Você está na página 1de 239

1 - CONTA-ME A HISTÓRIA DE CRISTO

Conta-me a história de Cristo,


Grava-a no meu coração,
Essa inaudita história
De graça, paz e perdão.
Conta como Ele, encarnado,
Veio no mundo morar;
Aos pecadores indignos, (bis)
De Deus o amor revelar.

Conta como Ele tão bondoso,


Nunca a ninguém rejeitou;
Como, de mãos estendidas,
Todos pra si convidou,
Como Jesus nunca pôde,
Seja a quem for, rejeitar,
Se, convencido e contrito, (bis)
O seu convite aceitar.

Sim, quero ouvir como Cristo


Sobre a cidade chorou,
Essa malvada cidade
Que seu amor rejeitou!
Como Jesus ainda chora
Sobre os que seguem o mal,
E que, perversos, resistem (bis)
Ao seu amor divinal.

Conta também como Cristo,


Mesmo na cruz, se lembrou
Dos seus cruéis inimigos,
Ao Pai por eles rogou!
Como ao ladrão moribundo
Tão prontamente escutou;
E, nesse dia, consigo (bis)
Para o descanso o levou.

Conta-me as duras afrontas


Que mansamente sofreu;
Como, na cruz, encravado,
Ele pelos ímpios morreu!
Dá-me, oh! Dá-me a certeza
Que foi, sim, mesmo por mim,
Que Seu amor tão imenso (bis)
Não tem mudança nem fim!
F.C. - I.D.S.

2 - CONTA-ME A VELHA HISTÓRIA


Conta-me a velha história
Do grande Salvador;
De Cristo e sua glória
De Cristo e seu amor.
Com pausa e paciência,
Pois quero penetrar
A altura do mistério:
Que Deus nos pode amar.

Conta-me a velha história (3x)


De Cristo e seu amor.

Fala-me com doçura


Do amante redentor!
Com sentimento, entendes?
Eu sou um pecador!
Querendo consolar-me
Em tempos de aflição,
Sempre essa velha história
Dize do coração.

Se o brilho deste mundo


Toldar do outro a luz,
Oh! narra a mesma história
Da graça de Jesus!
E quando, enfim, a glória
Do mundo além raiar,
Conta-me a velha história:
“Que Cristo veio salvar”.
K.H - W.H.D.

3 - O SOM DO EVANGELHO
O som do Evangelho
Já se fez ouvir aqui;
Boas novas - e alegres
Elas são pra ti e mim:
“Assim Deus nos amou,
- "As novas se vos dão
De haver um Salvador,
Poderoso e bondoso,
Que perdoa ao pecador".
S.W.M.

4 - ALERTA, Ó TERRA ENTOA!


Alerta, ó terra entoa!
O canto já ressoa:
O mundo pecador tem grande sorte e boa.
A nova se vos dá, e quão alegre soa:
Nasceu o redentor!

Nasceu o redentor!
Nasceu o redentor!
O eterno Pai do céu
Seu Filho ao mundo deu.
Alerta, ó terra, entoa
A nova alegre e boa:
Nasceu o redentor!

A noite já passou, a aurora já raiou,


O negro e denso véu de todo se rasgou.
Dos montes através o brado ressoou:
Nasceu o redentor!

Nasceu o Rei da Paz, num berço humilde jaz,


Nas asas desse amor conforto a todos traz.
Dizei em alta voz que Cristo satisfaz:
Nasceu o Redentor!

Oh! gozo divinal, amor celestial,


Quem pode te sonhar ou ter um outro igual?
Possa eu, da morte réu, gozar ventura tal!
Nasceu o redentor!
F. S. - W. J. A

5 - ALTA NOITE ESTÃO PASTORES


Alta noite estão pastores
De Belém, no derredor,
E os cercou de resplendores
Luz celeste do Senhor.

“Novas tenho... dar-vos venho”.


Disse um anjo com dulçor;
“Eis que é nado o bem-amado,
Jesus Cristo, o Salvador”.

Glória a Deus e paz bendita,


Eis o canto angelical,
Para toda a gente aflita,
Tão glorioso e triunfal.

Ver Jesus na manjedoura,


Onde veio repousar,
Querem eles, sem demora,
Para a nova confirmar.

O Senhor, de quando existe,


Quis pastores procurar,
Para deste berço triste
Suas novas proclamar.
J. C. C. - I. D. S.

6 - EIS DOS ANJOS A HARMONIA


Eis dos anjos a harmonia,
Cantam glória ao novo Rei,
Paz aos homens e alegria,
Paz com Deus e suave lei.
Ouçam povos exultantes.
Ergam salmos triunfantes
Aclamando o seu Senhor,
Nasce Cristo, o redentor.

Toda a terra e altos céus


Cantem glória ao Homem-Deus.

Cristo, eternamente honrado,


Do seu trono se ausentou.
Cristo, entre homens encarnado,
Deus conosco se mostrou.
Quão bondosa divindade!
Quão gloriosa humanidade!
Salve! A glória de Israel,
Luz do mundo, Emanuel!

Cante o povo resgatado


Glória ao príncipe da paz;
Deus em Cristo revelado,
Vida e luz ao mundo traz.
Nasce pra que renasçamos,
Vive pra que nós vivamos.
Rei, profeta e Salvador!
Louvem todos ao Senhor!
C.W.-F.M.B.

7 - MAL SUPÕE AQUELA GENTE


Mal supõe aquela gente,
Que a Belém quer ir parar.
Que uma luz tão refulgente
Vai ali brilhar.
E por anjo anunciado,
E os pastores logo vêem,
Que esse Rei, por Deus mandado,
Nasce em Belém.

Vinde, ouvi a doce história,


Que do Oriente vem;
O Messias, rei da glória, nasce em Belém!

Mundo triste! oh! desperta!


Teus grilhões desfeitos são!
Tens a porta franca, aberta;
Sai da vil prisão!
Não hesites, duvidoso;
Este dom do céu provém;
Cristo, Todo-poderoso,
Nasce em Belém.

Ouve com feliz espanto!


Surge da vergonha e dor!
Cesse, cesse todo o pranto,
Tens um Salvador!
Glória a Deus vem promovendo,
Mas aos homens só quer bem;
Paz, eterna paz, trazendo,
Nasce em Belém.

Proclamai a todo mundo,


Toda raça, toda a cor,
Que Jesus, com amor profundo,
Salva o pecador,
Confiança plena tende,
Não desprezará ninguém;
Vinde, os braços vos estende!
Nasce em Belém.

FT.H.M. - P.P.C.

8 - NASCE JESUS, FONTE DE LUZ


Nasce Jesus, fonte de luz!
Descem os anjos cantando.
Nasce Jesus! E nossa luz;
Trevas vem Ele dissipando.
Nasce Jesus! Nasce Jesus!
Rompe as cadeias do forte.
Raia o dia da salvação, triunfante vem!
Salve! Ó Cristo!
Firma teu justo império!
Gratos louvores anjos e homens dêem.

Nasce Jesus! Nasce Jesus!


Glória a Deus nas alturas!
Paz na terra aos homens
A quem Ele quer bem!

Deus nos amou!


Ele nos mandou Cristo, seu Filho amado.
Deus nos amou! Deus encarnou!
Vede o menino deitado!
Deus nos amou! Deus nos amou!
Digam-no todos os povos.
Gozam paz e salvação todos os que crêem.
Reino bendito! Reino de amor divino!
Resgate em Cristo todos os povos têm!
R.H.M. - K.L
9 NOITE DE PAZ
Noite de paz! Noite de amor!
Tudo dorme em derredor.
Entre os astros que espargem a luz,
Proclamando o Menino Jesus,
Brilha a estrela da paz!

Noite de paz! Noite de amor!


Nas campinas ao pastor
Lindos anjos, mandados por Deus,
Anunciam a nova dos céus:
Nasce o bom Salvador!

Noite de paz! Noite de amor!


Oh! Que belo resplendor
Ilumina o Menino Jesus!
No presépio do mundo eis a luz,
Sol de eterno fulgor!
J.M. - F.G

10 - OH! VINDE FIÉIS


Oh! Vinde, fiéis, triunfantes, alegres,
Sim, venha a Belém, já movidos de amor;
Nasceu vosso Rei, lá dos céus prometido.
Oh! Vinde, adoremos, oh! Vinde, adoremos.
Oh! Vinde, adoremos ao nosso Senhor!

Olhai, admirados, a sua humildade,


Os anjos O louvam com grande fervor,
Pois veio conosco habitar, encarnado;
Oh! Vinde, adoremos, oh! Vinde, adoremos,
Oh! Vinde, adoremos ao nosso Senhor!

Por nós se humilhou Jesus, o adorável,


Tornando-se pobre, sujeito à dor,
Pra dar-nos de graça a vida sempiterna;
Oh! Vinde, adoremos, oh! Vinde, adoremos,
Oh! Vinde, adoremos, ao nosso Senhor!

Nos céus adorai-o, vós, coros de anjos,


E todos na terra lhe rendam louvor;
A Deus tributemos toda honra e glória:
Oh! Vinde, adoremos, oh! Vinde, adoremos.
Oh! Vinde, adoremos ao nosso Senhor!
11 - POVOS CANTAI! JESUS NASCEU!
Povos cantai! Jesus nasceu!
A terra a luz desceu!
A graça infinda ao mundo vem,
Na gruta de Belém, na gruta de Belém
Jesus humilde ao mundo vem.

Do terno Deus o Salvador


Revela o grande amor!
Na manjedoura um leito tem;
Na gruta de Belém, na gruta de Belém
Jesus, o Cristo, um leito tem.

Vamos, ó crentes, recordar


Que foi por nos amar
Que à Terra veio o sumo bem,
Na gruta de Belém,
Jesus, o amado, o sumo bem.
G. F. HANDEL

12 - SAUDAMOS-TE, Ó EMANUEL!
Saudamos-te, ó Emanuel!
A ti louvores damos;
De coração, sim, todos nós A ti nos entregamos;
Em honra a ti, Senhor e rei,
Os anjos cantam lá no céu,
E lá ressoa teu louvor:
Saudai! Saudai!
Saudai, saudai Emanuel!

Rei, Emanuel, Emanuel! (bis)


Sabedoria, poder sem fim,
Honras e glória as nações te dêem,
Hoje e para sempre!
Rei, Emanuel, Emanuel! (bis)
Rei dos reis e Salvador!
Saudai Emanuel!

Saudamos-te, ó Emanuel! Os santos te rodeiam;


Os reis da terra se erguerão A proclamar teu reino,
Enquanto os filhos já com Deus,
Cercando o trono lá nos céus,
Entoam hinos imortais:
Saudai! Saudai!
Saudai, saudai Emanuel!
Saudamos-te, ó Emanuel!

O Rei dos reis eterno!


Venceste as hostes infernais;
Tu és onipotente!
Jamais a morte reinará,
Nem mal algum dominará.
Eterna glória seja a ti.
Saudai! Saudai!
Saudai, saudai Emanuel!
D.R.V.S. - C.H.G

13 - ENQUANTO MIL VOZES


Hosana! Hosana ao Rei!
(Introdução e conclusão)
Hosana! Hosana ao Rei!

Mantos e palmas espalhando vai


O povo alegre de Jerusalém;
Lá bem ao longe se começa a ver
O Filho de Deus que montado vem.

Enquanto mil vozes ressoam por aí;


Hosana ao que vem em nome do Senhor!
Com um alento de grande exclamação
Prorrompem em voz triunfal:
Hosana! Hosana! ao Rei!

Como na estrada de Jerusalém


Um dia também nós poderemos cantar
A Jesus Cristo que virá outra vez,
Para levar-nos ao eterno lar.
A.R. - V.G.

14 CORTARAM O MADEIRO
Cortaram o madeiro
Fizeram uma cruz,
Para o meu Salvador,
Madeiro lavrado,
Com pregos cravados,
Pesado ficou.
Ele carregou a cruz,
Sofrendo o bom pastor,
Mas Deus deu-lhe graça
Morrendo na cruz, por mim e por ti.

Foi feita assim a cruz do Salvador;


Madeiro lavrado com pregos cravados, Pesado ficou.

Perante Pilatos Jesus foi levado


Como um malfeitor.
Chegando a Ele, olhando no Mestre,
Assim perguntou:
“Tu és o rei dos judeus?”
Disse Jesus: “na verdade eu sou,
O meu reino é eterno,
Não é deste mundo, daqui eu não sou”.

E quando chegou
Ali no calvário
Não foi descansar.
Deitaram o Mestre e sobre a cruz
Começaram a pregar.
Ali o Senhor
Transpassado de dor ficou,
Em toda a agonia,
As três horas da tarde,
Ele expirou.
J.S. – M. A.

15 - LÁ NO CALVÁRIO, NUMA CRUZ


Lá no Calvário, n’uma cruz Jesus morreu;
Por meus delitos Ele ali sofreu.
Hórrida agonia padeceu meu Salvador;
Quanto amor sentia por um pecador!

Cristo! O Cristo! Quão profundo é teu amor.


Cristo! ó Cristo! Deus e Salvador!

Oh! Getsêmani! Triste cálix de amargor;


Cristo, sozinho sorve-o com pavor.
Lágrimas sangrentas, sofrimento e dor atroz,
Vendavais, tormentas, traição feroz.

Vida sem mancha neste mundo aqui viveu;


Via dolorosa Cristo percorreu.
Foi destarte obtida a divina redenção;
Alma, estás remida por sua oblação.

Oh! tristes almas, hoje erguei-vos a cantar:


Cristo deu provas que Deus pode amar
Pobres pecadores com amor tão divinal.
Tributai louvores! Eis vencido o mal!
NORTON

1 6 MORRI NA CRUZ POR TI


Morri na cruz por ti,
Morri pra te livrar;
Meu sangue, sim, verti,
E posso te salvar.

Morri, morri, na cruz por ti,


Que fazes tu por mim? (bis)

Vivi assim por ti,


Com dor, com dissabor;
Sim, tudo fiz aqui,
Pra ser teu Salvador.

Sofri na cruz por ti,


A fim de te salvar;
A vida consegui,
E breve tá vou dar.

Eu trouxe a salvação
Dos altos céus louvor;
E livre meu perdão,
E grande o meu amor.
F.R.H. - P.P.B.

17 – OH! COMO FOI, SENHOR JESUS


Oh! como foi, Senhor Jesus,
0 teu sofrer por mim na cruz!
Não só na cruz, mas no Jardim,
Sofreste por amor de mim.

Calvário de vergonha e dor!


Ali por mim Jesus sofreu!
Calvário de vergonha e dor!
Ali por mim Jesus morreu!

Tremor em tudo e escuridão,


Apavorando a multidão;
E o véu rasgou a proclamar
Teu sacrifício singular!

A tua cruz, Jesus, me traz


Ao coração descanso e paz.
Com Deus ali eu me encontrei
E para sempre me salvei.
W.M.K.D. - J.R.S.

18 - OH! VÓS QUE PASSAIS PELA CRUZ


Oh! vós que passais pela cruz do Calvário,
Podeis contemplar, sem a mínima dor,
Que, para livrar-vos do grande adversário,
Seu sangue inocente derrama o Senhor?

Dum trono de glória celeste descendo,


Ele só procurou resgatar-vos a vós;
Pois ei-lo em vosso lugar recebendo
Da espada divina o golpe veloz.

Por vós foi Jesus, com cruel zombaria,


Vestido, por homens, de manto real;
Espinhos, insultos, atroz gritaria,
Sem queixa sofreu do furor desleal.

Por vós, em horrível suplício pregado,


A ira divina o sangue ofereceu;
Por vós exclamou: “Está tudo acabado”.
Curvou a cabeça e, humilde, morreu.

Mirai-o! Pois inda essas mãos estendidas


Oferecem amor e garantem perdão.
Trazei, pela fé, vossas almas remidas;
No seio de Cristo achareis salvação.
W.E.E.-J.R.

19 - PENDURADO NO MADEIRO
Pendurado no madeiro,
O Jesus, quiseste assim
Resgatar do cativeiro,
E provar-me amor sem fim!
O teu sangue foi vertido,
Expiraste, ó meu Jesus!
E ficou por ti cumprido
Meu resgate sobre a cruz!

Nesse sangue, que verteste,


Purifica-me, Senhor;
Foi por mim que tu morreste;
Sê propício ao pecador!
Sê propício ao desgraçado,
Sob a dor da maldição,
Do abismo do pecado
A lutar na escuridão!

Quero a ti, Jesus bendito,


Minha fronte levantar;
Mas não posso, réu, maldito,
Tua glória contemplar
Ah! leproso, nunca esperes
De Jesus no reino entrar!
Eu bem sei... Mas se quiseres,
Bem me podes a limpar!

Vinde a mim! Jesus humilha


Já tão manso o coração;
Já da fé na chama brilha
O penhor da salvação.
Ei-lo ali na cruz pregado;
Chama a todo o pecador
A limpar o seu pecado
Nesse sangue expiador.
A.J.S.N. - L.H.
20 - RUDE CRUZ
Rude cruz se erigiu, dela o dia fugiu,
Como emblema de vergonha e dor;
Mas contemplo essa cruz, porque nela Jesus
Deu a vida por mim pecador.

Sim, eu amo a mensagem da cruz;


Té morrer eu a vou proclamar;
Levarei eu também minha cruz,
Té por uma coroa trocar.

Desde a glória dos céus, o Cordeiro de Deus,


Ao Calvário humilhante baixou!
Essa cruz tem pra mim atrativos sem fim,
Porque nela Jesus me salvou.

Nessa cruz padeceu e por mim já morreu,


Meu Jesus para dar-me perdão;
E eu me alegro na cruz, dela vem graça e luz
Para a minha santificação.

Eu aqui com Jesus, a vergonha da cruz


Quero sempre levar e sofrer;
Cristo vem me buscar e, com Ele, no lar,
Uma parte da glória hei de ter.
A.A - G.B.

21 - ALELUIA! RESSURGIU!
Aleluia! Ressurgiu!
Para o céu Jesus já foi.
As prisões quebrou da morte,
Pelos homens visto foi.
Ressurgiu! Ressurgiu!
Vive e reina lá no céu.
Ressurgiu! Ressurgiu!
Voltará ao povo seu.

Aleluia! Ressurgiu!
Para nosso chefe ser!
E, morrendo, conseguiu
Por nós sempre interceder,
Ressurgiu! Ressurgiu!
Pra a vitória nos ganhar.
Ressurgiu! Ressurgiu!
Para nos justificar.

Aleluia! Ressurgiu!
A morte o ferrão tirou,
Pra ressuscitar o crente,
A quem Ele tanto amou.
Ressurgiu! Ressurgiu!
Vive e breve voltará.
Ressurgiu! Ressurgiu!
E consigo nos terá.
M.A.M.

22 - CRISTO JÁ RESSUSCITOU
Cristo já ressuscitou, aleluia!
Sobre a morte triunfou, aleluia!
Tudo consumado está, aleluia
Salvação de graça dá, aleluia!

Uma vez na cruz sofreu, aleluia!


Uma vez por nós morreu, aleluia!
Mas agora vivo está, aleluia!
E para sempre reinará, aleluia!

Gratos hinos entoai, aleluia!


A Jesus, o grande rei, aleluia!
Pois à morte quis baixar, aleluia!
Pecadores para salvar, aleluia!
C.W.

23 - EIS MORTO O SALVADOR


Eis morto o Salvador na sepultura!
Mas com poder, vigor, ressuscitou.

Da sepultura saiu!
Com triunfo e glória ressurgiu!
Ressurgiu, vencendo a morte e o seu poder;
Pode agora a todos vida conceder!
Ressurgiu! Ressurgiu!
Aleluia! Ressurgiu!

Tomaram precaução com seu sepulcro;


Mas tudo foi em vão para o reter.

A morte conquistou com grande glória!


Oh! graças! Alcançou vida eternal.
R.L.

24 - COMO EOI PARA O CÉU


Como foi para o céu, Jesus Cristo há de vir,
Quando o som da trombeta ecoar;
Quando a voz de um arcanjo no céu estrugir,
Eu irei com Jesus me encontrar.

Oh! que dia faustoso esse dia há de ser!


Quando o som da trombeta ecoar;
Quando Cristo, nas nuvens, tiver de descer
Para então entre nós habitar!

Nesse dia de glória o meu corpo mortal,


Semelhante ao de Cristo há de ser;
E já livre da morte, e já livre do mal,
O milênio de Cristo hei de ver.

Eu aqui, pela cruz, para o mundo morri,


Muita dor inda aqui sofrerei;
Minha vida com Cristo em meu Deus escondi,
E com Cristo eu aqui reinarei.

Vem, Jesus, ó Senhor, vem depressa reinar,


Vem a paz e a justiça trazer;
Criação, povo teu, tudo almeja o raiar
Desse dia de glória e poder.

Este império do mal, vem, Senhor, destruir,


Vem, esposo celeste, reinar;
Vem, ó Sol da Justiça, no mundo luzir;
Ó meu rei, vem meu pranto estancar!
J.G. - J.R.S.

25 - AVIVA-NOS, SENHOR!
Aviva-nos, Senhor!
Oh! dá-nos teu poder;
De santidade, fé e amor
Reveste o nosso ser!

Aviva-nos, Senhor,
Eis nossa petição;
Ateia fogo do alto céu Em cada coração!

Desperta-nos, Senhor!
Oh! faze-nos fruir
As ricas bênçãos divinais,
Primícias do porvir!

Renova-nos, Senhor, Inspira mais amor,


Mais zelo, graça e abnegação
A bem do pecador!
A.M. - W.HD.

26 DERRAMA SOBRE NÓS O TEU ESPÍRITO


Derrama sobre nós o teu Espírito,
Como fizeste em Jerusalém;
A tua igreja, ó manda mesmo fogo,
Indispensável para nós também! (bis)
Derrama sobre nós o teu Espírito,
Como em casa do Centurião,
E dá-nos o poder da tua palavra,
Fazendo a luz brilhar na escuridão. (bis)

Derrama sobre; nós o teu Espírito,


E dá-nos hoje muitas conversões;
Oh! Deixa-nos sentir poder celeste,
E vivifica os nossos corações. (bis)

Derrama sobre nós o teu Espírito,


E, aos que sofrem, dá tua proteção;
A orar ficamos em amor unidos
Para obter a prometida unção. (bis)

Desperta, Jesus Cristo, aos que dormem


O mui profundo sono do Jardim;
Como operaste nos antigos tempos,
Com teu poder nos guia até o fim. (bis)
E.J. - F.S.

27 EIS QUE SURGE UM POVO PORTE


Eis que surge um povo forte,
Revestido de poder;
E não teme nem a morte,
Quem a ele pertencer;
E terá sublime sorte,
Pois com Cristo ao céu vai.
Podes tu dizer também:
Sou um dos tais?

Um dos tais, um dos tais,


Podes tu também dizer: Sou um dos tais? (bis)

No cenáculo reunidos,
O poder buscavam então,
Pelo amor de Deus unidos,
A clamar em oração;
Eis que um vento é descido
E o fogo do céu cai;
Podes tu dizer também:
Sou um dos tais?

Este povo destemido:


São os discípulos de Jesus;
Pelo mundo perseguido,
Por levar a sua cruz,
E agora revestido Com poder ao mundo sai;
Podes tu dizer também:
Sou um dos tais?

Oh! não sejas descuidoso


Pra buscar o dom de Deus,
Dom que te fará ditoso,
Dar-te-á visões dos céus!
E Jesus maravilhoso,
Proclamando aos outros, vai,
Poderás então dizer:
Sou um dos tais?
P. L. M.

28 - NO PENTECOSTE SUCEDEU
No Pentecoste sucedeu
O que Jesus falou,
Pois, de repente, lá do céu
Um vento assoprou,
Que veio a casa toda encher
E os corações com mui poder.

Poder, poder, poder pentecostal.


O vem nos inflamar,
Também nos renovar;
Ó vem, sim, vem, ó chama divinal,
Teus servos batizar.

Em cada um veio repousar


A preciosa luz,
O Preceptor que veio ficar
Co’os servos de Jesus;
Foi o fogo santo do Senhor,
Que os encheu com seu vigor.

E começaram a falar,
Repletos de poder,
Em outras línguas exaltar
Ao que mandou trazer
Os ricos dons do seu amor
E o poder consolador.

E quem deseja receber


Esta água salutar,
Que é prometida ao que crer
E humilde esperar,
Perseverando em oração,
Terá poder seu coração.
A.S. - C.H.M.

29 - OS FIÉIS ORAVAM UNIDOS


Os fiéis oravam unidos
Num cenáculo ao Senhor
Quando foi do céu descido
O real consolador!
Senhor, manda já o teu poder! (3x)
E batiza cada um!

Qual um vento veemente,


O poder a casa encheu;
Línguas vieram sobre os crentes,
Mas de fogo, lá do céu!

Noutras línguas, sim, falaram


Como Cristo concedeu;
Do Espírito transbordaram,
Exaltando o rei do céu!

O poder foi prometido


Para os servos do Senhor;
E pra todos concedido,
Se o pedirem com fervor!
A.S. – C.D.T.

30 - SENHOR JESUS, Ó VEM ME CONCEDER


Senhor Jesus, ó vem me conceder
Tua promessa do Consolador;
Dos altos céus me outorga teu poder,
Poder do Espírito renovador.

Senhor, aviva minha tênue fé;


Ateia em mim o ardor celestial;
O coração meu, guia por mercê,
Extirpa, expulsa tudo o que é carnal.

Vem tu fazer em mim habitação,


Em templo teu transforma-me, Senhor;
Aqui me entrego em tua santa mão,
A teu Espírito renovador.

Outorga força pra testemunhar


No meu viver, falar e proceder;
Correta vida, santa, modelar,
Também repleto de fervor, poder.
S.L.G. - E.J.H.

31 - BREVE NO CÉU
Breve no céu, Jesus Há de aparecer
Em gloriosa luz; todos o hão de ver.
Naquele dia, então, eu hei de receber.
De Cristo o galardão,
Oh! que prazer!

Breve verei o bom Jesus,


E viverei em plena luz.
No lindo céu, eu gozarei...
De toda a dor, por Deus, livre serei.

Na vinda do Senhor, irei eu receber;


Do seu eterno amor, repouso e prazer;
Disso, meu bom Jesus, tem-me falado já.
E da celeste luz de Jeová!

Na vinda do Senhor, desfrutarei prazer,


Quando meu Salvador, em glória aparecer,
Eis que Ele breve vem, os santos levará.
Para a mansão de além, donde virá!
P.L.M. - D.E.W.

32 - CRISTO VOLTA BREVEMENTE


Cristo volta brevemente,
Para aqui no mundo ter,
Em lugar de sofrimento,
Majestade com poder.
Ele volta e, em sua glória,
Brilha a refulgente luz
Desse dia tão querido
Dos remidos de Jesus.

Cristo volta! Cristo volta!


Para o povo seu buscar;
Cristo volta triunfante,
Para com poder reinar.
Cristo volta! Cristo volta!
Nosso amado Salvador.
Oh! que regozijo ao vê-lo
Sobre todos ser Senhor!

Cristo volta! Nem mais penas,


Nem mais pranto, nem mais dor,
Nem mais sombra de pecado,
Nem mais falta de vigor.
Ele volta para, à glória,
Sua igreja conduzir,
Para tê-la então consigo
No celestial porvir.

Cristo volta! Não sabemos


Em que dia tem de ser,
Mas estamos confiados
Que seu rosto iremos ver.
A palavra santa o afirma,
E não poderá falhar,
E por isso esperaremos
Ver Jesus aqui voltar.
F.R.H. -J.M.
33 - JÁ REFULGE A GLÓRIA ETERNA
Já refulge a glória eterna
De Jesus, o Rei dos reis;
Breve os reinos deste mundo
Seguirão as suas leis!
Os sinais da sua vinda
Mais se mostram cada vez,
Vencendo vem Jesus!

Glória, glória, aleluia (3x)


Vencendo vem Jesus!

O clarim que chama os crentes


A batalha, já soou;
Cristo, à frente do seu povo,
Multidões já conquistou.
O inimigo, em retirada,
Seu furor patenteou,
Vencendo vem Jesus!

Eis que em glória refulgente


Sobre as nuvens descerá,
E as nações e os reis da terra
Com poder governará
Sim, em paz e santidade
Toda a terra regerá,
Vencendo vem Jesus!

E por fim entronizado


As nações há de julgar;
Todos grandes e pequenos
O juiz hão de encarar,
E os remidos, triunfantes,
Em fulgor hão de cantar:
Vencendo vem Jesus!
J.W.H. -J.W.S.

34 - JESUS, SIM, VEM DO CÉU


Jesus, sim, vem do céu,
Em glória Ele vem!
Ecoa nova pelo mundo além;
O esperança que a sua Igreja tem!
Dai glória a Deus, Jesus em breve vem!

Nossa esperança é sua vinda,


O Rei dos reis vem nos buscar
Nós aguardamos Jesus, ainda,
Té a luz da manhã raiar, (repete a estrofe)

Jesus, sim, vem,


Os mortos esperando estão
O gran-momento da ressurreição
E do sepulcro em breve se levantarão.
Dai glória a Deus, Jesus em breve vem!

Jesus, sim, vem do céu,


Coroado de esplendor,
Aniquilando a corrupção e a dor,
Quebrando os laços do astuto usurpador.
Dai glória a Deus, Jesus em breve vem!

Jesus, sim, vem


Completamente restaurar
O mundo que se arruina, sem parar;
Sim, todas as coisas vem depressa transformar.
Dai glória a Deus, Jesus em breve vem!

Jesus, sim, vem,


E sempiterna adoração
Daremos nós ao rei, de coração;
Ao grande autor da nossa eterna salvação.
Dai glória a Deus, Jesus em breve vem!
A.S. - C.H.M.

35 - NA PRESENÇA ESTAR DE CRISTO


Na presença estar de Cristo,
Em sua glória, que será?
Lá no céu, em pleno gozo,
Minha alma o verá.

Face a face, espero vê-lo,


No além do céu de luz;
Face a face em plena glória,
Hei de ver o meu Jesus.

Oh! que glória será vê-lo!


Que o possa eu mirar.
Eis, em breve vem o dia,
Que sua glória há de mostrar.

Quanto gozo há com Cristo,


Quando não houver mais dor,
Quando cessar o perigo,
E gozarmos pleno amor.

Face a face, quão glorioso,


Há de ser o existir,
Vendo o rosto de quem veio
Nossas almas redimir.
J.T.L. - G.G.T.
36 - QUANDO A ALMA SEQUIOSA
Quando à alma sequiosa chega a voz do Salvador,
Ela logo reconhece ser Jesus o seu Senhor;
Mas se o “eu” quer levantar-se,
Pra mostrar algum valor,
Vencendo vem Jesus!

Glória, glória, aleluia! (3x)


Vencendo vem Jesus!

Neste mundo havemos, crentes,


De ter sempre algum pesar,
Mesmo lutas, dissabores que nos queiram aterrar,
Mas se o mal nos ameaça da alegria nos roubar,
Vencendo vem Jesus!

Da vaidade fiéis servos, ou profanos ou ateus,


Muitas vezes nos assaltam para nos tornarem seus;
Mas se alguém procura ver-nos
Sem o gozo do bom Deus,
Vencendo vem Jesus!
J.A.S.S. - W.S.

37 - QUANDO A ANGELICAL TROMBETA


Quando a angelical trombeta
Neste mundo estrugir,
O meu nome ouvirei Jesus chamar;
Pois eu creio na promessa,
E que Deus a vai cumprir.
Quando ouvir Jesus meu nome proclamar.

Glória! Glória! Aleluia!


O meu nome ouvirei Jesus chamar;
Glória! Glória! Aleluia!
Eu espero ouvir Jesus a me chamar.

Quando o céu for enrolado,


E o sol não der mais luz,
O meu nome ouvirei Jesus chamar;
Passarão a terra, o mar,
Mas permanecerá Jesus,
Que meu nome vai na glória pronunciar.

Oh! que música suave


Há de ser pra mim, ouvir,
O meu nome Jesus Cristo anunciar,
Oh! que gozo vai minha alma
Lá nos altos céus fruir,
Quando Cristo o meu nome proclamar!
P.L.

38 – QUANDO CRISTO SUA TROMBETA


Quando Cristo sua trombeta
Lá no céu mandar tocar
Quando o dia mui glorioso lá romper,
E aos remidos desta terra
Meu Jesus se incorporar,
E fizer-se então chamada, lá estarei.

Quando se fizer chamada,


Quando se fizer chamada,
Quando se fizer chamada,
Quando se fizer chamada, lá estarei!

Nesse tão glorioso dia,


Quando o crente ressurgir;
E da glória de Jesus participar,
Quando os crentes ressurgidos
O saudarem no porvir
E fizer-se então chamada, lá estarei.

Lidarei então pra Cristo


Té o dia terminar
Falarei do seu amor por nós aqui.
Quando, pois, findar a vida
E o labor aqui cessar,
E fizer-se então chamada, lá estarei.
J.M.B. - R.C.

39 - QUANDO LÁ DO CÉU DESCENDO


Quando lá do céu descendo
Para os seus Jesus voltar,
E o clarim de Deus a todos proclamar
Que chegou o grande dia
Da vitória do meu rei,
Eu, por sua imensa graça, lá estarei.

Quando, enfim, chegar o dia


Da vitória do meu rei,
Quando enfim, chegar o dia
Pela graça de Jesus eu lá estarei!

Nesse dia, quando os mortos


Hão de a voz de Cristo ouvir,
E dos seus sepulcros hão de ressurgir.
Os remidos, reunidos,
Logo aclamarão seu rei,
E, por sua imensa graça, lá estarei.

Pelo mundo rejeitado,


Foi Jesus, meu Salvador;
Desprezaram, insultaram meu Senhor.
Mas faustoso vem o dia
Da vitória de meu rei,
E, por sua imensa graça, lá estarei.

Em mim mesmo nada tenho


Em que possa confiar,
Mas Jesus morreu na cruz pra me salvar;
Tão somente nele espero,
Sim, e sempre esperarei
Pois, por sua imensa graça, lá estarei.

J.M.B. -R.C.

40 - SERVOS DE DEUS A BUZINA TOCAI


Servos de Deus a buzina tocai:
Breve Jesus voltará;
As multidões a mensagem levai:
Breve Jesus voltará.

Breve virá! Breve virá!


Breve Jesus voltará.

Ide às nações e depressa anunciai:


Breve Jesus voltará;
Ondas do mar a canção entoai:
Breve Jesus voltará.

Graves sinais já estão a clamar:


Breve Jesus voltará;
Vós, pois, com fervor proclamai:
Breve Jesus voltará.
J.E.S. - G.E.L.

41 - TUDO NOS MOSTRA QUE CRISTO JÁ VOLTA


Tudo nos mostra que Cristo já volta;
Breve Jesus voltará,
Já deste mundo o mar se revolta;
Breve Jesus voltará!

Breve virá! Breve virá!


Breve Jesus voltará.

Cristão, acorda, sua vinda é certa;


Breve Jesus voltará,
Para recebê-lo estás bem alerta?
Breve Jesus voltará.

Crente, proclama para os pecadores;


Breve Jesus voltará,
Não haverá mais tristezas nem dores;
Breve Jesus voltará.

Consola o coração que lhe clama,


Breve Jesus voltará,
Pra suas bodas o bom Rei vos chama;
Breve Jesus voltará.
H.N. - G.L.

42 - A DEUS SUPREMO
A Deus, supremo benfeitor,
Anjos e homens dêem louvor!
A Deus, o Filho; a Deus, o Pai,
E ao Espírito glória dai.
J.S. – L.B.

43 - AO DEUS DE AMOR
Ao Deus de amor e de imensa bondade
Com voz de júbilo vinde e aclamai:
Com coração transbordante de graças,
Seu grande amor, todos vinde e louvai.

No céu, na terra, que maravilhas


‘stá operando o poder do Senhor!
Mas seu amor aos homens perdidos,
Das maravilhas é sempre a maior!

Já nossos pais nos contaram a glória


De Deus, falando com muito prazer,
Que nas tristezas, nos grandes perigos,
Ele os salvou por seu grande poder.

Hoje também nós bem alto cantamos


Que as orações Ele nos atendeu;
Seu forte braço, que é tão compassivo,
Em nosso auxílio Ele sempre estendeu.

Como até hoje e daqui para sempre,


Ele será nosso eterno poder,
Nosso castelo bem forte e seguro,
E nossa fonte de excelso prazer.
S.LG.-G.C.S.

44 - COM TUA MÃO


Com tua mão segura bem a minha,
Pois eu tão frágil sou, ó Salvador,
Que não me atrevo a dar nem um só passo,
Sem teu amparo, meu Jesus Senhor.

Com tua mão segura bem a minha,


E, mais e mais unido a ti, Senhor
Oh! faze-me que nunca me desvie
De ti, Senhor, a minha vida e luz

Com tua mão segura bem a minha,


E pelo mundo alegre cantarei;
Mesmo onde as sombras caem mais escuras,
Teu rosto vendo, nada temerei

E, se chegar à beira desse rio,


Que tu por mim quiseste atravessar
Com tua mão segura bem a minha
E sobre a morte eu hei de triunfar

Ou, se voltares, esses céus rompendo,


Segura bem a minha mão, Senhor
E, meu Jesus, oh! leva-me contigo
Para onde eu goze teu eterno amor
H.M.W. – R.P.M.

45 - DEUS ESTÁ NO TEMPLO


Deus está no templo! Pai onipotente
A seus pés nos humilhemos.
Servos consagrados, reverentemente
Ao Santíssimo adoremos.
Por favor, com amor, espiritualmente
Deus está no templo!

Cristo está no templo! Sumo benefício


Recebemos do seu sangue.
Ele, o bom cordeiro, foi o sacrifício
Que o pecado todo extingue;
Escolheu e sofreu o cabal suplício,
Cristo está no templo!

Vem e ocupa o templo, Espírito divino!


Nossos corações habita.
0 paciente mestre! Dá-nos teu auxílio,
Aclarando a lei bendita Com prazer e poder.
(Oh! graça infinita!)
Ele está no templo!
J.C.R. - J.N.

46 - DEUS PRESENTE ESTÁ CONOSCO


Deus presente está conosco
Pronto todos a salvar;
Sobre as almas sequiosas
Quer sua bênção derramar.

Manda, ó manda, as ricas chuvas


Da tua bênção, Salvador!
Imploramos! Esperamos!
Vivifica-nos, Senhor!

Eis a ti, Senhor, erguemos


Nossos pobres corações
Na tua grande e excelsa graça,
Ouve as nossas petições!

Torna a nossa fé mais viva


Mais ardente o nosso amor;
Enche-nos de santo zelo
De coragem e fervor!
J.L.B. - J.R.S

47 - DIVINO SALVADOR
Divino Salvador,
Contempla com favor nosso país!
Dá-nos interna paz, governo bom, capaz,
Dita que satisfaz, sorte feliz.

Olhamos para ti,


Vem dominar aqui, ó Rei dos reis!
Dirige o pátrio Lar, ensina a governar
Conforme o teu mandar, por justas leis.

Ao chefe da nação
Outorga a direção do teu amor;
Guia-o pra te servir, e, no eternal porvir,
De ti gostoso ouvir doce louvor.

A cara pátria tem


Sustento e todo bem de ti, Senhor!
Aos pobres dá comer; aos ricos faz saber
Como convém viver em mútuo amor.

Do crime e rebelião,
Concede a proteção que é divinal.
Ampara-nos, Senhor! De guerras, de terror,
Sê nosso defensor; desvia o mal.

Torna a nossa fé mais viva


Mais ardente o nosso amor;
Enche-nos de santo zelo
De coragem e fervor!
J.L.B. - J.R.S
48 - EIS ENTRONIZADO
Eis entronizado à destra do bom Deus,
Como rei eterno, Cristo, lá nos céus;
Ele, o rei da glória, que a Satã venceu
Feita tal vitória, Deus o recebeu.

Pela sua graça, pelo seu amor,


Seja dado a Cristo cordial louvor.

Veio resgatar-nos pela sua cruz,


Quis apresentar-nos em celeste luz,
Pela sua morte, pelo seu sofrer;
O inimigo nunca poderá vencer.

Mas o seu serviço continua ali,


Poderá valer-nos, entretanto, aqui,
Por nós advogando, com o Pai está,
Ele nos ajuda e sempre ajudará.
S.E.M. – P.P.B.

49 - EIS-NOS, Ó PASTOR DIVINO


Eis-nos, ó pastor divino,
Todos juntos num lugar,
Como ovelhas, congregados,
Teu auxílio a suplicar;
Sê presente, o rebanho a apascentar, (bis)

Aos perdidos em pecado


Seu perigo faz sentir;
Oh! Reclama os pecadores,
Deixa-os tua voz ouvir;
Aos enfermos prestes digna-te acudir, (bis)

Guia os tristes, fatigados,


Ao aprisco do Senhor;
Leva os tenros cordeirinhos
No teu seio, bom pastor,
As pastagens de celeste e doce amor. (bis)

O Jesus! escuta os rogos


Desta humilde petição;
Vem encher o teu rebanho
De sincera gratidão;
Cantaremos tua imensa compaixão, (bis)
S.P.K. - D.A.T. - W.B.B.

50 - ETERNO PAI! TEU POVO CONGREGADO


Eterno Pai! Teu povo congregado
Humilde implora a tua graça aqui;
No dia para o culto reservado
Com esperança olhamos para ti.
Teu Santo Livro, grande Deus, tomamos
Com fé singela e reverente amor;
E, como atentos filhos, procuramos
Ciência na Palavra do Senhor.

Jesus! Aos teus benditos pés sentados,


Folgamos teu conselho receber,
E, sendo pelo Mestre doutrinados,
De mais em mais na santa fé crescer.
Do mundo e seus empregos retirados,
Queremos descansar em ti, Senhor,
Mirando os ricos bens entesourados
Na plenitude do teu vasto amor.

Ensina-nos, Espírito divino,


Dissipa as trevas destes corações;
E, com a luz do teu celeste ensino,
Aclara-nos as tuas instruções
Aviva-nos, dá forças à memória,
E entendimento, a fim de conhecer
O Rei dos céus, o Cristo cuja glória
Enleva os santos anjos de prazer.
S.P.K. - C.C.C.

51 - DA IGREJA O FUNDAMENTO
Da Igreja o fundamento é Cristo, o Salvador;
Em seu poder descansa; é forte em seu amor.
Enquanto Ele permanece, ela continuará,
E, nele fortalecida, jamais perecerá.

Em todo o orbe inteiro da humana habitação,


Um nome só foi dado pra nossa salvação.
Só quem Jesus procura, e firme nele se achar,
A paz divina pode, constante, desfrutar.

A pura e sã doutrina dimana de Jesus,


E faz a sua Igreja andar em clara luz.
O nosso Deus benigno promulga justas leis,
E a todo o mundo manda curvar-se ao Rei dos reis.

A pedra preciosa, que Deus predestinou,


Sustenta pedras vivas, que a graça preparou,
E, concluída a obra que a graça já conduz,
A glória do edifício toda será Jesus.

Senhor, a nossa of renda aceita com favor;


E o nosso humilde esforço resulte em teu louvor,
Os que por ti trabalham, com teu poder sustém,
E graças te daremos eternamente. Amém.
S.J.S - S.S.W

52 - JESUS; TEU NOME SATISFAZ


Jesus teu nome satisfaz;
Por todo o orbe espalha a paz;
Perfeito gozo e vida traz,
Jesus, meu bem-amado!

Cristo, nome de valor!


Cristo, forte redentor!
Cristo, sumo e bom pastor,
Sou teu eternamente!

Pois, à minha alma, ó Salvador,


Ao coração, tão sofredor
Concedes forças e vigor,
Jesus, meu bem-amado!

Aflito pela tentação,


Me fortalece a tua mão,
Prostrado invoco em oração,
Jesus, meu bem-amado!

Jesus, teu nome é sem igual,


Tão carinhoso, tão leal.
Es bom pastor celestial,
Jesus meu bem-amado!
S.L.C. - E.S.L.

53 - JUSTO ÉS, SENHOR


Justo és, Senhor, nos teus santos caminhos,
Es digno em todas as tuas obras.
Eis perto estás dos que te invocam,
De todos que Te invocam em verdade! Aleluia!
J.G.R.

54 - Ô, GRATOS AO SENHOR
O, gratos ao Senhor,
Ao vosso rei louvai;
Com alegria e com fervor, (bis)
Seu culto celebrai!

A Ele pertencem bênçãos e sabedoria,


Sim, glória e soberania,
Agora e pra sempre, sem fim.
W.E.E. - R.L.

55 - OUVE-NOS, PASTOR DIVINO


Ouve-nos, pastor divino,
Nós, que neste bom lugar,
Teu rebanho congregado, Desejamos te adorar.
Cristo amado, Cristo amado, (bis) Vem teu povo abençoar.

Ao perdido no pecado Seu perigo faze ver;


Chama os pobres enganados,
Faze-os tua voz ouvir;
Aos enfermos, aos enfermos, (bis)
Mestre, digna-te acudir.

Traze o pobre desgarrado,


Ao aprisco teu, Senhor;
Toma o tenro cordeirinho No regaço teu, pastor;
Dá-lhe os pastos, dá-lhe os pastos, (bis)
De celeste e doce amor.

O Jesus, escuta o rogo,


Nossa humilde petição;
Vem encher o teu rebanho De sincera devoção;
Cantaremos, cantaremos, (bis)
Tua afável proteção.
D.A.T. - S.P.K. - W.B.B.

56 - QUANDO DEUS FIZER CHAMADA


Quando Deus fizer chamada
Para os santos seus reunir,
Estaremos lá perante o lindo mar;
Quando aqui descer o Mestre
Para a glória os conduzir,
Que feliz reunião será no eterno lar!

Que prazer, que glória Quando Cristo,


Enfim, os salvos seus buscar, Que louvor, vitória!
Que feliz reunião Será no eterno lar!

Quando Deus disser do trono


Que já tempo não há mais,
E o juízo à luz os atos revelar.
E Jesus, com sua vinda,
Desfizer os tristes ais,
Que feliz reunião será no eterno lar!

Quando as harpas ressoarem


Pela abóbada sem fim,
Anunciando assim o ano jubilar.
Quando o hino da vitória
Nós cantarmos, em festim,
Que feliz reunião será no eterno lar!
57 - VEM, ESPÍRITO DIVINO
Vem, Espírito divino,
Grande ensinador!
Vem! descobre às nossas almas
Cristo, o Salvador.

Mestre! Mestre! Ouve com favor!


Em poder e graça insigne Obre o teu amor!

Vem! Demole os alicerces


Da enganosa paz,
Aos errados concedendo
Salvação veraz!

Vem! Reveste a tua Igreja


De energia e luz!
Vem! Atrai os pecadores
Ao Senhor Jesus!

Maravilhas soberanas,
Outros povos vêem,
Oh! derrama a mesma bênção
Sobre nós também!
F.J.C. - W.H.D.

58 - VEM, Ó TODO-PODEROSO
Vem, ó Todo-poderoso,
Adorável criador,
Pai eterno e caridoso,
Vem revela o teu amor.
Ante o trono de clemência
Nos prostramos, e a uma voz
Suplicamos a tua assistência,
Deus e Pai de todos nós.

Vem, ó Salvador benigno,


Deus da nossa salvação;
Vem, confirma o teu ensino
Vive em cada coração.
Es o Cristo, dom glorioso,
Dom de sempiterno amor!
Ouve-nos, Jesus bondoso,
Vem, bendize-nos Senhor!

Vem, Espírito de graça,


Nosso culto abençoar;
Deus consolador, enlaça Teus fiéis neste lugar,
Esclarece as nossas mentes,
Infalível preceptor!
E seremos fortes crentes,
Dominados pelo amor.
J.C.R.

59 - VEM, SENHOR, DO BEM A FONTE


Vem, Senhor, do bem a fonte,
Vem, celeste Redentor,
Ajudar-me a entoar-te
Dignos hinos de louvor;
Tu, Jesus, por mim morreste,
Quero só pra ti viver!
Quero em todos os momentos
Tua bênção receber.

Era pobre, desgarrado,


Quando Cristo me buscou!
Para me salvar do inferno
O seu sangue derramou;
Em sua morte tão penosa
Paz, perdão e vida achei,
E com Ele, eternamente,
Sua glória fruirei.

De tua graça, ó meu amado,


Sou contínuo devedor:
Mais e mais a ti me atrai
Pelo teu divino amor.
Sou ingrato, e bem conheço,
Peço, meu Senhor, perdão;
Tira-me do vil pecado,
Rege tu meu coração.
J.T.B.

60 - A DEUS, SUPREMO CRIADOR


A Deus, supremo criador,
Ao Filho eterno, Deus de amor,
Ao santo Deus Consolador,
Dêem anjos e homens seu louvor. Amém.
G.S.

61 - COM TERNA COMPAIXÃO


Com tua terna compaixão
Despede-nos em paz
E guia-nos, até o fim.
Até cantarmos lá no céu,
O Deus de vero amor!
J.G.R.-F.CM

62 - DESPEDE-NOS; Ó BOM JESUS


Despede-nos, ó bom Jesus,
No fim do teu serviço aqui No santo trilho nos conduz,
Pra que sirvamos só a ti.

Despede-nos, despede-nos,
Despede-nos em teu amor.
Permite que nós outra vez (bis)
Nos ajuntemos, ó Senhor!

Cuida de nós, ó bom Jesus,


E não nos largue a tua mão.
O teu amor já nos induz
A te amar do coração.

Pai nosso, tu, que estás nos céus,


Abençoar-nos aqui vem,
Ó Tu, Espírito de Deus,
Regenerar-nos vem também.
M.A.M.

63 - DEUS VOS GUARDE


Deus vos guarde pelo seu poder,
Sempre esteja a vosso lado,
Vos dispense o seu cuidado,
Deus vos guarde pelo seu poder,

Pelo seu poder, e no seu amor,


’Té nos encontrarmos com Jesus.
Pelo seu poder e no seu amor,
Oh! que Deus vos guarde em sua luz!

Deus vos guarde bem no seu amor,


Consolados e contentes,
Achegados para os crentes;
Deus vos guarde bem no seu amor.

Deus vos guarde do poder do mal,


Da ruína, do pecado,
Dos motins de qualquer lado;
Deus vos guarde do poder do mal.

Deus vos guarde para o seu louvor,


Para o seu presente gozo,
Seu serviço glorioso;
Deus vos guarde para o seu louvor.
J.E.R - W.C.T.

64 - FINDA-SE ESTE DIA


Finda-se este dia que meu Pai me deu,
Sombras vespertinas cobrem já o céu.
O Jesus bendito, se comigo estás,
Eu não temo a noite, vou dormir em paz.
Cos pecados d’hoje eu te entristeci,
Mas perdão te peço por amor de ti.
Sou teu pequenino! Livra-me do mal.
E em sossego alcanço pouso natural.

Guarda o marinheiro no violento mar,


E ao que sofre dores queiras confortar,
Ao tentado estende tua mão, Senhor!
Manda ao triste e aflito o Consolador.

Pelos pais e amigos, pela santa Lei.


Pelo amor divino graças te darei.
O Jesus, aceita minha petição
E seguro durmo, sem hesitação.
P.H. - L.H.

65 - NA TERRA ABENÇOADA ESTOU


Na terra abençoada estou.
Por Beula peregrino vou,
Delícias abundantes são;
E só dos céus saudades dão.

O bela terra de amor!


Do alto monte encantador,
Olhando, vejo, além do mar,
Que breve hei de atravessar,
A praia áurea, eternal,
Querido lar celestial.

Comigo anda o Salvador;


Conversa em tons de santo amor,
Me guia sempre pela mão,
A beira-céu os passos vão.

A brisa traz o belo odor


Do paraíso ao redor,
De flores que não murcharão,
De frutos que supernos são.

No zéfiro celestial,
Flutua o canto angelical;
Da triunfante multidão,
Que entoa a grande redenção.
E.P.S.-J.R.S

66 - O CULTO SAGRADO FINDOU


O culto sagrado findou
No dia bendito por Deus;
Nosso último canto soou,
E as preces subiram aos céus.

As faltas concede perdão,


Aceita, em Jesus, o louvor,
E com a divina bênção
Despede-nos, grande Senhor.
K.-C.E.C.W.

67 - BEM DE MANHÃ
Bem de manhã, embora o céu sereno
Pareça um dia calmo anunciar,
Vigia e ora, o coração pequeno
Um temporal pode abrigar.

Bem de manhã, e sem cessar,


Vigiar e orar!

Ao meio-dia, e quando os sons da terra


Abafam mais de Deus a voz de amor,
Recorre à oração, evita a guerra,
E goza paz com o Senhor.

Do dia ao fim, após os teus lidares,


Relembra as bênçãos do celeste amor,
E conta a Deus prazeres e pesares,
Depondo em suas mãos a dor.

E sem cessar, vigia a todo instante,


Que o inimigo ataca sem parar,
Só com Jesus, em comunhão constante,
Pode o mortal ao céu chegar.
A.H.S. - S.Z

68 - COMIGO HABITA, Ó DEUS


Comigo habita, ó Deus!
A noite vem,
As trevas crescem: eis, Senhor, convém
Que me socorra a tua proteção.
Oh! vem fazer comigo habitação!

Depressa encontrarei o fim mortal;


Desaparece o gozo terreal;
Mudança vejo em tudo, e corrupção.
Comigo faze eterna habitação!

Vem revelar-te a mim, Jesus, Senhor!


Mestre divino! Rei! Consolador!
Meu guia forte! Amparo em tentação.
Vem, vem fazer comigo habitação!
Presente estás nas trevas ou na luz!
Não há perigo andando com Jesus!
A morte e o túmulo não aterrarão
Onde meu Deus fizer habitação.

O morte! Em Cristo gozo e redenção!


Sepulcro, o pó verá ressurreição!
No reino além não há perturbação.
Herdo com Deus perene habitação.
H.F.L. - W.H.M.

69 - DIRIJO A TI JESUS, MINHA ORAÇÃO


Dirijo a ti, Jesus, minha oração,
A ti, que tudo vês no coração.
Eu venho te adorar, tua graça suplicar;
Oh, vem me abençoar, vem já, meu Deus.

Dirijo a ti, Jesus, minha oração,


Do mal que pratiquei a confissão.
Sê tu, ó meu Senhor, propício ao pecador,
Concede, em teu amor, pleno perdão.

Dirijo a ti, Jesus, minha oração.


A ti que amparo és em aflição;
Oh, vem me consolar, minha alma confortar,
Para nunca me afastar de ti, Senhor.

Escuta, ó meu Jesus, esta oração!


Que humilde ofereço a ti, com gratidão;
Tu és meu mediador, meu rei e Salvador;
Possa eu em teu amor sempre viver!
J.T.H. -J.W.C.

70 - EM FERVENTE ORAÇÃO
Em fervente oração, vem o teu coração,
Na presença de Deus derramar,
Mas não podes fruir o que estás a pedir,
Sem que tudo abandones no altar.

Quando tudo perante o Senhor estiver,


E todo o teu ser Ele controlar,
Só então hás de ver que o Senhor tem poder,
Quando tudo deixares no altar.

Maravilhas de amor te fará o Senhor,


Atendendo a oração que aceitar,
Seu imenso poder te virá socorrer,
Quando tudo deixares no altar.

Se orares então, sem que teu coração


Goze a paz que o Senhor pode dar.
E que Deus não sentiu que tua alma se abriu,
Tudo, tudo, deixando no altar.
M.P.F. - E.A.H.

71 - ESPÍRITO DO TRINO DEUS


Espírito do Trino Deus, vem sobre nós. (bis)
Quebranta-nos, consome-nos,
Transforma-nos, transborda-nos,
Espírito do Trino Deus, vem sobre nós.
A.R.R. - G.W.R.

72 - HORA BENDITA DE ORAÇÃO


Hora bendita de oração,
Que acalma o aflito coração,
Que leva ao trono de Jesus Os rogos para auxílio e luz!
Em tempos de cuidado e dor Me refugio em meu Senhor,
Salvo do engano e tentação (bis)
Eu folgo na hora de oração.

Hora bendita de oração,


Quando a fervente petição
Sobe ao benigno Salvador,
Que atende à voz do meu clamor!
Jesus me ordena a recorrer
Ao seu amor, ao seu poder;
Contente e sem perturbação (bis)
Espero a hora de oração.

Hora bendita de oração!


De santa paz e comunhão!
Desejo, enquanto aqui me achar,
Com fé constante, humilde orar;
E, ao fim, no resplendor de Deus,
Na glória dos mais altos céus,
Me lembrarei com gratidão (bis)
De tão suave hora de oração.
W.W.W. - W.B.B.

73 – O JARDIM; ONDE CRISTO ME ESPERA


O jardim, onde Cristo me espera,
E lugar de delícia e de paz.
A certeza de sua presença
Dá-me vida feliz e eficaz.

Oh! que lindo jardim,


O jardim de oração!
Onde Cristo me vem esperar;
Perto dele estarei,
E contente serei,
De minha alma a seus pés derramar.

No jardim onde Cristo me espera,


Eu deponho meus males e dor;
E, por bênção de Deus confortado,
Dou louvores ao meu Redentor.

No jardim onde Cristo me espera,


Quer também te acolher, meu irmão;
Vem fruir a incessante bondade
Que promana do seu coração!
J.H.S. - M.I.M.A.

74 - POR NOSSA PÁTRIA ORAMOS


Por nossa Pátria oramos
A ti, supremo Deus!
Por nosso lar clamamos
A ti, ó Rei dos céus!
Bendize a vida pastoril;
Governa o brio senhoril;
Tempera a lida mercantil;
Deus salve a Pátria!

Da Pátria, que nos deste,


Desvie tua mão;
Desgraças, fome e peste,
Perfídia e sedição;
Ensina ao chefe nacional
O bom governo, imparcial,
E dá-lhe a graça divinal!
Deus salve a Pátria!

Inspira o patriotismo
Constante, fiel e audaz!
Promove o Cristianismo
Do Príncipe da Paz!
Desprende-nos de idéias vãs,
Derrama bênçãos temporãs,
Incute em nós doutrinas sãs;
Deus salve a Pátria!

A tua Igreja inflama


Com zelo e terno amor,
E seja o seu programa
Cumprido com vigor.
Então os salvos de Jesus
Não se envergonharão da cruz,
Difundirão da Bíblia a luz
Por toda a Pátria!
J.G.R. - E.E.
75 - PRECIOSAS SÃO AS HORAS
Preciosas são as horas
Na presença de Jesus!
Comunhão deliciosa da minha alma com a luz!
Os cuidados deste mundo
Nunca podem me abalar,
Pois é ele o meu abrigo,
Quando o tenlador chegar, (bis)

Ao sentir-me rodeado
De cuidados terreais,
Irritado, abatido,
Ou em dúvidas fatais,
A Jesus eu me dirijo
Nestes tempos de aflição,
As palavras que Ele fala
Trazem-me consolação, (bis)

Se confesso meus pecados,


Toda a minha imperfeição,
Ele escuta com paciência
Esta triste confissão;
Com ternura repreende;
Meu pecado e todo mal.
Ele é sempre o meu amigo
O melhor e mais leal. (bis)

Se quereis saber quão doce


E a secreta comunhão,
Podereis mui bem prová-la,
E tereis compensação;
Procurai estar sozinhos
Em conversa com Jesus...
Provareis na vossa vida
O Espírito da cruz! (bis)
S.L.G. G.C.S.

76 - VEM, VISITA
Vem, visita a tua Igreja, ó bendito Salvador!
Sem tua graça, ela murcha ficará, e sem vigor.
Vivifica, santifica, nossas almas, ó Senhor, (bis)
H.M.W. - T.J.W.

77 - VIGIAI E SEMPRE ORAI, Ó CRENTES


Vigiai e sempre orai, ó crentes.
Breve Cristo voltará;
Para o céu, ao seu descanso eterno,
Os remidos levará.
Vigiar é ordem santa,
Vigiar em oração;
Breve Cristo voltará,
Para os céus nos levará.

Vigiai guardando sempre limpos


Do pecado os corações;
Confiando no divino Mestre,
Vencereis as tentações.

Vigiando sempre e trabalhando,


Neste mundo vil lutai;
Aguardando a voz de Jesus Cristo,
“No meu doce lar entrai”.
F.C.K.S. - W.J.K.

78 - A DEUS PAI DEMOS GLÓRIA


A Deus Pai demos glória com grande amor
Seu filho bendito a nós todos deu;
E graça concede ao mais vil pecador
Abrindo-lhe a porta d’entrada no céu.

Exultai! Exultai! Vinde todos louvar


A Jesus Salvador,
A Jesus redentor!
A Deus Pai demos glória, porquanto do céu
Seu Filho bendito a nós todos deu.

Oh! graça real! Assim foi que Jesus,


Morrendo, seu sangue por nós derramou;
Herança nos céus, com os santos em luz,
Comprou-nos Jesus, pois o preço pagou.

A crer vos convida tal rasgo d’amor


Nos merecimentos do Filho de Deus;
E quem se entrega ao seu Salvador,
Vai vê-lo sentado na glória dos céus.
F.C.-W.H.D.

79 - ADORAI O REI DO UNIVERSO


Adorai o Rei do Universo!
Terra e céus, cantai o seu louvor!
Todo ser no grande mar submerso,
Louve ao Dominador!

Todos juntos o louvemos!


Grmule Salvador e Redentor!
Todos o louvemos!
Régio dominador!

Adorai-o, anjos poderosos,


Vós que sua glória contemplais!
Vós, remidos, já vitoriosos;
Graças, rendei-lhe mais!

Sol e lua, coros estelares


Sua majestade anunciai,
Hostes grandes, centos de milhares,
O seu poder mostrai!

Ventos! Chuvas! Raios! Trovoadas!


Revelai o forte Criador!
Vós dizeis, ó serras elevadas,
Quão grande é meu Senhor!

Altos cedros! Grama verdejante!


Esta sinfonia aumentai;
Aves, vermes, todo o ser gigante;
Gratos a Deus louvai!

Homens! Jovens! Velhos e meninos!


Adorai ao vosso Redentor!
Reis e sábios, grandes, pequeninos,
Dai-lhe veraz louvor!
R.C.W.

80 - ALTAMENTE OS CÉUS PROCLAMAM


Altamente os céus proclamam
Seu augusto criador;
Anuncia o firmamento
Tua obras, ó Senhor!
Incessantes, noite e dia.
Dão sinais do teu poder,
Sem palavras proclamando
Deus excelso no saber.

Majestoso o Sol caminha


Pelos céus com resplendor;
E, exultando no seu curso.
Enche o mundo de calor.
Todo o vasto universo
Canta em coro teu louvor;
Mas a nós, quão doce ensino
Vem da boca do Senhor!

Tua lei, quão preciosa!


Teu preceito, quão fiel!
Rico, mais que lúcido ouro,
Doce, mais que puro mel.
O teu santo testemunho
Brilha mais que a clara luz;
Esclarece aos ignorantes,
Guia as almas a Jesus.

Grande e linda recompensa


Gozará quem te servir;
Eu, porém, dos teus caminhos
Ando prestes a sair.
Quem conhece os seus delitos?
Quem os pode combater?
Os pecados escondidos
Nunca poderei vencer.

Livra-me do triste império


Do maligno Satanás;
O teu servo purifica,
Enche-o da divina paz.
Nesta graça meditando,
Cantarei, bom Redentor;
E será, na minha boca,
Agradável teu louvor.
J.N. - F.J.H.

81 - AMOR, QUE POR AMOR DESCESTE!


Amor, que por amor desceste!
Amor, que por amor morreste!
Ah! quanta dor não padeceste,
Minha alma para resgatar
E meu amor ganhar!.

Amor, que com amor seguias


A mim, que sem amor tu vias!
Oli! quanto amor por mim sentias,
Meu Salvador, meu bom Jesus,
Sofrendo sobre a cruz!

Amor, que tudo me perdoas!


Amor, que até mesmo abençoas
Um réu de quem tu te afeiçoas!
Por ti vencido, ó Salvador,
E eis-me aos teus pés, Senhor!

Amor que nunca, nunca mudas,


Que nos teus braços me seguras.
Cercando-me de mil venturas!
Aceita agora, Salvador,
O meu humilde amor!
H.M.W.

82 - AO DEUS DE ABRAÃO LOUVAI


Ao Deus de Abraão louvai, do vasto céu Senhor,
Eterno e poderoso Pai, e Deus de amor.
Augusto Jeová, que terra e céu criou!
Minh’alma o nome abençoará do grande “Eu-Sou”.

Ao Deus de Abraão louvai! Eis, por mandado seu,


Minh’alma deixa a terra e vai gozar no céu.
O mundo desprezei, seu lucro e seu louvor,
E Deus por meu quinhão tomei, e protetor.

Meu guia Deus será; seu infinito amor


Feliz em tudo me fará por onde eu for.
Tomou-me pela mão, em trevas deu-me luz,
E dá-me eterna salvação por meu Jesus.

Meu Deus por si jurou, nele mesmo confiei,


É para o céu que preparou eu subirei.
Sua face eu hei de ver, fiado em seu amor,
E para sempre engrandecer meu redentor.
D.J. - R.H.M.- M.L.

83 - AS GRUTAS, AS ROCHAS
As grutas, as rochas imensas,
Das serras o grande fragor,
Proclamam bem alto, constantes,
Um hino ao teu nome, Senhor.

Nos céus e no mar e na terra


Nos bosques, nos prados em flor;
No fragoso alcantil, nas escarpas da serra
Um hino ressoa ao Senhor.

Do céu as estrelas brilhantes


A Deus estão sempre a cantar.
Favônios que passam de manso,
São hinos no seu soluçar.

As rolas balseiras na mata


Por entre as ramagens em flor
Contentes pipilam à tarde,
Cantando em celeste candor.

E tu, que no mundo vagueias


Nao cantas? Que hinos são teus?
Não achas momentos na vida,
Em que glorifiques a Deus?
M.G.S.

84 - CANTAI A CRISTO, O SALVADOR


Cantai a Cristo, Salvador,
Que tanto nos amou;
E para nossa salvação,
Seu sangue derramou.

Salvação! Salvação!
Que dimana do Filho de Deus!
Aleluia a Jesus, nosso Deus!

Mirai o amor que é perenal,


O amor do grande Deus;
Tão vasto, puro, tão veraz,
Perdoa os erros meus.

Louvor a Cristo, Redentor,


Devemos entoar,
E dar a todos conhecer
Que Cristo os quer salvar.

85 - CANTAI E FOLGAI
Cantai e folgai!
O Messias chegou!
Dissiparam-se as trevas, a aurora raiou!

Dai louvores! Celebrai-o!


Foi morto na cruz!
Dai louvores! Publicai-o!
‘Stá vivo Jesus!

Cantai e folgai!
Pelos ímpios sofreu!
Satisfez a justiça, seu sangue verteu!

Cantai e folgai!
Temos livre perdão!
Jesus nos oferta real salvação!

Cantai e folgai
Nosso Salvador, Deus,
Advoga por nós nas alturas dos céus!

Cantai e folgai!
O Senhor voltará!
O Rei glorioso nas nuvens virá!
H.B.

86 - CELESTE, ESTRANHO CORO


Celeste, estranho coro,
Jamais ouvido aqui,
Com seu poder excelso,
Agora, alegre, ouvi.
E o canto dos arcanjos,
Louvando o Salvador,
Dizendo que na terra
Foi salvo um pecador.

Sublime e doce canto da nossa


Pátria além Só ouve o que, contrito,
A Deus por Cristo vem.

Tão lenta e branda soa,


Ao peito dando paz,
A voz de Deus, aquela
Que as ânsias vãs desfaz!
Escuta, irmão, escuta,
O doce canto seu,
Que vibra pelo espaço,
E ecoa lá no céu.

Da vaga o som bravio,


Da brisa o ciciar,
Da mata o passaredo,
Cantando ao despertar.
A mãe em doce canto
Ao pé do filho seu,
Não tem aquele encanto
Da linda voz do céu.

Ao meu ouvido chega


O canto sem igual,
Tão belo em sonho ouvira
Jamais qualquer mortal.
Meu canto extasiado,
Espera, sem cessar,
Unir-se à voz dos anjos
Ali no eterno lar.
F.E.R - A. B.

87 - DEUS DOS ANTIGOS

Deus dos antigos cuja forte mão


Rege e sustém os astros na amplidão
Do cintilante céu inspirador,
Com gratidão cantamos teu louvor.

Já no passado foste nossa luz;


I loje és farol que a vida nos conduz;
Sê nosso esteio, guia e proteção;
Tua Palavra, lei e direção.

Da guerra, e morte, ou crime assolador


Seja o teu braço nosso defensor;
Nos corações implanta a fé audaz
Para fruirmos teu amor na paz.

Teu povo, ó Deus, restaura em seu labor;


Transforma a noite em dia de esplendor
As nossas vidas vem fortalecer
Para teu nome sempre engrandecer.
D.C.R. J.W.F.
-

88 - LOUVAMOS-TE, Ó DEUS
Louvamos-te, ó Deus,
Pelo dom de Jesus,
Que por nós pecadores,
Morreu lá na cruz.

Aleluia! Toda glória te rendemos sem fim.


Aleluia! Tua graça imploramos, amém.

Louvamos-te, ó Deus,
Pelo Espírito de luz,
Que as trevas dissipa,
E a Cristo conduz.

Louvamos-te, Senhor,
O Cordeiro de Deus;
Foste morto, mas vives
Eterno nos céus.

Vem encher-nos, ó Deus,


De Celeste ardor
E fazer-nos sentir
Tão imenso amor!
H.B.

89 - Ó FILHOS DE SIÃO
O filhos de Sião,
Honrai o Rei dos reis;
Louvores altos lhe cantai,
Louvores altos lhe cantai,
Guardai as santas leis. (bis)

Sião - é a nossa santa e gloriosa cidade,


Também perene morada dos crentes
Em nosso Jesus.

Os que do mundo são


A Deus não dão louvor;
Mas filhos do celeste Rei,
Mas filhos do celeste Rei,
Louvai ao Salvador, (bis)

Dos montes de Sião,


I Vo vêm delícias tais,
Que de prazer nos enchem mais,
Que de prazer nos enchem mais,
Que gozos terreais, (bis)

O venham-no louvar
Os que seus filhos são,
E se ergam já a demandar,
E se ergam já a demandar
As plagas de Sião! (bis)
L.W. - W.E.E. - M.Z.

90 - MÃOS, SANTAS MÃOS


Mãos, santas mãos, de meu Senhor,
Mãos que suportavam por mim tanta dor
Mãos que, na cruz, para me dar salvação
Pregadas foram de humilhação.

Oh! mãos, mãos de Jesus,


Que cravadas foram na cruz,
Essas mãos oferecem amor,
Para salvar o mais vil pecador.

Mãos que abençoam as multidões,


Mãos que apontam a salvação
Mãos que ainda jorram o sangue da cruz,
Mãos que nos acolhem para a sua luz.

Mãos que libertam o pecador


Tornando toda tristeza e dor,
Mãos que afugentam o tentador
Para não atingir os fiéis do Senhor.

Se hoje queres a salvação


Segura firme nestas mãos,
E pela fé andarás na luz.
O vem. meu amigo, andar com Jesus.
S.P.K. - H.S.

91 OH! COMO É TÃO SINGULAR JESUS


Oh! como é tão singular Jesus,
Esbelto e mui gentil!
No rosto traz uma rara luz,
Fanal no mundo vil!

Da sua glória celestial


Veio Jesus aqui;
A sua graça divinal
Fê-lo ao mundo vir!

A sua vida gastou aqui


Perdidos pra salvar;
Na cruz sangrenta se deu a si,
A fim de os resgatar.
O povo com apatia viu
A prova desse amor;
sua graça jamais mediu
Um mundo pecador.

No céu agora Jesus está,


Mas breve há de voltar,
Li à glória os salvos transportará,
Onde hão de descansar.
H.B. -W.E.E. - I.P.

92 – OH! REI SUBLIME EM MAJESTADE


Oh! rei sublime em majestade e glória,
Sobre as milícias do celeste além!
Ouve o louvor, os hinos de vitórias,
Dos que de ti recebem todo bem.

Vinde, ó remidos, filhos de Deus!


Vozes de gozo fazei subir aos céus!

Nos altos céus, augustos anjos soam


Os feitos do teu soberano amor;
Vozes de arcanjos com fervor entoam
Al los louvores ao Deus Redentor.

Santo és, oh Deus! reinando eternamente


Justo nos teus caminhos sem igual.
Teu trono, a luz; pureza esplandecente,
Tua coroa, e veste divinal.

Deus do Sinai! Poder ilimitado


Vibra na voz do excelso Criador!
Outro não há que deva ser cantado
Por todo o ser com raptos de louvor.

Vasta a bondade, ilustre, sem medida,


De quem amou aos homens, vis, mortais,
Ao transgressor doando a eterna vida,
Graça real e bênçãos divinais.

Ó grande Deus! No pó eis-nos prostrados,


Ante o fulgor da sempiterna luz,
Junto a teus pés, rebeldes resgatados,
Servos inúteis, salvos por Jesus! Amém.
H.S.

92 – SANTO! SANTO! SANTO!


Santo! Santo! Santo! Deus onipotente!
Cedo de manhã cantaremos teu louvor;
Santo! Santo! Santo! Jeová triúno!
Es um só Deus, excelso, criador!

Santo! Santo! Santo! Todos os remidos!


Juntos com os anjos, proclamam teu louvor:
Antes de formar-se o firmamento e a terra,
Eras, e sempre és, e hás de ser, Senhor!

Santo! Santo! Santo! Nós os pecadores


Não podemos ver tua glória sem temor;
Tu somente és Santo; não há nenhum outro
Puro e perfeito, excelso benfeitor.

Santo! Santo! Santo! Deus Onipotente!


Tuas obras louvam teu nome com fervor;
Santo! Santo! Santo! justo e compassivo!
És um só Deus, supremo criador!
R.H. -J.B.D.

92 - SAUDAI O NOME DE JESUS


Saudai o nome de Jesus!
Arcanjos, vos prostrai; (bis)
Ao Filho do eterno Deus
Com glória coroai!

O escolhida geração
Do bom, eterno Pai, (bis)
Ao grande autor da salvação,
Com glória coroai!

O perdoados, cujo amor


Bem triunfante vai, (bis)
Ao Deus varão, conquistador,
Com glória coroai!

O raças, tribos e nações,


Ao Rei divino honrai! (bis)
A quem quebrou vossos grilhões,
Com glória coroai!
E.P. - J.E.

95 - SEJA LOUVADO O DEUS SUPREMO


Seja louvado o Deus Supremo,
Deus adorado em Israel,
Que só, potente, prodígios obra,
Só é clemente, só é fiel.

Seja louvado o Deus Supremo,


Deus adorado em Israel.
Louvor perene Ele merece;
Cantai não cesse o seu louvor.
De todos seja sempre exaltado,
Seja louvado com terno amor.
A.P.S.

96 - SENHOR, MEU DEUS


Senhor, meu Deus, quando eu maravilhado,
Paro a pensar no teu grandioso ser,
Vejo a tormenta, o céu estrelado,
A proclamar ao mundo o teu poder.

Então minh’alma canta a ti, Senhor;


Grandioso és tu, grandioso és tu!
Então minh’alma canta a ti, Senhor;
Grandioso és tu, grandioso és tu!

E quando penso em como Deus me ama,


Que, em meu lugar, Jesus na cruz morreu,
A gratidão meu coração proclama,
Pois foi por mim que Ele padeceu.

E quando, enfim, eu for ao céu subindo,


Comtemplarei a glória do Senhor;
Adorarei, com meu amor infindo,
A quem mostrou por mim tão grande amor.
C.B.

97 - TRIBUTAR Ó VÓS; REMIDOS


Tributai, ó vós, remidos,
Gratos hinos a Jesus;
Tendes uma herança boa,
Abrigada em santa luz!
Pois cantai com alegria,
Que descanso encontrareis;
E, no derradeiro dia,
A Jesus encontrareis.

Nesta vida achais tristezas,


Morte, dor, separação;
Achareis no céu riquezas
Que jamais se acabarão.
Na cidade mui gloriosa
Reina Cristo com fulgor;
Não há pranto, nem pecado,
Na presença do Senhor.

Para as bodas do Cordeiro,


O remidos, entrareis;
E, de novo, no seu reino,
Vós do cálix bebereis.
Exultai, sim, alegrai-vos,
Que vereis o bom Jesus!
Louvareis eternamente
Ao Cordeiro em santa luz!
J.B. - J.C.S.

98 - TUAS ORRAS TE COROAM


Tuas obras te coroam
Como um halo de esplendor:
Astros, anjos, céus, entoam
Hino eterno, n li, Senhor!

Campos, matas, vales, montes,


Verde outeiro e verde mar,
Aves e sonoras fontes
Formam coro singular.

Nós, mortais, por ti remidos,


Deus da glória, Deus de amor.
Corações aos céus erguidos,
Celebramos teu louvor.
Revelaste amor profundo,
Insondável, sem igual,
Enviando Cristo ao mundo,
A vencer por nós o mal.

Fonte és de alegria e vida,


Es do bem o inspirador:
Tua graça nos convida
A viver em mútuo amor.
Quais alegres peregrinos,
Sempre em marcha triunfal,
Cantaremos gratos hinos,
Na jornada, até o final.
HMD. - I.N.S. - N.S. - LM.B

99 - UM HINO SEI
Um hino sei, o qual me apraz cantar,
Desde que eu achei perdão,
De meu Jesus e Salvador sem par,
Desde que eu achei perdão.

Desde que eu achei perdão,


Desde que eu achei perdão,
A Jesus eu louvarei,
Desde que alcancei perdão,
Hei de honrar o grande amor do Rei.

O meu Jesus satisfação me traz,


Desde que eu achei perdão;
O seu querer cumprindo eu tenho paz,
Desde que eu achei perdão.

Eu tenho já no céu um lindo lar,


Desde que eu achei perdão;
Com meu Jesus ali irei morar,
Desde que eu achei perdão.

100 - VEM, TU, OH REI DOS REIS


Vem, tu, ó Rei dos reis,
Guiar os teus fiéis
Em teu louvor.
Grande e glorioso ser;
Pai, santo no querer,
Vem tua grei reger,
Deus de amor.

Vem tu, Jesus Senhor,


E atende com amor
Nossa oração.
Teu povo a governar,
E todo o mal sanar,
Em tudo nos guiar Na salvação.

Vem tu, Consolador,


Inspira e dá vigor
As orações.
Espírito de paz,
Que todo o mal desfaz,
E plena graça traz
Aos corações!

Ao trino e excelso Deus,


Louvem os anjos seus,
E nós também.
Ao grande Deus, Senhor,
Pai, Filho e inspirador,
Louvamos com fervor
Pra sempre. Amém
F.C

101 - VÓS; CRIATURAS DE DEUS PAI


Vós, criaturas de Deus Pai,
Todos erguei a voz, cantai:
Aleluia! Aleluia!
Tu, sol dourado a refulgir,
Tu, lua em prata a reluzir,
Oh! louvai-o! Oh! louvai-o!
Aleluia! Aleluia! Aleluia!
Tu, brisa amena a bafejar,
Vós, nuvens que pairais pelo ar,
Oh! louvai-o! Oh! louvai-o!
Tu, linda aurora em teu albor
Tu, suave ocaso multicor,
Oh! louvai-o! Oh! louvai-o!
Aleluia! Aleluia! Aleluia!

Vós, homens sábios e de bem,


A todos proclamai também:
Aleluia! Aleluia!
Ao Filho glória, glória ao Pai,
E a Deus Espírito honra dai.
Oh! louvai-o! Oh! louvai-o!
Aleluia! Aleluia! Aleluia!
W.H.C. - F.A.

102 - BENDITO JESUS! DIVINO PASTOR!


Bendito Jesus! Divino pastor!
Vem manifestar teu rico favor:
A tua presença pedimos aqui:
Rebanho pequeno, chegamos a ti.

Aqui, nesta casa, atende dos céus,


Oh! sê tu presente, altíssimo Deus!
As súplicas ouve, aceita o louvor
Que nós te rendemos, excelso Senhor.

Reunidos aqui, só temos por lei


A tua Palavra, a regra da fé;
O Espírito manda e o nosso saber
Das santas doutrinas, oh! faze crescer.

Vem, Mestre celeste! Oh! vem ensinar


Alma a sentir, e a língua a falar
Com muita ternura, com grande fervor,
O bom Evangelho, mensagem de amor.

As trevas dissipa, espalha essa luz,


As almas inclina a crer em Jesus!
Oh! faze ciente ao mais vil pecador
Que há vida de graça num só Salvador.

Corrige e desperta, aumenta o vigor


Dá forças à fé, dá zelo ao amor.
Oh! faze-nos puros e santos aqui,
Humildes, alegres, sujeitos a ti.
IV.K. - S.P.K.
103 - CREIO EU NA BÍBLIA
Creio eu na Bíblia, o livro do Senhor
Pois, de Jesus Cristo, mostra o doce amor;
Todos os meus pecados apagados estão,
Paz e gozo tenho em meu coração.

Creio eu na Bíblia, livro de meu Deus;


Para mim a Bíblia é o maná dos céus
Mostra-me o caminho para o lar celestial.
Acho eu, na Bíblia, graça divinal.

Creio eu na Bíblia, ensina-me a cantar


Cantos de vitória e de amor sem par;
Lindas melodias, eu cantando vou,
Porque redimido pelo sangue estou!

Só a santa Bíblia a santidade dá,


Este dom de Cristo, prometido já.
Todos os que buscam plena salvação,
Estas bênçãos só em Cristo acharão.
P.L.M. - E.S.U.

104 - ENQUANTO, Ó SALVADOR, TEU LIVRO


Enquanto, ó Salvador, teu livro eu ler,
Meus olhos vem abrir, te quero ver;
Da mera letra além, a ti, Senhor,
Eu buscarei, Jesus, meu Redentor.

A beira mar, Jesus, partiste o pão,


Satisfazendo ali a multidão;
Da vida o Pão és tu; vem, pois, assim
Satisfazer, Senhor, a mim!
M.A.L. - W.F.S.

105 - FONTE DA CELESTE VIDA


Fonte da celeste vida,
Vem, descobre o teu poder!
Vivifica os sem alento,
Faze os mortos renascer;
Vida eterna, vida eterna,
Vem a todos conceder, (bis)

Abre-nos teu santo livro,


Resplandece, ó luz dos céus!
Afugenta todo o engano,
E dos erros livra os teus;
Alumia, alumia,
Nossas almas, grande Deus. (bis)
Na leitura desta Bíblia,
Dá-nos gozo no Senhor;
Tendo pelo teu ensino
Comunhão em santo amor,
Exultemos, exultemos,
Entoemos teu louvor, (bis)

Pelo estudo da Palavra,


Aprendamos de Jesus;
Oh! concede os belos frutos Que tua instrução produz!
E colhamos, e colhamos,
Alegria, vida e luz. (bis)

106 - MINHA BÍBLIA


Minha Bíblia - livro santo - é luz incomparável,
Que do mal as trevas sempre vence, com valor,
Pois brilhando em meu caminho torna-o aceitável
Ao meu Deus eterno, meu Deus de amor.

Alegre, reverente, minha Bíblia hei de ler,


Seguindo seus ensinos que bênção posso ser!
livro amado, glorioso, és caminho eficaz
Que me concede perdão e paz.

Quantos tristes, sem alento, jazem combalidos,


Pois a treva do pecado é noite vil, sem luz!
Por que não levar a Bíblia a esses oprimidos,
Se por eles Cristo morreu na Cruz?
Dando à Pátria brasileira esse livro eterno,
Em progresso, mui feliz, veremos o Brasil,
Pois o livro da verdade, grande bem, superno Há de conceder-lhe vitórias mil.
I.E.A. - C.A.M.

107 - REPETI-MAS INDA OUTRA VEZ


Repeti-mas inda outra vez
Essas palavras de vida!
Acho nelas consolo e paz,
Belas palavras de vida!
Ias vêm de cima,
Dão sustento e guia.
Que belas são! Que belas são! (bis)
Essas palavras de vida!

Jesus Cristo a todos dá Belas palavras de vida.


Dá-lhe ouvidos, ó pecador!
Belas palavras de vida!
Por amor te salva,
Ele ao céu te chama.
Que belas são! Que belas são! (bis)
Essas palavras de vida!
Jesus, único Salvador;
Belas palavras de vida!
Jesus, terno consolador;
Belas palavras de vida!
Ele é luz e vida,
Paz, conforto e guia.
Que belas são! Que belas são! (bis)
Essas palavras de vida!
F.P.

108 SÃO AS SANTAS ESCRITURAS


São as Santas Escrituras
Que nos contam de Jesus,
O qual vindo das alturas
Fez brilhar nas trevas luz!
P’ra nos dar eterna vida,
Té a morte se humilhou;
Tendo já vencido a lida,
Deus, o Pai, o exaltou.

Nunca mais vai ser ouvido


Outro conto de amor,
Que converta um perdido,
E rebelde pecador,
Como o santo Evangelho,
Que nos fala de perdão,
E transforma o homem velho
Numa nova criação.

Sobre a cruz foi derramado O seu sangue remidor;


Duma lança traspassado Foi o lado do Senhor;
Suas mãos e pés pregaram Com uns cravos, sobre a cruz;
Tudo isso me contaram
Da bondade de Jesus.

Quero continuar ouvindo A história do Senhor;


Salvação estou fruindo Deste conto de amor!
Do juízo fui liberto,
Da condenação, da dor,
Pela Bíblia estou bem certo,
Que Jesus é o Salvador.
P.L.M. -J.L.H.

109 - NASCESTE DE NOVO?


Nasceste de novo? Andas já com Deus?
Pertences ao povo que vai para os céus?
Tens a lei escrita no teu coração?
Em ti já habita plena salvação?

Se o caminho é estreito, a porta é também,


Tudo está feito, não demores, vem!
No portal da vida, Cristo acharás,
Ao findar a lida lá no céu tu estarás.

Já desceste às águas, passaste o Jordão?


Tens ainda mágoas no teu coração?
Foste batizado como foi Jesus?
Segues a seu lado para o céu de luz?

O poder vindouro recebeste já?


Tens o teu tesouro escondido lá?
Vida de vitória vives já com Deus?
Marchas para glória? Andas para os céus?

Ao ouvir o brado: “Eis que Cristo vem”


Tens te preparado p’ra dizer amém?
Alvo é teu vestido, clara é tua luz?
Canta c’os remidos Vem, Senhor Jesus!
EM. - E.C. - A.T.

110 - OH! DIA ALEGRE/


Oh! dia alegre! Eu abracei
Jesus, e nele a salvação!
O gozo deste coração
lui mais e mais publicarei.

Dia feliz! Dia feliz!


Quando em Jesus me satisfiz!
Jesus me ensina a vigiar!
E, confiado nele, a orar.
Dia feliz! Dia feliz!
Quando em Jesus me satisfiz.

Completa a grande transação,


Jesus é meu, eu do Senhor!
Chamou-me a voz do seu amor;
Cedi à imensa atração.

Descansa, ó alma! O Salvador


E teu sustento, o pão dos céus;
E quem possui o eterno Deus,
Resiste a todo o tentador.

Meu sacro voto, excelso Deus,


De dia em dia afirmarei,
E além da morte exultarei,
Teu filho e súdito dos céus.
K.

111 - OH/ QUE BELOS HINOS


Oh! que belos hinos hoje lá no céu!
Já do mundo o filho mau voltou!
Vede no caminho o Pai a abraçar
Esse filho que Ele tanto amou,

Glória! Glória! Os anjos cantam lá!


Glória! Glória! As harpas tocam já.
E o santo coro, dando glória a Deus,
Por mais um remido entrar nos céus.

Oh! que belos hinos hoje lá no céu!


E que já se reconciliou
A rebelde alma, que rendida a Deus,
Renascida, para lá voltou!

O arrependido hoje festejai,


Como os anjos fazem com fervor;
Ide vós, alegres, e anunciai
Que se resgatou um pecador.
W.O.C.-G.F.R.

112 - TUA GRAÇA; Ó GRAÇA DE DEUS


Tua graça, ó Deus amado,
Vem agora conceder,
Aos que vão ser batizados,
Dá lhes o Espírito e poder.

Com o teu Espírito Santo,


Essas almas vem selar;
Dá-lhes vida e novo canto
Pra tua glória conquistar.

A fim de pra ti viverem,


Mortos para o mundo estão;
Para o Espírito receberem,
Dá-lhes puro coração.

Com Espírito por Deus dado,


Vem, ó vem já batizar
Os que hoje seus pecados,
Vêm, nas águas, sepultar.

Já contigo ressurgidos,
O teu nome louvarão;
Em Jerusalém, vestidos;
Sim, de branco, reinarão!
A.T.G. - G.C.S.

113 - BENDITO SEJA O CORDEIRO


Bendito seja o Cordeiro,
Que na cruz por nós padeceu
Bendito seja o seu sangue,
Que por nós, ali, Ele verteu!
Eis nesse sangue lavados,
Com roupas que tão alvas são,
Os pecadores remidos,
Que perante seu Deus já estão!

Alvo mais que a neve! (bis)


Sim, nesse sangue lavado,
Mais alvo que a neve serei!

Quão espinhosa a coroa,


Que Jesus por nós suportou!
Oh, quão profundas as chagas,
Que nos provam quanto Ele amou!
Eis, nessas chagas pureza
Para o maior pecador!
Pois que, mais alvos que a neve,
O teu sangue nos torna, Senhor!

Se nós a ti confessarmos,
E seguirmos na tua luz,
Tu não somente perdoas,
Purificas também, ó Jesus!
Sim, e de todo o pecado!
(Que maravilha de amor)!
Pois que, mais alvos que a neve,
O teu sangue nos torna, Senhor.
E.R.L. - H.S.P.

114 - CRISTO JÁ NOS PREPAROU


Cristo já nos preparou
Um manjar que nos comprou,
E agora, nos convida a cear;
E com celestial maná,
Que de graça Deus te dá,
Vem, faminto, tua alma saciar.

“Vem cear”,
O Mestre chama: “Vem cear”,
Mesmo hoje tu te podes saciar;
Poucos pães multiplicou,
Água em vinho transformou,
Vem, faminto, a Jesus, vem cear.

Eis discípulos a voltar


Sem os peixes apanhar
Mas Jesus os manda outra vez partir;
Ao voltar à praia, então,
Vêem no fogo peixe e pão,
E Jesus, que os convida à ceia vir.

Quem sedento se achar,


Venha a Cristo sem tardar,
Pois um vinho sem mistura Ele dá;
E também da vida o pão
Que nos traz consolação;
Eis que tudo preparado já está.

Breve Cristo vai descer


E a noiva receber
Seu lugar ao lado do Senhor Jesus;
Quem a fome suportou
E a sede já passou,
Lá no céu irá cear, em santa luz.

115 - DISPOSTA A MESA


Disposta a mesa, ó Salvador,
Vem presidir aqui!
Ministra o vinho, parte o pão,
Tipos, Jesus, de ti.

Na santa ceia do Senhor


Tenhamos comunhão
Contigo, excelso benfeitor,
Com todo o vero irmão.

Desperta, anima, enleva os teus,


Fazendo-os discernir
Que Deus, o Rei, presente está,
Seu povo a dirigir.

Sossega a todo o coração,


Enche-o de teu louvor;
Confirma a fé, promove a paz.
Aumenta o grato amor.

Juntos lembramo-nos da cruz;


Por nós, sofreste ali!
Salvos a preço tão real,
Vivamos para ti!

Lembramo-nos que voltarás


Em majestade e luz;
Juiz supremo! Augusto Rei!
Oh! vem, Senhor Jesus!
S.P.K. W.H.H.

116 – NÃO NAS MÃOS, MAS EM MINH’ALMA


Não nas mãos, mas em minh’alma,
Tomo o corpo de Jesus,
E em figura bebo o sangue
Derramado sobre a cruz.
Do meu Salvador ausente
Comemoro o grande amor,
Anunciando a sua morte
Por um mundo pecador.

Em espírito presente,
Eu te adoro aqui, meu Deus,
Em bondade revelado
Aos que pela fé são teus.

Vem, Jesus, Senhor bondoso


Meu espírito instruir,
Para que, nos dois emblemas,
Eu te possa discernir.

E permite que hoje tenha,


Entre a luz da salvação,
Com os meus irmãos, contigo,
Verdadeira comunhão.
R.H.M.

117 - O GRANDE AMOR DO BOM JESUS


O grande amor do bom Jesus,
Por nós sofrendo sobre a cruz,
Da morte para nos salvar,
Quem poderá contar?

Quem pode o Seu amor contar?


Quem pode o Seu amor contar?
O grande amor de meu Jesus
Quem poderá contar?

O cálice que Jesus bebeu,


A maldição que padeceu,
Por nós, e para nos salvar,
Quem poderá contar?

A zombaria tão cruel,


A cruz sangrenta, o amargo fel,
Sofrendo a fim de nos salvar,
Quem poderá contar?

Incomparável Salvador!
Quão inefável teu amor!
Os seus arcanos, fundo mar,
Quem poderá contar?
J.E.H.

118 –OH! PRECIOSO SANGUE


Oh! que precioso sangue,
Meu Senhor verteu,
Quando, para resgatar-nos, padeceu!

Oh! que precioso sangue,


Sangue de Jesus,
Que por nós foi derramado sobre a cruz!

Oh! que precioso sangue,


Sangue remidor.
Sim, com este nos remiste, Redentor!

Oh! que precioso sangue,


Sangue expiador.
Eis o que da pena livra o malfeitor!

Oh! que precioso sangue,


Purificador,
Que de toda mancha lava o pecador!

Oh! que precioso sangue,


Fala-nos de paz.
Tudo quanto a lei exige, satisfaz!

Oh! que precioso sangue,


Por ele entrarei,
Sem receio, na presença do meu Rei!

Oh! que precioso sangue


Do bom Salvador.
Hoje a todos manifesta o seu amor!
H.M.W. - B.W.B.

119 - Ó JESUS, Ó VERA PÁSCOA


O Jesus, ó vera Páscoa,
Suspirada dos antigos!
O Cordeiro, eterno e meigo,
Digna-te assistir aqui!

Bom Jesus, ó Pão divino!


Pela fé te apropriamos;
Es nas almas o alimento,
Que sustenta o nosso amor.

Bom Jesus, ó Vinho puro,


Fonte de perene gozo!
Faze que nossa alma viva
Para ti, de ti, em ti...
T.C.
120 - PENDURADO FOSTE, Ó SENHOR JESUS
Pendurado foste, ó Senhor Jesus,
Numa cruz, exposto ao desprezo, assim.
Cena que a pensar muita gente induz;
Sofreste tanto, creio, foi por mim!

Tu, Jesus, vieste me salvar.


Tu, Jesus, vieste me salvar.
Eu confio em ti,
Teu amor senti,
Sofreste tanto, creio, foi por mim!

Sangue tu verteste pra me salvar,


Deste tua vida, meu Redentor.
Certo estou, foi tudo em me resgatar;
Sofreste tanto, creio, meu Senhor!

Tua morte veio-me libertar;


Grande foi o peso de tal paixão.
Teu amor, oh! quem poderá sondar?!
Sofreste, creio, em tua compaixão!

Toda a maldição do pecado meu


Tu levaste, pois, sobre ti, Senhor.
Gozo paz, tornei-me um herdeiro teu,
Sofreste tudo, creio, pelo amor!
M.A.S.

121- ÀS ÁGUAS DO JORDÃO DESCEU


As águas do Jordão desceu,
Jesus, o Redentor,
Deus eterno que morreu
Por nós, em santo amor.

O exemplo seu devemos ter


Por norma a nos cingir;
O salvo pelo seu poder
Seus passos quer seguir.

Por nós morreu Jesus na cruz


E nos remiu do mal,
Abriu caminho que conduz,
A vida divinal.

Morremos ao pecado vil,


P’ra nunca mais voltar,
E tudo que nos seja hostil
Queremos desprezar!

A vida nova vamos ter,


Ao bem nos dedicar,
Em santidade e amor viver,
Do amor de Deus falar.
W.E.E. - A.H.

122 - A TERNA VOZ DO SALVADOR


A terna voz do Salvador
Te fala comovida;
“O, vem ao médico de amor,
Que dá aos mortos vida!”

Cristo Jesus te quer curar,


E tem poder pra te curar,
Dos males todos te livrar,
Se n’Ele confiares!

Crê tu, a quem já Satanás


Há anos tem ligado;
A fé te salva, vai-te em paz,
De todo o mal curado!

Os surdos ouvem, cegos vêem,


Pois Cristo é poderoso!
Os coxos saram e andam bem,
Por seu poder glorioso!

Sinais pra sempre seguirão


Aos verdadeiros crentes!
Demônios, sim, expulsarão,
E curarão as gentes.
J.H.S.

123 - CONTRA OS MALES DESTE MUNDO


Contra os males deste mundo,
Deus nos vale só;
Não há mal que Deus não cure,
Pois de nós tem dó.

Cristo cura, sim! Cristo cura, sim!


Seu amor por nós é imenso;
Ele cura, sim!

Derramou seu sangue puro


Pra remir a mim;
Quando ungido sou de azeite,
Sou curado enfim.

Derramou seu sangue puro Pra remir a mim;


Quando ungido sou de azeite,
Sou curado enfim.

Só noss’alma é bem segura,


Oculta em Jesus;
Ele, o bálsamo da vida,
Derramou na cruz.

Glória a Deus! Eterna glória,


Demos-lhe louvor;
Glória, cânticos e hosanas
Dai ao Redentor.
RH

124 - NA BÍBLIA ESTÁ ESCRITO,


Na Bíblia está escrito
No Novo Testamento,
Em Caná da Galiléia,
Jesus foi a um casamento.
Transformando água em vinho
Dando ao povo pra beber,
Mostrando sua graça,
Sua glória, seu poder! Por quê?

Cristo tem poder! Cristo tem poder!


Cristo tem poder! Aleluia! tem poder
Cristo tem poder! Cristo tem poder!
Jesus Cristo é poderoso,Jesus Cristo tem poder!

Na cidade de Naim,
Estava uma mulher chorando;
Seu filho ia pro túmulo
E o povo carregando.
Jesus parou o enterro
E o povo reprovou Jesus chamou o morto
E o morto levantou. Por quê?

Jesus curou um cego,


Entrando em Jericó.
Salvou a samaritana,
Lá no poço de Jacó.
No montedas Oliveiras
Multidões aconselhou;
Cinco pães e dois peixinhos
Cinco mil alimentou. Por quê?

Jesus fez maravilhas,


No deserto da Judeia.
Curou em Samaria
E também na Galiléia.
E em Cafarnaum,
Milagres também fez,
Curou lá no caminho
Dez leprosos duma vez. Por quê?

Jesus fez maravilhas,


Está fazendo e vai fazer.
Não faz na sua vida
E porque você não crê.
Ele salva o pecador,
Dá alegria, gozo e paz.
Cura toda enfermidade,
E expulsa Satanás. Por quê?
J.S. - M.A.

125 – TU, NA MALDIÇÃO DA CRUZ


Tu, na maldição da cruz,
Revaste o teu amor,
Em rogar, Senhor Jesus:
Pai, perdoa ao transgressor”.

Queres, queres, com vigor,


Muitas almas despertar;
Queres, queres, ó Senhor!
Transformar, remir, curar!
Oh! sim! Oh! sim! queres todos renovar.

O maligno tentador,
E o autor da maldição,
Do pecado, mal e dor,
Da doença e da aflição.

Tu levaste, ó bom Jesus,


O pecado, o mal e a dor,
E a doença sobre a cruz;
És o grande Salvador.

Deus é bom, quer sempre o bem,


Do oprimido pecador,
Mal nenhum, em si, Deus tem:
“Deus é luz”, “Deus é amor!”

126 - CAMPEÕES DA PELEJA SAGRADA


Campeões da peleja sagrada!
O clarim chama à luta os fiéis!
Vamos nós nesta arena bendita
Conquistar os viçosos lauréis!

Vamos já com Jesus, vamos com Jesus,


Arvorando o brilhante pendão!
Contra as trevas lutemos; avante, avante,
Firmes, crentes no bom capitão.

Sim! a luta do bem é suprema:


É preceito e conselho de Deus;
E por isso a vitória é segura,
Pois tem bênçãos e ajuda dos céus.
Se o labor desta causa altaneira
Tem espinhos, que podem ferir,
Compensado no céu é mil vezes,
Por nos dar o mais grato porvir.

E se o mundo atear os seus ódios


Contra nós, com mordente desdém,
Não importa! Jamais entibia
Os heróis da conquista do bem.
D.J.F. - C.H.G.

127 - CEIFEIROS SOMOS NÓS, FIÉIS


Ceifeiros somos nós, fiéis,
Segando para o Rei dos reis,
Os frutos prontos pra colher,
Que ao redor se estão a ver.
Assim, ao nosso Salvador
Rendemos preito de louvor
Ao nosso Mestre, lá no céu,
Que sobre a cruz por nós morreu.

Vamos já obedecer, vamos à colheita!


Para, quando anoitecer, ver a obra feita.
Pouco tempo ainda há,
Breve o prazo acabará,
Breve, breve, acabará

Nós respigamos por Jesus,


Que para os campos nos conduz. Se os obreiros poucos são,
Ociosos ficaremos? Não!
Ainda há campos pra ceifar,
Que muito fruto devem dar.
Não ouves Cristo perguntar:
“Quem quer por mim ir trabalhar?”

Horas de luz passaram já,


O dia breve acabará.
Conosco toma o teu lugar,
E por Jesus vem trabalhar!
Ocioso, por que esperas lá?
A noite logo chegará!
Tu queres fruto ao céu levar,
Ou folhas só apresentar?
A.W.

128 - NEM SEMPRE SERÁ


Nem sempre será para onde eu quiser
Que o Mestre me há de mandar.
E grande a seara a embranquecer
Em que venho a trabalhar.
Se, pois, há caminhos que nunca segui,
Uma voz a chamar-me eu ouvi,
Direi: "Meu Senhor, confiado em ti,
Estou pronto, onde queres, a ir”.

Estou pronto a fazer o que queres, Senhor,


Confiado no teu poder,
Estou pronto a dizer o que queres, Senhor;
Estou pronto o que queres a ser.

Há talvez palavras de amor e perdão


Que aos outros eu possa levar;
Talvez pela estrada do vício vão
Perdidos que eu deva ir buscar.
Senhor, se a tua presença real
Me acompanha para fortalecer,
A mensagem darei, como servo leal;
Estou pronto o que queres a dizer.

Um canto obscuro eu quero encontrar


Na seara do meu bom Senhor;
Enquanto for vivo eu vou trabalhar
Em prova do meu grande amor,
De ti meu sustento só dependerá,
Tu hás de me proteger;
A lua vontade a minha será;
Eslou pronto o que queres a ser.
M.B. - C.E.P. - C.C.II

129 - OBREIRO SANTO


Obreiro santo, Jesus te manda pregar
O Evangelho e muitas almas ganhar,
Vai levar para os famintos da terra,
Como soldado na guerra, vai para os campos lutar.

Jesus, Jesus me guia nesta jornada.


Quem tem Jesus tem tudo,
Quem não tem Jesus não tem nada. (bis)

Jesus disse: Estes sinais seguirão,


Em meu nome demônios expulsarão.
Vai então com coragem e graça, ó crente!
E vencerás a serpente, os enfermos curarão.

Nenhum mal te acontecerá, ó irmão!


Lá no campo serpentes tu pisarás,
Onde andares hei de te abençoar
Seja na terra, nos ares, mesmo nas ondas do mar.

Nunca digas: sou pobre não tenho nada


Teu empenho seja na Bíblia Sagrada,
Na jornada, queiras sempre andar na Luz.
Quem tem Jesus tem tudo,
Quem não tem Jesus não tem nada.
R.E.C. -J.P.N.

130 – OH! ONDE OS OBREIROS


Oh! Onde os obreiros pra trabalhar,
Nos campos tão vastos a laborar?
A obra exige esforço e valor!
Oh! quem quer lavrar com zelo e ardor?

Onde os obreiros? Oh! quem quer ir,


Nos campos do Mestre, as faltas suprir?
Oh! quem está pronto a se entregar?
E a ceifa bendita aproveitar?

O joio do mal tende a aumentar,


E o trigo do Mestre quer sufocar;
Ceifeiros, avante, nos campos entrai,
Enquanto é dia, ceifai... ceifai!

Eis portas abertas pra salvação.


Nações almejando a redenção;
Oh! onde os obreiros para anunciar
De Deus o perdão, dum amor sem par?
EEFÍ

131 - SOLDADOS SOMOS DE JESUS


Soldados somos de Jesus
E campeões do bem, da luz;
Nos exércitos de Deus,
Batalhamos pelos céus,
Cantando, vamos combater
O vil pecado e seu poder.
A batalha ganha está;
A vitória Deus nos dá.

Breve vamos terminar a batalha aqui,


E p’ra sempre descansar com Jesus ali;
Todos os que são fiéis ao bom Capitão,
Hão de receber lauréis como galardão.

Levai o escudo, sim, da fé,


Pois a peleja dura é,
Mas promessa temos nós.
De jamais lutarmos sós.
- As flechas do mal não temer,
Mas combater até vencer,
Olham os campeões pros céus,
A vitória vem de Deus.
Se alguém cansado se encontrar,
Sem forças para pelejar,
O Senhor quer te ajudar
A vitória alcançar;
O mal vencendo avançai,
E hinos a Jesus cantai,
E da salvação falai;
Almas ao Senhor levai.
E.K. - E.C. - E.Z.

132 - GRAÇAS DOU POR ESTA VIDA


Graças dou por esta vida,
Pelo bem que revelou.
Graças dou pelo futuro
E por tudo que passou.
Pelas bênçãos derramadas,
Pelo amor, pela aflição,
Pelas praças reveladas,
(nnças dou pelo perdão.

Graças pelo azul celeste


Li por nuvens que há também,
Pelas rosas do caminho
E os espinhos que elas têm.
Pela escuridão da noite,
Pela estrela que brilhou,
Pela prece respondida
E a esperança que falhou.

Pela cruz e o sofrimento


E pela ressurreição.
Pelo amor que é sem medida,
Pela paz no coração,
Pela lágrima vertida,
E o consolo que é sem par.
Pelo dom da eterna vida,
Sempre graças hei de dar!
J.A.H. - A.O.D.

133 - UM ANO MAIS DE VIDA


Um ano mais de vida
Guardou-vos o Senhor,
E deu vos fiel guarida
No seu divino amor.

De coração, dai graças


Ao vosso eterno Pai!
Pois mais um ano passa,
A Deus mil graças dai!
De noite e em claro dia,
No inverno e no verão,
Na dor e na alegria,
Gozastes proteção.

No coração que sente


As bênçãos do Senhor
Um canto alegre e ardente
Espalha o seu louvor.
O.K.- J.

134 - ALMAS GÊMEAS


Almas gêmeas que se enlaçam pelos elos da afeição
Té que a morte ao fim os venha separar.
Lado a lado um do outro pela vida seguirão
Para unidos os encantos desfrutar.

Chovam bênçãos sobre o venturoso par,


Que se encontra lado a lado neste altar.
Dá-lhes Deus a proteção, e uma sólida união.
Alicerces para seu ditoso lar.

A brancura da grinalda, a finura deste véu


Sejam símbolos de um puro e casto amor.
Seja lar aqui na terra, miniatura lá do céu
Hospedando sempre a Cristo Redentor.

Pela Ir sempre aquecidos, com amor no coração,


Ombro a ombro, lado a lado irão lutar.
Qlier nos dias bonançosos, na borrasca ou na aflição,
Hão de vidas sempre juntos partilhar.
C.H. - A.B.C. - R.H.

135 - DUAS VIDAS


Duas vidas, Senhor, se unem num só ser;
Duas almas e dois nobres corações,
Pelo amor e afeição mútua, assim viver
Querem, juntos na paz ou nas aflições.

Abençoa, Senhor, esta santa união.


Dando graça e favor; faze-a prosperar
Na alegria, na fé, na consagração
Dum amor verdadeiro, e contigo andar!

Mais um lar que se faz cheio do vigor


Do caráter cristão base principal
Duma vida feliz, numa união de amor,
O mais forte, o maior laço conjugal.

Tu criaste, Senhor, para o gozo e paz


Do teu povo que habita esta terra aqui
Uma união tão feliz; tantas bênçãos traz
A família dos teus filhos, glória a ti.
MAS. - S.W.B.

136 - NO ALTAR, NUM PURO AMOR


No altar, num puro amor, estão
Teus filhos, ó Senhor!
Rogando sempre teu cuidar
Na calma e no labor.

Felizes em um santo lar, faze-os viver,


Dando sempre tua doce proteção.
E neste santo amor, faze-os prosperar
No bem, na paz, até Jesus voltar.

O Pai, presente sê aqui,


Honrando este casal.
A ele, agora, pois vem dar
Tua bênção celestial.

Senhor, com tua santa mão,


Protege o novo lar!
Atende a esta oração
Que a ti fiz elevar.
J.S.-J.W.P.

137 - Ó DEUS; AQUI VIEMOS TE ADORAR


O Deus, aqui viemos te adorar
Trazendo humildemente o nosso amor,
E para as esperanças renovar
Como renova o sol, as flores!
Na primavera vêm as rosas,
Sagradas, puras, perfumosas
Tu, Deus, que fazes estas rosas
Sagrado faze o nosso amor.

ÓDeus, Senhor protege nossa união,


Es símbolo eternal de puro amor.
Tu, fonte de alegria e devoção,
Livra estas vidas de temores!
No outono vêm os lindos lírios
A flor perfeita dos idílios
Tu, Deus, que aperfeiçoaste os lírios,
Perfeito faze o nosso amor!
R.K. -J.W.F.

138 – Ó PAI ETERNO


O Pai eterno, tu no ser humano
Já colocaste teu divino amor,
Eis que, segundo teu sagrado plano,
Vem este par perante ti, Senhor.

Bem como às aves dás seguro abrigo,


Bem como aos ninhos dás também calor,
Dá para os noivos lar ameno e amigo,
Dá proteção, e reine assim o amor.

Vem conceder-lhes luz em sua história


Fé, confiança sob o teu favor,
Pai, quando Cristo vier em sua glória ,
Oh! dá-lhes tu um lar feliz de amor.
D.B.G. - J.B.

139 - TUDO É BELO COMO A FLOR


Tudo é belo como a flor,
Com amor no lar;
Reina divinal odor,
Com amor no lar;
Este amor produz a paz;
Toda a mágoa e dor desfaz;
Luz, saúde e gozo traz
Sempre o amor no lar.

Com amor, com amor,


Não há dor, não há pesar,
Com amor no lar.

Em choupanas há prazer,
Com amor no lar;
Odio e mal não pode haver,
Com amor no lar;
Cada rosa em seu matiz,
Vozes de aves tão gentis,
Tudo faz-se mais feliz,
Com amor no lar.

Meu Jesus que eu seja teu,


Dá-me amor no lar;
Faz-me renunciar o eu,
Faz-me mais amar;
Vida mais feliz terei,
Hei de estar aos pés do Rei,
Sempre andando em sua lei,
Tendo amor no lar.

140 - A SAMUEL DEUS FALOU


A Samuel Deus falou palavras de favor;
Oh! quanto se admirou o Criador!
Que dita se Jesus assim
Se dignasse ensinar a mim! (bis)
Não poderia estar com falta de atenção,
Por medo de pecar de língua ou coração;
Mas sempre havia de escutar,
Ouvindo o grande Deus falar, (bis)

Pois na divina lei eu ouço a voz de Deus!


O santo, eterno rei, falando-me dos céus;
Com reverente amor convém
Saber o que essa lei contém, (bis)

Eu devo humilde ouvir sua rica instrução;


E o bom Jesus servir de todo coração;
Seu servo infante, mas fiel
Como o menino Samuel, (bis)

Sim, Deus agora está tão perto, tão real!


Oh! quão feliz será, com alma filial,
Dizer-lhe em hinos de louvor;
"Fala! Teu servo ouve, Senhor”, (bis)
K.

141 - NO CÉU EU VEJO; ESPLENDENTE


No céu eu vejo, esplendente, do sol a clara luz;
Viver eu quero, somente, brilhando por Jesus.

Brilhando, brilhando,
Brilhando qual doce luz.
Brilhando, brilhando,
Brilhando por meu Jesus.

Em tudo quero exaltá-lo, na escola e no estudar;


Também não quero olvidá-lo em casa e no brincar.

Amável com toda gente, assim me quer Jesus;


Alegre, rosto contente, brilhando como a luz.

Do feio e triste pecado, Jesus, vem-me guardar;


E por ti sempre amparado, eu quero, sim, andar!

Se assim é a tua vontade, brilhando viverei;


E, pela tua bondade, pra o lindo céu irei.
N.R. - E.O.E.

142 - PERANTE O TRONO DO SENHOR


Perante o trono do Senhor,
Na glória de Jesus,
Milhares de crianças já
Estão brilhando em luz.

Cantam: “Glória! Glória!


Glória ao Senhor Jesus”.

Dos seus pecados o perdão


Jesus lhes concedeu,
E agora, em sempiterna paz,
Com Ele estão no céu.

Para a celestial mansão,


Morada de Jesus,
Onde só reina santo amor,
Quem para lá conduz?

Quem na cruenta, amarga cruz


Seu sangue derramou;
Ele as crianças já remiu,
Pra o céu Ele as chamou.

Na vida amavam a Jesus,


Buscavam seu amor,
Agora face a face estão
Com Ele em seu fulgor.
A.H.S. - H.M.

143 - VINDE, MENINOS


Vinde, meninos, vinde a Jesus!
Ele ganhou-vos bênçãos na cruz.
Os pequeninos Ele conduz;
Vinde ao Salvador!

Que alegria! Sem pecado ou mal


Reunir-nos todos afinal.
Na santa pátria celestial,
Com nosso Salvador!

Já, sem demora, hoje convém


Ir caminhando à glória além.
Jesus vos chama, quer vosso bem,
Vinde ao Salvador!

“Ama os meninos!”, Jesus o diz.


Quer receber-vos no bom país,
Quer conceder-vos vida feliz,
Vinde ao Salvador!

Eis a chamada: “Oh! vinde a mim!”


Outro não há que vos ame assim;
Seu é o amor que nunca tem fim!
Vinde ao Salvador!
G.F.R.
144 - ALMA! ESCUTA AO BOM SENHOR
Alma! escuta ao bom Senhor
A Jesus, o Salvador;
Fala-te com terno amor;
“Amas-me tu, pecador?

Eras preso, eu te soltei;


E ferido, eu te curei;
Vim do céu por teu amor;
Amas-me tu, pecador?

Minha glória tu verás,


Minha graça gozarás,
Vida eterna te darei:
Não te desamparei”.

Já, sem demora, hoje convém


Ir caminhando à glória além.
Jesus vos chama, quer vosso bem,
Vinde ao Salvador!

“Ama os meninos!”, Jesus o diz.


Quer receber-vos no bom país,
Quer conceder-vos vida feliz,
Vinde ao Salvador!

Eis a chamada: “Oh! vinde a mim!”


Outro não há que vos ame assim;
Seu é o amor que nunca tem fim!
Vinde ao Salvador!
G.F.R.

145 - ALMA! ESCUTA AO BOM SENHOR


Alma! escuta ao bom Senhor
A Jesus, o Salvador;
Fala-te com terno amor;
“Amas-me tu, pecador?

Eras preso, eu te soltei;


E ferido, eu te curei;
Vim do céu por teu amor;
Amas-me tu, pecador?

Minha glória tu verás,


Minha graça gozarás,
Vida eterna te darei:
Não te desamparei”.

Bem me pesa, meu Senhor,


Que não tenha mais amor;
Faze, meu Jesus, que em mim
Reine pleno amor por ti.
IV.C. - R.R.K.

145 - A MINHA ALMA ESTAVA LONGE


A minha alma estava longe
Do caminho de Deus,
Eu era cego e desprezível pecador.
Mas Jesus já transformou
Minhas trevas em luz,
Quando ele estendeu sua mão para mim.

Quando Jesus estendeu a sua mão,


Quando Ele estendeu a sua mão para mim,
Eu era pobre e perdido,
Sem Deus, sem Jesus,
Quando Ele estendeu sua mão para mim.

Agora me regozijo
Desde que o aceitei,
E na tempestade eu posso sossegar,
Pois com Ele estou liberto
Do perigo e do mal,
Desde que estendeu sua mão para mim.
MIMA.

146 - AO FINDAR O LABOR DESTA VIDA


Ao findar o labor desta vida,
Quando a morte ao teu lado chegar,
Que destino há de ter a tua alma?
Qual será no futuro teu lar?

Meu amigo, hoje tu tens a escolha:


Vida ou morte, qual vais aceitar?
Amanhã pode ser muito tarde,
Hoje Cristo te quer libertar.

Tu procuras a paz neste mundo


Em prazeres que passam em vão,
Mas, na última hora da vida,
Eles não, não te satisfarão.

Por acaso tu riste, ó amigo,


Quando ouviste falar em Jesus?
Mas é só Ele o único meio
De salvar pela morte na cruz.

Com tua alma manchada não podes,


Nunca, ver o semblante de Deus;
Só os crentes com corações limpos
Poderão ter o gozo nos céus.
Se tu queres deixar teus pecados,
Entregar tua vida a Jesus,
Tu terás, sim, na última hora
Um caminho brilhante de luz.
J.D.

147- A PORTA CHAMO


A porta chamo, alma triste,
Ansioso por te consolar;
Se minha voz, enfim, ouviste,
Posso eu entrar? Posso eu entrar?

A porta,
Por amor levado,
Teu mal procuro debelar;
Posso eu entrar? Posso eu entrar?

Por ti foi grande meu castigo,


Sofri, sem nunca murmurar;
Agora tens a paz comigo,
Posso eu entrar? Posso eu entrar?

A minha graça poderosa


O teu pecado vem lavar;
alma impura, pesarosa,
Posso eu entrar? Posso eu entrar?

Eu vim pra dar-te vida e gozo,


Que podes hoje desfrutar;
Com isso te farei ditoso.
Posso eu entrar? Posso eu entrar?
F.J.C – R.H.M - BS

148 - ATRIBULADO CORAÇÃO


Atribulado coração,
Em Cristo alívio encontrarás;
Consolo, paz e seu perdão,
Sim, dele tu receberás.

Oh! vem sem demora ao Salvador!


Por que vacilar e ter temor?
Oh! vem! vem já!
Descanso te dará!

Dilacerado pela dor


Das tuas culpas do pecar,
Vem sem demora ao Salvador,
E vida nova hás de gozar.

Se, para vir ao Salvador,


Tu tens fraquezas a vencer,
Oh! vem, pois Ele em seu amor,
E em graça te dará poder!

A Cristo, sem demora, vem,


Pois Ele almeja-te valer!
E sempre quer buscar teu bem;
Confia nele em teu viver!
W.H.B. - IIP. - W.I.K.

149 - BATEM, BATEM... QUEM SERÁ?


Batem, batem... quem será?
Sempre, sempre, sempre lá!
Um estranho, majestoso,
Dele nunca viste igual!
Ah! minha alma não retardes,
Em abrir-lhe o teu portal!

Batem, batem... quem será?


Sempre, sempre, sempre lá!
Emperrada e rija a porta,
Mui custosa de se abrir,
Pois pecados arraigados
Teimam sempre em resistir!

Batem, batem... quem será?


Sempre, sempre, sempre lá!
Bate à porta a mão ferida
E com paciente amor,
Teu descuido lamentando,
Ainda espera o Salvador!

Entra, entra, meu Jesus!


Dá-me, dá-me tua luz!
Longo tempo resistindo,
Desprezei o teu amor;
Mas agora tens entrada
Na minha alma, ó redentor!
H.B.S. - S.P.K.

150 - BEM LONGE DO SENHOR VAGUEI,


Bem longe do Senhor vaguei
Volto agora ao lar;
Veredas más eu palmilhei;
O Deus, volto ao lar.

Volto ao lar, volto ao lar.


Não há mais vagar.
Abre os braços teus de amor;
Volto ao lar, Senhor.
Meu tempo em vão desperdicei,
Volto agora ao lar;
Lamento as transgressões da lei;
O Deus, volto ao lar.

‘Stou farto de pecado e dor,


Volto agora ao lar.
Confio em ti, em teu amor;
O Deus, volto ao lar.

0 sangue puro me é mister,


Volto agora ao lar,
Qual neve, puro, faz-me ser;
O Deus, volto ao lar.
W.J.K.

151 - CRÊ JÁ SOMENTE NO SENHOR


Crê já somente no Senhor
E mais feliz serás
Confia só em seu poder
E a paz encontrarás.

Crê, logo, em Deus, feliz serás.


Confia só em seu poder e a paz encontrarás.
Salvação, pois, tu terás,
Sim, crendo em teu Jesus.
Sim, salvação terás, pois, crendo no Senhor,
Imensamente pois serás
Feliz, gozando a eterna luz.

Aos seus queridos é leal


Jesus, o benfeitor,
Guardá-los bem de todo mal
Procura o redentor.

Quando o fragor do temporal


Te abala com pavor,
Confia em seu poder real
Contigo está o Senhor.

Quando o caminho te conduz


A tão amarga cruz.
Espera só no bom Jesus
E chegarás à luz.
(LAKSCHEVITZ)

152 - CRISTO TE CHAMA


Cristo te chama com mui terno amor;
O pecador, vem atender!
Dele não fujas com fútil temor;
Vem a Jesus te render!

O pecador, eis o Senhor!


Vem, escuta com fé a chamada de amor!

Cristo te chama pra vir descansar;


O pecador, vem atender!
Teu grande peso te quer minorar;
Vem a Jesus te render!

Cristo deseja, pois, te perdoar;


O pecador, vem atender!
Tudo Ele fez para te resgatar;
Vem a Jesus te render!

Cristo de novo se põe a chamar;


O pecador, vem atender!
Corre depressa, sim, vem te entregar,
Nada te deve deter!
W.E.E. - C.C.S.

153 - CRISTO TE CHAMA, CHAMA, CHAMA


Cristo te chama, chama, chama
Das densas trevas, ó pecador!
Ele te salva, salva, salva;
Vem sem demora a Jesus, redentor

Cristo te salva! Cristo te salva!


Já, sem demora, vem, vem, pecador!
Chega-te agora, dize a teu Mestre:
Tu me salvaste, meu redentor!

Inda te espera, espera, espera


Tão compassível é o Salvador!
E Cristo mesmo, mesmo, mesmo,
Quem te convida com tão grande amor.

Com amor grande, grande, grande


Já veio ao mundo teu Salvador!
Vem tu a Cristo, Cristo, Cristo;
Há salvação para o vil pecador!
(F.J.C. - J.J. - J.R.S)

154 - DESPERTADO CORAÇÃO


Despertado coração,
Em Jesus há salvação;
Eis-nos todos a rogar
Para Cristo te salvar.

Vem amigo, oh! vem já,


A Jesus te dedicar!
Vem amigo, oh! vem já!
Ele, pois, te quer salvar!

O que o mundo prometeu


Sabes que não concedeu,
Em Jesus tu acharás
Salvação, amor e paz.

Sem demora, amigo, vem;


De Jesus aceita o bem,
Nele sempre encontrarás
Vida infinda, gozo e paz.
MDW

155 – É FRANCA A PORTA DIVINAL!


É franca a porta divinal,
Aberta a todo mundo,
Por ela o pecador mortal
Avista amor profundo!

Oh! graça imensa! Pois assim


A porta aberta fica a mim!
A mim! a mim!
Aberta fica a mim

Aberta! sim! de par em par


Entrai, com grande urgência!
Deus aos constantes vai mostrar
Real munificência.

Deposta a cruz, o vencedor


Nos céus entronizado,
Repousará com o Senhor,
Seu Deus e rei amado!
LB - SJV

156 – EIS A MENSAGEM DO SENHOR


Eis a mensagem do Senhor, aleluia!
Palavras do bom Deus de amor!
Cristo salva o pecador, aleluia!
Salva-o até por meio dum olhar.

Oh! olhai, irmãos, olhai!


Oh! olhai só a Jesus.
Ele salva o pecador, aleluia!
Salva-o até por meio dum olhar!

Vossa dívida pagou, aleluia!


Jesus a satisfez na cruz.
Sua vida entregou, aleluia!
Para vos apresentar a Deus.
Esta oferta é feita a vós, aleluia!
Eterna vida lá nos Céus.
Oh! olhai a Cristo só, aleluia!
Convertei-vos já ao vosso Deus.

Aceitai a salvação, aleluia!


Segui nos passos do Senhor;
Publicai o seu perdão, aleluia!
Proclamai o grande redentor.
W.O

158 - HÁ HOJE ALGUÉM ESPERANDO


Há hoje alguém esperando
Para Jesus encontrar?
Venha, sem mais demorar-se
Cristo vai hoje passar!
Ei-lo de mãos estendidas,
Cheio de graça sem par.
Oh! que ventura inaudita,
Cristo vai hoje passar!

Cristo vai hoje passar, passar, passar!


Passa de amor transbordando,
Todos a si convidando.
O Mestre vai hoje passar,
Sim, hoje Ele vai passar.

Há ainda alguém duvidando


Do seu poder de salvar?
Pois venha experimentá-lo,
Cristo vai hoje passar!
O seu poder é divino,
O seu amor é sem par.
O coração quebrantado!
Cristo vai hoje passar!

Há inda alguém demorando


Para Jesus aceitar?
Eis que o Senhor está perto,
Ele vai hoje passar!
O pecador desditoso,
Não cesses, pois, de clamar!
Vem tuas culpas chorando;
Cristo vai hoje passar.
E.A.H. -J.H.T.

159 - IDE MEU EILHO PROCURAR


Ide meu filho procurar,
Já prestes a perecer
No meio dos males, no pecar,
Sua alma a se corromper.

Oh! ide buscá-lo já!


Oh! ide buscá-lo já!
Oh! com amor, com intenso fervor,
Oh! ide buscá-lo já!

Oh! quem me dera contemplar


Agora esse filho meu!
Oh! como desejo vê-lo entrar
Na senda que vai ao céu!

Ide buscar meu filho já,


Tirai-o do vil poder;
Trazei-me meu filho com está,
Pois tanto o desejo ter!
R.L.

160 - JESUS; LÁ NA GLÓRIA


Jesus, lá na glória, de retidão vestido,
Poi meu advogado se constituiu;
E sempre sustenta e defende o redimido.
Oh! podes dizer que também te remiu?

Oh! vem a Jesus! Oh! vem a Jesus!


Eterna ventura terás pela cruz!

Minha alma tem paz, tudo é calmo como um rio;


É a paz que no céu tem o seu manancial;
É Deus quem a deu por Jesus, em quem confio,
E tu ainda não tens a paz divinal?

Vestidos tão alvos eu tenho, já lavados


No sangue tão puro do meu redentor;
Os crentes em Cristo por Deus são perdoados;
Também tu serás, crendo já no Senhor!

Morada já tenho com todos os remidos,


Por Cristo aprontada na casa de Deus;
Ali não há morte, nem mágoa, nem gemidos;
Também tu terás um lugar lá nos céus.
A.J.M. - I.D.S.

161 – JESUS, SENHOR, ME CHEGO A TI


Jesus, Senhor, me chego a ti,
Oh! dá-me alívio mesmo aqui;
O teu favor estende a mim.
Aceita um pecador!

Eu venho como estou!


Eu venho como estou!
Porque Jesus por mim morreu,
Eu venho como estou!

As minhas culpas grandes são


Mas tu, que não morreste em vão,
Me podes conceder perdão.
Aceita um pecador.

Eu nada posso merecer,


Tu vês-me prestes a morrer
Jesus a ti me vou render.
Aceita um pecador.

O, vem, agora, Salvador,


Tu, Cristo, só és meu Senhor.
Oh! salva-me por teu amor.
Aceita um pecador.
E.H.H. - I.D.S.

162 - MANSO E SUAVE


Manso e suave, Jesus está chamando.
Chama por ti e por mim;
Eis que às portas espera velando,
Vela por ti e por mim.

Vem já! Vem já! Estás cansado? Vem já!


Manso, suave, Jesus está chamando.
Chama: ó pecador, vem!

Que esperamos? Jesus convidando,


Convida a ti e a mim;
Por que desprezas mercê que está dando,
Dando a ti e a mim?

O tempo corre, as horas se passam,


Passam pra ti e pra mim;
Morte e leitos de dor presto chamam,
Chamam a ti e a mim.

Oh! que amor que Jesus nos tem dado,


Dado pra ti e pra mim!
Morreu pra salvar-nos do vil pecado,
Salvar a ti e a mim.
W.L.T.

163 - NÃO TEVE UM PALÁCIO


Não teve um palácio, no mundo, o Senhor.
Nem honras lhe deram de Rei Salvador.
Mas a manjedoura só pôde encontrar
Porque não havia mais outro lugar.
Não há lugar pra Cristo
Em tua vida e lar?
Terás então de ouvir dizer:
“No céu não tens lugar” .

Aqui, nos prazeres, tu queres viver,


Gastando os talentos e todo teu ser;
E assim continuas no triste pecar;
Por que não concedes a Cristo o lugar?

Oh! quão infelizes as almas sem luz,


Ingratas, perdidas, sem paz, sem Jesus.
Sim, Cristo hoje mesmo deseja habitar
Em ti, meu amigo, oh! dá-lhe lugar!
R.P. - E.C.V.

164 - NÃO VOS DEMOREIS


Não vos demoreis, Jesus vos chama.
Ele vos chama com amor.
Não vos demoreis, Jesus acalma
Vossas penas, vossa dor.

Não vos demoreis, não vos demoreis!


Vinde sem temor.
Quem vos chama é Jesus,
Que morreu por nós na cruz.

Não vos demoreis, perdão alcança Quem confia no Senhor


Não vos demoreis, e sem tardança Recebei o redentor.
A H S – WB

165 - OH! NÃO TENS OUVIDO?


Oh! não tens ouvido do amor sem igual,
Do amor que teu Deus tem por ti?
Do amor que o levou a seu Filho entregar
Pra os salvos levar para si?

Oh! crê... Oh! crê...


A graça de Deus te chama dos céus;
Oh! crê nesse amor sem igual!

Não foram os grandes que Cristo chamou,


Nem justos veio Ele salvar;
Mas pobres e fracos, culpados e maus,
Mandou pelos servos chamar.

O homem, porém, não podia chegar


A santa presença de Deus,
Porque seus pecados qual grande montão
Vedavam-lhe a entrada nos céus.
Mas pelo seu sangue Jesus expiou
A culpa dos crentes na cruz;
Tirando o pecado, caminho mostrou,
O qual para os céus nos conduz.

E tu, pecador, não desejas então,


O amor do teu Deus conhecer?
or fé no Senhor, como teu Salvador,
Irás alcançar tal prazer.
S.E.M.H

166 - OH/ QUE GOZO REAL


Oh! que gozo real sinto no meu ser,
Já tenho de Deus perdão!
Pois Jesus nos diz:
“Que qualquer que crer,
Recebe salvação”.

Se tu crês, ó vem o passo dar,


Vem o passo dar,
Sim, vem o passo dar!
Pois Jesus te quer salvar.

Por amor foi que Cristo, meu redentor,


Da glória aqui desceu;
E transforma a vida d’um pecador,
Na graça que nos deu.

Que mercê, que amor, o Senhor mostrou,


Morrendo na dura cruz;
Sangue divinal por nós derramou,
O Salvador Jesus.
P.L.M

167 – PECADOR, VÊ A LUZ


Pecador, vê a luz brilha para ti,
Lá da cruz do Salvador;
Onde a vida deu, e do lado seu,
Corre sangue redentor.

O vem já como estás,


Vem agora ao Salvador;
Sua vida deu, tudo padeceu;
Não demores!
Vem já pecador.

Na escuridão do Jardim orou,


Tão aflito meu Senhor;
Quanto pranteou, sangue seu suou,
No Getsêmani em dor.
Vê o Salvador co’as feridas mãos,
Te chamando, ó pecador!
Vida eterna têm os que nele crêem,
E aceitam seu amor.

Vem a Cristo, vem confessando já


Teus pecados e te ouvirá.
E, no coração, sentirás perdão,
Pois Jesus te perdoará.
(AS)

168 - QUASE INDUZIDO!


“Quase induzido” a crer em Jesus!
“Quase induzido” a andar na luz!
Sonhas em replicar: “Quando tiver vagar,
Espero, então, chegar para Jesus”.

“Quase induzido!” Oh, coração!


“Quase induzido!” Hoje há opção.
Hoje o bom Salvador, com voz de terno amor,
Convida o pecador; escuta e vem!

“Quase induzido!” Decide já!


“Quase induzido!” Tarde será!
“Quase” - não servirá; “Quase” - te perderá;
“Quase” te lançará na perdição!

P.P.B.

169 - TÃO PERTO DO REINO


Tão perto do reino, mas sem salvação!
Tão perto, porém sem Jesus, sem perdão!
Deixai os pecados e o vosso temor!
Chegai-vos agora a Jesus, Salvador.

Oh! vinde a Jesus! Chegai-vos,


Chegai-vos ao bom Salvador!

Tão perto que ouvis os remidos cantar


Da graça de Cristo que os veio salvar!
E ainda quereis no pecado viver.
Enquanto o perdão Deus vos quer conceder?

Morrer sem ser salvo, sem paz, sem Jesus,


Perdidos pra sempre, em tormentos, sem luz!
Oh! considerai! Ao convite atendei,
E sem mais demora a Jesus vos rendei!
F.J.C. - P P. I I I
170 - TENDES VOS LUGAR VAZIO
Tendes vós lugar vazio
Para Cristo, o Salvador?
Ele bate, e quer entrada,
Quer salvar-vos em amor.

Dai lugar a Jesus Cristo!


Ide já o convidar!
Para que ache em vós morada
E onde possa sempre estar!

Vós quereis divertimentos,


Amizades e prazer,
Menos esse amigo vero
Que por nós ousou morrer!

Tendes tempo para Cristo?


Logo o buscareis em vão!
Hoje é tempo favorável
De aceitar a salvação!
D.W.O.-C.C.W

171 - TU ANSEIAS
Tu anseias hoje mesmo a salvação?
Tens desejo de banir a escuridão?
Abre então de par em par teu coração!
Deixa a luz do céu entrar!

Deixa a luz do céu entrar! (bis)


Abre bem a porta do teu coração
Deixa a luz do céu entrar!

Cristo, a luz do céu, em ti quer habitar


Para as trevas do pecado dissipar,
Teu caminho e coração iluminar!
Deixa a luz do céu entrar!

Que alegria, andar ao brilho dessa luz!


Vida eterna e paz no coração produz!
Oh! aceita agora o Salvador Jesus!
Deixa a luz do céu entrar!
A.B. -C.B.C.

172 - UM PASSO SÓ PRA CRISTO


Um passo só pra Cristo!
Por que mais demorar?
Ele oferece agora a paz e o bem-estar.
Um passo só! Um passo só!
Vem ó pecador com arrependimento,
Tudo lhe confessando!
Um passo só pra Cristo!
Oh! vem sem demorar!

Um passo só pra Cristo!


Das trevas para a luz;
Para inefável gozo, ao lado de Jesus.

Um passo só pra Cristo!


Oh! Vem, decide já!
Com lerno amor te espera, perdão te outorgará.

A Um passo só pra Cristo!


Oh! deixa todo mal,
As seduções do mundo, e aceita a paz real.

Um passo só pra Cristo!


Não queiras hesitar;
Pois corre grande risco quem mais se demorar.

Um passo só pra Cristo!


Mui breve a morte vem;
Como viver sem Ele na eternidade além?

Um passo só pra Cristo!


Oh! clama, pecador;
“Salva-me que eu pereço, socorre-me, Senhor.”
F.J.C. - A.S. - W.H.D.

173 - UM POBRE CEGO


Um pobre cego à beira de uma estrada
Envolto em trapos, trevas e desdém.
Pedia esmola de alma angustiada.
Veio Jesus e trouxe a luz e o bem.

Ao vir Jesus, a tempestade cessa,


Ao vir Jesus, as lágrimas se vão.
Ele transforma toda a nossa vida,
Iluminando a negra escuridão.

Abandonado às garras do maligno,


Por entre túmulos vagava ao léu,
Qual sombra, apenas, de homem mau, indigno.
Veio Jesus, abriu-lhe a porta ao céu.

Hoje também o pecador depara


Em Cristo o livramento de aflição.
Em meio à tentação que o destroçara.
Veio Jesus e trouxe a salvação.
O.J.S. - H.R.

174 - UM RICO; DE NOITE; CHEGOU A JESUS


Um rico, de noite, chegou a Jesus,
A fim de saber o caminho da luz;
O Mestre bem claro lhe fez entender:
Importa renascer!

Importa renascer!
Importa renascer!
Com voz infalível o disse Jesus:
Importa renascer!

Vós filhos do mundo, escutai ao Senhor,


Que sempre vos chama com mui terno amor;
Ouvi que o Senhor nunca cessa em dizer:
Importa renascer!

O vós que no santo descanso de Deus


Quereis ter entrada, e viver com os seus,
Deveis à palavra de Cristo atender:
Importa renascer!

Se, amados no céu desejais encontrar,


Deveis vossas culpas a Deus confessar
E a ordem de Cristo com fé acolher:
Importa renascer!
W.T.S. - C.C.S.

175 - VEM A CRISTO, MESMO AGORA


Vem a Cristo, mesmo agora,
Vem assim tal qual estás.
Que dele, sem demora,
O perdão obterás.

Crê em Cristo, sem detença,


Na cruz por ti morreu.
Só quem tem tal crença
Tem entrada no céu.

Onde emana mel e leite


Te espera o seu amor;
Não temas que rejeite
Ao maior pecador

Ele anela receber-te


E sua graça te dar
Quer consigo ter-te,
E contigo habitar.
P . C . E.D.E.
176 - VEM A JESUS, Ó PERDIDO
Vem a Jesus, ó perdido,
Vem a Jesus como estás;
O sangue na cruz vertido.
Dar-te-á graça e paz.

Vem a Jesus, sem demora;


Ó crê no Filho de Deus!
Ele te salva agora,
Quer te guiar para o céu.

Por que demoras ainda,


Dar tua vida a Jesus?
Eis quando tudo aqui finda,
Qual há de ser tua luz?

O mundo quer enganar-te,


Faz a tua alma perder,
Triste será a tua parte;
Além t’espera o sofrer.

As horas passam depressa,


Nunca jamais as terás
Quando a tua vida aqui cessa,
Onde tua alma estará?

Portas abertas aos libertos


No céu de luz sempre estão;
Eis que os anjos alerta
A ver tua entrada estarão!
S.N. -J.K.

177 - VEM, FILHO PERDIDO


Vem, filho perdido! O pródigo, vem!
Ruína te espera nas trevas além!
Tu, de medo tremendo!
Tu, de fome gemendo!
O filho perdido, vem, pródigo, vem!
Vem! Vem! O pródigo, vem!

Vem, filho perdido! O pródigo, vem!


Teu Pai te convida, querendo-te bem!
Vestes há para ornar-te,
Ricos dons - vem fartar-te!
Ó filho perdido! Vem, pródigo, vem!

Vem, filho perdido! Oh, volta a Jesus!


Bondade infiniia se avista na cruz!
Em miséria vagando,
Tuas culpas chorando,
O filho perdido, vem, pródigo, vem!
Vem! Vem! O pródigo, vem!

O pródigo, escuta as vozes de amor!


Oh, rompe as ciladas do vil tentador!
Pois em casa há bastante
E tu andas errantes?
O filho perdido, vem, pródigo, vem!
Vem! Vem! O pródigo, vem!
S.P.K

178 - VEM, VEM A MIM


Vem, vem a mim!
O Salvador terno,
Diz ao que sede tem.
Que venha, e dessa célica fonte,
Desfrutará o bem.

Jesus, o Mestre, vos chama.


Quereis a Cristo vir?
O seu perdão e salvação,
Podeis já possuir.

Oh! vinde a mim! Se andais em trabalhos,


Tereis descanso assim;
Tomai, pois, sobre vós o meu jugo,
Sim, aprendei de mim.

Jesus, o coração quebrantado,


Jamais rejeitará; mas ai de quem
Não queira vir a Ele,
Perdido ficará.

Encher-vos quer de bênçãos celestes


O grande Salvador.
Podeis ouvir com indiferença
Contar tão grande amor?
S.E.M – G.F.R

179 - VINDE TODOS PECADORES


Vinde todos pecadores
A Jesus, o Salvador.
Vinde logo, sem temores,
Encontrar o redentor.

Sim, eu sei, Oh! eu sei!


Cristo salva o perdido pecador!
Sim, eu sei! Oh! eu sei! (bis)
Cristo salva o perdido pecador.

Dá aos fracos fortaleza,


Das montanhas, planos faz;
Ao deserto dá beleza,
E aos crentes, luz e paz.

Nas fraquezas, ei-lo perto,


Dominando a força má;
No caminho, guia certo,
E sua graça sempre dá.

Tenho gozo mui superno,


Pelo sangue que verteu;
Nem o mundo, nem o inferno,
Tira a vida que me deu.

Quando Cristo vier na glória,


A buscar o povo seu;
Cantaremos a história,
Do amor de Deus, no céu.
O.N. - AV.

180 - VITÓRIA COMO A DE JESUS


Vitória como a de Jesus
Ninguém jamais ouviu:
Morrendo numa ignóbil cruz
A paz nos conseguiu!

Oh! vinde todos de graça obter


Salvação e paz, trazidas por Jesus;
Oh! vinde já dele receber
O dom que pela fé nos vem da cruz!

Que bênção para o pecador


Poder achar perdão.
Gozar o dom consolador
Da eterna salvação!

O Deus, precioso é teu favor


Que por Jesus tu dás
Ao mais indigno pecador,
Que em ti procura paz!

De meus crimes carregado.


Lá na cruz, em meu lugar.
Foi Jesus crucificado
A minha alma pra salvar!
M.A.S.-S.W.B.

181 - EM JESUS; VIVENDO CADA DIA


Em Jesus, vivendo cada dia
Em Jesus, eu tenho alegria!
Em Jesus, oh! doce harmonia!
Em Jesus, desfruto a paz de Deus!

Em Jesus, na rocha inabalável,


Em Jesus, no homem incomparável!
Em Jesus, no Deus tão adorável!
Em Jesus, o mal não temerei!

Em Jesus, a graça é infinita,


Em Jesus, oh! bênção inaudita!
Em Jesus, minha alma é bendita;
Em Jesus, eu tenho salvação!

Em Jesus, não temo o mal e a morte,


Em Jesus, estou firmado e forte!
Em Jesus, meu barco ruma ao norte!
Em Jesus, eu sempre hei de vencer!
P.L.M. - B.A.B

182 - LIVRES DE PECADOS


Livres de pecados vós quereis ficar?
Olhai pra o Cordeiro de Deus!
Ele morto foi na cruz, pra vos salvar;
Olhai pra o Cordeiro de Deus!

Olhai pra o Cordeiro de Deus,


Olhai pra o Cordeiro de Deus,
Porque só Ele nos pode salvar.
Olhai pra o Cordeiro de Deus.

Se estais tentados, em hesitação,


Olhai pra o Cordeiro de Deus!
Ele encherá o vosso coração.
Olhai pra o Cordeiro de Deus!

Se estais cansados e sem mais vigor,


Olhai pra o Cordeiro de Deus!
Ele vos quer dar seu divinal amor.
Olhai pra o Cordeiro de Deus!

Se na vossa senda, sombras vêm cair,


Olhai pra o Cordeiro de Deus!
Ele, com sua graça, tudo quer suprir
Olhai pra o Cordeiro de Deus!
H.E.N.

183 - MANDA-NOS LUZIR O SENHOR JESUS


Manda-nos luzir o Senhor Jesus
Como a vela acesa dá de noite a luz,
Quer que nós brilhemos como a luz do céu,
Tu no teu cantinho e eu no meu.

Cristo sempre a luz para si requer,


Percebendo logo se ela enfraquecer,
Sempre a luz mostremos, que Jesus nos deu.
Tu no teu cantinho e eu no meu.

Ao redor, então, manda a luz raiar,


Para as densas trevas hoje dissipar,
Com Jesus brilhemos, pois nos acendeu,
Tu no teu cantinho e eu no meu.
S.W. - E.D.E.

184 - NÃO SOMENTE PRA FAZER


Não somente pra fazer um feito singular
E mister agir com muito ardor,
Mas as coisas mais humildes para executar
Deves fazê-las com fervor.

Brilha no meio do teu viver, (bis)


Pois talvez algum aflito possas socorrer;
Brilha no meio do teu viver.

Oh! talvez alguma vida possas alegrar


Com palavras doces, em amor;
Ou talvez algumas almas tristes alcançar
Com a mensagem do Senhor.

Por maior que seja teu esforço a exercer,


Por mais firme a tua devoção,
Em redor, oh! quantas almas vivem sem prazer,
Jazem na negra escuridão.
I.D.L. - H.G

185 - OBRA SANTA DO ESPÍRITO


(Hino Oficial da IPRB)

Obra Santa do Espírito


Esta causa é do Senhor.
Com o um vento impetuoso,
Com o fogo abrasador.
Estamos sobre terra santa,
Reverência e muito amor,
Esta hora é decisiva,
Vigilância e destemor.

Ninguém detém! Aleluia!


É obra santa! (Bis)
Nem satã, nem o mundo todo
Pode apagar esse ardor!
Ninguém detém! Aleluia!
E obra santa!
Esta causa é do Senhor.

Em meu peito renovado,


Arde o fogo do Senhor!
E a bênção do Espírito,
Nos enchendo de fervor,
E Jesus está salvando,
Apagando toda dor;
No Espírito batizando,
Pois da vida Ele é o Senhor.

Eis Jesus já vem chegando


Espalhando suave amor;
Já se sente o perfume,
Da unção do Salvador!
E a Igreja adornada
De pureza e esplendor,
Aguardando entrar nas bodas
Pra reinar com seu Senhor.
PR. ROSIUA/DO DE ARAÚJO

186 - PEREGRINANDO POR SOBRE OS MONTES


Peregrinando por sobre os montes,
Dentro dos vales, sempre na luz!
Cristo promete nunca deixar-me.
“Eis-me convosco”, disse Jesus.

Brilho celeste! Brilho celeste!


Enche a minha alma glória do céu!
Aleluia! Sigo cantando,
Dando louvores: Cristo é meu !

Sombras à roda, sombras em cima,


O Salvador não hão de ocultar;
Ele é a luz que nunca se apaga,
Junto ao seu lado sempre hei de andar.

A luz bendita me vai cercando,


Passos avante para a mansão.
Mais e mais perto ao Mestre seguindo,
Dando louvores p ’la salvação.
H.J.Z. - G.H.

187 - QUERO ESTAR AO PÉ DA CRUZ


Quero estar ao pé da cruz,
Que tão rica fonte
Corre franca, salutar,
De Sião no monte
Sim, na cruz; sim, na cruz!
Na cruz me glorio,
‘Té que alfim vá descansar,
Salvo, além do rio.

A tremer, ao pé da cruz,
Graça, amor achou-me;
Matutina estrela, ali,
Raios seus mandou-me.

Sempre a cruz, Filho de Deus,


Queiras recordar-me.
Dela à sombra, Salvador.
Queiras abrigar-me.

Junto à cruz, ardendo em fé.


Sem temor vigio,
‘Té que a terra eu possa ir ver,
Santa, além do rio.
F.C. - W.H.D.

188 - QUERES O TEU VIL PECADO VENCER?


Queres o teu vil pecado vencer?
Dá teu coração a Jesus.
Queres também seu favor receber?
Dá teu coração a Jesus.

Já chega de hesitação!
Já chega de oposição!
Oh! busca em Cristo o perdão,
E dá-lhe teu coração!

Em santidade desejas viver?


Dá teu coração a Jesus.
Queres do Espírito Santo o poder?
Dá teu coração a Jesus.

A tempestade não quer acalmar?


Dá teu coração a Jesus.
Queres as tuas paixões refrear?
Dá teu coração a Jesus.

Dos teus amigos alguém te traiu?


Dá teu coração a Jesus.
Busca a amizade de quem te remiu,
Dá teu coração a Jesus.

Queres no céu a teu Deus exaltar?


Dá teu coração a Jesus.
Queres a glória divina alcançar?
Dá teu coração a Jesus.
L.N.M.

189 - QUERO SEGUIR AS PISADAS


Quero seguir as pisadas do Mestre,
Quero ir após o meu Rei e Senhor,
Para que no seu poder me adestre,
Eu vou orando ao meu Redentor.

Quão doce é seguir


As pisadas do Mestre
Na bendita luz,
Perto de Jesus!
Quão doce é seguir
As pisadas do Mestre
E levar a cruz!

Ando mais perto de um que me guia,


Quando o maligno me vem enganar;
Que me sustenta na grande porfia,
Devo, por isso, o seu nome exaltar!

Sigo seus passos de terno carinho.


Misericórdia, amor e mansidão;
Qual ave que vai em busca do ninho,
Eu me dirijo à santa Sião.

Quero seguir as pisadas de Cristo,


Sempre acima desejo galgar.
Para Sião, que por fé eu avisto,
Onde pra sempre eu vou descansar.
P.L.M. - W.J.K,

190 - SONDA-ME; Ó DEUS!


Sonda-me, ó Deus, pois vês meu coração;
Prova-me, ó Pai, te peço em oração;
De todo mal liberta-me Senhor,
Também da transgressão que oculta for.

Vem me limpar dos vis pecados meus,


Conforme prometeste, ó meu Deus;
Faze-me arder e consumir de amor,
Pois quero te magnificar, Senhor.

Todo o meu ser, que já não chamo meu.


Quero gastá-lo no serviço teu;
Minhas paixões tu podes dominar,
Eu me submeto, em mim vem sempre estar.

Lá do alto céu o avivamento vem,


A começar em mim e indo além;
O teu poder, tuas bênçãos, teu favor,
Concede aos filhos teus, ó Pai de amor.
L.0. - W.K

191 - TEMPO PRA SER SANTO


Tempo pra ser santo tu deves tomar,
Viver com teu Mestre, seu livro estudar.
Amar e servir-lo, a seu povo valer,
Em tudo e por tudo sua bênção obter.

Tempo pra ser puro tu deves achar,


A sós com teu Mestre freqüente estar;
Teus olhos bem fitos, nele sempre ter,
Pela tua conduta provar seu poder.

Tempo pra ser forte tu deves buscar,


O Mestre seguindo por onde guiar,
No gozo ou tristeza lhe obedecer,
Aos seu bons conselhos sempre recorrer.

Tempo pra ser útil tu deves guardar,


Calmo e resignado em qualquer lugar,
Cheio da sua graça, repleto de amor,
Contente e submisso aos pés do Senhor.
W.D.

192 - A CRUZ QUE ME DEU CRISTO


A cruz que me deu Cristo, o Mestre,
Pesa menos que o amor;
As dores que sempre me assolam
Não me apartam do Senhor.

A cruz que me deu para eu levar,


As dores que vêm me atormentar
Não escondem meu Jesus,
Pois eu ando em Sua luz,
Vou vencendo para os céus.

O mundo a meu Mestre despreza


E persegue os de Jesus;
Mas, oh! com amor, com a graça,
Levarei a minha cruz.

Fazer a vontade de Cristo


E o meu desejo, sim;
Contando eu a tão bela história
Tenho gozo e paz sem fim.
R .C .
193 - A JESUS SEGUIR EU QUERO
A Jesus seguir eu quero,
Aonde for o seu querer,
E aonde quer que vá meu Mestre
Seguirei sem mais temer.

O Jesus, seguir-te quero;


Quanto amor o teu por mim!
Mesmo que te neguem todos,
Seguirei até o fim.

Se encontrar dificuldades,
Tentações de Satanás,
Provação também tiveste,
Pela mão me guiarás.

Queres tu que eu passe as sombras,


Ou os vaus do rio Jordão?
Tu também o atravessaste,
Passos meus seguir-te-ão.
J.L.

194 - AS RIQUEZAS MUNDANAS


As riquezas mundanas
Nada valem pra mim;
Quero ir para o reino
Onde há vida sem fim.
Em o Livro da Vida,
Que é escrito por ti,
Dize-me, ó meu bom Mestre,
Está o meu nome aí?

Foi escrito por ti


O meu nome no céu?
Em o Livro da Vida,
Foi escrito por ti.

Meus pecados são muitos,


Como areia no mar;
Mas Jesus me revela
Caridade sem par.
Veio para salvar-me,
O seu sangue verteu,
E as delícias eternas
Ele me prometeu.

O cidade festiva,
Refulgente de luz,
A morada dos santos
E fiéis de Jesus!
Pois em ti só penetra
O que crer no Senhor,
Cujo nome já esteja
Com o seu Redentor.
R .E .N - F.M.D

195 – CRISTO, BOM MESTRE


Cristo, bom Mestre, eis meu querer:
Tua vontade sempre cumprir;
Faze-me forte para vencer
Duras fraquezas que possam vir.

Cristo, bom Mestre, eis meu querer:


Mais santidade sempre buscar;
Faze-me firme, dá-me poder;
Para a verdade nunca deixar.

Cristo, bom mestre, eis meu querer:


Todas as minhas faltas vencer;
Faze-me rijo para lutar,
Para a vitória sempre ganhar.
A.AP. - G.C.

196 - EIS-ME, Ó SALVADOR, AQUI


Eis-me, ó Salvador, aqui,
Corpo e alma oferto a ti,
Servo inútil, sem valor,
Mas pertenço a meu Senhor.

Fraco em obra e no pensar,


Mui propenso a tropeçar,
Salvo estou por teu amor,
E me volto a ti, Senhor!

Subjugado cm todo ser,


Me submeto a teu poder!
Grande é o preço do perdão,
Inteira consagração.

Eu, remido pecador,


Me, dedico ao redentor.
Teu - é este coração.
Teu - em piena sujeição.

Vem tomar-me aqui, Jesus.


Para andar contigo em luz.
Sem reservas nem temor.
Teu cativo, ó Salvador.
S.P.K. - W.B.B.
197 - LUZ DO MUNDO!
Luz do mundo! Jesus Cristo!
Vem, dissipa as ilusões,
Tira o véu dos nossos olhos
Ilumina os corações!
Para ver-te! Para ver-te!
Cumpre nossas orações.

Nos desertos deste mundo,


Onde reina Satanás.
Resplandeça o Evangelho,
Brilhem tua graça e luz;
Luz divina! Luz divina!
Vença toda a luz falaz.

Onde as trevas do pecado


Obscurecem teu amor,
Kaie divinal ensino
Do benigno Salvador.
Manifesta! Manifesta!
Tua glória, ó Senhor!

Luz dos homens! Luz da vida!


Brilha com poder nos teus!
Esclarece as suas almas,
Mostra-lhes o grande Deus!
Luz do mundo! Luz do mundo!
Es o resplendor dos céus!
R.S. - H.S.

198 - MAIS DE CRISTO


Mais de Cristo eu quero ver,
Mais de seu Espírito ter,
Mais da sua compaixão,
Mais de sua mansidão.

Mais, mais de Cristo!


Mais, mais de Cristo!
Mais do teu puro e santo amor,
Mais de ti mesmo, ó Salvador.

Mais de Cristo quero aprender,


Quero a Cristo obedecer,
Sempre perto dele andar,
Seu amor manifestar.
E .E .H . -J.R.S.

199 - MAIS PERTO QUERO ESTAR


Mais perto quero estar, meu Deus de ti!
Inda que seja a dor que me uma a ti!
Sempre hei de suplicar:
“Mais perto quero estar,
Mais perto quero estar, meu Deus, de ti”!

Marchando triste aqui na solidão,


Paz e descanso a mim teus braços dão;
Nas trevas vou sonhar: “Mais perto quero estar,
Mais perto quero estar, meu Deus, de ti”!

Minha alma cantará a ti Senhor!


E em Betei alçará padrão d'amor.
Eu sempre hei de rogar: “Mais perto quero estar,
Mais perto quero estar, meu Deus, de ti”!

E quando a morte, enfim, me vier chamar,


Nos céus com o Senhor, irei morar.
Então me alegrarei, Perto de ti, meu Rei,
Perto de ti, meu Rei, meu Deus, de ti”!
S.F.A – L.M

200 - MAIS VONTADE DÁ-ME


Mais vontade dá-me
De odiar o mal,
Mais calma em pesares,
Mais alto ideal;
Mais fé no meu Mestre,
Mais consagração,
Mais gozo em servi-lo,
Mais grata oração.

Mais prudente faz-me,


Mais sábio por Ele,
M.iis firme na causa,
Mais forte e fiel;
Mais rico na vida,
Mais triste ao pecar,
Mais humilde filho,
Mais pronto em amar.

Mais pureza dá-me,


Mais força em Jesus,
Mais do teu domínio,
Mais paz nessa cruz;
Mais rica esperança,
Mais obras aqui,
Mais ânsia do céu,
Mais vida em ti.
A.F.C.
201 - MEU SENHOR; SOU TEU
Meu Senhor, sou teu, tua voz ouvi,
A chamar-me com amor;
Mais de ti mais perto eu quero estar,
O bendito Salvador!

Mais perto, perto da tua cruz,


Quero estar, ó Salvador!
Mais perto, perto da tua cruz
Leva-me, ó meu Senhor!

A seguir-te só, me consagro eu,


Constrangido pelo amor;
E alegre já me declaro teu,
Pra servir-te a ti, Senhor.

Oh! que pura e santa delícia é


Aos teus santos pés me achar,
E com viva e reverente fé,
Com meu Salvador falar!
F.J.C. - W.H.D.

202 - MINHA POSSESSÃO ETERNA


Minha possessão eterna,
Mais que a vida, mais que o amor,
Mais que tudo que conheço
Es, meu Deus, meu Salvador.

Junto a ti, junto a ti, (bis)


Quero andar contigo sempre
Na jornada minha aqui.

Por prazer ou por descanso,


Não te venho suplicar;
Quero trabalhar sofrendo,
Mas contigo sempre andar.

Pelo vale tão sombrio


E também terrível mar,
Queira tua mão divina
Sempre, sempre me guiar.

Quando, pelas santas portas


Da feliz Jerusalém,
Eu puder entrar na glória,
Gozarei o eterno bem.
L.S. - S.J.V.

203 - MUI TRISTE EU ANDAVA


Mui triste eu andava, sem gozo e sem paz,
Mas eu hoje tenho alegria eficaz,
E, constantemente, bendigo ao meu Deus,
E é claro o motivo, pois sou de Jesus!

Eu sou de Jesus, Aleluia!


De Cristo Jesus, meu Senhor!
Não quero falhar, mas quero falar,
Andar e viver com Jesus!

Oh! alma turbada! Por que lamentar?


Em Cristo tu achas tesouros sem par.
Infinda alegria, poder, salvação;
Oh! vem hoje a Cristo, sem hesitação!
J.T.L. - B.D.A.

204 - NÃO SOU MEUPOR CRISTO SALVO


Não sou meu! Por Cristo salvo,
Que por mim morreu na cruz,
Eu confesso alegremente
Que pertenço ao bom Jesus.

Não sou meu! Oh! não sou meu!


Bom Jesus, sou todo teu!
Hoje mesmo e pra sempre,
Bom Jesus, sou todo teu!

Não sou meu! Por Ele remido,


Quando o sangue derramou;
Na sua graça confiando,
Que minha alma resgatou!

Jamais meu! A ti confio


Tudo quanto chamo meu;
Tudo nas tuas mãos entrego,
Pois, Senhor, sou todo teu.

Jamais meu! Oh! santifica


Tudo quanto sou, Senhor!
Da vaidade e da soberba,
Livra-me, meu Salvador!
D. IV. IV. -J.M.

205 - OH! BUSCAI NÃO AS RIQUEZAS


Oh! buscai não as riquezas
Deste mundo de incertezas;
As do céu não têm tristezas.
Oh! buscai-as! Sim, buscai!

Oh! buscai não as loucuras,


Que só trazem amarguras,
Mas delícias, santas, puras,
Oh! buscai-as! Sim, buscai!

Oh! buscai «Jesus primeiro,


Ao real, fiei cordeiro:
Nele hágozo verdadeiro.
Oh! buscai-as! Sim, buscai!

Sim, buscai o Deus bendito!


Seu amor é infinito,
Inefável, inaudito.
Oh! buscai-o! Sim, buscai!

Oh! buscai a santidade,


A pureza, a caridade;
Com temor, com humildade,
Oh! buscai-as! Sim, buscai!

De Jesus imitadores,
Sede bons trabalhadores
E buscai os pecadores.
Oh! busca-os! Sim, buscai!

Com amor, a convidá-los,


Ide agora procurá-los,
Pois Jesus mandou chamá-los.
Oh! buscai-os! Sim, buscai.
H.IV.M. - G.M.T.

206 - ONDE QUER QUE SEJA


Onde quer que seja, com Jesus irei;
Ele é meu bendito Salvador e Rei.
Seja para a guerra, por El’batalhar,
Ou para a campina, para semear.

Onde quer, onde quer que Deus me mandar,


Perto do meu Salvador eu quero andar!

Onde quer que seja, onde meu Salvador


Diz o coração que sente o seu amor,
Perto d’Ele seguro, bem seguro vou,
Onde quer que seja, pois, contente estou!

Seja, pois, para onde quer que me levar,


Acharei com Ele ali meu doce lar;
Onde quer que seja, sempre cantarei;
Tu, Senhor, comigo estás, não temerei.
J.H.B. - D.B.T.
207 - OS GUERREIROS
Os guerreiros se preparam para a grande luta;
E Jesus o capitão que avante os levará;
A milícia dos remidos marcha impoluta,
Certa que a vitória alcançará!

Eu quero estar com Cristo,


Onde a luta se travar.
No lance imprevisto
Na frente me encontrar,
Até que o possa ver na glória,
Se alegrando da vitória,
Onde Deus vai me coroar!

Eis, os batalhões de Cristo prosseguindo avante,


Não os vês com que valor combatem contra o mal?
Podes tu ficar dormindo, mesmo vacilante,
Quando atacam outros a Belial?

Dá-te pressa, não vaciles, hoje Deus te chama


Para vires pelejar ao lado do Senhor;
Entra na batalha onde mais o fogo inflama,
E peleja contra o vil tentador!

A peleja é tremenda; torna-se renhida,.


Mas são poucos os soldados para batalhar;
Oh, vem libertar as pobres almas oprimidas
De quem, furioso, as quer tragar!
P.L.M

208 - QUERO O SALVADOR COMIGO


Quero o Salvador comigo;
Eu sem Ele não posso andar.
Quero conhecê-lo perto,
No seu braço descansar.

Confiado no Senhor,
Consolado em seu amor,
Seguirei o meu caminho,
Sem tristeza e sem temor.

Quero o Salvador comigo,


Porque fraca é minha fé!
Sua voz me dá conforto,
Quando me vacila o pé.

Quero o Salvador comigo,


Dia-a-dia em meu viver;
Pela luz e entre sombras,
No conflito e no prazer.
Quero o Salvador comigo
Sábio guia e bom Pastor;
“Te passar além da morte,
Longe de perigo e dor”.
L.E – J.R.S

209 - QUERO SER UM VASO DE BÊNÇÃO


Quero ser um vaso de bênção,
Sim, um vaso escolhido por Deus,
Para as novas levar aos perdidos,
Boas novas que vêm lá dos céus.

Faze-me vaso de bênção, Senhor,


Vaso que leve a mensagem de amor!
Eís-me submisso pra teu serviço,
Tudo consagro-te agora, Senhor!

Quero ser um vaso de bênção


Para todos os dias fazer
Aos culpados que vivem nas trevas
O perdão de Jesus conhecer.

Quero ser um vaso de bênção,


Sim, um vaso de bênção sem par,
Avisando que crentes em Cristo
Jubilosos no céu hão de entrar.

Para ser um vaso de bênção


É mister uma vida real,
Uma vida de fé e pureza,
Revestida de amor divinal.
H.G.S. - W.E.E.

210 - SE EU TIVER JESUS AO LADO


Se eu tiver Jesus ao lado
E por Ele auxiliado,
Se por Ele for mandado
A qualquer lugar, irei.

Seguirei a meu bom Mestre; (3x)


Onde quer que for, irei.

Seja por caminho duro,


Espinhoso ou inseguro,
Em seus braços bem seguro,
Aonde me mandar, irei.

Males poderão cercar-me,


Ou perigos assustar-me,
Mas, se Cristo segurar-me,
Aonde me mandar, irei.

Quando terminar a vida,


Finda minha triste lida,
Não demorarei a ida,
Eu pra meu Senhor irei.
W.E.E. - I.D.S.

211 - NOSSO REDENTOR FOI PREPARAR


Nosso Redentor foi preparar
Um lugar de repouso e esplendor;
Brevemente chamará para casa a descansar,
Nós, os salvos, do mundo enganador.

Desejamos ir lá,
Desejamos ir lá;
Que alegria será,
Quando nós nos encontrarmos lá.

Nesta terra tesouros não há,


Que nos possam aqui segurar;
Desejamos ir ao céu onde Cristo já está,
Ao lugar onde iremos descansar.

Neste lar com Jesus, o Senhor,


Nós havemos de sempre reinar.
Vamos nós ali cantar novos hinos de louvor
Ao Cordeiro que veio nos salvar.
E.C.-J.B.V.

212 - TAL QUAL ESTOU


Tal qual estou, eis-me, Senhor.
Pois o teu sangue remidor
Verteste pelo pecador;
O Salvador, me achego a ti!

Tal qual estou, sem esperar


Que possa a vida melhorar,
Na tua graça a confiar,
Óh Salvador, me achego a ti!

Tal qual estou, e sem poder


As faltas podes preencher
E tudo quanto me é mister;
O Salvador, me achego a ti!

Tal qual estou, me aceitarás,


E tu minha alma limparás,
Com teu amor me cobrirás;
Salvador, me achego a ti!
IV.EE. - W.B.B.

213 - TENTADO,NÃO CEDAS


Tentado, não cedas, ceder é pecar,
Melhor e mais nobre, será triunfar.
Coragem, ó crente, domina teu mal,
Deus pode livrar-te de queda fatal.

Em Jesus tens a palma


Da vitória minha alma,
E também doce calma
Pelo sangue da cruz!

Evita o pecado, procura agradar,


A Deus a quem deves, no corpo exaltar
Não manches teus lábios com impura voz
Defende tua alma do vício atroz.

Sê manso e benigno, qual morto até,


Na rocha eterna, firma tua fé,
Verás se teu dito, de Deus é teu ser
T’ espera a coroa, tu podes vencer.
P.L.M. - H.R.P

214 - TEU DIVINAL AMOR


Teu divinal amor veio-me buscar;
Tudo com gratidão quero consagrar.
Aceita, meu Senhor, de um grato pecador
Tributo de louvor, dado com fervor.

Atende, meu Jesus, essa petição;


Tão débil sou, e mau é meu coração.
Teu nome a exaltar, a nova a publicar,
Teu reino a dilatar, vem-me habilitar.

Oh! dá-me mais paixão de um amor real,


Pra te servir e ser muito mais leal!
As almas a ganhar, sempre na luz a andar,
E os filhos teus a amar, vem-me habilitar.

Tudo o que sou, Senhor, eu le votarei;


Do mundo vil e mau nunca mais serei;
Teu rosto quando vir, amor no céu luzir,
A glória do porvir vou enfim fruir.
S.D.P.- IV.EE. - R.L.

215 - TROUXEMOS; Ó DEUS, A OFERTA


Trouxemos, ó Deus, a oferta ao Senhor,
Mercê divinal! emanada dos céus.
A ti entregamos cumprindo o dever,
Te damos daquilo que é bênção de Deus.

Reunidos aqui para t’agradecer,


A tua bondade nos bens temporais.
Ajuda teu povo poder sempre ter,
Cumprindo o dever para dar mais e mais.

Vem, Mestre celeste, a oferta aplicar,


A linda promessa de evangelizar;
As almas salvar por teu grande amor,
E o que desejamos com muito fervor.
A.A.C.

216 - TUA VONTADE EAZ-ME, Ó SENHOR


Tua vontade faz-me, ó Senhor,
Tu és oleiro, barro sou eu;
Quebra e transforma até que, enfim,
Tua vontade se cumpra em mim.

Tua vontade faz-me, ó Senhor,


Prova e sonda meu coração;
Lava e perdoa, é minha oração,
Pureza dá-me em te servir.

Tua vontade faz-me, ó Senhor,


Cura minhas chagas e minha dor;
Pois teu é Cristo todo poder,
Tua mão estenda em teu amor.

Tua vontade faz-me, ó Senhor,


Guia minha vida, meu Redentor;
Com teu poder enche meu ser,
E o mundo a Cristo em teu servo ver.

217 – TUDO, Ó CRISTO, A TI ENTREGO


Tudo, ó Cristo, a ti entrego,
Por ti tudo deixarei;
Resoluto, mas submisso,
Sempre a ti eu seguirei.

Tudo entregarei! Tudo entregarei!


Tudo, sim, Jesus bendito, por ti deixarei!

Tudo, ó Cristo, a ti entrego,


Corpo e alma eis-me aqui!
Todo o mundo eu renego,
Digna-te aceitar-me a mim!

Tudo, ó Cristo, a ti entrego,


Quero ser somente teu!
Tão submisso à tua vontade,
C om o os anjos lá no céu.

Tudo, ó Cristo, a ti entrego,


Oh! eu sinto teu amor
Transformar a minha vida
E meu coração, Senhor!

Tudo, ó Cristo, a ti entrego,


Oh! que gozo, meu Senhor!
Paz perfeita, paz completa!
Glória, glória ao Salvador!
J.W.V.V. - S.O.

218 - TU. QUE SOBRE A AMARGA CRUZ


Tu, que sobre a amarga cruz,
Revelaste teu amor;
Tu, que vives, ó Jesus!
Vivifica-nos, Senhor!

Vem, ó vem, Jesus, Senhor,


Nossas almas despertar!
Com teu santo e puro amor,
Vem, oh! vem nos inflamar!
Vem, oh! vem! nossas almas inflamar.

Eis o mundo tentador,


Procurando nos trair!
Sem teu fogo abrasador,
Prestes ‘stamos a cair.

Quantos, que corriam bem,


De ti longe agora vão!
Outros seguem, que também,
Sem amor e frios estão!

Vem agora consumir


Tudo quanto, ó Salvador.
Quer, altivo, resistir
Ao teu brando e doce amor!
H.M.

219 - A ÁGUA DA VIDAJESUSVOS DÁ


A água da vida Jesus vos dá
Livre, livremente!
Quem beber dela não morrerá!
Nunca, nunca, nunca!
Oh pecadores, sem exceção,
Vinde, vinde, vinde!
Cristo oferece-vos salvação.
Grátis, a todos que a buscam!
O Espírito e a esposa dizem: “Vem!”
Vem, bebe da “Agua da vida!”
Responda quem hoje sede tem:
“A fonte de Cristo eu vou.”
Esta água da vida corre,
Sempre, sempre, sempre!
Esta água da vida corre,
Corre hoje pra ti e pra mim!

Cristo prepara a mansão nos céus,


Livre, livremente!
Onde estareis, com o nosso Deus,
Sempre, sempre, sempre!
Lá não há morte, pecado ou dor,
Nunca, nunca, nunca!
Há só riquezas de eterno valor;
Cristo as promete aos que o amam.

Jesus vos dá veste nupcial,


Livre, livremente!
Jesus vos chama ao festim real,
Cedo, cedo, cedo!
E para aqueles que nele crêem,
Hoje, hoje, hoje!
Todas as glórias do mundo além
Cristo revela aos que o amam.
F.C.W.-B.B.

220 - ÀS NAÇÕES UMA HISTÓRIA


As nações uma história nós temos,
Uma história cheia de paz;
Das trevas nos encaminhou,
A quem hoje é Rei, Jesus.
A quem hoje é Rei, Jesus.

Pois a treva se volve aurora


Qual um dia em esplendor.
E Cristo sim reinará aqui,
Num reino de luz e amor.

As nações doce canto nós temos,


Que ao Senhor as vai soerguer.
Desfaz as barreiras da guerra
E as armas faz perecer.
E as armas faz perecer.

Às nações Salvador inda temos,


Que penou, morreu sobre a cruz.
A fim de que todos os povos
Viessem das trevas à luz.
Viessem das trevas à luz.
C.S. -H.E.W.

221 – AVANÇAI, AVANÇAI


Avançai, avançai, derramai essa luz
Sobre os povos da terra que não têm Jesus!
Ide, pois, diz o Mestre. De vós quem irá,
Observando o preceito que Ele nos dá?
Confiai no Senhor; não tenhais mais temor;
Avançai, com Jesus, avançai!
Avançai, avançai, com a Bíblia na mão:
Proclamai às nações divina remissão.
Encarai os perigos com fé .èm Jesus;
Se sofrermos aqui, reinaremos em luz.
Vinde crentes, lutai! Nos trabalhos entrai,

Avançai, sem temor, avançai!

Avançai, avançai, a pregar aos milhões


Que perecem nas trevas e sem salvação.
E por eles também foi que o Justo morreu,
Que na terra pobreza e insultos sofreu.
Proclamai redenção. Em Jesus há perdão!
Avançai, com amor, avançai!
I.B.W.

222 - AVANTEÍ AVANTE!


Avante, avante, ó crentes!
Soldados de Jesus!
Erguei seu estandarte,
Lutai por sua cruz!
Contra hostes inimigas,
Ante essas multidões,
O comandante excelso
Dirige os batalhões.

Avante, avante, ó crentes!


Por Cristo pelejai!
Vesti sua armadura.
Em seu poder marchai!
No posto sempre achados,
Velando em oração:
Por meio de perigos
Seguindo o Capitão!

Avante, avante, ó crentes!


Com passo triunfal!
Hoje há combate horrendo!
Mui cedo a paz final!
Então, eternamente
Bendito o vencedor,
Por Deus vitoriado
Com Cristo, o Salvador!
G .D . -G.J.W

223 - BUSCOU-ME COM TERNURA


Buscou-me com ternura
Jesus, o bom Pastor;
Achou-me na miséria,
Salvou-me com amor.
No céu cantaram de alegria
Os anjos, sim, em harmonia.

Oh! que amor glorioso!


Preço tão grandioso
Que Jesus por mim na cruz pagou;
Inaudita graça me mostrou!

Ferido, abandonado,
Jesus me socorreu;
E segredou-me: “Achei-te;
De agora em diante és meu”.
Tão meiga voz jamais ouvi;
Prazer maior jamais senti.

Jesus mostrou-me as chagas


Que em meu lugar sofreu;
Coroa, mas de espinhos;
A cruz que padeceu.
Que poderia em mim achar,
Pra tais afrontas suportar?

Minha alma embevecida,


Seu rosto a contemplar,
Recorda as muitas bênçãos
Do seu amor sem par;
Louvor e glória e adoração
Tributa-lhe meu coração!

Enquanto as horas passam,


Eu tenho gozo e paz,
E aguardo o meu bom Mestre,
Que tão feliz me faz;
Jesus a mim virá buscar,
E, então, pra sempre irei gozar.
W.S.W – A.J.G
224 - CAI A SEMENTE NO FRESCOR
Cai a semente no bom frescor,
Cai outras vezes do sol no ardor.
Cai na doçura da viração,
Cai na tristeza da escuridão.
Oh! qual será a colheita além,
A colheita além?

Sempre lançada com força ou langor,


Com ousadia, com medo e temor,
Já ou nas eras do mundo porvir,
Certo a colheita,
A colheita nos tem de vir.

Sobre os rochedos irá murchar,


Ou nas estradas se esperdiçar,
Entre os espinhos se vai perder,
Ou nas campinas enflorescer,
Oh! qual será a colheita além,
A Colheita além?

Há sementeiras só de amargor,
Há de remorso e de negro horror.
Há de vergonha e de confusão,
Há de miséria e de perdição,
Oh! qual será a colheita além,
A colheita além?

Em prantos vai o semeador;


Chora os estorvos do seu labor,
Ou jubiloso, a fazer festim,
Nutre esperanças de nobre fim.
Oh! qual será a colheita além,
A colheita além?

Vale-me, ó grande semeador!


Dá-me a semente do teu labor!
Eu vou servir-te, meu Rei Jesus!
Quero contigo ceifar na luz,
Oh! qual será a colheita além,
A colheita além?
E.S.O. - P.PD.

225 - CEIFEIROS DA SEARA SANTA


Ceifeiros da seara santa,
Quão poucos, facos sois!
Mas forte é Cristo, vosso Mestre;
Avante,''avante, pois!

Os que esperam no Senhor renovar-se-ão;


Crescerão em vigor, subirão até as alturas
Correrão e, sem fadiga, andarão;
E, sem se cansar,
Voarão; e, sem fadiga, como águias serão.

Cansados, tristes, sem alento,


Deixai-vos de chorar!
Se tendes tão ingente Mestre,
Por que desanimar?

Jesus está conosco sempre


Até o dia final.
Coragem, pois, irmãos avante,
Na obra sem igual.
W.E.E – J.M.C

226 - CRISTO COMANDANTE


Cristo comandante sempre nos será,
Na batalha santa sempre à frente está,
Nunca as suas hostes abandonará
Seguiremos ’té o fim.

Sempre avante! Manda o general;


Sempre avante! Guerra contra o mal!
Firmes, fortes, nunca vacilar!
Com Jesus havemos de vencer.

Seu pendão glorioso vamos defender,


Hostes inimigas sempre combater,
Nosso comandante certo vencerá,
Vamos por Jesus lutar.

Nesta atroz batalha temos proteção,


Quando, enfim, em coro, junto à multidão,
Formos dar louvores todos em canção,
Oh! que perenal prazer!
S.F.A.B. - - G.C.T.

227 - CRISTO SALVA O PECADOR


Cristo salva o pecador,
Lava o negro coração;
Ao contrito, com amor,
Oferece salvação.

Confiai em seu poder,


Confiai em seu amor;
Crede, pois, que Cristo quer
Libertar o pecador.

Cristo salva o pecador


E concede-lhe perdão,
Aceitai o bom Senhor;
Aceitai de coração.

Vinde todos e achareis


Paz e luz no redentor;
Vinde, e então recebereis
Vida eterna do Senhor.
E.N. N

228 - DO TEU PECADO TE QUERES LIVRAR?


Do teu pecado te queres livrar?
Seu sangue tem poder, sim tem poder.
Almejas tu do maligno escapar?
Seu sangue tem este poder.

Há poder, sim, força sem igual,


Só no sangue de Jesus;
Há poder, sim, prova-o pecador.
Oh! aceita o dom de Jesus!

Com vaidade desejamos findar?


Seu sangue tem poder, sim, tem poder.
Vícios, paixões, queres tu dominar?
Seu sangue tem este poder.

Teu coração queres purificar?


Seu sangue tem poder, sim, tem poder.
Todas as manchas te pode tirar;
Seu sangue tem este poder.

Queres entrar no serviço real?


Seu sangue tem poder, sim, tem poder.
Queres também ser um servo leal?
Terás no seu sangue o poder.
L.E.J

229 - EIA AVANTE, CRENTES


Eia avante, crentes, já na guerra entrai!
“Lombos bem cingidos”, fortes pelejai!
O seu estandarte hoje desfraldai,
Jesus seguindo, pela cruz lutai.

Eia avante, crentes! Caminhai na luz!


A vitória é certa, ganha por Jesus!

Grande e forte sempre é o bom Jesus;


Nunca foi vencida sua santa cruz;
E, seguindo a Ele, tudo vencereis;
Mais que vencedores, mais, sim, vós sereis.

Reis e potestades desfalecerão,


Reinos deste mundo cedo passarão;
Sempre triunfante, Cristo marchará.
Seu bendito reino nunca acabará.
S.B.G. - F.R.H.

230 - EIA! CRENTES DESTEMIDOS


Eia! crentes destemidos
Da verdade convencidos,
Para a luta apercebidos,
No combate entrai!
Eis que surgem, aleivosos,
Erros grandes, perniciosos;
Nestes tempos perigosos
Vossa fé mostrai!

O dever vos chama!


Vosso Deus proclama
A santa lei do Cristo Rei,
Que vosso ardor reclama.
Confessai, pois, resolutos,
Fervorosos, incorruptos,
E com lábios impolutos: Deus, verdade e fé!

Vós, por Cristo libertados,


Não sejais escravizados!
Os direitos alcançados
Firmes alegrai.
Salvação por homens dada,
Paz fingida, paz comprada,
Lei de Deus falsificada,
Tudo rejeitai!
R.H.M.

231 - EIS MARCHAMOS


Eis marchamos para aquele bom país,
Onde o crente, sim, é Cristo quem o diz,
Com seu Salvador, pra sempre ali feliz,
Vai com Ele descansar.
Trabalhemos, pois, com zelo e com vigor,
Constrangidos pelo seu imenso amor;
Trabalhemos pelo nosso Salvador;
Eis que a vida vai findar!

Acordai! Acordai!
Despertai! Despertai!
E cantai! Sim, cantai!
O Senhor não tardará!
Eis marchamos para aquele bom país,
Onde o crente, sim,
E Cristo quem o diz,
Com seu Salvador, pra sempre ali feliz,
Vai com Ele descansar.

Eis conosco nosso insigne Capitão,


Que nos assegura a eterna salvação!
Eis da santa fé o invicto pavilhão!
Vamos, vamos trabalhar!
Eia avante! Nada temos a temer.
Por Jesus havemos sempre de vencer!
Trabalhemos, pois, até o amanhecer,
E o trabalho aqui findar.

Revestidos da confiança de Jesus,


Como servos seus, e filhos, sim, da luz,
Gloriando-nos em Cristo e sua cruz,
Vamos, vamos, trabalhar?
Os perdidos vamos com amor buscar,
Aos desesperados vamos declarar
Que Jesus ‘stá pronto todos a salvar!
Oh! sim, vamos trabalhar.
M.H.W

232 -EIS O ESTANDARTE


Eis o estandarte, tremulando à luz!
Eis a sua divisa: “c’roa sobre cruz!
Para a santa guerra Ele vos conduz.
Quem quer alistar-se sob o Rei Jesus?

Eis o estandarte, tremulando à luz.


Eis a sua divisa: c’roa sobre cruz!

Guerra contra as trevas! Guerra contra o mal


E contra o pecado: guerra divinal!
Guerra contra o mundo! Nela quem entrar
Há de, sem reserva, tudo abandonar.

Tudo soa duro? Receais a cruz?


Não vos envergonhe a graça de Jesus
O irmãos, lembrai-vos quem por Ele sofrer,
A coroa, da sua mão, há de receber!

Nesta santa guerra desejais lutar?


E a c’roa de glória lá no céu ganhar?
A quem quer segui-lo, eis que diz Jesus:
“Negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz”.

Salvador, eu hoje venho me render;


Só por ti vencido poderei vencer;
Só contigo morto sempre viverei;
Tomo agora a tua cruz, meu bondoso Rei!

Sob teu estandarte marcharei, Jesus!


Sua divisa é minha: c’roa sobre cruz!
H.M.W.-J.G.

233 - EIS OS MILHÕES


Eis os milhões, que, em trevas tão medonhas,
Jazem perdidos sem o Salvador!
Quem, quem irá as novas proclamando
Que Deus, em Cristo, salva o pecador?

“Todo o poder o Pai me deu,


Na terra como lá no céu!
Ide, pois, anunciar o Evangelho,
E eis-me convosco sempre!”

Portas abertas, eis por todo o mundo!


Cristãos, erguei-vos; já avante andai!
Crentes em Cristo; uni as vossas forças,
Da escravidão os povos libertai.

“Oh! vinde a mim!”, a voz divina clama;


Vinde, clamai em nome de Jesus.
Pra nos salvar da maldição eterna,
Seu sangue derramou por nós na cruz.

O Deus, apressa o dia glorioso,


Em que os remidos todos se unirão,
E em coro excelso, santo, jubiloso,
Pra todo o sempre, glória a ti darão!
J.M

234 - É O TEMPO DE SEGAR


E o tempo de segar e tu sem vacilar,
Declaraste sem temor:
“Não posso trabalhar?”
Vem, enquanto Cristo, o Mestre, está a te chamar:
’’Jovem, jovem, ó vem trabalhar!”

Vem e vê os campos brancos já estão,


Aguardando braços que os segarão;
Jovem, desperta, faz-te pronto e alerta.
Queiras logo responder:
“Eis-me aqui, Senhor”.
Olha que a seara bem madura está;
Que colheita gloriosa não será!
Jovem, desperta.
Faz-te pronto e alerta!
Poucos dias são que restam para o segador!

As gavelas que recolhes: jóias de esplendor


Brilharão na tua coroa e darão fulgor;
Busca logo essas jóias, Deus é premiador;
Jovem, jovem, entra no labor!
A manhã já vai passando não mais voltará;
Da colheita o tempo brevemente findará;
E perante o teu Senhor vazio t’acharás;
Jovem, jovem, obedece já.
P.L.M. - C.H.G.

235 - ERGUEI-VOS CRISTÃOS


Erguei-vos, cristãos! O clarim já soou!
A guerra vos chama o que vos libertou.
Os lombos cingindo, nas armas pegai!
A sombra da cruz corajosos lutai.

Sede heróis! Sede heróis!


Sede heróis e por Cristo lutai!

De perigos cercados, não tenhais mais temor,


Sem m edo segui vosso bom Salvador!
Na santa peleja ousados entrai!
A sombra da cruz corajosos lutai!

As hostes das trevas ide já encarar.


E das suas mãos os cativos livrar!
Valentes, a vossa firmeza mostrai!
A sombra da cruz corajosos lutai!
H.M.W. W.B.B.

236 - ESCUTA A VOZ DE MEU JESUS


Escuta a voz de meu Jesus:
Segue-me, vem, segue-me
Guiar-te-ei à eterna luz;
Segue-me, vem, segue-me.
Por ti eu toda a lei cumpri;
Por ti o amargo fel bebi;
Por ti a morte já sofri;
Segue-me, vem, segue-me.

Liberto dos pecados teus,


Segue-me, vem, segue-me.
Guiar-te-ei aos altos céus;
Segue-me, vem, segue-me.
Oh! quantas vezes te chamei,
E tu quebraste a minha lei;
Mas fiador teu eu fiquei;
Segue-me, vem, segue-me.

Em mim tu podes descansar;


Segue-me, vem, segue-me.
Vem teus cuidados me entregar;
Segue-me, vem, segue-me.
Eu sou teu Deus, teu salvador;
Eu te amo muito, ó pecador;
Oh! deixa todo o teu temor;
Segue me, vem, segue-me.

Sim, meu Jesus, te seguirei,


Seguirei, sim, seguirei.
Por ti eu tudo deixarei,
Deixarei, sim, deixarei.
Mui débil sou, e sem valor;
Sem ti não posso andar, Senhor;
Mas enche-me do teu vigor!
Seguirei, sim, seguirei!
S.L.G.

237 - É TEMPO, É TEMPO


E tempo, é tempo, o Mestre está chamando já!
Marchar, marchar, confiando em seu amor!
Partir, partir, a salvação a proclamar,
Com a palavra santa do bom Salvador!

Marchar, sim, avante!


Marchar, erguendo o pendão real! Avante!
Sim, avante, unidos, firmes sempre a avançar.
Glória, glória,
Eis que canta a multidão!
Consagrando todo o vosso coração,
Pra Jesus obedecer,
Seu querer executar,
Entoai louvores altos! Avançar!

“Queremos luz” - é o grito das nações pagãs,


Que vêm atravessando o imenso mar.
Ir já, sim, já, levando novas de amor,
Sem esquecer também aqui de semear.

Desperta, Igreja! O teu poder vem exercer,


A todos faze Cristo conhecer;
A tua mão estende com paciente amor;
Esforça-te da morte eterna a os deter.

Igreja, alerta! O dia prometido vem,


Quando aclamado o Salvador será;
Por toda parte o bem amado Redentor
Eterna glória, honra e louvor terá.
F.G.T. -J.R.C.

238 - EU QUERO TRABALHAR


Eu quero trabalhar pra meu Senhor.
Levando a palavra com amor;
Quero eu cantar e orar
E ocupado quero estar,
Sim, na vinha do Senhor.

Trabalhai e orai,
Na seara e na vinha do Senhor.
Meu desejo é orar
E ocupado sempre estar,
Sim, na vinha do Senhor.

Eu quero, cada dia, trabalhar,


Escravos do pecado libertar;
Conduzi-los a Jesus
Nosso guia, nossa luz,
Sim, na vinha do Senhor.

Eu quero ser obreiro de valor,


Confiando no poder do Salvador;
Se quiseres trabalhar,
Acharás também lugar,
Sim, na vinha do Senhor.
J.T.L-L.B.

239 - GRATA NOVA DEUS PROCLAMA


Grata nova Deus proclama
Hoje, ao mundo pecador,
Doce nova revelada,
Lá na cruz do Salvador;
Cego e desviado, o homem,
Dos caminhos do Senhor;
Desconhece e desconfia
Deste Deus, o Deus de amor.

Grata nova, doce nova,


Vem dos lábios do Senhor.
Escutai com alegria:
“Deus é luz, Deus é amor”.

Com ofertas e obras mortas,


Sacrifícios, sem valor;
Enganado, pensa o homem
Propiciar seu Criador;
Meios de salvar-se inventa,
Clama, roga em seu favor
A supostos mediadores,
Desprezando o Deus de amor.

Luz divina, resplandece,


Mostra ao triste pecador
Que na cruz estão unidos
A justiça e o amor;
Fala aos corações feridos,
Mostra-te Deus Salvador;
E sem fim proclamaremos:
“Deus é luz, Deus é amor”.
A.S.

240 - HÁ TRABALHO PRONTO


Há trabalho pronto para ti, cristão;
Que demanda toda a tua devoção;
Vem, alegremente, a Cristo obedecer,
Pois só tu, ó crente, o poderás fazer!

Por Jesus a trabalhar,


Prontamente, fielmente, trabalhar!
Em servi-lo, que prazer!
E só tu, crente, o poderás fazer.

Para cada crente, o Mestre preparou


Um trabalho certo, quando o resgatou,
E o trabalho a que Jesus te chama aqui,
Como será feito, se não for por ti?

Pode ser humilde, mas se for p’ra Deus,


Ele é contemplado lá dos altos céus.
E o esforço feito não será em vão,
Se tiver de Cristo, plena aprovação!

Quanto há perdidos, sem a salvação!


Quantos que precisam de consolação!
Como Cristo os ama, fá-los entender,
Pois só tu, ó crente, o poderás fazer!
W.T.M. -M.VV.

241 - LEVA TU CONTIGO O NOME


Leva tu contigo o nome
De Jesus, o Salvador;
Este nome dá conforto
Sempre, seja onde for.

Nome bom, doce à fé,


a esperança do porvir (bis)

Este nome leva sempre


Para bem te defender;
Ele é a arma a o teu alcance,
Quando o mal te aparecer.

Oh, que nome precioso!


Gozo traz ao coração;
Sendo por Jesus aceito,
Tu possuis seu perdão.
Santo nome, adorável,
Tem Jesus, o amado teu,
“Rei dos reis, Senhor eterno”
Tu o aclamarás no céu.
L.B. - W.D.

242 - LIVRES DO MEDO TEMOS FICADO


Livres do medo temos ficado;
Cristo morreu, levando o pecado;
Eis o resgate: o pacto se fez;
Fomos remidos de uma vez!

De uma vez! Oh! sim, acredita!


O pecador, tens sorte bendita!
Tudo Jesus, por nós, satisfez!
Cristo salvou-nos de uma vez!

Ao malfeitor, que a pena merece,


Vida e perdão Jesus oferece;
Clama por graça, com avidez,
Cristo te acolhe de uma vez!

Graça real! Nao há mais castigo:


Temos a paz sem medo e perigo!
Vestes reais, não triste nudez;
Cristo enriquece de uma vez!
F.P.B. - S.P.K.

243 - NÃO TE IMPORTA SE ALGUÉM


Não te importa se alguém dos amigos morrer
Sem ter conhecimento de Cristo?
Deixas que no juízo ele venha a dizer:
“A mim nunca falaram de Cristo”.

Não me falaram de Cristo!


Não me falaram de Cristo!
Tantos vi que salvou,
Mas ninguém se importou
De falar-me da graça de Cristo!

Não te importa que as almas, preciosas a Deus,


Oh! não sejam levadas a Cristo?
Pois dirão quando Cristo vier outra vez:
“A mim nunca falaram de Cristo”.

Não te importa se entrares sem jóias no céu


Por não teres trazido alma a Cristo?
Oh! não venhas tu ser acusado de réu
Por não teres falado de Cristo!
Não te cales jamais, pede a Deus graça,
Irmão, para dar testemunho de Cristo,
Pra ninguém no juízo exclamar com razão:
“A mim nunca falaram de Cristo”.
F.A.B. - C.H.G.

244 - NUMA ORGIA NEFANDA


Numa orgia nefanda,
O rebelde Belsazar,
Com os grandes do seu reino,
Todos eles a folgar,
Com espanto pararam
Quando o rei estremeceu:
Na parede a mão divina
Escrevendo, apareceu.

Lá no céu a mão de Deus!


Lá no céu a mão de Deus!
Vê qual seja a tua sorte
A tua vida ou morte:
Lá no céu escreve a mão de Deus.

No palácio, os festivos
Nobres não souberam ler
Tal escrita na parede;
Logo, o rei, todo a tremer.
Vir mandou bem depressa
O cativo Daniel
Que, do escrito na parede,
Deu a tradução fiel.

A sentença foi grave


Ao monarca dos caldeus,
Que vivia no pecado,
Sem temor nenhum de Deus:
“O teu reino passou-se;
Na parede escrito está;
Na balança da justiça
A tua alma em falta está”.

Tua vida, ó amigo,


Nesta hora escrita está;
O registro dos teus atos
Deus, no céu, escreve já.
Que Jesus, pois, te faça
Tal escrita compreender,
Que, em havendo tempo, possas
Sua graça receber.
K.S. - L.D.S.
245 - Ó CRISTÃOS, EIA AVANTE
Ó cristãos, eia avante, avante!
Por Jesus e sua igreja lutar;
Co’a Palavra, essa espada flamante,
Vamos, vamos, irmãos pelejar.

Ó cristãos, sempre avante na lida!


O Evangelho, com fé, a pregar;
Ao trabalho o Senhor nos convida,
Vamos, pois, com Jesus, pelejar.

Ó cristãos, eia avante, avante!


Boa nova aos perdidos levar;
Por cidades e vilas adiante,
Salvação vamos nós proclamar.

Ó cristãos, eia avante, avante!


Pois a aurora já vemos raiar,
Desse dia em que vem triunfante
Neste mundo há de sempre reinar.

Ó cristãos, eia avante, avante!


Vexilários de fé vamos ser;
E a vanguarda do exército brilhante,
Que gloriosa vitória há de ser.

Ó cristãos, eia avante, avante!


Com coragem, sem nada temer;
Com Jesus divinal comandante,
Nós havemos, irmãos, de vencer.
A.T.S.

246 - O ESTANDARTE DESTA IGREJA


O estandarte desta igreja
Levantemos sem temor!
Ela é a muito amada esposa
Do bendito Salvador.
E Jesus o comandante
Verdadeiro, que a conduz.
Somos nós os seus soldados
Nesta Igreja de Jesus.

Resolutos avançai,
Trabalhando por Jesus!
O estandarte levantai,
Espalhando a sua luz!

Ó igreja, dediquemos
Nossos corpos ao Senhor!
Nno devemos ser escravos
Do sagaz enganador.
As riquezas são-nos dadas
Pela terna mão real,
E o Senhor do céu observa
Se fazemos bem ou mal.

Graça e glória a ti pertencem,


O esposa do Senhor!
Sê então um instrumento
De salvar o pecador;
Pois até os fins do mundo
Cristo mesmo reinará,
E o domínio do Evangelho
Toda a terra abrangerá.
R.E.N. - T.C.O.

247 - OH! CONVIDAI-OS; POIS HÁ LUGAR


Oh! convidai-os, pois há lugar
No banquete celestial!
Sim, ide ajuntá-los e a casa enchei
De famintos do pão real.

Pelos caminhos, pelos valados,


Oh! ide, sim, proclamar
Que tudo, tudo já pronto está
Que tudo, tudo já pronto está
Não há de faltar lugar!

Oh! convindai-os, pois há lugar


Para todos que queiram vir!
Não sabem do amor eternal de Deus,
Que com gozo nos quer ouvir.

Oh! convidai-os, pois há lugar!


E mensagem de um Deus de amor!
Deveis convidá-los, sem exceção,
Ao banquete do Salvador!
F.J.C. - S.L.G. - G.C.

248 - VINDE A MIM


Oh! vinde a mim! Diz vosso Salvador,
Vosso advogado, vosso Redentor,
O bom Pastor, o vosso eterno Rei:
“Sim, vinde a mim, e Eu vos aliviarei”.

Vinde a mim! Vinde a mim!


Vinde a mim! Eu vos aliviarei!

Tristes, cansados, todos vinde a mim!


Não desprezeis a quem vos chama assim.
Vinde, fugi do tentador falaz!
Oh! vinde a mim, e eu vos darei a paz!

Oh! vinde a mim, gentios e judeus.


Todos o povos! Quem vos chama é Deus.
Vinde e tereis a grande salvação!
Sim, vinde a mim, e eu vos darei perdão.

Paz e perdão, descanso e vida além


São privilégios dos que a Cristo vêm.
Ó convidados ao festim real,
Sim, vinde ao lar, à casa paternal!
M.N. - G.C.L.

249 - O SENHOR DA CEIFA


O Senhor da ceifa está chamando:
Quem que ir por mim a procurar
Almas, que, no mundo, vão chorando,
Sem da salvação participar?

Fala Deus! Fala Deus!


Toca-me com brasas do altar;
Fala Deus! Fala Deus!
Sim, alegre atendo ao teu mandar.

O profeta a Deus se aproximando,


Considera-se um pecador,
Mas, o fogo santo o queimando,
Torna-o útil para o seu Senhor.

Muitos são os que vão expirando,


Sem ter esperança de ver Deus:
Vai depressa lhes anunciando
Que Jesus nos leva para os Céus.

Breve, os trabalhos serão findos


Bênçãos vão os servos desfrutar;
E Jesus os saudará: "‘Bem-vindos” .
Esta glória espero alcançar.
O.N

250 – OUVE, A VOZ DIVINA CLAMA


Ouve! A voz divina clama:
“Quem irá a trabalhar?”
Ricos campos nos convidam,
Hoje entremos a ceifar!
Alto e forte o Mestre chama;
Galardão te oferta ali.
Quem responderá dizendo:
“Manda-me! Estou pronto aqui!”
Corre! Aponta aos pecadores
O benigno Salvador;
Vai conduze os cordeirinhos
Ao regaço do Pastor.
Leva às almas doloridas
Novas de consolação;
Vai! Publica a todo o mundo:
“Em Jesus há salvação!”

Ah! Não digas, ocioso:


“Eu não tenho que fazer!”
Eis os povos que falecem!
- Multidões a perecer!
Olha o Mestre que suplica!
Ouve a voz chamando ali!
Oh responde sem demora:
“Manda-me! Estou pronto aqui!”
DM - S.P.K. S.PG

251- OUVI O SALVADOR DIZER


Ouvi o Salvador dizer:
“Vem descansar em mim,
E no meu peito encontrarás
Consolação sem fim.”
Vim a Jesus, trazendo-lhe
Meu triste coração;
Achei abrigo, gozo e paz,
Achei consolação.

Ouvi o Salvador dizer:


“De graça eu sempre dou
As águas vivas; vem beber.
Da vida a fonte eu sou.”
Vim a Jesus e me prostrei.
As águas e bebi;
Jamais a sede sentirei,
Estando sempre aqui.

Ouvi o Salvador dizer:


“Do mundo eu sou a luz;
Oh! vem a mim, que qual farol
Te guio desde a cruz.”
Vim a Jesus, e Nele achei
O sol que brilha em mim;
E nessa luz eu andarei
Até da vida o fim.
H.B.- H.M.W. - J.B.D.
252 - POR JESUS VAMOS PELEJAR
Por Jesus vamos pelejar,
Prosseguindo o nosso andar;
E com Ele, então, no céu
Nós iremos a paz gozar.

Lutemos todos contra o mal,


E vamos a Jesus seguir;
Ele é o nosso General,
E a glória do porvir!

Em Jesus temos nós poder;


Avancemos já, sem temer;
Confiando no Seu amor
Vamos lutar até vencer!

Crentes, para Jesus olhai!


Pela fé, sempre sim lutai!
Ao inimigo, ó combatei!
O Evangelho anunciai!

A Escritura nos diz assim,


Que Jesus é pra ti e mim.
O caminho, a luz veraz,
Que nos leva ao céu, enfim.
J.T.L.

253 - POSSO, TENDO AS MÃOS VAZIAS?


Posso, tendo as mãos vazias,
Com Jesus eu me encontrar?
Nada fiz, e vão-se os dias,
Que lhe posso apresentar?

Posso tendo as mãos vazias?


Com Jesus eu me encontrar?
Quantas almas poderia
Ao Senhor apresentar?

Não mais temerei a morte:


Vencerei por salvo estar;
Qual será a minha sorte,
Se no véu vazio entrar?

No celeste lar entrando,


Como irei ao Salvador?
Quantas almas irei levando
Para meu fiel Senhor?

Do pecado, preso em elos,


Passei anos em vão labor;
Quem me dera reavê-los
Pra servir ao meu Senhor?

Despertemos, já é dia,
Trabalhemos com fervor
E levemos com alegria
Muitas almas ao Senhor!
S.L. - G.C.S.

254-PRA TODO PERDIDO NAS TREVAS


Pra todo perdido nas trevas do mal
Jesus é a luz do mundo!
Do sol no esplendor não encontra rival:
Jesus é a luz do mundo.

Vem para a luz, pois brilha por ti;


Dentro do peito, alegre, a senti;
Vendo-a do mal a Deus eu corri;
Jesus é a luz do mundo!

Do reino das trevas nós vimos Jesus;


Jesus é a luz do mundo!
Andamos seguros na trilha da cruz;
Jesus é a luz do mundo!

Ó cegos, que a terra do mal habitais,


Jesus é a luz do mundo!
Na Bíblia se encontra essa luz que buscais;
Jesus é a luz do mundo!

Do brilho do sol não carecem os céus;


Jesus é a luz do mundo!
Pois brilha o Cordeiro no templo de Deus;
.Jesus é a luz do mundo!
F.P.B. -A.B.

255-PROCLAMAI A TODO O MUNDO


Proclamai a todo o mundo que Jesus é Rei!
Proclamai! Proclamai!
Proclamai que suave e santa é sua magna lei!
Proclamai! Proclamai!
Proclamai que Ele é nosso Salvador Jesus,
Pois sofreu por nós, pregado na sangrenta cruz;
Que Ele ao reino eterno os salvos em amor conduz!
Proclamai! Proclamai

Proclamai que reina sempre nosso Salvador!


Proclamai! Proclamai!
Que por certo de Seu reino tem o santo amor!
Proclamai! Proclamai!
Proclamai aos infelizes que Ele vive lá,
E aos cansados e contritos, que descanso dá;
Proclamai aos pecadores que Ele os salvará
Proclamai! Proclamai!

Proclamai que, em breve, sobre as nuvens descerá!


Proclamai! Proclamai!
E com todos os Seus santos em fulgor virá!
Proclamai! Proclamai!
E que, sem demora, venham todos se render,
E fiéis e dedicados servos Dele ser;
Sim, estejam prontos quando o Rei dos reis vier!
Proclamai! Proclamai!
F.R.H. - H.M.W. - I.D.S.

256-QUANDO O SOL BRILHAR


Quando o sol brilhar em qualquer lugar,
Tu precisas de Jesus;
Quando escurecer, tudo fenecer,
Tu precisas de Jesus.

Eu preciso de Jesus!
Tu precisas de Jesus!
Pecador vem para a luz,
Que resplandeceu na cruz,
Tu precisas de Jesus!

Pra obter perdão, plena salvação,


Tu precisas de Jesus;
Para caminhar firme, sem errar,
Tu precisas de Jesus.

Mesmo havendo paz, calma mui veraz,


Tu precisas de Jesus.
Na perseguição, na tribulação;
Tu precisas de Jesus.

Quando a morte entrar em teu próprio lar,


Tu precisas de Jesus.
Ante o tribunal, decisão final;
Tu precisas de Jesus.
E.C. - J.E.R.

257 - QUE ALICERCE TENDES


1. Que alicerce tendes pra construir
Uma casa firme pra resistir
Grande tempestade que há de chegar
E a instável casa há de derrubar?

Nossa morada na rocha está;


Firme e segura ela ficará;
Quando o temporal contra ela der
Há de resistir todo o seu poder.

2. Como faz a areia na fundação,


Fazem nossas obras na salvação,
Pois alguém que só em si mesmo crê
No Senhor Jesus inda não tem fé.

3. Os cristãos, porém, que deveras crêem,


Pelas obras mostram a fé que têm;
Sua fé firmada no Salvador,
Na maior procela, ei-los sem temor!
P.J.O. - S.E.M. - W.J.K.

258 - QUE DOCE VOZ


1. Que doce voz tem meu Senhor!
Voz de amor tão terna e graciosa
Que enche o coração, dá consolação
Que só o crente goza.

Qual maior prazer, que lhe ouvir dizer:


“Vem, meu filho, vem escutar
O que eu fiz por ti, tudo que sofri
Na cruz pra te resgatar?”

2. Jesus com voz meiga a chamar;


A envidar mui grandes esforços
Para me fazer Sua voz saber
E andar sem mais remorsos.

3. Chamou-me não só uma vez;


Tantas ’té que eu, triste, humilhado,
Pude a voz ouvir, pude então sair
Das garras do pecado.

4. Jesus não me deixa sofrer,


Sua voz me ensina o caminho
De vencer o mal, com brandura tal
Que nunca estou sozinho.
M.A.S. - C.A.M.

259 - QUEM É QUE VAI COM JESUS ESTAR


1. Quem é que vai com Jesus estar
Lá no céu? Lá no céu?
Quem dessa graça vai desfrutar?
Vais tu? Vou eu?
Quem vai provar esse santo amor,
Longe de toda a tristeza e dor,
Junto com Cristo, seu Salvador?
Vais tu? Vou eu?
2. Logo o cristão vai deixar a cruz
Lá no céu? Lá no céu?
Ter coroa de glória e luz
Vais tu? Vou eu?
Vai, sim, de Cristo o semblante ver,
Suas palavras ouvir, e ter
Gozo de celestial prazer?
Vais tu? Vou eu?

3. Quem vai ainda querer entrar


Lá no céu? Lá no céu?
Pois se dirá: “Não há mais lugar”.
Vais tu? Vou eu?
Quem vai parar na miséria atroz,
Sem mais ouvir a celeste voz?
Vai, por desgraça, qualquer de nós?
Vais tu? Vou eu?

4. Quem vai ter parte na adoração,


Lá no céu? Lá no céu?
Que os remidos a Deus darão?
Vais tu? Vou eu?
Quem, com o coro celestial,
Parte terá no louvor real;
Livre de todo o poder do mal?
Vais tu? Vou eu?
J.M. – S.E.

260 - QUEM ESTÁ AO LADO


1. Quem está ao lado do bom Salvador,
Pronto a dedicar-se hoje ao seu Senhor?
Tudo abandonando pra Jesus seguir,
Encarando tudo quanto possa vir?

Quem de Cristo ao lado sempre quer andar?


Quem quer ajudá-Lo outros a chamar?
Pela Tua graça, pelo Teu amor,
Eis-nos a Teu lado, somos Teus, Senhor!

2. Não ambicionando honras ou poder,


Nos erguemos firmes para combater.
Quem o amor de Cristo, na cruz, chega a ver,
Há de, constrangido, do Seu lado ser!

3. Não com ouro ou prata, ó Jesus Senhor,


Tu nos tens remido pelo Teu amor;
Mas, com o Teu sangue, sangue remidor,
Tu nos resgataste, para Ti, Senhor!

4. A peleja dura sempre há de ser;


Inimigos fortes hemos nós de ter;
Mas onipotente é o Rei dos reis!
A vitória é certa para os Seus fiéis!
F.R.H. - I.D.S.

261 - QUEM OUVIR AS NOVAS


1. Quem ouvir as novas vá proclamar:
Salvação de graça vinde desfrutar!
Oh! que o mundo inteiro ouça anunciar:
Todo o que quiser é vir!

Todo o que quiser venha receber!


Possam todos essa boa-nova ouvir!
É o Pai celeste que convida assim:
Todo o que quiser é vir!

2. Quem quiser agora venha aceitar;


Eis a porta aberta, já podeis entrar;
É Jesus caminho para ao céu chegar;
Todo o que quiser é vir!

3. Que fiel promessa tens, pecador!


Queres tu a vida? Vem ao Salvador!
Ele a todos fala com mui terno amor:
Todo o que quiser é vir!
F.P.B. – M.A.M.

262 - QUEM VIVE NA GLÓRIA


1. Quem vive na glória feliz com Jesus
Quem poderá com Cristo andar na santa luz,
Quem poderá com Cristo andar na santa luz?

2. Um homem perdido sem Cristo, o Senhor,


Jamais verá o celeste, o divinal fulgor,
Jamais verá o celeste, o divinal fulgor.

3. Existe um caminho que vai para os céus.


E as almas redimidas conduz bem junto a Deus,
E as almas redimidas conduz bem junto a Deus.

4. Na cruz do Calvário Jesus conseguiu


Vencer o mal e a morte e a estrada à glória abriu,
Vencer o mal e a morte e a estrada à glória abriu.

5. Oh! vem, meu amigo, Jesus te quer bem


Serás eternamente feliz no lar de além,
Serás eternamente feliz no lar de além.
W.S. - A.L.

263 - SOU FORASTEIRO AQUI


1. Sou forasteiro aqui, em terra estranha estou.
Celeste pátria, sim, é para onde vou;
Embaixador, por Deus, de reinos d’além Céus.
Venho em serviço do meu Rei

Eis a mensagem que me deu,


Que os anjos cantam lá no céu;
“Reconciliai-vos já”, diz o Senhor, Rei meu,
“Reconciliai-vos já com Deus”.

2. Por Deus mandado está que o homem pecador,


Arrependido já, se chegue ao Salvador,
Pois quem o receber no reino vai viver.
Venho em serviço do meu Rei.

3. Mais belo que um rosal o lar celeste tem


A bênção pra o mortal, o gozo eterno além;
Ali só há prazer, vos manda o Rei dizer:
Venho em serviço de meu Rei.
E.T.C. - F.H.C.

264 - TODO AQUELE QUE OUVE


1. Todo aquele que ouve queira proclamar
Salvação de graça para o que aceitar.
Possam todos este som alegre ouvir:
“Todo aquele que quer é vir!”

Todo aquele que quer! Todo aquele que quer!


Possa todo pródigo esta nova ouvir:
Que seu Pai celeste o quer em casa ver
“Todo aquele que quer é vir!”

2. “Todo aquele que quer” não deve demorar;


Eis a porta aberta, já podeis entrar;
É Jesus que o Pai vos quer introduzir!
“Todo aquele que quer é vir!”

3. “Todo aquele que quer” logo o conseguirá;


“Todo aquele que quer” por provas passará;
“Todo aquele que quer” pode o céu possuir
“Todo aquele que quer é vir!”.
D.D.B. - M.A.M.

265 - UM PENDÃO REAL


1. Um pendão real vos entregou o Rei
A vós, soldados Seus;
Corajosos, pois, em tudo o defendei,
Marchando para os céus.

Com valor! Sem temor!


Por Cristo prontos a sofrer!
Bem alto erguei o seu pendão,
Firmes sempre até morrer.

2. Eis formados já os negros batalhões


Do grande usurpador!
Declarai-vos, hoje, bravos campeões
Avante sem temor!

3. Quem receio sente no seu coração


E fraco se mostrar
Não receberá o eterno galardão
Que Cristo tem pra dar.

4. Pois sejamos todos a Jesus leais


E a Seu real pendão;
Os que na batalha sempre são fiéis
Com Ele reinarão.
D.W.W. - J.M.

266 - UMA BARCA NAUFRAGANDO


1. Uma barca naufragando, quem lhe valerá?
Afundando está no abismo, quem a salvará?

Naufragante, escuta teu bom Salvador:


“Eis-me pronto pra salvar-te,
Confia só em seu amor;
Sim, eis-me pronto pra salvar-te,
Confia e deixa teu temor”.

2. Já desfalecendo o nauta, vê-se a perecer,


E suplica muito ansioso: “venham me valer”.

3. É revolto o mar da vida para o viajor,


Ao clamar, porém, socorre-o, Cristo o Salvador.

4. Enfrentando a negra morte, cheia de pavor,


Foi que Cristo quis salvar-te, pobre pecador.
D.W.W. - J.M.G.

267 - UMA VOZ RESSOA


1. Uma voz ressoa de geral clamor:
Dai-nos luz! Dai-nos luz!
Os milhões em trevas, cheios de pavor,
Pedem luz, pedem luz!

Dai-nos luz, a mui gloriosa luz


De perdão, de paz e amor!
Dai-nos luz! A tão preciosa luz
De Jesus, o Salvador!

2. Ansiamos vida, paz, consolação,


Dai-nos luz! Dai-nos luz!
Se é por Cristo só que Deus nos dá perdão,
Dai-nos luz! Dai-nos luz!

3. Sim, por toda parte deve reluzir


Essa luz de Jesus,
Que ilumina a estrada que hemos de seguir,
Dai-nos luz! Dai-nos luz!

4. Eia, pois, ó crentes, todo mundo enchei


Dessa luz de Jesus!
Aos milhões perdidos sem tardar valei!
Com a luz de Jesus!
S.L.G. - C.H.G.

268 - VAMOS NÓS TRABALHAR


1. Vamos nós trabalhar, somos servos de Deus,
E o Mestre seguir no caminho aos céus!
Com o seu bom conselho o vigor renovar,
E fazer diligentes o que Ele ordenar.

No labor, com fervor,


A servir a Jesus,
Com esperança e fé, e com oração,
Até que volte o Senhor.

2. Vamos nós trabalhar e os famintos fartar!


Para a fonte os sedentos com pressa levar!
Só na cruz do Senhor nossa glória será,
Pois Jesus salvação graciosa nos dá!

3. Vamos nos trabalhar, muito trabalho há!


Que o reino das trevas desfeito será.
Mas o nome exaltado terá Jeová,
Pois Jesus salvação graciosa nos dá!

4. Vamos nós trabalhar, ajudados por Deus!


Que a c´roa e vestes nos dá lá nos céus!
A mansão dos fiéis nossa certa será,
Pois Jesus salvação sempiterna nos dá!
F.J.C. - W.H.D.

269 - ACHEI UM BOM AMIGO


1. Achei um bom amigo,
Jesus, o Salvador,
O escolhido dos milhares para mim;
Dos vales é o Lírio; é o forte Mediador,
Que me purifica e guarda para Si
Consolador amado, meu protetor do mal,
Solicitude minha toma a Si.
Dos vales é o Lírio, a Estrela da manhã
O escolhido dos milhares para mim.

Consolador amado, meu protetor do mal,


Solicitude minha toma a Si.
Dos vales é o Lírio, a Estrela da manhã,
O escolhido dos milhares para mim.

2. Levou-me as dores todas,


As mágoas Lhe entreguei;
Minha fortaleza é na tentação.
Deixei por Ele tudo; os ídolos queimei.
Ele me conserva santo o coração.
Que o mundo me abandone, persiga o tentador,
Meu Jesus me guarda até da vida o fim.
Dos vales é o Lírio, a Estrela da manhã,
O Escolhido dos milhares para mim.

3. Não desampara nunca,


Nem me abandonará,
Se fiel e obediente eu viver.
Um muro é de fogo quem me protegerá
Té que da morte o anjo a mim vier.
Voando então ao céu, Sua glória eu verei.
Aonde a dor e a morte nunca vêm.
Dos vales é o Lírio, a Estrela da manhã,
O Escolhido dos milhares para mim.
C.W.F.

270 - CHEGADO À CRUZ


1. Chegado à cruz do meu Senhor,
Prostrado aos pés do Redentor,
Ele atendeu ao meu clamor;
Glória ao Salvador!

Glória ao Salvador!
Glória ao Salvador!
Agora sei que Ele me salvou!
Glória ao Salvador!

2. Que maravilha! Jesus me amou,


Tudo de graça me perdoou
Quebrou meus laços e me livrou;
Glória ao Salvador!
H.M.W. - J.H.S.

271 - CHUVAS DE BÊNÇÃOS


1. Chuvas de bênçãos teremos,
É a promessa de Deus,
Tempos benditos veremos,
Chuvas de bênçãos dos céus.
Chuvas de bênçãos,
Chuvas de bênçãos dos céus.
Gotas benditas só temos,
Chuvas rogamos a Deus.

2. Chuvas de bênçãos teremos,


Vida e paz e perdão,
Os pecadores indignos,
Graças dos céus obterão.

3. Chuvas de bênçãos teremos,


Manda-nos já, ó Senhor!
Dá-nos já hoje os frutos,
Desta palavra de amor.

4. Chuvas de bênçãos teremos,


Chuvas mandadas dos céus.
Bênçãos a todos os crentes,
Bênçãos do nosso bom Deus.
D.W. - J.M.G.

272 - DO AMOR DE JESUS


1. Do amor de Jesus eu ouvi falar,
Oh! quanto sofreu para me salvar,
Das penas eternas livre fiquei,
Salvação de graça Nele encontrei.

2. O amor de Jesus, amor sem igual,


Morrendo na cruz livrou-me do mal,
Livrou-me da morte e da perdição,
E deu-me a alegria da salvação.

3. Ao Seu grande amor não correspondi,


Eu arrependi e muito senti,
E completamente a Ele entreguei,
Vida perenal em Cristo encontrei.

4. Preso neste amor senti-me feliz,


Desta vida má completa desfiz,
Seguindo os conselhos do meu Jesus,
Vou morar no céu no reino de luz.
P.L.M. – I.M.S - C.L.S.J.
273-EM BREVE A VIDA VOU FINDAR

1. Em breve a vida vou findar.


Aqui jamais eu cantarei:
Mas eu então irei morar
Em presença do meu Rei.
E face-a-face vê-Lo-ei;
De graça salvo cantarei, (bis)

2. E seja o dia quando for,


Da minha ida para lá,
Corto estou que o Salvador
No réu a mim lugar dará.

3. Ali a voz me soará


De Cristo, terno Redentor:
“Fiel, bom servo, bem está;
Entra no gozo do Senhor”.

4. Para Jesus eu vou viver;


Deixar a minha luz brilhar:
De dia-a-dia eu vou fazer
O que ao Salvador honrar.
F.J.C. - G.C.S.

274 - EU CANTO UM HINO INSPIRADO


1. Eu canto um hino inspirado
Por Jesus meu Redentor.
Jamais aqui soou, com tal fervor,
Doce canto de amor.

Oh! que belo hino Deus me deu,


Me pôs no coração. Dulcíssima canção!
Oh! que belo hino Deus me deu,
Um hino do divino amor!

2. Eu amo a Cristo que foi morto,


Sobre a cruz pra me salvar,
Jesus um hino em meus lábios pôs,
Para Deus melhor louvar.

3. Quando estiver lá na glória,


Vendo os anjos a cantar,
Que belo hino vou ouvir então,
Lá no meu eterno lar!
E.M.R.

275 - EU, PERDIDO PECADOR


1. Eu, perdido pecador,
Longe do meu Jesus,
Já me achava sem vigor,
A perecer sem luz;
Meu estado Cristo viu,
Dando-me Sua mão.
E salvar-me conseguiu,
Da perdição.
Cristo me amou e me livrou;
O Seu imenso amor
Me transformou.
Foi Seu poder, o Seu querer,
Sim, Cristo, o Salvador,
Me transformou.

2. Minha vida, todo o ser


Quero-Lhe consagrar;
A Seu lado vou viver,
O Seu amor cantar,
A mensagem transmitir
Aos que perdidos são.
Venham todos já fruir
A salvação.
J.H. - H.E.S.

276 - EU TENHO UM HINO


1. Eu lenho um hino que entoar:
Jesus me redimiu;
Ele veio minh´alma resgatar:
Jesus me redimiu.

Jesus me redimiu,
Eu O glorificarei;
Em Jesus me alegrarei;
Jesus me redimiu,
Ao Seu nome sempre cantarei.

2. Eu tenho em Cristo meu prazer:


Jesus me redimiu;
Sua vontade eu quero, sim, fazer:
Jesus me redimiu.

3. Um testemunho vivo eu devo dar:


Jesus me redimiu;
Com ousadia vou anunciar:
Jesus me redimiu.

4. Eu já anseio ver meu lindo lar:


Jesus me redimiu;
Ali felicidades vou gozar:
Jesus me redimiu.
E.O.E.

277 - JESUS, SEMPRE TE AMO


1. Jesus, sempre Te amo porque sei que és meu;
A Ti, toda a honra, Jesus, tudo é Teu.
Meu Mestre divino e amor divinal.

Tu és, o meu Cristo, meu norte fanal;


Meu norte fanal, meu norte fanal.
Tu és, ó meu Cristo, meu norte fanal.

2. Jesus, sempre Te amo, sofreste por mim,


Bem vejo na morte a glória sem fim.
A Ti para sempre serei bem leal.

3. Eu Te amo na vida, na morte também,


Sempre hei de louvar-Te na glória de além.
Agora e pra sempre, já livre do mal.
S.L.G. – A.L. - C.E.P.

278-MESTRE, O MAR SE REVOLTA


1. Mestre, o mar se revolta,
As ondas nos dão pavor.
O céu se reveste de trevas,
Não temos um Salvador.
Não se Te dá que morramos?
Podes assim dormir,
Se a cada momento nos vemos
Já prestes a submergir?

“As ondas” atendem ao meu mandar:


Sossegai! Sossegai!
Seja o encapelado mar,
A ira dos homens, e o gênio do mal
Tais águas não podem a nau tragar,
Que leva o Mestre do céu e mar,
Pois todos ouvem o meu mandar,
Sossegai! Sossegai!
Convosco estou para vos salvar:
Paz, paz, gozai”.

2. Mestre, tão grande tristeza


Me quer hoje consumir!
E a dor que perturba a minha alma
Te implora: “Vem me acudir"
De ondas do mal que me encobrem,
Quem me fará sair?
Eu pereço, pereço, ó Mestre,
Te rogo, vem me acudir!

3. Mestre, chegou a bonança!


Em paz vejo o céu e o mar.
O meu coração goza calma,
Que não poderá findar.
Fica comigo, ó Mestre,
Dono da terra e céu,
E assim chegarei bem seguro
Ao porto, destino meu.
M.A.B. - H.R.P.
279 - NÃO SEI QUANDO CRISTO JESUS
1. Não sei quando Cristo Jesus há de vir,
E nem qual o dia em eu que hei de partir;
Mas, eu sei que, notando o Seu rosto luzir,
Será grande glória pra mim!
Será grande glória pra mim!
Será grande glória pra mim!
Mas eu sei que, notando o Seu rosto luzir,
Será grande glória pra mim!

2. O canto dos anjos ainda não sei,


Nem que sinfonias eu lá ouvirei;
Mas eu sei que o falar de Jesus, o meu Rei,
Será sinfonia pra mim!
Será sinfonia pra mim!
Será sinfonia pra mim!
Mas eu sei que o falar de Jesus, o meu Rei,
Será sinfonia pra mim!

3. Não sei que morada Jesus vai me dar,


E nem qual o nome que eu hei de ganhar;
Mas eu sei que o “bem-vindo” d’Ele
Hei de escutar!
Só isso será céu pra mim!
Só isso será céu pra mim!
Só isso será céu pra mim!
Mas eu sei que o “bem-vindo” d´Ele Hei de escutar!
Só isso será céu pra mim!
F.P.B. – R.P. - J.M.C.

280 - OH! QUE DESCANSO


1 Oh! que descanso em Jesus encontrei!
Cristo pra mim! Cristo pra mim!
Oh! que tesouros infinitos achei!
Cristo pra mim! Cristo pra mim!
Escolham os outros o mundo pra si;
Busquem riquezas, delícias aqui;
Eu escolherei, ó Jesus, sempre a Ti!
Cristo pra mim! Cristo pra mim!

2. Quer na aflição, na doença, ou na dor:


Cristo pra mim! Cristo pra mim!
Quer na saúde, na força ou vigor:
Cristo pra mim! Cristo pra mim!
Sempre a meu lado, pra me socorrer
Com Seu amor, sim, e com Seu poder
Em cada transe pronto a me valer:
Cristo pra mim! Cristo pra mim!

3. No dia amargo da perseguição:


Cristo pra mim! Cristo pra mim!
Nas duras provas e na tentação:
Cristo pra mim! Cristo pra mim!
Ele o pecado e o mundo venceu,
Quando por mim no Calvário morreu,
E da vitória a certeza me deu.
Cristo pra mim! Cristo pra mim!

4. Quando no vale da morte eu entrar;


Cristo pra mim! Cristo pra mim!
Quando perante meu Deus me encontrar;
Cristo pra mim! Cristo pra mim!
Só no Teu sangue confio Senhor;
Só no Teu sempre imutável amor.
Inda outra vez cantarei, Salvador:
Cristo pra mim! Cristo pra mim!
H.M.W. - H.H.B.

281 - OH! QUE FONTE TRANSBORDANTE!


1. Oh! que fonte transbordante!
Mais profunda que o mar.
É de Deus o amor imenso
Que Jesus me veio dar.

Ele me abriu a porta,


E me reconciliou,
Por Seu sangue derramado;
Para Deus me consagrou.

2. Como a pomba perseguida


E cansada estava eu,
Mas Jesus jamais rejeita,
Quem buscar abrigo Seu.

3. Graça abundantemente
Sobre mim já derramou;
Onde abundou pecado,
Graça superabundou.

4. Quando alvorecer meu dia,


Com Jesus, irei pro céu;
Eu O exaltarei pra sempre,
Pois salvou um perdido réu.
S.N. - H.K.E.S.

282 - QUE CONSOLAÇÃO


1. Que consolação tem meu coração,
Descansando no poder de Deus.
Ele tem prazer em me proteger,
Descansando no poder de Deus.
Descansando,
Nos eternos braços do meu Deus;
Vou seguro,
Descansando no poder de Deus.

2. Sempre avante vou, bem contente estou,


Descansando no poder de Deus.
Tudo hei de vencer pelo Seu poder,
Descansando no poder de Deus.

3. Não recearei, nada temerei,


Descansando no poder de Deus.
Gozo, paz e amor, junto ao meu Senhor,
Descansando no poder de Deus.

4. Lutas sem cessar hei de atravessar


Descansando no poder de Deus.
Não me deixará, mas me susterá,
Descansando no poder de Deus.
E.A.H. - R.P. - A.J.S.

283 - REGOZIJAI-VOS, Ó CRISTÃOS


1. Regozijai-vos, ó cristãos,
O Senhor não tardará!
Eis o dia glorioso vem
Em que Cristo voltará.

Oh! dia triunfal de Cristo


Quando lá do céu descer!
Estejamos prontos, jubilosos,
O Senhor a receber!
Regozijai-vos, ó cristãos:
O Senhor não tardará!
Eis o dia glorioso vem
Em que Cristo voltará!

2. Eis com milhares, sem tardar.


Sobre as nuvens Ele vem!
E os fiéis, com Ele a se encontrar,
Subirão, em glória, além.

3. Glorificado então será


Nos remidos o Senhor.
Pois o mundo inteiro aqui verá
Seu poder e Seu amor.
I.D.S. - H.M.W.

284 - SE DA VIDA AS VAGAS


1. Se da vida as vagas procelosas são,
Se, com desalento, julgas tudo vão,
Conta as muitas bênçãos, dize-as duma vez,
Verás, com surpresa, quanto Deus já fez.

Conta as bênçãos, conta quantas são,


Recebidas da divina mão;
Vem dizê-las todas duma vez.
E verás, surpreso, quanto Deus já fez.

2. Tens acaso mágoas? Triste é teu lidar?


É a cruz pesada, que tens de levar?
Conta as muitas bênçãos não duvidarás,
E em canto alegre os dias passarás.

3. Quando vires outros com seu ouro e bens,


Lembra que tesouros prometidos tens;
Nunca os bens da terra poderão comprar
A mansão celeste que vais habitar.

4. Seja o conflito fraco ou forte, cá,


Não te desanimes: Deus por cima está;
Seu divino auxílio, minorando o mal,
Te dará consolo, sempre, até o final.
J.O.J. – E.O.E.

285 - TENHO UM HINO NO MEU CORACÃO


1. Tenho um hino no meu coração,
Que Jesus modula assim:
Ouve, eu contigo estou na dor,
Ou no riso até o fim.

A Jesus louvo, pois feliz estou.


Enche-me de cantos
Quando após Seus passos vou.

2. Arruinada a minha vida foi,


Dissipada em tristes ais,
Mas Jesus as cordas consertou,
Desferiu sons musicais.

3. Sou feliz, ó graça sem igual,


Confiante, pois estou
Contemplando o rosto divinal,
Eis porque louvores dou.

4. Breve Ele há de vir; buscar-me vem


Às celestiais regiões
Hei de alçar meu vôo ao mundo além,
´Té as paternais mansões.
L.B.B.

286 - ALGEMADO POR UM PESO


1. Algemado por um peso
Oh! quão triste eu andei,
Té sentir a mão de Cristo.
Não sou mais como eu era eu sei.

Tocou-me, Jesus tocou-me.


De paz Ele encheu meu coração!
Quando o Senhor Jesus me tocou,
Livrou-me da escuridão.

2. Desde que encontrei a Cristo,


E senti Seu terno amor,
Tenho achado paz e vida!
Pra sempre cantarei em Seu louvor.
W.J.G.

287 - A MINHA CASA NÃO TEM A BELEZA


1. A minha casa não tem a beleza,
Que muitas outras no mundo aqui.
Mas não importa; a minha riqueza
É sempre eterna com os anjos ali.

Eu tenho uma casa naquela cidade,


Resplandecente com celeste fulgor,
Da minha pátria eu tenho saudade,
Hei de estar com Jesus, meu Senhor.

2. Aqui na terra as lutas não cessam,


As tentações me atacam sem fim,
Porém em breve de tudo me esqueço,
Gozando delícias preparadas pra mim.

3. Não me julgues pobre nem desamparado,


Peregrinando com Cristo eu vou.
Não estou triste, nem desanimado,
Participante de um reino eu sou.
I.S.

288 - DEPOIS QUE CRISTO ME SALVOU


1. Depois que Cristo me salvou,
Em céu o mundo se tornou;
Até no meio do sofrer
É céu a Cristo conhecer.

Oh! aleluia! Sim, é céu,


É céu fruir perdão aqui!
Na terra ou mar, por onde for,
Com Cristo estar é céu ali.

2. Mui longe eu via outrora o céu;


Mas, quando Cristo me valeu,
Então senti meu coração
Entrar no céu da retidão.

3. Bem pouco importa eu habitar


Em alto monte, à beira-mar,
Em casa ou gruta, boa ou ruim:
E sempre céu, com Cristo em mim!
B.R.D. -J.M.B.

289 - EM ESCURIDÃO, SEM JESUS


1. Em escuridão, sem Jesus, me vi,
Com mil penas e grande dor;
Mas Jesus chamou “Vem, sim, vem a mim,
Quero ser teu Salvador”.

Na minh’alma reina a paz,


Desde que vim a Jesus;
Tenho sempre paz
E gozo mui veraz,
Pois avistei, de Deus, a luz!

2. Pelas grandes ondas da perdição,


Fui cercado no alto mar,
Sem ter um piloto no furacão,
Que pudesse me guiar.

3. E se te encontrares a pelejar,
Sem auxílio ter eficaz,
Clama ao Salvador, clama sem tardar,
Sua graça é mui veraz.
P.L.M. - B.B.M.

290 - ERA UM PECADOR


1. Era um pecador, andava sem Jesus.
Não tinha esperança, nem divina luz;
Hoje, sou remido, Cristo me salvou,
Com Seu sangue me lavou.

Que amor me concedeu Jesus,


Gozo santo e celeste luz;
Cristo, breve, do céu descerá,
E consigo, então, me levará.

2. O Consolador já veio em mim morar,


A palavra santa veio iluminar;
Quero ser guiado por tão clara luz,
Que a Cristo me conduz.

3. Vem, Jesus amado, vem sem demorar,


Eu estou ansioso pra no céu entrar;
Vem sem mais tardança, faz raiar a luz,
“Ora vem, Senhor Jesus”.
4. Queres, pecador, gozar a salvação?
Vem a Cristo, hoje, receber perdão;
Cristo te aceita, pobre pecador,
Nos Seus braços de amor!
P.L.M. - G.G.T.

291 - FALAMOS DO MUNDO FELIZ


1. Falamos do mundo feliz,
Do gozo que nele haverá,
Das glórias do lindo país;
Mas achar-nos ali que será? Ali! Ali!
Mas achar-nos ali que será?
Das glórias do lindo país,
Mas achar-nos ali que será!

2. Falamos da paz e do amor,


Que sempre nos céus reinará,
Dos hinos de grato louvor:
Mas achar-nos ali que será? Ali! Ali!
Dos hinos de grato louvor;
Mas achar-nos ali que será!

3. Falamos do ouro e da luz,


Que no santo país brilhará,
Da presença do nosso Jesus;
Mas acha-nos ali que será? Ali! Ali!
Mas achar-nos ali que será?
Da presença do nosso Jesus;
Mas achar-nos ali que será!

4. Sem manchas, pecados ou dor,


Onde pranto nenhum haverá
Em casa, com nosso Senhor;
Mas achar-nos ali, que será? Ali! Ali!
Mas achar-nos ali, que será?
Da presença de nosso Senhor;
Mas achar-nos ali que será!

5. Contigo, Senhor, a habitar


Prepara-nos todos aqui;
E alegres veremos chegar
O tempo de achar-nos ali! Ali! Ali!
Mas achar-nos ali que será.
E alegres veremos chegar
O tempo de achar-nos ali.
E.M. - S.P.K.

292 - JÁ ACHEI UMA FLOR GLORIOSA


1. Já achei uma flor gloriosa,
E quem deseja a mesma terá;
A Rosa de Sarom preciosa
Entre mil mais beleza terá.
No vale de sombra e morte,
Nas alturas de glória e luz,
Esta Rosa será a minha sorte.
Precioso pra mim é Jesus!

Precioso pra mim é Jesus!


Precioso pra mim é Jesus!
Eu confesso, na vida e na morte,
Que tudo pra mim é Jesus.

2. Já de muitos foi achada a Rosa,


E provado excelente odor,
E o poder desta flor gloriosa,
Que dá vida ao vil pecador.
Mui zeloso pela lei foi Saulo,
Perseguia o povo de Deus,
Mas transformado foi em um Paulo,
Pois achou ele a Rosa dos céus.

3. Vai buscar a Jesus precioso.


Vai depressa, a noite já vem,
E, se perdes o amor glorioso
Será triste pra ti o além.
Esta flor, hoje, é ofertada
A quem humildemente a buscar;
Será, logo, da terra tirada
Para brilhar em outro lugar.
F.V.

293 - JESUS, O BOM PASTOR


1. Jesus, o bom Pastor,
Seguiu-me com grande amor,
E do abismo me livrou.
Ele estendeu-me a mão.
Guiou-me na escuridão,
A luz do seu divino amor.

Querido Salvador, o Teu imenso amor


Enche meu coração de gratidão;
Eu só não posso andar, vem-me, Senhor, guiar
Com Tua santa mão, à celestial mansão.

2. Estando com Jesus,


Cercado por Sua luz,
O mundo perde a atração.
Jamais vou me importar
Se o mundo me desprezar,
Pois Cristo é todo o meu prazer.
3. Sei que no santo lar
Pra sempre vou descansar;
E com Jesus lá estarei;
Qual digno vencedor,
Aos pés do meu Salvador
Prazer infindo gozarei.

294 - MEU JESUS É O MELHOR AMIGO


1. Meu Jesus é o melhor amigo,
Nele ponho toda a minha fé;
Minhas chagas quer sarar,
E minh’alma consolar.
Oh! Jesus é o melhor amigo!

Jesus é o melhor amigo,


Jesus é o melhor amigo!
Sempre prestes a ajudar!
Ele a todos quer salvar,
Sim, Jesus é o melhor amigo!

2. Meu Jesus é o fiel amigo,


E me dá Sua força e poder
Torna em gozo minha dor,
Me inspira, dá valor,
Oh! Jesus é o melhor amigo!

3. Quando as ondas se embravecem,


E meu barco querem afundar;
Ele dá-me calma e paz,
E bonança sempre traz,
Sim, Jesus é o melhor amigo!

4. Ele deu a Sua própria vida,


Para salvar o ímpio pecador,
Oh! jamais me quer deixar,
Nunca, me desamparar!
Sim, Jesus é o melhor amigo!
A.R.R. - P.B.

295 - MEU PECADO RESGATADO


1. Meu pecado resgatado
Foi na cruz, por Teu amor,
E da morte, triste sorte,
Me livraste, Tu, Senhor!

Vem! inflama viva chama


Em meu peito, bem sem fim!
Que Te adora, e Te implora
Ó Jesus, habita em mim!

2. Se hesitante, vacilante,
Ouço a voz do tentador,
Tu me guias, me auxilias,
E me tornas vencedor.

3. Redimida, só tem vida


A minha alma em Teu amor;
Com apreço, reconheço
Quanto devo a Ti, Senhor.
G.L.S.F. - I.D.S.

296 - NAS TORMENTAS DESTA VIDA


1. Nas tormentas desta vida
Perto está a perdição!
Aos incautos navegantes
Quem trará a salvação?

Resplandeçam nossas luzes


Através do escuro mar!
Pois nas trevas do pecado
Almas podem naufragar!

2. Sempre brilha, em graça imensa,


Rico amor do eterno Deus;
Toca a nós mostrar o rumo
Na viagem para os céus!

3. Nuvens de paixão mundana


Obscurecem-lhes o sol!
Ergue o grito do perigo!
Alça as luzes no farol!

4. Os errantes, insensatos,
Guia ao porto divinal!
Em Jesus há vero abrigo
Do furor do temporal.

5. Noite eterna se aproxima!


Negro e denso o seu horror!
Clama, avisa os infelizes!
Insta-os para o Salvador!
S.P.K. - F.P.B.

297 - NO MUNDO MURMURA-SE TANTO


1. No mundo murmura-se tanto,
Entre os que cristãos dizem ser;
Em vez de louvores há pranto,
Fraqueza em lugar de poder,
Murmuram assim no deserto,
Em Mara, Israel murmurou;
Oh! não vêem que Deus está perto;
Jamais Seu auxílio negou.

Em vez de murmurares, canta


Um hino de louvor a Deus;
Jesus quer te dar vida santa,
Qual noiva levar-te pra os céus.

2. Tu vives, irmão, murmurando,


Tal como um escravo do mal;
Se Deus a tua fé ’stá provando,
Tu não tens razão para tal.
Deus castiga aquele a quem ama,
De ti, também não se esqueceu;
Qual pai amoroso te chama,
E cuida, sim, do que é Seu.

3. E mesmo se ondas rugirem,


No revolto e bravio mar,
Os céus poderás ver se abrirem,
Se um hino tua alma cantar
Não temas, ciladas nem morte,
Pra cima tu deves olhar;
O leme segura bem forte,
Até do céu a luz raiar.

4. Se um hino cantar tu puderes,


Nas horas de grande aflição,
Então voarás, se quiseres,
Até a celeste mansão;
Nas asas de águia levado,
Bem perto do mar de cristal,
E, por fim, então libertado,
A terra, chegar, celestial.
E.K.- E.C.

298 - OH! QUE SAUDOSA LEMBRANÇA


1. Oh! que saudosa lembrança
Tenho de ti, ó Sião!
Terra que eu tanto amo,
Pois és do meu coração;
Eu para ti voarei,
Quando o Senhor meu voltar,
Pois Ele foi pra o céu
E breve vem-me buscar.

Sim, eu porfiarei por essa terra além


E lá terminarei as muitas lutas de aquém;
Lá está meu bom Senhor, ao qual eu desejo ver.
Ele é tudo pra mim e sem Ele não posso viver.

2. Bela, mui bela é a esperança


Dos que vigiam por ti,
Pois eles recebem forças,
Que só se encontram ali;
Os que procuram chegar
Ao teu regaço, ó Sião,
Livres serão de pecar
E de toda a tentação.

3. Diz a Sagrada Escritura


Que são formosos os pés
Daqueles que boas-novas
Levam para os infiéis;
E se tão belo é falar
Dessas grandezas, aqui,
Que não será o gozar
A graça que existe ali!
N.A. - T.H.

299 - PELO VALE ESCURO


1. Pelo vale escuro seguirei Jesus,
Mas por Ti seguro, vendo a Tua luz,
O meu passo incerto Tu dirigirás;
Ao sentir-Te perto nunca perco a paz.

2. Os espinhos tantos que nos vêm sangrar,


São remédios santos para nos curar;
Onde existe a graça do bondoso Deus,
Tudo o que se passa nos conduz aos céus.

3. Não há dor que seja sem divino fim;


Faze, ó Deus, que a igreja compreenda assim,
E, apesar das trevas, possa ver, Senhor,
Que Tu mesmo a levas com imenso amor.

4. Breve a noite desce, noite de Emaús,


E meu ser carece de Te ver, Jesus;
Companheiro amigo, ao meu lado vem!
Fica, ó Deus, comigo, infinito bem!
E.F.- O.G.

300 - POR MEUS DELITOS EXPIROU


1. Por meus delitos expirou
Jesus, a vida e luz:
O meu castigo Ele esgotou
Na ensanguentada cruz.

Oh! faz-me forte em confessar


A Ti, Jesus, Senhor;
Oh! faz-me pronto a confiar
Em Teu excelso amor.
2. E hei de ter tão fraca voz,
Que trema ao confessar
A quem, por morte tão atroz,
Minha alma quis salvar?

3. Pois eu desejo aqui cantar


Tão grande Salvador;
E, quando for no céu morar,
Louvá-Lo-ei melhor.
I.W.-A.H.

301 - SIRVO A JESUS AMADO


1. Sirvo a Jesus amado, que há muito ressurgiu;
Eu sei que está presente e sei que me remiu;
Amor infindo eu sinto, por onde quer que vá,
E no momento extremo bem perto está.

Jesus, Jesus me livra de pecar,


Comigo está, comigo vai,
Não tenho mais pesar;
Jesus, Jesus quer dar a salvação!
E quer viver, reinar em mim,
E em meu coração.

2. Em tudo que me cerca só vejo Seu amor:


Se em lutas eu fraquejo, renova-me o vigor;
Bem sei que o tenho à frente, bem sei que me conduz
Até a Sua volta com brilho e luz.

3. Alegra te, ó crente, cantando com fervor


Eternas aleluias a Cristo, Rei, Senhor.
Auxílio dos que buscam, refúgio dos que crêem
É sempre nossa fonte de todo o bem.
A.H.A.

302 - SOU UM SOLDADO DE JESUS


1. Sou um soldado de Jesus
E servo do Senhor;
Não temerei levar a cruz,
Sofrendo grande dor.

Depois da batalha me coroará,


Deus me coroará;
Deus me coroará;
Depois da batalha me coroará,
Na celestial mansão;
Lá verei o meu Rei,
E terei meu galardão,
Depois da batalha me coroará,
Na cidade de Sião.
2. Lutaram outros sem temor,
Mui forte hei de ser;
Pelejarei por meu Senhor,
Confiando em Seu poder.

3. Se eu for fiel ao meu Jesus


E não voltar pra trás,
Alcançarei no céu de luz,
Lugar de santa paz.
J.T.L.

303 - TENHO SAUDADE DE JESUS


1. Tenho saudade de Jesus, meu Mestre,
Tenho saudade de Jesus, meu Rei.
Mas, ao findar o meu labor terrestre,
Me encontrarei com Ele, sim, eu sei!

Saudade, tenho saudade;


De Ti Jesus, meu Salvador e Rei.
Quero sentir Tua presença,
Pois sei que só assim feliz serei.

2. Tenho vontade de viver com Cristo,


De nos Seus braços sempre me abrigar.
Sim, quero a Ele sempre ser submisso,
E confiar no Seu amor sem par.

3. Não queres tu também viver pra Cristo,


E nele sempre, sempre confiar?
Sua presença te dará conforto,
E Seu amor o levará ao lar.
Z.S. - R.B.

304 - VOU CONTAR-VOS O QUE PENSO


1. Vou contar-vos o que penso do meu Mestre,
Como Dele recebi a luz e paz.
Ele mudou-me, eu bem sei, completamente,
Como Cristo nenhum outro satisfaz.

Sempre cuidará de mim, meu Mestre,


Com desvelo e compaixão sem fim.
Nenhum outro tira a culpa do pecado
Oh! como Ele ama a mim.

2. Com a vida toda cheia de pecado,


Na miséria e com dor no coração,
Ele me ergueu com braços fortes de ternura,
Deu-me gozo, deu-me paz, consolação

3. Cada dia Ele dá mais segurança,


Mais e mais a revelar o Seu amor,
Como anelo compreender completamente
Esse amor tão divinal, restaurador.

4. Meu maior desejo agora é amá-Lo


Proclamar o que Ele fez pra me salvar
E, cantando esse amor inigualável,
Espero em Deus a minha vida terminar.
C.F.W.

305 - AFLITO E TRISTE CORAÇÃO


1. Aflito e triste coração,
Deus cuidará de ti;
Por ti opera a Sua mão,
Que cuidará de ti.

Deus cuidará de ti,


Em cada dia proverá;
Sim, cuidará de ti
Deus cuidará de ti.

2. Na dor cruel, na provação,


Deus cuidará de ti;
Socorro dá e salvação,
Pois cuidará de ti.

3. A tua fé Deus quer provar,


Mas cuidará de ti;
O teu amor quer aumentar,
E cuidará de ti.

4. Nos seus tesouros tudo tens,


Deus cuidará de ti;
Terrestres e celestes bens,
E cuidará de ti.

5. O que é mister te pode dar


Quem cuidará de ti;
Nos braços Seus te sustentar,
Pois cuidará de ti.
C.D.M. - W.S.M.

306 - ANELO POR CRISTO, MEU REI


1. Anelo por Cristo, meu Rei, Salvador,
As honras a Ele darei com louvor,
Porque sempre achei n’Ele graça e favor;
Precioso é Jesus para mim!

Precioso é Jesus, para mim! (bis)


Celeste prazer é Jesus conhecer!
Precioso é Jesus, para mim!
2. Afável, á porta do meu coração,
Humilde e mui manso aguardou admissão;
Do triste pecado outorgou-me perdão
Precioso é Jesus para mim!

3. Firmado em Jesus eu alcanço afinal


Futuro de glória na vida real;
Nenhuma desdita, nem nuvem de mal;
Precioso é Jesus para mim!

4. Minha alma deseja na glória gozar


E com meu amado se identificar;
Com todos os salvos servir e adorar;
Precioso é Jesus para mim!
C.H.G.

307 - A VIDA TEM TRISTEZAS MIL


1. A vida tem tristezas mil,
Nem tudo é um céu de anil,
Mas contra a dor que é tão sutil,
Há um caminho só.

Confia em Deus que Ele sempre te ouvirá;


Confia em Deus que Ele nunca falhará;
Confia em Deus que a negra nuvem passará,
Oh! não duvides, mas confia em Deus!

2. Quando teu céu escurecer,


E a sós penares teu sofrer,
Não desanimes, pra vencer
Há um caminho só.

3. E se tua fé provada for


E te esqueceres do Senhor,
Necessitando um Salvador,
Há um caminho só.
V.P.B. - B.K.B.

308 - AO FUNDO VALE


1. Ao fundo vale com meu Salvador irei,
Onde bem segura sempre traz Sua grei.
Perto dessas águas de tão pura refeição,
Do mais santo gozo, paz e comunhão.

Sempre, sempre seguirei a Cristo;


Onde quer que Ele for, eu O seguirei.
Sempre, sempre seguirei a Cristo;
Onde quer que o Mestre for, O seguirei.

2. Se meu Senhor para altos montes me chamar.


Eu, com alegria, quero ali vigiar;
Hei de sempre ao lado de Jesus permanecer
E, por Sua graça, todo mal vencer.

3. Se para a guerra meu Senhor me conduzir,


Quero, sem receio, jubiloso seguir;
Quem por Cristo agora com valor aqui lutar,
Vai com Ele em glória para sempre estar.
W.O.C. – H.M.W. - K.L.

309 - AS TUAS MÃOS DIRIGEM MEU DESTINO


1. As Tuas mãos dirigem meu destino,
Ó Deus de amor, que sempre seja assim!
Teus são os meus poderes, minha vida;
Em tudo, eterno Pai, dispõe de mim.
Meus dias sejam curtos ou compridos,
Passados em tristezas ou prazer,
Em sombra ou luz, é tudo como ordenas
E eu tenho por bem-vindo o Teu querer.

2. As Tuas mãos dirigem meu destino,


Cravadas dantes na sangrenta cruz;
Por meus pecados foram transpassadas
E posso nelas descansar, Jesus!
Nos céus erguidas, sempre intercedendo,
As santas mãos não pedirão em vão;
Ao Seu cuidado, em plena confiança,
Entrego a minha eterna salvação.

3. As Tuas mãos dirigem meu destino:


Acasos para mim não haverá.
O grande Pai vigia o meu caminho
E sem motivo não me afligirá.
Eu tenho em Seu poder constante amparo
Forte é Seu braço, imenso o Seu amor;
E em breve, entrando na cidade eterna,
Eu louvarei meu Guia e Salvador.
K. - G.C.S.

310 - BEM-AVENTURADO O QUE CONFIA


1. Bem-aventurado o que confia
No Senhor, como fez Abraão.
Ele creu, ainda que não via,
E, assim, a fé não foi em vão.
É feliz quem segue, fielmente,
Nos caminhos santos do Senhor.
Na tribulação é paciente,
Esperando no seu Salvador.

2. Os heróis da Bíblia Sagrada


Não fluíram logo seus troféus;
Mas levaram sempre a cruz pesada,
Para obter poder dos céus,
E, depois, saíram pelo mundo,
Como mensageiros do Senhor,
Com coragem e amor profundo,
Proclamando Cristo, o Salvador.

3. Quem quiser de Deus ter a coroa,


Passará por mais tribulação;
Às alturas santas ninguém voa,
Sem as asas da humilhação;
O Senhor tem dado aos seus queridos,
Parte do Seu glorioso ser;
Quem no coração for mais ferido,
Mais daquela glória há de ter.

4. Quando aqui as flores já fenecem,


As do céu começam a brilhar;
Quando as esperanças desvanecem,
O aflito crente vai orar;
Os mais belos hinos e poesias,
Foram escritos em tribulação,
E do céu, as lindas melodias,
Se ouviram na escuridão.

5. Sim, confia tu, inteiramente;


Na imensa graça do Senhor;
Seja de ti longe o desalento,
E confia no Seu santo amor.
Aleluia seja a divisa,
Do herói e todo o vencedor;
E do céu mais forte vem a brisa,
Que te leva ao seio do Senhor.
F. V.

311 - CAMARADAS, A DIVISA!


1. Camaradas, a divisa
Mostra-se nos céus!
A vitória já se avista!
Quem socorre é Deus!

“Guarda o forte! Em breve eu venho!”


Clama o Salvador!
Respondamos: “Venceremos
Pelo Teu favor!”

2. Tropas infernais, rugindo,


Metem-nos horror;
Os heróis desfalecem;
Não há mais vigor.

3. Nas batalhas, poderoso,


Vem o General,
Com bandeira flutuando,
Sempre triunfal!

4. Dura e triste é a peleja!


Perto a salvação!
Viva! Viva! Camaradas,
Eis o campeão!S.
P.K - P.P.B.

312 - CASTELO FORTE


1. Castelo forte é nosso Deus,
Espada e bom escudo;
Com Seu poder defende os Seus
Em todo o transe agudo.
Com fúria pertinaz
Persegue Satanás,
Com ânimo cruel;
Astuto e mui rebel
Igual não há na terra.

2. A nossa força nada faz;


O homem está perdido;
Mas nosso Deus socorro traz,
No filho escolhido.
Sabeis quem é? Jesus,
O que venceu na cruz
Senhor dos altos céus;
E, sendo o próprio Deus,
Triunfa na batalha.

3. Se nos quisessem devorar


Demônios não contados,
Não nos podiam derrotar,
Nem ver-nos assustados.
O príncipe do mal,
Com rosto infernal,
Já condenado está;
Vencido cairá.
Por uma só palavra.

4. Que a Palavra ficará,


Sabemos com certeza,
E nada nos assustará,
Com Cristo por defesa.
Se temos de perder
Os filhos - bens, mulher –
Embora a vida vá
Por nós Jesus está,
E dar-nos-á Seu reino.
M.L.
313 - COM CRISTO UNIDO NA MORTE
1. Com Cristo unido na morte da cruz,
Eu gozo as bênçãos do reino da luz,
Cheio da graça que emana a flux,
Cada momento, de Cristo Jesus.

Cada momento me guia o Senhor,


Cada momento dispensa favor.
Sua presença me outorga vigor,
Cada momento sou Teu, ó Senhor!

2. Com Cristo unido na luta moral,


Eu me levanto, fiel, contra o mal,
Bem alto erguendo a bandeira real!
Cada momento mais firme e leal!

3. Com Cristo unido na emancipação,


Quero contar que Ele dá salvação;
Jamais a Cristo se busca em vão,
Cada momento concede perdão.

4. Nenhum perigo, tropeço e amargor,


Nenhuma falta, nem pranto, nem dor,
Que do Seu trono, com vivo horror,
Cada momento não veja o Senhor.

5. Minha fraqueza bem sabe sustar,


E do maligno me pode livrar;
Cada momento, e em cada lugar,
Cristo, meu Mestre, me pode guardar.
D.W.W. - M.W.M.

314 - CONOSCO ESTÁS


1. Conosco estás! Oh! dita sem igual!
Presente é o Senhor;
Em todo o transe, apoio divinal
Nasce do Seu amor;
Fonte perene de alegria,
De todo o bem a garantia;
Conosco estás! Conosco estás!

2. Conosco estás! Bendito Salvador,


Não oro ao vento, ao ar!
As petições do triste pecador,
Que em Cristo vem orar,
Prestes alcançam Teu ouvido;
Contente estou, pois não duvido
Conosco estás! Conosco estás!

3. Eis perto está o cruel tentador,


Buscando o nosso mal;
E perto os laços dum estreito amor
De afeto fraternal;
Mais íntimo, Tu, mais chegado,
Eternamente mais amado
Conosco estás! Conosco estás!

4. Conosco estás! Sentindo o Teu olhar,


Ensina-me a viver,
E o meu quinhão mui dócil a aceitar
Conforme o Teu querer.
Na curta vida, e mundo instável,
Esta promessa é imutável,
Conosco estás! Conosco estás!

5. Conosco estás! Sem esta convicção


Nada me satisfaz!
Mas, com Jesus, meu débil coração
Descansa em plena paz;
E em casa, vendo-o, sem pecado,
Sempre direi ao bem-amado:
“Conosco estás! Conosco estás!”
S.P.K. - D.R.

315 - CORRE UMA FONTE DIVINAL


1. Corre uma fonte divinal
De sangue do Senhor;
Lave-se ali, e se expiará
O maior pecador.

Eu creio, sim, eu creio


Que Ele por mim morreu;
Que sobre a cruz, para me salvar,
Tudo Jesus sofreu.

2. O moribundo e vil ladrão


Achou, na mesma cruz,
A mais perfeita salvação,
Manando de Jesus.

3. Naquela fonte, eu banharei


Meu negro coração.
Teu sangue nunca perderá
Sua alta estimação.

4. Lavando assim me ajuntarei


Com essa multidão,
Que de vestidos brancos, lá
Ao pé do trono estão.

5. Teu grande amor, com fraca voz


Desejo aqui cantar;
Mas, se morrer, no céu, melhor
Espero-Te louvar.
W.C. - R.R.K.

316 - DESCANSA, Ó ALMA


1. Descansa, ó alma; eis o Senhor ao lado;
Paciente leva, e sem queixar-te, a cruz.
Deixa o Senhor tomar de ti cuidado:
Ele não muda, o teu fiel Jesus!
Prossegue, ó alma: o amigo celestial!
Protegerá teus passos no espinhal!

2. Prossegue, ó alma; o trilho é estreito e escuro;


Mas no passado Deus guiou-te assim!
Confia agora a Deus o teu futuro,
Que esse mistério há de aclarar-se enfim.
Confia, ó alma: a sua mansa voz
Ainda acalma o vento e o mar feroz!

3. Confia, ó alma: a hora vem chegando,


Irás com Cristo, o teu Senhor, morar.
Sem dor nem mágoas gozarás, cantando,
As alegrias do celeste lar;
Descansa, ó alma; agora há pranto e há dor,
Depois, o gozo, a paz, o céu de amor!
K.S. – J.S.

317 - DE TEU CUIDADO TERNO


1. Do teu cuidado terno
Me cerca, ó Salvador;
Porque se Tu, ao longe, estás
Eu fico sem vigor!
Ao pé de Ti desejo
Meu Deus, meu Pai, viver,
E Tua forte mão sentir,
A minha mão suster.

2. Tu és o meu amparo,
Meu Guia e Protetor;
A graça, a paz existem em Ti,
Em Ti reside o amor.
No auge da ventura
Ou das tribulações,
Teu santo nome bendirei,
Ó luz dos corações.

3. Sem ti, Jesus benigno,


De que me serve andar,
Num chão florido, ou sobre mim
O belo sol brilhar?
Sem Ti é sempre noite,
Senhor, é afrontar,
Em frágil nau, ou num batel,
Encapelado mar.

4. Só Tu da morte as sombras
Poder tens de afastar,
E as portas da mansão feliz
Abrir de par em par.
A Ti, naquele dia,
No dia sem igual,
Com os remidos cantarei o hino triunfal.
G.G.L. -J.C.C. -J.W.S.

318 - DEUS DÁ-NOS PROMESSAS


1. Deus dá-nos promessas,
Deus cumpre o que diz,
Jamais foi a fé iludida,
Se sentes tristezas ou provações vis,
Deus nunca as promessas olvida.

Suas santas promessas bem firmes estão,


Qual rocha no mar desta vida.
E os que têm fé em breve verão,
Deus nunca as promessas olvida.

2. Se sofres e gemes na forja da dor,


Deus dá a tua alma ferida
Consolo sublime com voz de amor.
Deus nunca as promessas olvida.

3. Se laços estreitos a morte romper,


Iremos, com fronte erguida,
No além nossos entes queridos rever
Deus nunca as promessas olvida.
M.I.M.A.

319 - DEUS ENVIOU SEU FILHO AMADO


1. Deus enviou Seu Filho amado,
Pra nos salvar e perdoar.
Na cruz morreu por meus pecados,
Mas ressurgiu e vivo com o Pai está.

Porque Ele vive, posso crer no amanhã


Porque Ele vive, temor não há;
Mas eu bem sei, eu sei que minha vida
Está nas mãos do meu Jesus que vivo está.

2. E quando, enfim, chegar a hora,


Em que a morte enfrentarei,
Bem sei, então, terei vitória,
Verei na glória o meu Jesus que vivo está.
3. Eu sei que um dia o rio cruzarei
E com ardor batalharei,
Verei a vida triunfando invicta;
Verei na glória o meu Jesus que vivo está.

320 - DEUS TE COMPREENDE


1. Deus te compreende as dores,
Teu pranto vê correr;
Diz: “Eis que estou contigo
Não tens, pois, que temer”.

Deus te compreende o anseio,


Partilha teu pesar,
Entrega, pois, teus fardos
Que os há de aligeirar.

2. Deus sabe quanto és frágil,


Conhece o tentador;
Vai ao teu lado sempre
Na escuridão que for.

3. Deus vê os teus abrolhos,


Compreende o teu penar.
Levanta aos céus teus olhos,
Alteia o teu olhar.
D.J.S. – B.D.A.

321 - EM JESUS CONFIAR


1. Em Jesus confiar, Sua Lei observar,
Oh, que gozo, que bênção, que paz!
Satisfeito guardar tudo quanto ordenar,
Alegria perene nos traz.

Crer e observar tudo quanto ordenar!


O fiel obedece ao que Cristo mandar.

2. O inimigo falaz, a calúnia mordaz,


Cristo sabe desprestigiar;
Nem tristeza, nem dor, nem intriga maior
Pode o crente fiel abalar.

3. Que delícia de amor! Comunhão c’o Senhor,


Tem o crente zeloso e leal.
O Seu rosto mirar, seus segredos privar,
Seu consolo, eterno, real.

4. Resolutos, Senhor, e com zelo e ardor,


Os Teus passos queremos seguir;
Teus preceitos guardar, o Teu nome honrar,
Tua vontade com gosto cumprir.
J.H.S.-D.T.

322 - EM NADA PONHO A MINHA FÉ


1. Em nada ponho a minha fé,
Senão na graça de Jesus;
No sacrifício remidor,
No sangue do bom Redentor.

A minha fé e o meu amor


Estão firmados no Senhor, (bis)

2. Se lhe não posso a face ver,


Na Sua graça vou viver;
Em cada transe a suportar,
Sempre hei de n´Ele confiar.

3. Seu juramento é mui leal,


Abriga-me no temporal;
Ao vir cerca-me a tentação,
É Cristo a minha salvação.

4. Quando o clarim ao fim soar,


Irei com Ele me encontrar;
E gozarei da redenção
Com todos que no céu estão.
E.C.S. - W.B.B.

323 - EM TI, SÓ, CONFIO, SENHOR


1. Em Ti, só, confio, Senhor;
Oh! Fonte d´eterno amor!
Os ímpios vieste buscar.

Tu és poderoso!
Tu és poderoso!
Para me salvar!

2. Oh! livra a minha alma, Senhor!


A Ti clamo, ó Salvador!
Os laços Tu podes quebrar.

3. Morreste por mim, ó Jesus!


Por mim padeceste na cruz:
Teu sangue me pode lavar!
S.G.S.

324 - DEUS TEM UM PLANO


1. Deus tem um plano em cada criatura,
Aos astros Ele dá o céu,
A cada rio Ele dá um leito,
E um caminho para mim traçou.
A minha vida eu entrego a Deus,
Pois o Seu Filho entregou por mim.
Não importa onde for, seguirei meu Senhor
Sobre terra ou mar, onde Deus mandar, irei

2. Deus enumera cada grão de areia,


As ondas ouvem Seu mandar;
Os ventos em seus rumos Lhe obedecem
Seu carinho faz abrir a flor.

3. Em Seu querer encontro paz na vida,


E bênçãos que jamais gozei.
Embora venham lutas e tristezas,
Tenho fé que Deus me guiará.
B.B.-J.S. - R.D.B.

325 - EU TENHO DE ANDAR NESTE MUNDO


1. Eu tenho de andar neste mundo
Qual barca vagando no mar.
Mas sei o segredo profundo,
Pra quem não quiser naufragar.

Cristo é piloto pra nos guiar


Da vida a barca ’té no céu entrar.

2. A bússola que me dirige,


A santa Palavra de Deus,
Desvios e faltas corrige,
E sempre me aponta pra os céus.

3. O mar tormentoso da vida


Pretende minh’alma perder;
Mas sempre, por Cristo mantida,
Minh’alma bonança há de ter.

4. Assim eu não temo naufrágio


Ou outro perigo do mar.
De Deus recebi o presságio:
Com Cristo no céu hei de entrar.
A.S. - A.H.S.

326 - GUIA, CRISTO, MINHA NAU


1. Guia, Cristo, minha nau
Sobre o revoltoso mar,
Tão enfurecido e mau,
Quer fazê-la naufragar.
Vem Jesus, oh! vem guiar,
Minha nau vem pilotar.

2. Como sabe serenar


Boa mãe o filho seu,
Vem, acalma, assim, o mar
Que se eleva até ao céu;
Vem Jesus, oh! vem guiar,
Minha nau vem pilotar.

3. Se, no porto quando entrar,


Mais o mar se enfurecer,
Que me possa deleitar
Em ouvir Jesus dizer:
“Entra pobre viajor,
No descanso do Senhor”.
E.H. - W.E.E. - J.E.G.

327 - JESUS, AGORA EU BEM SEI


1. Jesus, agora eu bem sei
Quão grande é Teu amor,
Pois salvação em Ti achei;
A Cristo dou louvor.

É Cristo só meu salvador!


Por Ele eu tenho paz.
Jesus! A Ti louvor darei,
Pois tudo Tu me dás.

2. Descanso nunca conheci,


Inútil sempre sou;
Mas Cristo se lembrou de mim,
Sua graça me chamou.

3. Comigo, crentes, exaltai


O grande Salvador,
Pois tudo Cristo me supriu,
Embora pecador.

4. Louvor, louvor a Ti darei,


Ó Cristo, meu Senhor!
Profeta, Sacerdote, Rei,
Do mundo o Salvador.
J.J. – J.M.

328 - JESUS É MELHOR


1. Jesus é melhor, sim, que ouro e bens,
Jesus é melhor do que tudo que tens;
Melhor que riquezas e posições.
Melhor, muito mais, do que milhões.

Pode ser um rei com poder nas mãos,


Mas do mal escravo sim.
Mil vezes prefiro o meu Jesus.
E servi-Lo até o fim.
2. Jesus é melhor que qualquer valor,
Amigo leal no prazer e na dor,
Melhor do que tudo Ele é pra mim,
Melhor que qualquer bom amigo enfim.

3. Jesus é mais puro que a linda flor,


Jesus é melhor. Ele, sim, satisfaz,
Jesus é melhor, sim, Ele é amor!
Caminho, luz, verdade, paz.
R.F.M. - B.S.

329 - DEIXA A LUZ DO CÉU ENTRAR


1. Medo tens que o adversário vá vencer?
Pouca luz na alma faz-te estremecer?
Abre o coração e deixa Cristo entrar,
E o sol em ti raiar.

Deixa a luz do céu entrar,


Deixa o sol em ti nascer;
Abre o coração e deixa Cristo entrar
E o sol em ti nascer.

2. Fraca está a tua fé no Salvador?


Deus não ouve as tuas preces com favor?
Abre o coração e deixa Cristo entrar,
E o sol em ti raiar.

3. Queres ir andando alegre para o céu,


Ignorando todo o negro e denso véu?
Abre o coração e deixa Cristo entrar
E o sol em ti raiar.
A.B. - C.H.G.

330 - MEU CAMINHO PONHO EM TUAS MÃOS


1. Meu caminho ponho em Suas mãos,
Nelas deixo estar minha oração.
Nestas santas mãos estão gravados
Meu nome e o teu, oh! meu querido irmão.

Meu nome está nas mãos,


Nas mãos de meu Jesus,
Foi ali na cruz que o escreveu.
Esquecer-me não será possível,
Tem sobre a mão meu nome lá no céu.

2. Foi na dura cruz em que morreu,


Que tais cicatrizes recebeu,
Mas ao ver as mãos assim sangrarem,
Ele viu ali meu nome escrito estar.

3. Sei que, em Sua mão, leva o sinal


Que nos próprios Céus nos lembra o mal.
Para sempre está meu pobre nome
Gravado, sim, na mão de meu Jesus.
M.L.L.

331 - MEU DIVINO PROTETOR


1. Meu divino protetor, quero em Ti me refugiar;
Pois as ondas de terror ameaçam-me tragar!
Quase estou a perecer! Dá-me a Tua proteção;
Pois, guardado em Teu poder,
Não receio o furacão.

2. Outro amparo não achei; sem alento venho a Ti.


Se me negas morrerei, voz da morte eu já ouvi;
Eu confio em Teu amor e na Tua compaixão;
És meu forte defensor, não me largue a Tua mão.

3. Tudo o que eu desejo dás,


Cristo meu e ainda mais;
Dá-me força e Tua paz, sempre Tu comigo vais.
O Teu nome santo é, e eu injusto e fraco sou;
Ponho em Ti a minha fé,
Sei que em Ti seguro estou.

4. Graça imensa em Ti se achou para tudo perdoar;


Sangue Teu se derramou, nele quero me lavar;
Fonte Tu de todo o bem,
Dá-me sempre de beber;
Confortar minha alma vem,
Queiras sempre me valer.
C.W. - J.H.N. - S.B.M.

332 - MEU ESCUDO ÉS TU


1. Meu escudo és Tu, Jesus,
Meu amparo, força e luz;
Para que vacilo então,
Tendo Tua proteção?

Vai, minha alma, descansar,


Confiando sem cessar
Em Jesus, o Salvador,
Pois de tudo Ele é Senhor.

2. Quer prostrado em aflição,


Quer exposto à tentação,
Nada pode me faltar,
Se em Jesus eu confiar.

3. Deus nos dá consolação,


Paz, conforto, redenção.
Graça dá ao pecador,
Que se entrega ao Redentor.
J.T.V. - J.P.H.

333 - MEU JESUS ME GUIA SEMPRE


1. Meu Jesus me guia sempre;
Que mais posso desejar?
Duvidar do meu amado?
Do meu Deus desconfiar?
Paz perfeita, gozo infindo
Tenho e Sua proteção,
Pois eu sei que por mim vela
Seu bondoso coração.

2. Meu Jesus me guia sempre,


Ensinando-me a viver,
Concedendo graça e força
Para me desenvolver.
Perecer jamais eu posso,
Pois quem pode resistir
Ao Deus forte, Pai eterno,
Que minha alma quis remir?

3. Meu Jesus me guia sempre,


Pelo Seu tão terno amor!
Vida santa, glória eterna
Me garante o Salvador.
Oh! mui breve vem o dia,
O da grande redenção,
Quando salva, transformada,
Há de ser a criação!
F.J.C. -S.L.G. - R.L.

334 - MEU SENHOR DE TUDO SABE


1. Meu Senhor de tudo sabe, certamente, sim;
Com cuidados incansáveis, me protege a mim.
Tudo quanto Deus permite, pra meu bem será;
E. no dia mais penoso, forças Deus dará.

2. Sei que todo o meu futuro está na Sua mão;


Seus desvelos compassivos incessantes são.
Inda que eu, mais tarde, encontre provações e dor.
Por detrás das negras nuvens brilha o Seu amor.

3. Gosto de contar-Lhe quanto me sucede aqui,


E saber que o Pai me ama, estar bem junto a Si,
Para então Seus bons cuidados, Seu amor gozar,
Dando graças por aquilo que me queira dar.

4. Oh! sim, confiadamente quero prosseguir,


Sem receios, nem cuidados, quanto ao meu porvir;
Pois que Deus, meu Pai, me assiste com divino amor,
Sendo aquele que me guia, Cristo, o Salvador.
L.W. - J.H.B.

335 - NÃO DESANIMES, DEUS PROVERÁ


1. Não desanimes, Deus proverá,
Deus velará por ti;
Sob Suas asas te acolherá,
Deus velará por ti.

Deus cuidará de ti,


No teu viver, no teu sofrer;
Seu olhar te acompanhará;
Deus velará por ti.

2. Se o coração palpitar de dor.


Deus velará por ti;
Tu já provaste Seu temo amor:
Deus velará por ti.

3. Nos desalentos, nas provações,


Deus velará por ti;
Lembra-te Dele nas tentações,
Deus velará por ti.

4. Tudo o que pedes, Ele fará,


Deus velará por ti;
E o que precisas não negará,
Deus velará por ti.

5. Como estiveres, não temas, vem,


Deus velará por ti;
Ele te entende e te ama bem,
Deus velará por ti.
W.S.M.

336 - NÃO HÁ CONDENAÇÃO!


1. “Não há condenação”!
Assim diz o Senhor!
Temos perante o tribunal
O eterno fiador!

2. Não há condenação!
O justo e santo Deus
Aceita o Cristo, o Mediador;
Ei-lo, por nós, nos céus!

3. Não há condenação!
O falso acusador
Debalde espera a perdição
Dos crentes no Senhor.

4. Não há condenação!
Repousa, ó alma, aqui.
O sangue que Jesus verteu
Advoga lá por ti.

5. Não há condenação!
Triunfa o Redentor!
O preço que Jesus pagou
Liberta o devedor.

6. Não há condenação!
Salvos por tanto amor,
Com livre e alegre coração,
Sirvamos ao Senhor.
S.P.K. - H.C.M.

337 - NÃO SEI POR QUE DE DEUS O AMOR


1. Não sei por que de Deus o amor a mim se revelou,
Por que Jesus, o Salvador, na cruz me resgatou.

Mas eu sei em quem tenho crido,


E estou bem certo que é poderoso
Pra guardar o meu tesouro até o dia final.

2. Ignoro como o Espírito nos convence do mal.


Revela a Cristo, Verbo seu, Consolador real.

3. Não sei o que de mal ou bem é destinado a mim.


Se maus ou áureos dias vêm até da vida o fim!

4. De quando vem Jesus, não sei, se breve ou tarde vem.


Mas sei que meu Senhor virá na glória que Ele tem
J.H.M. – J.M.C.

338 - NÃO TEMAS!


1. "Não temas! Contigo sempre eu estarei”.
Oh! rica promessa do bondoso Rei!
Qual luz que fulgura lá na escuridão.
Esta linda promessa brilha no meu coração.

Comigo estar! Comigo estar!


Sim, Jesus me promete
Sempre comigo estar! (bis)

2. Os lírios mais alvos, ei-los murchos estão!


Os dias mais belos, quão depressa vão!
Cristo, o Lírio dos vales, nunca mudará;
Cristo, a luz celeste, sempre comigo estará.
3. E se, pelas águas, tiver de passar,
Seus braços eternos hão de me guardar;
Sim, mesmo do fogo, que vem me provar,
Meu Senhor me promete sempre comigo estar.
E.E.H. - H.M.W.

339 - OH! POR QUE DUVIDAR?


1. Oh! por que duvidar, sobre as ondas do mar,
Quando Cristo caminho abriu?
Quando forçado és, contra as ondas lutar,
Seu amor a ti quer revelar.

Solta o cabo da nau, toma o remo nas mãos


E navega com fé em Jesus,
E, então, tu verás que bonança se faz,
Pois, com Ele, seguro serás.

2. Trevas vêm te assustar, tempestades no mar?


Vem Jesus com poder acalmar;
E, na tribulação, Ele vem socorrer,
Sua mão bem te pode suster.

3. Podes tu recordar, maravilhas sem par?


No deserto ao povo fartou.
E o mesmo poder Ele sempre terá,
Pois não muda e não falhará.

4. Quando pedes mais fé, Ele ouve, ó crê!


Mesmo sendo em tribulação.
Quando a mão de poder o teu “ego” tirar,
Sobre as ondas poderás andar.

340 - OH! QUÃO DOCE E RICA PROMESSA


1. Oh! quão doce e rica promessa
Do Salvador Jesus, nosso Rei!
Ao que confia na Sua graça
Ele diz: “Nunca te deixarei!”.

Oh! não temas! Oh! não temas!


Pois eu contigo sempre serei,
Oh! não temas! Oh! não temas!
Por que eu nunca te deixarei.

2. Eu sou teu Deus, para salvar-te,


Sempre contigo eu estarei;
Não temas, pois, porque bem seguro
Eu pela mão te conduzirei.

3. Para remir-te dei o meu sangue,


Pelo teu nome eu te chamei;
Meu para sempre tu és agora;
Nunca, sim, nunca te deixarei.

4. Inda que indigno, eu te escolhi,


Não temas, pois, porque eu te amei.
Quem dos meus braços pode arrancar-te?
Sempre seguro te guardarei.
N.N. – P.P.B.

341 - Ó VINDE CRENTES E ENTOAI


1. O vinde crentes e entoai
Louvores a Jesus,
Que, para a nossa salvação,
Foi morto numa cruz;
Seu sangue derramou, de tudo me lavou,
Mais alvo do que neve me tornou!

O sangue de Jesus me lavou, me lavou;


O sangue de Jesus me lavou, me lavou;
Alegre cantarei louvores a meu Rei,
A meu Senhor Jesus que me salvou.

2. Conosco vinde vos unir


Na guerra contra o mal,
E com o nosso Salvador,
Em marcha triunfal,
A todos proclamar a graça e Seu poder;
Seu sangue derramou para nos salvar!

3. O capitão da salvação
É Cristo, o Salvador;
O Rei dos reis, o Redentor,
Jesus, o bom Senhor;
Pois tudo vencerá; vitória nos dará;
À glória, salvos, nos conduzirá.
H.M.W.

342 - OSCILANDO MINHA FÉ


1. Oscilando minha fé,
Cristo valerá;
Perseguido sem mercê,
Ele valerá.

Ele valerá! Ele valerá!


Seu amor por mim não muda,
Sim, me valerá.

2. Crente inútil eu serei,


Se me não valer;
Nem serviço prestarei.
Sem o Seu poder.
3. Com Seu sangue me comprou,
Não me deixará;
Vida eterna me outorgou,
Sim, me valerá.
S.L.G. - R.H.

343 - OUÇO A BENIGNA VOZ DE CRISTO


1. Ouço a benigna voz
De Cristo, o Redentor;
Chamar-me para a salvação.
Fruto do Seu amor.

Venho, meu Senhor!


Venho como estou!
Bem nenhum mereço aqui,
Tua voz me convidou!

2. Sou débil pecador,


Indigno e sem saber;
Pureza em Teu sangue terei,
Em Teu favor, poder.

3. Nas trevas eu dormi;


Jesus espalha a luz!
E Seu divino Espírito
À glória me conduz.

4. Graças por esse amor!


Por essa redenção!
Tendo Jesus, o Salvador,
Eu tenho a salvação!
L.H. - S.P.K

344 - PARA OS MONTES OLHAREI


1. Para os montes olharei!
De onde vem a salvação?
Meu socorro vem de Deus,
O Senhor da criação.

O Senhor é quem te guarda,


Guardará de todo mal.
Tua entrada e saída,
Desde agora até o final.

2. O Senhor é quem te guarda,


Sombra à tua destra está.
Nem de dia, nem de noite,
Mal algum sucederá.

3. O Senhor é quem te guarda,


Não te deixará cair.
Como a Israel guardava,
Não dormiu nem vai dormir.
T.J.

345 - QUANDO A TEMPESTADE RUGE


1. Quando a tempestade ruge
Com o seu feroz bramir,
Quando as nuvens se acumulam.
Raios mil a despedir.
Do trovão o som tremendo
Ouve-se então com pavor;
Mas na voz da tempestade,
Soa a Tua voz. Senhor!

Tua voz ouvimos nós


A animar os que andam sós,
Mas sempre em Ti confiados
E por Ti sempre a lutar,
Na aridez de imensas plagas,
Nas solidões do vasto mar.

2. Quando o mar vem mansamente


Na praia se espreguiçar,
Quando a brisa sussurrante
Nos segreda ao perpassar,
Soa mística harmonia,
Ouve-se um feliz rumor,
Sobre o coro vem das ondas
Tua doce voz, Senhor!

3. Quando o coração aflito


Quer à dor, ao mal fugir,
E se agita, e luta e ruge,
Sem a doce paz sentir.
Então, qual eco afastado
Nas quebradas a rolar,
Ao aflito e contristado
Tua voz vem consolar.
R.G. - I.D.S.

346 - REDENTOR ONIPOTENTE


1. Redentor onipotente, poderoso Salvador,
Advogado onisciente é Jesus, meu bom Senhor.

Ó Amante da minha alma,


Tu és tudo para mim!
Tudo quanto eu careço,
Acho, Jesus, só em Ti.

2. Um abrigo sempre perto para todo pecador;


Um refúgio sempre aberto é Jesus, meu Salvador!

3. Água viva! Pão da Vida! Doce sombra no calor.


Que ao descanso nos convida, é Jesus, meu Salvador!

4. Sol que brilha entre as trevas com tão suave e meiga luz,
Noite eterna dissipando, é meu Salvador Jesus!

5. O Cordeiro imaculado, que Seu sangue derramou;


Meus pecados expiando, a minha alma resgatou!

6. Fundamento inabalável! Rocha firme e secular!


Infalível! Imutável! Quem m’o poderá tirar?

7. O caminho que, seguro, sempre para o céu conduz;


Quem a Cristo pronto segue, quem tomar a sua cruz.

8. Porta aberta, sim aberta! Única da salvação!


Rica fonte donde emana gozo, paz, consolação!
H.M.W.

347 - SALVADOR BENDITO


1. Salvador bendito, terno e bom Senhor,
Só em Ti confio, ó meu Salvador!
Sobre a cruz morreste para me livrar,
Tudo padeceste para me salvar.

Ó Jesus bendito, terno e bom Senhor,


Só em Ti confio, ó meu Salvador!

2. Só em Ti confio! Pois por grande amor,


Nunca desprezaste um só pecador,
Todo o que, contrito, aos Teus pés chegou
Salvação de graça em Ti alcançou.

3. Sim, em Ti confio, Salvador fiel!


Nunca abandonaste a Teu Israel,
Tua excelsa graça jamais faltará!
O que em Ti confia não perecerá.

4. Sempre em Ti confio, grande é Teu poder!


Todo o inimigo podes bem vencer!
Sim, seguro e salvo, leva-me, Senhor.
Sempre protegido pelo Teu amor.
S.B.G. - A.S.S.

348 - SEGURO ESTOU, NÃO TENHO TEMOR


1. Seguro estou, não tenho temor do mal,
Sim, guardado pela fé em meu Jesus,
Não posso duvidar desse amor leal;
Ele em Seu caminho sempre me conduz.
Não me deixará, mas me abrigará,
Do pecado vil me vem livrar.
A Sua graça não me recusará;
Sim, Jesus é que me pode sustentar.

No poder de Cristo, o Mestre,


Minha vida salva está!
Do perigo que cercá-la,
Ele poderá livrá-la;
Seu poder eternamente susterá.

2. Abrigo eterno tenho no Salvador,


Ele esconde a minha vida em Seu poder;
Eu recear não posso do malfeitor
Que procura pertinaz me enfraquecer.
Confiado, então, nessa proteção,
Sigo a Cristo e quero ser fiel
Na minha vida, cheio de gratidão;
Sim, a meu Senhor e Rei Emanuel.

3. Perigo algum me poderá causar temor,


Pois meu Salvador não me abandonará;
Com Sua proteção e com Seu amor,
Dirigindo minha vida Ele estará.
Nunca O deixarei, mas fiel serei,
Sempre firme, cheio de fervor:
A Cristo, Redentor, meu Senhor e Rei.
Eu me entregarei, firmado em Seu amor.
M.A.S. -J.M.W.

349 - JESUS, MEU SALVADOR


1. Senhor Jesus, meu Salvador,
Quão infinito é Teu amor!
Pois salvo estou da perdição,
Na Tua graça há redenção!

Sublime amor, divino amor


Tu revelaste, ó Salvador,
Jesus, Teu grande amor leal,
E intenso, eterno e sem igual!

2. Tu na sangrenta e amarga cruz!


Por mim sofreste, ó bom Jesus!
E só por Teu sublime amor
Eu sou feliz, meu Redentor!

3. Alegre, a Ti eu servirei,
Em Teu amor confiarei.
Até chegar ao grande lar
Onde eu irei Te contemplar.
W.S. - B.K.
350 - SE INFELIZ NOS CORRE A VIDA
Se infeliz nos corre a vida terreal,
Temos de deixá-la um dia,
Para irmos logo ao lar celestial,
Onde tudo é mui feliz.

Vamos ver Jesus ali,


Sua santa paz fruir,
E com Ele estar,
Seu rosto contemplar,
Grande gozo desfrutar.

Muitos são os males nesta vida aqui;


Temos de deixá-la um dia;
Alegria plena vamos ter ali,
Onde tudo é mui feliz.

A vitória certa que Jesus nos dá;


Hemos de gozá-la um dia;
A peleja finda, calma nos virá
Onde tudo é mui feliz.

Todos os remidos se conhecerão,


Sim ali no céu, um dia;
Na alegria santa sempre viverão,
Onde tudo é mui feliz.
E.J.-L.E.J.

351 - SE TU MINH'ALMA
Se tu, minh’alma, a Deus suplicas,
E não recebes, confiando ficas
Em suas promessas que são mui ricas,
E infalíveis pra te valer.

Por que te abates, ó minha alma?


E te comoves, perdendo a calma?
Não tenhas medo, em Deus espera
Porque bem cedo, Jesus virá.

Ele intercede por Ti, minlralma;


Espera n’Ele com fé e calma,
Jesus de todos teus males salva,
E te abençoa dos altos céus.

Terás, em breve, as dores findas,


No dia alegre da sua vinda.
Se Cristo tarda, espera ainda,
Mais um pouquinho, e O verás.
P.L.M.
352 - TEMPO BREVE AQUI NÓSTEMOS
Tempo breve aqui nós temos
Nesta peregrinação,
Tempo cheio de cuidado
E de mágoas terreais;
Mas olhemos que são névoas
De mui curta duração
Dão apenas o preparo
Para os tempos eternais.

Olhemos, irmãos, para Cristo Jesus,


Pois Ele nos chama dos Céus,
Ouçamos a voz que nos vem pela cruz
Onde Ele morreu pelos réus.
A paz de Deus o mundo vil não pode dar,
A paz de Deus nós vamos com Cristo gozar.

Desta vida os dias correm


Em constante perpassar,
Eles passam tão unidos
Como as ondas da maré,
Com presteza fazem rumo
Através do vasto mar
Conduzindo-nos ao porto
Que já vemos pela fé.

Outra vida nos espera


Finda a lida terreal,
Vida eterna em gozo infindo
Com o nosso Salvador;
Vamos todos finalmente
Para o lar celestial
Pra gozar da paz eterna,
Dada pelo bom Senhor.

353 - TENHO LIDO DA BELA CIDADE


Tenho lido da bela cidade,
Situada no reino de Deus,
Com seus muros de jaspe luzente,
Juncada de áureos troféus;
No meio da praça está o rio da vida, o vigor eternal.
Mas metade da glória celeste
Jamais se contou ao mortal.

Jamais se contou ao mortal! (bis)


Metade da glória celeste
Jamais se contou ao mortal!

Tenho lido dos belos palácios,


Que Jesus foi no céu preparar,
Onde os crentes fiéis para sempre
Felizes, irão habitar;
Tristeza, nem dor, nem velhice
Atinge a mansão paternal,
Mas metade do gozo futuro
Jamais se contou ao mortal.

Tenho lido das vestes brilhantes,


Das coroas que os fiéis usarão
Quando o Pai os chamar e disser:
“Recebei eternal galardão”.
Tenho lido que os santos no Céu
Pisam ruas de ouro e cristal,
Mas metade da história estupenda
Jamais se contou ao mortal.

Tenho lido do Filho de Deus.


Que recebe o mais vil pecador,
Que nos dá plena paz e perdão,
Se imploramos com fé e amor.
Tenho lido da fiel proteção,
Que dispensa o Pastor divinal.
Mas metade do amor tão profundo
Jamais se contou ao mortal.
J.B.A - D.F.P.

354 - ALMA TRISTONHA


Vai, alma tristonha, teu pranto depor!
Enterra os cuidados aos pés do Senhor!
Ao Mestre confia toda essa aflição,
Jesus te concede real compaixão!

Teus sustos e medos descobre ao Senhor!


Seu mando transforma a noite em fulgor!
Levanta a cabeça! Cedo há de raiar
O sol que dissipa nuvens de pesar!

Há muitos que choram angústia maior;


Há corações tristes de culpas e dor!
Vai! Leva a mensagem de perdão e luz!
Vai, deixa as tristezas na mão de Jesus!
M.A.B. - P.P.B.

355 - CADA CORAÇÃO PROCURA


Cada coração procura
Onde possa descansar;
Mas descanso verdadeiro
Só Jesus o pode dar.

Cristo sempre e tão somente,


Cristo salvador e Rei,
Meu amigo, meu abrigo,
Tudo, tudo nele achei!

Pois o meu a ti entrego,


Ó Jesus, meu Salvador!
Sejas tu, pra sempre dele,
O seu rei e seu Senhor.
H.M.W. -J.H.B.

356 - EM JESUS AMIGO TEMOS


Em Jesus amigo temos,
Mais chegado que um irmão
E nos manda que levemos
Tudo a Deus em oração!
Oh! que paz perdemos sempre,
Oh! que dor de coração,
Só porque nós não levamos
Tudo a Deus em oração!

Temos lidas e pesares


E na vida tentação;
Não ficamos sem conforto,
Indo a Cristo em oração.
Haverá um outro amigo,
De tão grande compaixão?
Os contritos Jesus Cristo
Sempre atende em oração.

E se nós desfalecermos,
Cristo estende-nos a mão,
Pois é sempre a nossa força
E refúgio em oração.
Se este mundo nos despreza,
Cristo é nosso em oração;
Em seus braços nos acolhe
E nos dá consolação.
J.S.-C.C.C.

357 - ENVOLVIDO EM DENSAS TREVAS


Envolvido em densas trevas
Almejava a luz do céu,
Bem sentindo meus pecados,
Minha condição de réu.

Ó meu Mestre poderoso,


Forte e terno Salvador,
Rompe os laços que arruínam
Minha vida, ó meu Senhor!

Meus talentos tenho gasto,


Tuas Leis eu desprezei;
Mas se tu comigo fores,
Teu prazer eu cumprirei.

Nos teus braços, bem seguro,


Guarda-me, meu bom Jesus,
Na vereda justa e santa
Que me leva ao céu de luz.
S.L.G – I.D.S.

358 - MINHA MORADA


Minha morada Jesus assegura.
Paz e conforto na luta feroz;
Dá-me teu braço, transporta-me à altura
Onde escutar poderei tua voz.

Vem dar-me paz, ó meu Jesus,


Dá-me teu braço, ó Cristo!
Vou perecendo, longe da cruz,
E eu em clamar insisto!

Triste, procuro refúgio ao teu lado,


Volta-me a paz, o descanso me vem;
Quando na terra me achar desprezado
Glória terei noutra pátria de além.

Quando da morte cercar-me a tristeza,


Finda a jornada do mundo cruel,
Certo terei nesse dia a certeza
De ir me alegrar sob imenso docel.
W.O.C. - A.B. - L.D.S.

359 - NESTE MUNDO SOZINHO


Neste mundo sozinho
Não quero, nem posso, avançar;
Pois eu sou tão fraquinho,
Nunca me posso guardar.
Mas Jesus vai comigo,
Sempre pronto a salvar.
Pois Ele mesmo promete que nunca irá me deixar.

Nunca me deixar! Nunca me deixar!


Pois Ele mesmo promete
Nunca me deixar! Nunca me deixar!

Inimigos mui fortes


Procuram minha alma perder;
E se sozinho andasse,
Que poderia fazer?
Com Jesus ao meu lado,
Posso alegre avançar!
Pois Ele mesmo promete que nunca irá me deixar.
Nas tristezas da vida,
Nas dores e nas aflições,
E no lidar do dia,
Vindo quaisquer tentações,
Cristo sempre comigo
Anda pra me livrar.
Pois Ele mesmo promete que nunca irá me deixar.
H.M.W. – W.A.H.

360 - Ó BONDOSO SALVADOR


Ó bondoso Salvador,
Sê tu meu amparador;
Negras ondas de aflição,
Fortes ventos perto estão.
Deste espanto e do terror
Vem salvar-me, ó bom Senhor;
E no porto faze entrar
Minha barca sem quebrar.

Consternado nesta dor,


Sem refúgio, sem vigor,
Meu medroso coração
Clama a ti por salvação.
Mostra o teu imenso amor,
Ó benigno Salvador!
Poderosa e clara luz,
Não me deixes, ó Jesus!

Compassivo redentor!
Vale ao triste pecador!
Vida e gozo tu me dás,
Graça infinda, eterna paz.
Enche o débil coração
Com os dons da salvação;
E seguro, sem temor,
Gozarei do teu favor.
C.W. - S.P.K. - S.B.M.

361 - OH! BENDITO SALVADOR SÊ TU


Oh! bendito Salvador,
Sê tu meu amparador!
Negras ondas de aflição,
Fortes ventos perto estão;
Deste espanto e do terror,
Vem, salvar-me, ó bom Senhor,
E no porto faze entrar
Minha barca sem quebrar.

Triste, imerso em amargor,


Sem refúgio, sem vigor,
Meu medroso coração
Clama a ti por salvação;
Mostra o teu imenso amor,
Oh benigno Salvador!
Poderosa e clara luz,
Não me deixes, ó Jesus!

Terno e santo Redentor!


Vale a um triste pecador,
Vida e gozo, tu me dás,
Graça infinda, eterna paz.
Enche o débil coração
Com os dons da salvação,
E seguro, e sem temor,
Gozarei do teu favor.
S.B.M.

362 - PARA ALTOS MONTES OLHAREI


Para altos montes olharei!
Donde vem a salvação? (bis)
Do meu divino protetor
Virá consolação. (tris)

No braço forte esperarei


Do meu amparador; (bis)
Por Ele a terra feita está,
Dos céus é o Senhor. (tris)

O pé dos servos de Jesus


Nem sempre tremerá (bis)
Aquele que guarda Israel
Não adormecerá. (tris)

Do crente à mão direita está


Quem o protege bem; (bis)
Nem sol, nem lua o ferirá;
Desastres não lhe vêm. (tris)

Os inimigos dos fiéis


Os querem assustar; (bis)
Os protegidos de Jesus
Sem medo devem andar. (tris)
S.P.K. - W.J.

363 - PRECISO DE JESUS


Preciso de Jesus!
De ti, meu Salvador!
Somente a Tua voz tem para mim valor!
De ti, Senhor, preciso!
De ti, preciso sempre!
Oh! dá-me a tua bênção, aspiro a Ti!

Preciso de Jesus!
Unido a Ti, Senhor!
Pecado e tentação não mais terão vigor.

Preciso de Jesus!
Domina Tu meu ser!
Em santa retidão ensina-me a viver.

Preciso de Jesus!
Nas trevas e na luz!
Sem ti a vida é vã; sou pobre sem Jesus.

Preciso de Jesus!
Do Sol dos altos céus!
Oh! guarda-me. Senhor, meu Salvador, e Deus.
H.S.H. - R.L.

364 - QUÃO BONDOSO AMIGO É CRISTO


Quão bondoso amigo é Cristo!
Carregou co’a nossa dor,
E nos manda que levemos
Os cuidados ao Senhor.
Falta ao coração dorido
Gozo, paz, consolação?
Isso é porque não levamos
Tudo a Deus em oração.

Tu ’stás fraco e carregado


De cuidados e temor?
A Jesus, refúgio eterno,
Vai, com fé, teu mal expor.
Teus amigos te desprezam?
Conta-lhe isso em oração,
E, com seu amor tão terno,
Paz terás no coração.

Cristo é verdadeiro amigo!


Disso prova nos mostrou,
Quando, pra levar consigo,
Ao culpado, encarnou.
Derramou seu sangue puro,
Nossa mancha pra lavar;
Gozo em vida e no futuro
Nele podemos alcançar.
J.M.C. - C.C.C.
365 - QUE SEGURANÇA! JESUS É MEU!
Que segurança! Jesus é meu!
Tenho antegozo da glória do Céu!
Com Cristo herdeiro, Deus me comprou.
Dele nascido, o sangue lavou.

Conto esta história, cantando assim,


Ao Salvador louvando sem fim. (bis)

Inteiramente me submeti;
Perfeito gozo e transporte senti;
Anjos descendo, trazem dos Céus
Ecos da graça, mercê de Deus.

Sempre submisso, só reina o amor!


Eu ’stou contente no meu Salvador;
Esperançoso, vivo na luz;
Oh! que bondade e amor tem Jesus!
F.J.C. - G.B.N.

366 - ROCHEDO PORTE É O SENHOR


Rochedo forte é o Senhor,
Refúgio na tribulação!
Constante e firme amparador,
Refúgio na tribulação!

Oh! Cristo é nosso abrigo no temporal,


No temporal, no temporal!
Oh! Cristo é nosso abrigo no temporal,
Refúgio na tribulação!

Lugar de sombra no verão,


Descanso na tribulação!
Vigia fiel na escuridão;
Descanso na tribulação!

Piloto bom no bravo mar


Consolo na tribulação!
Ancoradouro singular;
Consolo na tribulação!

Jesus é nosso benfeitor,


Auxílio na tribulação!
Presente, eterno Salvador,
Auxílio na tribulação!
V.J.C. - I.D.S.

367 - TODOS FALAM DOS PERIGOS


Todos falam dos perigos
Do caminho em que estou,
Mas não veem a luz que brilha
Ao redor, por onde vou.

Meu Jesus me guia os passos,


E já veio em mim morar;
Neste mundo perigoso
Só por mim não posso andar.

Falam mais de desenganos


E de dura provação,
Mas Jesus me ampara sempre
E me dá consolação.

Sei que meu amor é fraco,


E me inclino a pecar,
Mas com seu divino auxílio,
Hei de sempre triunfar.
R.H.M.

368 - VAI FUGINDO O DIA


Vai fugindo o dia, breve a noite vem;
Vespertina estrela já se avista além.

Ao que, mui cansado, na tristeza jaz,


Dá, Jesus bendito, teu descanso e paz.

Noite de sossego vimos Te pedir;


Nas tuas mãos entregues, deixa-nos dormir.

Quando acordarmos, seja bom, Senhor,


Para Te servirmos com maior vigor!
S.B.G.

369 - A ESCRAVA RESGATADA


Eis a escrava resgatada!
Grande preço Cristo deu,
Não foi ouro nem foi prata:
Próprio sangue Ele verteu.

Tanto foi o teu amor que por mim assim mostraste,


Pra remir meu cativeiro, tua vida não poupaste!

Já agora que sou tua,


Sem jamais a ti perder,
Quero, meu Senhor, servir-te
Grata, e só pra ti viver.

Quero receber teu jugo,


E em teus passos caminhar;
Se por ti eu sofro tudo,
Vou contigo em paz reinar.
’Stas no céu! Vivo eu na terra,
Esperando o teu voltar;
Levarás então a escrava
Pra contigo ali ficar.

Todo amor por mim sentias,


Padecendo a dor da cruz,
Veste-me da tua glória!
Vem! ó vem, Senhor Jesus.
J.J.P.R. - R.L.

370 - ESCUTA OS ROGOS


Escuta os rogos que dirijo a Ti;
Vem, meu Libertador!
Poder nem mérito não há em mim;
Vem, meu Libertador!

Vaguei perdido, longe do Senhor;


Escravo triste de pecados
Oh! Salva-me! com forte e terno amor
Vem, meu Libertador!

Ouve os lamentos do meu coração,


Vem, meu Libertador!
Tira a minha alma da hórrida prisão.
Vem, meu Libertador!

Culpado estou perante o tribunal,


Vem, meu Libertador!
Anseio abrigo deste temporal.
Vem, meu Libertador!

Ando nas trevas, mostra a tua luz;


Vem, meu Libertador!
Vou fadigado, apoia-me, Jesus.
Vem, meu Libertador!

Não me desprezes, dá-me a tua paz;


Vem, meu libertador!
Confio em ti, teu sangue é eficaz.
Vem, meu libertador!
K.

371 - EU JÁ CONTENTE ESTOU


Eu já contente estou! Achei Jesus!
Cheio de alegria vou! Achei Jesus!
Gozo que o mundo traz, mui pronto se desfaz;
É eterna a minha paz, paz em Jesus.
Posso eu envelhecer, nunca Jesus!
Posso eu empobrecer, rico é Jesus!
Tudo me suprirá, sempre me valerá,
Nada me faltará, tendo Jesus.

Quando o mundo acabar, fica Jesus!


Quando o Juiz chegar, é meu Jesus!
Bem alegre há de ser, quando o grande Rei chegar,
Ouvi-lo então dizer: “Sou teu Jesus”.

Mortalidade, adeus! Vive Jesus.


Vou para os lindos Céus ter com Jesus.
É minha redenção e santificação;
Justiça e perfeição tenho em Jesus.
R.H.

372 - OH! QUÃO CEGO ANDEI


Oh! quão cego andei, e perdido vaguei,
Longe, longe do meu Salvador!
Mas do Céu Ele desceu, e Seu sangue verteu
Pra salvar a um tão pobre pecador.

Foi na cruz, foi na cruz, onde, um dia, eu vi


Meu pecado castigado em Jesus;
Foi ali, pelafé, que os olhos abri,
E agora me alegra em sua luz.

Eu ouvia falar dessa graça sem par,


Que do Céu trouxe nosso Jesus;
Mas eu surdo me fiz, converter-me não quis;
Àquele que por mim morreu na cruz.

Mas um dia senti meu pecado, e vi


Sobre mim a espada da Lei;
Apressado fugi, em Jesus me escondi
E abrigo seguro nele achei.

Quão ditoso, então, este meu coração,


Conhecendo o excelso amor,
Que levou meu Jesus a sofrer lá na cruz,
Pra salvar a um tão pobre pecador!
H.M.W.

373 - PELA FÉ QUE, UMA VEZ


Pela fé que, uma vez, foi-me dada,
Pra seguir o Cordeiro de Deus,
Pela graça de Deus enviada,
Andarei, com valor, para os céus.

Quero andar de valor em valor,


E seguir a Jesus, meu Senhor;
’Té que um dia receba no céu A coroa, que me dará Deus.

De Deus. quero vestir a armadura.


Pra lutar com coragem e valor,
Pois aqui a peleja é dura
Contra as hostes do vil tentador!

Em Jesus eu farei mil proezas


No combate da fé e do amor;
Nele tenho vigor e destreza
Pra lutar e pra ser vencedor!

Eu direi, ao findar esta lida:


Combati o combate de amor,
E a coroa terei da justiça,
Que no céu me dará o Senhor
P.L.M. - E.M.

374 - PLENA PAZ E SANTO GOZO


Plena paz e santo gozo,
Tenho em Ti, ó meu Jesus!
Pois eu cri em tua morte sobre a cruz;
No Senhor só confiando
Neste mundo viverei,
Entoando aleluias ao meu Rei!

Oh! glória ao meu Jesus!


Pois é digno de louvor;
É meu rei, meu bom Pastor,
E meu Senhor.
Como os anjos que O louvam,
Eu também o louvarei,
Entoando aleluias ao meu Rei.

O amor de Jesus Cristo


É mui grande para mim,
Pois sua graça me encheu de amor sem fim.
Meu Jesus foi para a glória,
Mas um dia eu o verei,
Entoando aleluias ao meu Rei.

Este mundo não deseja


Tão bondoso Salvador,
Não sabendo agradecer seu grande amor.
Eu, porém, estou gozando
Do favor da sua lei,
Entoando aleluias ao meu Rei.

Quando o povo israelita


Com Jesus se consertar,
Dando glória ao seu nome, sem cessar.
Nesse tempo, céu e terra
Hão de ser a mesma grei,
Entoando aleluias ao meu Rei.
A.N. -J.H.E.

375 - QUE MUDANÇA EM MIM FEZ


Que mudança em mim fez o meu bom Jesus,
Vindo Ele ao meu coração.
Deu-me paz divinal, deu-me gozo e luz.
Entrando no meu coração!

Entrando no meu coração!


Entrando no meu coração!
Que mudança em mim fez o meu bom Jesus,
Vindo Ele ao meu coração.

Eu andava perdido, Jesus me salvou,


Entrando no meu coração.
Meus pecados, sem conta, Seu sangue lavou,
Vindo Ele ao meu coração!

E, agora, do céu, a certeza me deu,


Entrando no meu coração.
Seu Espírito, o selo e penhor concedeu,
Vindo Ele ao meu coração!

Pelo vale da morte eu não temo passar!


Com Ele no meu coração;
À cidade celeste me vai transportar,
O guarda do meu coração.
P.L.M.

376 - ROCHA ETERNA! MEU JESUS!


Rocha eterna! Meu Jesus,
Quero em ti me refugiar
Só Teu sangue, lá na cruz,
Derramado em meu lugar,
Pode a mim, Senhor, valer,
Do pecado proteger.

Rocha eterna! Eis-me aqui!


Vil, perdido e infiel!
Para me nutrir de ti
Padeceste a dor cruel!
Água viva anseio ter;
A o sempre vou beber.

Rocha eterna, divinal!


Quero me abrigar em ti
Por teu sangue tão real,
Que verteste já por mim,
Dá-me, oh! dá-me a salvação,
Faz-me puro o coração.

Rocha eterna! Deus de amor!


Nada trago nestas mãos,
Só abraço-te, Senhor!
E desprezo os meios vãos.
Sempre em ti esperarei,
E jamais perecerei!
A.M.T. - M.S.P. - T.H.

377 - UM DIA JESUS ACHOU-ME


Um dia Jesus achou-me
Mui longe do meu lar,
Perdido já no mundo,
Sem mais poder voltar.
Tomou-me em seus braços,
Salvou-me seu olhar.
Agora andamos juntos,
De volta para o lar.

A presença de Jesus
Enche a vida e dá-nos luz.
Cada dia cresce,
Mais se enriquece esta vida com Jesus.

Atravessamos montes
Pra minha fé provar,
Tão densas são as trevas
Não posso caminhar.
Não há menor perigo,
Pois Cristo está comigo,
E este grande amigo
Conduz-me para o lar.

Passamos pelos vales,


Ó quão é bom lembrar!
Despertam as saudades
Do meu paterno lar.
Ó quão delicioso
Sentir tão alto gozo!
O amigo precioso
Conduz-me para o lar.
C.H.M.

378 - VAI MINH’ALMA EM AMOR EMBEBIDA


Vai, minh’alma em amor embebida,
Entregar-te a teu doce Jesus;
Ele quer ser teu bem, tua vida,
Teu esposo, teu pai, tua luz.
Vai segura, vai segura,
Que a seus pés o amor te conduz.
Ele quer ser teu bem, tua vida,
Teu esposo, teu pai, tua luz.

Em suspiros de amor derretida,


Vai unir-te à alegria do céu,
E uma vez que lhe estejas unida,
Não te apartes de quem se fez teu!
Nunca mais, nunca mais,
Até vê-lo na glória sem véu.
E uma vez que lhe estejas unida
Não te apartes de quem se fez teu.

Ó minh’alma, que dita anelada


Considera – tu vais desfrutar,
Habitando na linda morada
Que Jesus te quis ir preparar!
Anuncia, anuncia,
Que esta graça só Deus pode dar.
Habitando na linda morada
Que Jesus te quis ir preparar.

Gozo santo, inefável, infindo,


Sem mais morte, nem pranto, nem dor;
Paz celeste entre os anjos fruindo,
Na presença de nosso Senhor;
Santo gozo, santo gozo,
Para sempre falando de amor!
Paz celeste entre os anjos fruindo,
Na presença de nosso Senhor.
L.A.F. - E.A.H.

379 - BENDITOS LAÇOS SÃO


Benditos laços são os do fraterno amor,
Que assim, em santa comunhão, nos unem no Senhor.

Ao mesmo trono vão as nossas petições;


É mútuo o gozo ou aflição dos nossos corações.

Aqui tudo é comum, o rir e o chorar.


Em Cristo somos todos um, no gozo e no lidar.

Se desta santa união nos vamos separar,


No céu eterna comunhão hemos com Deus gozar.
J.F. - H.G.N.

380 – JESUS! PASTOR AMADO!


Jesus! Pastor amado!
Juntos, eis-nos aqui;
Concede que sejamos
Um corpo só em ti.
Contendas e malícias
Que longe de nós vão;
Nenhum desgosto impeça
A nossa santa união.

Uma só família somos,


Família de Jesus;
Uma só morada temos
Numa celeste luz.
A mesma fé nos une
Num só divino amor;
E com o mesmo gozo
Servimos ao Senhor.

Num só caminho estreito


Deus mesmo nos conduz;
Não temos esperança
Senão num só Jesus.
Sua preciosa morte
A todos vida traz;
E pelo mesmo sangue
Nos vem a mesma paz.

Pois sendo resgatados


Por um só Salvador
Devemos ser unidos
Pelo mais forte amor;
Olhar com simpatia
Os erros dum irmão;
E todos ajudá-lo
Com branda compaixão.

Ó Jesus, suave e meigo,


Ensina-nos a amar;
E, como tu, sejamos
Prontos a perdoar;
Ah! quanto carecemos
Auxílio do Senhor!
Unidos, levantemos
Rogos por esse amor.

Se tua Igreja toda


Andar em santa união,
Então será bendito
O nome de ''cristão".
Assim, o que pediste
Em nós se cumprirá
E todo mundo inteiro
A ti conhecerá.
S.P.K.
381 - QUAL O ADORNO DESTA VIDA?
Qual o adorno desta vida? É o amor, é o amor,
Alegria é concedida pelo amor, pelo amor.
E benigno, é paciente,
Não se torna maldizente, (bis)
Este meigo amor.

Com suspeitas não se alcança doce amor, doce amor.


Onde houver desconfiança, ai do amor, ai do amor.
Pois mostremos tolerância,
Muitas vezes a arrogância (bis)
Murcha e mata o amor.

Ainda quando for custoso, nutre amor, nutre amor.


Ao irado e furioso mostra amor, mostra amor.
Não te dês por insultado,
Mas responde com agrado, (bis)
Vence pelo amor.

Não te irrites, mas tolera com amor, com amor.


Tudo sofre, tudo espera pelo amor, pelo amor.
Sentimentos orgulhosos,
Não convêm aos criminosos, (bis)
Salvos pelo amor.

Pois, irmão, ao teu vizinho mostra amor, mostra amor.


O valor não é mesquinho deste amor, deste amor.
O supremo Deus nos ama,
Cristo para os Céus nos chama, (bis)
Onde reina o amor.
S.P.K.

382 - QUE VISTA AMÁVEL


Que vista amável é,
Quando, com santo amor,
Irmãos unidos pela fé
Adoram o Senhor!

O mundo observará
Aquela santa paz;
Como um perfume sentirá
O gozo que ela traz

Envia-nos, Jesus,
Do teu Monte Sião,
O santo Espírito que produz
Aquela doce união.
K
383 - SAUDAMO-VOS, IRMÃOS
Saudamo-vos, irmãos em Cristo,
Lembrando do que temos visto;
Nesses anos pelas lutas, tentações,
Foram atendidas nossas petições,
Toda a glória seja ao nome do Senhor;
Vinde a Ele todos entoar louvor!

Bem alto, agora, vamos nós cantar,


Que a terra e os céus virão nos ajudar.
Até aqui Deus mesmo nos guiou,
E com a sua mão nos ajudou.

Um dia tão glorioso temos,


E ao nosso Pai agradecemos;
Pois é Ele que nos dá real prazer,
E é fiel em nos guardar e proteger.
Vinde vós, irmãos, conosco a Deus cantar,
Deste gozo vinde, pois participar!

Alegres hoje jubilemos.


Ao nosso Salvador cantemos;
Ele como filhos seus nos escolheu,
Ricas bênçãos Ele já nos concedeu,
Seja “avante!” o nosso lema triunfal,
Té chegarmos lá ao lar celestial.
J.P.

384 - DA LINDA PÁTRIA


Da linda pátria estou bem longe;
Cansado estou.
Eu tenho de Jesus saudade;
Oh! quando é que vou?
Passarinhos, belas flores
Querem me encantar.
Oh! terrestres esplendores!
De longe enxergo o lar.

Jesus me deu a sua promessa;


Me vem buscar.
Meu coração está com pressa;
Eu quero já voar.
Meus pecados foram muitos;
Mui culpado sou;
Porém seu sangue põe-nos limpos;
Eu para a pátria vou.

Qual filho do seu lar saudoso,


Eu quero ir,
Qual passarinho para o ninho,
Pra os braços seus fugir.
É fiel; sua vinda é certa;
Quando, eu não sei;
Mas Ele manda estar alerta;
Do exílio voltarei.

Sua vinda aguardo eu, cantando


Meu lar lá no Céu.
Seus passos hei de ouvir soando
Além do escuro véu.
Passarinhos, belas flores,
Querem me encantar,
Oh! terrestres esplendores.
De longe enxergo o lar.
J.H.N. - S.C.F.

385 - NO CÉU NÃO ENTRA PECADO


No Céu não entra pecado,
Fadiga, tristeza, nem dor,
Não há coração quebrantado,
Pois todos são cheios de amor.
As nuvens da vida terrestre
Não podem a glória ofuscar
Do reino de gozo celeste,
Que Deus quis pra mim preparar.

Irei eu pra linda cidade,


Jesus me dará um lugar,
Com os crentes de todas as idades,
A Deus hei de sempre louvar.
Dos céus tenho muitas saudades,
Das glórias, que lá hei de ver;
Oh! que gozo vou ter,
Quando eu vir meu Jesus,
Rodeado de grande esplendor.

Pagar não é necessário,


A casa que lá hei de ter,
E meu eternal vestuário,
No Céu nunca vai se romper.
Jamais viverei em pobreza,
Aflito no meu santo lar,
Ali há bastante riqueza,
Da qual poderei desfrutar.

No Céu o luto é banido,


Enterros não hão de passar.
Sepulcros jamais são erguidos;
Lá mortos não vou encontrar.
Os velhos serão transformados,
Mudados nós vamos ficar,
Quais astros por Deus espalhados
No céu para sempre brilhar!
F.L.M.– G.I.

386 - QUÃO GLORIOSO SERÁ O AMANHÃ


Quão glorioso será o amanhã
Quando vier Jesus, o Salvador.
As nações unidas como irmãs
Boas-vindas darão ao seu Senhor.

Não haverá necessidade de luz e resplendor,


Nem o sol dará a luz,
Nem tampouco o seu calor!
Ali pranto não haverá
Nem tristeza e nem dor,
Porque então Jesus,
O Rei dos reis,
Para sempre será o consolador.

Esperamos a manhã gloriosa


Para darmos boas-vindas ao Rei de amor.
Quando tudo será maravilhoso!
Com a santa presença do Senhor.

O cristão que é fiel e verdadeiro,


E também um obreiro do Senhor!
A igreja, noiva do Cordeiro,
Estarão para sempre com o Senhor.
F.M.B. - R.C.S.

387 – OH! VEM ME ENCONTRAR À FONTE


Oh! vem me encontrar à fonte
Da Jerusalém do Céu!
A essa cristalina fonte,
Que Jesus aos crentes deu!
Lá vou encontrar amigos,
Que me amavam como irmão;
Lá teremos belos hinos;
Vem de todo o coração.

Sim, te encontrarei à fonte,


À fonte que brilha além!
Sim, te encontrarei à fonte
Da nova Jerusalém!

Oh! vem me encontrar à fonte.


Pois lá te conhecerei.
Pelo brilho que na fronte
Há de ter a santa grei!
Hei de achar mais melodia
No coro a que eu assistir,
Se Lá. no eterno dia,
Tua voz eu nele ouvir.
Oh! vem me encontrar à fonte;
Eu desejo lá te ver!
Onde o Salvador divino
A mim há de receber!
Oh! vem me encontrar à fonte;
Lá Jesus me abraçará!
Glória tu terás, à fonte;
Por que não queres vir já?
M.A.M.

388 - QUANDO JÁ LIVRE DOS PERIGOS


Quando já livre dos perigos do mar,
Enfim à praia dourada eu chegar,
Só ver de perto esse Deus sem par
Será a glória das glórias pra mim.

Será pra mim glória sem fim! (bis)


Ver o Senhor, assim com Ele é,
Será a glória das glórias pra mim.

Quando, por sua concessão real,


Eu der entrada no Lar eternal,
Um só olhar desse amigo leal
Será a glória das glórias pra mim!

Entes queridos lá encontrarei,


Prazer infindo ali gozarei;
Mas um só meigo sorriso do Rei!
Será a glória das glórias pra mim!
C.H.G.

389 - SE NOS CEGA O SOL ARDENTE


Se nos cega o sol ardente,
Quando visto em seu fulgor.
Quem contemplará Aquele
Que do sol é Criador?
Patriarcas e profetas
Não puderam-no avistar!
Nem teve o prazer de vê-lo
Adão, antes de pecar.

Luz, pra a qual a luz é trevas,


Quem te pode contemplar?
Nossos olhos, nus, humanos,
Não te podem encarar!
Fogo em cima da arca santa,
Sarça ardente do Sinai,
Eis figuras, só, da glória
Do Senhor, do eterno Pai.
Para termos nós com Ele
Franca e doce comunhão,
Cristo, o Filho, fez-se carne,
Fez-se nossa redenção.
Para que na glória eterna
Nós vejamo-lo sem véu.
Cristo padeceu a morte,
Um caminho abriu pra o céu.
A.J.S.N. - R.L.

390 – TU ÉS MINHA ESPERANÇA


Tu és minha esperança;
Achou minha alma em ti
A paz e segurança
Que carecia aqui.

Desde que te conheço,


Desde que te aceitei,
Receios mais não sinto,
Nem tremo mais da lei.

A espada da justiça,
Suspensa sobre mim,
Foi já descarregada,
Meu Salvador em ti.

O golpe que levaste


Foi só em meu lugar;
Porquanto assim quiseste
Por fiador ficar.

Ah! quanto amor sentias,


Meu Salvador, Jesus!
Quando por mim morreste
Na ensanguentada cruz!

E quanto não me cumpre


A vida consagrar
A ti, que te ofereceste
Minha alma a resgatar!

Pois tu és meu descanso,


Repouso achei em ti,
E meu pecado lanço
De todo sobre ti.
R.H. - E.K.L.S.

391-VEM, Ó CRISTO, DESEJADO!


Vem, ó Cristo, desejado!
Vem depressa, Redentor!
Salve o dia esplendoroso
Do regresso teu, Senhor!

Vem esperança deste mundo.


Vem o milênio inaugurar!
Vem teus remidos despertar do sono!
Oh! vem teu Reino confirmar!

Vem, ó Cristo, desejado!


Vem o mundo libertar,
Dessas dores em que geme!
Teu poder vem demonstrar!

Vem, ó Cristo, desejado!


Vem o mundo dominar,
Dispensando amor, justiça!
Vem Teu reino dilatar!

Vem, ó Cristo, desejado!


Tua glória revelar!
Vem, Senhor Jesus, nos ares
Para nos arrebatar!
S.L.G. - J.M.G.

392 - A NOITE TERMINA


A noite termina, e o dia já vem;
A “Estrela da Alva” não pode tardar;
Que dia de glória e gozo também!
P’la sua chegada, convém madrugar.

A noite já passa, e o dia já vem;


A “Estrela da Alva” não pode tardar.

O mundo inda dorme – não ouve, não vê,


Querendo nas trevas da noite ficar;
Na “vinda gloriosa” o mundo não crê,
Aos filhos do dia convém madrugar.

Momento ditoso de ouvir sua voz!


Momento do seu santo rosto mirar!
Momento de bênção sem fim para nós!
Pelo noivo da igreja convém madrugar!

Momento quão fausto para Ele também


Da noiva querida pra as bodas levar!
Ó Cristo glorioso! Vem, Salvador, vem!
Queremos, queremos, por ti madrugar.
R.H. - J.G.
393 - AO RAIAR DO ÁUREO DIA
Ao raiar do áureo dia,
O bom Jesus vem nos buscar
Pra com Ele sempre
Estarmos lá no céu;
Os milhões purificados
Pelo sangue de Jesus
Subirão pra contemplar
O amado seu.

Quando os salvos congregados,


Dentre os povos e nações,
Virem Cristo, mui amado,
Oh! que gozo encherá seus corações.

Lá da Índia vem um povo


Que Jesus purificou
E da África as tribos chegarão,
Quem, de Cristo,
A mensagem lhes levou, os conquistou.
Juntos, todos, lá no céu se alegrarão.

Quando os milhões da China,


Todos que Jesus ganhou,
Juntos dos que foram salvos no Brasil,
Lá no Céu unidos,
Glória derem todos a Jesus,
Triunfantes estarão no seu redil.

Espalhemos a mensagem,
Que Jesus nos entregou
Da gloriosa nova
Que vem lá da cruz,
Que seu sangue precioso
Purifica o pecador,
Derramando nele gloriosa luz.
H.E.N.

394 - BREVE VEM O GRANDE DIA


Breve vem o grande dia,
Em que lutas findarão;
Todos males, agonias,
Deste mundo cessarão.

Cessará no céu o pranto,


Pois não haverá mais dor
E ouvir-se-á o canto
Dos remidos do Senhor.

Oh! que gozo estar com Cristo,


Escutando a sua voz!
Eu almejo hoje isto,
E segui-lo sempre após!

Se Jesus Cristo é meu guia,


O caminho hei de trilhar;
Quem assim em Deus confia,
Lá no céu há de chegar.
P.L.M. - J.L.H.

395 - EU DESCI PARA O VALE


Eu desci para o vale onde há bênção e paz,
E pressinto comigo Jesus;
Seu sangue aos humildes garante perdão,
Seu Espírito os enche de luz.

Entrai neste vale de bênção e paz,


Onde Cristo revela afeição;
Aceitai, abraçai, confessai-o:
Publicai que nele há salvação.

Há festim neste vale de bênção e paz,


Abundância em grau liberal:
O cansado recebe alimento e vigor.
E o triste, consolo real.

Há ternura no vale de bênção e paz.


E riquezas de incrível amor;
Mas são só os fiéis os que podem contar
Esta graça do bom Salvador.

Há louvores no vale de bênção e paz,


E os anjos desejam se unir
A cantar com os homens o excelso louvor
De Jesus, que nos veio remir!
S.P.K.- W.G.F.

396 - FALA À MINHA ALMA


Fala à minha alma, ó Cristo!
Fala com terno amor!
Segreda, com ternura:
Eu sou teu Salvador!
Faze-me bem disposto
Para te obedecer,
Sempre louvar teu nome
E dedicar-te o ser.

Faze-me ouvir bem manso.


Em suave murmurar;
“Na cruz verti meu sangue para te libertar”.
Fala-me cada dia,
Fala com terno amor.
Segreda ao meu ouvido:
"Tu tens um Salvador”!

Fala-me sempre, ó Cristo,


Dá-me orientação;
Concede-me alegria
E gozo em oração.
Faze-me consagrado,
Mui pronto a trabalhar,
Para do Reino eterno
A vinda abreviar

Como na antiguidade
Mostravas teu querer,
Revela-me hoje e sempre
Qual seja o meu dever.
A Ti somente eu quero
Louvores entoar,
Teu nome eternamente
Engrandecer e honrar.
L.L.P.

397 - FINDA A LIDA TERREAL


Finda a lida terreal,
Quando já do rio além,
Nessa vida tão gloriosa me encontrar,
Sei que lá meu Redentor,
Sorridente eu hei de ver,
Entre todos, o primeiro a me chamar.

Hei de ver meu Redentor,


Redimido, ao seu lado, hei de estar
Hei de ver meu Redentor,
Distinguindo dos cravos o sinal.

Oh! da alma meu enlevo


É seu rosto contemplar
Nessa aurora do dia eternal!
Como então meu coração
Ó não há de ali louvar
Pela graça e favor celestial!

Nessa pátria resplendente,


Hei de amigos encontrar,
Simamigos mais prezados hei de ter,
Mas primeiro que tudo
Quando eu ali chegar,
Meu Jesus é quem eu mais anseio ver.

Pelas portas da cidade


Com as vestes a alvejar,
Onde a noite e o pranto nunca chegarão.
Entre canto angelical,
Há meus passos de guiar;
Perto, sim, mui perto hei de vê-lo então.
B.R.D.

398 - NO CREPÚSCULO
No crepúsculo, sombras vêm à terra
Ao descanso todos convidar
Deus, porém, promete a alvorada
E das nuvens sombras dissipar.

Sombras, Deus transforma as sombras,


Firme é seu amor, em cuidar de nós.
Sombras, Deus transforma as sombras,
Não te deixará lutar em dor a sós.

Quando à tarde o tédio me rodeia,


No silêncio do escurecer,
Eis que então Jesus vem ao meu lado,
E as tristezas faz-me esquecer.

Se as sombras cobrem o horizonte,


Mesmo que o sol não possa ver,
Em Jesus encontro o refúgio
Das tormentas deste meu viver.
O.J.S. -B.D.A. -J.S.

399 - O LAR DITOSO E MUI FELIZ


O lar ditoso e mui feliz
De divinal fulgor
Das pedras mais preciosas
Fez Jesus, meu Salvador.
Oh! quantas vezes almejei,
No gozo Teu entrar
Pois, o Senhor me prometeu
No Céu um bom lugar

Ao lar feliz celestial


Jesus enfim me levará
Lá viverei com Deus.

O sol com todo o resplendor


No Céu não há de estar,
Mas glória eterna, divinal,
Jesus fará brilhar.
Tristeza e dor do mundo vil
Jamais existem lá.
As lágrimas dos filhos seus
Deus mesmo enxugará.

Meu lar amado! O teu brilhar


Desejo logo ver,
Pois pela fé no meu Senhor
Feliz eu hei de ser.
Somente os salvos hão de entrar
No lar da redenção.
Porque Jesus os levará
À divinal mansão.
W.S. - W.A.O.

400 - O MEU CORAÇÃO SOFREDOR


O meu coração sofredor
Descanso seguro encontrou,
Seguindo os conselhos de amor
Do Pai que do mal me chamou.

Cantai, cantai
No templo de nosso Senhor!
Cantai, cantai!
Ao mundo mostrai seu amor!

Nos astros esparsos nos céus,


Da lua no brando clarão,
Eu leio poemas de Deus
Que outorga aos contritos perdão.

No Livro bendito encontrei


Palavras de amor e de luz;
E canto celeste escutei
Dos anjos, saudando Jesus.

Os males do mundo olvidei;


Por isso me pus a cantar;
Com Deus para sempre estarei,
Irei com Jesus ao seu lar.
M.E.S. - A.B. - J.M.

401 - QUANDO O JORDÃO PASSARMOS


Quando o Jordão passarmos unidos,
E entrarmos no Céu, veremos lá,
Como areia da praia os remidos;
Oh! que gloriosa vista será!

Tantos como a areia da praia!


Tantos como a areia do mar!
Que gozo sentirá todo o salvo, pois verá,
Sim, tantos como a areia da praia!

Quando virmos os salvos do mundo,


Que a morte jamais alcançará,
Se saudarem com gozo profundo,
Oh! que gloriosa vista será!
Lá da margem do Rio da Vida,
Onde a paz e a justiça haverá,
Nós veremos a terra prometida
Oh! que gloriosa vista será!

Quando Cristo Jesus contemplarmos.


Coroado no Céu como está,
E prostrado aos seus pés adorarmos.
Oh! que gloriosa vista será!
A.S. - F.A.B.

402 - SEI QUE JESUS ME QUER BEM


Sei que Jesus me quer bem,
Pois a Bíblia assim o diz;
Frágil sou, mas força tem
Pra levar-me ao bom País.

Sei que me quer bem,


Quer ver-me feliz;
Sei que me quer bem,
A Bíblia assim diz.

Quer-me bem, pois já morreu,


Por mim para o Céu me dar;
Com seu sangue, salvo eu,
Vou a Ele me entregar.

Quer-me bem, o bom Jesus,


Ele é quem me conduz.
Vou amá-lo até morrer,
Pois no Céu o quero ver.
A.B.W. - M.A.M. - W.B.B.

403 - SEI QUE O AMIGO MELHOR


Sei que o amigo melhor é Cristo
Quando a prova vem ferir a fé.
Pronto estende a sua mão
Tranquiliza o coração;
Sim, o amigo melhor é Cristo.

Jesus é o melhor amigo,


Jesus é o melhor amigo;
Sim, repreende com dulçor
E me anima com vigor
Sim, o amigo melhor é Cristo.

E se o vale me for escuro


Nele sempre encontro luz e paz;
Em seu braço esperarei
Golpe algum eu temerei,
Sim, o amigo melhor é Cristo.

Na mansão eternal, eu junto


Com os santos lá no céu, em luz,
Este canto de louvor
Entoaremos ao Senhor:
Sim, o amigo melhor é Cristo.
P.P.B.

404 - SUBLIME AMOR


Sublime amor, o amor de Deus
Que a lira não traduzirá.
Além do Céu, do infinito,
Maior que o mar Ele é também.
Ao pecador em aflição
Seu Filho, Deus doou,
Ao sofredor deu Ele a mão,
Lhes perdoou o mal.

Sublime amor, o amor de Deus,


Quão insondável Tu és!
Sempre a cantar tão grande amor,
’Starão os salvos no Céu.

Ao sobrevir do tempo o fim


E o grande Rei aqui chegar,
E o homem vil e pecador
Debalde então suplicará.
O amor de Deus será fiel,
Inesgotável, leal.
Oh! grande Deus não Te demores
Em revelar-nos tal dom.

Se o mar em tinta se tornar


E em papel o céu também,
E a pena então sempre a correr,
O amor de Deus a descrever.
O descrever tão grande amor
Ao mar daria o fim.
Mas onde, pois, está o livro
Em que escrever tal amor?
F.M.L.

405 - FIRME ESCUDEIRO


Firme escudeiro, sempre alerta estarei,
Pronto a servir as ordens do meu Rei,
Forte na luta a que me vem chamar,
No combate entrando quando me ordenar.

Soa a trombeta! Escuta o clamor!


Falham os tímidos, reina o terror.
Ó forte Capitão, com Teu poder. (bis)
Firma o escudeiro para combater!

Firme escudeiro, lutarei sem temor


Nas santas hostes do Real Senhor.
Armas velando, quando o Rei mandar
Pronto quero ser. garboso pelejar!

Firme escudeiro, parte um dia eu terei


Nos altos feitos do meu grande Rei!
No posto achado, no dever leal,
Entro com Jesus na glória triunfal!
F.P.B. - S.P.K.

406 - FIRME NAS PROMESSAS


Firme nas promessas do meu Salvador,
Cantarei louvores ao meu Criador.
Fico, pelos séculos do seu amor,
Firme nas promessas de Jesus.

Firme, firme, firme nas promessas


De Jesus, meu Mestre,
Firme, firme, sim firme
Nas promessas de Jesus.

Firme nas promessas não irei falhar.


Vindo as tempestades a me consternar:
Pelo Verbo Eterno hei de trabalhar.
Firme nas promessas de Jesus.

Firme nas pramessas sempre vejo assim,


Purificação no sangue para mim;
Plena liberdade gozarei, sem fim.
Firme nas promessas de Jesus.

Firme nas promessas do Senhor Jesus,


Em amor ligado com a sua cruz,
Cada dia mais alegro-me na luz,
Firme nas promessas de Jesus.
R.K.C.

407–OH! NÃO CONSINTAS TRISTEZAS


Oh! não consintas tristezas
Dentro do teu coração;
Tendo fé firme no Mestre,
Segue-o sem hesitação.

Não consentir! Não consentir!


Que qualquer dor ou tristeza
Venha apagar teu amor!
Oh! não temer! Nunca ceder!
Em teus apertos te lembra
Que Cristo é teu Protetor.

Se por acaso desgostos


Possam trazer-te temor,
Nunca te esqueças de Cristo
Que é teu maior Protetor.

Deixa, pois, tua tristeza,


Toda incerteza e o temor;
Paz e prazer tu em breve
Receberás do Senhor.
S.L.G. – J.A.S.

408 - QUERESNESTE MUNDO SER


Queres neste mundo ser um vencedor?
Queres tu cantar nas lutas e na dor?
Queres ser alegre, qual bom lutador?
Guarda o contato com teu Salvador.

Guarda o contato com teu Salvador


E a nuvem do mal não te cobrirá,
Pela senda alegre tu caminharás
Indo em contato com teu Salvador.

Neste mundo, vivem muitos a penar.


Cujos corações transbordam de pesar;
Dá-lhes a mensagem de amor sem par;
Com Deus o contato deves tu guardar.

Queres tu com Deus a comunhão obter?


Sua glória em ti sempre permanecer,
Que o mundo possa Cristo em ti ver!
Guarda o contato co’o Supremo Ser.

Deixe que o Espírito implante em teu ser,


O amor de Cristo, divinal prazer,
Queres, neste mundo, todo o mal vencer?
Guarda o contato e terás poder.
P.L.M. – C.S.C.

409 - DESEJO ESTAR EM UM LUGAR


Desejo estar em um lugar,
Mui perto do meu redentor;
Ali eu posso descansar,
Por Seu amparo e Seu amor.

Mui perto do meu Redentor


Seguro abrigo encontrarei;
Me guardará do tentador,
Assim eu nada temerei.
Ninguém me poderá tirar
A paz que frui o coração.
Jesus, bondoso, vai me dar
A mais segura proteção.

Tristezas, nem temor terei,


Estando perto de Jesus.
Envolto sempre me verei,
Com seu fulgor, com Sua luz.
P.L.M. - J.M.B.

410 - MAIS PERTO DE JESUS


Mais perto de Jesus, procuro sempre eu chegar,
Mais belo que o ouro do sol nado é a Ti mirar.
Em pensamento, sonhos, tanta glória nunca vi;
Pois Ele é mais belo do que eu jamais previ!

Não posso explicar


Quão meigo és Jesus;
Mas, face a face, no Teu lar,
Eu te verei, Jesus!

A estrela resplendente da manhã é minha luz;


O lírio dos vales é o bom Senhor Jesus;
Suave e doce é o cheiro que só vem de Ti;
Pois Ele é mais belo que eu jamais previ!

Se mágoas vêm me perturbar, o bálsamo Ele tem;


Me toma nos seus braços e, assim, descanso bem;
Na cruz levou Jesus o meu pecado sobre si;
Pois Ele é mais belo que eu jamais previ!
S.N. - C.A.M.

411 - MINHA ALMA, TÃO ANSIOSA


Minha alma, tão ansiosa,
Suspira pela vida, meu Jesus.
Oh! faz descer, radiosa,
Sobre esta alma dorida, tua luz! Tua luz!

Teu nome, ó Deus, eu quero


Na mente ter gravado, pela fé.
Andar em ti, espero,
Da queda levantando, sempre em pé! Sempre em pé!

Na senda tortuosa
Do mundo eu ando errante, meu Senhor;
Mas na mansão gloriosa
Eu hei de entrar, triunfante, sem temor! Sem temor!

Na pátria minha amada,


Cercado pelos anjos, em festim,
Com voz cadenciada,
Te louvam os arcanjos, lá, sem fim! Lá sem fim!

Tu calas, Deus bendito,


Meus ais e meus lamentos, com amor!
Em graça és infinito,
E grande em teus portentos, ó Senhor! Ó Senhor!

Quem vale aos oprimidos,


Que gemem na tristeza? É só Deus;
Por isso os meus pedidos
Dirijo com firmeza para os Céus! Para os Céus!

Vai, alma dorida,


Depor os teus pecados junto à cruz.
Ali rendeu a vida,
Pra vê-los expiados, teu Jesus! Teu Jesus!

Quando eu deixar o mundo,


No Céu, eternamente, vou morar;
E com prazer profundo,
A Deus, perpetuamente, vou cantar! Vou cantar!
A.S.P.C.

412 - OH! QUANTO DESEJO TE AMAR


Oh! quanto desejo te amar, meu Senhor,
Cantar com voz alta, Jesus, Teu louvor;
E como eu quisera exaltar-Te sem fim
Porque tu morreste na cruz para mim.

Se mais eu pudesse em Jesus confiar,


Se mais eu pudesse, meu Deus, Te louvar.

Oh! quanto desejo melhor Te cantar


Com alma humilhada, Jesus, Te adorar;
Renego os prazeres da vida de aqui,
Pois gozo perfeito eu terei só em ti.

Oh! quanto desejo melhor te louvar


Com justo entusiasmo, Jesus, Te exaltar.
Oh! toma,Te peço, meu vil coração
Que humilde te entrego na grata oração.
A.L.

413 - BEM HUMILDES RENDEREMOS


Bem humildes renderemos homenagens com fervor,
À querida mamãezinha, pois é digna de louvor.
Coração mui generoso, transbordante em pleno amor,
Encobrindo as nossas faltas, repreende com dulçor.
Cantarei minha mãezinha, neste dia tão feliz.
E hei de honrar sempre o teu nome,
Pois o bem sempre me quis.
Alma nobre, santa e pura, nunca, nunca hei de esquecer
Teus carinhos delicados que sustentam meu viver.

Tua vida é mui gloriosa, cheia de suplício e dor.


Quero honrar perpetuamente a mamãe, o meu amor.
Minha vida, embora curta, cheia está de gratidão.
E ao bom Deus hei de pedir-lhe pra mamãe consolação.
A.L.

414 - OH! MULHERES CRISTÃS


Oh! Mulheres cristãs
Eia, avante!
Vossas forças uni para lutar!
O inimigo potente se mostra
Mas, com Cristo, sois fortes, marchar.

Oh! vem, vem, vem, vem.


Sim, vem trabalhar comigo,
Contra o mal, contra o erro lutai,
Tendo o santo Evangelho por arma
A verdade da cruz proclamai.

Oh! mulheres cristãs


Vede o abismo,
Onde muitos estão a cair,
Por faltar-lhes a luz do Evangelho,
Não procuram a Cristo seguir.

Oh! mulheres! vós sois valorosas


Nesta obra, pois bem, avançai,
Ide aos povos levar o Evangelho,
Para a glória de Deus trabalhai!
W.S.P.

415 - SEMPRE UNIDAS, COMPANHEIRAS


Sempre unidas, companheiras,
Declaremos, por Jesus,
Guerra santa contra as trevas,
Zeio puro pela luz.

Vamos todas, vamos todas


Sempre unidas para o bem!
Deus fará de cada uma,
Boa filha, esposa e mãe.

Somos fracas, bem sabemos;


Mas havemos de vencer,
Se tivermos confiança
E amarmos o dever.

Sempre firmes na esperança,


E na fé do Salvador,
Imploremos sua graça,
Pra viver em seu amor.
P.C.F.

416 - DE NOVO A COMBATER


De novo a combater
Por Ti, Jesus, chamados,
Como fiéis soldados,
Prontos, eis-nos aqui.
Unidos no dever,
De pelejar por ti.

Às armas, pois, e com valor!


Jovens soldados do Senhor!
Jovens soldados do Senhor!
Às armas, pois, e com valor!

Reveste-nos de amor,
De fé e de ousadia;
Dá-nos sabedoria,
Valor, resolução.
Dá-nos força, vigor,
E fraternal união.

Da cruz do Salvador
Ergamos o estandarte;
Aqui, em toda parte,
Lutemos pela cruz!
Oremos com fervor!
Soframos por Jesus!

Lutar, orar, sofrer,


Que certa é a vitória!
E depois dela a glória
Que Jesus nos vem dar!
Lutar, orar, sofrer,
E com Jesus reinar.
G.L.S.F.

417 - EIA, AVANTE, MOCIDADE


Eia, avante, mocidade!
Vamos por Jesus lutar.
A peleja é gloriosa;
Deus nos há de auxiliar.
Eia, avante, ó camaradas,
De olhos postos em Jesus!
Caminhemos destemidos;
Avancemos para a luz!

Por Jesus, com zelo santo


Vinde, ó jovens, combater!
A mensagem do Evangelho
Proclamai, até morrer!

Eia, avante, mocidade!


Nunca, nunca recuar!
No caminho reto e santo
Eia, ó jovens, avançar.
Eia, avante, ó camaradas!
Soem tais como um clarim
As palavras do convite:
“Vinde todos, vinde a mim!”

Eia, avante, mocidade!


Confiando no Senhor!
Onde há fé ninguém vacila;
Haja vida, luz, vigor!
Eia, avante, ó camaradas!
Sempre unidos a lutar!
Sempre unidos na esperança.
Sempre unidos, avançar!
R.G. - F.C.M.

418 - EIA, AVANTE, MOCIDADE FLORESCENTE


Eia avante, mocidade,
Florescente e varonil,
Conquistando para Cristo
Nossos jovens do Brasil.

Obra santa e mui gloriosa


Confiou-te o bom Jesus,
Vai e aponta aos pecadores
O poder que vem da cruz.

Consagrai-vos moços crentes,


Ao bondoso Salvador,
Dedicai-lhe vossas vidas
Vossas almas e vigor.

Trabalhai enquanto a vida


É risonha e bela for,
Com impulso puro e vero
Dai a Cristo o vosso amor.

Ó que grande privilégio,


Que ventura, que prazer!
Ser discípulo do Mestre
E como Ele combater.

419 - JOVENS FORTES, UNIDOS NA LUTA


Jovens fortes, unidos na luta,
Um pendão real alcançai.
Firmes, firmes, na seara, constantes,
O perdão de Jesus proclamai.

Oh! jovens! Levantai!


Sois vós o exército de Deus.
Glória a Deus! Aleluia! Cantemos. Avivados, marchemos pro céu.

Jovens fortes, lutando por Cristo,


Na alegria, tristeza ou na dor,
Empunhai a espada divina,
E lutai por Jesus, com ardor.

Somos jovens unidos de Cristo


Empenhados na grande missão
De levar a mensagem aos perdidos
E mostrar-lhes também a salvação.
E.A.

420 - LEVANTAI-VOS, MOÇOS CRENTES


Levantai-vos, moços crentes,
Para anunciar Jesus
Como Salvador do mundo,
Verdadeiro guia e luz.

Despertai-vos! Levantai-vos!
Não há tempo que perder,
Se quereis servir a Cristo,
Tendes muito que fazer.
Meditai no seu amor,
Meditai no que Ele fez:
Pela morte no Calvário,
Resgatou-nos de uma vez!

Sim, Ele é a luz do mundo


Ele poderá dizer:
“Só Eu dou a vida eterna
A qualquer que queira crer".

Pois se nós estamos certos


De que Cristo é Salvador.
Vamos publicá-lo a todos
Com coragem e fervor.

E se nós. sinceramente,
Já servimos nosso Deus,
Nós nutrimos a certeza
De encontrá-lo lá nos céus.
F.L.P. -J.M.

421 - MÃOS AO TRABALHO, JOVENS!


Mãos ao trabalho, jovens!
Vai já passando o alvor;
Eia! Enquanto temos Nossa vida em flor.
Vamos, enquanto é dia,
Com força trabalhar;
Eia! que, em vindo a noite,
Não há mais lidar.

Mãos ao trabalho, homens!


Andai enquanto há luz!
Eia! que é tempo agora De servir Jesus.
Ide o vigor da vida Todos ao bem votar;
Eia! que, em vindo a noite,
Não há mais lidar.

Mãos ao trabalho, velhos!


Breve nos chega o fim;
Eia! enquanto a morte Não toca o clarim.
Vamos, irmãos, à obra!
Por Cristo trabalhar;
Eia! que, em vindo a noite,
Vamos descansar.
A.L.W.C. -A.H.S.

422 - MOCIDADE CRISTÃ, EIA AVANTE


Mocidade cristã, eia avante!
Vossas forças uni pra lutar!
O inimigo potente se mostra,

Mas com Cristo sois fortes, marchar!


Mocidade cristã, eia avante!
Contra o mal, contra o erro lutai!
Tendo o santo evangelho por arma,
A verdade da cruz proclamai!

Mocidade cristã, vede o abismo,


Onde muitos estão a cair!
Por faltar-lhes a luz do Evangelho.
Não procuram a Cristo seguir.

Eia jovens, ativos obreiros.


Pela causa do bem pelejai!
Ide aos povos levar o Evangelho,
Para a glória de Deus trabalhai!
T.D.A. - R.P.
423 – MOÇOS! DECLARAI GUERRA
Moços, declarai guerra contra o mal.
Exaltai a cruz do Salvador.
Firmes empunhai armas não carnais:
Sempre confiai em seu favor.

Todos, juntos, ao redor da cruz.


Prontos, firmes, escutai sua voz:
Marcha, avante, prossegui! Hosana!
Cristo assim ordena a todos nós.

Moços, avançai! Fortes vos tornais,


Se o valor da causa conheceis:
Tremulante em luz veja-se o guião,
Garantia de que vencereis.

Nosso Deus e Pai, ouve com favor:


Vem nos ajudar a combater;
Faze-nos triunfar de todo mal,
E de Ti a C’roa receber.
M.C.

424 -Ó JOVENS, ACUDI!


Ó jovens, acudi! Seu brilhante pavilhão
Cristo há desprendido hoje na nação.
A todos, nas fileiras, Ele quer vos receber,
E com Ele levar-vos todo mal a combater.

Vamos com Jesus, e marchemos sem temor;


Vamos ao combate, inflamados de valor;
Ânimo! Lutemos todos contra o mal;
Em Jesus levamos nosso general!

Ó jovens, acudi! O divino vencedor


Quer juntar-vos todos hoje ao seu redor,
Dispostos à batalha, saí sem vacilar;
Vamos prontos, companheiros, vamos a lutar!

As armas invencíveis do chefe guiador


São seu Evangelho e seu grande amor.
Com elas revestidos, e cheios de poder,
Camaradas, com coragem, vamos a vencer!

De Satanás os filhos, com armas já na mão,


Juntos já se acham com seu capitão.
Ó jovens apressai-vos, formai-vos sem temor
Nas fileiras, em que manda nosso Salvador.

Quem entra nesta guerra, sua voz escutará;


Cristo então vitória lhe concederá.
Saiamos, camaradas, lutemos, sim, por Ele;
Com Jesus conquistaremos o imortal laurel!
R.H.M.

425 - TRABALHAI, JOVENS, COM AMOR


Trabalhai, jovens, com amor,
Bem unidos em Jesus;
Procurai sempre, com valor,
Nas trevas ser brilhante luz.
Trabalhai com ânimo e constância,
Seguindo ao Salvador!
Brilhai nas trevas da ignorância.
Brilhai para o Senhor!

Vede esta gente a caminhar


Para a ruína e perdição.
Oh, ide a todos convidar
A vir a Cristo e à salvação!
Pois Jesus vos manda convidá-los,
Contando o seu amor;
Oh, ide, jovens, a chamá-los
Chamai para o Senhor!

Enchei-vos do Consolador
E entre vós mesmos falai
Louvando em hinos ao Senhor
E dando graças ao bom Pai.
Exultai, irmãos, testemunhando
Alegres, com louvor;
Cantai, as bênçãos proclamando!
Cantai para o Senhor!

Caminhai sempre para os céus,


Nunca olhando para trás,
Os olhos postos no bom Deus,
Pois n’Ele tendes vida e paz.
Sim, marchai, alegres, corajosos,
Avante, sem temor!
De santidade desejosos,
Marchai para o Senhor!
E.H.M. - C.V.R.

426 - MINHA PÁTRIA PARA CRISTO


Minha Pátria para Cristo!
Eis a minha petição:
Minha Pátria tão querida,
Eu te dei meu coração,
Lar prezado, lar formoso,
É por ti o meu amor;
Que o meu Deus de excelsa graça
Te dispense seu favor.
Salve Deus a minha Pátria
Minha Pátria varonil!
Salve Deus a minha terra
Esta terra do Brasil.

Quero, pois, com alegria,


Ver feliz a mãe gentil
Por vencer seu Evangelho
Esta terra do Brasil,
Brava gente brasileira,
Longe vá temor servil;
Ou ficar a Pátria salva,
Ou morrer pelo Brasil.
W.E.E.

427 - ANO VELHO JÁ FINDADO


Ano Velho, já findado,
Foste o dom do Criador!
Ano novamente entrado,
Vens do mesmo benfeitor;
Todo o tempo, todo o tempo,
Testemunha o seu amor.

Ano Bom! a tua vinda


Celebramos com festim;
Mas teus dias fugitivos
Prestes voam para o fim;
Ignoramos, ignoramos,
Se veremos outro assim.

Esta vida é breve, incerta,


Todo instável nosso ser;
Se veloz chegar a morte
Quem nos poderá valer?
Quem dizer-nos, quem dizer-nos,
Como em doce paz morrer?

Perto está a eternidade!


O juízo cedo vem!
Quem dirá que seu arbítrio
Seja para o nosso bem?
Que passemos, que passemos
Sem abalo para o além/

Santo Deus! Juiz supremo


Reto e justo em condenar!
Teu amor achou caminho
Para os ímpios libertar;
Jesus Cristo, Jesus Cristo,
Veio a punição levar!
Somos pecadores, dignos
De suplício e perdição;
Com pesar e fé humilde,
De contrito coração
Confiemos, confiemos,
Na divina expiação.

Cantaremos esta graça


Com acorde e suave som!
E com alto regozijo,
Gratos por tão rico dom,
Saudaremos, saudaremos,
O Ano Novo, o Ano Bom!
A.J.S.N. - R.L.

428 - ATRÁS FICOU UM ANO


Atrás ficou um ano,
De paz e bênçãos mil,
E Deus nos trouxe em vida,
Por graça tão gentil;
Ao Rei e soberano
Que deu todo este bem,
Que a nós na intensa lida
As forças deu também,
Louvor com voz subida
Erguemos ao além.

Senhor, no Ano Novo


Vem dar o teu poder.
E nós, Teu santo povo,
Cumpramos o dever,
No atroz labor terrestre,
Até a luz brilhar,
E enfim, voltando o Mestre,
Sigamos para o lar,
E enfim voltando o Mestre,
Sigamos para o lar.
F.J.C. - I.A S.

429 - ROMPE A AURORA!


Rompe a aurora! Vai-se embora
Mais um ano de labor;
Não temamos! Prossigamos,
A lutar com mais ardor.

O ano findo nunca, nunca mais veremos;


O anonovo hoje, hoje recebemos;
Ouve! Ouve! Que belo som: “Aleluia!”
Vê, vê! que lindo dom, o anonovo!
Vem o dia! Cristo, o Guia,
Nos renove o coração;
Temos gozo, bom repouso,
Confiando em sua mão.

De pecados resgatados,
Pertencemos a Jesus;
Nova vida, santa lida
Temos já por sua cruz.

Nos momentos, os talentos


Empreguemos com prazer;
E sem susto, ante o Justo,
Sempre havemos de viver.

Nossos cantos, puros, santos,


Hoje entoemos ao Senhor;
Vem do arcano mais um ano,
Que anuncia seu favor.

Aleluia! sempre, sempre a Deus cantemos


Ano novo hoje, hoje recebemos.
Ouve! Ouve que belo som Aleluia!
Vê! vê! Que lindo dom, o ano novo!
A.S.P.C.

430 - COM JESUS HÁ MORADA FELIZ


Com Jesus há morada feliz,
Prometida e segura nos Céus;
Avistamos o santo país
Pela fé na Palavra de Deus.

No celeste porvir!
Com Jesus no celeste porvir! (bis)

Pacientes podemos penar,


Se sofrermos por nosso Jesus;
Pois sem culpa, sem falta ou pesar,
Viveremos no reino da luz.

No descanso perfeito, eternal,


Desfrutando o labor que passou.
Cantaremos em tom triunfal
Os louvores de quem nos amou!
S.P.K. -J.P.W.

431 - DE TODAS AS TERRAS


De todas as terras irão chegar
Um a um! Um a um!
Na eterna mansão, para ali morar,
Sim, um a um!
Vestidos de trajes celestiais,
Bem longe do mundo e dos tristes ais,
Desfrutam com Cristo a perfeita paz,
Gozando uma vida que satisfaz.

No eterno lar, querido lar,


Ei-los entrando um a um!
No eterno lar, no lindo lar,
Sim, um a um!

Também nós havemos de ali chegar,


Um a um! Um a um!
Da glória dos salvos compartilhar,
Sim, um a um!
Irão uns entrar nesse lar de além
Sem muito sofrer no viver de aquém,
Mas outros terão de lutar, sofrer,
Porém hão de entrar sem desfalecer.

Humildes, submissos a Ti, Senhor,


Todos nós! Todos nós!
Queremos viver sob o teu favor,
Sim, todos nós!
Contigo almejamos participar
Da vida gloriosa do eterno lar.
Ó tu, que dominas a terra e os céus,
Transporta-nos todos nos braços teus!
M.L.L. - W.A.O.

432 - EU AVISTO UMA TERRA FELIZ


Eu avisto uma terra feliz
Onde irei para sempre morar;
Nas mansões nesse lindo país,
Que Jesus foi ao Céu preparar.

Vou morar, vou morar


Nessa terra, celeste porvir, (bis)

Cantarei nesse lindo país


Belos hinos ao meu Salvador;
Pois ali viverei bem feliz,
Sem tristeza, vexame, sem dor.

Deixarei este mundo afinal


Para ir a Jesus adorar;
Nessa áurea cidade festal
Mil venturas sem fim vou gozar.
S.F.B. -J.P.W.

433 - EU OUVI DE UM PAÍS


Eu ouvi de um país onde tudo é feliz,
Terra de gozo puro e sem dor;
Nele habita Jesus e de glória reluz,
E não há da velhice o temor.

Lá não há dor, não há temor


Nunca os jovens envelhecerão;
Sim, não há dor, nem há temor
Os remidos a Deus louvarão.

Nesse formoso lar onde iremos morar


Será tudo delícia e louvor
Os fiéis e leais, lá nos passos reais,
Para sempre verão o Senhor.

Quando aqui terminar a tarefa de dar


A mensagem divina e eficaz;
Nossas lutas então para sempre estarão,
Esquecidas na mais doce paz.
A.-J.CM.

434 - FONTE DE AMOR PERENE


Fonte de amor perene, manancial de luz!
Agua da vida corre do trono de Jesus.
Calmo rio! Belo rio!
Quero estar também,
Onde as águas sempre correm
Desse rio além.

Muitos de nós já foram cantar essa harmonia,


Que as lindas harpas tocam com santa melodia.
Santo rio! Junto ao rio vou cantar também,
Onde as vozes nunca cessam,
Na Jerusalém.

Límpida fonte corre, brilhante corre a flux;


Quem fez aquela alvura? O sangue de Jesus.
Corre rio, calmo corre!
Corra assim a paz
Em minha alma para sempre
Corra mais e mais.
H.B. - L.P.G.S. - R.L.

435 - HÁ NOS MAIS ALTOS CÉUS


Há nos mais altos céus.
Doce país de amor,
Onde os remidos gozam descanso
Junto ao seu redentor.

Os cidadãos do céu
Sempre felizes são
E eternamente gratos e alegres.
A Deus louvores dão.

Junto do trono está,


Em glória, a multidão
Que foi remida, santificada,
Na grande redenção!

No sangue remidor
Do salvador Jesus
As suas vestes foram lavadas;
Vivem agora em luz!

Doce país de amor!


Oh! que desejo em ir,
Com teus remidos, na glória eterna.
A santa paz fruir!

No sangue de Jesus
Minha alma lavarei,
E tuas bênçãos, Pátria querida,
Por Ele gozarei.
G.L.S.F. - T.B.

436 - HÁ UMA TERRA ALÉM DO RIO


Há uma terra além do rio,
Que chamamos doce e terna,
Que somente alcançaremos pela fé.
Um a um de entrar havemos
Nesse lar de bens supremos,
Quando o Salvador chamar a mim e a ti.

Campainhas estão a tocar,


Santos e anjos ’stão a cantar,
E a glória, Aleluia, em resplendor.
Nesse terra, além do Rio,
Que chamamos doce e terna,
Quando o Salvador chamar a mim e a ti.

Nunca mais pecado ou mágoas


Nessa terra do futuro,
Quando a barca lindas praias alcançar
Só teremos alegrias;
E ouviremos harmonias
Quando o Salvador chamar a mim e a ti.

Quando os dias se findarem


E da morte a dor vencermos,
Quando o Rei disser ao espírito “livre-se”;
Nunca mais angustiados,
Para sempre consolados,
Quando o Salvador chamar a mim e a ti.
D.D.M.

437 - JERUSALÉM EXCELSA!


Jerusalém excelsa! Gloriamo-nos em ti,
Ó fúlgida esperança do teu rebanho aqui.
Radiantes, belos muros, o longe ele antevê,
E as preces, ânsias, lutas, redobra pela fé.

E a cruz que te alumia! E ao grande Redentor:


Consagras teu afeto, tributas-lhe louvor.
Que gozo que me inspira, eterna habitação.
Saber que em ti eu findo a peregrinação!

O doce pátria minha, teu gozo há de ser meu!


O pátria desejada, que grande encanto é o Teu!
Exulta, ó tu que gemes na dor que te desfaz;
Com Deus que te redime, feliz ali serás.
A.E. - A.S.P.C.

438 - JUNTO AO TRONO


Junto ao trono de Deus preparado,
Há cristão, um lugar para ti;
Há perfumes, há gozo exaltado,
Há delícias profusas ali. Sim ali, sim ali,
De seus anjos fiéis rodeado,
Numa esfera de glória e de luz,
Junto a Deus nos espera Jesus.

Os encantos da terra não podem


Dar idéia do gozo dali,
Se na terra os prazeres acodem,
São prazeres que findam aqui. Mas ali, mas ali,
As venturas eternas concorrem
Co'a existência perpétua da luz,
A tornar-te feliz com Jesus.

Conservemos em nossa lembrança


As riquezas do lindo país,
E guardemos conosco a esperança
Duma vida melhor, mais feliz; pois dali, pois dali,
Uma voz verdadeira não cansa
De oferecer-nos do reino da luz
O amor protetor de Jesus.

Se quisermos gozar da ventura


Que no belo país haverá,
É somente pedir de alma pura,
Que de graça Jesus nos dará; pois dali, pois dali,
Todo cheio de amor, de ternura,
Desse amor que mostrou lá na cruz,
Nos escuta, nos ouve Jesus.
E.M. - G.C.S.

439 - NA CIDADE DE DEUS


Na cidade de Deus
Não entra o pecador;
É toda brilho, é toda brilho,
Sem mancha seu fulgor.

Com bondade perdoa


Ao pobre pecador;
Lava-me as culpas, lava-me as culpas.
Bendito Salvador.

Teu filho quero ser


Pra sempre, meu Senhor;
És meu amparo, és meu amparo
Contra o vil tentador.

Ah! quando lá estiver,


Salvo p’la tua cruz,
Puro, sem mancha, puro, sem mancha,
Gozarei tua luz.
G.S.F.

440 - NA PÁTRIA CELESTE


Na pátria celeste, de Deus o doce lar,
Prepara Jesus, para os seus, um lugar,
Pois longe do mal, do pecado e da dor,
Consigo pra sempre os quer ter seu Senhor.

Oh! doce, doce lar!


Ali com Jesus vou pra sempre descansar.

Oh! lar sacrossanto de paz e de amor!


Ali, sobre o trono, verei meu Senhor,
O meigo Cordeiro, reinando em luz,
Por todos louvado, bendito Jesus!

Que puras delícias se encontram em Ti!


Que gozos supernos esperam ali
Aqueles a quem junto a si Deus quer ter,
E perpetuamente os satisfazer!

Não são seus prazeres que anseio gozar,


Mas sim com Jesus para sempre morar!
Jamais desonrá-lo; jamais ofender
A quem, pra ganhar-me, por mim quis morrer.
J.H.P. - H.R.B.
441 - NO CÉU HÁ MUITA, MUITA COISA
No céu há muita, muita coisa que eu anseio ver
As mil belezas, fausto e esplendor,
Mas ao fruir das celestiais moradas: o prazer,
Primeiro quero ver meu Salvador.

Primeiro eu quero ver meu Salvador,


Sim, antes dos queridos ao redor;
E então por longos dias,
Que doces alegrias! . . .
Eu quero ver primeiro o Salvador.

As ruas de ouro eu quero ver, e os seus novéis portais


Eu quero ver os paços celestiais
A árvore da vida e o lindo rio do Senhor;
Eu quero ver primeiro o Salvador.

Eu quero ver mamãe, estar com ela no jardim,


Dos dias idos lembrarei co’amor;
Queridos quero ver, os quais partiram antes, sim,
Mas quero ver primeiro o Salvador.
J.W.P.

442 - NÓS RECEBEREMOS LÁ NO CÉU


Nós receberemos lá no Céu
Lá no Céu, o lindo, lindo Céu.
O outro nome novo, além do véu,
Nesse lindo Céu.
Um nome novo, um nome novo,
Nós teremos já;
Um nome novo, um nome novo,
Quando entrarmos lá.

Sim receberemos lá no céu


Lá no Céu, o lindo, lindo Céu,
O outro nome novo, além do véu,
Nesse lindo Céu.

Na pedrinha branca, eu só lerei,


Esse nome novo de Jesus;
Branca mais que a neve, a guardarei
No reino de luz.
Pedrinha branca, pedrinha branca,
Nós teremos já;
Pedrinha branca, pedrinha branca,
Quando entrarmos lá.

Larga o mundo, crê em Cristo, e vem!


O maná escondido é para ti;
Serve, pois, a Deus, tens todo o bem!
Cristo é tudo ali.
Maná escondido, maná escondido,
Nós teremos já;
Maná escondido, maná escondido,
Quando entrarmos lá.
J.G.R. - J.E.H.

443 - Ó CRENTES, HONRA DAI!


Ó crentes, honra dai ao grande Rei dos reis,
Louvor em alta voz cantai,
Louvor em alta voz cantai.
Guardai as santas leis, guardai as santas leis.

Sião é a nossa fúlgida, bela cidade,


Pois nela vamos morar
Com os salvos em Cristo Jesus.

Aqueles que fiéis a Cristo sempre são,


Prazer, delícias, sem rivais.
Prazer, delícias, sem rivais,
Ali depois terão. Ali depois terão.

Erguei-vos, ó cristãos, marchando sem cessar.


Até herdardes lá no além,
Até herdardes lá no além,
Sião, o eterno lar. Sião, o eterno lar.
I.W.-R.L

444 - OH! PENSAI NESSE LAR


Oh! pensai nesse lar lá do Céu,
Bem ao lado do rio de luz,
Onde os santos pra sempre já gozam
Da presença de nosso Jesus.

Lá do Céu! Lá do Céu!
Oh! pensai nesse lar lá do Céu! (bis)

Oh! pensai nos amigos do Céu,


Que a jornada já têm acabado,
E nos cantos que soam nos ares,
No palácio por Deus preparado.

Hei de ver lá no Céu meu Jesus,


Face a face seu rosto mirar;
Longe, longe, cuidados, tristezas!
Com Jesus vou pra sempre morar.

Cedo, cedo no Céu lá estarei,


Vejo o fim da jornada chegar!
Meu Jesus ali está me esperando,
E melhor estar ali que aqui estar.
W.C.H. - T.E.D.

445 - PÁTRIA MINHA


Pátria minha, por ti suspiro!
Quando no teu bom descanso eu entrarei?
Os patriarcas, de Deus amigos,
E os bons Profetas, fiéis antigos,
Já entraram na tua glória,
Onde vêem em esplendor o grande Rei.

Os apóstolos, mártires todos,


Pelo sangue já venceram o dragão;
Por Cristo são mais que vencedores,
E agora cantam os seus louvores;
Pátria santa, quem dera ver-te.
Ver o Salvador e a grande multidão!

Lá o rio das águas vivas


Sai do trono do Cordeiro e do Senhor;
Na luz do íris tem a nascente,
É como cristal resplandecente;
Pela margem daquele rio
Andam os remidos com o Salvador!

Não há pranto na minha pátria,


Nela jamais haverá separação;
Ali o trono de Deus descansa;
Por sol essa Arca tem da aliança;
Os remidos na minha pátria
Com Jesus eternamente reinarão.
J.B.

446 - PELA FÉ AVISTAMOS ALÉM


Pela fé avistamos além
Uma terra que brilha em fulgor;
Nas moradas de Jerusalém
Um lugar nos prepara o Senhor.

Sim, no doce porvir


Viveremos no lindo país. (bis)
Cantaremos no belo país
Melodias de santo ardor,
Nessa terra celeste e feliz
Não há pranto, gemido, nem dor.

Sim, daremos ao nosso Jesus


Um tributo de grato louvor.
Pelas bênçãos do Reino de Luz.
Pelo dom do seu rico amor.
S F.B. -J.P.W.
447 - QUANDO MEU TEMPO DE LUTAS
Quando meu tempo de lutas passar,
Quando meu Deus para Si me chamar,
Grato, perante Jesus, me prostrar,
Glória perene será para mim!

Sim, há de ser glória pra mim!


Glória pra mim! glória pra mim!
Quando puder o seu rosto mirar,
Oh! há de ser grande glória pra mim!

Quando, por graça do seu grande amor,


Eu alcançar o infinito favor
De ir para perto do meu Salvador,
Glória perene será para mim!

Muitos amigos ali hei de achar,


Paz, alegria, eternal bem-estar;
Mas quando meu Salvador me saudar,
Glória perene será para mim!
S.L.G. - C.H.G.

448 - QUE GRANDE REUNIÃO


Que grande reunião convocada ali
Da colina se achava ao pé.
Olhando melhor entre eles vi
A Jesus de Nazaré.
Vi cego em momentos tornar a ver,
Entrevado ficar de pé.
E todos gozavam real prazer
Em Jesus de Nazaré.

Jesus Cristo, meu Mestre divino,


Pra sempre por ti viverei.
A vida será qual um hino
Em ti mui amado rei.

Indagam os príncipes entre si;


Todos querem saber quem é
O homem humilde que está ali,
É Jesus de Nazaré.
O mar se aquieta ao mando seu,
Os demônios expulsa até.
Ele é nosso Pão que desceu do céu
Jesus de Nazaré.

Se grandes quais ondas as lutas são


Se já quase vacila a fé!
Acalma a tormenta no coração
Jesus de Nazaré.
A água da vida a todos dá
Ao contrito Ele salvará!
Meu dúbio caminho em Sua mão está
Jesus de Nazaré.
C.H.M.

449 - QUERIDO LAR, ALI NO CÉU


Querido lar, ali no Céu,
Além do mundo, além do véu,
Viver ali será prazer
Oh! como tanto almejo ver!

Querido lar, oh! doce lar,


Onde eu pra sempre irei morar!
Um pouco mais e eu partirei,
E com Jesus descansarei.

Querido lar, alegre lar!


Ali ninguém vai mais chorar;
Tristeza e dor e tentação
Naquele lar não entrarão.

Vai só gozar no lar de luz


Quem for remido por Jesus,
E eu sei que Cristo meu Senhor,
Me espera ali no lar de amor.
F.J.C. - J.R.S.

450 - VOU À PÁTRIA


Vou à Pátria, eu, peregrino,
A viver eternamente com Jesus,
Que me marcava feliz destino
No dia quando por mim morreu na cruz.

Vou à Pátria, eu, peregrino,


A viver etemamente com Jesus. (bis)

Dor e pena, tristeza e morte


Nunca mais, não, nunca me interrompem lá;
Desfruto sempre de Cristo a sorte,
E ao Deus bendito minha alma louvará.

Terra santa, formosa e pura,


Salvo por Jesus eu cantarei em Ti,
Felicidade, paz e doçura, terei na glória!
Ah! quando irei de aqui?
J.G.R. - J.L.H.

Você também pode gostar