Você está na página 1de 2

Ficha de consolidação:

Complemento Oblíquo
O Complemento oblíquo é uma função desempenhada por um grupo preposicional
ou por um grupo adverbial e é selecionada por um verbo transitivo indireto. Não pode
ser substituído pelo pronome lhe/lhes. A presença do complemento oblíquo é
fundamental para o sentido da frase, não podendo, por isso, ser retirado.

Ex. A Anabela e o marido moram em Maputo. Eles vivem longe.

HÁ VERBOS QUE, OBRIGATORIAMENTE, SELECIONAM O


*****
COMPLEMENTO OBBLÍQUO, NOMEADAMENTE, VERBOS QUE REGEM
PREPOSIÇÃO.

1. verbos locativos: morar, viver, habitar, encontrar-se, situar-se, etc.


2. verbos de movimento: ir vir, dirigir-se, chegar, etc.
3. verbos com significado de duração: datar, durar, prolongar-se, etc.
4. verbos com significado de necessidade ou carência: precisar, necessitar, carecer, etc.

abdicar de (direitos, privilégios) falar de (tudo)/falar com, para


abusar de (a paciência de alguém) fugir de (responsabilidades)
acabar com (as injustiças) gostar de (algo ou alguém)
acreditar em (uma pessoa, alguém) importar-se com (algo, alguém)
aderir a (um projeto) insistir em (um assunto)
afastar-se de (alguém, alguma coisa) interessar-se por (um assunto)
apaixonar-se por (alguém) ir a, para (um local)
assistir a (um espetáculo) necessitar de (algo)
atrever-se a (fazer algo ousado) olhar por (alguém)
candidatar-se a (um emprego) participar em (conversas)
cansar-se de (algo) partir para (um local)
chegar a (algum lugar) pensar em (alguém)
colocar(em) precisar de (alguém)
concordar com (alguém) recordar-se de (uma conversa)
concorrer a (um lugar) recorrer a (alguém)
confiar em (alguém) renunciar a (alguma coisa, cargo, etc)
contar com (alguém) residir em (uma localidade)
cuidar de (alguém) sair de (um local)
depender de (alguém) simpatizar com (alguém)
descer de (algum local) sofrer de (algo)
desconfiar de (alguém) subir a
desistir de suspeitar de (alguém)
dirigir-se a, para (um local) transformar em (alguma coisa)
discordar de (tudo) vir de (algum lado/sítio/local)
duvidar de (alguém) viver em (um local)/viver de
entrar em (um local) voltar a, de (um sítio)
esquecer-se de (algo) votar em (alguém)
2 Identifica o complemento oblíquo.

a) O escritor deslocou-se a Lisboa.


b) Os leitores foram para a redação.
c) Os jovens gostam de concertos.
d) A Joana morou no Porto.
e) Os filhos necessitam de pais atentos.
f) . A Cláudia chegou à capital ontem.
g) Vou para Mangualde.
h) Mergulhou em águas profundas
i) Insistiu no tema.
j) O António e o irmão transitaram para o 10º ano.
k) Participaram num congresso.
l) Coloca o livro aqui.
m) Simpatizo com a Maria.
n) Os avós cuidam dos netos.
o) “O outono dá umas pinceladas douradas nas uvas brancas.”

Soluções:

a Lisboa; para a redação; em Lisboa; de concertos; no Porto; de pais atentos; à capital; para
Mangualde; em águas profundas; no tema; para o 10º ano; num congresso; aqui; com a
Maria; dos netos; nas uvas brancas: