Você está na página 1de 4

BEHAVIORISMO

Elaborado por: Helena Tavares, 12ºB

Disciplina: Psicologia B

Escola: EBS Ferreira de Castro


1
Ano Letivo 2017/2018
“Nós somos o que fazemos,

o que nós fazemos é o que o meio nos faz fazer”

John Watson (1878-1958)


John Watson (1878-1958)- Psicólogo

norte-americano que, com um artigo

publicado em 1913, fundou o

behaviorismo. A partir daqui, a


INTRODUÇÃO
psicologia admite estatuto de ciência.
Observa o seguinte caso:
Para Watson, o comportamento é um
Os mass media, devido à constante rivalidade entre a
objeto de estudo bem mais objetivo e
concorrência, interesses económicos, alcance da audiência
observável do que a consciência
e o capitalismo, vão à busca de programas de

entretenimento que gerem polémica, destaque e rápida

difusão, mas, acidentalmente, podemos explorar o seu

enorme laboratório para estudos do comportamento


Concorrentes do Secret Story-Casa
humano: os reality shows.
dos Segredos- reality show atual
Um dos mais célebres, o “Secret Story: Casa dos segredos”,
com elevado destaque na media
consiste em pegar numa amostra aleatória (aumento da

variabilidade interpessoal) da população, isolá-los do seu

microssistema e promove-los à socialização com estranhos -

estímulo. Ao longo desta experiência, podemos ver que os

resultados após os estímulos do meio tendem

aproximadamente para o mesmo: desordem, surtos

psicóticos, competição desleal, tédio, torno na sexualidade.

Estes resultados acontecem a quase todos os participantes,

mesmo com diferentes raças, culturas, educações, aptidões,

carreiras profissionais…

Esta experiência demonstrar que o ser humano pode ser

unicamente produto da sua experiencia. Assim, pela

conceção behaviorista, o objeto de estudo da psicologia é

somente o comportamento.
2
Definição de Behaviorismo

Segundo John Watson, o criador do

Behaviorismo/Comportamentalismo, o comportamento do

ser humano e o seu desenvolvimento dependem apenas e

totalmente do meio em que o sujeito se encontra inserido.


Behaviorismo O sujeito tem um papel passivo no processo de

conhecimento e desenvolvimento. Esta conceção integra-se


Conceção do Ser simples,
no movimento mais amplo: o empirismo.
ser humano mecânico e

passivo John Watson teve um marco importante na História da

Objeto de Comportamento Psicologia quando a admitiu como estatuto de ciência,

estudo devido ao uso de métodos objetivos (observações, métodos

Objetivo Previsão e experimentais e dedutivos, testes de hipóteses e

teórico controlo dos justificação entre variáveis, recusa da introspeção e de

comportamentos investigações subjetivas com elevado margem de erro).

Método de Método
Através do uso da lógica, raciocínio, exatidão e objetividade,
estudo Experimental
um behaviorista considera que o comportamento (conjunto
Correntes Empirismo, de reações adaptativas objetivamente observáveis, que o
envolvidas Positivismo, organismo executa em resposta a estímulos também
Determinismo observáveis) são os únicos fenómenos que podem ser

observáveis e medidos com rigor e certeza,

independentemente da carga genética, educação, raça,

aptidões,…

Meio Sujeito

Estimulo Resposta
“Discípulos” do Behaviorismo

3
David Hume Pavlov Thorndike Skinner Bandura
O behaviorismo é influenciado por correntes filosóficas tais como o empirismo de Hume e o

positivismo, à defesa da experiência e do princípio da verificação. Os restantes, que descobriram,

respetivamente, o condicionamento clássico, a lei do efeito, o condicionamento operante e a

aprendizagem/influência social contribuíram para a conceção desta corrente devido à crença na

primazia da experiência, da irremediável influência do meio em nós (mecanismo estímulo-resposta)

e da aprendizagem.

Objeções ao Behaviorismo

O comportamento humano e os processos mentais são de uma


Síntese das Refutações: enorme complexidade, não se podendo reduzir o complexo ao
simples. O comportamento não são apenas reflexos, o
-Caráter determinista;
esquema E-> R é mecânico, não corresponde à realidade
-Passividade/Superficialidade complexa. Se só reagisse ao mundo exterior de forma
estereotipada, através dos condicionamentos, o ser humano
-Denúncia à computorização do
seria incapaz de ter outro comportamento mais adaptado.
ser humano.
As críticas associadas ao empirismo e ao determinismo
-Irremediável influência de enquadram-se nas objeções.
fatores internos (que não

podem ser estudados

cientificamente

Conclusão

A atividade humana não é um somatório de reações a estímulos. Resulta de uma organização

determinada pelo mundo exterior, pela natureza das coisas, mas inserido na totalidade psicológica

do sujeito.

O behaviorismo, apesar das suas fortes objeções e ter sido alvo de critica e polémica, teve o seu

papel importante na História da Psicologia e influencia outras teorias importantes posteriores, que

teve repercussões até à atualidade. Foi um marco importante, porque Psicologia torna uma legítima

ciência, e tem como vantagens o afastamento a grandes margens de erro e observação objetiva

Bibliografia

https://pt.slideshare.net/joanapontes/watson-e-o-behaviorismo?qid=197d46d0-a77c-447b-9130-
bbb8c868dcd9&v=&b=&from_search=34; https://extra.globo.com/noticias/saude-e-ciencia/terapeutas-
analisam-efeito-psicologico-do-confinamento-vivido-dentro-do-bbb-7474224.html;
http://cultura.estadao.com.br/noticias/geral,psicologos-analisam-fenomeno-dos-reality-shows,20020301p5749 4
Manual de Psicologia “Nós 12”