Você está na página 1de 27

0

UNIVERSIDADE PAULISTA
PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR III

GILCIMAR CORREA GRIPPA - RA:0551226


DOUGLAS SANTOS DE OLIVEIRA - RA:2090077
ADRIANO DE SOUZA ARAÚJO - RA: 2094327
FELIPE ALVES DE SOUZA - RA:2086032
HENRIQUE RODOLPHO DOS REIS - RA:0568026

PIM - III
INFORMATIZAÇÃO DE UMA BIBLIOTECA COMUNITÁRIA
1

UNIP EAD
2020
GILCIMAR CORREA GRIPPA - 0551226
DOUGLAS SANTOS DE OLIVEIRA - RA:2090077
ADRIANO DE SOUZA ARAÚJO - RA: 2094327
FELIPE ALVES DE SOUZA - RA:2086032
HENRIQUE RODOLPHO DOS REIS-RA:0568026

PIM - III
INFORMATIZAÇÃO DE UMA BIBLIOTECA COMUNITÁRIA
2

UNIP EAD
2020
3

RESUMO

Buscando uma sociedade onde a informação possa ser acessada por qualquer
pessoa, sem distinção de classes. Se faz necessário incluir ferramentas que nivelam
o conhecimento, promovendo a cultura de cada indivíduo.Nesse trabalho utilizamos
meios científicos de pesquisa a fim de organizar e informatizar a catalogação de
entrada e saída em acervos de livros doados em uma biblioteca comunitária.Na
elaboração do projeto utilizamos fundamentos abordados nas disciplinas;
Metodologia Científica, Ética, Linguagem de Programação e Administração de
Banco de dados. Utilizando as teorias para construirum sistema que possa atender
de forma eficiente a demanda do projeto.

Palavras-chave:sistema,informático,projeto.
4

ABSTRACT

Looking for a community where the information can be accessible for everyone,
without distinction of classes, was necessary to include tools to make a stabilization
of the knowledge topromotethe culture of each one.In this work we used scientific
ways of research with the purpose ofdoingthe organization and informatization of the
registration for input and output in a collection of books donated in
acommunitylibrary.To make this project we have used elements covered in the
disciplines: Scientific Methodology, Ethic, Programming Language and Data Base
Administration. Using the theories to build a system that candoanefficient
demandforthe project.

Key words: system, computer, project.


5

LISTA DE FIGURAS

Figura 1 ― Modelagem de dados.................................................................................9


Figura 2 ― Diagrama Entidade Relacionamento.......................................................10
Figura 3 ― Diagrama de Classe.................................................................................11
Figura 4 ― Tela de login.............................................................................................12
Figura 5 ― Cadastros de Livros.................................................................................13
Figura 6 ― Cadastro de usuarios...............................................................................14
Figura 7 ― Gerar emprestimo....................................................................................15
Figura 8 ― Consulta de livros.....................................................................................16
Figura 9 ― Cadastros de Livros.................................................................................19
Figura 10 ― Cadastro de Usuários.............................................................................20
Figura 11 ― Consulta de empréstimos.......................................................................21
Figura 12 ― Débitos...................................................................................................22
Figura 13 ― Cadastro de usuários.............................................................................23
6

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO.................................................................................................6

1 METODOLOGIA CIENTÍFICA.........................................................................7
1.1 Ciência.............................................................................................................7
1.2 Método de pesquisa qualitativa....................................................................7
1.3 Conceito científico de catalogação..............................................................7
1.4 Método de pesquisa qualitativa....................................................................8
1.4.1 Banco de dados..............................................................................................8
1.4.2 Modelagem de Dados.....................................................................................9
1.4.3 Modelagem Entidade Relacionamento.......................................................10
1.4.4 Sistema de Gerenciador de Bancos de Dados..........................................10

2 ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL.....................................................17


2.1 Regras gerais de direito...............................................................................17
2.2 Regras de conduta da biblioteca................................................................17
2.3 Higiene e saúde na segurança do trabalho...............................................18
2.4 Fluxograma...................................................................................................18
2.5 Linguagem de programação aplicada........................................................22
2.6 Cadastro de usuários...................................................................................23

3 CONCLUSÃO.................................................................................................24

REFERÊNCIAS..............................................................................................25
7

INTRODUÇÃO

Estamos vivendo em uma cultura onde os hábitos digitais estão dificultando a


capacidade de leitura e entendimento a cada dia. A sociedade atual está com uma
grande carência na parte do letramento e entendimento de textos. A fim de melhorar
a capacidade de compreensão estimulando a leitura, fora dos meios digitais as
bibliotecas comunitáriasassumem um grande papel nesse sentido.Partindo do
princípio de beneficiar a saciedade local.
A empresa pim3 foi designada de forma voluntária a participar da criação de
um sistema informático para a biblioteca comunitária situada em uma grande
periferia. Para o sucesso do trabalho, foi realizado uma pesquisa com funcionários
da biblioteca e membros da comunidade local,a fim de criarum sistema que atenda
todos indivíduos.
Usamos o conteúdo programático do curso, para realizar as etapas de criação
de um modelo conceitual e lógico, utilizado na catalogação, cadastro de usuários e
na movimentaçãodeentradaesaídadosacervosdabiblioteca.
8

1 METODOLOGIA CIENTÍFICA

1.1 Ciência

Ciência é o conhecimento adquirido através de experiências e ou pesquisas


que buscam compreender as dúvidas da sociedade no mundo em que vivemos.
Procurando soluções lógicas, onde podemos testar explicações.

1.2 Método de pesquisa qualitativa

A metodologia científica e a base para todos os trabalhos no ambiente


académico. Tendo como embasamento o trabalho de pesquisa, elaboração e
execução.
Usamos a pesquisa metodológica qualitativa como procedimentos para
chegar na solução do problema.

1.3 Conceito científico de catalogação

A catalogação metódica ou um esboço do que seria a relação entre obras de


uma coleção, surgiu na Alexandria entre 260-240 a.C. Onde Calímaco realizou a
primeira iniciativa para organização de um catálogo metódico (BARBOSA apud
COSTA et al.,2011,p.2)
Com aprimoramento da imprensa, ocorreu uma produção em massa de obras
que anteriormente eram produzidas em apenas pequenas quantidades. Assim de
acordo com a necessidade surgiu os catálogos para pesquisas. As regras e
normalização de catálogos surgiu devido aumento de trabalhos científicos que eram
desenvolvidos na época.
A partir do século xx com a impressão e vendas de fichas cartográficas,
iniciou uma padronização entre as bibliotecas, porém não conseguindo abranger seu
código a todos os usuários. Surgindo assim em 1980 o AACR (Código de
Catalogação Anglo-Americana), que usa um código internacional em conjunto ao
sistema MARC, podendo usar uma padronização internacional de um catálogo no
formato que possa ser legível ao computador.
9

Com o avanço tecnológico, pensando em otimizar a informação, foi criado o


modelo RDA, que e baseado nos modelos conceituais onde realiza a criação de
links com a finalidade de acesso mais fáceis na web.

1.4 Método de pesquisa qualitativa

A metodologia científica e a base para todos os trabalhos no ambiente


acadêmico.Tendo como embasamento o trabalho de pesquisa, elaboração e
execução.
Usamos a pesquisa metodológica qualitativa como procedimentos para
chegar na solução do problema.

1.4.1 Banco de dados

Trata-se de uma coleção de informações que se relacionam de modo que


criem algum sentido, formando uma estrutura bem organizada de dados que permite
a extração de informações. Tornando-se a principal peça dos sistemas de
informações.
O termo banco de dados é usado para definir uma base de dados, que é um
grupo de dados agrupados por um SGBD(SISTEMA GERENCIADOR DE BANCO
DE DADOS).
São vários os SGBDs disponíveis no mercado, vejamos alguns:

 SQLSERVER
 MYSQL FIREBIRD SQL
 MICCROSOFT ACESS MSQL

Salientando que é de suma importância no armazenamento de um dado, a


criação de tabelas, das quais são criadas colunas, assim serão guardadas
informações. Desta forma, pode ser feita a organização dos presentes dados, as
tabelas devem ser criadas para que não haja a mistura de informações.
10

1.4.2 Modelagem de Dados

No passado os dados eram escritos em folhas de papel e depois


armazenados grandes armários com gavetas, porém a grande quantidade de
arquivos fazia com que um amplo espaço físico fosse necessário para que todos
aqueles arquivos contendo dados fossem armazenados. Com o passar do tempo e o
avanço da tecnologia isso mudou e hoje podemos armazenar esse conteúdo em
meios digitais, poupando espaço e alguns recursos, para podermos os localizar de
forma mais rápida e precisa. Para isso, utilizamos meios de consultas, inserindo
informações sobre tal item que precisamos para o encontrar em algum local e, para
exemplificar esse processo, o fluxograma abaixo feito para a consulta de livros da
biblioteca mostra o processo.

Figura 1― Modelagem de dados.

Fonte: Próprio autor (2020)

Ao iniciar o projeto de um novo sistema, o primeiro passo é o levantamento


derequisitos necessários para a construção do produto final. A fim de evitar erros na
11

programação, e de muita importância que esse levantamento seja realizado visando


o funcionamento do software.

1.4.3 Modelagem Entidade Relacionamento

Modelo usado no projeto da biblioteca comunitária, facilitando o entendimento


do mundo real. Tendo uma visão simples do esquema da estruturalógicageral do
banco de dados.

Diagrama Entidade Relacionamento

Figura 2― Diagrama Entidade Relacionamento.

Fonte: Próprio autor (2020)

1.4.4 Sistema de Gerenciador de Bancos de Dados

O sistema gerenciador de banco de dados e responsável pela interface do


banco de dados com o cliente.Podendo assim incluir,alterar ou consultar dados ali
armazenados.
12

Abreviaturas Utilizadas:

 SGBD – Sistema Gerenciador de Banco de Dados


 OO – Orientação a Objeto
 C# – C Sharp
 BD – Banco de Dados
 UC – Caso de Uso
 ER – Entidade Relacionamento

Diagrama de Classe:

Figura 3― Diagrama de Classe.

Fonte: Próprio autor (2020)


13

Tela de login

Figura 4― Tela de login.

Fonte: Próprio autor (2020)


14

Cadastros de Livros

Figura 5― Cadastros de Livros.

Fonte: Próprio autor (2020)


15

Cadastro de usuarios

Figura 6― Cadastro de usuarios.

Fonte: Próprio autor (2020)


16

Gerar emprestimo

Figura 7― Gerar emprestimo.

Fonte: Próprio autor (2020)

Consulta de livros

O iniciar a consulta, o usuário pode inserir os dados referentes ao livro


desejado, tais como nome, gênero e nome do (a) autor(a) e em seguida pedir para
que o sistema consulta esses dados na biblioteca. Após a consulta (feita por um
algoritmo interno) o sistema irá exibir para o usuário o resultado: caso forem
encontrados resultados com dados semelhantes aos que o usuário informou, esses
resultados serão mostrados na tela, mas caso nada for encontrado então o usuário
será notificado que não existem itens com os dados inseridos e voltará para o início
da página de consulta.
17

Figura 8― Consulta de livros.

Fonte: Próprio autor (2020)


18

2 ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL

Sabemos que Ética existe para que haja um equilíbrio e bom funcionamento
social, assim possibilitando que ninguém saia prejudicado na sociedade.
Podemos conceituar que um conjunto de valores morais e princípios que
norteiam a conduta humana na sociedade, isso é o conceito de Ética.

2.1 Regras gerais de direito

O bibliotecário tem a função de catalogar, organizar e suportar todos todas as


funções técnicas, mantendo funcional os acervos físicos e digitais. Seguindo os
códigos de ética estabelecidos pelo Conselho Federal de biblioteconomia.
Podemos citar como deveres do bibliotecário o artigo 3º que tem fundamento
na atuação do profissional observando o meio sociocultural do público alvo instalado
na sociedade local, visando o desenvolvimento dos indivíduos.

Lei 12.737/12

Com essa Lei teve o novo crime denominado de “Invasão deDispositivos de


Informático”.Pena: Prevista para o crime simples é de detenção de 3 meses a um
ano e multa.Conduta para se caracterizar o crime: “Invadir dispositivo alheio,
conectado ou não a rede de computadores, mediantes violação indevida de
mecanismo de segurança e com fim de obter, adulterar ou destruir dados ou
informações sem autorização expressa ou tácita do titular do dispositivo ou instalar
vulnerabilidades para obter vantagem ilícita”.

2.2 Regras de conduta da biblioteca

Checar dispositivos antes de conectar na máquina Acesso a Conteúdos


Impróprios. Fazer publicação de cena de sexo explicito. Respeitar privacidade dos
outros usuários.
19

2.3 Higiene e saúde na segurança do trabalho

Devido a atual condição de pandemia, precisamos definir regras de circulação


e limpeza dos acervos e das estruturas. Os procedimentos são obrigatórios para
todos que utilizam a biblioteca, tornando segura sua utilização.
Dentre os procedimentos podemos citar:

 uso obrigatório de máscaras a circulação.


 utilização de álcool gel ao adentrar à instituição
 procedimento de limpeza internos com produtos específicos.
 *proibição de alimentos nas dependencias da instituição.

2.4 Fluxograma

Cadastros de Livros

Nessa tabela será realizado a inclusão de acervos doados, informando ao


sistema informações essenciais para a catalogação de livros.
20

Figura 9― Cadastros de Livros.

Fonte: Próprio autor (2020)

Cadastro de Usuários

Agums informações básicas serão necessárias para cadastrar os usuários;


nome completo, RG, data de nascimento, telefone. Caso o usuário for de menor de
idade, será obrigatório a presença do resposável.
21

Figura 10― Cadastro de Usuários.

Fonte: Próprio autor (2020)

Na tabela de empréstimos o usuário poderá realizar a busca pelo acervo.


22

Figura 11― Consulta de empréstimos.

Fonte: Próprio autor (2020)

Devolução de livros
 No caso de débitos pendentes dos usuários, o sistema informará o
bloqueio, até que os débitos sejam quitados.
23

Figura 12― Débitos.

Fonte: Próprio autor (2020)

2.5 Linguagem de programação aplicada

Linguagem de Programação é uma linguagem escrita e formal que especifica


um conjunto de instruções e regras usadas para gerar programas (software). Um
software pode ser desenvolvido para rodar em um computador, dispositivo móvel ou
em qualquer equipamento que permita sua execução. Existem várias linguagens e
elas servem para muitos propósitos.
Pinho Monteiro, Leandro. O que é linguagem de programação?.
Universidade da tecnologia, 2017. Disponível
em:<https://universidadedatecnologia.com.br/o-que-e-linguagem-de-programacao/>.
Acesso em: 07 de out. de 2020.
O PHP foi a linguagem de programação escolhida para o desenvolvimento do
software de gestão da bliblioteca comunitária, devido a sua facilidade no
desenvolvimento, desempenho e confiabilidade. O PHP dispõe de atualizações
consistentes, custo de manutenção relativamente baixo e principalmente, é gratuita.
Mais funções pode ser adicionadas sem a necessidade de recompilar toda a
aplicação. Além da possibilidade de acesso público ao software, dentro e fora da
biblioteca, para consultas de livros por exemplo.
24

2.6 Cadastro de usuários

Figura 13― Cadastro de usuários.

Fonte: Próprio autor (2020)


25

3 CONCLUSÃO

Com a informatização da Biblioteca Comunitária, foi ganho precisão e


agilidade na busca de informações.
Estes centros comunitários possuem acervos bibliográficos multidisciplinar, o
objetivo principal desses espaços é ampliar o acesso da comunidade a informação.
A informatização junto com as bibliotecas tem a função de formar leitores e o
manuseio de livros e o compartilhamento das ideais e a multiplicação do hábito da
leitura. O universo da leitura possibilita as experiências culturais em todos os níveis:
Individual, coletivo e institucional.
26

REFERÊNCIAS

BASTOS, Cleverson Leite; KELLER, Vicente. Aprendendo a aprender: introdução à


metodologia científica. 15. ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

BIBLIOTECÁRIOS, C. D. I. E. I. F. B. D. A. D. Código de catalogação anglo-


americano: preparado sob a direção do Joint Steering Committee for Revision of
AACR2. 2. ed. São Paulo: FEBAB: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004.

BRASIL. Conselho Nacional de Biblioteconomia. Resolução CFB n.º 207/2018.


Aprova o Código de Ética e Deontologia do Bibliotecário brasileiro, que fixa as
normas orientadoras de conduta no exercício de suas atividades profissionais.
Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 155-156, 09 nov. 2018. Disponível
em: http://crb6.org.br/2020/wp-content/uploads/2019/12/Resolu%C3%A7%C3%A3o-
207-C%C3%B3digo-de-%C3%89tica-e-Deontologia-do-CFB-1.pdf .

CUARTAS, E. G. D.; PESSOA, M. L. de M. da V.; COSTA, C. G. da. Código de


ética profissional do bibliotecário: 15 anos depois. 16 fev. 2016. Repositório CFB.
Disponível em: http://repositorio.cfb.org.br/bitstream/123456789/370/1/ Artigo_C
%C3%B3digo%20de%20%C3%89tica%20Profissional%20do%20Bibli otec
%C3%A1rio%2015%20anos%20depois.pdf.

MACHADO, F. N. R. Banco de dados: projeto e implementação. 2. ed. São Paulo:


Érica/Saraiva, 2008.

MONTEIRO, L. P. O que é linguagem de programação? 2017.Universidade da


tecnologia. Disponível em: https://universidadedatecnologia.com.br/o-que-e-lin
guagem-de-programacao/. Acesso em: 07 out. 2020.

RIBEIRO, A. M. D. C. M. Catalogação de recursos bibliográficos: AACR2R em


MARC21. rev. ampl. 3. ed. Brasília: Ed. do Autor, 2006.

Você também pode gostar