Você está na página 1de 2

FONTES ENERGÉTICAS E O EXERCÍCIO

FÍSICO

Durante a atividade física, nossos músculos utilizam a energia química dos nutrientes para produzir energia
mecânica ou trabalho. Este é um processo bioquímico de grande complexidade que é regulado por vários fatores
de natureza enzimática e hormonal.
Os compostos químicos que nosso corpo utiliza como fonte energética podem ser orgânicos ou inorgânicos.
Alguns exemplos:
Compostos inorgânicos: água, ácido, base e sais inorgânicos;
Compostos orgânicos: carboidratos, lipídios e proteínas.
Nos exercícios com menos intensidade, quando a demanda de energia é menos significativa, a gordura (lipídio)
predomina como combustível, ou seja, os músculos se utilizam de uma mistura mais rica em gordura como fonte
de energia. Com o aumento da intensidade, por exemplo, no exercício moderado, a mistura se equilibra entre
gordura e carboidratos. Nos exercícios intensos, o carboidrato predomina como fonte de energia e, caso a
intensidade se torne muito elevada, o carboidrato pode se tornar o único combustível do exercício.
O que explica esta mudança de fonte energética utilizada pelos músculos esqueléticos são os mecanismos
reguladores, que seguem certa lógica. Quando o exercício é leve, a tendência é que ele possa ter uma duração
maior. Desse modo, os músculos utilizam as fontes energéticas que se acumulam em maior quantidade, ou seja,
as gorduras. O metabolismo das gorduras é mais lento, entretanto, como a demanda de energia é menor, não
existe necessidade de uma mobilização mais rápida.
Tipos de fibras musculares:
 Músculo liso visceral: este tipo contrai em resposta a impulsos nervosos de uma parte do sistema nervoso não
controlado pela vontade.
 Músculo estriado cardíaco: coração.
 Músculo estriado esquelético: movimentos voluntários.
Funções do músculo esquelético
 Manutenção da postura;
 Reservatório de proteínas;
 Produção de calor;
 Movimentação e estabilidade articular;
 Transformação de energia química em mecânica.

 Tipos de contração muscular: Concêntrica: o músculo se encurta e traciona outra estrutura; Excêntrica:
ocorre um aumento no comprimento total do músculo; Isométrica: gera tensão muscular sem realizar
movimentos.
 Sistemas metabólicos: Anaeróbio alático: intensidade máxima e curta duração; Anaeróbio lático: intensidade
máxima e curta duração, com produção de lactato; Aeróbio: Não há esforço máximo e longa duração.
Escola/Colégio:
Disciplina: Ano/Série:
Estudante:

LISTA DE EXERCÍCIOS

1 - A contração muscular nos seres humanos depende da disponibilidade de energia no


organismo. Assinale a alternativa que contempla apenas fontes energéticas que possibilitam a
realização de movimentos.

a) Lipídios, proteínas, sais, carboidratos e água.


b) Sais inorgânicos, carboidratos, proteínas e lipídios.
c) Proteínas, lipídios e carboidratos.
d) Carboidratos, proteínas e sais inorgânicos.

2 - Durante a prática de exercícios físicos ocorre o predomínio de um tipo de metabolismo


dependendo da intensidade e da duração dos movimentos realizados. Eles são classificados em
metabolismo anaeróbio alático, anaeróbio lático e aeróbio. Assinale a alternativa que contém
exemplos de exercícios físicos com predominância do sistema metabólico aeróbio.

a) Natação, ciclismo e corrida com intensidade máxima e longa duração.


b) Corrida e ciclismo com longa duração e sem esforço máximo.
c) Ciclismo, natação e corrida com curta duração e intensidade máxima.
d) Corrida e natação de longa duração e esforço máximo.