Você está na página 1de 6

Fundação Cultural Casimiro de Abreu

Escola de Música Maestro Álvaro de Souza


6 - Escala maior e arpejos maiores

6.1 Escalas maiores


Relembre o capítulo 5.4 – Tom e semitom

Relembre o capítulo 3.6.3 – Tocar por colcheias

Escala é um grupo de notas agrupadas. Vamos começar a entender a escala maior a partir
da escala de dó maior. Observe que toda escala escala começa na tônica geradora da escala e
termina em sua oitava acima.

dó ré mi Fá sol lá si DÓ

1 2 3 1 2 3 4 5

A escala de dó maior começa em dó e termina em dó uma oitava acima, passando por


todas as notas brancas.

Exercício: Classifique a escala maior por tom e semitom.

Você pode observar que a estrutura da escala de dó maior ficou assim:

Tom – tom- semitom – tom – tom – tom – semitom

Ou, fica melhor escrever dessa forma, usando T para tom e St para semitom:

T T st T T T st

Saiba que esta é a estrutura para todas as escalas maiores. Temos 12 escalas maiores
porque temos 12 tonalidades: As tonalidades das sete notas brancas naturais e as cinco alteradas
(teclas pretas).

Portanto, basta você pegar qualquer nota e aplicar essas escalas.

A seguir, escreva na pauta abaixo as escalas conforme a ordem que aparecem dado sua
tônica (I grau). Em seguida, seu professor irá corrigir e combinar a data para você tocar cada uma
dessas escalas. Se quiser, escreva primeiro o nome das notas. Em seguida, escreva na pauta.

50

Prof. Dr. Fabiano Lemos Pereira – Apostila de Piano


Fundação Cultural Casimiro de Abreu
Escola de Música Maestro Álvaro de Souza
I II III IV V VI VII VII

dó ré mi fá sol lá si DÓ

sol

mi

si

sib

mib

láb

réb

solb

Agora, escreva na pauta usando as armaduras de clave, conforme orientado pelo seu
professor. Na dúvida, escreva em casa à lápis e passe a limpo após seu professor corrigir.

Observe a digitação em cada escala e a obedeça rigorosamente. Você deverá executar as


escalas na seguinte etapa:

1) Somente mão direita – uma oitava

2) Somente mão esquerda – uma oitava

3) Mão direita e mão esquerda - duas oitavas no mínimo

É importante tocar todos na mesma velocidade (colcheia) com o metrônomo em 60


BMP. Não corra! Não é exercício de velocidade!

51

Prof. Dr. Fabiano Lemos Pereira – Apostila de Piano


Fundação Cultural Casimiro de Abreu
Escola de Música Maestro Álvaro de Souza
Para a execução dos passos 1 e 2, desconsidere os ítem “Virar oitava no dedo X e terminar
no dedo Y”. Apenas quando seu professor te pedir para tocar em mais de uma oitava que você
deverá considerar esse ítem.

O número de digitação que aparece entre parêntesis significa que só será tocado se a
escala durar apenas uma oitava. Você não irá tocar o dedo entre parênteses na virada de oitava,
apenas quando concluir. Em caso de tocar em duas ou mais oitavas, seguir a orientação à direita
da digitação e desconsiderar o que está entre parêntesis.

Dó maior

Digitação mão direita: 1-2-3-1-2-3-4-(5) Virar oitava não tocando dedo 5 e terminar no dedo 5

Digitação mão esquerda: 5-4-3-2-1-3-2-(1) Virar oitava não tocando dedo 1 e terminar no dedo 1

Escrita da escala (como você irá escrever nas próximas pautas, respeitando a armadura de clave).

Execução da escala (com a digitação):

Agora, escreva escala para as demais pautas.

Sol maior

Digitação mão direita: 1-2-3-1-2-3-4-(5) Virar oitava não tocando dedo 5 e terminar no dedo 5

Digitação mão esquerda: 5-4-3-2-1-3-2-(1) Virar oitava não tocando dedo 1 e terminar no dedo 1

Ré maior

Digitação mão direita: 1-2-3-1-2-3-4-(5) Virar oitava não tocando dedo 5 e terminar no dedo 5

Digitação mão esquerda: 5-4-3-2-1-3-2-(1) Virar oitava não tocando dedo 1 e terminar no dedo 1

52

Prof. Dr. Fabiano Lemos Pereira – Apostila de Piano


Fundação Cultural Casimiro de Abreu
Escola de Música Maestro Álvaro de Souza

Lá maior

Digitação mão direita: 1-2-3-1-2-3-4-(5) Virar oitava não tocando dedo 5 e terminar no dedo 5

Digitação mão esquerda: 5-4-3-2-1-3-2-(1) Virar oitava não tocando dedo 1 e terminar no dedo 1

Mi maior

Digitação mão direita: 1-2-3-1-2-3-4-(5) Virar oitava não tocando dedo 5 e terminar no dedo 5

Digitação mão esquerda: 5-4-3-2-1-3-2-(1) Virar oitava não tocando dedo 1 e terminar no dedo 1

Si maior

Digitação mão direita: 1-2-3-1-2-3-4-(5) Virar oitava não tocando dedo 5 e terminar no dedo 5

Digitação mão esquerda: (4)-3-2-1-4-3-2-1 Virar oitava não tocando dedo 4

Fá maior

Digitação mão direita: 1-2-3-4-1-2-3-(4) Virar oitava não tocando dedo 4 e terminar no dedo 4

Digitação mão esquerda: (5)-4-3-2-1-3-2-1 Virar oitava não tocando dedo 5

Si bemol maior

Digitação mão direita: (2)-1-2-3-1-2-3-4 Virar oitava não tocando dedo 2 e terminar no dedo 4

Digitação mão esquerda: 3-2-1-4-3-2-1-(2) Virar oitava não tocando dedo 2 e terminar no dedo 2

53

Prof. Dr. Fabiano Lemos Pereira – Apostila de Piano


Fundação Cultural Casimiro de Abreu
Escola de Música Maestro Álvaro de Souza

Mi bemol maior

Digitação mão direita: (2)-1-2-3-4-1-2-3 Virar oitava não tocando dedo 2 e terminar no dedo 3

Digitação mão esquerda: 3-2-1-4-3-2-1-(2) Virar oitava não tocando dedo 2 e terminar no dedo 2

Lá bemol maior

Digitação mão direita: (2)-3-1-2-3-1-2-3=(4) Virar oitava não tocando dedo 2 e terminar no dedo 3

 Usar a digitação 2-3-1-2-3-1-2-3-4-1-2-3-1-2-3 (o dedo 4 na nova oitava para o II grau)


Digitação mão esquerda: 3-2-1-4-3-2-1-(2) Virar oitava não tocando dedo 2 e terminar no dedo 2

Ré bemol maior

Digitação mão direita: 2-3-1-2-3-4-1-(2) Virar oitava não tocando dedo 2 e terminar no dedo 2

Digitação mão esquerda: 3-2-1-4-3-2-1(2) Virar oitava não tocando dedo 2 e terminar no dedo 2

Sol bemol maior

Digitação mão direita: 2-3-4-1-2-3-1-(2) Virar oitava não tocando dedo 2 e terminar no dedo 2

Digitação mão esquerda: 4-3-2-1-3-2-1-(2) Virar oitava não tocando dedo 2 e terminar no dedo 2

Tabela de digitação das escalas maiores

54

Prof. Dr. Fabiano Lemos Pereira – Apostila de Piano


Fundação Cultural Casimiro de Abreu
Escola de Música Maestro Álvaro de Souza
Escala Digitação Mão Virar Terminar Digitação Mão Virar Terminar
oitava oitava não
direita no dedo esquerda no dedo
não tocando
tocando dedo
dedo

C- G- D- 1-2-3-1-2-3-4-(5) 5 5 5-4-3-2-1-3-2-(1) 1 1
A- E

B 1-2-3-1-2-3-4-(5) 5 5 (4)-3-2-1-4-3-2-1 4 1

F 1-2-3-4-1-2-3-(4) 4 4 (5)-4-3-2-1-3-2-1 1 1

Bb (2)-1-2-3-1-2-3-4 2 4 3-2-1-4-3-2-1-(2) 2 2

Eb 2-1-2-3-4-1-2-(3) 3 3 3-2-1-4-3-2-1-(2) 2 2

Ab (2)-3-1-2-3-1-2-3-(4) 2 3 3-2-1-4-3-2-1-(2) 2 2

Db 2-3-1-2-3-4-1-(2) 2 2 3-2-1-4-3-2-1-(2) 2 2

Gb 2-3-4-1-2-3-1-(2) 2 2 4-3-2-1-3-2-1-(2) 2 2

6.2 Arpejos maiores


Arpejo é a execução melódica de um acorde. Iremos executar a execução da tríade na sua
ordem principal e direta, sem a repetição de notas.

Iremos tocar os arpejos em duas oitavas (ou mais, opcionalmente).

Se houver dúvida, consulte a sessão dicionário de acordes para ver a nota de cada acorde.
Escreva na tabela abaixo o nome das notas de cada acorde. Em seguida, toque todos os arpejos
de acordo com a data pedida por cada professor.

Observe a digitação em cada escala e a obedeça rigorosamente. Você deverá executar as escalas
na seguinte etapa:

1) Somente mão direita – uma oitava

2) Somente mão esquerda – uma oitava

3) Mão direita e mão esquerda - duas oitavas no mínimo

55

Prof. Dr. Fabiano Lemos Pereira – Apostila de Piano

Você também pode gostar