Você está na página 1de 29

ESCOLA

ESCOLA BÍBLICA
BÍBLICA DOMINICAL
DOMINICAL

CONHECENDO
O TEMPO DO FIM
Estado Intermediário e Estado Perfeito Eterno
Pr. Edmar
ESCATOLOGIA
o É a “DOUTRINA DAS ÚLTIMAS COISAS”.
a) ESCATOLOGIA GERAL:
Segunda Vinda de Cristo, Ressurreição dos
mortos e Julgamento Final.

b) ESCATOLOGIA INDIVIDUAL:
Morte Física, Imortalidade da Alma, Estado
Intermediário (Estado Perfeito Eterno).

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
Glorificação ou condenação em duas etapas:

1
Há um estado de bem-aventurança (céu) ou
condenação (inferno) imediato à morte as pessoas
nesta condição aguardam a volta de Jesus e a
ressurreição dos mortos, por isso este estado é
INTERMEDIÁRIO.

2 Quando Jesus voltar, os mortos ressuscitarão


Bem-aventurança ou condenação serão
experimentadas eternamente pela pessoa
completa, alma e corpo, no reino consumado.
http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
O QUE É A MORTE?
o É o fim da vida física quando a alma (ou espírito) se
separa do corpo (Gn 2:7; Ec 12:7).

Na Bíblia esta experiência é descrita como:


o Desfazer da casa terrestre, tabernáculo (2 Co 5:1).
o Seguir o caminho por onde não tornará (Jó 16:22).
o Ser congregado ao seu pai (Gn 49:33).

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
o Descer ao silêncio (Sl 115:17).
o Deus pedindo a alma (Lc 12:20).
o Fugir como sombra (Jó 14:2).
o Dormir (Jo 11:11, Dt 31:16).
o Tornar-se pó (Gn 3:19).
o Expirar (At 5:10).
o Partir (Fp 1:23).

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
o Leis Físicas e Leis Espirituais – Livre Arbítrio.
Gn 2:16 – “E ordenou o Senhor Deus ao homem,
dizendo: De toda a árvore do jardim comerás
livremente, (17) mas da árvore do conhecimento
do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia
em que dela comeres, certamente morrerás”.

Ez 18:4b – “... a alma que pecar, essa morrerá”.


Rm 6:23 – “Porque o salário do pecado é a morte...”
http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
o A morte foi introduzida no
mundo e na humanidade
através do pecado.

Rm 5:12 – “Portanto, assim


como por um só homem
entrou o pecado no mundo, e
pelo pecado a morte, assim
também a morte passou a
todos os homens, porquanto
todos pecaram”.
http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
O QUE ACONTECE
APÓS A MORTE?
o Adventistas – “Sono da alma”
o Testemunhas de Jeová – Aniquilação da alma
p/ os descrentes.
o Catolicismo – Purgatório.

o Espiritismo – Necromancia
Reencarnação.

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
Lc 23:40 – “Respondendo, porém, o outro, repreendia-
o, dizendo: Tu nem ainda temes a Deus, estando na
mesma condenação?
41. E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos
o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum
mal fez.
42. E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando
entrares no teu reino.
43. E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje
estarás comigo no Paraíso”.

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
o O estado das pessoas entre a morte e a ressurreição já
é de pleno gozo de Deus ou de sofrimento longe Dele.
QUAIS SÃO OS DETERMINANTES?
a) Arrependimento.
b) Confissão.
c) Confiança (Fé) em Jesus Cristo como Senhor (Rm
10:9 – Sl 34.22; Mc 1:14-15; 8:34-38; 16:16; Jo 3:16;
5;24; 6:40; At 16:31).

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
o O destino eterno de uma pessoa é estabelecido
antes dela morrer. É hoje!
2 Co 6:2 – “Porque diz: Ouvi-te em tempo
aceitável e socorri-te no dia da salvação; eis aqui
agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da
salvação”.
o Há apenas uma vida nesta terra, seguida de
prestação de contas a Deus.
Hb 9:27 – “E, como aos homens está ordenado
morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo”,
http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
PARA ONDE AS PESSOAS VÃO APÓS A MORTE?
o Assim que uma pessoa morre, seu corpo “volta ao pó”.
Ec 12:7 – “E o pó volte à terra, como o era, e o
espírito volte a Deus, que o deu”.

a) DESTINO da ALMA DOS JUSTOS:


o As pessoas salvas vão para o “céu”, “glória” ou
“paraíso”, a fim de “habitar com o Senhor”.
(Lc 16:22a; 23:43; 2Co 5:6-8; Fp 1:23; Cl 1:27).

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
o No AT vem do hebraico pardes.

o Dependendo da tradução
bíblica, essa palavra foi
traduzida como “bosque”,
“jardim”, “mata” ou “pomar”.
(Ne 2:8; Ec 2:5; Ct 4:13).

o Jardim do Éden, o primeiro


Paraíso (Gn 2:7,15).

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
PALAVRA PARAÍSO NO NOVO TESTAMENTO:
Lc 23:43 – “E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que
hoje estarás comigo no Paraíso”.

o A palavra grega aqui é paradeisos.


o O significado de paraíso nesse contexto implica
no lugar de bem-aventurança para onde vão as
almas dos redimidos imediatamente após a
morte.

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
Lc 16:19 – “Ora, havia um homem rico, e vestia-se de
púrpura e de linho finíssimo, e vivia todos os dias
regalada e esplendidamente.
20. Havia também um certo mendigo, chamado
Lázaro, que jazia cheio de chagas à porta daquele;
21. E desejava alimentar-se com as migalhas que
caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham
lamber-lhe as chagas.
22. E aconteceu que o mendigo morreu, e foi levado
pelos anjos para o seio de Abraão; e morreu também
o rico, e foi sepultado.
http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
o Embora nesta parábola a
palavra paraíso não ser
empregada literalmente, a
expressão “seio de Abraão”
carrega o significado de
paraíso.

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
PALAVRA PARAÍSO NO NOVO TESTAMENTO:
2 Co 12:2 – “Conheço um homem em Cristo que há
catorze anos (se no corpo não sei, se fora do corpo não
sei; Deus o sabe) foi arrebatado até o terceiro céu.
3. E sei que o tal homem (se no corpo, se fora do
corpo, não sei; Deus o sabe)
4. Foi arrebatado ao paraíso; e ouviu palavras
inefáveis, que ao homem não é lícito falar”.

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
Ap 2:7 – “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz
às igrejas: Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore
da vida, que está no meio do paraíso de Deus”.
o A única passagem bíblica em que a palavra
paraíso é aplicada como referência principal ao
lugar preparado por Deus para o seu povo
após a consumação dos séculos.
o É provável que a ideia seja a mesma p/ o
estado intermediário.

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
QUAL DEVE SER A POSTURA DO CRISTÃO?
Fp 1:21 – “Porque para mim o viver é Cristo, e o
morrer é ganho. (22) mas, se o viver na carne me der
fruto da minha obra, não sei então o que deva
escolher.
23. Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo
desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é
ainda muito melhor”.
o Paulo vivia um verdadeiro dilema quanto ao
morrer ou continuar vivo.

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
Ap 14:13 – “Bem-aventurados os mortos que desde
agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que
descansem das suas fadigas, pois as suas obras os
acompanham”.
o A ideia principal do termo “descanso” é de
refrigério depois do labor.
o Os que morrem no Senhor são descritos como
estando num estado de bem-aventurança,
porque entram numa experiência de regozijo,
como sendo aliviados então das lutas desta vida.
http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
b) DESTINO da ALMA DOS ÍMPIOS:
Lc 16:23 – “E no inferno, ergueu os olhos, estando em
tormentos, e viu ao longe Abraão, e Lázaro no seu
seio.
24. E, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia
de mim, e manda a Lázaro, que molhe na água a
ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque
estou atormentado nesta chama.
25. Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que
recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro somente
males; e agora este é consolado e tu atormentado”.
http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
o As pessoas não salvas vão para o
“inferno” (Vs 23).

o A palavra Inferno, origina-se da


palavra latina “Inferus”
ou “Infernus” que significa:
“lugares baixos” ou “regiões
inferiores“.

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
o Na Bíblia latina, a palavra
“inferno” foi usada para
representar o termo hebraico
equivalente a “Sheol” e os
termos gregos “Hades” e
também “Geena”.

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
o As piores angústias terrenas —
Castigo, choro, ranger de dentes,
trevas, fogo inextinguível, vermes,
cólera de Deus, enxofre, fumaça —
servem de analogia para analogia
para o sofrimento infernal.
(Mt 24:51; 25:30, 46; Mc 9:43,48;
Lc 16:23-25)

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
LIÇÕES RETIRADAS DA PARÁBOLA:
o Não existe um lugar de penitência
depois da morte, como creem os
católicos.
o Os mortos não podem se comunicar
com os vivos como creem os
espíritas (Lc 16:3, 1 Tm 4:1).
Deus condena a prática de necromancia
– invocação de espíritos (Lv 20:6; Dt
18:9-14)
http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
o Justos e injustos continuam vivos e conscientes.
Mt 22:32 – “Eu sou o Deus de Abraão, o Deus
de Isaque, e o Deus de Jacó? Ora, Deus não é
Deus dos mortos, mas dos vivos”.
o A alma de quem morre não pode retornar para
comunicar-se com os vivos (Lc 16:27-31)
o O anúncio apostólico da ressurreição é
diametralmente oposto ao ensino sobre a
reencarnação (At 4:33; 17:32-34; 1Co 15:1-8,12-19).

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
DOUTRINA DA RESSURREIÇÃO:
1 Ts 4:14 – “Porque, se cremos que Jesus morreu e
ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem,
Deus os tornará a trazer com ele.
15. Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que
nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não
precederemos os que dormem”.
OS QUE JÁ OS QUE ESTIVEREM
MORRERAM: VIVOS:
o Ressuscitarão o Terão seus corpos
primeiro. transformados.
http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
RESSURREIÇÃO TEM CARÁTER UNIVERSAL:
Jo 5:28 – “Não vos admireis disso, porque vem a
hora em que todos os que estão nos sepulcros
ouvirão a sua voz e sairão: (29) os que tiverem feito
o bem, para a ressurreição da vida, e os que tiverem
praticado o mal, para a ressurreição do juízo”.

Dn 12:2 – “E muitos dos que dormem no pó da terra


ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para
vergonha e desprezo eterno”.

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/
Pr. Cpl. Edmar R. S. Mota
emota59@yahoo.com.br
(91)9333-9661 / (21)97302-5509

http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/compreendendo-o-jejum/

Você também pode gostar