Você está na página 1de 20

Sinais em Linhas de Transmissão

• Transferência de informação

• Diagrama de olho

• Jitter
Natureza da Informação

Analógica => sinais contínuos no tempo

Digital => sinais discretos

Codificação binária => binary digit = bit


O bit pode indicar dois estados 0 ou 1

Estes estados são mapeados em níveis elétricos e


transmitidos em uma LT.

Um arranjo de bits pode ser feito, formando um novo


símbolo. Exemplo:

8 bits agrupados = 1 byte

A transmissão em um canal pode ser medida pela


quantidade de bit por segundo (bit/s) ou símbolos por
segundo (ex. bytes/s)
Em uma transmissão de informação deve existir concordância
entre os dois extremos, o transmissor A e o receptor B.

A B
• velocidade de transmissão

• níveis elétricos dos sinais

• padrão de transmissão (código)

• sincronismo

• protocolo adotado
Diagrama em bloco de um sistema de comunicação
em banda base:

Informação LT Informação
a ser codificação TX RX decodificação
recebida
transmitida

Relógio Relógio
de TX de RX
relógio

sinal NRZ
(TX)

Sinal na entrada do receptor

Limiar de
detecção
Sinal após
o receptor
• O sinal transmitido é atrasado, distorcido e atenuado na
linha de transmissão;

• A escolha do limiar de detecção é fundamental para a


recuperação dos dados;

• Os níveis dos sinais, taxa de transmissão e os


parâmetros da LT são fundamentais na escolha do
par transmissor e receptor adequado.
Efeitos da LT sobre o sinal recuperado

Interferência intersimbólica

O sinal na entrada do receptor é uma superposição de pulsos


O sinal na entrada do receptor será formado pela
superposição
dos pulsos.

Nota: em telegrafia a distorção intersimbólica é


conhecida como distorção característica.
Distorção Isócrona (Jitter)

Um efeito indesejável sobre os dados recuperados é a


alteração dos seus instantes de transição, quando
comparados a um instante ideal.

instante ideal
deslocamento devido ao jitter
Aplicação de um degrau na linha

entrada da LT saída da LT
1

0
entrada da LT saída da LT

0 0

1 1

0
Observando os pulsos em um ponto da linha de transmissão

entrada da LT saída da LT

1 1 1

0
0 0
Unidade de intervalo

Entrada da LT

tUI

Saída da LT

tUI
Diagrama de Olho

Utilizado para otimizar do posicionamento do limiar de


detecção, visando minimizar os erros de recepção de
símbolos.
Diagrama de Olho
tUI
Referência 100%

Limiar de detecção

Referência 0%

Jitter de pico-a-pico

tpp t pp
Jitterpp = ⋅100 %
tUI
Sinal NRZ-L Jitter: 0% (sem jitter)

Jitter: 5%
Jitter: 10%

Jitter: 20%
Jitter: 30%

Jitter: 50%
Jitter: 100%

Não é mais possível detectar corretamente o sinal


no receptor.