Você está na página 1de 4

CÁLCULO DE CARGA TÉRMICA

ESBOÇO OU PLANTA DO LOCAL • Multiplicar a quantidade de m² de


• Medir a sala: paredes e aberturas, paredes pelos respectivos fatores
em metros. (constantes na planilha).
• Representar graficamente, no verso Obs.:
da planilha anterior, os contornos - denominam-se pesadas as paredes de
(paredes) a as aberturas estrutura isolada ou de alvenaria com 15
(portas/janelas). cm ou mais.
• Determinar a orientação solar, - paredes constantemente sombreadas,
indicando o lado norte com uma seta. considerar como orientação sul.

PROCEDÊNCIA DE CALOR TIPO 1 – PROCEDÊNCIA DE CALOR TIPO 4 –


(JANELA COM INSOLAÇÃO) (TETO)
São janelas que recebem calor pela Calor transmitido diretamente pelo sol
incidência direta dos raios solares. através do telhado e forro.
• Determinar a área das janelas (m²) e • Determinar a área do forro.
sua orientação solar – posição em • Classificar o tipo de teto, segundo os
relação os pontos cardeais itens abaixo:
• A seguir, determina-se o tipo de a) ambiente coberto por uma laje
proteção das janelas sem telhado acima.
• Somar as áreas das janelas de b) Cobertura por: laje com 2,5 cm
mesma orientação solar e mesmo ou mais de isolação térmica,
tipo de proteção (proteção interna, diretamente exposta ao sol ou,
externa ou sem proteção). laje não isolada sob telhado.
• Multiplicar as áreas acima pelos c) Teto localizado entre andares.
respectivos coeficientes. (fatores d) Forro sob telhado com isolação
constantes na planilha). térmica.
• Registrar os resultados na planilha, e) Forro sob telhado sem isolação
campo “unidade x fator”. térmica.
• Transportar o maior valor obtido para • Multiplicar a área pelo fator da
a coluna “necessidade de planilha correspondente ao tipo de
refrigeração”. teto do item anterior.

PROCEDÊNCIA DE CALOR TIPO 2 –


(JANELA DE TRANSMIÇÃO)
É o calor ganho por condução através de PROCEDÊNCIA DE CALOR TIPO 5 –
todas as janelas. (PISO)
• Determinar o tamanho e área de • Determinar a área (m²) do piso.
todas as janelas. • Multiplique a área pelo fator
• Desconsiderar a orientação solar. correspondente da planilha.
Nota:
• Multiplicar as áreas pelos respectivos
Piso colocado sobre solo não deve ser
fatores (constantes na planilha).
considerado.
• Somar os valores obtidos e registrar
o resultado na planilha.
PROCEDÊNCIA DE CALOR TIPO 6 –
(PESSOAS)
PROCEDÊNCIA DE CALOR TIPO 3 –
• Determinar o número de pessoas que
(PAREDES)
normalmente ocupam o ambiente.
• Determinar a área das paredes.
• Multiplique esse número pelo fator
Incluir as portas e excluir as janelas
correspondente da planilha.
• Verificar se há paredes externas
Nota:
voltadas para o sul; ou internas, que
Considerar o número mínimo de duas
recebam calor de áreas (peças da
pessoas.
casa) sem ar condicionado.

1
PROCEDÊNCIA DE CALOR TIPO 7 – COMENTÁRIOS ADICIONAIS
(ILUMINAÇÃO E APARELHOS
• O objetivo desta planilha é a
ELÉTRICOS)
apuração simplificada da carga
• Determinar o número de watts das
térmica, para ambientes que não
lâmpadas e dos aparelhos elétricos
requeiram condições especiais de
no ambiente e que permaneçam
temperatura.
ligados durante o funcionamento do
aparelho condicionador de ar.
Importante:
• Multiplique esse número pelo fator Casos especiais, não previstos nesta
correspondente da planilha. planilha, devem ser encaminhados aos
Nota: técnicos da própria fábrica para a sua
Não considerar os watts do próprio solução através de outros meios.
aparelho.

PROCEDÊNCIA DE CALOR TIPO 8 –


(PORTAS OU VÃOS)
• Considere as portas ou vãos
constantemente abertos para
ambientes sem ar condicionado.
• Determine a áreas das portas ou
vãos.
• Multiplique a área pelo fator
correspondente da planilha.
Nota:
Havendo portas ou vãos com largura
superior a 1,5 m, considerar o ambiente
contíguo no cálculo de carga térmica.

SUBTOTAL
• Somar todos os valores obtidos.

CARGA TÉRMICA TOTAL


Fatores Climáticos das Regiões
Brasileiras.
• Multiplique o valor do subtotal pelos
Fatores Climáticos. O resultado
obtido exprime a Carga Térmica Total
expressa kcal/h.
• Para obte-la em btu/h multiplique o
resultado por 4.

2
CALCULO DE CARGA TÉRMICA – (CCT)
PLANILHA AUXILIAR
Cliente: Data:

Endereço: Local de Instalação:

Necessidade
UNIDADE
Unidade x de
Procedência do calor FATORES
Fator Refrigeração
m² / watts
(kcal/h)
Tipo 1- Sem Proteção Proteção
Janela c/ insolação Proteção Interna Externa
1.1 – Norte 240 115 70
1.2 – Nordeste 240 95 70
1.3 – Este 270 130 85
1.4 – Sudeste 200 83 70
1.5 – Sul 0 0 0
1.6 – Sudoeste 400 160 115
1.7 – Oeste 500 220 150
1.8 – Noroeste 350 150 95
Tipo 2
Janela de Transição
2.1–Vidro Comum 50
2.2–Tijolo de Vidro/Vidro 25
Duplo
TIPO 3 - Paredes Construção Construção
Leve Pesada
3.1-Externas voltadas p/ 13 10
o sul
3.2-Externa outra 20 12
orientação
3.3-Internas voltadas
para ambiente não 8
condicionado
TIPO 4 – Teto
4.1-Laje 75
4.2-Laje c/2.5cm ou mais
de isolação 60
4.3-Entre andares 13
4.4-Sob telhado isolado 18
4.5-Sob telhado s/ 40
isolação
TIPO 5 – Piso
5.1-Piso não colado
diretamente no solo 13
TIPO 6 – Pessoas
6.1-Número de pessoas 150
TIPO 7 – Iluminação e Aparelhos
7.1-Lâmpadas e 1.0
aparelhos elétricos.
Tipo 8 – Portas ou Vãos
8.1-Abertos
constantemente para 150
áreas não condicionadas
Subtotal
Fator Climático da Região: -
(Para o cálculo em BTU) CTT. X 4 Carga Térmica Total

3
4

Você também pode gostar