Você está na página 1de 11

09/03/2015

 Os profissionais de saúde sofrem acidente


quase que com a mesma frequência que os
trabalhadores da indústria

 O risco de contrair doenças é cerca de 1,5 vez


maior que o risco de todos os demais
trabalhadores

Ft. Elaine C. S. Ovalle

 Existe uma pressão cada vez maior no intuito


de realizar mais atividades em menos tempo  Garantir a segurança da instituição e dos profissionais
que nela trabalham
e com menos ajuda
 A segurança é uma responsabilidade conjunta, pois a
 O estresse gerado nesse ambiente pode direção da instituição e sua equipe têm o dever de
aumentar as oportunidades e a frequência de observar os vários aspectos da segurança para que o
acidentes local de trabalho seja considerado seguro

 A educação sobre segurança e controle das infecções


 A segurança destes profissionais abrange deve ser prioridade em todos os serviços
também a profilaxia de infecções

1
09/03/2015

 Os profissionais devem receber e manter  Os pacientes atendidos pelos fisioterapeutas


atualizadas as imunizações: vacina tríplice variam desde atletas a indivíduos
viral , influenza, dTpa (difteria, tétano, imunodeprimidos
coqueluche acelular), hepatite B, Varicela  Planos para implementação de normas e
procedimentos de controle de infecção devem
adequar-se a essa gama variável de pacientes e a
 É relevante também o estado de conservação possibilidade de disseminação de doenças
contagiosas para essas populações
e manutenção de equipamentos utilizados

 O fisioterapeuta tem como principal instrumento de


trabalho o seu próprio corpo, assim, ele precisa ter  A realização do tratamento baseia-se na
boa flexibilidade, relativa força muscular e cinesioterapia, massoterapia, manipulação,
posicionar-se adequadamente eletroterapia, hidroterapia e mecanoterapia

 Como geralmente a atividade é dinâmica, com  A segurança destes profissionais variam então
grande deslocamento do centro de gravidade, exige desde controle de infecções aos riscos de
um bom equilíbrio, podendo atuar nas diversas acidentes com equipamentos, até radiação não
posturas ionizante, entre outros
 Faz uso de diversos instrumentos como água, calor,
equipamentos mecânicos e elétricos para auxiliar
nas terapias

2
09/03/2015

Conceito de Riscos Conceito de Riscos

 Classificado em três tipos:


 De acordo com a legislação trabalhista
brasileira, Decreto 83.080, de 24/01/79, Art. - Acidentes típicos: que provocam lesões
221, acidente de trabalho é aquele que imediatas
decorre no exercício do trabalho a serviço da - Doenças profissionais: que são inerentes a
empresa, provocando lesão corporal ou determinados ramos de atividades
perturbação funcional que cause a morte ou
- Acidente de trajeto: são aqueles sofridos fora
perda, ou redução, permanente ou do local e do horário de trabalho
temporária, da capacidade para o trabalho

Conceito de Riscos Conceito de Riscos


 Essa definição legal é questionável, por exigir  Risco refere-se à possibilidade de ocorrer
que haja uma lesão para caracterizar o acidente alguma interação danosa entre um elemento
de trabalho agressor e um trabalhador
 Acidente de trabalho é todo evento inesperado e
indesejável que interrompa a rotina normal de  Fonte de risco (ou agente de risco) é o próprio
trabalho, podendo causar perdas pessoais, elemento agressor
materiais, ou de tempo
 Tipo de risco diz respeito ao processo ou forma
 É importante diferenciar os conceitos de risco, de propagação da nocividade de um agente de
dos de fonte de risco e de tipo de risco risco

3
09/03/2015

Conceito de Riscos Mapas de Riscos


 Prever a ocorrência futura é um dos grandes desafios do  O mapa de risco é uma representação gráfica de
homem e através de estudos de fatos ocorridos, dos erros e uma série de fatores presentes nos ambientes
dos acertos, pode-se prever o futuro até determinado ponto laborais, que podem acarretar danos à saúde dos
trabalhadores
 A prevenção torna-se uma determinante fundamental à
manutenção da saúde do trabalhador, principalmente devido  Estes fatores têm origem nos vários
ao número elevado de riscos aos quais está exposto componentes do processo de trabalho e da
forma de organização do trabalho
 Possibilita a descrição das causas dos mesmos e as formas de
como contorná-los  Seu objetivo é servir como ferramenta para
diversas campanhas para melhoria das
condições de trabalho

4
09/03/2015

 Agentes físicos são as várias formas de


energia, as quais podem o trabalhador estar
exposto

 Ruído, vibração, temperaturas extremas,


pressões anormais, radiações, quedas, etc.

 Podem, quando em contato com o


organismo, exercer duas formas de ações:

1) Ação localizada: onde os agentes atuam


somente na região do contato

2) Ação generalizada: após o contato, os


agentes são absorvidos e distribuídos para
diferentes órgãos e tecidos

5
09/03/2015

 Com relação as vias de absorção, estas


podem ser três:

1) Respiratória: principal via de absorção de


tóxicos

2) Cutânea: através de contato com a pele

3) Digestiva: ingestão, maneira acidental

 Definido como todos os microorganismos


que, quando em contato com o homem,
causam alguma espécie de dano à saúde

 As vias de contaminação são a cutânea,


digestiva, respiratória, além das mucosas da
região bucal e nasal

6
09/03/2015

 A ergonomia estuda a adaptação do trabalho ao


homem, buscando preservar seu bem-estar
físico e mental
 Os agentes ergonômicos podem provocar
distúrbios psicológicos e fisiológicos no
trabalhador
 Os danos ocasionados podem prejudicar, além
de sua produtividade, a sua segurança

 Condições de construção, instalação e


funcionamento de uma empresa

 Com máquinas, equipamentos, ferramentas e


outros materiais de uso

 Irregularidades que favorecem a ocorrência


de danos à saúde do trabalhador

7
09/03/2015

 Uso de equipamento de assistência mecânica para o


 Realização de treinamento visando conscientizar o transporte de pacientes
fisioterapeuta a utilizar da melhor forma a mecânica
corporal e da importância do uso dos EPI´s  Se houver a possibilidade de aumentar o espaço físico

 Imunização preventiva e testes tuberculínicos  Possuir macas e cadeiras ajustáveis


periódicos para todos os funcionários  Realizar manutenção preventiva e periódica em
equipamentos
 Realizar treinamento de procedimentos de
desinfecção e higienização  Fazer o devido aterramento dos equipamentos elétricos
 Estabelecer procedimentos no caso de contaminação  Manter iluminação adequada
biológica

Unhas
Devem ser curtas e bem cuidadas. Não podem ultrapassar a "ponta dos
dedos" e preferencialmente sem conter esmalte. O esmalte libera
Maquiagem partículas, por micro fraturas. As reentrâncias das micro fraturas
A maquiagem é uma grande fonte de partículas na área acomodam sujidades.
laboratorial e hospitalar, o que significa que seu uso deve ser Os profissionais da saúde com lesões cutâneas ativas devem evitar
proibido neste ambiente. contato com o paciente.
Cabelos
Perfumes Quando compridos devem ficar, permanentemente, presos na sua
Os perfumes devem ser evitados em serviços de saúde por totalidade. O cabelo é uma importante fonte de bactérias.
inúmeros motivos: são poluentes ambientais e muitos
pacientes, em função de seu estado de saúde e pelo uso de Uniformes
medicamentos, têm intolerância a odores. Estabelecido pela instituição, deve estar limpo e em boas condições de
uso. Uso de sapatos fechado.

8
09/03/2015

Lavar as mãos é essencial para a prevenção e o • Após ir ao toalete


controle de infecção hospitalar, o profissional deve
• Após sair de uma área de isolamento ou lidar
lavá-las: com itens dessa área
• Quando entrar em serviço • Após mexer com curativos, escarradeiras,
urinóis sujos, cateteres, comadres ou papagaios
• Quando estiverem obviamente sujas
• Ao término do serviço.
• Após o atendimento de cada paciente Na lavagem das mãos deve ser usado sabão,
detergente ou produto químico antimicrobiano
• Antes de tocar o rosto e a boca do paciente

Mascára

• Durante procedimentos que possam gerar


respingos de sangue e líquidos

• Durante avaliação fisioterapêutica com pacientes


de enfermarias (internados)

• Na execução de técnicas que necessitem de


contato físico com o paciente

Em atendimento a paciente do CTI

9
09/03/2015

Luvas deve-se trocá-las após o contato com cada


paciente e usá-las:

• Ao tocar sangue, líquido e membrana mucosa

• Ao tocar pele não intacta de todos os pacientes

• Durante a execução de técnicas e métodos


fisioterapêuticos que requeiram o contato físico do
fisioterapeuta com o paciente

• No exame físico de todos os pacientes

Óculos protetores Capote


• Utilizado em isolamento e na execução de
• Devem ser colocados durante execução de técnicas e métodos fisioterapêuticos em
técnicas fisioterapêuticas em pacientes pacientes portadores de doenças infecto-
portadores de HIV e hepatite b parasitárias.

• Durante procedimento de aspiração de Gorro


secreções • Uso necessário em isolamento e nas UTIs.

10
09/03/2015

Capote:  Verifica-se que os hábitos e as rotinas dos profissionais precisam


ser avaliadas com cuidado, de forma a valorizar e estimular os
comportamentos seguros, pois a segurança deles depende de
• Utilizado em isolamento e na execução de reconhecimento dos riscos existentes no ambiente de assistência
técnicas e métodos fisioterapêuticos em à saúde.
pacientes portadores de doenças infecto-  O local de trabalho deve possuir características construtivas
seguras e com infra-estrutura apropriada
parasitárias
 O uso adequado dos equipamentos e a manutenção preventiva e
periódica também contribuem para um local seguro
Gorro:
 Se faz necessário dispor de áreas de armazenamento adequadas
para evitar acúmulo de equipamento e material em locais
• Uso necessário em isolamento e nas UTI’s inapropriados

11

Você também pode gostar