Você está na página 1de 9

lOMoARcPSD|7740382

Estudos Disciplinares UNIP - Eletricidade Básica

Eletricidade Basica (Universidade Paulista)

A StuDocu não é patrocinada ou endossada por nenhuma faculdade ou universidade


Baixado por Jeociel Dias (jeociel@gmail.com)
ED – Eletricidade Básica
1–A
P=m*g P=Ty
P=1,8x10^-5*10 Fe=Tx
P=1,8x10^-4 N

TY = T* sen75° 1,8x10^-
4 = T. sen 75°
T=1,8x10^-4/sen 75°
T = 1,86x10^-4 N

TX = T*cos 75°
TX = 1,86x10^-4*cos75°
T = 4,81x10^-5 N

F= K*q1*q2 / R
4,81x10^-5 = 9*10*q2
Q2= 2,26x10^-8 C

2–C
|FAC|= (K*Q^2)/a^2 = |FAB|=(K*Q^2)/a^2

|FR|^2= (|F|^2) + (|F|^2) - 2*|F|*|F|*cos

|FR|^2=( 2|F|^2) - (2|F|^2)*(-0,5)

|FR|^2=( |F|^2 )* (2+1)

|FR|^2=( |F|^2) *3

|FR|=F* raiz(3)

(1/4piE0)*(Q^2/a^2)*(raiz3)

3–C
I- Falsa, pois se a carga for negativa a força e o campo elétrico terão sentidos opostos
II- Verdadeira, pois se multiplicar a carga com valor 1C com o campo elétrico, a força terá o
mesmo valor numérico que o campo elétrico
III- Verdadeira, pois quanto maior o campo elétrico maior a força elétrica, são
diretamente proporcionais
IV- Falsa, o valor correto do campo elétrico nesse caso seria 2,5N/C

4–B
Após integrar a função 2x+5 obtive x²+5x
Então resolvi a integral definida com o intervalo entre 0 e 1. E o
resultado foi o valor da carga que é igual a 6 *10^-6 C

5–A
v= k* (Q/d)
Considerando as duas cargas o Q será 2q
A distância será a hipotenusa do triângulo P0a
Dessa forma a resposta é conforme apresentada na alternativa

6–B
Vp=9.10^9*6.10^-6 / 6,7 + 9.10^9*4.10^-6 / 7,81
Vp=54.10^3 / 6,7 + 36.10^3 / 7,81 = 8059,7 +4604,47 =12669,17 V

7–E
I) Calculando em paralelo
1/R = 1/100 + 1/100 + 1/100 + 1/100 + 1/100 + 1/100
1/R = 5/100
R=20 OWM

II) Após somar as séries, calcula-se em paralelo 1/R


= 1/200 + 1/200 + 1/200 + 1/200
1/R = 4/200
R=50 OWM
Não tem mais nenhuma alternativa que apresente esses dois resultados então não é necessário
calcular os outros
8–A
A corrente elétrica será maior no circuito onde a resistência equivalente é menor. No caso no
circuito I

9–B
Primeiro calculando em série os dois resistores de cima se obtém o resultado de 3 OWM
Após isso fazendo em parelelo:
1/R = 1/3 + 1/3 + 1/1
1/R = 5/3
R=3/5 OWM
Agora em série
R = 3/5 + 5
R=28/5 OWM

10 – A
Após a resolução de pequenos trechos do circuito o resultado apresentou uma resistência de
11,2 owm e uma corrente de 3,57A

11 – B
Após o cálculo de pequenos trechos tanto em paralelo como em série, o resultado observado
foi de 11owm e corrente de 18,18A

12 – A
U=ep/q
2000= EP/ 1,6*10^-19
EP=3,2*10^-16J

13 – D
Depois de calcular em paralelo a resistência equivalente dos dois resistores de 60owm, foi
calculado todos os outros em série a após isso usado a primeira lei de owm para descobrir a
tensão no resistor de 20owm que no caso foi 20V
14 – C
-20+0,15*T1+0,05*T1+0,30*T1+30=0
0,50*T1= 20-30
T1 = -10/ 0,5 = 20 A

15 – D
Vab = E – r*i Vab = 100-45 Vab = 80V i=100/20 = 5 A
Pd = r*i^2 Pd = 4*5^2 Pd = 100 W Pd
= r*i^2 Pd = 16*5^2 Pd = 400 W

16 – B
Força Eletromotriz é onde corta o eixo Y, a corrente de curto é onde cruza o eixo x. U=RI
100=R*2
R= 50 OWM

17 – A
E= 9*10^9 * (3*10^-6)/3²
E= 3000

E= 9*10^9 * (6*10^-6)/3²
E= 6000

E=6000-3000
E=3000N/C

18 – D
Tensão pico a pico representa o vertical, temos 6 divisões, multiplicando por 2V/div é igual a
12V
Controle de varredura representa horizontal, o período é representado por 4 divisões,
multiplicando por 0,2s/div é igual a 0,8s
19 – A
Fmg= q*v*b
Fmg=fcpt
Q*v*b= m*v^2 / R
R=m*v / q*b
4*10^27*3*10^8 / 3*10^-19*2 = 2m

20 – D
FEM e FCEM - onde corta o eixo y Resistência
gerador = 40/10 = 4owm Resistência receptor =
20/10 = 2owm

21 – A
Após a resolução das malhas separadamente o resultado obtido para as correntes I1, I2 e I3 é
o seguinte.

22 – C
L=1001(1+(80*2*10^-5))
L=1001+160160*10^-5
L=1001+1,6

Portanto a variação do comprimento foi de 1,6mm

23 – B
Q1 + Q2 = 0
500*c*(125-33) + 200*1*(23-33)=0
500*c*92 + 200*(-10)=0
46000c= 2000
c=0,043cal/gºC

24 – C
500*0,33*(125-33) + 200*1*(23-33)
15180 - 2000
13180 cal perdidas
25 – E
2*t2-2+4*t3-U=0
2*2-2+4*3-U=0
4-2+12-U=0
U=14V

26 – A
Fm=1,0*10^-6*6I () 1,5J
Fm=1*10^-6*9k
Fm= 9*10^-6K FE = 1*10^-6*2J FE = 2*10^-6 J

28 – C
(alfa) = 36^2+6,62 ^2- 3,37^2 / 2*3,6*6,62 = cos 0,95 =17,62°

29 – C
6*0,5*26 + 6*80 + 6*1*tf + 70*1*(tf-15) = 0
78+480+6tf+70tf-1050=0
76tf=492
tf=6,5ºC

30 – E
6*0,5*26 + 6*80 + 6*1*tf + 70*1*(tf-15) + 15*0,5*26 + 3,7*80 = 0
78+480+6tf+70tf-1050+195+296=0
76tf=0
tf=0ºC

3,7g é a quantidade de gelo derretida 15-


3,7 =11,3g de gelo

31 – C
F=9*10^9*1*10^3*5*10^4/4^2
F=281,25N
F=m*a
281,25=0,1*a
a=281,25/0,1
a=2,812 m/s²

32 – E
E=281,25/5*10^4
E=562,5 N/C

34 – D
E=k*q / l * (1/2 * 1/(l+a)
E=9*10^9*5*10^-6* / 10 * (1/80 * 1/90)
E=4500*(10/7200)
E=6,25i N/C

36 – E
Dv1=Dv2=Dv3
Dv=n*cv*Dt
Dv=n*r^1*3/2*(PbVb-PaVa)
Dv=3/2*64=96 atm

37 – B
F3x=1,02*10^-24*cos60° = 1,28*10^-25i N
F3y=1,02*10^-24*sen60° = 8,83*10^-25j N

38 – B
F=q*v*b*sen Ângulo
2*10^-16K=1,6*10^-19*10^4J*B*sen 90°
2*10^-16K=1,6*10^-15J*B
B=2*10^-16K / 1,6*10^-15J
B= -1,25*10^-1I ou 0,125I T