Você está na página 1de 2

09/03/2021 Sistema de Publicação de Conteúdo do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia

Sistema de Publicação de Conteúdo

DECRETO JUDICIÁRIO Nº 324, DE 09 DE JUNHO DE 2020

Disponibilizado no Diário da Justiça Eletrônico no dia 10 de Junho de 2020.

Disciplina os atos remuneráveis pelo exercício das funções dos conciliadores no âmbito do Poder Judiciário do Estado Bahia.

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições legais,

CONSIDERANDO a Resolução nº 07/2010/TJBA como normativa cogente do exercício das funções de Conciliador, a qual visa, dentre outros aspectos,
regulamentar a prestação de serviço e os valores devidos aos auxiliares da justiça;

CONSIDERANDO os expressos termos do Edital nº 01/2019/TJBA, que disciplinou o Processo Seletivo Público para a formação de cadastro de reserva
nas funções de conciliador e de juiz leigo, do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, e previu, para o Conciliador, remuneração com base em “Unidade de
Valor” por audiência de conciliação realizada e outra acordo efetivado;

CONSIDERANDO que a Coordenação do Sistema Estadual dos Juizados Especiais, ao realizar auditorias internas, identificou práticas indevidas dos
Conciliadores, ensejadoras de produção artificial, que, consequentemente, geraram impactos financeiros negativos ao Poder Judiciário do Estado da Bahia;

CONSIDERANDO a necessidade de uma gestão responsável e eficiente, nas Unidades Judiciárias, que se perfaz com fiscalização dos atos praticados
pelos auxiliares da justiça, precatando a reiteração de condutas abusivas e geradoras de prejuízos ao erário;

RESOLVE:

Art. 1º O conciliador somente será remunerado por audiência efetivamente realizada.

§1º Para o fim do disposto no caput, considera-se audiência efetivamente realizada quando se fizerem presentes as partes Autora e Ré, prévia e
regularmente citadas ou intimadas.

§2º Não serão considerados atos remuneráveis os seguintes registros em Termo de Audiência de Conciliação:

I. ausência injustificada da parte autora;

II. ausência da parte ré;

III. redesignação de audiência ante a ausência de uma das partes pelo não êxito do ato citatório ou intimatório;

IV. pedido de desistência ou de homologação de acordo extrajudicial;

V. audiência “em prosseguimento”, no Sistema PJE, ou “redesignada”, no Sistema PROJUDI.

Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

GABINETE DA PRESIDÊNCIA DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, em 09 de junho de 2020.

www7.tjba.jus.br/secao/lerPublicacao.wsp?tmp.mostrarDiv=sim&tmp.id=24308&tmp.secao=9#:~:text=Disponibilizado no Diário da,Poder Judiciário do… 1/2


09/03/2021 Sistema de Publicação de Conteúdo do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia

Desembargador LOURIVAL ALMEIDA TRINDADE

Presidente

© Copyright 2012 - Tribunal de Justiça do Estado da Bahia

5ª Av. do CAB, nº 560, Salvador/BA - Brasil. CEP 41745-971. Fone: (71) 3372-5686/5689.

www7.tjba.jus.br/secao/lerPublicacao.wsp?tmp.mostrarDiv=sim&tmp.id=24308&tmp.secao=9#:~:text=Disponibilizado no Diário da,Poder Judiciário do… 2/2