê-lo como
mentos primários puros (saturados) Ama- uma pessoa específica – que tem nome,
relo + vermelho = laranja. Vermelho + azul profissão e uma história – Existe uma rea-
= roxo. Azul + amarelo = verde. ção emocional às linhas, aos formatos, às
c) Terciárias: são obtidas pela mistura de luzes e às cores que o compõem. [...] É
pigmentos das cores complementares ou possível opinar sobre as pessoas sem con-
dois pigmentos secundários. 5 versar com elas, somente com base na i-
magem pessoal. 13
IMAGEM PESSOAL E A COR Uma boa aparência estimula a confian-
ça e facilita a comunicação. A imagem do
As cores devem valorizar a aparência,
individuo é composta por seu formato de
complementar e harmonizar com a colora-
rosto, feições, cor de pele, corte de cabelo,
ção pessoal do individuo para compra de
penteado, coloração, maquilagem, adornos
roupas e acessórios, aplicação na maquia-
e, no caso dos homens, pêlos faciais. Esses
gem e coloração de cabelo. Com a era da
fatores indicam quem ele é através da lin-
modernidade e do capitalismo houve uma
guagem visual. 13
supervalorização da imagem e com isso o
Quando se usa uma cor que harmoniza
mercado da beleza apresentou um grande
com a coloração pessoal, a aparência se
crescimento, isso prova que cada vez mais
torna mais iluminada, saudável e rejuve-
as pessoas estão preocupadas com a apa-
nescida; caso contrário, quando as cores
rência. No mundo contemporâneo foram
são usadas de maneira incorreta, o indivi-
pré-estabelecidos padrões de beleza, sendo
duo pode aparentar cansaço, envelheci-
assim também foram criadas várias formas
11
mento e se tornar apagado. 16
de adaptação a esses novos padrões.
Certas cores podem deixar a pele
A Imagem pessoal é um conjunto de
com uma aparência amarela, verde ou cin-
valores atribuídos a uma pessoa, onde o
za, por isso é importante o conhecimento a
sucesso do individuo está ligado direta-
respeito da coloração pessoal. As pessoas
mente à imagem pessoal, independente do
podem usar quase todas as cores, desde
cargo ou função desempenhada. 12
5
que sua temperatura (quente ou fria), sua Pode-se considerar a maquiagem
intensidade (brilhante ou opaca) e valores como uma máscara que se constrói quando
(clara ou escura), se integrem às cores de surge o desejo de causar alguma reação em
sua pele, olhos e cabelos. 16 quem a olha e que pode ser retirada a qual-
Tons de cores como o verde e o amare- quer momento. 10
lo, podem refletir na pele do rosto e do A maquiagem colore, realça, disfarça e
corpo, não favorecendo certas tonalidades corrige o rosto, tendo como principio a
de pele. Beges e rosas-claros, também de- harmonia entre cores, formas, estilo e oca-
pendem muito do tom de pele para serem sião. Uma boa maquiagem realça os traços
utilizados, pois criam um visual pálido. As naturais do rosto, criando efeitos que o
cores puras chamam atenção, já as combi- iluminam e revelam a beleza, ao mesmo
nações com cores suaves e claras produ- tempo em que podem encobrir pequenas
zem um efeito discreto. 20 imperfeições. 15
Quando as cores ditadas pela moda A maquiagem se apresenta de di-
como tendência não se harmonizam com o versas formas cosméticas. Sendo utilizada
tom de pele da pessoa, é possível usá-las para embelezar a pele e também cobrir
longe do rosto16. As tonalidades das cores suas imperfeições, é necessária a realiza-
corretas com a coloração pessoal devem ção de uma limpeza, tonificação e hidrata-
estar na maquiagem, acessórios, cor do ção da pele antes de sua aplicação. 9
cabelo e vestuário. Para ter uma melhor explicação a res-
peito dos tipos de maquiagem Moalinos18
MAQUIAGEM NA IMAGEM PESSO-
descreve:
AL
 Corretivo: encobre imperfeições da
A bioquímica Tereza Rebello define
pele como manchas e cicatrizes, suavi-
a maquiagem como produtos coloridos em
za linhas de expressão e contribui para
diversas formas cosméticas, destinados a
amenizar olheiras. Pode ser em forma
14
embelezar a pele e cobrir imperfeições. A
de lápis ou bastão, líquido ou cremoso;
maquiagem reforça o estilo, personalidade
 Base: uniformiza o tom da pele co-
e atitude de quem a usa. Dessa forma, a
brindo imperfeições. Atualmente exis-
maquiagem contribui para a construção de
tem bases que permitem hidratação e
uma imagem de acordo com o momento
rejuvenescimento. Elas se dividem em
em que se está vivendo, 10

6
líquidas, cremosas, duo cake (base e para pessoas esportivas e para o dia-a-
pó) e (pancake / pó); dia.
 Pó facial: tira a luminosidade da pele,  A clássica: para mulheres de negócio,
é apresentado como compacto, solto, dias ou ocasiões não tão informais. Re-
translúcido, opaco, brilhante, bronzea- alça uma feição, é semitransparente,
dor e iluminador. com cores suaves, sobrancelhas, olhos
 Batom: dispersões de material corante delineados, base e pó compacto.
em uma mistura de óleos, gorduras e  A dramática: para a noite, é mais pesa-
ceras, colorem os lábios, além de pro- da, as sobrancelhas são bem desenha-
tegê-los e hidratá-los. Eles podem ser das, olhos bem delineados, cores fortes
cremosos, opacos, de ultra fixação e e opacas. O batom e as sombras são
gloss; brilhantes e escuras. Indicada para usar
 Blush: realça ou colore as maças do á noite em compromissos sociais. 13
rosto. Ele pode ser em pó, cremoso e Antes de dar início a maquiagem é
líquido; muito importante conhecer quais tons se
 Máscara para cílios (rímel): aumenta o harmonizam melhor com a cor da pele,
volume dos cílios e os colore, pode ser cabelo, olhos e principalmente a roupa e
líquido ou pastoso; acessórios que serão usados, esses fatores
 Sombra: serve para dar profundidade podem interferir de forma positiva no re-
aos olhos e colorir as pálpebras. Ela sultado final da transformação.
pode ser encontrada na forma de pó O trabalho feito com luz e sombra
(que também se dilui em água), líquida, para ressaltar ou suavizar determinados
cremosa, em lápis, bastão e em gloss; traços, é importante na aplicação da ma-

 Lápis e delineador: é usado para traçar quiagem, essas técnicas são utilizadas no

riscos (geralmente dos olhos e lábios), visagismo, como por exemplo: o uso de

são encontrados em forma de caneta ou tons escuros para dar profundidade e o

líquido.18 contorno desejado ao rosto. A maquiagem

Existem também estilos básicos de maqui- é a melhor aliada para realçar a beleza, por

agem como: esse motivo é tão importante o uso dela. 19

 A natural: que revela um estilo saudá-


vel, informal e pouco afetada, indicada

7
COLORAÇÃO PESSOAL podem determinar a temperatura da pele de
acordo a quantidade predominante. 16
Antes de ressaltar as etapas do teste
cromático e da coloração pessoal é impor- A melanina (marrom) pigmento
tante destacar o que é visagismo. A palavra responsável pela proteção da pele contra os
visagismo é derivada de visage, que em raios UV e os carotenóides (amarelo) que
francês significa “rosto”, esse termo foi derivam da ingestão de frutas e verduras e
criado em 1936 pelo cabeleireiro e maqui- se localizam nas glândulas sebáceas e na
ador francês Fernand Aubry (1907 - 1976), gordura subcutânea; e a hemoglobina
que dizia: ¨ O visagismo é uma arte e que o (vermelho azulado) é encontrada no plexo
visagista é um escultor do rosto humano”. venoso subpapilar. A vasodilatação, vaso-
Refere-se à arte de embelezar ou transfor- constrição das arteríolas e capilares e a
mar o rosto, utilizando cosméticos, tinturas influenciam no tom de pele. 17
e corte de cabelo. Portanto é aplicado ao
Todas as peles possuem uma cor
trabalho do maquiador e do cabeleireiro, é
caracterizada como superficial e outra cor
a maquiagem artística do rosto. Em geral, o
de base, é o tom de fundo que determina a
visagismo é uma atividade profissional,
cor da pele, peles frias possuem fundo de
mas, na realidade, toda pessoa que se ma-
cor fria com tom azulado e as peles quen-
quila exerce o visagismo embora num ní-
tes possuem um fundo de cor quente com
vel amador. 13
tom dourado, é possível visualizar estas
O visagismo é a arte de criar uma cores nas sombras do rosto. 6 Convém lem-
imagem pessoal que revela as qualidades brar que para o Brasil, estas classificações
interiores de uma pessoa, de acordo com podem sofrer variações, devido a mistura
suas características físicas. 13 racial existente no país.

A coloração pessoal é avaliada de A classificação das cores no visa-


acordo com os tons de pele, cabelos e cor gismo é baseada nos trabalhos de Johannes
dos olhos, as variações na cor da pele são Itten (1888 – 1967), suas teorias e seu es-
determinadas pela quantidade de três pig- quema Color Star (estrela de cor), são refe-
mentos existentes no organismo do ser rências importantes sobre cor. A partir de
humano, sendo eles a melanina (marrom seu trabalho, Robert Dorr (1905 – 1980)
azulado/marrom alaranjado), hemoglobina criou o sistema Color Key durante os anos
(vermelho) e a carotenóides (amarelo) que de 1930, especificamente para o visagismo,
8
que classificava as cores em duas categori- baseadas nas cores da natureza de cada
13
as de temperatura: fria e quente. estação. 6

A partir de então houve muitas pes- A análise da cor da pele é importan-


quisas que ampliaram o conceito original, a te, pois auxilia na escolha das cores a se-
maquiadora e artista plástica Suzanne Cay- rem aplicadas na maquiagem. Tons frios de
gill realizou uma pesquisa em 1942 e con- coloração não se harmonizam com peles
cluiu a existência de 32 tons de pele sen- quentes, pois acabam contrastando e assim
do divididos em 4 categorias com 8 tons causando um aspecto estranho, como por
diferentes cada uma, esse sistema recebeu exemplo, tons de azul tornam as peles pri-
o nome de harmonia da cor e as quatro mavera amareladas, provocando uma apa-
categorias foram classificadas de acordo rência desagradável, como se a pessoa es-
com as estações do ano, sendo uma cartela tivesse doente.
de cores correspondente para cada estação;
 PRIMAVERA
as peles outono e primavera são classifica-
das como quente e as peles verão e inverno As peles do tipo primavera são caracteri-
classificadas como frias.6 zadas como quentes com tonalidade doura-
do-amarelada, ao se expor ao sol produz
Essa classificação se aplica ás peles
um bronzeado dourado. Os cabelos geral-
claras e deve ser adaptada na avaliação das
mente são claros sendo loiro-dourado ou
peles negras. De acordo com Jean Patton
castanho-médio, os olhos são geralmente
as peles negras são classificadas em seis
verdes, azuis ou castanhos, as cores que
grupos.6
favorecem esse tipo de pele são luminosas
CLASSIFICAÇÃO PELES BRANCAS tenras e delicadas. 6

É importante ressaltar que a classi-  Todos os tipos de amarelo;


ficação das estações foi baseada nas cores  Verdes quentes: musgo, oliva e limão;
apresentadas em cada em estação do ano,  Marrons quentes amarelados e averme-
como por exemplo: verão e inverno que lhados: Terra de siena natural ou terra
pertencem à categoria fria, pois cada uma de siena queimada;
em sua fase sazonal apresentam cores frias,  Todos os tons de bege;
como azul do céu, as cores frias do mar, o  Pêssego;
cinza dos dias gelados, são classificações  Rosa-chá;

9
 Coral;  Amarelo dourado;
 Rosa e vermelho alaranjado;  Amarelo-alaranjado brilhante;
6
 Azul-lavanda.  Bege escuro;
 Cinzas Avermelhados: Terra de siena,
 OUTONO cor de tijolo e ferrugem;
 Verde musgo;
A pele outono é quente e classificada como  Bronze;
avermelhada com fundo verde-terra, pes-  Marrom-claro-amarelado;
soas claras com esse tipo de pele tendem a  Azul cinzento. 6
queimar facilmente ao se expor ao sol, mas
conseguem eventualmente se bronzear. 6  INVERNO

Existem dois tipos de pele outono, As peles do tipo inverno são carac-
sendo a primeira mais clara que geralmente terizadas frias, com tonalidade amarela
têm sardas, e o de pele mais escura é carac- com fundo roxo. São opacas e pálidas, ao
terístico dos espanhóis e de latinos de ori- se expor ao sol escurece mancha e rara-
gem espanhola e portuguesa. Os cabelos mente bronzeia. 6
das pessoas com pele tipo outono claro são
Os olhos costumam ser escuros,
naturalmente ruivos e claros, loiro-
preto, castanho, azul ou verde e os cabelos
avermelhado, castanho-claro ou médio e a
são pretos, castanho médio, castanho escu-
cor dos olhos também costuma ser clara
ro ou marrom escuro. As cores que melhor
como verde amarelado, castanhos ou azuis
harmonizam com o tipo de pele inverno
cinzento. 6
são vivas como o azul puro, porém, exis-
A pessoa com pele outono escura tem peles inverno que só combinam com
tem cabelos castanhos, claro, médio ou cores neutras como o cinza e marrons fri-
quase preto, os olhos costumam ser casta- os.6
nhos escuros. O tipo outono claro combina
 Vermelhos frios: carmim, vinho, ma-
com quase todas as cores enquanto as peles
genta, Pink intenso;
outono mais escuras tem mais restrições. 6
 Todos os tons escuros de azul;
 Todos os vermelhos quentes: vinho  Todos os tons intensos de verde;
primário, cádmio e vermelho alaranja-  Todos os tons intensos de roxo;
do;
10
 Cinzas-frios-azulados, esverdeados e  Amarelo claro;
roxeados;  Ameixa. 6
 Marrom-escuros e frios: chocolate, café
ou jacarandá. 6 CLASSIFICAÇÃO PELES NEGRAS

 VERÃO Existem várias tonalidades de pele ne-


gras, desde as mais claras que são acinzen-
As peles do tipo verão são frias,
tadas as mais escuras que são azuladas,
rosadas e delicadas, quando expostas ao sol
elas também são classificadas como peles
queimam com facilidade sem se bronzear.
quentes e frias. Devido o fato de a pele
Os olhos costumam ser claros e frios como
negra possuir mais cores na sua composi-
verde, azul, violeta e azul cinzento poden-
ção não se deve realizar a análise do tom
do ser eventualmente ser castanhos ou cor
de pele através do sistema das estações.
de avelã6. Seja clara ou escura, a pele é
Existem 38 tons de peles negras que foram
bem rosada, e especialmente da região que
classificadas em 6 grupos sendo eles, Nilo,
vai da testa até o antebraço.
blues, jazz, Saara, Calipso e Spike.6
Os cabelos geralmente são claros
 NILO
como loiro claro, cinza-prateado ou casta-
nho claro. Devido a pele ser muito clara, O tipo de pele Nilo é uma pele clara e
cores escuras como o preto, contrasta mui- fria, possui variação das cores cremoso-
to com a pele tornando-a pálida. As cores rosado, chocolate branco, bege, marrom
que se harmonizam com esse tipo de pele rosado e marfim. Os olhos podem ser cin-
são suaves em tons pastéis. 6 zentos, esverdeados, azulados e castanhos
claros, os cabelos são castanhos claros,
 Todos os tons de rosa;
médios ou acinzentados, esse tipo de pele
 Todos os tons de azul claro;
combina com cores frias neutras e claras,
 Todos os tons de verde claro;
cores escuras tornam a pele opaca e páli-
 Cinza pérola;
da.6
 Magenta;
 Framboesa;  BLUES
 Cereja;
É um tom de pele fria muito escura
 Azul-cinzento;
com fundo azulado, cores frias, puras e
 Marron-rosado;
11
vivas como o azul, verde ou carmim com-  SPIKE
6
binam com esse tipo de pele.
Esse tipo de pele é avermelhado com
 JAZZ fundo verde-terra, semelhante às peles do
tipo outono. Os olhos podem ser casta-
Tem tonalidade escura da cor do cho-
nhos-escuro, preto ou esverdeado. Os cabe-
colate com fundo verde, é uma pele fria os
los são castanhos, ruivo-médio, vermelho
lhos são marrons-escuro ou pretos, Cores
ou cinza. As cores que melhor se harmoni-
vivas e puras como o magenta e o roxo
zam com esse tom de pele são vivas, quen-
combinam com esse tipo de pele. 6
tes, avermelhadas e alaranjadas. 6
 SAARA
7.TESTE CROMÁTICO
Esse tom de pele é amarelado com ten-
Através da analise cromática é pos-
dência a ser frio e tem o fundo roxo, os
sível indicar uma cartela de cores que
olhos podem ser marrom-amarelados ou
combinam com o tom de pele do individu-
esverdeados, os cabelos podem ser casta-
o. Para o teste são utilizados tecidos de
nhos, loiro-escuro ou ruivo-médio. Cores
cores diferentes que ao ficarem próximos
frias semelhantes ao tipo inverno combi-
do rosto se contrastam com determinados
nam com esse tom de pele, sendo elas neu-
tons de pele e se harmonizam com outros.
tras como, por exemplo, o roxo, magenta e
É necessário que o ambiente tenha luz na-
amarelos-claros.6
tural para que não haja alteração nas cores
 CALYPSO e o individuo deve estar com os cabelos
cobertos por um tecido de cor branca, para
A pele calipso é dourada, quente, se-
as peles brancas são utilizadas 4 cores,
melhante à pele primavera, porém, mais
sendo elas 2 cores representando as esta-
escura. Os olhos são pretos, castanhos ou
ções verão e outono e 2 cores representan-
marrom-esverdeados. O cabelo é preto,
do as estações primavera e verão.6
castanho-médio ou ruivo-escuro. Esse tom
de pele combina com todas as cores quen- TESTE PELE BRANCA A ESCURA
tes principalmente as luminosas com pre-
 Peles quentes: Pêssego (Primavera) e
dominância do amarelo-dourado. 6
Tijolo (Outono).

12
 Peles Frias: Cor-de-rosa (Verão) e Fuc- sendo considerada uma pele de temperatu-
sia (Inverno) ra fria e classificada na estação verão. Foi
aplicado na pele o corretivo nas olheiras e
TESTE PELE NEGRA
lesões de acne, em seguida a base para
 Peles quentes: Amarelo-dourado (Ca- uniformizar o tom da pele e o pó compacto
lipso) e Tijolo-escuro (Spike) proporcionou a pele com um aspecto ave-
ludado. Na primeira maquiagem a sombra
 Peles Frias: Pink (Jazz) e Vinho-escuro
utilizada foi composta por dois tons de rosa
(Blues)
sendo um claro e outro escuro, a cor preta
 Peles Neutras: Fucsia (Saara) e Rosa foi aplicada para manter um equilíbrio e
(Nilo) neutralizar o rosa.

8. RESULTADOS E DISCUSSÕES Na segunda maquiagem foram uti-


lizadas as cores correspondentes a paleta
Para demonstrar o efeito das cores
de cores da estação primavera sendo elas o
corretas na maquiagem foi realizado o teste
amarelo, laranja e marrom, em ambas as
cromático com duas voluntárias de esta-
composições para finalizar foi aplicado o
ções diferentes, em seguida aplicada uma
rímel preto, lápis para olhos, blush e gloss.
maquiagem com tons que favorecem a
imagem se harmonizando com a cor da Foi observado no resultado compa-
pele e outra com tons que não favorecem. rativo da maquiagem realizada na primeira
voluntária que a composição de cores per-
 Voluntária 1 (Anexo1)
tencentes á paleta correspondente a estação
No primeiro teste realizado foram verão se harmonizou com o tom de pele,
observadas as características físicas da deixando-a mais iluminada e com colora-
voluntária, o formato do rosto foi classifi- ção uniforme. Enquanto a segunda compo-
cado como formato coração, os cabelos de sição deixou a pele com aspecto envelhe-
coloração castanho-escuros com mechas cido, aparentando uma leve alteração na
loiras, as sobrancelhas arredondadas, os sua coloração deixando-a amarelada, escu-
olhos de coloração castanha foram classifi- recendo a região inferior dos olhos e res-
cados como amendoados, o nariz padrão, saltando linhas de expressão. As cores
lábios pequenos e o tom de pele no teste quentes da maquiagem contrastaram com a
cromático se harmonizou com a cor rosa, tonalidade clara dos cabelos.

13
 Voluntária 2 (Anexo 2) destacou as efélides e deixou o olhar pesa-
do e triste.
Na análise das características da se-
gunda voluntária foi classificado o formato 9. CONCLUSÃO
do rosto como hexagonal base reta com a
Conclui-se que as cores na maquia-
presença de efélides por toda a face, os
gem exercem uma grande influência na
cabelos de coloração preta com a parte
imagem pessoal sendo capaz de valorizar
inferior tingida de vermelho, as sobrance-
os traços e feições faciais ou até mesmo
lhas ligeiramente angulosas, olhos casta-
ressaltar e disfarçar imperfeições.
nhos, nariz com formato padrão e lábios
finos. O Visagismo através da técnica do
teste cromático sugere quais cores se har-
Na realização do teste cromático,
monizam com os variados tons de pele,
apesar da presença de efélides ser uma
porém, é importante ressaltar que na ma-
característica da estação outono, a pele se
quiagem não existem regras, pois ela tam-
harmonizou com a cor pêssego sendo clas-
bém representa a personalidade e estilo do
sificada como temperatura quente estação
indivíduo.
primavera, após a aplicação do corretivo,
base e pó compacto, foram utilizadas na O individuo deve se sentir bem e
primeira composição da maquiagem as confortável com as cores que utiliza, se as
cores marrom, verde e preto, enquanto na cores da maquiagem não se harmonizam
segunda composição foram utilizadas as com a tonalidade da pele, ele pode usar
cores cinza-azulado, lilás e azul escuro, roupas de cores que o favorecem e assim
cores correspondentes a cartela de cores da manter um equilíbrio na imagem.
estação inverno de temperatura fria.
A moda sempre estará se renovando
No resultado comparativo foi ob- e impondo o que é bonito, porém, o mais
servado que a maquiagem com os tons importante para o individuo é saber adaptar
correspondentes a paleta de cores primave- a moda a seu estilo pessoal, ser único, e
ra, deixou a pele da voluntária mais ilumi- assim ter uma imagem que mostre sua per-
nada, os olhos ficaram mais expressivos sonalidade.
enquanto a maquiagem com as cores cor-
As cores da maquiagem quando
respondentes a paleta de cores inverno,
entram em harmonia com a pele da pessoa,

14
ressaltam sua beleza de forma natural, ou máticas aplicadas em meios impres-
seja, a pessoa fica mais bonita, não pela sos. 2004. 82 f. Monografia curso de
maquiagem, mas pela harmonia das cores Comunicação Social (Bacharel com
na sua imagem pessoal com um todo. habilitação em Propaganda e Publici-
dade). Universidade de Fortaleza. For-
10. REFERÊNCIAS
taleza. 2004.
1. FISCHER-MIRKIN. Toby. O código 9. BEZERRA, Sandra Vasconcelos. Guia
de vestir. Rio de Janeiro, 2001. de produtos cosméticos. São Paulo:
2. DA VINCI, Leonardo. Tratado de Ed. SENAC, 2001.
pintura. Madri: Editora Nacional,
10. MOLINOS, Duda – Maquiagem Duda
1982.
Molinos 7° edição – editora Senac São
3. FARINA, Modesto. Psicodinâmica
Paulo – SP 2000
das Cores em Comunicação. São Pau-
lo: Edgard Blucher Ltda, 1990. 11. CASTRO, Ana Lucia de. Culto ao
4. GOLDMAN, Simão. Psicodinâmica corpo e sociedade, mídia estilos de
das cores 5° edição volume 1 editora vida e cultura de consumo. 2° edição
La Salle 1964. ampliada editora Anablume, 2007.
5. GUIMARAES, Luciano. A cor como 12. BORDIM, Filho Sady. Marketing
informação: a construção biofísica, Pessoal. Dicas para valorizar sua i-
lingüística e cultural da simbologia magem pessoal. 5.edição. Rio de Ja-
das cores. 3° edição editora Anna- neiro – Record . 2002
blume São Paulo 2000. 13. HALLAWELL, Philip Visagismo
6. HALLAWELL, Philip Visagismo in- Harmonia e Estética - 1° edição edi-
tegrado Identidade, estilo e beleza 2° tora SENAC São Paulo 2008.
edição editora SENAC São Paulo 14. REBELLO, Tereza. Guia de produtos
2009. cosméticos. São Paulo, SP: Editora Se-
7. PEDROSA, Israel. Da cor a cor ine- nac São Paulo, 2005.
xistente. 10° edição editora Senac Rio, 15. CEZIMBRA, Marcia. Maquiagem:
2009 pag. técnicas básicas, serviços profissio-
nais e mercado de trabalho. Rio de
8. NORONHA, Alvaro Beleza. Associa- Janeiro: Senac Nacional, 2005
ções atribuídas às combinações cro-

15
16. AGUIAR, Titta. Personal Stylist guia
para consultores de imagem, 6° edi-
ção editora SENAC São Paulo 2011.
17. MAUAD, Raul – Estética e Cirurgia
Plástica: Tratamento no pré e pós
operatório 3° edição. Editora Senac
São Paulo 2008.

18. MOLINOS, Duda. Maquiagem / Du-


da Molinos 7ª ed. São Paulo: Editora
Senac São Paulo, 2004.

19. GUAITOLINI, Claudia Cristina. Ma-


quiagem e sua importância para a
beleza. Disponível
em:http://www.webartigos.com/artigos
/maquiagem-e-sua-importancia-para-a-
beleza/70555/ -Acesso em 10/10/2011
20. JONES, Sue Jenkyn. Fashion design:
manual do estilista. 2. ed. São Paulo:
Cosac Naify, 2005.

16
NEXO 1
TESTE CROMÁTICO

Primavera Outono

Verão Inverno

17
MAQUIAGEM CORES CORRESPONDENTES A ESTAÇÃO VERÃO

MAQUIAGEM CORES CORRESPONDENTES A ESTAÇÃO PRIMAVERA

18
ANEXO2
TESTE CROMÁTICO

Primavera Outono

Verão Inverno

19
MAQUIAGEM CORRESPONDENTE AS CORES DA ESTAÇÃO PRIMAVERA

MAQUIAGEM CORRESPONDENTE AS CORES DA ESTAÇÃO INVERNO

20