Você está na página 1de 24

30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland

Página 1

MATERIAL DE APOIO

Atualizações em Avaliação e Psicodiagnóstico


Infanto-Juvenil: Escala de Maturidade Social de
Vineland
Temuco, fevereiro de 2012

1. Introdução

Essa escala foi criada por Edgar Doll e a primeira formulação apareceu em 1935. Posteriormente,
Eles publicaram uma série de trabalhos sobre a utilidade da Escala, revelando resultados experimentais
Preliminar
Atualmente, a Escala foi padronizada e, com base nela, pesquisas interessantes foram feitas
que mostram a grande utilidade que fornece como meio de conhecer o grau de maturidade social
alcançado pelo sujeito.
A adaptação e tradução para o Chile foi realizada pela psicóloga ADRIANA OTERO QUIROZ

O que mede - para que serve.

Os princípios envolvidos na construção desta Escala são semelhantes aos empregados pela
Binet e Simon em sua escala de medição de inteligência.
Cada item da escala é considerado representativo de um crescimento geral no
responsabilidade social, que é expressa em alguma realização como uma expressão de responsabilidade. Por
consequentemente, o valor dos itens deve ser determinado principalmente na medida em que reflita a
independência pessoal naquelas atividades que se referem a si mesmo.
Os itens da balança foram encomendados de acordo com a dificuldade crescente e representam um
maturação progressiva em termos de: “ajuda, endereço, locomoção, ocupação, comunicação e relacionamento
social ”. Esse amadurecimento da independência social pode ser considerado uma medida de desenvolvimento
progressivo em competência social.

A escala fornece:
a) Um esquema de desenvolvimento normal que pode ser usado repetidamente para medir ou alterar
crescimento
b) Uma medida das diferenças individuais. Em caso de desvio extremo que pode ser significativo em
problemas como deficiência mental, delinquência juvenil, colocação familiar, etc.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 1/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland

Página 2

c) Um índice quantitativo de variações no desenvolvimento de indivíduos subnormais, como incompatibilidades,


instável, psicopata, epilética, etc.
d) Uma medida progressiva que segue tratamento, terapia e treinamento especiais.
e) Um esquema para revisar o desenvolvimento da história vital de um sujeito que, no estudo de atrasos,
deficiências e medidas ou estágios de crescimento e declínio.

Também é adequado para orientação, educação e tratamento da criança, uma vez que o estudo analítico
Da Escala, sugestões podem ser dadas para aumentar a maturidade social; para indicar esses aspectos da
competência social em que deve ser especialmente orientada ou treinada.
Finalmente, serve para ver até que ponto o assunto é limitado em seu desenvolvimento social por restrições
ambiental; falta de oportunidade ambiental, domínio ou superproteção de pais, adultos ou outros
circunstâncias limitantes.

ESCALA

Cada item da Escala recebe uma designação categórica de acordo com o aspecto que ela tenta avaliar e que
Foi designado com as seguintes iniciais para abreviar sua denominação:

Categorias:
Auto-vestimenta AV
O Ocupação
Auto-ajuda geral da AAG
L Locomoção
AA
Auto-alimentação
Comunicação C
Direção automática do AD
S Socialização

A Escala consiste em 117 itens que são agrupados em grupos de anos por ordem dos padrões médios de
idade; para cada número corresponde a um determinado item que reflete um crescimento geral no
responsabilidade social.
Dentro de cada categoria, os itens que têm semelhança geral em sua categoria foram agrupados
conteúdo.

Instruções gerais para sua aplicação

É necessário ter em mente que o objetivo central de cada item da Escala é representar algumas
aspectos particulares da capacidade de cuidar das próprias necessidades práticas. Os itens específicos
tendem a mostrar diferentes aspectos das habilidades sociais, como autossuficiência, atividades
comunicação social e ocupacional e refletem a liberação progressiva da necessidade de ajuda ou supervisão
por outros

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 2/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland

Page 3

As definições dos itens que aparecem no protocolo servem apenas para indicar a idéia central de
cada um, mas o entrevistador deve elaborar cada um deles durante a entrevista. Isto
permite que o examinador aprecie cada item cuidadosamente, para que ele decida claramente quando
O item deve ou não receber crédito ou que tipo de crédito.
Para facilitar a administração da balança, os itens detalhados (consulte as instruções detalhadas para
categorias) são agrupados em categorias de acordo com uma maior facilidade, pois o examinador pode
Aprecie rapidamente a posição do sujeito examinado em relação a cada um dos principais aspectos do
competência social
Lembre-se de que a escala não é uma escala de classificação e os cálculos não devem ser baseados
Em meras opiniões. O examinador deve obter do informante o máximo de detalhes possível sobre
os fatos do comportamento do sujeito que revelam a maneira e a extensão em que ele atua efetivamente
cada item Isso é de grande importância quando falta de oportunidade ou outras circunstâncias limitantes.
interferir na realização efetiva de um ou mais itens.
É necessário que as informações sejam obtidas de alguém intimamente familiarizado com a pessoa
examinados, um parente próximo (pai, mãe, irmão) cuidador ou um supervisor.
O sujeito examinador não precisa estar presente durante a entrevista, pois o informante atua em sua
representação

I. PASSOS A SEGUIR NA APLICAÇÃO DA ESCALA

1. O examinador começará fornecendo no protocolo todos os dados necessários do sujeito para


identificação:
Nome, data de nascimento, idade (expressa em anos e meses) no momento da aplicação do
teste, sexo, escolaridade; ocupação ou trabalho que ele executa e os anos de experiência em seu trabalho.
Na seção Avaliação Intelectual, o nome do teste aplicado, a Idade Mental obtida em
Ela e o CI obtiveram.
O protocolo também inclui dados relacionados à ocupação atual dos pais e à escolaridade de cada um.
um deles, a fim de obter uma idéia aproximada do ambiente social e cultural em que o
assunto.
A data exata em que a escala é aplicada deve ser colocada. Se o aplicarmos posteriormente, o
período de tempo entre eles pode ser um índice valioso para apreciar o desenvolvimento social
alcançado durante esse intervalo.
Um espaço dedicado às observações continua, no qual os dados de interesse que os
examinador considerar importante durante a administração da Escala, obtida através da pessoa
informante ou o próprio sujeito.
A parte inferior da primeira folha foi atribuída aos dados referentes ao cálculo da balança.
Assim, a pontuação básica obtida pelo sujeito, a pontuação adicional e a pontuação total do teste serão registradas.
Depois de fazer os cálculos correspondentes (ver cálculo) a idade equivalente, expressa em
anos e meses, denominada Idade Social.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 3/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland

Page 4

2. Após a obtenção dos dados acima, o examinador tem uma idéia geral da capacidade do sujeito e
ambiente em que opera e, presumivelmente avaliando sua idade social, deve iniciar o processo
interrogatório, muito antes do cálculo final, dependendo da idade cronológica do sujeito.

3. O examinador deve anotar um item de cada vez, verificando-o por meio de perguntas detalhadas até
ser capaz de calcular o item completamente e somente quando o examinador tiver total certeza do que o
indivíduo é capaz, ele deve dar-lhe o crédito que julga necessário. Os itens de cada categoria devem estar esgotados
até ter certeza absoluta da incapacidade do assunto em relação a cada categoria.

4. O examinador pode aprovar os itens de acordo com as faixas etárias, adotando os mesmos critérios que para o
Teste Binet e recuar ou avançar nessas categorias de acordo com as informações obtidas pelo
informante e que lhe permitam não desviar o tópico tratado aproveitando-se dessa maneira de avaliar vários itens.
Este argumento é apenas para conveniência e o examinador não deve hesitar em usar o pedido
Pode parecer mais prático.
Não pergunte se o sujeito pode fazer isso ou aquilo, mas pergunte se é acidental ou
normalmente.
Sob condições favoráveis, a balança pode ser usada com o sujeito do teste agindo como seu
informante, neste caso será necessário controlar alguns itens, revendo-os através de um informante e
Comparando os resultados.

II COMPUTAÇÃO

Existem seis critérios diferentes para calcular cada item e eles dependem do que é capaz de
realizar o assunto
1. Mais (+) é computado, quando o item especial é realizado satisfatoriamente pelo sujeito, na forma
habitual, sem a necessidade de sugestões ou incentivos.
Também será contado como positivo quando o item for invalidado por um item superior, que logicamente
Implica um comportamento mais maduro.
Cálculos positivos também são atribuídos a todos os itens anteriores à sucessão de itens que fornecem o
Cálculo básico da escala considerada como um todo.
A soma de todos os itens continuados computados positivamente no formulário é considerada cálculo base
ininterrupto

2. (+ E) Os itens que o sujeito não realiza no momento do exame são computados devido a restrições
especial ou na ausência de oportunidade, mas que ele executou com sucesso quando a oportunidade foi dada. Contos
cálculos recebem crédito total.
O crédito de computação é permitido nas modalidades anteriores que foram temporariamente interferidas no
por problemas de saúde ou por outras circunstâncias críticas especiais. Nenhum crédito será dado a essas execuções
realizado anteriormente com sucesso, mas cuja conclusão da execução no momento do exame foi perdida
devido à idade avançada, lesões relativamente mentais ou físicas.
O crédito não será concedido quando o sujeito tiver sido aconselhado devido às conseqüências desfavoráveis e
você experimenta na ausência de tais restrições.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 4/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland
Page 5

3. (+ SO mais sem oportunidade) Este cálculo é dado aos itens que o sujeito não fez, nem executou em
devido a restrições e impedimentos especiais ou falta de oportunidade ambiental, mas que
Pressupõe que o sujeito normalmente executaria rapidamente aprender a fazê-lo, os impedimentos que
Limite seu comportamento foram eliminados.
Esses impedimentos incluem, por exemplo, tratamento excessivo dos pais (superproteção);
domínio excessivo por adultos; estágio em instituições educacionais ou outras e outras
circunstâncias fortemente limitadoras.
Este cálculo não se aplica nos casos em que o desempenho é ou foi limitado por danos físicos
ou mental
Esse sistema de crédito de cálculos + SO é uma maneira de evitar avaliar negativamente uma
sujeito cuja execução em um item é artificialmente restrita e que pressupõe que o indivíduo seja capaz de executar
de forma satisfatória se não houvesse tais inconvenientes,
Na maioria dos casos, o cálculo atribuído a esses itens não afeta a contagem total.
Deve-se tomar cuidado ao administrar esses cálculos, tendo o cuidado de estudá-los.
com cuidado e não confunda limitações com falta de maturidade, pois não devemos esquecer que o objetivo
da Escala é medir até que ponto a pessoa domina progressivamente seu ambiente.
É de importância fundamental que o examinador compreenda claramente até que ponto essa
limitação ou falta de oportunidade social da pessoa examinada.

4. (+ -) Os itens que são feitos ocasionalmente, mas nem sempre são executados ou são computados mais ou menos
cumpriu com todo o sucesso, ou seja, aqueles que estão em estado de transição, ou seja, o assunto é
Aprendendo a fazê-los.
Existem assuntos que podem se encontrar ou, presumivelmente, podem aprender rapidamente a
executar um determinado item, mas por várias razões prefere não fazê-lo, especialmente nos casos em que
o sujeito goza de proteção ou dependência.
Nesses casos, o examinador deve decidir se o item receberá crédito total como uma capacidade genuína
nem sempre é exercido, ou se a habilidade é apenas ocasional. No primeiro caso, você receberá o item total e no segundo,
Meio crédito
É necessário que o examinador decida cuidadosamente se a ajuda recebida pelo sujeito é devida
realmente a seu pedido de conveniência ou conveniência ou se a ajuda ocultar verdadeiramente
incapacidade de executar ou executar o que é solicitado.

5. (-) Calcula menos (-) os itens nos quais a pessoa examinada não obteve sucesso e
quando isso aconteceu raramente, não deve ser levado em consideração. Também pode acontecer que ele tenha sido forçado a
fazer um item, eles não receberão crédito.
Um registro considerado completo deve, portanto, ter duas contagens menos contínuas ou
consecutivos em cada categoria, de acordo com a ordem de aplicação.

6. (-C.0.) “Menos com oportunidade” são computados aqueles itens nos quais as restrições são observadas
especial, não a falta de oportunidade, porque, mesmo que tenha sido dada ao sujeito, presume-se que não possa ser
realizado por ele.

Page 6

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 5/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland

Esses créditos não afetam o cálculo total da Escala, mas servem para indicar que a deficiência é
no assunto e não se deve a nenhuma outra causa.

VALORES DOS COMPUTADORES

O valor dos itens já calculados é o seguinte:


1. (+) Os itens computados como positivos recebem crédito total, ou seja, um ponto.
2. (+ F) Mais F também crédito total
3. (+ SO)
a) Os itens calculados como Mais sem oportunidade receberão crédito total quando estiverem localizados dentro
Uma extensão de cálculos positivos.
b) Eles recebem meio crédito (1/2) quando estão localizados entre contagens positiva e negativa, ou seja,
que caem na classe média.
Você também receberá meio crédito quando for o último dos cálculos positivos contínuos ou quando preceder
imediatamente para menos cálculos.
c) Você não receberá crédito quando estiver dentro de uma extensão de menos contagens.
4. (+ -) (Mais-Menos) Esses itens são calculados com meio crédito, Dois semestres são calculados como um item
total.
5. (-) (Menos) Você não recebe nenhum crédito.
6. (-CO) (menos com oportunidade) Eles não recebem crédito e são calculados dessa maneira apenas para ter uma ideia
aproximado da incapacidade do sujeito em certos aspectos da maturidade social.

COMPUTADOR TOTAL
A soma de todos os itens positivos contínuos é considerada como Computação Básica da Escala. Isto
A computação é registrada no protocolo na parte da Pontuação básica.
(Não se deve esquecer que dois meios créditos são contados como um. ½ e 1/4 - I).
A pontuação adicional é adicionada à pontuação básica e essa soma representa a Computação total da escala.
Esse cálculo total deve ser convertido em idade por interpolação, de acordo com o ano em
a folha de registro
Para esse fim, os números dos itens podem ser usados para representar uma contagem bruta total.
O total expresso como um número de item deve ser reduzido para uma fração do valor do ano mais próximo do
primeira casa decimal.
Por exemplo, uma contagem de 61 significa a contagem superior do ano V-VI, que pode ser 5,99 ou 6,0.
Um cálculo de 62 significaria 1/4 do ano passado o VI, que é de 6,25 ou 6,3 meses.
Uma contagem de 69 significa 4/5 de um ano passado VII, que é de 7,9 meses.
Um cálculo de 83 significa 2/3 de um ano anterior XI, ou seja, 11,67 ou também 11,7 ou também 11,7 meses
Exemplos: suponha que uma criança tenha obtido os seguintes resultados:
Pontuação básica 53
Pontuação adicional 9
Pontuação total 62

Page 7

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 6/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland
1. O item No. 62 da Escala será pesquisado e o grupo de anos ao qual ele pertence será registrado. Neste caso, o grupo VI-VII.
2. Este grupo de ano consiste em quatro itens no total, o sujeito passa no primeiro item, portanto, o cálculo
é igual a 1/4 do ano passado VI. Como o ano foi considerado como um valor de 100, o cálculo é o seguinte:
1/4 de 100 = 25%
3. Pela regra de 3, será calculado quantos meses o cálculo obtido é equivalente a:
K - 25 x12 = 3 meses
100
4. Este resultado é adicionado ao grupo de anos em que a criança foi colocada. Nesse caso, é equivalente a 6 anos de idade
3 meses anos.
Para obter o cálculo dos itens colocados em um grupo de anos cujo intervalo representa mais de um ano,
Cálculo proporcional deve ser feito.
Se o grupo do ano incluir 3 anos, os meses obtidos serão multiplicados por 3; se o grupo do ano contemplar 2 anos,
os meses serão multiplicados por 2, etc ... (1).

OUTRAS OBSERVAÇÕES

Os cálculos de idade podem ser convertidos em coeficientes sociais. O procedimento mais simples é
Divida a idade social do sujeito pela idade cronológica e retire o coeficiente decimal ou social (CS).
Este é o mesmo procedimento usado para converter as contagens de idade mental de Binet em um quociente de
inteligência
Os 25 anos de idade cronológica são considerados o maior divisor para o cálculo do coeficiente.
Em geral, circunstâncias excepcionais devem ser registradas em "Observações" e consultadas no
interpretação dos cálculos, enquanto os próprios cálculos devem ser o mais objetivo possível.
(1) No final deste livreto, você encontrará uma lista na qual as pontuações incluídas no
Escale e, ao lado de cada um deles, a Idade Social que corresponde a essa pontuação, para que você só
você deve calcular a Pontuação básica, adicionar a Pontuação adicional e a Pontuação total obtida a consultará no
lista, cujo lado você encontrará a Idade Social correspondente a essa pontuação.

ESCALA DE MATURIDADE SOCIAL DA VINELAND (E. DOLI)

AUTO-AJUDA GERAL (AAG)


Perguntas detalhadas
Item No.
2. Segura a cabeça
Mantém a cabeça voluntariamente (sem ajuda) com o tronco ereto por um período definido (aproximadamente
minuto) O mais importante é que você não precisa de ajuda.
3. Pegue objetos que estão ao seu alcance
Empurra, pega ou pega espontaneamente objetos que estão ao alcance do braço e os segura por alguns segundos.
segundos
5. Ele se vira contra si mesmo
Deitado em uma posição propensa, ele se vira até ficar de costas ou vice-versa, sem ajuda.
6. Alcance objetos próximos

Page 8

Tente obter objetos que estejam próximos, mas fora do alcance do braço, e que por sua forma ou cor
Eles atraem a criança.
8. Sente-se sem apoio
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 7/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland

Ela fica reta em uma superfície plana, sem suporte de suportes por um período definido (cerca de
minuto) Talvez gire irregularmente, mas a posição correta permanece.
9. Levante-se
Ele se levanta segurando. Permanece por um minuto ou mais.
13. Pegue com o polegar e outro dedo
Pegue com o polegar e outro dedo ao tirar objetos pequenos. Os objetos não devem ser passados devem estar em
alcance da criança
15. fica sozinho
Permanece apenas em uma superfície plana, sem se agarrar a uma pessoa ou objeto, por um período definido (cerca de
um minuto). Você pode balançar um pouco e pode ajudar com os movimentos dos pés, mas mantenha
posição ereta por pelo menos um minuto.
23. Supere pequenos obstáculos.
Abrir ou fechar portas: suba nas cadeiras e use-as para alcançar o que deseja; use a bengala como um implemento,
remover pequenos obstáculos; use a cesta ou um receptáculo para transportar ou transportar coisas.
26. Abandone o transporte de carro em ônibus
Chega de viajar de buggy. Caminhe ou use caminhantes ao sair. Use o carro apenas às vezes.
35. Peça para ir ao banheiro
Através de gestos ou palavras, ele expressa seu desejo de ir ao banheiro. Raramente durante o dia há acidentes deste
natureza Você não é solicitado a comparecer apenas no banheiro, mas a tornar conhecidas suas necessidades.
41. Evite pequenos riscos
Entre quando chove; Mostre alguma suspeita com animais ou estranhos. Ele é cuidadoso em cair
de balanças ou lugares altos. Evite o perigo de alguns objetos, como fósforos, utensílios cortantes, copos
Material quebrado ou pesado. Tenha cuidado ao atravessar a rua. Em geral, apesar de ser um pouco aventureiro, é
cuidado com os riscos.
51. Cuide-se no banheiro.
Ele vai ao banheiro sozinho e sem ajuda. Amarre e desamarre suas roupas. Você pode precisar de ajuda nos botões de voltar.
Executa outras operações necessárias (limpas). Ele não sofre acidentes dessa natureza no dia nem
durante a noite, com exceções.
66. Diga a hora (em quartos de hora)
Leia relógios grandes corretamente até o quarto de hora mais próximo e use esses períodos para regular
Suas atividades Não é necessário que você tenha um relógio, mas sim que o consulte em relação às suas chegadas e
vindo

POTÊNCIA AUTOMÁTICA (AA)


Perguntas detalhadas

Item
11. Beba de um copo com ajuda

Page 9

Use o copo ou copo para beber, ajudado por alguém segurando o utensílio; bebê sem descansar e quase não
derrame líquido. O importante é que ele pode beber de um copo quase sem derramar ou segurar uma certa quantidade
de líquido na boca.
16. Não saliva
Ele estabeleceu controle sobre a saliva para que a boca e o queixo não exijam limpeza constante, para
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 8/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland
Exceto quando você come. Não usa babador.
20. Mastigue a comida
Mastigue alimentos sólidos ou semi-líquidos antes de engolir.
25. Beba de um copo ou copo sem ajuda
Sem ajuda, use o copo ou o copo para beber, levando-o com uma ou ambas as mãos nas laterais do copo. Bebê sem
derramar
28. Coma com uma colher
Use a colher para comer em uma panela, copo ou prato: cozinhe sem ajuda e sem derramar uma quantidade considerável. Sim
É comida sólida deve ser dada partida. O importante é que você coma sozinho.
30. Discriminar entre substâncias comestíveis
Evite comer resíduos e discrimine prontamente as substâncias comuns que podem ser consumidas ou não,
Não há necessidade de dar exemplos. O importante é que a criança não precise ser observada com frequência
sobre sua tendência a colocar objetos na boca.
33. Desembrulhe doces
Ao dar doces embrulhados, retire o embrulho sem sugerir ou lembrar antes de comê-los. Este item inclui
Descasque as bananas e rejeite os cuescos.
38. Coma com garfo
Sem derramar muito, use o garfo para alimentos sólidos que não precisam ser cortados.
39. Obter bebidas sem ajuda
Consegue obter uma bebida sem ajuda quando necessário, obtendo um copo ou copo, se estiverem acessíveis,
abrir e fechar a chave sem riscos sérios.
62. Use a faca para espalhar
Use a faca para espalhar manteiga ou geléia no pão, sem fazer isso para embalar tudo. Não
Peça ajuda.
67. Use a faca para cortar
Use a faca para cortar carne. Pode ser ajudado ocasionalmente, com alimentos difíceis ou muito sólidos, como
como aves de capoeira ou carne com ossos.
75. Cuide-se à mesa
À mesa, ele atende às suas próprias necessidades; Ajuda a si mesmo de acordo com as necessidades. Retire a casca
do ovo cozido, espinha de peixe, tempere suas saladas. Ele pode usar um pouco da cozinha?

VESTIDO AUTOMÁTICO (AV)


Perguntas detalhadas
Item
21. Ele tira as meias

Page 10

Sem ajuda, remova as meias, meias ou sapatos, se eles foram desabotoados anteriormente. Não é tão simples
jogo, mas como um ato de se despir. As roupas devem estar soltas o suficiente ou simples
manipulação para permitir a manipulação.
37. Ele tira o paletó ou o vestido
Sem ajuda, tire a jaqueta, o vestido, o casaco, quando estiverem desabotoados. As roupas devem ser fáceis
tirar.
40. Seque as mãos sozinho

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 9/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland
Sem ajuda, você seca as mãos de maneira aceitável. As mãos da criança devem ser lavadas, mas ele deve levar o
toalha e tente secá-los.
42. Coloque a jaqueta ou o vestido sem ajuda
Ele veste um casaco, jaqueta ou vestido sem ajuda, mas não os abotoa. Roupas não devem ser difíceis de
colocar. (Calças ou jeans azul não estão incluídos).
47. Jaqueta ou vestido de botões
Ele veste seu casaco ou vestido e abotoa alguns sem ajuda.
50. Ele lava as mãos e as seca sem ajuda
Aceitavelmente e sem ajuda, você lava as mãos com sabão, sem precisar lavá-las novamente. Deve ser
capaz de executar a tarefa por si só (alcance o sabão, a toalha, não respingue ou brinque com a água).
52. Lave o rosto sem ajuda.
Aceitavelmente, lave o rosto (exceto as orelhas) e seque-o sem ajuda. Pode ser ajudado se entrar sabão
olhos
54. Vista-se sozinho, exceto gravata
Ele se veste sem amarrar gravatas, fitas ou gravatas. O botão está acostumado. Obtenha ajuda para colocar o
cachecol, sapatos de água ou botas para o clima; roupas apertadas ou difíceis de ajustar, como chombas ou
vestidos justos e roupas casuais, que requerem cuidados especiais.
64. Tome banho com ajuda
Torna-o super-vigiado; Pode ser ajudado a preparar o banho lavando e secando os cabelos e retocado naqueles
lugares onde é necessário insistir que eles são muito limpos.
65. Ele se deita sem ajuda.
Sem ajuda, ele executa as operações para ir para a cama com uma performance habitual para ele; vá para a peça sozinha,
Ele se despe, vai ao banheiro, acende a luz, abre a cama de acordo com a rotina da família. Pode ser acompanhado ou
jogue fora, mas não requer necessariamente empresa ou assistência; acompanhá-lo é bastante uma ajuda
sentimental A timidez ou o medo das trevas devem ser tomados como falta de maturidade.
70. Ele penteia ou escova o cabelo
É aceitável pentear ou escovar os cabelos ao se vestir, sair ou chegar aos visitantes. O importante é que o
criança faz isso sozinha; Ele se importa e presta atenção à sua aparência pessoal. No caso de meninas com cabelos
longos, tranças, não precisa ser feito com perfeição, mas deve ser suficiente para que seu penteado seja
aceitável.
74. Ele toma banho sem ajuda
De uma maneira aceitável, você toma banho sem ajuda, despe-se, prepara a banheira ou o chuveiro, lava e seca sem ajuda e sem
precisa ser lavado novamente (a lavagem ou secagem do cabelo não está incluída).
86. Cuide de suas roupas completamente

Page 11

Raramente requer ajuda para cuidar de sua pessoa, incluindo tomar banho, lavar e secar cabelos; se corta
as unhas das mãos e pés raspadas (se você tem barba); faça uma seleção apropriada de suas roupas
acordo com a ocasião e a hora; amarrar sua gravata, fitas e laços, você pode aceitar conselhos sobre
Vestiário apropriado. Em resumo, ele se cuida na limpeza e no vestir.

LOCOMOÇÃO (L)
Item
12. Rasteja e se move no chão
Rastejando no chão rastejando, mas deve ser monitorado enquanto o faz e para evitar golpes.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 10/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland
18. Ande pela peça sem ajuda
Ande pela peça, não apenas como um ato motor, mas demonstrando uma crescente responsabilidade pessoal.
29. Passeie pela casa ou quintal
Caminhe pela casa ou no pátio, requer apenas olhares ocasionais para o local onde está ou para o que há pouco
preocupação em fazê-lo, desde que não haja perigos por onde você anda.
32. Suba a balança sem ajuda
Você deve subir sem ser ajudado; Ele faz isso andando em vez de engatinhar. Pode ser retirado da grade ou parede e
Você pode dar dois passos por passo. Você não deve confiar em outra pessoa. As balanças devem ter um
altura razoável.
45. Abaixe a balança sem ajuda, colocando um pé por etapa
Abaixe a balança sem ajuda, colocando um pé por etapa. Pode ser afirmado na parede ou nos trilhos, mas não em um
pessoa
53. Caminhe pelo bairro sem prestar atenção
Ele vai para a vizinhança imediata sem ser vigiado. Pode ser limitado às áreas pelas quais pode andar. Ele
Pode ser necessário o conhecimento de suas atividades. A criança deve ser avisada do perigo de atravessar a rua ou passar
numa certa direção que envolve riscos, o que a criança deve respeitar.
61. Ir sozinho à escola
Ele vai sozinho para a escola ou para outros lugares familiares fora da vizinhança imediata. Você também pode ir com amigos, mas
Ninguém está diretamente encarregado dele. Atravessará a rua.
77. Passeie pela sua cidade
Saia de seu bairro para ir a lugares previamente determinados, sozinhos ou com seus amigos. Pode ser
restrito nessas áreas perigosas ou de cuidados; o importante é que eles possam se mobilizar
apropriado e vá para onde quiser, ou seja enviado em horários apropriados e que não envolva perigos.
92. Vai apenas para lugares próximos
Vai além dos limites de seu povo. Ele é responsável por seu comportamento ao fazê-lo. Não basta seguir as instruções
explícito indo de um ponto a outro e retornando, mas está fazendo bem. Distâncias
cruzado não precisa ser grande; áreas relativamente desconhecidas, é responsável durante sua
caminha.
96. Vai apenas para lugares distantes
Vai apenas para aldeias desconhecidas ou relativamente desconhecidas, sem companhia (não ao cuidado de alguém). É
suspeita de perigos comuns e enfrenta com sucesso emergências comuns. Pode perder temporariamente
contato com o ambiente doméstico; mas deve ser considerado com as pessoas que o atenderão agora
eles são parentes ou amigos; com as pessoas da casa que permanecerão.

Page 12

OCUPAÇÃO (O.)
Perguntas detalhadas
Item

7. Divirta-se (quando autônomo)


Ele diverte sinos ou outros objetos simples; entretém em atividades simples por quarto de hora
ou mais, sem a necessidade de cuidar. Este item não é satisfeito se o personagem da criança exigir um
observação constante, porque mesmo nesta fase inicial a atividade da criança reflete um grau de
responsabilidade intuída por suas ações e que não precisa de mais controle quando não está
dormindo
19. Faz listras com lápis ou caneta

É
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 11/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland
É entretido com lápis ou caneta por curtos períodos (um quarto de hora). Passe para cima e para baixo com
movimentos circulares, para os lados, sem quebrar a ponta do lápis ou quebrar o papel. Ele faz isso espontaneamente ou
solicitação, como meio de ocupação.
22. Movendo Objetos
Mover, mover ou mover para colocar objetos seguindo uma finalidade, organizar os objetos de acordo com um modelo
ou ordem. A atividade pode ser iniciada pela criança ou sugerida pelo adulto, mas não requer supervisão
ajuda continuada ou adulta.
24. Ele procura e traz objetos familiares
Mediante solicitação, faça caminhadas úteis, como levar ou transportar itens perdidos, para ou de lugares próximos, ou
fazendo pequenas tarefas para pessoas que não estão longe.
36. Comece suas próprias atividades de jogo
Ele lida com brincadeiras ou atividades semelhantes por iniciativa própria ou com sugestões simples, como colorir com lápis,
construir com blocos, vestir bonecas, olhar livros. Você pode fazer isso com outras crianças, mas não requer cuidados
de idosos, porque eles não devem fazer nada destrutivo.
43. Corte com uma tesoura
Use uma tesoura sem corte para cortar papel ou sexo. Não há perigo em fazê-lo e não é destrutivo com tesouras,
Mas deve ser vigiado. O resultado da sua ação não precisa necessariamente ser útil.
48. Ajuda nas pequenas tarefas domésticas
Contribui de alguma forma na casa, com atos como: levar recados e reconhecer coisas, ajudar a colocar
ou levante a mesa, alimentando os animais da casa, tremendo. Ser de alguma utilidade nas coisas
menores A criança não é solicitada a executar essas tarefas rotineiramente, mas é sugerida. Ele vai mostrar pouco a pouco
iniciativa ou espontaneidade para fazê-lo.
55. Use lápis ou giz para desenhar
Desenhe com lápis ou giz e faça formas de algo reconhecível, como homem, casa, árvore, animais. Outros
Equivalente aceitável é modelagem com plasticina, argila ou areia molhada.
57. Use patins, velipedo, bicicleta ou carro
Ele se preocupa sem vigilância, fora de seu quintal, usando palafitas, patins, triciclo, carros e outros
Veículos similares que devem ser exercitados com algum cuidado. Pode incluir pular na corda, subir no
árvores etc.
71. Use ferramentas ou utensílios

Page 13

Este item é passado quando as ferramentas e utensílios são usados pela criança para algum propósito prático,
como reparar objetos semelhantes, costurar, cozinhar, tricô ou jardinagem. Presume-se que a criança deve ter um
conhecimento prático e uma certa capacidade de usar esses itens, mesmo que o produto resultante seja algo
grosseiro
72. Executa tarefas domésticas de rotina
Sem pressioná-lo, ajuda efetivamente nas tarefas simples da casa que são apresentadas diariamente e para
que assume alguma responsabilidade, como sacudir, arrumar, limpar, lavar, secar pratos, colocar e
levante a mesa, arrume as camas. Para avaliar positivamente este item, você não deve se desculpar pela preguiça
descuido ou incompetência.
80. Faça pequenos trabalhos pagos
Ocasionalmente, ele executa trabalhos por sua própria iniciativa na casa ou no bairro, para os quais recebe
Pequenas somas de dinheiro. Incluirá trabalhos como: jardinagem, venda de revistas, trabalho como filho de
recados, lavando carros e outras atividades similares.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 12/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland
82. Execute bloqueios criativos simples
Isso se reflete nas tarefas domésticas que já começaram, como cozinhar, costurar, cuidar de animais
presentes. Você pode escrever poemas simples, desenhar figuras. O aspecto mais importante deste item é o
atividade que contrasta com as ocupações diárias e rotineiras.
89. Executar o trabalho de rotina com responsabilidade
Ele é responsável e executa tarefas habituais e variadas, tarefas familiares, como servir a mesa, ajudar
no jardim, lava-rápido e lava-louças, cozinha, repara danos.
98. Tem uma ocupação ou continuará seus estudos
De uma maneira lucrativa, ele é empregado como operário de fábrica, agricultor, trabalhador, assistente de artesão, empregada doméstica
teclas, assistente de vendas, garçons, etc. ou continue os estudos acima do ensino médio. Em caso de desemprego
Deve-se notar se é devido à falta de oportunidade e não à incompetência do sujeito ou à falta de demanda por dinheiro.
106. Executa trabalhos de habilidade
Ele é um funcionário no nível de diarista especializado, supervisor de ocupações ou supervisão, como
trabalhadores de escritório, artesãos, enfermeiros, trabalhadores, pequenos comerciantes, capataz, mordomo ou
estudando até o nível de cursos superiores.
107. Participar de atividades recreativas
Ele usa seu tempo livre para manter ou melhorar seu bem-estar físico e mental através de
leituras, jogos e esportes, hobbies, jardinagem, música, arte, teatro etc., recriações vulgares para matar o
tempo, eles não são levados em consideração.
108. Sistematize seu trabalho
Trabalhe por sua própria iniciativa, de acordo com um sistema, para alcançar um uso mais eficaz das habilidades e
oportunidades Faz programas de trabalho a serem seguidos em emergências com critérios crescentes
quantidade, qualidade e variedade de trabalho. Use novos métodos e projetos para aumentar a eficácia no
trabalhar
111. Supervisiona o trabalho ocupacional
Gerencia seus próprios negócios no nível de pequenos comerciantes ou mantém uma posição de maior
capacidade executiva, superior aos graus de capataz em ocupações de rotina.
113. Dirige ou gerencia os negócios de terceiros

Page 14

Mantém uma posição executiva ou supervisão técnica ou emprega vários trabalhadores por conta própria.
Planeje e organize o trabalho de outras pessoas com eficiência.
114. Realiza trabalhos especializados ou profissionais
Executa trabalhos que envolvem maior habilidade e esforço. Continue carreira profissional literária ou artística
de alto mérito.
116. Crie suas próprias oportunidades
Ele domina o ambiente e gerencia sozinho, designa a maneira de fazer as coisas; contribui com idéias; afasta-se de
a rotina acentuada; consegue desenvolver novas descobertas operacionais imprevistas, gerenciamento
eficiente Mantém essas atividades criativas e organizadoras por um período apreciável de anos.

COMUNICAÇÃO (C)
Item
1. Gorgea, sorria
Vocalize de maneira desarticulada através de um murmúrio ou murmúrio. Gorgea espontaneamente ou arrulhar com
Animação e satisfação óbvias. Rir espontaneamente ou quando estimulado.
10. Talk Imite sons
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 13/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland

Ele balbucia ou produz sons desarticulados que revelam aparentes tentativas de imitar palavras. Eles são outra coisa
Que vocalizações legais. Geralmente eles adultos entendem o que a criança quer dizer.
17. Siga as instruções simples
Ele vem quando é chamado, vai a lugares próximos quando é enviado; indica objetos específicos nas caixas
quando solicitado; realiza jogos de pantomima quando solicitado, em geral, colabora em atividades
Simples quando solicitado.
31. Use o nome de objetos familiar
Nomeie-o, use objetos familiares com esse nome (não incluindo pessoas) para fins práticos. Não
apenas diz o nome dos objetos quando eles são apresentados, os pesquisa e os refere por nome,
espontaneamente Possui um idioma próprio, que utiliza de maneira apropriada e reconhecível para as pessoas
perto de casa O número de palavras não é muito extenso, mas são úteis para a criança como meio de
comunicação (pode ser uma dúzia de palavras).
34. Fale pequenas frases
Use frases curtas, faça a combinação sujeito-objeto com um vocabulário aproximado de 25 ou mais palavras.
O idioma deles é bem-sucedido dentro desses limites e não apenas uma conversa, aliviando assim o progresso prático do
linguagem usual
44. Conte experiências
Faça resumos simples de experiências ou conte histórias (sem ajuda), seu conteúdo é consistente e com poucos
detalhes. O vocabulário e a linguagem não são tão importantes quanto a continuidade do
história
58. Escreva palavras muito simples
Imprima cartas ou escreva de forma legível o primeiro nome ou algumas palavras familiares de três letras sem
cópia Ele faz isso espontaneamente ou por ditado. Ortografia correta não é essencial ou escrita
totalmente legível
63. Use o lápis para escrever

Page 15

Escreva uma dúzia de palavras simples com melhor ortografia, de maneira legível. Ele faz isso por iniciativa
próprio ou por ditado, mas não copie. As palavras podem ser escritas independentemente ou com alguma estrutura
gramatical
73. Leia por sua própria iniciativa
Faz uso independente e eficaz do material de leitura (próximo à 3ª série do Ensino Fundamental), como quadrinhos
quadrinhos, títulos de revistas, quadrinhos simples, notas, ilustrações simples para seu próprio entretenimento ou
informação.
78. Escreva ocasionalmente letras curtas
De tempos em tempos, escreva cartas curtas para amigos ou parentes, por sua própria iniciativa ou seguindo um simples
sugestão e o faz sem ajuda, exceto na ortografia de palavras incomuns e endereços familiares.
Pelo carimbo e o endereço no envelope.
79. Faz chamadas telefônicas
Além de continuar a conversa, a criança é solicitada a executar todo o procedimento de chamada, incluindo
Encontre o número no guia. Este item pressupõe que a criança tenha conhecimento geral sobre o telefone e
Em seus telefonemas, ele limita parentes ou pessoas que ele conhece, ele também a usa como uma atividade social. (O
O item não inclui as dificuldades mecânicas do uso de telefones automáticos.
81. Responda a avisos, compre por correspondência
Este item é definido quando a criança responde a um aviso no jornal, revista, rádio ou outro tipo de aviso.
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 14/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland

comercial, onde existem cupons para enviar, responder perguntas, solicitar literatura informativa e fazer
Compras no catálogo.
84. Divirta-se com livros, jornais e revistas
Leia para obter informações ou por prazer nas colunas de quiosques e revistas diárias, livros de ficção, aventuras,
viagens etc. O item pressupõe que o material de leitura seja acessível à criança em casa e fora dela.
casa
90. Comunica-se por carta
Este item inclui escrever notas ou cartas para pessoas que não são parentes da criança ou têm um relacionamento próximo.
com ele e cujo objetivo é social ou serve como uma troca para receber ou fornecer informações mais sérias ou
indicações mais difíceis.
91. Mantém-se informado dos eventos atuais
Este item inclui discussões inteligentes sobre notícias gerais, esportes nacionais e locais, desenvolvimento de
notícias científicas e culturais, progresso político e econômico. Portanto, o item presume que a criança
manter-se informado sobre questões que tenham um amplo sentido social e que aumentem seu valor ao longo
como cidadão

AUTO ENDEREÇO (AD)

60. Você pode confiar nele com dinheiro


Ele é responsável por pequenas somas de dinheiro quando é enviado para efetuar pagamentos ou / e determinadas compras.
Cuide do dinheiro e use-o conforme as instruções. A quantidade de alterações não é necessária neste item.
76. Faz pequenas compras
Compre itens úteis, execute alguma seleção, gosto e discriminação ao fazê-lo e são responsáveis pela
Segurança do item, dinheiro e devolvido correto. (Material escolar, artigos de higiene pessoal, pequenos presentes).

Page 16

83. Cuide de si e dos outros


Às vezes, você fica sozinho por sua conta e risco, por uma hora ou mais em casa ou no trabalho e
consegue cuidar de suas próprias necessidades imediatas ou daqueles que podem ser deixados à sua
tenha cuidado Deve ser capaz de resolver uma emergência; carteiro, telefonema, vendedor ligando para o
porta
87. Compre seus próprios acessórios de fantasia
Selecione e compre acessórios de vestuário pessoais, levando em consideração o custo, o item em si, etc., como
como fitas, gravatas, roupas íntimas, roupas brancas, sapatos etc. Casacos, ternos, vestidos não estão incluídos aqui.
Ele tem autoridade para comprar a crédito, sendo apoiado por idosos; a criança será solicitada com antecedência
observe o custo, a qualidade etc. dos materiais.
93. Sair no dia sem vigilância
Ele sai de casa durante o dia, sem supervisão e é responsável por seus movimentos sem perceber por
avançado. Ao fazer isso, observe um comportamento discreto.
94. Você tem seu próprio dinheiro para suas despesas
Você tem uma quantia considerável de dinheiro para suas despesas (1.500 ou mais por semana, subsídio ou lucro) e a utiliza
discretamente e razoavelmente mais em necessidades pessoais úteis, do que em gozo imediato. (Este item é
avaliará de acordo com o nível econômico da criança).
95. Compre todas as suas roupas
Ele geralmente seleciona e compra suas roupas e objetos pessoais, incluindo vestidos, ternos, casacos, etc. Pode
Seja avisado ou ajudado, mas tome apenas suas decisões finais. Essas compras podem ser feitas com dinheiro que

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 15/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland
Você ganhou, empréstimo ou crédito autorizado.
97. Ele se preocupa com sua própria saúde
Faça um critério pessoal, preservando sua saúde, levando em consideração as regras normais ou comuns
higiene, doenças agudas ou acidentais, infecciosas ou contagiosas, cuidando de si próprio no
doenças menores e obter assistência profissional, se você precisar.
99. Sai à noite sem restrições
Ele é responsável por suas ações depois do escurecer, sem perceber com antecedência e não se mistura
dificuldades Ele é livre para sair à noite, mas pode explicar sua ausência, mais cedo ou mais tarde, como
cortesia ou formalidade. Você pode ser solicitado a estar em casa em um determinado momento. Não inclui ficar
fora a noite toda. Um sinal positivo é adicionado à pontuação se chegar no horário indicado.
100. Controle sabores maiores
Faça suas principais despesas com discrição. Ele faz isso com seus contadores, ganhos ou bilhetes, recebe apenas de outras pessoas
Conselhos gerais sobre como usar o dinheiro.
101. Assume responsabilidade pessoal
Ele dirige seus próprios assuntos sociais, mas considera o bem-estar dos outros ao fazê-lo. Faça discrição
(julgamento e previsão) em atividades pessoais.
102. Use o dinheiro com sabedoria
Ele vive de acordo com sua renda; lida com a propriedade das obrigações primárias; evitar desperdícios e
extravagâncias dentro de um padrão de vida prudentemente relacionado a seus insumos, recursos e
obrigações. As despesas são mais graves e com objetivos previamente determinados do que de natureza frívola.
105. Economize para o futuro

Page 17

Mantém sua independência econômica. Gerencie margem para contingências fora do seu controle. Antecipe seu
necessidades ou vantagens futuras, deixando de lado uma quantidade significativa de sua renda ou recursos de poupança,
seguros ou investimentos, etc. Compre sua própria casa a crédito, as jóias com móveis, fornecem a educação de seus
crianças e outras despesas de investimento que tenham valor intrínseco ou que antecipem seu bem-estar futuro. O caminho de
viver permite excedentes para emergências.
112. Compra para terceiros
Ao cumprir esse item, a pessoa faz ou aprova grandes compras que vão além de suas necessidades. Por exemplo
compras para parentes, etc. e, ao fazê-lo, distribui uma responsabilidade, escolha e julgamento.

SOCIALIZAÇÃO (ÕES)
Perguntas detalhadas
4. Dê armas às pessoas que você conhece
Peça para ser levado ou mostre desejo de ser criado ou levado pela mãe, babá e outros membros da família;
e, ao fazê-lo, discrimina entre os membros da família e aqueles que são estranhos a ele.
14. Requer atenção pessoal
Peça atenção que vai além do mero cuidado de suas necessidades físicas. Ele indica seus desejos a serem tomados
para outro lugar, para conversar ou brincar. Ao fazê-lo
participar ativamente para atrair atenção. A resposta para seus esforços pode ser fornecida por um
familiares e outras pessoas conhecidas por ele.
27. Brinque com outras crianças
Brincam na companhia de outras crianças da mesma idade e conhecidas, sem criar perturbações, não
intervém agressivamente. A atividade é bastante individual, mas "se dá bem com outras crianças". Requer

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 16/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland
Muito pouca vigilância Os períodos de jogo podem ser relativamente curtos, mas a tendência de se dar bem
com as outras crianças já foi estabelecido.
46. Joga cooperativamente no nível do jardim de infância
À medida que os interesses do jogo se desenvolvem, as relações sociais se expandem a partir do
jogo independente na companhia de outras crianças para coordenar jogos em participação com outras pessoas. Tal grupo
A coordenação começa no nível do jardim de infância (tomando chá, brincando com bonecas etc.) em geral, “jogos
conjunto no qual a ação mútua ou recíproca é abrangida. A criança pode ser o líder ou quem segue o jogo é
Expressivo e cooperativo.
49. Agir pelos outros
Participe de cenas imaginativas para entreter os outros, seja como recitar, contar, dançar. Deve ser algo
espontâneo e não mostrar a criança. Eles devem ser executados individualmente ou com outras crianças.
56. Participar de jogos e exercícios de competição
Configure jogos em pequenos grupos de 3 ou 4 crianças da mesma idade, por exemplo, brinque quando for pego, escondido,
pular corda, bolas, luta, giro, para a estátua. Tais jogos requerem alguma disciplina e seguem certas
regras, como forma de facilitar a cooperação em grupo.
59. Participe de jogos de tabuleiro simples
Participe de outras pessoas em jogos de tabuleiro que exigem turnos, preservem regras, apreciem finais, sem parar
demais, como ludo, loteria de animais etc.
68. Ele questiona a lenda do Velho Pascuero.

Page 18

Rejeita intelectualmente o conceito de Velho Pascuero, mas não pode reter o conceito simbólico ou
emocional também rejeita outros conceitos, como fadas, duendes, coelhinho da Páscoa e
Personificação de objetos ou eventos.
69. Participe de jogos pré-adolescentes
Crianças. Envolve-se em um grupo de jogo cooperativo que não requer uma habilidade definida, com regras
assuntos como grupos não organizados de beisebol, futebol, basquete, hóquei, jogos ou partidas sistemáticas
Como seguir o líder (ladrão de paco), andar de bicicleta ou a pé, nadar, andar de skate etc.
Meninas. Eles se envolvem em jogos dramáticos que simbolizam situações domésticas ou sociais, como
jogar mãe, escola, médico, enfermeira, loja. (Observe a diferença de sexo no jogo em
esta fase e a mudança para o jogo menos vigoroso das meninas). Este item é considerado passado se a criança
normalmente busca recreação em modos equivalentes aos mencionados acima.
85. Crie jogos difíceis
Participe de jogos ou esportes relativamente complexos que envolvem habilidades, jogos como: tênis, pólo,
jogando cartas, jogos organizados em basquete, futebol, hóquei, xadrez, sinuca, ping-pong, etc.
88. Participa de atividades em grupo de adolescentes
Ele é um membro ativo e cooperativo de um grupo, equipe esportiva, clube, organização social ou
literário; planeja e participa de danças, festas, viagens, esportes ao ar livre, em grupos que representam um
agrupamento social com idades e interesses semelhantes, sem a orientação de adultos. O tipo de empresa é menos
importante que sua natureza cooperativa medeia entre o interesse de jovens e adultos.
103. Assume responsabilidades além de suas próprias necessidades
Contribui para a manutenção dos outros "é um bom vizinho" e compartilha responsabilidades com os outros.
104. Contribui para o bem-estar social
Participa de trabalhos sociais ou atividades da comunidade altruísta e o faz por iniciativa
possuir dá ajuda pessoal ou financeira a grupos sociais da igreja, escolas, organizações de assistência social. É

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 17/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland
membro ativo de grupos sociais ou clubes semi-profissionais, sociedades, organizações políticas e
ocupacional
109. Inspira confiança
Ele confia em períodos de tensão ou necessidade, é útil em emergências. Você é consultado em
assuntos que exijam um líder ou um julgamento. Ele tem uma posição que requer confiança social.
110. Promove o progresso cívico
Participar ativamente de movimentos sociais, comerciais, industriais, cívicos e educacionais que vão além
da sua rotina profissional. É um membro proeminente de grupos profissionais, ocupacionais, particulares,
religiosos, cívicos ou outros que contribuam de alguma forma para o bem-estar social.
115. Compartilhe a responsabilidade da comunidade
Essa atividade é definida como uma participação na administração geral ou no controle das responsabilidades monetárias
especializações em áreas como: comércio, ciência, arte, profissões, governo, etc. Isso parece ainda mais quando
essas posições são observadas nas quais a confiança do público entra ou quando a pessoa lidera
importância cívica
117. Promove o bem-estar geral
Ele obteve amplo reconhecimento por promover o progresso público, atividades filantrópicas, religiosas,
educacional, cultural, científico, industrial, político, etc.

Page 19

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 18/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland

Page 20

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 19/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland

Page 21

PROTOCOLO

I. IDENTIFICAÇÃO:
NOME: ________________________________________________________________
DATA DE NASCIMENTO: __________________________________________________
IDADE (expressa em anos e meses): ____________________________________________
SEXO: ____________________
ESCOLA: ___________________________________________________________
Pessoa que informa: __________________________________________________
OCUPAÇÃO: ______________________________________________________________
ANOS DE EXPERIÊNCIA NO SEU TRABALHO: ___________________________________

II ITENS DE APLICAÇÃO

0 - eu
ITENS CATEGORIAS COMPUTADORES
___________ 1 C "Twitter" sorri.
___________ 2 AAG segura a cabeça
___________ 3 AAG Pegue itens que estão ao seu alcance
___________ 4 S. Aborda pessoas que são familiares
___________ 5 AAG liga-se
___________ 6 AAG Alcance objetos próximos
___________ 7 O. Divirta-se (quando não assistido)
___________ 8 AAG fica sem suporte
___________ 9 AAG Stand up
___________ 10 C. "Conversa" (sons imitando)
___________ 11 AA Beba de um copo ou copo com ajuda
___________ 12 L. Rasteja e se move no chão
___________ 13 AAG Agarre com o polegar e outro dedo
___________ 14 S. Requer atenção pessoal
___________ 15 AAG fica sozinha
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 20/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland

___________ 16 AA Não saliva


___________ 17 C. Siga instruções simples

I - II
___________ 18 L. Carnina pela peça sem ajuda
___________ 19 O. Faz listras com lápis ou giz de cera
___________ 20 AA Mastigue a comida
___________ 21 AV Ele tira as meias
___________ 22 O. Mover objetos
___________ 23 AAG supera pequenos obstáculos
___________ 24 O. Ele vai procurar e traz objetos familiares

Page 22

___________ 25 AA Beba de um copo ou copo, sem ajuda


___________ 26 AAG Abandonou o transporte de ônibus em ônibus
___________ 27 S. Brinque com outras crianças
___________ 28 AA Coma com colher
___________ 29 L. Passeie pela casa ou pelo quintal
___________ 30 AA discrimina entre substâncias comestíveis
___________ 31 C. Use o nome de objetos familiares
___________ 32 L. Suba as escadas sem ajuda
___________ 33 AA desembrulhar doces
___________ 34 C. Fale frases pequenas

II - III
___________ 35 AAG pede para ir ao banheiro
___________ 36 O. Indica suas próprias atividades de jogo
___________ 37 O AV tira o casaco ou o vestido
___________ 38 AV Coma com garfo
___________ 39 AA recebe bebida sem ajuda
___________ 40 AV seca as mãos sozinho
___________ 41 AAG Evite pequenos riscos
___________ 42 A AV veste a jaqueta ou o vestido, sem ajuda
___________ 43 O. Corte com uma tesoura
___________ 44 C. Conte experiências

III - IV
___________ 45 L. Desça as escadas colocando um pé por degrau
___________ 46 S. Joga cooperativamente no nível do jardim de infância
___________ 47 Botões AV jaqueta ou vestido
___________ 48 O. Ajuda nas pequenas tarefas domésticas
___________ 49 S. Realiza "exposições" para outros
___________ 50 AV lava as mãos sem ajuda

IV - V
___________ 51 AAG se cuida no banheiro

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 21/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland
___________ 52 AV Lave o rosto sem ajuda
___________ 53 L. Percorra a vizinhança sem prestar atenção
___________ 54 Vestidos AV sozinhos, exceto nó
___________ 55 O. Use lápis ou giz de cera para desenhar
___________ 56 S. Participe de jogos competitivos

V - VI
___________ 57 O. Use patins, velocípede, bicicleta ou carro
___________ 58 C. Escreva palavras muito simples

Page 23

___________ 59 AD Você pode confiar em dinheiro


___________ 60 S. Participe de jogos de tabuleiro simples
___________ 61 L. Vai para a escola sozinho

VI - VII
___________ 62 AA Use a faca para espalhar
___________ 63 C. Use o lápis para escrever
___________ 64 A AV toma banho com ajuda
___________ 65 AV vai para a cama sem ajuda

VII - VIII
___________ 66 AAG Diz o tempo (em quartos de hora)
___________ 67 AA Use a faca para cortar
___________ 68 S. Questiona a lenda literal do velho Pascuero
___________ 69 S. Participe de jogos pré-adolescentes
___________ 70 AV penteia ou escova o cabelo

VIII - IX
___________ 71 O. Use ferramentas ou utensílios
___________ 72 O. Realiza tarefas domésticas de rotina
___________ 73 C. Lee por sua própria iniciativa
___________ 74 Banhos AV sem ajuda

IX - X
___________ 75 AA Cuide-se à mesa
___________ 76 AD Faz pequenas compras
___________ 77 L. Passeie pela sua cidade livremente

X - XI
___________ 78 C. Ocasionalmente escreva letras curtas
___________ 79 C. Faz chamadas telefônicas
___________ 80 O. Os pequenos trabalhos pagos
___________ 81 C. Responder a avisos, comprar por correio

XI - XII

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 22/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland
___________ 82 O. Execute trabalhos criativos simples.
___________ 83 AD Cuide de si ou dos outros
___________ 84 C. Divirta-se com livros, jornais e revistas

XII - XV
___________ 85 S. Faça jogos difíceis
___________ 86 AV Cuide de suas roupas completamente

Page 24

___________ 87 AD Compre seus próprios acessórios de fantasia


___________ 88 S. Participa de atividades em grupo de adolescentes
___________ 89 O. Execute o trabalho de rotina com responsabilidade

XV - XVIII
___________ 90 C. Comunica por carta
___________ 91 C. Mantém-se informado dos eventos atuais
___________ 92 L. Vai apenas para lugares próximos
___________ 93 ANÚNCIO Sai no dia sem vigilância
___________ 94 AD Você tem seu próprio dinheiro para suas despesas
___________ 95 AD Compre todas as suas roupas

XVIII - XX
___________ 96 L. Vai apenas para lugares distantes
___________ 97 O AD se preocupa com sua própria saúde
___________ 98 O. Tem uma ocupação ou continua a estudar
___________ 99 Venda à noite sem restrições
___________ 100 AD Controle suas despesas mais altas
___________ 101 AD Assume responsabilidade pessoal.

XX - XXV
___________ 102 AD Use o dinheiro com sabedoria
___________ 103 S. Assume responsabilidade além de suas próprias necessidades
___________ 104 S. Contribui para o bem-estar social
___________ 105 AD Economize para o futuro

XXV - ...
___________ 106 O. Realiza o trabalho com habilidades
___________ 107 O. Participe de recriações benéficas
___________ 108 O. Sistematize seu trabalho
___________ 109 S. Inspira confiança
___________ 110 S. Promove o progresso cívico
___________ 111 O. Supervisiona o trabalho ocupacional
___________ 112 AD Compra para terceiros
___________ 113 O. Dirige ou gerencia os negócios de terceiros
___________ 114 O. Realiza trabalhos especializados ou profissionais
___________ 115 S. Compartilhe responsabilidades da comunidade

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 23/24
30/09/2019 Atualizações na avaliação infanto-juvenil e psicodiagnóstico: escala de maturidade social de Vineland
___________ 116 O. Crie suas próprias oportunidades
___________ 117 S. Promove o bem-estar geral.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 24/24