Você está na página 1de 4

Resultado da análise Page 1 of 4

Resultado da análise
Arquivo: TRABALHO GONIOMETRIA!.docx

Estatísticas

Suspeitas na Internet: 32,5%


Percentual do texto com expressões localizadas na internet ⚠ .

Suspeitas confirmadas: 23,59%


Percentual do texto onde foi possível verificar a existência de trechos iguais nos endereços encontrados ⚠ .

Texto analisado: 83,72%


Percentual do texto efetivamente analisado (imagens, frases curtas, caracteres especiais, texto quebrado não são analisados).

Sucesso da análise: 100%


Percentual das pesquisas com sucesso, indica a qualidade da análise, quanto maior, melhor.

Endereços mais relevantes encontrados:

Endereço (URL) Ocorrências Semelhança


https://www.slideshare.net/RassaMoraes5/manual-de-goniometria-203760923 92 13,88 %
https://www.passeidireto.com/arquivo/4808444/roteiro-goniometro-e-teste-de-forca-muscular/4 40 18,33 %
https://quizlet.com/br/321378458/adm-ii-flash-cards/ 30 19,26 %
https://www.passeidireto.com/arquivo/52953707/goniometria-3 20 12,53 %
https://www.passeidireto.com/arquivo/71285806/goniometria/6 20 16,47 %
https://www.passeidireto.com/arquivo/55833787/gonometria/2 18 15,94 %

Texto analisado

-870585000

Centro Universitário Unieuro Asa Sul

Nomes:

Ana Gabriela Silva Ramiro CPD: 50065

Bárbara Layne Lima Mendonça CPD: 50276

Larissa Soares Fernandes Lopes CPD: 53876

Natália Sousa Lopes CPD: 49828

Ramon Gonçalves Pereira CPD: 50060

Professor: Guilherme Augusto Santos Bueno

Avaliação dos ângulos articulares dos membros inferiores.

Brasília 2020

Articulação do quadril

A articulação do quadril é formada pelo fêmur e acetábulo da pelve.

Flexão da coxa (0 a 125°):


O paciente deve ser posicionado preferencialmente em decúbito dorsal, a medida é feita na lateral da coxa sobre a articulação do quadril, a angulação de
referência em flexão de quadril com o joelho estendido é de 90°.
O braço fixo do goniômetro deve ser colocado na linha media axilar do tronco e o braço móvel paralelo sobre a superfície lateral da coxa, em direção ao
côndilo lateral do fêmur e o eixo deve ser posicionado aproximadamente no nível do trocânter maior.
O principal músculo é o Iliopsoas pois é o único que flete além de 90°.
center4248150
Observação: esta medida é difícil de ser feita em virtude do volume dos músculos da coxa e do quadril. É importante localizar os referidos pontos para
certificar-se da colocação correta do goniômetro.

Movimento de extensão da coxa (0 a 10°):

Para avaliar a extensão da coxa o paciente deve ser posicionado em decúbito ventral, com o braço fixo do goniômetro colocado na linha axilar média do
tronco e o braço móvel ao longo da superfície lateral em direção ao côndilo lateral do fêmur. O eixo do goniômetro deve ser posicionado aproximadamente
ao nível do trocânter maior.

Os músculos extensores de quadril são os isquiotibiais: Semitendinoso, semimembranoso, bíceps femoral e glúteo máximo.

center-463550Observação: o indivíduo deve manter as espinhas ilíacas anterossuperiores apoiadas no leito, para garantir que não haja movimentação da
coluna lombar.

about:blank 07/12/2020
Resultado da análise Page 2 of 4

Movimento de abdução da coxa (0 a 45°):

Para avaliar o movimento de abdução da coxa, o paciente deve estar em decúbito dorsal. Devemos posicionar o goniômetro na região anterior da coxa.
O braço fixo do goniômetro fica posicionado sobre a linha traçada a entre as espinhas ilíacas.
O braço móvel do goniômetro fica posicionado ao longo da diáfise do fêmur.
O principal músculo da abdução é o glúteo médio.
Importante não deixar com que o paciente faça rotação lateral ou medial do membro.
center6464135

Observação: procura-se manter o paralelismo do braço fixo, ainda que, às vezes, seja preciso deslocá-lo ficando um pouco abaixo das espinhas ilíacas, para
que o braço móvel coincida com o eixo da diáfise do fêmur. Deve-se evitar que os membros inferiores adotem a posição de rotação medial ou lateral.

Movimento de adução da coxa (0 a 15°):

Para avaliar o movimento da adução da coxa é permitido a adução de outro membro, o membro oposto deve se afastar em abdução.
para fazer a medida do movimento de adução da coxa, o paciente deve ficar em decúbito dorsal, assim, sempre observando o alinhamento corporal do
paciente, a medida é feita na região anterior da coxa sobre a articulação do quadril.
Sendo que o goniômetro deverá ficar sobre o eixo anteroposterior da articulação do quadril, aproximadamente no nível do trocânter maior. Os músculos que
são mais trabalhados na adução da coxa são: M. Grácil, M. Pectíneo e M. Adutor Magno.
1225550520763500

Observação: a pelve sofre certo deslocamento, porém não deve impedir a colocação correta do goniômetro. O corpo pode rodar na direção do movimento e
o quadril tende à rotação lateral na abdução e à rotação medial na adução, devendo-se evitar ambas.

Movimento de rotação medial da coxa (0 a 45°):

Para avaliar o movimento de rotação medial da coxa, o paciente tem que estar preferencialmente sentando com o joelho e o quadril fletido.

O braço fixo do goniômetro deve estar posicionado na linha média anterior da tíbia, perpendicular ao chão.

O braço móvel do goniômetro deve estar posicionado ao longo da tuberosidade da tíbia, entre os maléolos na superfície anterior.

O principal músculo da rotação medial é o quadríceps.

centercenter

Movimento de rotação lateral da coxa (0 a 45°):


Para avaliar o movimento de rotação lateral da coxa (0 a 45°) o paciente deve estar sentado com joelho e quadril fletidos a 90° em posição neutra. O braço
fixo do goniômetro deve ser colocado perpendicular à margem anterior da tíbia, o eixo axial sobre a linha articular do joelho, o goniômetro deve ser mantido
paralelo ao solo, o braço móvel deve estar sobre a margem anterior da tíbia com eixo na face anterior da patela.
Os principais músculos que fazem rotação lateral de coxa são: tensor da fáscia Lata, sartório e quadríceps femoral.
centertop
Articulação do joelho

Movimento de flexão da perna (0 a 140°):


Para avaliar o movimento de flexão do joelho, o paciente deve estar preferencialmente em decúbito dorsal com o joelho e o quadril fletidos.
O braço fixo do goniômetro deve estar paralelo à superfície lateral do fêmur.
O braço móvel do goniômetro deve estar paralelo a face lateral da fíbula.
Principais muscular da flexão de joelho são: Isquitibiais, semitendinoso, semimebranoso e bíceps femoral.
center7608487
Articulação do tornozelo ou talocrural:

Movimento de flexão ou flexão dorsal (0 a 20°)


Para avaliar o movimento de flexão dorsal do pé (0 a 20°) o paciente pode ser colocado em decúbito dorsal ou ventral com o pé em posição anatômica
(considera-se a posição anatômica do pé à medida que se adota na posição ereta) e os joelhos fletidos em pelo menos 25° ou 30° graus para evitar ação
dos músculos posteriores da coxa. Para obter as medidas utiliza-se a superfície lateral da articulação. O braço fixo do goniômetro deve estar paralelo à face
lateral da fíbula, já o braço móvel paralelo à superfície lateral do quinto metatarso. O eixo do goniômetro deve estar na articulação do tornozelo, junto ao
maléolo lateral.
O principal músculo de flexão dorsal do pé, é o: Flexor curto dos dedos.

center486600500

Movimento de extensão ou flexão plantar do pé (0 a 45°):

Para avaliar o movimento de extensão do pé, o paciente deve estar em decúbito ventral ou dorsal, com os joelhos fletidos a pelo menos 30°, para que possa
diminuir a aviação do compartimento posterior da coxa, o pé deve estar em posição anatômica.

O braço fixo do goniômetro deve estar paralelo a face lateral da fíbula.

O braço móvel do goniômetro deve estar paralelo a superfície lateral do quinto metacarpo.

Principais músculos responsáveis pela extensão do pé são: Músculo extensor curto dos dedos e Músculo extensor curto do hálux.

center1772892

Movimento de adução ou inversão do pé (0 a 40°):

Para avaliar o movimento de adução ou inversão do pé, o paciente deve estar sentado com o joelho fletido em 90° e o pé em flexão plantar.

O braço fixo do goniômetro deve estar paralelo sobre a margem anterior da tíbia.

O braço móvel do goniômetro deve estar sobre a superfície dorsal do segundo metatarso.

Principal músculo responsável pela adução do pé é o músculo adutor da hálux.

center6718300Ter cuidado para que o paciente não realize rotação de joelho ou quadril.

Observação: evitar a rotação do quadril e a flexão e extensão do tornozelo.

Movimento de abdução ou eversão do pé (0 a 20°):

Para a avaliação da abdução ou eversão do pé, o paciente deve estar sentado, com o joelho fletido a 90º, e o pé em flexão plantar, ficando atento para não
realizar a rotação do joelho durante a eversão do pé. O braço fixo do goniômetro fica sobre a margem anterior da tíbia, e o braço móvel fica sobre a
superfície dorsal do terceiro metatarso, sendo assim, o eixo fica a nível da articulação tibiotarsal, importante não apertar o goniômetro contra o pé. E os
principais músculos para realizar este movimento são: M. abdutor do dedo mínimo, M. abdutor do hálux.

center327560600

Observação: evitar a rotação do quadril e a flexão e extensão do tornozelo. Não apertar o goniômetro contra o pé.

about:blank 07/12/2020
Resultado da análise Page 3 of 4

Articulações Metatarsofalângicas:

Movimento de flexão dos dedos:

Para avaliação do movimento de flexão dos dedos, sendo o hálux de 0 a 45° e do segundo ao quinto dedo de 0 a 40°. O paciente deve estar deitado em
decúbito dorsal com tornozelo, pé e dedos na posição anatômica. O braço fixo do goniômetro posicionado sobre a superfície dorsal do metatarso e o braço
móvel sobre a superfície dorsal da falange proximal. O eixo deve estar sobre a linha articular da articulação que está sendo medida.

Para medir o primeiro e o quinto dedo o braço fixo do goniômetro pode ser colocado sobre a superfície medial e lateral do metatarso, e o braço móvel pode
ser colocado sobre a superfície medial e lateral da falange proximal, com o eixo sobre o ponto médio da superfície medial e lateral da articulação.

Os principais músculos flexores dos dedos na articulação metatarsofalangeana, são: Abdutor do dedo mínimo, flexor curto do dedo mínimo e oponente do
dedo mínimo.

center28383120

Observação: Para o primeiro e o quinto dedos, o braço fixo pode ser colocado sobre a superfície medial e lateral do metatarso, e o braço móvel pode ser
colocado sobre a superfície medial e lateral da falange proximal, com o eixo respectivamente sobre o ponto médio da superfície medial e lateral da
articulação.

Movimento de extensão dos dedos:

Para avaliar o movimento de extensão dos dedos, o paciente tem que estar preferencialmente deitado em decúbito dorsal com o tornozelo, com o pé e
dedos na posição anatômica.

O braço fixo do goniômetro deve estar paralelo e aí te a superfície plantar do metatarso.

Braço móvel do goniômetro deve estar sobre a superfície plantar da falange proximal.

Os principais músculos são: extensor do dedo mínimo e extensor do hálux.

9552615644600

Articulações Interfalângicas (i), Interfalângicas Proximais (iP), Interfalângicas Distais (id):

Movimento de flexão:

Para a avaliação das articulações a posição ideal para o paciente deverá ficar deitado em decúbito dorsal com o joelho levemente fletido.

O movimento de flexão na articulação interfalângicas, primeiro dedo; é de 0 a 90º, nas interfalângicas proximais, do segundo ao quinto dedo é; 0 a 35º, e as
interfalângicas proximais são do segundo ao quinto dedo: 0 a 60º.

O braço fixo do goniômetro, tem que estar sobre a superfície dorsal do segundo ao quinto dedos e sobre a superfície medial para o hálux, já o braço móvel,
tem que estar sobre a superfície dorsal do segundo ao quinto dedo e sobre a superfície medial para o hálux da articulação a ser medida. E o eixo fica sobre
a linha articular da articulação que está sendo medida. Os ligamentos das articulações interfalângicas proximais são Ligamento colateral medial, tíbiotalar
posterior e tibiocacâneo, e os distais são, Ligamento tibiotalar anterior e tíbionavicular.

center58005800

Goniometria Especial

Joelho valgo - angulação menor que 170°:

Para avaliar a angulação do joelho valgo, o paciente deve estar em pé, com os joelhos apoiados um no outro.

Braço fixo do goniômetro deve estar no centro da patela, em direção à espinha ilíaca.

Braço móvel do goniômetro deve estar na tuberosidade tibial.

right62541150

Joelho varo - angulação maior 170°:

Para avaliar o joelho varo o paciente deve estar em pé com os maléolos medias juntos.

Braço fixo do goniômetro no centro da patela em direção a espinha ilíaca ântero-superior.

Braço móvel do goniômetro deve estar na tuberosidade tibial.

right24650700left25513580

Joelho recurvado:

Em joelho alinhado, o caro de movimento deve ser de 0-180°.

O paciente deve estar em pé com os tornozelos juntos.

O braço fixo do goniômetro deve estar na superfície lateral da coxa em direção ao trocânter maior do fêmur.

O braço móvel do goniômetro deve estar na fíbula em direção ao maléolo lateral.

Deformidades do pé:

Deformidades do antepé:

Valgo: A eversão do antepé irá resultar em pé cavo

Varo: A inversão do antepé irá resultar em pé plano

Observação: É importante se ater ao posicionamento do tendão do calcâneo que neste caso estará alinhado.

center287012700

Deformidades do retropé:

Valgo: A eversão do calcâneo irá resultar em pé plano.

about:blank 07/12/2020
Resultado da análise Page 4 of 4

Varo: A inversão do calcâneo irá resultar em pé cavo.

Observação: É importante se ater ao posicionamento do tendão do calcâneo que neste caso estará desalinhado.

center719309600

Pé cavo: se caracteriza pelo aumento do arco plantar (<0,3cm) nesse caso o pé não realiza movimentos de pronação o que o torna um mau absorvedor de
impactos.

Para identificar o retropé varo coloca-se o paciente em pé, com o braço fixo do goniômetro na linha média posterior da tíbia e o braço móvel na linha média
posterior acompanhando o alinhamento do calcâneo. O eixo deve estar na no tendão do calcâneo, entre os dois maléolos.

Pé plano: se caracteriza pela diminuição do arco plantar (>1cm), pode acarretar em lesões ao paciente devido à sobrecarga causada.

Para identificar o retropé valgo coloca-se o paciente em pé, com o braço fixo do goniômetro na linha média posterior da tíbia e o braço móvel na linha média
posterior acompanhando o alinhamento do calcâneo. O eixo deve estar na no tendão de Aquiles, entre os dois maléolos.

right81585left71817700

Referência:

Pasqual, M. A. Manual de Goniometria. 3ª edição. São Paulo: Editora Manole, 2014.


Disponívelem:<https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788520447468/cfi/0!/4/4@0.00:0.00>. Acesso dia 29/11/2020.

Aviso:
⚠ Não é recomendado utilizar percentuais para medição de plágio, os valores exibidos são apenas dados estatísticos. Essa análise considera citações como
trechos suspeitos, apenas uma revisão manual pode afirmar plágio. Clique aqui para saber mais.

Estatísticas: Legenda:
Expressões analisadas: 588 ▲ Endereço validado, confirmada a existência do texto no
Buscas Realizadas na Internet: 688 endereço marcado.
Buscas Realizadas na Computador: 0
Downloads de páginas: 240 Expressão não analisada
Downloads de páginas malsucedidos: 101 Expressão sem suspeita de plágio
Comparações diretas com páginas da internet: 270
Total de endereços localizados: 342 Poucas ocorrências na internet
Quantidade média de palavras por busca: 9,07 Várias ocorrências na internet
Muitas ocorrências na internet
Poucas ocorrências na base local
Várias ocorrências na base local
Muitas ocorrências na base local

Configurações da análise:
Limite mínimo e máximo de palavras por frase pesquisada: 8 a 13
Nível da Análise (quantas vezes o documento foi analisado): 3

Analisado por Plagius - Detector de Plágio 2.6.9


segunda-feira, 7 de dezembro de 2020 14:46

about:blank 07/12/2020

Você também pode gostar