Você está na página 1de 7

DISTRIBUIÇÃO DAS TENSÕES NA SAPATA

Sapatas sob ações excêntricas

“Núcleo central de inércia - Região onde a resultante das forças não provoca tração em nenhuma das bordas.”

Limitação das tensões admissíveis do solo - caso de ações excêntricas

A tensão máxima na borda mais comprimida da sapata precisa ser limitada ao valor da tensão admissível do solo, com a qual deve ser
feito o dimensionamento estrutural da fundação.

Conforme a NBR 6122:1996, quando forem levadas em consideração todas as combinações possíveis entre os diversos tipos de ações
previstas pelas normas estruturais, inclusive a ação do vento, pode-se, na combinação mais desfavorável, majorar em 30% os valores
admissíveis das pressões no terreno, logo σ ≤ 1,3 σ adm.

Entretanto, este não pode ser ultrapassado quando consideradas apenas as ações permanentes e as variáveis normais e acidentais.

A tensão máxima é calculada por meio de princípios básicos da resistência dos materiais, relacionados ao caso geral de ação
excêntrica. A distribuição de tensões depende do ponto de aplicação da força; no entanto este ponto limita-se a uma região, de modo
que não ocorram tensões de tração entre o solo e a sapata.
 Excentricidade em uma direção

1. Caso em que o ponto de aplicação da força está dentro do núcleo central de Inércia (e < a / 6).

A = área da base da sapata;

M = momento aplicado ou que ocorre em virtude da excentricidade da ação;

I = momento de inércia da base da sapata, calculado em relação ao eixo que passa pelo C. G. e é perpendicular ao plano de ação de M;

y = distância do eixo central ao ponto onde a tensão está sendo calculada.

Considerando: A = a . b; M = Fv. e; I = b . a3 / 12 e y = a / 2

Obtém-se:

2. Caso em que o ponto de aplicação da ação está no limite do núcleo central de inércia.

Este caso, como pode ser observado na figura, ocorre quando “e = a/6”.

3. Caso em que o ponto de aplicação da ação está fora do núcleo central de inércia.
Esta situação ocorre quando se tem “e > a/6”. Apenas parte da sapata está comprimida. Para que não ocorram tensões de tração entre
o solo e a sapata, o ponto de aplicação da força precisa estar alinhado com o centro de gravidade do diagrama triangular de pressões.
Portanto, a largura do triângulo de pressões é igual a três vezes a distância desse ponto a extremidade direita da sapata (ver figura).

A tensão máxima é dada por:

Tensões máximas para as ações excêntricas


 Excentricidade em duas direções (solicitação oblíqua)

O equilíbrio é obtido com o diagrama linear das pressões atuando em apenas uma parte da seção (figura). Tem-se, portanto:

(Montoya/Meseguer/Moran – Hormigón Armado/14ª edição )

Você também pode gostar