Você está na página 1de 25

COMO TER

SUCESSO EM
AÇÕES
Por Andrey Nousi
ÍNDICE
Introdução....................................................... 3
1. Definindo o Perfil do Investidor ................ 5
2. O Modelo Andrey Nousi de Investir.......... 7
3. Como Fazer Valuation ........................... 15
4. Ferramentas de Valuation ...................... 18
5. Estratégias para Ter bons Retornos ...... 20
6. Conclusão .............................................. 24
Appendix....................................................... 25

ii
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

INTRODUÇÃO

Você chegou até aqui pois provavelmente, como a grande maioria de nós, sente a
necessidade de aprender a investir melhor. Com as taxas de juros caindo cada vez mais, a
poupança não acompanha sequer a inflação e se você quer manter o seu poder aquisitivo é
fundamental aprender a investir.
Investir no mercado financeiro pode parecer muito difícil e limitado somente a pessoas com
muito dinheiro. Mas nada poderia estar mais distante da realidade do que isso. Hoje com
apenas 30 reais é possível começar a investir e existem vários conteúdos de alta qualidade e
gratuitos que podem lhe ensinar como tomar os primeiros passos para buscar sua liberdade
financeira.
Historicamente a bolsa de valores sempre ficou limitada a pessoas de alto poder aquisitivo e
seu linguajar rebuscado sempre afugentou aqueles que não são experts no tema.
É por isso que decidi criar esse livro. Para lhe mostrar que sua liberdade financeira está mais
próxima do que você imagina e que ela está a seu alcance se você quiser. Entretanto é
importante frisar que investir não é um projeto que lhe tornará rico da noite pro dia. Tomar as
rédeas das suas finanças pessoais requer trabalho e existe uma curva de aprendizado que
com o tempo tornará mais fácil. Mas as recompensas são muito maiores que o esforço
necessário.
Quem sou eu para ter tamanha audácia em querer lhe ensinar como cuidar do seu tão valioso
dinheiro? Meu nome é Andrey Nousi. Faço gestão de portfólios na casa dos 8 dígitos em um
dos maiores bancos do mundo. Tenho mais de uma década de experiência no mercado
financeiro. Sou certificado pelo CFA (a mais seleta e renomada certificação no mercado).
Nascido e criado no Brasil, porém hoje um cidadão do mundo. Já vivi em 7 países e estou há
8 anos na Suíça. Falo 6 idiomas. E principalmente, ajudo milhares de pessoas, como você, a
aprender como macroeconomia e gestão de portfólios afetam diretamente na sua vida e como
você pode utilizá-las para seu próprio benefício.
Agora que você me conhece, deixa eu conhecer mais sobre você:
• Você sente que poderia investir melhor seu dinheiro?
• Você está preocupado com a situação econômica e financeira no Brasil e no mundo?
• Apesar de uma infinidade de informações gratuitas, você sente dificuldade em filtrar as
informações necessárias para investir?
• Apesar de uma infinidade de ações, você sente dificuldade em qual escolher?

3
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

• Você tem interesse, mas não tem o dia todo para acompanhar o mercado financeiro?
• Você acompanha alguns influencers na internet para ajudar a formar sua opinião?
• Você gostaria de alguns atalhos, simples e efetivos para investir com confiança?
Se você respondeu “SIM” à maioria dessas perguntas, você chegou ao lugar certo.
Nesse livro, eu vou direto ao assunto. Em como você deve pensar e agir quando for comprar
e/ou vender uma ação. Linguagem rápida e com pulos do gato, meu intuito é lhe ajudar a ser
um melhor investidor quando terminar de ler esse livro. Eu explico também o processo de
análise de ações para você se sentir mais confortável em tomar decisões de investimentos.
Esse processo passa por entender:
• Por que essa ação?
• Por que agora?
• Por que para mim?
Quando alguém me pergunta, “qual ação devo comprar?”, eu respondo com outra pergunta:
“qual produto devo comprar no supermercado?”. A analogia é rasa, mas faz muito sentido.
Quantas vezes vou ao supermercado por semana? Quantas pessoas moram comigo? Quais
produtos já tenho em casa? Qual orçamento? Quais meu gostos e preferências? E assim por
diante.
Da mesma maneira, a curiosidade do perguntador tem muito sentido, mas faltam muitas
informações para formular uma resposta sensata:
• Quem é o investidor? Qual a situação familiar dele? Quanto de dinheiro ele tem? Qual
a frequência de aportes? Qual é o portfólio atual? Qual a tolerância para perder dinheiro?
Quanto tempo ele pretende segurar a ação? Etc etc etc.
No próximo capítulo, eu explico um sistema básico de formulação de perfil do investidor, que
você pode utilizar para casar suas expectativas com as ofertas de ações.

4
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

1. DEFININDO O PERFIL DO INVESTIDOR

Antes de sair por aí buscando a próxima Magalu é importante você definir quem você é como
investidor. Entender seus objetivos, necessidades e limitações é fundamental para alinhar as
expectativas à realidade. Isso é uma maneira prudente de gerir investimentos.
Não tem muito sentido uma aposentada de 80 anos sair comprando 100% do seu patrimônio
em ações da Oi, com o intuito de lucrar em possível turnaround da empresa, não é mesmo?
Se ela perder tudo, não terá muito tempo para reconstruir patrimônio.
Da mesma maneira, um jovem de 20 anos com um futuro promissor, também não precisa
alocar 100% das sua ações em empresas de baixo risco e baixo crescimento. Ele pode se dar
ao luxo de tomar mais riscos, pois se, por ventura, perder dinheiro, ainda terá bastante tempo
para acumular capital.
Lembre que juros compostos são a 8ª maravilha do mundo. E um dos componentes para eles
brilharem é tempo. Então um jovem deve buscar reinvestir seus ganhos em investimentos
com alto potencial de crescimento.
Dentre os detalhes a se definir no perfil do investidor, os mais importantes são:
1. Renda, Despesas, Patrimônio e Dívidas:
Ter as finanças pessoais controladas é fundamental para saber seu potencial de aportes.
Uma pessoas com pouco patrimônio, baixa renda e economizando pouco, terá menos
flexibilidade que uma pessoa com mais.
2. Objetivos e sonhos:
Você quer investir para melhorar sua qualidade de vida? Para ter uma renda passiva? Para
poder ter uma aposentadoria tranquila? Para comprar um carro ou uma casa? Ou
simplesmente para poder se vangloriar que tem ótimos retornos (nada contra também, quem
nunca..)?
Definir o objetivo pelo qual está investindo, lhe dirá quanto e quando você deverá acumular
para chegar lá. Torna o sonho muito mais próximo da realidade e faz você ter expectativas
realistas, assim como analisará cada decisão de investimento como sendo um passo mais
próximo do objetivo.
3. Capacidade e habilidade de tolerar risco:
Como ficariam suas finanças se, por ventura, suas ações caíssem 50%? Você conseguiria
manter o mesmo estilo de vida? Você conseguiria dormir?

5
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

Existem pessoas que não toleram a possibilidade perder dinheiro. Quedas de 5% são
suficientes para fazer a pessoa perder o sono. Enquanto que existem pessoas que podem
perder 90% em uma ação e nem pestanejam.
Entender o impacto de perdas é fundamental para saber que tipo de ação alocar no portfólio.
Se você tolera muito risco, então ações cíclicas, com maior volatilidade e potencial de
crescimento (ou perdas) são mais apropriadas. Caso contrário, ações estáveis, defensivas
são mais adequadas.
4. Conhecimento e experiência com investimentos:
Você investe há muitos anos ou começou agora? Você tem experiência com diferentes tipos
de investimentos? Conhece os mais diversos tipos de investimentos? Você sabe como os
diferentes tipos de investimentos se comportam em diferentes cenários?
Esse tipo de análise é importante para entender a sofisticação do investidor. Se você nunca
investiu, talvez seja mais interessante começar por coisas mais simples e ir aumentando a
complexidade com o tempo.

Essas quatro questões são o ponto de partida para definir o perfil de risco do investidor. Uma
vez que você definiu seu perfil de risco do investidor, você estará mais apto para escolher
ações que façam sentido para você.

6
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

2. O MODELO ANDREY NOUSI DE INVESTIR

Independente se você é um investidor iniciante ou experiente como Warren Buffett, sempre


podemos aprender mais.
Desenvolvi um modelo de análise de ações que pode ser usado por qualquer investidor; com
qualquer nível de experiência. Ele consiste em um conjunto de 10 perguntas que lhe ajudam a
entender a atratividade de uma empresa para o longo prazo e que consequentemente ajudam
a determinar se faz sentido investir na ação:
1. Sou cliente dessa empresa?
Quando você é cliente, você conhece de perto os benefícios e fraquezas de um
produto/serviço e assim sabe o potencial que a empresa tem em atrair novas
demandas. Pense em alguma empresa que você tem afinidade. Já é um bom começo.

2. Entendo bem o modelo de negócio da empresa?


Como é a cadeia produtiva? Quem são os clientes e fornecedores? A empresa é
dependente de poucos clientes ou fornecedores? Onde estão as fábricas e centros de
distribuição? A empresa está mais no online ou físico? Entender o modelo de negócios
é uma boa maneira para saber onde estão os pontos forte e fracos da empresa.

Quanto mais complexo for o modelo de negócio, mais difícil será para você entendê-lo
e analisar a empresa bem. Eu gosto de empresas de setores que eu consiga explicar a
cadeia produtiva para uma criança de 5 anos.

Empresas do setor farmacêutico, biotecnologia, bancário, seguradoras são exemplos


de setores com muitas premissas e provisões que requerem muito conhecimento para
saber se o modelo de negócios tende a prosperar ou ficar para trás.

Empresas de tecnologia, consumo, construção, industrial são relativamente mais fácil


de entender de onde vem e para onde vai o dinheiro e como circula dentro da empresa.

3. As receitas e lucros da empresa estão crescendo?


Parece óbvio, mas muita gente ignora esse ponto. Quanto mais dinheiro estiver
entrando na empresa, maior a chance da ação subir. Uma empresa que tem receitas
crescentes é um forte indicador de demanda e maior clientela, que se satisfeita,
retornará para comprar mais. Uma empresa que está gerando lucros crescentes, pode
se dar o luxo de eventualmente tomar algumas decisões sub-ótimas. Repare nas

7
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

maiores empresas do mundo: Microsoft, Apple, Amazon, etc. Todas têm receitas e
lucros crescentes.

4. A empresa é uma das líderes do setor?


Quando uma empresa é a líder do seu setor, ela dita as regras para todos players. Ela
consegue oferecer preços mais baixos por mais tempo que a concorrência e assim
aumentar seu market share. Ela consegue ditar a demanda e influenciar o
comportamento dos consumidores. Pensemos, por exemplo, na Apple. Há décadas ela
cria tendências e produtos que mudaram nosso estilo de vida.

5. O setor está crescendo?


Quando o setor por inteiro cresce, a maioria das empresas no setor tende a crescer
também. É aquela história, mesmo se você tem uma pequena fatia no bolo, se o bolo
cresce, sua fatia fica maior. Pensemos, por exemplo, no setor de “streaming”. Apesar
de uma concorrência acirrada, o setor cresce muito e ainda tem muito potencial de pela
frente. Dado que fora dos EUA a penetração ainda é pequena. Então há espaço para
muitas empresas crescerem juntas: Netflix, Disney+, Apple TV+, Hulu, etc.

6. Existem altas barreiras para novos concorrentes?


Quanto maior a concorrência, mais gente para dividir o bolo. Mais pressão para
redução de preços, margens e lucros. Empresas em setores com altas barreiras para
novos competidores tendem a ter preços mais estáveis. Altas barreiras no sentido que
é necessário muito dinheiro para criar uma nova empresa no setor. Ou que são
necessárias muitas autorizações governamentais. Ou em um setor com
monopólio/oligopólio. Vejamos o exemplo de cartão de crédito. Apesar de ser um
serviço relativamente simples, esse segmento é dominado por apenas 3 empresas:
Visa, Mastercard, Amex. É muito difícil alguma empresa conseguir penetrar nesse
segmento. Consequentemente as 3 têm um poder grande para manter os preços
estáveis a seu favor.

7. Os gestores são competentes e têm o interesse alinhado aos acionistas?


Quem é o CEO, Presidente do Conselho, CFO, etc? São pessoas renomadas e com
históricos de boas administrações? Ter uma direção competente é fundamental para
implementar bons modelos de negócios.

Os diretores estão lá há bastante tempo ou a rotatividade é grande? Alta rotatividade


na direção às vezes pode ser um alerta de problemas internos.

8
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

Existe diversidade no conselho ou os membros são homogéneos? Estudos mostram


que diversidade em conselho de diretores é ligada a uma boa performance na ação.
Isso se explica pelo fato que diversidade permite a criação de novas ideias e
contestação do status quo. Por outro lado, conselhos formados por membros que se
parecem muito podem criar viés de confirmação, onde se aceita informações que
confirmam suas crenças e rejeitam as contrárias.

Ademais, ações de empresas que têm um sistema para alinhar os interesses dos
diretores aos dos acionistas tendem a performar melhor no longo prazo. Isso se explica
pelo fato que o diretores pensarão em estratégias para fazer a empresa crescer
sustentavelmente, o que consequentemente atrai acionistas que querem investir para o
longo prazo. Isso tem relação positiva e direta no resultado da ação.
Como alinhar esses interesses? Sistema de compensação para os diretores baseado
na crescimento do preço da ação para o longo prazo (3 ou 5 anos).

Essas informações você pode encontrar nos relatórios financeiros publicados pelas
empresas em suas páginas de “Relação com Investidores” ou “Investor Relations”.

8. A empresa e/ou setor tem riscos de novas regulamentações contra seu modelo de
negócios?
Empresas em setores estratégicos para a economia de um país têm uma atenção mais
próxima do governo. Consequentemente estarão mais suscetíveis a medidas do
governo que podem danificar suas operações. Pensemos, por exemplo, na Petrobras
ou Eletrobrás. Por anos o governo utiliza de sua porcentagem nas empresas para
determinar preço de energia e gasolina. Isso reduz a confiança entre os investidores
que essas empresas são livres para tomar as melhores decisões para seus acionistas
e sim para o estado. Pensemos adiante, setor de telefonia, altamente regulamentado
pela Anatel. E assim por diante.

Empresas em setores livres de intervenção para prosperar têm mais chances de êxito
no futuro.

No http://www.b3.com.br/ você consegue ver a participação acionária de cada empresa


na B3.

9. Fidelidade da clientela
O clientes são fiéis? Existe uma alta recorrência de compras dos produtos e/ou
serviços da empresa? Vender para um cliente satisfeito é muito mais fácil que atrair
novos clientes. A empresa gasta menos com marketing, com Business Intelligence, etc.

9
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

Assim, quando os clientes são fiéis, o LTV (lifetime value) aumenta. O LTV é o quanto
de dinheiro ganho por cada cliente ao longo da vida. Consequentemente a margem e
lucros aumentam. Fora que facilita a previsão de receitas futuras e permite a empresa
a fazer investimentos nos próprios negócios.

Empresas com alta recorrência de receitas (e de preferência crescentes) são bem


vistas no mercado, como empresas seguras. Consequentemente terão mais demanda,
o que aumenta o preço da ação.

Outra, quando uma empresa tem uma base boa de clientes fiéis, ela consegue
aumentar sua esteira de produtos. Pensemos o exemplo da Apple. Hoje ela oferece
uma gama de produtos e serviços diferentes e a recorrência dos seus clientes em cada
um cresce a cada dia. O iPhone, iMac, iPad, AirPods, Apple TV, Apple TV+, etc. Todos
de muita qualidade. Não é à toa que a Apple é uma das maiores empresas no mundo.

10. Dívidas controladas


Quando uma empresa toma dívidas, esse capital é utilizado para investir nas
operações da empresa e portanto alavancar o crescimento. Não somente isso, juros de
dívidas geram redução em pagamento de impostos. Em geral, a tomada de crédito
deve ser benéfica para os acionistas, no primeiro momento.

O problema começa quando a empresa passa da dose e começa a ter dívidas


altíssimas. Se isso for acompanhado de margens baixas é um sinal amarelo. Pois caso
a economia do país entre em recessão, ou se as vendas caírem por qualquer motivo, a
empresa terá dificuldade em honrar seus compromissos.
EXEMPLO: AMAZON
Nesse link acima explica muito bem como utilizar o método Andrey Nousi em casos reais.
Vejamos a Amazon, por exemplo:
1. Sou cliente dessa empresa?
SIM, consumo muito dela. Conheço bem a marca. Acho impressionante como eles têm
tudo lá dentro e conseguem oferecer bons preços. O que não gosto? Não entregam
muitas coisas na Suíça. Má reputação com tratamento de empregados.
Como eu, muitas outras pessoas também devem ter essa percepção. Se os pontos
positivos superam os negativos, maravilha. Ponto pra ação.

10
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

2. Entendo bem o modelo de negócio da empresa?


Relativamente bem. Entendo bem o princípio de ecommerce, marketplace (conectando
compradores e vendedores), serviços de cloud, streaming, estúdios, etc. Entendo quais
são as fontes de receitas, onde está o futuro (cloud) e gargalos (alto investimento e
diminuídas margens no segmento de streaming).

3. A receitas e lucros da empresa estão crescendo?


Sim e muito. Mesmo sendo uma das maiores empresas do mundo as receitas ainda
crescem acima de 20% por ano. A empresa agora começa a focar no crescimento de
lucros (que por muitos anos ficou em segundo lugar, dando preferência a crescimento
de receitas).

11
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

4. A empresa é uma das líderes do setor?


Sim, de ecommerce e muitos outros segmentos que a empresa faz parte. Amazon está
sempre lançando tendências e influenciando sua base de clientes.

5. O setor está crescendo?


Sim e muito. Com o coronavírus, a migração para online acelera mais ainda. Vendas
online têm crescido próximo de 20% por ano mundialmente e mesmo assim só
representam 16.4%1 de vendas do comércio total.
6. Existem altas barreiras para novos concorrentes?
Apesar do modelo de vendas online ser relativamente simples, competir no mesmo
nível da Amazon é muito díficil. Dado seu enorme porte, ela consegue ter economias
de escala e consegue operar com custos fixos muito baixos em comparação a
competidores menores.

1 Fonte: Digital Commerce 360 projections; Novembro 2019

12
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

7. Os gestores são competentes e têm o interesse alinhado aos acionistas?


Jeff Bezos, fundador da Amazon e CEO, é o homem mais rico do mundo, com uma
fortuna estimada em $117bi (em maio de 2020). Ele fundou a Amazon em 1994 com a
ideia de ser uma livraria online. Bezos é altamente respeitado por ser um visionário, um
exímio gestor. O conselho de diretores da Amazon tem boa diversidade de gêneros e a
compensação de seus diretores é atrelada à performance da ação no longo prazo (que
por sinal vai muito bem, subiu 465% no últimos 5 anos). Essas informações são de livre
acesso na página de Relação com Investidores da empresa.
8. A empresa e/ou setor tem riscos de novas regulamentações contra seu modelo de
negócios?
Sim, há alguns meses o congresso americano vem ventilando a possibilidade de
repartir as grandes empresas de tecnologia americana, Amazon, Google, Facebook,
etc, com a justificativa que elas são tão grandes que proíbem uma concorrência leal
para outras empresas. Esse tipo de caso, chamado Antitrust, já foi utilizado algumas
vezes nos EUA. O mais famosos entre eles estão AT&T, Kodak e Standard Oil, que
tiveram que aceitar restrições impostas pelo governo americano, reduzindo seu
potencial de crescimento.
9. Fidelidade da clientela
A Amazon tem mais de 100 milhões de clientes no Amazon Prime (que corresponde a
82% das famílias americanas!!!), a retenção é de quase 95%. Esse tipo de retenção é
única. A empresa consegue isso pois dá uma séries de benefícios aos clientes. Em
troca, os clientes quase sempre pensarão na Amazon quando forem às compras. Win-
Win.
10. Dívidas controladas
A Amazon tem mais dinheiro em caixa que dívidas. Então sua dívida líquida é, na
realidade, negativa. Isso traz uma segurança enorme para os acionistas que o risco de
quebradeira é bem reduzido. A Amazon tem forte crescimento de fluxo de caixa e que
cresce a cada ano. Isso traz um conforto pro acionista que a empresa pode se auto-
financiar ao invés de requerer a acionistas ou credores para mais dinheiro.

Resumo, a Amazon é uma excelente empresa. Não é a toa que é uma das maiores do mundo
e tem grande chance de se tornar a maior nos próximos anos. Por esse motivo, muitos outros
investidores amam a ação, o que eleva a demanda por ela, e assim seu preço é considerado
muito caro.

13
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

Sendo assim, é necessário fazer mais análises para determinar se é um bom nome ou não.
Bom para quem? Será que uma pessoa de 80 anos deveria comprar a ação? Será que uma
pessoa que precisará do dinheiro em 6 meses deveria comprar a ação? Será que uma pessoa
que tem muito medo de perder dinheiro deveria comprar a ação? Será que a ação está cara
demais pelo que pode entregar? Será que vale a pena esperar um tempo? É aí que vem o
próximo capítulo.

14
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

3. COMO FAZER VALUATION

OK, você encontrou algumas boas empresas usando o Modelo Andrey Nousi de Investir,
agora se pergunta como escolher entre elas? Aí que entra a famosa análise
fundamentalista. Como o próprio nome diz, você vai analisar os fundamentos de cada
candidata para determinar qual tem mais potencial de retorno.
Muito dessa análise se passa por determinar o valuation da empresa. Isso significa
comparar o preço atual da ação com o preço pelo qual os fundamentos justificam. Se uma
ação está com preço de mercado abaixo do que os o fundamentos apontam, BINGO!
Encontrou uma boa candidata. Se o preço da ação está muito maior que os fundamentos
apontam, então é melhor não tocar.
Existem dois métodos para calcular Valuation: relativo e intríseco
Os princípios que regem cada método se resumem a:
A. Relativo: todos preferem pagar o menos possível por ativos idênticos
B. Intrínseco: todos preferem dinheiro hoje do que amanhã e todos preferem uma aposta
com retorno garantido do que uma arriscada
Não existe um método melhor do que o outro. Questão de gosto. Cada um tem o seu. Na
realidade os dois se completam para ter uma visão mais holística da ação. Muitos utilizam
o método relativo para filtrar ações candidatas e o intrínseco para saber se vale a pena
investir.
Eis aqui suas explicações:
A. Método Relativo

Responda rápido, existem duas casas vizinhas e idênticas. Uma custa R$500k e a
outra R$600k, qual você compra? Obviamente a primeira. Pode ser uma pergunta
tola, mas esse é o princípio para o Método Relativo. Comparar ativos mais
parecidos possíveis e escolher o mais barato (embora no mercado de ações nunca
encontraremos duas ações idênticas, mas você entendeu o conceito).

O 3 principais passos para fazer uma análise relativa são:


1. Encontre ações comparáveis
Busque ações do mesmo país, setor, tamanho. Por exemplo, comparar Itaú com
Bradesco, Santander faz mais sentido que comparar com a Electricité de
France, uma empresa de tamanho, setor e país diferente do Itaú.

15
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

2. Use variáveis de comparação padronizadas


Comparar o preço de uma ação da empresa X a R$10 reais e da empresa Y a
R$180 não tem muito sentido. O que tem sentido é você adicionar o lucro por
ação de cada e calcular o famoso múltiplo PREÇO/LUCRO (P/L). Se X tem R$2
de lucro por ação, seu P/L é de 5 (10/2). Enquanto Y tem lucro de R$90 por
ação. Então seu P/L é de 2 (180/90). A regra de ouro aqui é, quanto menor,
melhor. Embora X custe menos para comprar que Y, Y tem valuation mais
barato e é mais atrativa.

Na próxima vez que alguém lhe perguntar “O preço importa?” você ja sabe a
resposta.

3. Ajuste pelas diferenças


Embora o P/L seja um bom indicador para padronizar comparações, ele não diz
nada sobre projeção de lucros. É por isso que faz sentido adicionar uma outra
variável nesta equação: estimativa crescimento de lucros. Assim o múltiplo
passa a ser (P/L/C).

Passando ao nosso exemplo, X tem crescimento esperado de 10% e Y, 1%.


Então o P/L/C fica assim:
X: 10/2/10 = 0.5
Y: 180/90/1 = 2
De novo, quanto menor, melhor. Então X passou a ser a ação mais atrativa.

De uma maneira geral, quando este índice (que em inglês é chamado PEG) cai
abaixo de 1, a ação é considerada barata.

É dito que o mercado, no agregado, é eficiente, mas ações específicas podem


demonstrar ineficiências e portanto oferecer arbitragens, um lucro garantido explorando
ineficiências. Por isso que é importante fazer uma análise mais profunda para
determinar se o preço de uma ação está mais barato/caro do que os fundamentos
indicam. Essa análise absoluta utiliza o cálculo de valor intrínseco da ação.

B. Cálculo do valor intrínseco

O que você prefere, R$10’000 reais hoje ou R$1’000 reais por ano pelos próximos
10 anos? A grande maioria das pessoas prefere a primeira opção, por 2 motivos: as
pessoas preferem gratificação imediata e a inflação reduz o valor do dinheiro no
futuro.

16
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

O que você prefere, R$1’000 reais garantidos hoje ou um jogo de cara e coroa (cara
você ganha R$2’000 reais, coroa você não ganha nada)? Mais uma vez, a grande
maioria das pessoas prefere a primeira opção. Isso porque as pessoas preferem
uma aposta com retorno garantido do que uma arriscada

Some essas duas premissas e chegamos ao conceito de TAXA DE DESCONTO.


Essa taxa determina quanto um dinheiro gerado no futuro vale menos para você
hoje. Quanto mais incerto esse dinheiro futuro for, maior a taxa de desconto. Uma
outra maneira de pensar nele é qual o retorno anual exigido pelos acionistas para
investir na ação?

Essa taxa de desconto será uma variável no cálculo para determinar o valor
intrínseco da ação, que consiste em somar o total de dinheiro a empresa gerará
para os acionistas nos próximos anos. Esse dinheiros futuros são ajustados
anualmente pela taxa de desconto usando a seguinte fórmula:

Essa fórmula acima é simplificada. Para os que querem se aprofundar mais, no


Appendix você encontrará a fórmula completa. Apesar de simples, essa fórmula
possui várias premissas difíceis de calcular. Por exemplo, quanto de lucros uma
empresa gerará daqui 8 anos? Quanto precisará investir no negócio no ano 6? E
assim por diante.
Dado que a criação dessas premissas é subjetiva, ela é passiva de erros. Portanto a ideia não
é ter um número exato que seja 10% mais caro que o preço de mercado da ação. Mas sim,
algo que tenha uns 30%+ de discrepância. Assim você se permite uma margem de
segurança, caso sua tese esteja errada.

17
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

4. FERRAMENTAS DE VALUATION

No Brasil, o site da StatusInvest lhe permite fazer uma uma comparação entre diferentes
empresas, usando diversos múltiplos: de mercado e indicadores financeiros. Você pode
analisar várias empresas diferentes ao mesmo tempo e o site lhe diz no agregado quem teve
melhor performance:

No exterior, a TradingView dá esse acesso. Você pode fazer análise com empresas do mundo
todo e filtrar bem (país, setor, tamanho, etc):

18
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

Por outro lado, se você quiser fazer uma análise absoluta para calcular o valor intrínseco de
uma ação e comparar ao preço de mercado, você pode utilizar a Trade Brains

Pronto, agora você tem o conhecimento e as ferramentas para pesquisar e analisar ações que
façam sentido para você. Falta agora uma pouco de estratégias para evitar armadilhas e
erros. Segue no próximo capítulo.

19
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

5. ESTRATÉGIAS PARA TER BONS


RETORNOS

Quando você investe em uma ação você se torna sócio dela. Naturalmente você deve pensar
que agora você é um dos donos da empresa e deve estar atento aos riscos, bem como
oportunidades de crescimento. A beleza de investir é que você pode se desfazer das ações
mais rapidamente do que se fosse o sócio-fundador.
Segue aqui algumas estratégias que funcionam bem para mim quando vou investir em ações.
A. Não se apaixone por uma ação

É muito comum criarmos afinidade com alguma ação. Seja porque gostamos muito da
marca ou produtos. Seja porque ela é muito bem falada pelo nosso influenciador
favorito. Ou porque tivemos ótimos retornos com ela no passado.

Mas aí que entra o perigo. Quando nos apaixonamos por uma ação, passamos a sofrer
de “viés de confirmação”, onde ignoramos informações contrárias ao nosso
pensamento e só aceitamos aquelas que confirmam nossa crença. Isso pode ser
bastante perigoso, pois ignoramos os riscos que podem trazer prejuízo para nossos
investimentos.

Para evitar cair nessa armadilha, busque sempre desafiar seu modo de pensar. Busque
opiniões contrárias à sua e veja se tem sentido.

B. Não ache que sabe mais que o mercado

Volta e meia pergunto à minha audiência no Instagram se eles acham que podem ter
retornos melhores que a média do mercado. Em média 75% das pessoas dizem que

20
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

sim. Acredito que se perguntássemos isso a todos os investidores não-profissionais, a


estatística seria parecida.

Ora, se mais da metade acha que pode ter retornos acima da média, obviamente
muitos estarão errados.

Investidores não-profissionais (ou de varejo) tendem a superestimar sua capacidade de


gerir investimentos. Isso é exemplificado no alto número de pessoas que querem fazer
day trading (comprar e vender ações em curto espaço de tempo).

A FGV fez um estudo que de 2012 a 2017, 20 mil pessoas começaram a operar com
Day Trading no Brasil. Após 1 ano, 92% desistiram. Dos que continuaram, 91% tiveram
prejuízo. E apenas 13 pessoas (0.06% dos que começaram) tiveram lucros diários
médio acima de R$300 (R$6’000 por mês).

A dificuldade em se ter retornos consistentes acima da média do mercado se dá pelo


fato que existem milhões de outros investidores assistindo o mercado também. E
quando uma ação fica barata (por qualquer motivo que seja), haverá uma onda de
investidores que comprarão a ação, levantando seu preço e fazendo desaparecer a
oportunidade rapidamente.

Mas o legal é que isso é válido para trades no curto prazo. No longo prazo, a análise
fundamentalista é o que importa e ela é disponível para todos os investidores. Resta ter
paciência para investir para o longo prazo.

21
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

C. Não coloque todos os ovos na mesma cesta

Em outras palavras, diversifique seu portfólio. Colocar uma grande porcentagem do


portfólio em poucas ações é aumentar significativamente o risco. Quando se investe
em poucos ativos é apostar que aqueles poucos darão ótimos frutos. Mas basta
somente 1 ação cair muito para trazer toda a rentabilidade do portfólio para baixo.

A diversificação se dá em setores, tamanhos e até mesmo países. Assim você reduz a


correlação (probabilidade de andarem na mesma direção, positivo ou negativo, a todo
momento) entre elas.

Ter ativos com baixa correlação no portfólio é uma boa estratégia para reduzir risco de
perdas, sem comprometer lucros.

D. Mantenha a disciplina

Quanto a ação da Via Varejo vai subir amanhã? E depois de amanhã? E daqui a 155
dias? Ninguém sabe (se soubesse também não diria). Por isso que tentar fazer “market
timing” (decidir o momento exato para entrar ou sair) é quase impossível.

Manter a disciplina e seguir os fundamentos é muito mais prudente. Tem um estudo


que gosto muito que diz que de 2000 a 2019 (20 anos) a bolsa americana rendeu por
volta de 6% p.a. para o investidor que comprou e segurou. Entretanto, se um investidor
tentou fazer market timing. Comprando e vendendo. E perdeu somente os melhores 60
dias (dentre os mais de 5’000 dias do período), ele viria o retorno anual cair de 6% para
-7% p.a.. Se cada investidor tivesse colocado $10’000 em 2000, ao final de 2019 eles
teriam os seguintes portfólios:
o Segurou pelo período todo: $32’421
o Perdeu os 60 melhores dias: $2’331

22
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

Uma diferença de $30’000. Portanto a disciplina recompensa no longo prazo.

E. Mantenha seus vencedores e corte os perdedores

Ações seguem tendências e temos o costume a cristalizar lucros e deixar perdas


correrem. Isso porque a dor da perda realizada é maior que o prazer do ganho.

É fundamental fazer análises periódicas para verificar se a tese de investimento ainda


faz sentido, mas às vezes podemos estar cegos para riscos. O mercado entretanto nos
diz rapidamente.

Se uma ação muda de cenário para pior, provavelmente o preço vai despencar mais
rápido do que conseguimos analisar. É por isso que é importante utilizar estratégias de
Stop Loss (Para-Perdas). Ela consiste em você deixar uma ordem pré-programada no
seu Home Broker que caso uma ação tal caia uma porcentagem X (esse número é
subjetivo, alguns dizem 8% outros dizem 20%, etc), a ação é vendida automaticamente
para evitar que o buraco continue a aumentar.

Da mesma maneira, ações que sobem bem em nosso portfólio, sobem por algum
motivo e esse motivo tende a perdurar por um tempo. Analisar se o motivo ainda existe
faz sentido. E se motivo ainda está lá, segue o jogo!

23
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

6. CONCLUSÃO

Investir em ações é relativamente simples: escolher boas ações que se alinhem aos objetivos
do investidor e segurar pelo longo prazo.
Entretanto não é fácil. Não é fácil, pois temos uma infinidade de informações para analisar.
Uma infinidade de ações para escolher. Temos nossas limitações emocionais. Temos
assimetria de informações, pois muitas vezes não sabemos o que passa dentro da empresa.
Temos nossos objetivos de retorno e prazo que muitas vezes não se alinham ao que ação
pode oferecer. Etc, etc, etc.
Embora não seja fácil, existem ferramentas que ajudam a reduzir as dificuldades. Tudo
começa em você entender quem você é como investidor e o que você quer. Depois é
necessário filtrar ações que atinjam esses critérios. Após isso comparamos essas ações entre
si na análise relativa. Depois analisamos se o preço da ação é justificada por seus
fundamentos, na análise de valor intrínseco. E por fim criamos estratégias para buscar ter
bons retornos no longo prazo.

Se você achou legal esse conteúdo e ele te ajudou de qualquer maneira, peço que me
marque nas suas redes sociais e indique outros amigos que também precisem de ajuda em
como investir melhor

Instagram

Telegram

Twitter

Youtube

24
Como Ter Sucesso em Ações
Por Andrey Nousi

APPENDIX

Para calcular o preço intrínseco de uma ação, você precisa calcular o fluxo de caixa livre para
o acionista de cada ano nos próximos 10 anos. Após isso calcule o valor da perpetuidade.
Depois, traga cada fluxo de caixa anual a valor presente e some o total.

Fluxo de Caixa Livre para Investidores

Fluxo de Caixa na Perpetuidade Trazido a Valor Presente

g = crescimento de lucros
i (ou r ou Ke) = taxa de desconto

Taxa de Desconto no cálculo de Fluxo de Caixa Descontado

Rf = Taxa de Juros Livre de Risco (pense nos juros soberanos)


Β = Beta - sensibilidade da ação para variações do mercado (p.e. Ibovespa)
Rm = Retorno esperado do mercado inteiro
25

Você também pode gostar