Você está na página 1de 4

HISTÓRIA - 2º ANO/EM 2020

SEQUÊNCIA DIDÁTICA Nº 001 – Das Revoluções Inglesas a Revolução Industrial: Revoluções Inglesas

PLANO DE AULA Nº 001 – 10 de fevereiro a 14 de fevereiro de 2019

PROFESSORA: ST Paulher COORDENADOR: Maj. Maestri

INTRODUÇÃO
- Pensadores do Estado Moderno
- Clamavam por um poder autoritário, centralizador, capaz de sucumbir
inclusive os poderes da Igreja
- Inicialmente foi favorável também às aspirações da burguesia, que por sua vez,
necessitava de um conjunto de regras e medidas que impulsionasse a economia e o
comércio em geral, o qual enfrentavam diversos obstáculos oriundos da fragmentação do
poder político e econômico do feudalismo

- MAQUIAVEL
- Responsável pela separação “Moral e política”
- Os fins justificam os meios
- Crítico da fragmentação do poder político

- HOBBES
- Leviatã
-Contrato Social – Estado Natural X Estado Social

- BOSSUET
- Política retirada da Sagrada Escritura
- Autoridade real emanada de Deus

MONARQUIA INGLESA
- A primeira especificidade na implementação do Estado Nacional Inglês se
deve ao fato do poder real ser submetido, desde cedo, ao Parlamento.
Instituição tipicamente burguesa e fortalecida pela Carta Magna .
- A nobreza inglesa (Barões com poderes locais-gentry) começa a sentir os
efeitos maléficos em seu poderio econômico e político após as diversas
batalhas da Guerra dos Cem Anos e da Guerra das Duas Rosas, fato este
que desencadeia a ascenção ao poder da Dinastia Tudor
- O Estado Nacional Inglês ganha força com Henrique VII, o qual submete
novamente o parlamento burguês ao poder real. Através dos Atos de
Supemacia, o Anglicanismo passou a ser a religião oficial do estado,
corrente esta que agradava a burguesia.
- O Anglicanismo permanece a religião oficial do Estado Inglês, durante o
governo de Elizabet I, o que torna propício a implementação de uma política
mercantil agressiva pela Inglaterra, a qual invade uma série de colônias
espanholas.
- Após a morte da rainha, Jaime I, assume o trono e devido suas origens
escocesas, unifica seu país ao Inglês.
- Paralelo a tais acontecimentos, ocorre uma importante transformação
econômica, iniciada ainda na Idade média: Os Cercamentos de terras
agrícolas, as quais eram antigas propriedades autossuficientes, que
produziam itens variados, e que passaram a se especializar na produção de
um único item, comumente a criação de ovelhas (Lã), ou a plantação de trigo
- Os Cercamentos tiveram origem ainda no reinado de Henrique VIII,
durante a Reforma Anglicana. Sendo assim, o rei apropriou-se das terras da
Igreja e as repassou á aristrocracia rural, desde que os mesmos adquirissem o
título de Barão. Surge ai, uma classe “aburguesada”, denominada Gentry,
que incrementará mais tarde na Câmara dos Comuns, uma parcela de
pessoas com interesses burgueses.
- qual a influência direta dessa produção em massa dessa lã?
- Uma conseqüência imediata dos Cercamentos foi o fortalecimento da
aristrocacia rural, a qual enriqueceu-se devido o emprego da diminuta mão
de obra e produção em alta escala
- equação de momento:

- Nobreza Monárquica(fruto do processo de consolidação do


ENM) – bases legais frágeis

Parlamento + aristrocracia rural (aburguesada)

- o resultado dessa equação foi a tentativa dos Stuart em fortalecer-se


novamente afirmando alguns aspectos católicos do Anglicanismo e parte da
burguesia aderindo as características calvinistas da mesma religião, surgindo
o grupo dos Puritanos
- É da intensificação desses desentendimentos que desencadeia-se na
Inglaterra uma Guerra Civil, caracterizada como Revoluções Burguesas
- De um lado os “Cavaleiros”, partidários do rei e do outro lado, os “Cabeças
Redondas”, partidários do parlamento burguês, foco da reação puritana e
burguesa contra a monarquia absolutista
- Oliver Crowell lidera as tropas parlamentares, decapita o rei e implementa
a Comonwealth. Uma República que conferia a Crowell poderes ditatórias,
respaldados pelo exército.
- Invasão do parlamento e sua dispersão de certa forma não encontra muita
resistência por parte da burguesia, devido a decretação dos Atos de
Navegação, com leis que protegiam os comerciantes ingleses e estimulavam
a construção naval

- Morte de Crowell Reação monárquica e Antipuritana –


Stuart – Jaime II

-porém, a semente revolucionária havia sido lançada e em 1688 ocorre a


Revolução Gloriosa, onde a burguesia afasta o rei e alça ao poder
Guilherme de Orange, sob o título de Guilherme III.(marido da princesa
Maria – primogênita do Jaime II)

- Rei é coroado ao assinar a ‘BILL OF RIGHTS”, na qual concordava em


seu nome e de seus sucessores, a não mais submeter o Parlamento à
autoridade Real
- garantia-se assim, os poderes constitucionais da monarquia inglesa, além
de serem firmadas a autonomia do judiciário, o direito á propriedade e
demais termos dei interesse da burguesia.

-
- A bRevolução Gloriosa tem a para a Inglaterra a mesma
importância que a Revolução Francesa tem para a França e
para a Europa, pois resultou na Inglaterra num governo
comprometido com os interesses burgueses de maneira
precoce e adiantada em 100 anos.

- Este é o principal fator que explica o desenvolvimento


econômico da Inglaterra, frente às nações européias
concorrentes , nos períodos posteriores na História

- DIAS ATUAIS

- Príncipe Harry – País de Gales


X
Princesa Meghan – Duquesa de Sussex

- Príncipe Willian – Duque de Cambridge


X
Princesa Catarina – Duquesa de Cambridge(Kate Middleton)

- PRÓS E CONTRAS

- gastos imensos de manutenção da corte


- receita oriunda da coleta de impostos
- visibilidade ao turismo
- 80% de aprovação de seus súditos
- Residência oficial: Palácio de Buckingham
- Atual Premier Britânico : Boris Johnson
- Atual rainha: Elisabeth II – assumiu 1953 – filha de George VI – Mãe do
Príncipe Charles
- Previsão da cerimônia fúnebre – 9 dias – “A ponte de Londres caiu”

BIBLIOGRAFIA
- Vicentino, Claudio – História Geral e do Brasil Vol II
- Infoescola
- Cotrim, Gilberto – História Global – Brasil e Geral

Você também pode gostar