Você está na página 1de 3

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Docente: Gesivaldo Santos


Discentes: Miriam Oliveira, Luciana Rangel, Gisele Gomes

Questões de Neurobiologia

1. Criança de 6 anos chega ao consultório médico, possuindo os seguintes


sintomas: Não atende quando é chamado pelo nome, dificuldade de
aprendizado, movimentos repetitivos, anda constantemente nas pontas dos pés
e possuindo hiperatividade. Qual o diagnóstico? E como isso ocorre? Explique.

R- Diagnóstico: Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é uma condição de


saúde caracterizada por déficit na comunicação social (socialização e
comunicação verbal e não verbal) e comportamento (interesse restrito e
movimentos repetitivos).
É causado por problemas relacionados aos aspectos neurológico presente na
vida da criança, apresentando uma arquitetura mais imatura aos padrões
cerebral, ocorrendo uma desordem na confirmação, na arquitetura e na
interação entre os neurônios levando a autorização de funcionamento de
estrutura e desenvolvimento desta criança.

2. Uma criança de 9 anos, cursando a 2ª série do ensino fundamental,


encaminhada através do serviço público de saúde do município ao serviço de
psicopedagogia, apresentando queixas referente a dificuldade de
aprendizagem. No 1º ano as dificuldades tornaram-se mais evidentes, apesar
dos esforços realizados pela professora e a família. Qual o diagnóstico?
Explique.

R - Distúrbios da aquisição da aprendizagem: A linguagem serve de veículo


para a comunicação, em um estímulo verbal que depende do ambiente. O
processo de aquisição da linguagem escrita, assim como o da linguagem oral,
envolve diversas regiões cerebrais, entre elas a área parieto-occipital. Na
região occipital, o córtex visual primário é o responsável pelo processamento
dos símbolos gráficos, e as áreas do lobo parietal são responsáveis pelas
questões vísuo-espaciais da grafia. Essas informações processadas são
reconhecidas e decodificadas na área de Wernicke, responsável pela
compreensão da linguagem, e a expressão da linguagem escrita necessita da
ativação do córtex motor primário e da área de Broca. Para todo este processo
ocorrer, é importante que as fibras de associação intra-hemisféricas estejam
intactas.
3. Paciente de 7 anos de idade, do gênero masculino, chega ao consultório
pediátrico, apresentando os seguintes sintomas: dificuldade para se concentrar
durante as aulas, atraso em relação às demais crianças de sua escola pois não
aprendeu a ler hiperatividade. Qual o diagnóstico? Explique.

R- Com base nas informações fornecidas pelos pais da criança e da professora


o paciente foi diagnosticado com Transtorno de Déficit de
Atenção/Hiperatividade (TDAH). O TDAH é um transtorno neurobiológico,
genético, hereditário. Isso significa que o transtorno identificado na criança
pode vir do pai ou da mãe, também encontra em fatores ambientais motivos
para sua ocorrência, a saber: nascimento com baixo peso, bebês prematuros
ou mãe que fuma durante a gravidez.
O uso de outras drogas, inclusive o álcool, também pode influir no
aparecimento do transtorno em crianças. O TDAH se manifesta, geralmente,
antes dos 7 anos de idade. Em 95% delas, o transtorno se revela antes dos 12
anos. É importante salientar que o TDAH ocorre na fase de desenvolvimento
da criança. E um diagnóstico tardio é sempre prejudicial.

4. Um Senhor de 79 anos, casado e aposentado, compareceu à consultório


médico, acompanhado da esposa, queixando de esquecimento. Ela relata que
os sintomas iniciaram há aproximadamente um ano. No início, os familiares
perceberam dificuldade para lembrar nomes, recados e fazendo as mesmas
perguntas várias vezes, porém o paciente não percebia o esquecimento, as
alterações na fala e percepção e no humor. Com base nesses sintomas, o
médico concluiu seu diagnóstico. Qual o diagnóstico? Explique.

R- A doença de Alzheimer (DA) é a causa mais frequente de demência em todo


o mundo, impactando diretamente na vida de familiares, principalmente pelo
aumento da carga de cuidados.
É uma doença neurológica, que se caracteriza por quadro demencial
progressivo com comprometimento inicial da memória para fatos recentes.
Posteriormente, há deterioração das funções cognitivas.

5. Mateus é estudante de Fisioterapia e estava estudando muito para uma


prova e logo após pegou o resultado da avaliação dessa disciplina, ficou muito
triste e decepcionado, pois não obteve um bom resultado. A situação
exemplificada acima, o que pode ter interferido do ponto de vista
Neurobiológico, o que causou um baixo desempenho na prova e o que fazer
para melhorar para a próxima prova?

R- Recebemos informações todo tempo em nosso cérebro, as quais são


direcionadas a uma região localizada no lobo temporal, denominada de
hipocampo, estrutura essencial para o aprendizado e memória. Na situação
descrita acima, as informações foram armazenadas na memória de curta
duração, a qual é limitada e desaparece em um curto período de tempo. Para
que obtenha um melhor resultado nas próximas avaliações, é preciso que ele
exercite o hábito da repetição, através da revisão constante dos assuntos que
poderia caí na prova, para armazená-los de forma permanente em sua
memória e não esquecer.

Você também pode gostar